Skip to main content

Full text of "Catálogo da importante e preciosissima livraria que pertenceu aos notaveis escritores e bibliófilos Condes de Azevedo e de Samodães, enriquecido de notas bibliográficas e noticias de varias ediCões de muitas das obras descritas"

See other formats




/- ^j 







CATALOGO 

HA 

IMPORTANTE E PRECIOSÍSSIMA LIVRARIA 

Que pertenceu aos notáveis escritores e bibliófilos 

Condes de Azevedo e de Samodães 

Enriquecido de notas bibliográficas e noticias de varias edições 

de muitas das obras descritas. 

E também de numerosos "fac-similes" de portadas, 

(roniispicios, páginas, gravuras, registos de lugar e de data de impressão 

das mesmas obras, etc. 

REDIGIDO rOR 

JOSÉ DOS SANTOS 

Com uma INTRODUÇÃO pelo erudito escritor e bibliófilo 

Sr. Anselmo Braamcamp Freire 

SEGUNDA PARTE 
N-Z 

Que ha de ser vendida em leilão no dia 20 de Novembro próximo 

e dias seguintes, ás horas adiante indicadas, 

em local oportunamente anunciado 

SOB A DIRECÇÀO Di: 

João Vicente da Silva Coelho 




M CM Wll 
TIP. DA EMPRESA LITERÁRIA E TIPOGRÁFICA 

321, KUA DA BOAVISTA, 321 

PORTO 



w 






CATÁLOGO 

DA 

LIVRARIA DE AZEVEDO -SAMODÃES 



Obras Bibliográficas e Literárias mais importantes compulsadas 
durante a elaboração do presente Catálogo 



Almirant»- bibliografia militar de Espana, Madrid, 1876. ln-8." niax. 

Azevedo Soares- Bibliografia nobiliarchica portvgvew. Braga, 1916, in-8.« gr. 

Barbier-Diclionnaire des nuvrages anonymes. Par/5, ;872-8P. in-8.o gr,. 5 vols. 

Barbosa Machado -BibHotheca lusitana. Lisboa, 1745-52, in-fol., 4 vols. 

Barrantes-Catátogo razonado y critico... Madrid, 1S63, m-8.». 

Bernardes Branco-Porlugal c os estrangeiros. Lisboa, 1870-05, m-S.' gr., ■> vols. 

BoLtim da Sociedade de Bibliophilos -Barbosa Machado.. Lisboa, 1012-15, .n-S.-, 3 vols. 

Braamcamp Freire-Vida e obras de Qil Vicente... Pofto, 1010, ,n-4.o gr. 

Brunet-M.annel du libraire et de Tamatenr de livres. Paris, 1360-89. in-8.o «r., 8 vols. 

Canto- Bibliotheca açoriana. Afores, 1390-900, in-8.», 2 vols. 

Colmeiro -La botânica y los botânicos de Ia península hispano-lusitana. Madrid, 1553, in-8.° gr. 

Duplessis -Hibliographie parémiologique. Paris, 1S47, in-8.«. 

Fernandes Tomás Cartas bibliographicas. Coimbra, 1876-77, in-8.', 2 Series. 

Ferreira da Fonseca -Subsidies para um Diccionario de pseudónimos, iniciais e obras anonymas 

de escritores portuguezes. Lisboa, 1896, in-B.o. 
Ficalho- Garcia da Orta e o seu tempo. Lisboa, 1886, in-S". 
Figanière-Bibliographia histórica portugueza. Lisboa, 1850, in-S.". 
Flrmin-Oidot-Catalogue des livres de M. Ambroise... Paris, 1S7S-84, b vols. 
Gallardo-finsayo de una biblioteca espanola... ^'■'''■'''■''''-'l'":'y,\^"\,, 
Garcia Peres -Cat.álogo razonado, biográfico e bibliograf.co... Madrid. 1390, >n-S.». 
Garcia Rico- Biblioteca Hispânica. Citalog., de libros... Madrid, 1916, m-8.«. 
Garraux-Bibliographie Brésilicne (1500-UyS). Pans, ;S98, in-8.ogr. 
Gracias-A imprensa em Qoa nos séculos XVI, XVll e XVIII. Nova.Qoa, 1380, ,n-S,. 

Haíbler- Bibliografia ibérica dei siglo XV... Haya, 1904-917, ,n-8.', 2 Fartes ou vols. 

Heredia -Catalogue de la bibliothèque de M. Ricardo... Paris, 1891-94, m-4.. gr., 4 vols. 

Kugelmann-Histoire de Timpriraerie eu Portugal. Paris, 1867, ln-S.«. 

Leclerc-B.bliotbèque américaine. Paris, 1878-91, in-8^ gr. e S"PPlement (n. 1 e 2V 

Martins de Carvalho- Diccionario b.blicgraphico mihtar portuguez. Lisboa, 1891, .n-g. gr. 

Melchòr Garcia -Catálogo paremiclógico. Madrid, 1918, in-8.° gr. . „ „ ^, , ^g,. 

Moniz -Catalogue de la bibliothèque de M. Fernando P='''-/f'';«V it/i^s/ô' in- 

Morante-Catalogus librorum Doctoris D. Joach. Oomez de la Cortina... Matrlt, 1854-62, m- 
8.", S vols.; e Suplementum, 1 vol. . , , . , 

Nicolau António- Biblioteca Hispana vetus, et nova. ^«'^"' ff ' ■"■'°^' ™ !; ;„ 3 . 

Paulitschlte-Die Afrika-literatur in der zeit vont 1500 b,s 1750 N. Ch. Wun, 1882, .n-8. . 

Pinto de Matos-Manual bibliographico portuguez. Porto, 1878, .n-8.". ;„ „ o cr 

Ricardo Jorge-Francisco R, d.igues Lobo. Estudo biog. e cr,. Co.mbra 1920 ^n-S^o gr. 

Rodrigues- B.bliothecaB.a.iliense. Catáloge .nnotado. R,o ,le Janeiro, 1907 ^,^■8.■• gr 

Sacramento Blake- Diccionario b.bliogr. b.azileiro. Rio de Janeiro. 1833-902. ,n-8.., 7 vols. 

Salva V Mallen- Catálogo de la biblioteca de Salva. Valência. 1872, ,n-8.« gr., 2 vols. 

Sanchez- bibliografia zaragozana dei siglo XV. Madrid. 1903. in-4 ■> max 

Serrano y Sanz-Apu.>tes para una biblioteca de escritoras espanolas desde el ano 1401 ai 18S3. 
Madrid, 1903-905, in-4. o gr., 2 vols. o „ „ „ u 

Silva f/«o«/«:/o;-Dicciona.io bibliographico portuguez. Lisboa, 1S58-1920. '"-^■»'^1 j;''- 

Sousa Viterbo-0 movimento lypographico e literário em Coimbra no século XVI. Coimbra 1894, 

—^ Er. Bartolomeu Ferreira. O primeiro censor dos Lusíadas. Lisboa, 1391, in-8.o gr. 

A Litteralura hespanhola em Portugal... iis6«a, ^!"2. i"'"-" K'- 

Teixeira de Melo-Catálogo da Exposiç.™ permanente dos ciinelios da Bibliotheca Nacional. R.a 
de Janeiro, 1335, in-8.° gr. . 

Ternaux- Bibliothèque américaine... Paris, 1837, in-S.o. 

Tito de Noronha- A imprensa portugueza durante o século XVL Pgrto, 1374,m-S.'. 
Ordenações do reino. Porto, 1373. in-4.«. 

Trindade-Catálogo da livraria... José Maria Nepomuceno. Lisboa. 1897, m-S.». 

Vifiaza- Bibliografia espanola de lenguas indígenas de América. Madnd, 1392, in-S.» max. 

Vindel- Catálogos. Madrid, 1901-17, in-8.', diversos vols. 

Xavier da Cunha -lmpresf.r.es Deslandesianas. Lisboa, 1896, in-S.*, 2 vols. 



CATALOGO 

DA 

IMPORTANTE E PRECIOSÍSSIMA LIVRARIA 

Que pertenceu aos notáveis esciitores e bibliófilos 

Condes de Azevedo e de Samodães 

Enriquecido de notas bibliográficas e noticias de varias edições 

de muitas das obras descritas. 

E também de numerosos "fac-similes" de portadas, 

frontispícios, páginas, gravuras, registos de lugar e de data de impressão 

das mesmas obras, ele. 

REDIGIDO POR 

JOSÉ DOS SANTOS 

Com uma INTRODUÇÃO pelo erudito escritor e bibliófilo 

Sr. Anselmo Braamcamp Freire 



SEGUNDA PARTE 
N-Z 




M CM XXII 

TIP. DA EMPRESA LITERÁRIA E TIPOGRÁFICA 

321, RUA DA BOAVISTA, H"J 1 

PORTO 



V 




CONDIÇÕES DO LEILflO 

1. — Em todos os dias de leilão haverá exposição dos 
livros uma hora antes de começar a venda. 

2. — Pôde ser exigido signal de 20 % qviando os lo- 
tes arrematados não sejam pagos em seguida. 

3. — Depois de escudos If, não se admite lanço infe- 
rior a $10 centavos. 

4. — Os lotes serão retirados nas 24 horas que segui- 
rem á arrematação. 

õ. — No ultimo dia de leilão, serão novamente pos- 
tos em praça os lotes que não tiverem sido pagos. 

6. — Feita a adjudicação e entregues os lotes, não se 
admitem reclamações. 

7, — O arrematante pagará 10 "y^, sobre o preço da 
arrematação, 5 °/o dos quais são para a Biblioteca Nacio- 
nal de Lisboa (Decreto n." 7002). 



ADVERTÊNCIA 

O Içilão efeçfiiar-se=ha aos dorningos, ás 13 horas, ç 
aos dias dç serrana, ás 20 horas. 



La VENTE aura lieu le 20 Novembro prochain et 
jours suivants, sous la direction de Mr. João Vicente da Silva 
Coelho, Libraire, 27, Rua do Mundo, 29 — LlSBONNE, 
Portugal. 

POUR LES COMMANDES 

Mr. João Vicente da Silva Coelho — Livraria, 27, 
Rua do Mundo, 29 — LISBONNE; Mr. Manuel dos San- 
tos — Livraria, 13, Largo do Calhariz, 14 — LISBON- 
NE ; Mr. José dos Santos — Livraria Lusitana, Calçada 
do Combro, 131 —LISBONNE. Se chargent des com- 
missions par cette VENTE, des personnes qui voudront 
bien les leur confier en envoyant les commandes, acom- 
pagnées des prix de chaque lot. 



Voir les conditions 



Encomendas para Portugal 



Recebem-se nas seguintes condições : 
1.' Devem ser acompanhadas do preço por que se 
deve arrematar cada lote. 

2." A comissão é de 10 "/„ sobre o preço da arrema- 
tação dos lotes pedidos. 

3/ Não se executam sem prévio pagamento, que 
pôde ser feito : 

1.° Enviando, como sin^il, a quantia equiva- 
lente a 50 °/„ do total dos preços oferecidos. 

2.° Autorizando casa bancaria, ou pessoa esta- 
belecida em Lisboa, a satisfazer a importância das 
arrematações á apresentação das respectivas contas. 
4.'' Os lotes serão entregues á pessoa encarregada 
de os pagar, ou remetidos directamente, sendo as despe- 
zas por conta do comprador. 



Comniandes poiír TÉfranger 



Les commandes seront executées dans les condi- 
tions sui vantes : 

1*^ Prix marque pour Tenchère de chaque lot. 

2^ Commission de 10 "j^ du montant de lots achetés. 

3^ Frais et emballage par compte de Tacheteur. 

4" Pour le payement immediat des lots i- cheque ou 
ordre de crédit sur un banquier ou négociant de Lisbon- 
ne, pour le montant des prix marquês, accompagnant 
les commandes. 



ABRE\?IATURA5 Mfll5 UTILIZADA5 E RESPECTIVAS 
CHAVES ELUCIDATIVAS 



Acad. das Sc Acaderiiia das Sciências. 

Acad. R. das Sc Academia Ue;il das Sciênckis. 

B. N. de L., ou Bibl. Nac. de Lisb. . Biblioteca Nacional de Lisboa, 

liibl. Miin. do Porto Biblioteca Municipal do Porto. 

liibl. d'Ajiida Biblioteca d'Ajudy. 

Bibl. da Acad. das Sc Biblioteca da Academia das Sci("'iicias. 

B. ou Br Brochado, Brochura. 

Cart Cartonado. 

Col., ou Coln Coluna. 

Cols., ou Colns Colunas. 

Des Desencadernado. 

Dr.jOU dr Doutor. 

K., ou Ene Encadernado. 

'■'• {T""'3-) Encadernação do pcrtiaininho. 

II Folha. 

ir Folhas. 

Fr Frei. 

liiip Imprensa, Impressa. 

In-32.°, In-24.°, In 16.°, ln-li.°, In S.», 

ln-4.", In-fol., etc Indica us vários fornjalos dos livros 

Innm Inutnerada. 

Inums Inumeradas. 

Ms., ou nis Manuscrito, Manuscrita. 

Mss., ou mss Manuscritos, Manuscritas. 

OIT., ou OfBc. Typ Oficina Tipográfica. 

P., ou P." Padre. 

Pag., ou Pags Página, Páginas. 

Prel., ou Preis Preliminar, Preliminares. 

S. 1., n. d Sem logar de impressão, nem data. 

Typ., ou Tip Tipografia. 

Vol., ou Vols. Volume, Volumes. 

? No final de alguma data, período, ou 

logar de registo de páginas de qual- 
quer volume, é indicativo de que 
tal data, período ou número de pá- 
ginas nos são de todo desconhecidas. 



CATALOGO DA LIVRARIA 



QUE PERTENCEU AOS 



Condes de Azevedo e de Samodaes 



N 

2188— Nabo (P. /4«<omo).— f^ CEREMONIAL E OR^||DINAHIO DA MIS- 
SA... Lisboa... 156S. 
{Do fronlispicio damcs a seguinte reiírndução foto-zincográfica) : 



Xcr% 





:-M 


^^Pi 


m 


iot^g 9 


wKXcèKM 



CEREMONÍAL E OR»*, 

DINARIO DA MISSA, E D El 
COMO SE HAM DE ADMINISTRAR ^^ 

íacramcntos da fancfla madre igreja, (001 ^ 

dttlttajam d»rirtude & vío deItei,A dnaríii^ 

<jvicdc c^i lium fcfjra ao pouocercu^ 

diísdoanno^ comoatrMcoolãs 

necedãmt peta o> Cunt, ^ 

maíiucíiaoici. 

Fcitcptr mnduJo Jt/imi/Hmc Trhicift, <r Çuicd Ifatt 
im Enn^ut , Xrccki/ft dt ijflm , o-r. 

% 

Imprcflbem í->stoj«(i)talJde Frjncifio Corrca,]gp„|fo, 
dodicoSenhor, AoiiêisdcMayo. 'J** 
Com Priuilcgio Real. 
• ■^ TaxaJo é reU em paptí. 



(O original mede íGSXllS""") 

In-4.° de IV ÍT. (prels.) inums. e 105 nums. pela frente, além de uma em 
branco, final. E. 



CATALOGO DA LIVRARIA 



Na frente (verso em branco) da primeira das IV ff. prels. o titulo ou frontispício acima 
reproduzido em «fac-simile» ; na frente da H. II a licença de fr. António de S. Do- 
mingos : «Soppofto que afsi parece ao Senhor Dõ George, || 8i ao fenhor Prouifor, 
dou licença que fe Im- 1| prima ho liuro chamado Ceremonial. a féis de|lMayo de 
1568. 11 Frey António de fam Domingos.»; e o -«ALVARÁ.» régio permitindo a im- 
pressão, datado e subscrito no fim : «Luis de Sexas o fez em Lisboa a xx. Doctubro, 
de mil ii quinhétos || fefenta &■ fete. loam de Sexas o fez efcrever. |1 O 'Card. 
Iffante.' ; no verso da mesma fl. II e na frente da III o «PROLOGO.» (impresso 
com caracteres itálicos); e no verso da mesma fl. Ill e em toda a IV o «REPERTÓ- 
RIO.» (Índice). 

A obra propriamente dita, que decorre nas 105 ff. nums. pela frente, compreende como 
que diversas partes ou capítulos, dentre os quais registaremos os seguintes : 

•f^ CEREMONIAL DA (%^ Miffa: 8r como os fieis ChrirtãDs a deuem ouuir.» 
"5"^ COMO SE HAM DE ^-J |1 ADMINISTRAR OS SACRAMEN- || TOS DA 
SANCTA MADRE EGREJA, COM 1! declaraçam da virtude & vfo delles, & do-l| 
ctrina que de cada hum fe fará ao || pouo em certos dias do || Anno.» (Do Sacra- 
mento do Baptilmo. -^-^ Do Sacramento da Confirmaçam. - ^-^ Do fanctifrimo 
Sacramento do f^r^ ' altar, & como Te adminirtrara aos fãos -í-^ Do Sacramento 
da (^ \ 11 Penitencia.); « ^-^ Seguenfe os Cânones (^ \ || Penitenciaes.» ((<% ^ Pri- 
meiro Canon. ^^ ; ao Canon xl.); «^-J Seguenfe os cafos referuados ^%-J|!ao 
Papa.» (^ No primeiro cafo., ^£ Cafo xx.) ; «^-J Seguefe os cafos refervados 
^^-§ I; ao Prelado pellas conftituições 1| defte Arcebispado.»; «^í-j; Seguefe a Bulia 
que fe coftuma ^-^11 leer feria quinta in Ccenia Domini, || publicada per mandado 
do 11 Papa Pio quinto.»; «(^ J Seguenfe as abfoluições da exco-^J-^ || munham ma- 
jor, E dos peccados: & |i primeiramente do excomungado |1 que nõ he ainda decla- 
rado.» ; -^ %* Do Sacramento da Ex- (^ ^ || trema Vnçam.» ; «f-^^ Auifos pêra 
ajudar a bem || morrer.» ; «^-^ Seguefe o modo de encõ-^-J || mendar, & enterrar 
os II defuntos.» ; «Seguese o. modo de enterrar (^ J |i os meninos innocentes.» ; 
• 5-^^E)octrina do Sacramento ^J-^ II da Extrema Vnçam, que || os Rectores hã de fa- 1| 
zer ao pouo certos || dias do afio.»; «f^^ Do Sacramento da (^ \ \\ Ordem.»; 
«^J-^Doctrina do fancto Sacramento (^ ^ |[ da Ordem, que os Rectores liam || de fa- 
zer ao pouo em II certos dias do |1 Anno.. «^-^ Sacramento do Matrimonio (^ J» ; 
■^-^^ Doctrina que os Rectores ^%-^ II ham de fazer ao pouo certos || dias do 
anno.» ; «Ç-^ Regimento pêra reconciliar egre-^-J || ja juntamente com o Adro, 
que nam || for confagrada.» ; e "Reconciliaçam do adro per fi.». 

O volume é constituído por um caderno de quatro ff. (as prels.), sem rubrica alguma ; 
doze de oito ff. cada um, rubricados, no pé das cinco primeiras fí. de cada um deles • 
a, a 2, a 3, a 4, a 5, i m, m 2, m 3, m 4, m 5 ; e um (ultimo) de dez folhas, ru- 
bricado, no pé das cinco primeiras : n, n 2, « 3, n 4, n 5. Note-se porém que na 
rubricaç.ão não foi utilizada a letra J, pelo que não ha caderno com esta rubrica. 

A composição é embelezada com varias letras iniciais de caprichosos desenhos de fanta- 
sia (algumas figuradas), gravadas em madeira ; e a impressão, denotando muito tra- 
balho e esmero, executada a preto e a vermelho. 

Livro clássico e muito estimado, que se julga ser traduzido do latim. O nome do autor 
e do tradutor, vem somente indicado no Alvará régio inserto na frente da segunda 
das quatro folhas preliminares. 

Edição primitiva e, ao que parece, a única que veio á luz. Os exem^ares são EXTRE- 
MAMENTE RAROS, sobretudo quando completos e perfeitos como está este nosso. 

Nantes (P. Martinho de). — Cântico espiritval sobre o Mysterio da Encarna- 
ção do Verbo Divino.— Veja-se : Nantes (Fr. Bernardo df).— Kalecismo... 



AZEVEDO - SAMODAES 



2189-Nanfes (Fr. Bernardo de). — KATEGISMO |1 INDICO... LISBOA .. M. /SCf)^ *-' 

iio« o segtiinte exacta reprodução foto- 

KATECÍSMO 



DCCIX. (1709). 

{Do frontifpicio damog o segtiinte exacta reprodução folo-zincográfica) : 



INDICO 

DALlNGVAtCARIRíS, 

ACRESCENTADO DE VARIAS 
Praíicas douiiinaebA moraes, adapta- 
das ao gemo, &. capacidade dos 
índios do Brafil, 

PELO PADRE 

Fr BERNARDO T>E NANTES, 

Capuchinho, Tregador^à' MiJJimario 

Apo(lo\tco\ 

OFFERECIDO 

AO MUY ALTO E MUV PODEROSO RIV 
de Portugal v_ 

DOM JOÃO V 

S. N. QUE DEOS GUARDE. 




LISBOA, 

NaOfficina de VALENTIM DA COSTA 
Dcslandes.Impreflbr de Sua Mageftade. 

M. DCClX 
Com todas ai licniças necejfarias, 
{Reprodução de tamanho igual ao do original) 

In-8.° peq, de XXIV (a ultima em branco) pags. (prtls.) inums. e 363 mims., 

além de uma em branco, final. E. 

As XXIII primeiras pags. prels. inserem o seguinte: titulo (pag. I; a U em branco); 
€DEDICATORIA.> a D. João V (impressa com caracteres itálicos, e encimada por um 
cabeção decorativo que tem ao centro o escudo das armas reais portuguesas), subs- 
crita no fim : «Do feu menor feruo i| Fr. Bernardo de Nantes, |1 Capuchinlio.> (pags. 



CATALOGO DA LIVRARIA 



íl 



6h 




III a VI); Prologo <AO LEYTOR.. (pags. Vil a IX); «APPROVAÇOENS |1 dos 
Theologos da Ordem.» e respectivas Licenças, datadas de Nantes, Lisboa e Roma, 
1707 a 170S (pags. X a XIII); cLICENÇAS.. (Do Santo Oflicio.-Do Ordinario.-Do 
Paço.), datadas de Lisboa, 1708 (pags. XIV a XIX) ; e, impresso com caracteres itá- 
licos como a Dedicatória, o «INDEX || DO QVE CONTEM |1 efte Katecifmo.» (pags. 
XX a XXIII). 

O texto propriamente dito do Katectsmo Indico, em português e em kariris, é impresso 
a duas colunas por pagina (uma para português, e outra para a versão em kariris) e 
decorre de pags. || 1 a 151. 

De pag. 152 a 363 (composição a toda a largura das mesmas pags., e também em por- 
tuguês, pags. pares, e kariris, pags. impares) vêem as seguintes peças: 
«CÂNTICO II ESPIRITVALK SOBRE O MYSTERIO DA || Encarnação do Verbo Di- 
vino, ilPe/o Padre Martinho de Nantes \ Capuchinho.^ (pags. 152 a 161). 
.CÂNTICO ESPIRITVAL || A S. FRANCISCO, || Orago da Igreja Matriz dos índios 
II de Wracapa. > (pags. 162 a 167). (Ambas estas peças são escritas em quadras se. 
ptisilibas de toantes). 

•INSTRUCÇOENS MORAES || em forma de praticas fobre os j] principaes myrterios 
de norfa ;, Santa Fé, accommodadas ao ge- 1 nio, & capacidade dos Índios Ka- 1| ri- 
ris.> (pags. 16S a 363). 

Esta ultima peça compreende oito Discursos, o ultimo dos quais fecha com o trivial 
LAUS DEO rematado por uma vinheta (gravura em madeira), representando uma 
elegante jarra com flores. 

Livro, no seu género, verdadeiramente interessante e muito estimado ; registado por 
Inocêncio (Dic. bibtiographico, tomo I, pag. 382), Pinto de Matos {Man. bibí. portu- 
guez, pags. 418 e 419), Dr. José Carlos Rodrigues (Bibliotlieca Brasiliense. Catalogo 
de livros..., pags. 454 e 455), etc. ; e primorosa e desenvolvidamente descrito por 
Xavier da Cunha, a pags. 39-42 do volume I das suas Impressões Destandesianas. - 
Leclerc, Bibl. Amer., n.o 1878. 

Edição primitiva-a mais estimada dos bibliófilos. Os exemplares, muito valiosos, são 
RARÍSSIMOS, -sobretudo quando completos e perfeitos como está o nosso. 

A «Nova edição fac-similiar», publicada por Júlio Platzmann, foi impressa em Leipzig, B. 
a. Teubner, 1896, e constitue um 8.o peq. de VI-XXIV-I-363 pags. 

2190— Napoléon. Poe.nje em dix chants. Tome I. Ches les primiers Lib-aires 
d'Anglelerre, de France, d'Italie et a'Allemagne. MDCCCXXXIll. (No verso 
da n. do rosto: Londres: De V Imprimerie de T.Breteli...). In-8.o, ^ tomos 
de XI-263-I e XV-255 I pags. em um vol. E. 

Nas pags. prels. V a XI do tomo 1 vem um «AVERTISSEMENT», e nas V a XV do 

tomo U um proemio .AL SAGOIO LETTORE.. 
Poema dividido em X Cantos ; estimado. A edição compreende textos em francos e ita- 
liano.-Pouco vulgar. Óptimo exemplar. 
2191— Narração dos applausos com que o Juiz do Povo e Casa dos Vinte-qua- 
., ( ) tio festeja a felicíssima inauguração da estatua equestre onde também se 

) expõem as allegorias dos Carros, Figuras, e todo o mais concernente ás 

ditas Festas. (Escudo d'armas reais portuguesas). Lisboa: ^'a Begia Ofi- 
cina Typografica. Armo MDCCLXXV. Com Licença da Real Meza Censória. 
In-4.° de 32 pags. E. 

Compreende composições em prosa e verso, havendo entre estas ultimas a seguinte : 
<HVMNO, ODE, E ORAÇÃO gratulatoria pela inauguração do régio monumento.» 
-Interessante e não vulgar. 
2192-NARRATIONES 11 RERVM INDICARVM || EX LITTERÍS PATRVM SO- 
CIE- li tatis Iesv defumptse, ac ex Ita- 1| lico fermone in Latinum || tradu- 
clae. II Intei'prete Gvlielmo Hvysmanno L V. \\ Licenciato ^ lingiue Latinw 
in Collegio Bufli- \\ diano Trilingui, in Academia Louanienfi pubii- \\ co pro- 



AZEVEDO - SAMODÃES 



feffore. |i (Grande marca-pmhlema dn Ccmp* de Jesus, tendo no centro as 
iniciíiis : I H S) I! I.OVANII. || Ex offlcina loan. Malij. fiib viridi Cruce. || M. 
1). LXXXIX. (1589).— In- 8." peq. de 141 pags. nunip., além de uma inurn., 
final, inserindo somente, ao centro, a marca do impressor (gravura em 
madeira), com a divisa: «KVLGET CRVCIS MYSTF.RIVM». E. 

Na primeira pagina o ti(ulo transcrito acima ; na 2 (estas duas primeiras pags. não apre- 
sentam a competente numeração, pois que esta só começa a apparecer da 3 em 
diante) a .CENSVRA.» (datada e subscrita : «Hac 22. lunij. 1589. I! H. Cwckivs. |1 
Pontijícius ^7* Regias || Ubrornm Cenfor.»)^ e outra peça permitindo a impressão 
(subscrita: cIoannss Clakivs || /atA-a- T/ieol. Doctor.i); de pag. 3 a 141 a Dedicató- 
ria ou preambulo: .R.dis IN CHRISTO PA- ;; TRIBVS, P. RECTORl, PRO- |: feffo- 
ribus Sacrae Theologiae & Studiofis || Collegij Societatis Iesv in alma Vni- || uerfitate 
Louanenfi, felicitatem 8.- per- [I petuam falutem precatar (^vlielmvs |i Huyfmanus An- 
tuerpienfis, publicus || in CoUcgio Buriidiano Trilingui latins || lingus Profefror.' 
(datada e subscrita no fim : Louanij ex CoUegio nosiro Baflidiano Trilin- \\ gui. 
Afino reparat(v faíutis 15S9 decimo fexto\\ Calend. luiij. " .. .Guilieimus Muy f ma- 
nas.») ; de pag. 11 a 58: «VERA NARRATIO 11 MEMORABILIS CVIVSDAM U «au- 
jragij, ex littens P. Petri Martinez ex |1 vrbe Ooa, ad R.'" Pairem Oeneralem mif- 
sis, II 5 idas Decembris decetpta.* (datada e subscrita no fim : < Ex vrbe Goa quinto 
Idus Decem- II bris, 1586. H V''^ P. H Filis indignus |1 Peikls Martinez.»; e de pag. 
69 a 141: .COMMEMORATIONESIINOVORVM SVCCESSVVM, |1 ex Regnis Cins & 
laponis, circa finem H anni reparatje falutis humana; 1586. |1 Vna cam redita Procerum 
laponeitfiam \\ ia Indiam. \\ Ex iitteris quibufdam Patrum Societatis Iesv ; menfe 
Octobri 1588. tranfuiiffis coUectíe. \\ Exemplar litierarum Patris Alexandri Valignani 
II Indiw Prouiacialis, ad P. Gcaeraiem. . . Cocino prefcriptarum postri- \\ die Idus 
lanuarij 1538." 
Compilação interessantíssima e valiosa para o estudo das missões na índia e no Japão, 
etc. Não citada e RARÍSSIMA. Belo exemplar. 

Nasão Zarco y Colona (D. Tivisco de).— Ye]a-se: Carvalho de .Ataíde {Ma- 
nuel de). — Theatro genealógico. . . 

Nascimento {Francisco Manuel do— Filinto Elisio).— Vida e feitos dei rei 
D. Manuel. .. — Veja-se: Oswio (D. Jerónimo); e : La Fontaine (J.).— Fa- 
bulas... 

Nascimento (Fr. Joseph de).- Sermaõ do Acto publico da Fee. . . de Coim- 
bra.. . 172(3.— Veja-se : Autos da Fé (Sermões de). 

219.Í— Natividade (Fr. António da).— MONTES || DE jj COROAS 1| DE || S. AGOS- 
TINHO II N'ELLE, E NA SVA EhEMITICA || Família recebidas. || DEDICA- 
DOS AA [sic) sereníssima RAVNHA || DE || PORTVGAL || DONNA LVIZA. 
II PELO II P. M. ANTÓNIO DA NATIVIDADE, \\ da mejma Faníilia, &■ < 

Prouincia de Portugal, \\ Natural da Cidade de Lisboa. \\ || LISBOA || 

Coíií todas as licenças necef farias. \\ Na Offlcina de Henrique Valente de Oli- 
ueyra, Impreflor delRey N. S. ^Ijino 1663.— In-fol. de XX pags. (prels.) 
inums. e 059 nums., além de uma em branco e mais XVIII inums., finais, 
de «TABOA || ALPHABETICA || Das couías mais principaes defta obra.» E. 

As XX pagt. prels. inserem o seguinte : titulo (emmoldurado por cercadura constituída de 
pequenas vinhetas ornamentais, simetricamente dispostas) (pag. I ; a II em branco) ; 
Dedicatória á rainha D. Luiza (impressa com caracteres itálicos; pags. Ill e IV); 
«LICENÇAS DA ORDEM., (pag. V) ; .LICENÇAS DO S. OFFICIO.^ (pag. VI) . 
'Licença do Dezembargo do Paço.> (pag. VII) ; «ERRATAS., (pag. VIII) ; .ADVER- 
TÊNCIAS || AO LEYTOR B.. (pags. IX a XII); e .TABOA |1 DOS MONTES, (III) || 
COROAS E MAIS TITOLOS, 11 que nerta obra fe feguem.» (pags. XIII a XX). 



9M^-^ 



CATALOGO DA LIVRARIA 



A obra propriamente dita compreende um «PROEMIO* (pags. 1, 2 e parte da 3) e 
três «Montes., a saber: .MONTE I. ]] Coroas que em fy recebeo 1| S. Agoftinho.» ;- 
.MONTE II. !| COROAS DE PERROQATIVAS 1| QVE 1] S. AGOSTINHO || em feos 
Eremitas recebeo.. ;-e . MONTE III. |! DOS DOVTOS HOMEÊS || & liuros com que 
II S. AGOSTINHO || na norfa Eremitica Família he coroado. ' 

A cTaboa dos Montes», o texto propriamente dito da obra e a «Taboa Alphabetica» , são 
compostos a duas colunas por pag.; e as restantes peças insertas no volume, a toda 
a largura das pags. que ocupam. 

Livro clássico e estimado. Contém numerosas e interessantes informações acerca dos re- 
ligiosos da Ordem de S. Agostinho. 

Edição primitiva, e a única publicada até ao presente. Os exemplares são BASTANTE 
RAROS no mercado. O nosso ex. encontra-se optimamente conservado. 

2l94- SYL7A II Dlí SVFFH.AGIOS || Declarador loiíua || dm, encomendados 

paracõmií\\prmieito deuiuof edrftmios. \\Vf. LO. P. F. ANTÓNIO UA NA !1 
/~> tiutdade da vrdem dos Eremitas \] de S Avgustviho da Prouincia \\ de Portugal 

1 ífe Ij nella \\ Itittr jubilado da sagrada \\ Theologia. 

Estes dizeres acham-se dentro de mui elegante e artística portada (tudo aberto a buril 
em chapa de metal), a qual contém no alto e nos lados três imagens de santos, e 
a meio da base o brazão d'armas de D. Isabel da Silva (a quem a obra è dedica- 
da) Na base, também aberto a buril, o registo: 
Imprimiu Manoel Cardoso impressor \\ âe. /íi/roí— A'o Collegiode .N.S. do populo 
de II Braga era 1635. In-i." de, afóra a portada, XVí ff. (prels.) iniims., 359 
nums. na frente, e mais XXVIII inums., finais. E. iperg.). 

As XVI ff. prels. inserem o seguinte : Aprovações e Licenças (Do Santo Officio e da 
Mesa do Paço) permitindo a impressão da obra (ff. I e II) ; «Drdicatoria i| A 1| DONA 
IZABEL II Da Sylva.., subscrita no fim: 'Fr. António de Natialdade.-' (ff. III e IV); 
.PROLOGO II Ao Pio E Devoto Levtou.. (ff. V e VI) : «ÍNDICE || DOS LIVROS, 
EyCAPITOLOS DESTA SYLVA || de fuífragio.» (ff. VII a Xlll); .ÍNDICE || DAS 
DVVIDAS, IJQVE NESTA SYLVA SE RESOL- [| uem pertencentes á Theologia Ij dos. 
fuffragios.» (ff. XIV e XV) ; e ^ERRATAS.* (frente da II. XVI ; o verso em branco), 

O texto da obra propriamente dito termina no final do verso da folha 358; nas ff. 359, 
36U, nas três primeiras e na frente da quarta das XXVIII ff. inums. finais, vem, a 
duas cols., o .INDEX II LOCORVM VETERIS li TESTAMENTI, QU/E IN HOC 
OPERE, |í riue ad literam explicantur.» ; no verso da mesma quarta fl. e na quinta, 
o .INDEX II LOCORVM NOVl 1' TESTAMENTI, QV.€ IN HOC OPERE, || fiue rayr- 
ticè, fiue litteraliter explanantur.» ; e nas vinte e três restantes o «ÍNDICE ||AL- 
PHABETICO||D\S COVSAS MAIS NOTÁVEIS, 1| que fe conte nefte volume... 

Na portada, na parte inferior do brasão de D. Isabel da Silva, vê-se a rubrica do ar- 
tista que a executou : «//•.'''' deura\>. 

Obra clássica e muito estimada. Edição única. Os exemplares são MUITO RAROS. Este 
nosso encontra-se belamente conservado. -Catálego Palha, n.o 31. 

2195 Natividade F<: Francisco da).— LENITIVOS || DA DOR |i PROPOSTOS || 
aO AY( 'STO, E poderoso .VIONARCHA II El. REY D. PEDRO II. || NOS- 
SO SENHOR, 1] E appliiados aos leaes Portugiiezes no juflificado lenti- 
II mento da intempelliva morti da Sereniíliina 1| Rainha, & Senhora noíTa 
II A SENHORA II n. MARIA SOFIA || ISABELLA || FOfi |j Fr. FRANCISCO 
DA NATIVIDADE || CAHMELITANO. || (Vinheta reproduzindo um vaso com 
flores; gravura em madeira) || LISBOA, [1 NaOfficina de MIGVEL DESLAN- 
DES, II Impreílor de Sua Mageftade. || Com todas as licenças neeeesarias. Anno 
M.DCC. (1700).— In-fol. de LVI pags. (prels.) inums. e 5.í9 nums., além de 
uma, final, inuni. de novo registo. E. 

As LVI pags. prels. conteem o seguinte : titulo (pag. I ; a II em branco) ; «LICENÇAS.> 
(Da Religião. -Do Santo Otficio.-Do Ordinário. - Do Paço.) (pags. Ill a XLII)j e 



■S^' 




£M LISBOA, <cim lediSáílicea^isr.ccíjfxriií. 
Per Pedro CrgesbítíL-. An ti o Iéi7. 

Frontispício oh portada do livro descrito no Catálogo sob o n.- 
O original mede 163Xn3tn"». 

(Pag. 



> 2196. 
7) 



AZEVEDO -SAMODAES 



diversas poesias exaltando a obra e o seu autor: •... ROMANCE HERÓICO EN- 
COMIÁSTICO. > (33 quadras decassílabas), subscrito por Joseph Soares di Sylva. 
(pags. XLII e XLVIII) ; -AO DOVTISSIMO, E SAPIENTISSIMO !! AUTOR., (doze 
sextilhas : pags. XLIX, L e parte da LI) ; «Ad ipfum Authorem in operis || effectu.» 
(Epigrama), subscrito por André Leitão de Faria (restante parte da pag. LI); «.^d 
elucidiffimi Operis pra^conium I! EPIGRAMM.A.» , subscrito por Fr. joseph ab Ange- 
lis. (pag. LII) ; ..SONETO Em louvor do Reverendiffimo ' Padre Meftre || Fr. FRAN- 
CISCO DA NATIVIDADE.., subscrito por Luh de Siqueira da Oama. (pag. LIIl); 
e : <DE Fr. JOAÕ DE PASSOS Amanuenfe do AUTHOR !' ROMANCE HERÓICO.» 
(em 13 quadras decassílabas) (pags. LIV a LVI). 

De pags. nums. 1 a 427 corre o texto da obra propriamente dito : a pags. 428 e 429 a 
.PROTESTAÇÃO DO AUTOR.» ; de 431 a 464 o .ÍNDICE 1| Dos lugares da fa- 
grada Ercritura.> ; e de 465 a 339 o .ÍNDICE || Das coufas mais notáveis.'. 

A rematar o texto da penúltima pagina prel. vem uma vinheta ou marca do impressor 
representando uma figura de mulher, a que se sobrepõe a divisa : .CONCÓRDIA 
SYMBOLVM.». 

A composição, executada com caracteres redondos e algum itálico, é esmaltada com vá- 
rios cabeções e florões de remate decorativos, de lindos desenhos de fantasia (gra- 
vura em madeira). 

Livro estimado. Está desenvolvidamente descrito por Xavier da Cunha a pags. 193-196 
do vol. I das suas Impressões Deslandesiaiias . já pouco vulgar no mercado. Belo 
exemplar. 

2196 LIVRO da Regra do Bifpo & Doutor || da Igreja Sancto Agoílinho. /? y^J 

E das Conltiiiiicoés da Ordem de São Paulo pri- || meiro Etmitão {sk) da ^ f/^^ 

cõgregação da Serradoíla,. .. 

Estes dizeres são copiados d'uma espécie de declaração que se encontra no verso da se- 
gunda das IV ff. inums.; o frontispício consta de uma portada, de que damos o 
«fac-simile» foto-zincográfico em folha solta, na parte inferior da qual se lê o se- 
guinte registo : 

EM LISBOA, cnw todas as licenças necef farias. \] Por Pedro Craesbeeck. Anno 
■1617. 

In-4.° de IV fr„ (prels.) inums., 89 nums., a duas cols. por pagina, e pare- 
ce-nos que mais uma pag. em branco, final, que no presente exemplar não 
está completa, o que nos não permite saber se contém algum registo fi- 
nal de impressão. E. 

As IV ff. prels. compreendem : na primeira a portada mencionada; na frente da segun- 
da, duas «LICENC,.^S.» (a l.a datada e assinada : «Lixboa 12. de Agofto de 617. jl 
Fr. António de Saldari/ia.—t a 2.a : ..... Em Lixboa 14. de [i Agofto de 617. ' Bartolo- 
meu da Fonjequa. ,| António Diaz Cardojo. " Fr. Manoel Coelho») : no verso desta 
mesma fi. os dizeres que encimam esta descrição ; e nas terceira e quarta £f. 
acham-se a .TABOADA DA REGRA, :t E CONSTITVIC,OÉS... 
A Regra contém VI Capítulos ; e as Constituições cinco Titulos, a saber ; .Titulo pri- 
meiro. Do officio diuino.>-»Titu!o fegundo. || Da obferuancia da nofra fagrada Re- 
ligião.»— «Titulo terceiro. Do vniuerfal gouerno de toda a Ordem.> - «Titulo quarto. 
Da forma que fe ha de ter acerca dos eftudos.» -«Titulo quinto. Das culpas, & das 
a ellas deuidas.>. O I.o titulo compreende IX capítulos; o 2.o, XVII: o 3.o, XV; 
o 4.0, VII ; e o 5.o, XXI. 
A Regra ocupa as primeiras 5 ff. nums., vendo-se na l.a, após um cabeção decorativo 
(gravura eiá madeira), o titulo que segue : «lESVS. !| COMEC.A A ll REORA DO 
BISPO, [! E DOVTOR |1 DA IGREJA || SANTO AGOSTINHO, || Repartida em féis Ca- 
pitolos. |] Capit. I...»-.As restantes ff. do vol. são ocupadas pelo .PROLOGO D.^S 
;: CO.NSTITVIC,OÊS II DOS RELIGIOSOS DA ORDEM |] de S. Paulo primeiro Her- 
mitão neftes ' Reynos de Portugal.» (ff. 6.a e 7.a), começando as Constituições pro- 
priamente ditas na S.a ti., precedidas de uma vinheta tipográfica e do titulo : .CONS- 
TIVTVICOÊS (sic) ■:, CONFIRMADAS AVTORITATE || Aposftolica dos Religiofos da 



CATALOGO DA LIVRARIA 



Ordem de S. Paulo || primeiro Hermitão da congregação dos H Heremitas da Serradorfa 
neftes Rey- 11 nos de Portugal. [1 Cap. I..... 

Livro clássico. Os exemplares silo RARÍSSIMOS. Inocêncio não pôde ver nenhum, e 
nós não encontramos menção de qualquer exemplar na numerosa bibliografia que 
consultamos, incluindo os catálogos de livreiros alfarrabistas e de livrarias expostas 
em leilão. 

A edição primitiva, raríssima, da Regra e Constituições dos Eremftas de S. Paulo, dada 
á estampa no século XVI, safu segundo Inocêncio, com o titulo: -«Livro da regra 
do Saneio Agostinho e das Constituições perpetuas dos religiosos pobres hermitãos 
da Serra D'ossa, da ordem de S. Paulo primeiro hermitão. Feitas e confirmadas 
com auctoridade apostólica. (Lisboa). Por António Ribeiro, 1584.» In-4.o A Regra, 
vai até á frente da II. 9, e as Constituições, do verso da mesma fi. 9 a fl. 76, seguin- 
do-se-lhe as Bulias de confirmação e outras peças. - Dez annos depois fazia-se a re- 
impressão do livro :-Z.is*oa, por Manuel de Lyra, 1594, in-fol. Os exemplares, 
tanto da edição original como da reimpressão, são hoje muitissimo raros. 

2197— Natividade {Fr. Frawuc' </n).— OKMNARIO || E CEREMONIAL, || SE- 
GVNDO O VSO ROMANO. || Das MiíTas, & OiEcios Diuinos. & de || outras 
coufas neceíTarias da Or- || deni do noílo Padre Sam || Paulo primeiro Er- 
/O fi'' O ^ II ''i'''*0- II Compoflo peto Padre Jrey Frantifío da Ao- || tniidade, actual Defi- 
nidor, ^ II Vifitador || da ditla Ordem. \\ (Pequena vinheta tipográfica re- 
presentando um vaso com flores) || Com as Ucenras neceffarias. \\ || 

EM LISBOA, II Na Officina de Pedro Crasbeeck. || MD.CXV.— In-4.° de 111 
ÍT. (prels.) inums., 53 nums na frente, com o texto do Cerimonial, e mais 
III inunis., finais, com a TABOADA. E. 

A primeira fl. prel. é para o frontispício ; a segunda para uma gravura perfeitamente 
conforme á portada do Livro da Regra que precedentemente descrevemos ; e a ter- 
ceira, para: na frente o «PROLOGO.», e no verso duas <LICENC,AS.» permitindo 
a impressão (a l.a datada e assinada: «...Lisboa 24. de lulho de |! 1615. || Pedro de 
Nouais.»; e a 2.a: «...Em Lisboa 31. de IU-||lho de 1615 || O Blfpo de N. \\Salua- 
dor de Me f quita. \\ Bertolameu da Fonfeca. \\ António Dias Cardo/o. || Fr. Manoel 
Coelho). 

Na Foi. I. começa o «ORDINÁRIO, E CEREMONIAL ROMANO...., que se divide em 
doas tratados : 

«TRATADO PRIMEIRO, DAS COVSAS || pertencentes ao Choro, e das mais fora do 
Altar.> (compreende 27 Capit. ; termina na frente da foi. 22); 

«TRATADO SE- 1| OVNDO, DO li CVLTO DO \\ ALTAR., (contém 29 capit. ; come- 
çando no verso da íol. 22). 

Todas as pags. são compostas a duas cols., excepto as das ff. prels. e as da Taboada. 

Obra clássica, muito apreciada. Os exemplares são MUITO RAROS. Inocêncio parece 
que nunca pôde ver nenhum exemplar. O nosso encontra-se perfeitamente conser- 
vado. 

2197- Natividade [Fr. José da).- FASTO |1 DE || HYMENEO, ]] OU || HISTORIA 
PANEGVRICA || dos Defpnforioí dou Fidelifjimos fíeys de\\ Portugal, noffos 
Senhores, \\ D. JOSEPH I || E 1| D. MARIA jl ANNA VITORIA DE BORBON, || 
que dedica, e confagra á ntefmn Fideliffimn Mngeflade, da \\ Bainha no/f a 
Senhora,\\FR. JOSEPH DA NATIVIDADE, || Pfé^adoe Geral da Ordem dos 
Pregadores, na Provin- || cia de Portugal. || (Viniieta com coroa real) || LIS- 
BOA. II Na Officina de MANOEL SOARES, 1| Anno de M.DCCXII. || || 

Comtodas (siu) as licenças neceffarias. In-fol. de XL pags. (prels.) inums. 
(d ultima em branco), 408 nums. e mais duas inums., finais. E. 

As XL pags. prels. inserem o seguinte: titulo de ante-rosto (pag. I; a II em branco); 
titulo de rosto (pag. Ill ; a IV em branco) ; Dedicatória a D. Maria Ana de Bor- 



ro 



AZEVEDO - SAMODAES 



m- 



bon, encimada pelo escudo das armas reais portuguesas, gravado em madeira (pags. 
V a XIV) ; .PROLOGO. , LEITOR.. (XV a XXVUI) ; «LICENÇA | DA ORDEM.» 
(XXIX a XXXV) ; «LICENÇA 1| DO SANTO OFFICIO.» (pag. XXXVl) ; .LICENÇAJ! 
DO ORDINÁRIO., (pag. XXXVII a parte da XXXIX); e ..LICENÇA |1 DO DESEM- 
BARGO DO PAÇO., (restante parte da pag. XXXIX). 

Nas pags. nums. 391 a 40S decorre o -ÍNDICE || DO MAIS NOTÁVEL DESTE LIVRO.. ; 
e nas duas pags. inums. finais as 'Erratas.^, e as <Emeiidas>. 

É livro curioso e estimado ; e os exemplares perfeitos como está este nosso, não são já 
hoje em dia vulgares no mercado. 

2199— Natividade {Fr. Lvis rfai.-DlVINHADE 1| DO FILHO DE PEOS HVMA- 
NAllO il lESVS CHRISTO REUKMPTOR, E || SALVADOR DO MVNHO. H 
MOSTRADA NOS ENXOMIOS DIVINOS COM QVE |1 a Igreja Calholica a 
fefleja nos dias claílicos de luas foleninida les. |I PRIMEIRA PARTE. || 
COM HVMA DECLAMAC.AM SOUBE O PELLOTE \\ delRey Dom Iodo 
o I. de boa memoria, iniilulada. Beiral o de |i Poi-Ingal Coflelhaiw. || COM TRÊS 
índices, E elenco COPIOSO PARA OS || Evnntielhos, & feltns de lodo o 
anno. IIOFEERECIDO A ELREY Dv)M lOAM O IV. NOSSO SENHOR. || 
(Grande escudo d'armas reais portuguesas ; — primorosa gravura a buril 
em cliapa de met.-.l, íissinada : João Bupf-M. P.) || A VTOR FR. LVIS DA 
NATIVIDADE LENTE QIE FOI DA SCfílPTVSA SAGRADA \\ frade me- 
nor, filho da Sania Provinda de Portugal : natural da Villa de Pinhel Falcão. |i 

EM LISROA. II iV(i officina de Lourenço de Anueres. Anno de 1645. || || 

A cuíta de Jlanoel Pereira Mercador de Livros. — In-fol. de VIII pags. 
(preis ) inums. e 576 nums. E. (perg.). 

As VIU pags. prels. compreendem as seguintes peças: titulo (impresso a preto e a ver- 
melho, e orlado de cercadura constituída por dois filetes paralelamente dispostos) 
(pag. 1 ; a II em branco) ; .LICENÇAS DA ORDEM.. ; .DO SANTO OFFICIO.. ; 
«DO ORDINÁRIO..: .DO PAC,0.. (pags. III e IV); Dedicatória «AO NOSSO 
MVITOII ALTO, E MVITO PODEROSO REV, EH Senhor dom ioam o iv. do no- |1 
me, entre os Reys de Por- !| tugal, o Felice, & || Amado.» (Impressa com caracteres 
itálicos; pags. V e VI) ; .AROVMENTO || DA OBRA., (pag. Vil); e ^ERRATAS* 
(pag. VIII). 

De pag. 443 a 4S9 decorre o "INDEX DAS COVZAS NOTÁVEIS.^; de 490 a 511 o 
.INDEX 11 DOS LVGARES MAIS |! NOTÁVEIS DA SCRIPTVRA jj que eftão nefte li- 
vro.» ; de 512 a parte da 520 um .ELENCO |: DAS FESTAS |1 DE NOSSA SENHORA 
11 SOBRE OS EVANGELHOS.» ; da restante parte da pag. 520 a parte da 526 ; 
.FESTAS DE CHRISTO.. ; e da restante parte da pag. 526 em diante o .ELEN- 
CHOllDO COMMVM DOS SANTOS |1 APÓSTOLOS, E MARTYRES ENTRE || 
Pafchoas.» 

Exceptuando as peças insertas nas pags. prels., dispostas a toda a largura das mesmas 
paginas, tudo o mais é composto a duas colunas porfpagina. 

Edição primitiva, e a única que se fez desta obra clássica e estimada. Multo rara. 
Belo exemplar. 

Naufrágio Carmelitano, ou Relação do notável sucesso que aconteceo .aos 
Padres Missionários. . . — Veja-se : Gomes de Brito (Bernardo). 

2200-Navarra y de La Cueva (D. Pfdro).— LOGROS |1 DE LA MONARQVIA 1| /. 

EN ACIERTOS || DE VN VALIDO. || Al Rey nuestro senor 1| DON CARLOS /'PP- '^'^ 

SEGVNDO. II POR i| Don Pedro de Nauarra y de la Cueiia, \\ Cauallero de la 
Orden de Sant lago, Mar- || qiies de Cabréga, Mayordomo de la \\ Edna Nvef- 
tra Senora. || •.»:• || CON PRIVILEGIO. || En Madrid: Por lulian de Pare- 



10 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



des, II Afio de 1669.— Iii-4.° cie XX IT. (prels.) iniiins. e 83 niims. [^ela 
frente (o verso da ultima em branco). E. 

As XX folhas prels. inserem o seguinte : titulo (emuioldurado por cercadura constituída 
de peqs. vinhetas ornamentais, simetricamente dispostas) ; Dedicatória a D. Car- 
los II; Aprovações e Licenças permitindo a impressão; •ELOGIO j| AL TRATADO 
DEL PRIVADO 11 Perfecto, que ha efcrito el Sefior II Don Pedro de Nauarra. . . || 
POR EL LICENCIADO \\ Don Antoitio de Lara Mogrouejo,l Oidor de México, y an- 
tes de Oiiate- \\ mala mas aiitiguo. . .» ; "Al muy Iluftre Serlor D. Pedro de Nauarra 
y de II la Cueua... D. lua! Eririquez de Zuniga...t (espécie de Carta); «AL 
LIBRO, Y AVTOR, [ Dou Melclior de Cabrera Nunez de\\ Ouzman, Alcaide de la 
Fortaleza de\,la vllla de Guardo, eit ias Mo:ttanas[\de Leon...>; e «ÍNDICE l| de 
los Capítulos de efte;! Libro.» 

Entre a primeira e a segunda das XX (f. prels. vem uma gravura alegórica (aberta a bu- 
ril em chapa de metal) tendo no centro um peq. busto de Carlos II de Espanha. 

Livro curioso e estimado. Salva não o possuía. Multo raro. Bom exemplar. 

Navegação de Lisboa ii lllia de S. Thonié.. . — Veja-se : Collecrão de Noli- 

rias . . . 

Navegação feita da cidade do Grão Pará. . — Vejase : ColUcção de Noti- 
cias . . . 

2201— Nebrija {António dp). — Dictionarivm /Elii Anionii Nebrissensis gramma- 
/-) c? liei, ctironographi regii, immo qvadrvplex ejvsdem antiqiii Dictionarii 

siipplemmenlum. . . Anno 1735. Hispali: Ex Offieina Vidiia Francisci Lau- 
renlii dt Htrwositla, in Viço de Viscainos. In-foL de XII-775-I pags. E 
Dicionário importante e muito apreciado. Edição pouco frequente no mercado. 

2202-Nennius.-NENNII 1| BANGHORENSIS COENOBIARCH/E || EULOGIUM |i 

BRlTAiNNl/E || SIVE || HISTORIA BRITONUM. || EDITIO NOVA |i PRIORI- 

BUS LONGE COBRECTIOR.' |1 (Vinlieta de composição tipográfica, enci- 

^ 6* mada por coroa real e tendo no centro as iniciais: G. R.)|| HAVNIJE || 

Cuba et Impensa. GABOLI BERTRAMI || SOCIETATIS ANTIQUARIORUM 

IlLONDINENS. SOCIL ETC. 11 |1 MBCCLVIIL (1758). In-8.o peq. de 

XVIII pags. (prels.) inums. e 122-.TO niims. E. 

As XVIII pags. prels. inserem: titulo; Dedicatória ao .ILLUSTRISSIMO i| ET 1| EXCEL- 
LENTISSIMO HERÓI |; D. lOHANNI II HARTVIGO il ERNESTO.... ; «DOMINO 
ET M.€CENATI 11 CLAMENTISSIMOIILIBRUM HUNO [j NOVA LUCE DONA- 
TUM...» ; «CAROLI BERTRAMI || PR^EFATIO || AD || LECTOREM.. ; e «D. THO- 
M/E QALE ]l PR/EFATIO íl IN NENNIUM II A SE EDITUM.. 

Nas 30 pags. finais decorre : .VARI.C LECTIONES ; HlSTORIflE BRITONUM |1 SCRI- 
PTJE PER II NENNIUM BRITANNUM H EX MANUSCRIPTIS || CANTABRIGIENSI- 
BUS, COT- II TONIANIS, ALIIS, || ACCURANTE || D. THOM^ GALE...» 

Primeira edição em separado, RARÍSSIMA, deste apreciado livrinho (Veja-se Brunet, 
Man. du Ubraire, tomo 4.o, coln. 38). Belo exemplar. 

2203-Neto (David.-iud.eu português).-RESPUESTA || AL || SERMON || Pre- 
dicado por el Arcebispo de || Gangranor, || Enel Auto de Fe; Celebrado en 
. II Lishoa, en 6. Scliembro Anno 1705. || Por el Author de la* Noticias Re- || 

/-\/-^^ 6^ conditas de la Iquificion. \\ Obra Poslhuma. || Impresso |1 En Villa-Franca. || 

^J "^ Por Carlos Vero. 1| 1| A la Infignia de la Verdad. || In-8.« 

peq. de X-104 pags. E. 



AZEVEDO -SAMODÃES 11 



As X pags. prels. inserem: titulo (pag. I; a II em branco), e Proemio <AL LECTOR.» 

(pags. iii a x). 
Embora no frontispício se declare ser o opúsculo Impresso Eii VUla-Franca, vê-se benj, 

pelos caracteres e pelo papel empregado na impressão, que esta não podia deixar 

de ser executada na Holanda ou em Inglaterra. 
O texto propriamente dito da «Respuesta» ou confutação do -Sermão» do Bispo de Cran- 

ganor (D. Diogo da Anunciação), iniciado por uma letra ornamental, é encimado 

por um cabeção decorativo, gravado em madeira. 
Opúsculo interessante e muito estimado; e os exemplares são BASTANTE RAROS, - 

pelo menos em Portugal. 

2204- Neufville (Mr. Leqvún d^' ^).— HISTOIRE 1| GÉNÉRAl.E || DE PORTU- 
GAL II Par M.r Lequien de la Neufvjlle. || TOME PREMIER, || 'Graviir.i '/ J>^0 O 
alegórica, gravada a hiiril) || A PARIS, |1 Chez Anisson Directeur de Tlm- 

primeiie Royale. || |1 M. DCC. (1700) '^AYEC PHÍVILEGE DU ROY. 

ín-4.0 gr., 2 tomos de XVI-iO-XXII-lI III 1-626 e IV-608-XIV pags. E. 

As duas primeiras das XVI pags. prels. do tomo 1 estão em branco ; na III vem o ti- 
tulo transcrito acima; a IV em branco; nas V a X, em elegantes caracteres itálicos, 
e encimada por um cabeção alegórico, vem a Dedicatória «AU ROY ' DE PORTU- 
GAL |1 ET || ALOARVES.. (D. Pedro II); e nas XI a XVI, encimado por outro ca- 
beção alegórico, o «AVERTISSEMENT.»-As 10 pags. imediatas inserem: «LOIX || 
FONDAMENTALES 1| DU ROYAUME || DE PORTUGAL ; \\faites daiis la premiert 
Convocatíori des Etats generaux \\ tenus à Lamego... II fous le regiie d'Alfonfet pre- 
mier Roy, en Tannee 1I43,- ;-is II pags. imediatas: «Fautes à corriger.»;-as Hl 
seguintes : «TABLE ;: CHRONOLOGIQUE ![ DES RÓIS DE PORTUGAL. |1 Contenus 
en ces deux Volumes, depuis 1'année !| 1139, jusqu'en 1521. > ;-e a ultima das pags. 
prels., a <Approbatioit.* e o ^Exírait du Ptivilége du Roy.> 
As XIII primeiras das XIV pags. inums. finais do tomo II inserem a «TABLE || DES 
PRINCIPALES MATIERES II contenues dans ce Volume..; e a XIV e ultima as 
^Fautes ã corriger.». 

A obra é dividida em VIII Livros, cada um dos quais é encimado por um desenho re- 
produzindo determinado sucesso relatado no mesmo Livro, e rematado por um flo- 
rão alegórico, tudo primorosamente gravado a buril em chapa de metal. O cabeç.ão 
do Livro V reproduz uma curiosa vista dos Paços da Ribeira e de uma boa parte 
do Tejo, onde se vêem, ancoradas, diversas nãos. 

O tomo I é também enriquecido com um belo retrato de D. Pedro 11, primorosamente 
gravado a buril [Edellne Scutp.). 

Trabalho histórico bastante curioso e estimado. Impressão belíssima. Óptimo exemplar, 
com magnífica encadernação (inteira) de carneira fina, tendo as pastas ao centro, 
impresso a ouro, e ex-Ubrís heráldico do marquez de Beignolay (?). A lombada da 
encadernação de cada um dos dois volumes contém seis divisões ou quadrados de 
entre nervos da respectiva costura de folhas, vindo a meio de quatro delas, im- 
presso também a ouro e encimado pela competente coroa, o monograma do mesmo 
titular. Nestas excepcionais condições, pode, sem favor, considerar-se exemplar de 
muito apreço, valor e raridade. 



/^' 



2205— Neuville (Josejj/inin). — Memorias da minha vida. Recordações de minhas 

viagtiiis, por. . . Dedicadas a minhas fillias. . . Lisboa: Typ. do Panorama... /^^^ ^ 

lSb'4. In-g.o, 2 vols. de XII-301 e 261 pags. E. 

Interessantes í estimadas. Jà pouco vulgares no mercado. 

220tí-N6ves (Fr. Damião da«). — COMPENDIO || DA REGRA E || DIFFINICOIS 

DOS CAVALLEI- 1| ros da ordem de noflo Senhor lESV Chriíto, com || ai- / 

gCís breues apoltolicos, & priuilegios Rea- || ys á melma ordem concepidos. /A 'w' '^^^ 

II Feylo ^ ordenado pello Reuerêdifsitno padre o Doutor Frey Damião || Dom i±y^í 



& 



12 CATÁLOGO DA LIVRARU 

frior do Convento de Thomar; ^ Geral da dita 11 Ordem ^ Cauallnria de 
Chrifto. II ImpreíTo com licença. Em Lixboa. Por lorge liodriguez. || Ven- 
(lefle na tenda de Hieronymo Lopez. Liureyro. (S. iitd. de data — Licençan: 
16U5 a i607). In-i." de V ÍT. (prels.) inums. e 44 niiiiis. na frerite. E. 

As V ff. prels. inums. inserem o seguinte: titulo, impresso a preto e vermelho (frente 
da ti. I ; verso em branco) : Licenças {entre elas uma «Aprouaçam.» de Frey Manoeí 
Coelho) (frente da il. II); Carta ou Alvará régio permitindo a impressão (■... Se- 
bartiam Pereyra a ; fez. Em Lixboa a dezoito de Março de li mil feifcentos, & féis. 
loam da Corta o fez efcreuer. |! REY..) (verso da ti. U e frente da III); Carta ou 
pastoral do autor, datada e subscrita no fim : «Dada em a cidade de Lisboa fob o 
noffc ri- \\ nal 8i finete da ditta ordem. Frey Mathias |! de Aguiar Procurador Qéral 
delia a fez, |] a três de Março de 1607. || Ftey Damião. Dom Prlor.^ (verso da mesma 
fl. III e frente da IV ; o verso desta em branco) ; e Dedicatória ? : -AOS FREYRES 
E||CAVALEYROS DA ORDEM DE a noffo Senhor lESV Chrirto.., datada no fim: 
= ... Do Conuento de Thomar em || vinte de laneiro Anno do Senhor de 606. Va- 
lete.. (H. V). 

Nas folhas nums. I a 5 : .SVMMARIO |] DE CERTOS CA- || PITVLOS DA REGRA DOS 
CA- !; ualleyros da Ordem de Noffo Senhor lESV || Chrifto reformada authoritate 
Apoftolica á II inrtancia do Infante Dom Henrique !| Meftre da dita Ordem, & Du- 1| 
que de Vifeu, por Dom loão. li Bifpo de Lamego, anno do |1 Senhor de |1 1449.» (XI 
Cap.) ; de li. 6 a 16 e na frente da 17 : «SEOVENSE AS DIFFINIçoens II do capítulo 
que celebrou em a vUla de Tho-\\ mar o ferenifsimo Rey dom Manoel Qo-W ncrna- 
dor do Me'/ trado ^ Ordem de \\ noffo Senhor lESV CM fio em || Dezembro de 
1503.' (XVIII Cap.) ; desde o verso da fl. 18 ao verso da 31 : .PRIVILÉGIOS CON- 
II CEDIDOS A ORDEM DE CHRI- I| fto, pellos Reys deftes Reynos. || Meftres, & 
Qouernadores II da mefma Ordem»; e no alto da frente da II. 32: .COMEÇAM OS 
IJINDVLTOS E BREVES APÓS || TOLICOS, CONCEDIDOS A ll Ordem do templo, 
& á Militia de II lESV Christo.i, os quais decorrem até final do verso da fl. 44 e ul- 
tima. 

O titulo no frontispício é encimado pela cruz da Ordem de Cristo, a qual, impressa a 
vermelho, tem em volta estes dizeres : 'MlUe clvbei—pendent ex e a—omnis arma- 
iurw—fortium : cani. 4.*.- 

O volume é constituído por doze cadernos de impressão de quatro folhas cada um, ru- 
bricados, no pé da frente das duas primeiras fí. de cada um deles : o primeiro (as 
quatro ff. prels.) : •] 2 (á primeira fl deste primeiro caderno competia a rubrica •!, 
porém não a apresenta), 1 3; e os onze imediatos, respectivamente: A, A 2 a L, 
L 2. Note-se porém que na rubricação não foi utilizada a letra J, pelo que não ha 
caderno com essa rubrica. 

Livro, no género, curioso e estimado. Única edição dada á estampa. Os exemplares são 
MUITO RAROS. O nosso está optimamente conservado, circunstancia esta que muito 
recomenda e valorisa. 

2207— Neves e Castro (Franmco .iwjvslo das).— Theoria das provas e sua ap- 
plicação aos actos civis, por... Livraria Internacional, de Ernesto Char- 
dron. Editor. Porto e Braga. 1S8U (Porto: Typ. de A. J. da Silva Teixeira). 
In-S.o gr. de 406-1 pags. E. 

2208— Newiolhe (P.).— RELAÇÃO || DA JORNADA, QUE FEZ || AO || IMPÉRIO 

DA CHINA, II E SUMMARIA NOTICIA DA EMBAIXADA, || que deo na Corte 

de Pekim II Ew o primeiro de Mayo de ilb\ || O SEiNHOR |I FRANCISCO XA- 

í? VIERIIASSIZ PACHECO E SAM PAYO, || P/o/p/Zo na Qrdem de Chrifto: 



AÍB^ Confelhetro do Con- \\ felho do Ultramar; e do de Sna Ma- \\ geftode Fideliffi- 

S'-^ I mo. II ESCRITA || A HUM PADRE DA COMPANHIA DE JESUS, || Affiftente 

em Lisboa, \\ PELO REVERENDO PADRE NEVVIELHE || Francez, da mesma 

Companhia ; || Affiftente no feu Collegio de Macáo. \\ (Logar de vinheta orna- 



AZEVEDO -SAMODÃES 13 



f/^^ 



mental) i| LISBOA : !| Na Officina dos Herd. de ANTÓNIO PEDHOZO GAL- 
RAM. II II ANNO M.DCC LIV. |i Com loãds as licenças neceffarias. In- 

4.° de 16 fiags. iniims. B. 

Na primeira pag. o titulo transcrito acima ; a pag. 2 em branco ; e nas pags. 3 a 16 
o texto da Relação, datado e subscrito no fim: «Mação II de Novembro de 1753. 
li De Voffa Reverencia || Minimo fervo 1! J. S. DE NEWIELHE. S. ].. 

A Relação, verdadeiramente interessante, é MUITO RARA no mercado, onde desde lia 
muito tempo nenhum exemplar tem aparecido á venda. 

2^209— Newstead (Rofeerí).— CANTIGAS || POR j| Adoração Publico, || NE LÍN- 
GUA DE POHTUGUKZA DE CEYLON. || || De ROBERT NEWSTEAD, 

MISSIONÁRIO WESLEYANO || ^ || (íCanla tonvows com Evfendtmento.» 

II David. || || NE COLOMBO: || IMPfiESSADO NE OFFICINO WES- 
LEYANO. II- II 1818.— In-8.0 peq. de 128 iiags. C. 

Livrinho interessante e estimável a vários respeitos. Compreende um =PREFACE.> 
(pags. 3 e 4) ; 131 Cantigas (pags. 5 a 105); um «INDEX., (pags. 106 a 112); diver- 
sas Orações (pags. 113 a 115); .O DEZ MANDAMENTOS.» (sic) (pags. 116 e 117) ; 
«O SERMÃO I! RIBA : DO MONTANHA., (pags. 118 a 127); .O CREDO DOS 
APÓSTOLOS., e «O ORACAO DO SENHOR., (pag. 128). 

A impressão foi efectuada com pequenos caracteres redondos, sobre papel de manufa- 
ctura oriental ou asiática. Os exemplares são MUITO RAROS. Na guarda da frente 
deste nosso, vem a seguinte nota á pena, que supomos do Conde de Azevedo :- 
Este voluinezinho é curioso por muitas razões, peia il/tguageni, peio iogar em que foi 
stampado, e por ter sido do Doutor Clacite a quem o editor o deu de presente, 
como consta do Autograpiío do mesmo na lauda opposta em Ingiez - Comprei-o em 
Londres por 4 xelins. 

Pinto de Matos, registando este livrinho a pag. 123 do seu Man. bibl. port., diz o se- 
guinte: 

«O único exemplar que se saiba existir em Portugal, possuia-o o Sr. Conde 
d' Azevedo, e tinha sido do Visconde do Banho. 

«Compoera-se este raro livrinho de orações e cantigas em prosa e verso na lín- 
gua portuguesa de Ceilão. 

• Custou em Londres ao Visconde do Banho 1 shg., e ao Sr. Conde d'Azevedo 
ISOOO reis.. 

2210— Nicolas (Augnsle). — La révoliilion et Toidre chrétien, par... Ouvrage 
complénientaire-de VÉtat sans Diev, dii niême auteur. Deuxlème édition, 
revue et augmentée. Paris: Vaton . . '1874. (No verso da fl. de ante-rosto : 
ímpr. Etigènc Heutte et C.íe). In-8.° de VlIl-444 pags. E. 

2211— Nieremborg (P. Juan fi<seòio).— Catecismo Romano, e praticas da dou- 
trina Christãa para os principaes mysterios de nosso Senhor, Festas dos 
Santos, & Domingos do Anno: necessárias para as obrigaçoens de hum 
Christão. Conforme os catecismos de Pio V. e Clemente VIII Çt* o Decreto 
do Santo Concilio Tridentino. Dedicado ao. . Senhor D. Francisco Bar- /'^ (9<-^ 

reto... Bispo do Algarve. Composto pelo... Traduzido em Portuguez pelo 
Licêciado Joseph Hortis de Hyala Cura de S. Miguel de Torres Vedras : 
Acrescentado por Manoel Henriques, e illustrado com o texto da Doutrina 
Christãa, ^ vários Exemplos. Lisboa Occidental, Na Offic. de António Pe- 
droxo Galram. Com todas as licenças necessárias. Anno de 4723. . . In-4.'' de 
LXXXVI pags. (prels.) inums. e 456 nums. E. 

Livro estimado. Tradução apreciada. Edição pouco vulgar. 



M 



114 



i 



-4-0 



^ 



14 CATÁLOGO DA UVRARIA 

2212 DE LA || DIFERENCIA || ENTRE LO || TEMPORAL, || Y H ETIiRNO. D 

CRISOL II DE DESENGANOS, CON LA || MEMORIA DE LA ETERNIDAD, 
POsTBIMEIilAS II hi.mnnas. y priín-iiJMles Mistérios Divinos.» || VOR FAj 
II . -11 àe la Covipama de lESVS. || AL ILLVSTlilSSIMO SENOR |1 ANDRÉ 
FVRTADU II Y MF,N1j0G,A, || DEAN, Y CANÓNICO Db' LA SANGTA IGLP:- 
SIA II Metropolitana de esta ciudad. . || i| LISBOA, jj CON LICEN- 
CIA. II En la Officina D'ANTONIO CRAESBEECK Y MELLO, || Impressor de 
Su ALTEZA. An. 1665.— 10-4.° de XU pags. (prels.) inunis., 429 niims. e 
rnais XL inums., finais. E. (perg.). 

As XII pags. prels. inserem: titulo; Dedicatória a André Furtado de Mendonça, enci- 
mada pelo seu brasão d'armas (aberto em madeira) ; ^LICENÇAS.- ; «ADVERTÊN- 
CIA DE LAS || Meditaciones mais importantes II desta obra.> ; e <SVMA DE LOS 
CAPITVLOS.'.-^ as XL pags. inums. finais: < AVTORIDADES LATINAS || citadas 
en este Libro, fuera de Ias que[l csl.in en Ia ni.iijen.-; "ÍNDICE DE LAS COSAS 
NOTABLES.. ; e .LVQARES DE LA SAGRADA i, ESCRITVRA... 

Exceptuando o texto inserto nas pags. prels., todo mais t composto a duas colunas por 
pagina. 

Obra, no seu género, estimada. Edição muito rara. Belo exemplar. 

2213 Differença entre o temporal, e eterno. Chrisol purificatorio de 

desenganos com a memoria da Eternidade, & consideração dos Novíssi- 
mos do iioinem, & principaes Mysterios Divinos, pelo... Traduzido de 
Castelhano em Portuguez... Litboa, Na Ofíic. de A7itonio Pedroso Galram. 
Com todas aa licenças necessárias, ^ Priviltgio Heal. Anuo de 1711. In-4.o de 
VI1I-428-XXVI pags. E. 

Tradução estimada. Edição original, já rara. Bom exemplar. 

'2-21Í— No ay cota entre los mortales mas expuelta u la variedad de la foi-|| 
lima, q los impérios qualquier accidente de oftado los inquieta; 1| qual- 
quier mouimiélo publico los defuõpone ; a imitaciõ dei cuer- 1| po humano, 
nacen, crecen, y mueren. . . — No fim : 

En Lisl oa. Con licencia. Por Manvel da Sylua, avo 1641. — in-fol. de 8 pags. 
inums. B. 

É uma espécie de Memorial dirigido a D. João IV, em que se referem alguns curiosos 

sucessos ocorridos durante e após a revolução do l.o de Dezembro de 1640, etc. 
Muito interessante e não mencionado pelos bibliógrafos. RARÍSSIMO. 

'2215— Nodal [tíarlolume Garcia de—, Goíifo/o de).— RELACION |1 DEL VIAJE QVE 
POR II ORDEN DE SV MAG." || Y ACVERDO DEL REALiCONSEJO || de ín- 
dias, Hizieron los Capitanes || Barloíonie Garcia de Nodal,^y Gonçalo || de No- 
dal hermunos, nalurales de Punle || Vedra, ai [defcubrimienlo dei Ef trecho || 
nvebu de S. licente y recotiofimj .° || dei de Magallanes. \\ A Don Fbhnando 
Carrillo II Cauallero dei abito de Santiago, Preúdentt \\ en el mismo Consejo. 
il Con Privilegio || En Madrid. Por Fernando Corrêa || de Montenegro. Ano. 
1621. ln-4.° de XII ff. (prels.) inums. e 60-15 nums. na frente. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das XII ff. prels. o frontispicio ou portada do 
liuro; na H. U e frente da III a .Fee de aprouacion.> (datada e subscrita no fim: 
«... En la vi II Ha de Madrid a veynte y dos dias dei mes de |1 Diziembre de mil y 
feyfciêtos y veynte anos || luan de Xerez.t) ; no verso da mesma fi. Ill a «Suma dei 



AZEVEDO -SAMODÃES 15 



priuilegio.» (subscrita pelo mesmo luan de Xerez.) ; na frente da IV a <TASSA.» 
(subscrita pelo mesmo) : no verso da mesma iS. IV as 'ERRATAS.* e correspon- 
dçnte declaração á' El Licenciado Munia\\de la Liana.; na H. V e frente da VI a 
Dedicatória «A DON FERNANDO || Carrillo, Cauallero dei Abito de Santiago, || Pre- 
fidente dei Real Corejo jj de índias.» (subscrita pelos autores- Bartolome Garcia de 
Nodal e Gonçalo de Nodal) : no verso da mesma íi. VI e ff. VII e VIU o Preambulo 
ou Prologo .AL LECTOR.» ; na H. IX e frente da X ..ADVERTÊNCIAS.. ; no verso 
da mesma fi. X e na li. XI : « Variaciort de la aguja.' ; e na 11. XIi ; ^Regias para 
faber la variacion dela aguja \\ ai iiacer y poner dei Sol.» (São em numero de seis 
as regras explicadas). 
As 60 primeiras ff. nums. inserem o texto da «RELACION || diARlA DEL RE- || CONO- 
CIMIENTO DEL ![ nueuo Eftrecho de San Vicente, || y dei de Magallanes.» ; a primeira 
das 15 imediatas: ^TABLA PARA SABER LAS \] horas que tiene el dia artificial, 
hafta llegar ai na li tural de veyente y quatro horas en todos los Para- 1| lelos, y al- 
turas que diftan de la linea Equinocial, || liafta los fefenta e feys grados y mé- 
dio...; e ss 2 a 10 e frente da 11: .RELACION |1 SV.VIIVIARIA DE || LOS SERVl- 
CIOS DE LOS II Capitanes Bartolome Garcia de No- Ij dal, y Gonçalo de Nodal |] her- 
nianos»; do verso da mesma fl. 11 á frente da 13: «Seruicios dei Capitan Gon |1 calo 
de Nodal.» ; no verso da H. 14 e frente da 15 a enumeração de "Los nauios que los 
Capitanos Nodales ayu \\ daron a rendir, quemar, y echar a fondo \\ en treynta arlos 
que ha que firuen a fu ;; Mageftad.' ; e no veiso da referida ti. 15 (ultima) : 'APRVE- 
VAN ESTOS SEKVICIOS, || cédulas, y titulos de su Magestad : y p.itentes, || ordenes, y 
certificaciones de los Genera- H les. Almirantes, y Maesses de |1 Campo que se siguen.» 
(seguem os respectivos nomes). 

O frontispício (gravado), com o respectivo titulo, constituído por um elegante pórtico ou 
alçado alegórico, que tem no alto o escudo d'armas de D. Fernando de Carrillo (a 
quem a obra é dedicada) ; a meio do lado laleial esquerdo um medalhão com o busto 
de Bartolomeu Garcia de Nodal, e a meio do lado direito outro medalhão com o busto 
de Gonçalo de Nodal ; no lado esquerdo da base um outro escudo d'armas e no lado 
direito a náo N. S. de Atocha, a meio da mesma base a náo N. S. dei buen Suce/fo. 
Na parte inferior, lado esquerdo, a rubrica do artista ; •«/. de Courbes Sculpfit. 

Primeira, e RARÍSSIMA, edição deste interessante e estimado livro, que contém muitas pas- 
sagens alusivas ao BRASIL. Salva não chegou a possui-la, mas apenas a edição ime- 
diata: Cadiz, Don Manuel Espinosa de los Monteros, s.d. (1766?), in-4.o, com um 
mapa. (N.o 3797 do icspectivo Catálogo). 

O nosso exemplar, a que falta um mapa tirado ápaite, está bem conservado. Na guarda da 
frente tem a seguinte curiosa nota, escrita á pena : 

A respeito deste livrinho pode ver-se o que diz Home nos seus estudos de Bibliogra- 
pltia, vol. 2. pag. 6S0. Não se conheciam na Inglaterra senão dois exemplares delle, 
e um dos mesmos exemplares foi vendido por trinta e uma Libras e dez ShelUngs ! ! ! 

2216— Noel, Carpentier & Puissant Fils C,VW.).— Dictionnaire des (Jécouvertes 
daris les arts, les sciences, le géographie, l'histoire, ragriculture, le cotii- 
nierce, etc, etc; indiquant les époques de rétablissement des peuples... 
Par... Quatrième é^ition, revue, corrigée et augmenlée d'un grand nom- 
bred'articlcs noiíveatix. /in/xeKe!!, Soe. Typ. Belge... 1838. In-8.° gr. de 
562 pags. E. 

2217— Nogueira Coelho (Filipe José).— Princípios do direito divino, natural, 
publico univei-sal, e das gentes, Adoptados pelas Ordenaçoens, Leis, De- 
cretos, e mais Disposiçones do Reino de Portugal, com as Remissoensdas 
Leis extravagantes, e mais Reaes Determinaçoens, e as das Notas do 
Novo Repertório aos respectivos Textos da Ordenação ; e huma Relação 
exacta das Leis, e mais Disposiçoens Novisssimas, Escriptos pelo Bacha- 
rel... Segunda ediçaõ, mais correcta, e acrescentada até o anno de 1776. 



/^ iQ-Cs^ 




í 



^1 



16 catXlogo da livraria 

A' custa de Luiz de Moraes e Castro... (Vinheta ornaniental, gravada em 
madeiríi). Lisboa. Na Oflie. de Francisco Borges de Souza. M.B.CC.LXXVII. 
Com licença da Real Meza Censória, íni." de XV-420 pags. E, 

As XV pags. prels. (imims.) inserem: ante-rosto ; rosto; e proeniio «AQUÉM LER.» 
(pags. V a XV). 

2218— Nogueira Gandra {João). — Descrip(.ão das festMS com que o Senado da 
Gamara da cidade do Porto celebrou a entrada dos Regimentos de Infan- 
teria n." 6, e 18, no dia quinze de Agosto de 1814. (Escudo d'armas reais 
portuguesas). Lisboa: Na Impressão Regia. Com Licença. In-4." de 27 pags., 
além de 3 eni branco, finais. B. 

Compilação curiosa de varias composições, em prosa e verso, todas alusivas ás afamadas 
festas. 

Exemplar precioso e muitíssimo estimável, pois que tem ainda a enriquecê-lo mais Ires 
lindas e primorosas aguarelas reproduzindo dois artísticos arcos triunfais e um monu- 
mento com obelisco, vendo-se a meio deste uma moldura com o busto de D. João V 
(miniatura primorosamente desenhada e aguardada a varias cores, como igualmente o 
são outras miniaturas com (igurinhas que se admiram nos dois mencionados arcos). 
Nestas excepcionais condições. Exemplar Único, decerto. 

2219— Noidens (Beniío fíewijío).— Hisloria moral dei Dios Momo; tnsenanza 
de príncipes, y svbditos, y destierro de novelas, y libros de cavallerias, 
Por el Padre. . . Antuerpiense, de los (Clérigos Regulares Menores. La Vti- 
lidad de la Obra se refiere en el Prologo, y los tratados en el Elenco, ai 
fin dei Libro... Ano (Escudo d'armas de U. António Paniagua y Ziiniga, a 
quem a obra é dedicada) i666. Con Ptmiikgio. En Madrid : Por Francisco 
Nielc. . In-i." de XVI pags. (prels.) inums. e 384 nums. E. 

As XVI pags. prels. inserem : titulo (emmoldurado por cercadura) ; Dedicatória ; Aprovações 
e Licenças permitindo a impressão; Lista de outros livros do autor ; e 'PROLOQO.*. 

Livro estimado e edição RARA. Exemplar com ligeiro concerto na parte inferior das trcs 
ultimas ff. (com preiuizo de algum texto na ultima 41.). 

2220 — Noirlieu {Martin de).— Études d'un jeune philosoplie chrétien, ou mor- 
ceaux extraits des plus célebres défenseurs de la religion ; suivies d'une 
réfutation abrégée du Livre des Ruines de Volney; par M. D. N. A Paris, 
De Méquignon Júnior. . . i823. {De VImpr. de L.-T. Cellot). In-8.° de IV- 
XlI-429 pags. E. 

2221— Noirot {N. J. E.). — L'Art de conjecturer, appliqué aux sciences mora- 
les, politiques et économiques. Par... Paris, Ouillaumin et C'.,.185i. 
In-S.o de IV-503 pags. E. 

2222— Nonnotte (^6òé).— Les erreurs de Voltaire... Quatrieme édition, Revue 

L 'f) corrigée & considérablement augmentée, avec un Avant-propos pour le 

■^ second Tome, & une Table des matières. Par. . . 4 Lyón, Chez V. Regutl- 

liat... M.DCC.LXX. In-i2.'', 2 tomos de IV-xlviij-475 e IV-x^xvj-463 pags. E. 

Obr» estimada. Pouco vulgar. Bom exemplar. 

NorOitha (Fr. D. Carlos de).— Veja-se: Begra da Cavallaria e Ordem Mi- 
litar de S. Bento de Aviz... Lisboa, 1631. 



AZEVEDO - SAMODAES 



17 



2223— Noronha {D. Leonor dp).- COIÍONICA H geral. . . ©oijmbrn, p. f. g. 

(Da portada damos a exacta reprodução folo-zincográfica qve segue) : . 




(O originai mede 276x178'"'") 

In-fol. de VIII pags. (prels.) iniims. e ccclxiij (aliás ccclxiiij, pois que com 
aquele numero estão numeradas as duas ultimas pags.) nums. E. 

Na primeira das VIII pags. prels. o titulo e pórtico acima reproduzido em <fac-simile«;; 
na II o escudo de armas de Portugal, encimado por viseira e cabeça de draglo 

VOL. II , 



18 catXlogo da livraria 



alado, e circundado de folhagem ornamental (gravura quadrangular, de grandes di- 
mensões, aberta em madeira); na III a Dedicatória á rainha D. Catarina, que co- 
meça: piiijto nlln ri, imnjto voSrrofn 11 ^rnlicirn. ; nas iv a vi a: (J] an- 
iieaòtt ftns ropilulOiS t(lnltll^(ls nrftn primryrn riinjím || íin (fforonítn 

grrrnl íir ^llloniO §nlirliia., impressa com caracteres redondos e a duas cols. 
por pagina, rematando : «Fim da Tauoada.> ; e nas VII e VIII o «Prologo de 
Marco António |1 Cocio SabcUco, orador historlographo clariffimo em duas hi fiarias 
que fez |; des do mundo criado." Impressão nitida, com caracteres redondos ; o texto 
í iniciado por uma grande letra (C) de desenho de fantasia (gravura em madeira). 
No alto da primeira das trezentas e sessenta e quatro paga. nums. começa o texto da 

Eneida prirneyra de António 

Sabellico, Des da crlaçam do Mundo 

em que começa fua historia. 

Capitulo primeyro. 

que decorre até pag. ritrluiij. Compreende nove Livros, com tífiíj fj.®!*}''» 
o ultimo dos quais fecha com o trivial «F1N1S.>, seguido da subscrição, de que da- 
mos o «fac-similc" : 

Acabourcaprimcyracneida de 

^fcarco ac.íonio Cotio SabcHco/ rrdladada rx latira 

^mlingoaçí if>omi(jucra poj a fcnbota oona iLianot 

Wbi oo\ifb.arque8 DC ©tia real oom fcriiaiido. 

Cpotfeu mandado impzciTa cmamu^to 

irobteTlcaicídadcoeCoTTnbza/po; 

5o3m oa ôarrcira t lloam SI 

uaree/ empsemidotee od 

£13 rcf na meíma vntuer £G 

fídade. 

ao0.ncv.biae«o mesoe sctembto. 

ec A. e. %• 

(O original mede 73X75.?'"'") 

No alto da pag. CCÍij|(não existem pags. com as rubricas ttlfllf e trcl) princi- 
pia o 

Capitulo de lob de que nam faz 
mençam Sabelico. 

que decorre até meio da ultima pag. do volume, seguindo-se, como que a rematar 
estes dizeres, reproduzidos agora em «fac-simile» : 

Cdfôir vífto X epmtnado efte capitolo t tractado t»a bífto 

ria ocSob/pcIoooatoj medre ©logo ocÊouuea 

permãdadoefpeíialoofenboz Cardeal Sn 

fanteinqnlfidoigeralnefteareynoST 

fenbozioeoepoztugal. Êtn 

Xifboaa]cví|.Bc|ult)o. 

JSb> B, X. 

(O original mede mxSlmm) 

Na composição do texto foram empregados caracteres redondos, itálicos e góticos : com 
os primeiros a Tauoada, o -Prologo» e a primeira linha dos titulos das mesmas pe- 
ças, a dos nove Livros e a do 'Capitulo de Iob> ; com 03 segundos as restantes li. 
nhãs das três citadas peças, e, na Tauoada, a indicativa dos nove Livros ; e com os 




CORONICA 

geral da cncyda fcgiã 

daoe^trco Sncoirio Coclo 

Ssbclico/ocg bo coitte^o 

00 mundo ate noOb 

tempo. 

Zrrtladada&etatim em lingoagc^ojtiK 

Sucapoieona&tancifUbaOo ^arqocs 

0« eUa real Som Utraináo. 

feirtffída aa moytPâlta t morto poderof* 
fenbon eonacatbfrinanaf nba ocgio: 
tugal. Aolbcr oo martoalro t morto po» 
dcrofofcnboí ©om ?oam tcrccr K)«ey oc 
lÈioitugal ocOtnomctqalntooMlmoDO 
contocoertreoeflc 





Portada da segunda parte da obra descrita 
" O original mede 276XI80mni. 



Catálogo sob o n.o 2223. 



(Pag. 19) 



AZEVEDO -SAMODAES 19 



últimos a Dedicatória á rainha D. Catarina, o texto principal da Obra e parte das 
notas e citações marginais que as pags. apresentam por vezes (até pag. fcrmo ; 
as insertas nas restantes pags. são compostas com caracteres redondos), sendo po- 
rém, como é usual, de menor corpo os caracteres empregados nas notas. As pags. da 
QBncillIt são, como as da @^nU0niin, a duas cols., mas aqui divididas por um fi- 
lete. 

Com excepção das pags. prels. 1, II, IV, V, e VI, todas as restantes do volume são cir- 
cundadas por um filete. 

O volume é constituído por vinte e quatro cadernos de impressão: o primeiro, de qua- 
tro ff. (as VIII pags. prels!), rubricado, no pé da frente da segunda fi. : \í. tj (a 
primeira fl. deste primeiro caderno não apresenta, como é usual, a competente rubrica 
CL í) 5 os vinte e um imediatos, de oito ff. cada um, rubricados, no pé da frente 
das primeiras cinco ff. de cada um deles, 'respectivamente : A, A t}, ^ •!)» 
31 iitj, ^ D a ,J, ^ tj, JE iii, $ tiij, JÊ U ; o vinte e três, de seis ff. somente, 
no pé da frente das quatro primeiras: |), |) ij, |) iij, 1| ittj ; e o vinte e quatro 
e ultimo, de oito ff. (a ultima toda em branco), no pé da frente das cinco primei- 
ras : 3> 3 'Ji 3 t'j> 3 'itji 3 "• Nas rubricas não foram empregadas as letras 

S ' ÍÍ-... 

Dos rrrríiij CnpHuiOS que, como já dissemos, esta primeira (fctlíibn contém, o 
primeiro não apresenta titulo propriamente dito; o segundo é assim intitulado : 

C. (ínpitulo fí0uní)í i>£ Hoí 
ri/ 60 biluuio. 
o ultimo : 

Cj€ap. crrtij. ffiomo a nnuegn- 
ínm íin fniim foij tnufn íin grnn 
íií riqucja ôt galninn : 1 coma a 
murfta prorpíriímiic ll)r gtrou 
niir rm iSolnírin pulas muçtns 
molljfrcô gctins tom que rnfott 
rO i)t fun mortf . 

CORONICA (1 geral da eneyda segú || òa... ffloijmbrn... p. D. g. 

ii}. (1553). 

{Da portada damot, em folha aparte, a exacta repi-odvção foto-zincográfica). 

In-fol. de VIII pags. (prels.) iniims. e rrrrlritj (esta ultima numerada, por 
engano, rrrrrriijj nums., além de uma em branco, final.— .As duas partes 
em igval numero de vols. E. 

Na primeira das VIII pags. prels. a portada acima reproduzida em tfac-simile» ; na 
pag. II o escudo de armas de Portugal (que vem em igual pag. da parte preceden- 
temente descrita, porém agora seguido do Visto e autorização de Fr. Jerónimo 
d' Azambuja permitindo a D. Leonor de Noronha a impressão da obra) ; nas III a 
VII a <il Tsuoada dos capítulos que Te contem nefta Tegunda Eneyda 1| de Marco An- 
tónio Sabelico des do mundo críado.> ; na VIII o «Prologo de Marco António || Co- 
cio Sabelico va Eneyda fegunda da Sua hiftoria \\ defdo mundo criado.*. 

No alto da primeira das quatrocentas e vinte e três pags. nums. principia o texto §0 
fCflUllbn fltítjílfl, encimado pelo titulo : 

Liuro primeyro.da eneyda se- 
gunda do mefmo autor. 



20 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



Compreende nove livros (Liuro primeiro a Liuro nono) e tlj. (£ ÍIlip., o ultimo 
dos quais fecha com o clássico 

Saus §ca. 

seguido pelo registo da impressão e declaração de erratas, que reproduzimos em 
• fac-simile' foto-zincográfico : 

Acaboufe aícgunda cneida de 

AarcoantoníoCoctoSabelíco/ trefladída nc lacttn 

cm ltni;o3gê'^ouugueB possam oona Xfsno: 

filba 00 abarques ce^Hareal Dom íeriKndo. 

epozfcumandadolinpKfTa/emimufio 

nobze 1 leal cidade oe Coymbia/ po: 

5oamoe;êarreíra tjoãoaU 

uarcs cmp:emido:e0 oel 

TRefjnamefmavníner 

ftdade. 

Soe oe5 eias 00 mea ec íunbo. 

0e jib. &, íMí, 

Epor a arte da imprejfim fer muyto delicada, Q/ter taniat 
miudezas como tem.^vãií al^iíerroi que ho difcretoleytor pode 
fuprircõmuyra facilidade mudando aa letra.porqueiião fé põe 

,-iq'ii, por Jcrcnide pouca JiíOjlaiilia. 

{(I oriíjiual 7nede i04xi"0mm) 
O primeiro dos rij. Capítulos que esta ffillClJôn ftgunín contém, é assim intitulado: 

Capitolo primeyro de hu concilo dos iudcos depois da morte 
dei rey Salomão : em que fe apartam os dez 
tribus a fazer outro rey. 
e o ultimo: 

C. íCnpit. clj. (Tniiio ^nrcio ro 
rttilniio nlcunntflu ho cirro 
n lloinn it Ijo tornou n yor, ii 
Srfpois nlcuõtar n rojjo 6c 
fiu» iiinij / nj ôr fiin morte. 

Na composição do texto desta CnCIJÍrn frjunbn, vêem-se, como na ffinciill pri- 
ntCIjrn, caracteres redondos, itálicos e góticos: os primeiros na «Tauoada», e na 
primeira linha do titulo do €Prologo> e dos nove Livros (em alguns deles, todo o 
titulo), e do registo da impressão ; os segundos no Visto de fr. Jerónimo d' Azam- 
buja, nos títulos dos nove livros insertos na «Tauoada», nas restantes linhas do ti- 
tulo do «Prologo» e do ••Liuro primeyro», no «Prologo propriamente dito, no ti- 
tulo do Capitolo primeyro e na primeira linha de alguns dos demais capítulos da 
obra, e ainda na declaração das erratas inserta no fim, após o registo de logar, 
nome do impressor e data da impressão; e os últimos, em parte dos dizeres inser- 
tos no frontispício, no texto propriamente dito da ©ItClJôn fcftuilbn, no titulo dos 
seus capítulos e no registo final da impressão, já citado. As noías e citações margi- 
nais que a maioria das pags. apresentam, são também compostas com caracteres gó- 
ticos, mas, como na (!!'lICÍÍin prillICÍro, de corpo muito menor que o do texto. 

O voliune compreende vinte e oito cadernos de impressão: o primeiro, de quatro ff. (as 
VIII pags. prels.), rubricado, no pé da frente da terceira fl. : 2/ iij (ás duas primei- 
ras ff. deste primeiro caderno competiam, respectivamente, as rubricas 21 \ t li i\, 



AZEVEDO -SAMODÃES 21 



porém não as apresentam) ; os vinte e três imediatos (2 a 24), de oito pags. cada 
um, no pé da frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, respectivamente: 
^, ^ íj, ^ itj, ^ iti} a 3. 3 'i. 3 "J. 3 "íj ; os vinte e cinco a vinte eoito, 
respectivamente: íl, a tj, fl tij, í> iitj a ô, & ij, & iij, i icij ; e o vinte e nove 
(ultimo), de seis ff. somente: t, í tj, f íij, í itij. 

A impressão dos dois volumes é nitida e perfeita ; a esmaltar a composição lia numero- 
sas letras iniciais de lindos desenhos de fantasia, gravadas em madeira. 

O Visto e a permissão para a impressão, de fr. Jerónimo d'Azambuja, insertos a pag. II 
(prel.) do volume segundo, por baixo do escudo de armas portuguesas, são textual- 
mente como seguem : 

Eu frey Hieronimo Dazambuia meftre em a faricta Tlieologia da ordem dos pree- \\ 
gadores, deputado polo fen/ior Cardeal Iffaiite pêra ho exame dos liuros que J'e Imo 
de [I imprimir nefta cidade de Lixboa, dou fe q lio prefente liuro Marco António 
Sabeli \\ co trejladado de latim ê português pela muyto illuftre Senhora dona Uw 
nor de Noro || itUa, não tem couja reprouada nem fcandalofa. Pelo qual dou auto- 
ridade ã dita fe- '}. nliora que lio poffa mandar imprimir. E por affi paffar na 
verdade Jiz efte feyto ^ j af finado per mim a .21. Dagofto de M. D. L. annos. 
II Frey Hieronimo Dazambuja. Magistri. 

Na numeração das pags. das duas partes da obra notam-se numeiosos erros; Na parte pri- 
meira a pag. rir está numerada ruttj; a rij, li ; a nttj, ttt; a IO, cti} ; a crro, 
rrriiii; a trrir, rrij ; a rrtj, rlrrrrir; a rrirrrtti}, rdrrriif; a rcriij, 

rrijcl; e não ha pags. com as rubricas frirlir e ml. E na parte segunda : a pag. 

-r acha-senum rij; a rrij, rrwtj ; a rruij, rrij; a Irrj, Irr»; a Irriij, 
Irrtti; a Irriiij, Irri; a Irruj, Irro; a Irrniij, Irroii ; a Irrrj. rri ; a 
crrrjj, trrrir ; a rlrrutij, rirruj ; a rlrrr, qrrrir; a rlrrrir, tJrrr; as 
rrrj e rrrij, respectivamente rlrcj e ilrfij ; a rrriu, rrrruij ; a rrrniij, 
ttiij;a rriij, crruii; a rrr, rcrriij; a rcritj, rrrrj; a crrr, rrr}j;a 
rrrrij, rrr; a ttrrro, rrrrrj ; a rrlruiij, rltrniij; a crrruij, rrrrniij, 
a rtrrir, rrcrotij; a rrtrrrr», rrrrrr»; a rrrlrruj, rtrlroj; a trrlrrroj, 
rrcrcir; a nrlrrrrir, rrrlrrrsjj ; a rrrrrulj, rrrrrijj; a rrrrrniij, 
rrcrrrrj; a rrccrrrj, rrrtniiij; a irrtrrriu, crrrrrnj; a rcrrrrroij, 
tírrlrj ; a rtrtlr, ttrrrrruiij ; e a mtlriij, rrcrrriij ; aiém de não apresen- 
tar a competente rubrica a flWJ ; de não haver pags. com a rubrica flrrj, frf 
rrirrriiij e rclrrro ; e aparecerem duplicadas as rubricas Ctlrriiij e Crlrr». 

O caderno S encontra-se transposto para depois do Dí. 

As pags. pares ij a rmiiij da primeira parte apresentam, no alto, a indicação do livro 
que inserem : JibrO prtllirijrO ; e as impares j a rrrtr a indicação complementar : 
^(l {irtincirit tnii&n.; as restantes pags. pares desta primeira parte, ao contrario das 
primeiras, a indicição : 5'^ prilll£trn rttri!)!),, e as impares, a indicação comple- 
mentar: gibrti frguníio., Jibi» tcrccijro., etc. 

As pags, pares e impares da parte segunda inserem igualmente, a encabeçar, os dizeres : 
gíbro priniíljro. e Sn frgUlI&n riltljiin, altemando-se porém de livro para livro; 
como seja, por exemplo : n.is pags. pares que inserem o livro primeiro : JiOrO Jiri- 
intirO., e nas impares: 5fl ffguilíin Cnttjíin. ; nas pags. pares que inserem o 
livro seguado: Sfl frgUltSn mtljíin., e nas impares: gibro fíflUfí"''; e assim 
sucessivamente. 

O tCapitolo de lob», com que fecha a Eneyda prlmeyra (de pag. ccclj em diante), parece 
nunca ter sido visto por Inocêncio, pois que o ilustre bibliógrafo, referindo-se a éle 
no Dlc. bibllographico (tomo V, pags. 179-181), mostra bem pela forma por que se ex- 
prime, que, apesar de citado por Barbosa Machado na sua Bibl. lusit, e por Sousa Fa- 
rinha no seu Sammarlo da mesma Blbl. luslt. (Lisboa, na Offic. de Ant. Oomes, 1786, 



^ catXlogo da livraria 



^p 



.n-8.0 peq., 4 vols.) sob o titulo de Traíado da historia de Job, duvidava bastante d, 

ml,?',.™'"'.^ •'"'"''""'""^ "^^ "P""'" ™ q"^^'í° foi. porém definitivamente de- 
monstrada, e até amplamente elucidada, pelo dr. Ramiz Galvão nas suas notas biblio- 
gráficas icerca do exemplar existente na Bibl. Nac. do Rio de Janeiro, publicadas no n o 

aL , ""vn^" "''^ '" """"'' ' ""''' recentemente por Brito Aranha (Dic 
tnbl., tomo XIII, pags. 290-201), pelo dr. José Alexandre Teixeira de Melo (CaiaíoZ 
"os cl^ellas da BibliotHeca Nacional,, c.,,.^ do Brasil, n.o 140 p^ 332 334W 
por José António Moniz (Catalogue dela bttllothegue de M. Fernando Palha. Trol 
sleme partie, pags. 27-28, n.o 23si) ' 

Barbosa Machado, Ribeiro dos Santos, Costa de Macedo (este no Catalogo dos It.ros aue 

ados HM- V '""■ '™' '""'""^ ' ''"'"' "^ "^'°^ -E'''-^'" 'o^«'. "OS seus iZ 
lados b.bhograficos, esta apreciada tradução da -Coronica geral, de Marco António S - 
b .CO, dando porém dela mui sumaria descrição. O primeiro dosbibIi6grafos que fiem 
ctados, refer,ndo-se na sua B/W. lus. ao merecimento e p.imores da versão diz em 

emate á descnção da primeira parte da obra:-.Esta traducçâo ,em pelo conTe'xtt muN 
tas e doutas annotaçoens da Traductora . 

°' mT^BM^F™'^' '"'TT' ""'"" '™ ^™" '"" '"««■ ' '"■'=«'' " " de feverei- 
ro de 1563. Era filha de D. Fernando, marquez de Vila-rial 

Desta PRECIOSA E RARÍSSIMA espécie bibliográfica quinhentista somente se conhecem 
Nacional fluminense, que consta s6 da p,imeira parte, e essa mesma falha das 0?^ 

'Z^l T- " ° '^ 'Í"f" '''^"'■"""' '^''""'' ""^^ -"»" constitu o p hs 'duas 
paries da obra carece da fl. de rosto da primeira. O nosso exemplar, esse encontra 
nao s_6 completo n,as também optimamente conservado, parecendo até que as m 
pressão se real.zou ha poucos dias e não ha trezentos e tantos anos! Pode poircòn' 
sider.r-se verdadeiramente precioso e de um valor correlativo 
De uma das décadas das Eneidas de Marco António Sabelico traduziu também D Leonor 
de Noronh.a a seguinte obra, de que a livraria de Azevedo-Samodães possue um belis 
simo exemplar da edição original. 

2224- C ©rtc liuro Ijí U \\ romiío 6n Diftorm íif „orra xtòt- 11 ram íír- 

bon... p.b.l.iii. (1553). iin«in...str 

(Do frontúpxao damos, em folha aparte, n exacta repro^lução foto-uncografica). 
In-4.<> pequeno de ro}. folhas numeradas pela frente. E. 

// n J.^ ^^ "'""'.' ''^ r™''" '°"" <'"""■■■ ^^^ •^- ■'^"^'' >""' 0"^ ^ """,. só aparece da ÍO H 

J_ ^A em diante o titulo e pórtico acima reproduzido em .fac-simile. ; no verso da m sLa 

m? primeira II. a declaração de exame ao livro e da ficença de ,,. erónimo de Azambuja 

/< permitindo a impressão do mesmo livro ; no alto da frente da^f O. ircomeça o tLto 

Ccf Of ímpecíTobo p:efcn* 

te Wb:o coam ado começo oa bífto:ca oa noff a 

rcdcmpçam/cm ba murro kal cída. 

dcoc 2.írbo3encafaoci5cr 

tnígalbardímp;c 

ffo:oeliRcYDo 

flbfcnbot. 

3ca« 

6oufcíoe^í.bía0lwme8(íftb:a&e.iR.^.Uí.aílí>0 

(O original mede 46X101""") 
O te^xio desta primeira parte da obra compreende dezoito capitulos, designando-se o pri- 




fTiÊílelíurobeDO 

começo caI?íftoxat»e nofTa ndc" 
f ^m que fe fe5 pcra ^nfolaçáo dos' 
[fluc nam fabc lanm : pede \?o au^ 
1 102 cdla í)O0kíco:ed q fe ndia i?a^ 
aclparem ll?e oígam poj amo? De 
Oeoetpúpàíer noder poUa alma. 
^0^ ap^ouada peUa fanúta ^nqui^ 
ít^m oeile reino oep<»tugái. 



R^í 




Portada da primeira parle da obra descrita no C iiálogo sob o n.» 2224. 
O original mede 160XI23mm. 

(Pag. 22) 





Eftahcarcgun 

'da parte r>a bífto:Ca oe noíTa re» 

dençâo:querefc5 pcraconfola^â 

D06 que não fabê latim. 

Pede ho autor acw leytores que fe neU acha 
rcmlhedígáo por amor de Deos hú Pater 
nbfler polaalma 





íffoyapwnada pola fancta inqutfi^âooeftercynooc 

Portatia da segunda parte da obra descrita no Catálogo sob o n.o 2224. 
O original mede 180X116""°. 

(Pag. 23) 



AZEVEDO -SAMODÃES 23 



Ç ffi n P i t u l a ;i r i m r i r n 
ia cumriçnm br mffa 
fíitijorn. 



ffi; n ji t t u l P. r u i i i.« a u 
jrjum òa rtisfUn i rniití lin iiuis 
ntrntnr lio binlui Se iiuc nas 
rllr flunrbf. 

Do exame e Licença de fr. Jerónimo de Azambuja permitindo a impressão do livro damos 
textualmente a reprodução : 

^ írtij gicrcmimn ín 1; jnmliujn mcftrr iin fitii tlimUiiiin it acputn || &o 
;jtlln friiiir CnrSrnl ^fniitr intiiiiliftor ll grrnl lurirs rrijiios bc íJmtu- 
linl prrrt 1)0 i| rrnmr íms liurus iirftc nrrtbirpnao is || girlion : Sou fff 
iliií frnmiiicij fftí Ititro |i Iin uiíia Sc nofrn gínljoia r^ nô nrljcij nel- 1| le 
roufn rõtrn n fcc ní- bõs tiiftunurâ ^IfUo | qunl iiou licença quí ff poCfn 
imprimir. || n.ir. òt gulljo íit mil ry quinliíitíos lin- w roíiita nj l)um. 

Na composição do texto do livro íoram empregados belos caracteres GÓTICOS, de 
quatro corpos : com os de corpo maior a primeira linha da Licença de fr. Jerónimo 
de .\zambuja, a dos dezoito capítulos da obra e a do registo final ; com os de corpo 
immediatamente inferior as restantes linhas das duas primeiras destas três citadas 
peças; com os de corpo imediatamente inferior o texto propriamente dito da obra; 
e com os de corpo mais pequeno as notas e citações marginais que algumas das 
pags. contêem. 

A composição é esmaltada com dezoito letras iniciais (uma em cada capitulo), de lindos 
desenhos de fantasia, gravadas em madeira. 

O volume é constituído por treze cadernos de impressão: os doze primeiros, de oito ff. 
cada um, acham-se rubricados, no pê da frente das quatro primeiras ã. de cada um 
deles, respectivamente : gí \] (k primeira ti. deste primeiro caderno competia a ru- 
brica %, porém, como é usual, não a apresenta), ^ iij, % itli a m, IH íj, 
m iij, m iiij ; e o ultimo, no pé da frente das cinco primeiras S. : It, It tj, It ii}, 
n fíij, II U. Na rubrica das folhas não foi empregada a letra 0. 

Elta he a legun || Sn pnrtí òa liiftorin br noffii xt- 1 bcnfíio:... ffiolm- 

bru, 1554. 

{Do frontispicio damos, em folha aparte, a exacta reprodíição foto-zincográfica). 

Id-4.0 de rrlif (aliás 141, pois que a num. salta de rrrru} para trl», e se- 
guindo esta nova ordem até final) pags. nums. (excepto as duas primeiras, 
que por constituírem a fl. de rosto, não apresentam numeração: l e l{), 
além de uma com o registo da impressão, uma com a marca do impressor 
(veja-se a reprodução que dela damos em o n." 2119 do presente Catálo- 
go), e uma em branco, inums., finais.— /4s duas partes em um vol. E. 

Na primeira pag. (a segunda em branco) o frontispício reproduzido acima em «fac-si- 
mile»; e nas pags. it}. a Cflif, o texto desta segunda parte da obra, a qual com- 
preende 03 Capítulos xix a xxiiij. 

Do registo ou subscrição final e declaração que se lhe segue, inserto na primeira das 
três pags. inoms. finais, damos a seguinte reprodução foto-zincográfica: 



24 CATÁLOGO DA^UVRARU 



A LOVVOR DE 

Deos,& da Virgem gloriofafua madre. Sc acabou 
aíegundaparccda hiítoria de nofla redenção: Im- 
preíTacmamu^^tonobrc&fcmpre leal cida- 
de de Coímbra.por mandado da muy to 
liluftrc fcohora Dona Lianor de No- 
conha.Por loáo de Barreyra impri 
midor dcl R.ey na vniueríida 
dpd Coimbra. Aos.viij. 
dias do mes Dagofto 
do anno de 

^fftopcrmlmfrcyt&íeronymo m^mha 
ja:©oulícciiía que fc pofTa tmpiímlravín* 
íoytoDla900in<90cSctcbjoDc^.í©,2L?. 
írcffeUrotiyrao 
iBa3ambuia. 

(O original mede tíAxiOl""") 

A composição do texto mostra belos caracteres GÓTICOS, e a dos títulos dos Capítulos 
caractere» redondos (a primeira linha) e itálicos (as linhas imediatas á primeira). 

O volume é constituído por dez cadernos de impressão : o primeiro, de quatro ff., está 
rubricado, no pé da frente da segunda fl.: % ij. (á primeira H. competia a rubrica 
A, porém não a apresenta); os oito imediatos, de oito ff. cada um, rubricados, no 
pé da frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, respectivamente: ç, í? IJ, 
^ iij, fi iitj a 3, J ij, 3 itj, 3 tiij; e o decimo e ultimo, de quatro ff. so- 
mente: f , f ij.^f iij. 

No alto das pags. nums., encimando o respectivo texto, os dizeres ou titulo: gíflUnoll 
pnrtE òa hiftorin (pags. pares) 5* norr» rebtmiJÇnO. (pags. ímpares). 

Conforme na primeira parte, a composição é esmaltada com letras iniciais de desenhos 
de fantasia, gravadas em madeira. 

O pórtico ou alçado que emmoldura o titulo da primeira parte desta obra e vinheta que 
o encima é o mesmo que, vinte anos depois, em 1572, António Gonçalves utilizou 
para ornamentar o rosto da primeira edição d*05 Lusíadas de Camões; porém agora 
(como pode vêr-se no «íac-simile. que damos acima) sem os trofeus que primitiva- 
mente ornavam as colunas laterais do alçado, os quais talvez fossem suprimidos em 
virtude de se acharem gastos pelo excessivo uso dado ao mesmo alçado, pois que 
este, de 1552 a 1572, se utilizou oito ou dez vezes. ^ 

A marca do impressor, inserta a meio da frente da ultima folha do volume, embora, 
como se disse acima, de desenho idêntico á que reproduzimos a pagina 561 da pri- 
meira parte do Catálogo, não apresenta já, no pequeno quadro que se acha pendu- 
rado na parte inferior do estacão ou tronco de arvore, o nome-LVDVVICV|l RO- 
DVRICI, que a marca primitivamente continha, como se vê da reprodução acima 
referida. 



AZEVEDO -SAMODAES 



25 



Edição primitiva desta clássica e apreciadíssima versão. Os exemplares, verdadeiramente 
preciosos, são DA MAIOR RARIDADE ; que nos conste só lia noticia dos dois 
exemplares que apresentamos (um deles constituído somente pela segunda das duas 
partes da obra), os quais são os únicos citados pelos bibliògraphos e que eles não 
tiveram ainda assim a fortuna de vêr. Ambos se encontram no mais perfeito estado 
de conservação. As duas partes que constituem o nosso exemplar completo acham-se 
reunidas em um só volume, cuja encadernação, de carneira fina, executada no século 
XVII ou XVIII, apresenta, a meio ,das duas pastas (faces exteriores), impresso a 
ouro, o cx-Ubris brasonado dos Marquezes de Arronches e Condes de Miranda (Ve~ 
ja-se a obra Super-iibros omnmentacs pelo conde de Castro e Sola, n.° XXIII, a 
pags. 45-46). Desse ex-Ubris damos, em tamanho exacto, a seguinte reprodução foto- 
zincográíica : 




2225- 



-Ontro exetnplar ; só a segunda parie. E. 

Este exemplar da segunda parte da obra encontra-se, como já dissemos acima, belamente 
conservado, pelo que também se pode reputar de muito apreço e valor. 

Os bibliógrafos citam ainda desta obra, além de outras pretensas edições, -que afinal 
C) C nunca apareceram, pelo que não as mencionaremos -esfoutra edição de que existe 

um exemplar da primeira parte na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro (veja-se o 
Catalogo dos cimelios da mesma Biblioteca, a pags. 299 e 300, o n.o 117) : 
«Este libro he do começo da historia de nossa redençam, que se fez para consola- 
çam dos que não sabe latim. Pede a Autor delle aos lectores que com charidade lhe 
digam por amor de Deos hii Pater noster polia alma. M. D. ZJiX» 

Os dizeres transcritos acham-se dentro de portada gravada em madeira ; no fim 
do texto a subscrição : 
«Em Lisboa. Por Joam de Barreira. Impressor dei Rey. M. D. LXX.». 



26 



CATALOGO DA UVRARIA 



Na fi. 2 vem uma dedicatória do impressor: «A Muyto e Excellente Princesa, & 
serenissima Seniiora Iffante Dona Maria filha do muy alto & inuenciíiel Rey dom 
Manoel da gloriosa memoria. loam de Barreira Imprimidor. S.> Nela declara João 
de Barreira que a obra é de «dona Lianor de Noronha filha de dõ Fernando Mar- 
ques de Villa Real tam affeiçoada ao scruiço de V. A...>. 

Os exemplares desta reimpressão são tauibem de extrema raridade ; nem se conhece 
nem mesmo se presume o logar onde exista algum que reúna as duas parles da obra 

Citam e descrevem, mais ou menos amplamente, as duas obras de D. Leonor de Noro 
nha que ficam descritas, os seguintes bibliógrafos : Barbosa Machado (Bi*/, lusitana, 
tomo III, pags. 13-14), Nicolau António (Bibl. hispana nova, tomo I, pag. 339, col 
primeira), Inocêncio (Dic. hibUograpliico, lomo V, pags. 17y-181), Brito Aranha (obra 
citada, tomo Xlll, pags. 290-201), Costa de Macedo (Catalogo denominado da Acad( 
mia), Pmto de M.itoç (Man. bibl. portuguez, pags. 423-424), Serrano y Sanz (Apuntes 
para una biblioteca de escritoras espanolas desde el ario 1401 ai 1S33 (Madrid : Tip, 
de la «Revista de Archivos, Bibliotecas e Museos», MCMV, in-4.o gr., 2 vols.), tomo 
II, pag. 662); e somente a segunda parte da ultima das duas obras, Sousa Viterbo (O 
movimento typographtco e litterario em Coimbra no século AKf-esludo publicado 
n'«0 Instituto., vol. XLI— 1893-94). 

A Dona Leonor de Noionha atribuem os bibliógrafos e vários escritores ainda a seguinte 
obra, de que actualmente, que saibamos, não ha sequer vestígios de um único exem- 
plar : - Tractadinho da paixão de Chrisio, com a declaração do Pater noster. 

22^J6-Noronha (/). Sancho de). — f^ THACTADO,. . — Coymbm. .. M. D. 
XLVII. (1547). 

(Po fronlupicio damos, em folha aparte, a exacta reprodução foto-eincográfica). 
-T In-i." peq. de 103 pngs., afora uma, final, oom o colofún da impressão. E. 

/ / /) Vy '^^ P^^' ' (inum., pois a numeração só aparece da pag. 2 em diante) o frontispício 

'1 Q ^ I acima reproduzido em «fac-simile» ; na 2 a Dedicatória - ^ ^^ * " MVITO ALTO || 

& muyto poderofo Príncipe el Rey ; Dõ loam ho terceyro defte nome. || Noffo fe- 
nhor.> (Começa pela formula: • Muyto alto e muyto poderofo fenhor.»); nas pags. 
3 a 8 a • %^^ PREFACAM EM || louvor do facramento da Confifíã || E de como por 
ella nos deuemos || conuerter a Deos.»; nas pags. 9 a 103 o texto da obra propria- 
mente dito, o qual, compreendendo LVII Capítulos, é encimado, no alto da dita 
pag. 9, pelo titulo do 

< tfT CAPITulo primeyro. Da. neceff idade 
do facramento da fancta confiffam.» 
E na pag. inum. final, o colofân em que vem indicado o logar e data da impressão, 
que reproduzimos foto-zincográficamente : 

I^ACABOVSE D 

E M P R EMIR ESTE 

traftadodeconfifiTam na tw 

dade de Coymbra pet 

loida barreyra SC 

Ix>am aluares, 

éprlmidores 

da vniuet 

Gdade. 

Aos.xxix.de lanejro. De 

M. D. XLVII. 

(O original mede 67x79'>>m) 




► ^T R A C T A D O 

DA S EGVNDA PARTE 

dofacraniento dapcnitcnya.Que 

be Confiffam . Com deteftafi 

dos fere pecrados mortaes, 

Eesortaçá dasvinades 

cootrayras a eWeí . 

SC modo pêra 

bcmcon*» 

feíTar. 

« 

Comporto por dom Sancho 

de Noronha. 



18D.©» ]cloí;; 




Portada da obra desaita uo Catalogo sob o n.° 2226. O original 
mede noxnsmm. 

(Pag. 26) 




TRACTADOMO 

ral delouuorés & pcrí- 
cros dalgús eftados fccu 
lares Sc das obrigações 
que neles hacom 
exorcacamem 
cada ertado d^ 
tjuefccra- 
ta. 
Comporto por 
Dom Sancho 
de Noro- 
nha. 




I^ortada da obr.i descriti no Catálogo sob o n.» 2227. O origii 
mede 145,-:S9mni. 

(Pag. 27) 



AZEVEDO -SAMODÃES 27 



O volume í constituído por treze «adernos de impressão de quatro ff. cada um, rubri- 
cados : o primeiro, no pé da frente das segunda e terceira a. ■ A, A ij ; e os doze 
restantes, no pé da frente das duas primeiras ff. de cada um déles, respectivamente: 
B, B ii z N, N iij. 

A impressão, embelezada com cinquenta e sete letras iniciais de Capítulos, de desenhos 
de fantasia (algumas figuradas), gravadas em madeira, foi executada com caracteres 
redondos e góticos: com aqueles o texto propriamente dito da obra; com estes as 
notas marginais das paginas. 

Tanto este livro como o que a seguir se descreve são tidos em elevado conceito pelos 
nossos mais doutos escritores e bibliõgrafos, «por serem escritos com pureza de lin- 
guagem e estylo grave.. O seu autor é considerado um dos nossos melhores clássi- 
cos do século 15.0. 

A edição, primorosa, é, que nos conste, a única que até o presente se fez da obra. Os 
exemplares, na verdade preciosos, são DA MAIS EXTREMA RARIDADE; nem 
mesmo se conhece logar certo ou presumível onde exista algum outro exemplar, 
além do nosso, que também se encontra muito bem conservado, estando apenas o 
frontispício um pouco aparado, com prejuízo de parte da coluna lateral exterior do 
pórtico ou alçado que o embeleza, e notando-se um pequeno defeito (queimadura de 
tinta) a pags. 67-68. 

TRACTADO MO || ral de louuores ..— Coymbra.. ,\l.U.Xl.l.\ 



(1549). 

(Do frontispício damos, em folha aparte, a fxacla reprodução foto-zincográfica). 

n-4.° peq. de CXIIII (aliás 1 lõ) pags. nums., afora uma em branco, fi- 
nal. E. 

Na pagina / o titulo ou frontispício reproduzido acima em •íac-simíle» ; na // a Dedica- 
tória «•Ia HO MVITO ALTO E li muyto excelente príncipe dom loam nof 1, fo Pe- 
nhor, Filho do muito alto &• muyto U poderofo Rey dom loam ho terceiro !| defte 
nome noffo fenhor.. ; nas /// a Vlll a .PREFACAM EM LOVVOR DAS |; virtudes 
& de como nelas a feli- li cidade defta vida confifte.»; de pags. VIII a parte da CXIIl o 
texto proprirmente dito da obra; e na restante parte da mesma pag. CXIIl e em 
parte da CXIIII o visto e permissão de fr. Marfim de Ledesma para a impressão do 
livro. A fechar a seguinte subscrição, de que damos o «fac-simile» : 

Foy fmpreflb to prefente mCt?.êoimf^ 

muy nobre ,& fcmprclcal Cidade 

<ic Coymbra,por Francif- 

CO Corrca imprdlôr 

<lo Colégio 

Real, 

acaboaflc aquatro dias dofa«,iJ6 

Sctâ>iú. 

ANNO.D.M.D.XLIX. 

(O original mede 54x82'"'») 

Impressão nitiSa, com elegantes caracteres redondos e itálicos, os primeiros no texto 
propriamente dito e os segundos nas varias notas e citações (marginais). A obra * 
dividida em XV Capítulos, rezando o titulo do primeiro : 

Capitulo primeiro da grande 
za do eftado Real & das obri 
gações & perigos que nele ha. 



28 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



P^ 



CAPIT XV. de como nos bens do mun 

do, nem em Tuas onrras, eTtados 

nam deuem os homens de 

por feu fim. 

O Visto e permissão de ir. Martim de Ledesnia para a impressão da obra, em que se 
faz um ligeiro elogio desta, diz textualmente assim: 

«EV O DOCTOR FREI MARTIM |1 de l.edefma polia cômifrião (s/c) que tcuJio do 
llmuy alto Príncipe, lio Penhor Cardeal dõHAnrrique Inquiridor mor em eftos Rey- 
II nós de Portugal vi efte libro cõpofto por o || muyto noble, & muyto magnifico Te- 
nhor |l Dom Sancho de Noronha, amq fala em lingoajem Português da obrigacauí & 
o- II ficio dei Principc y feos juyzes & comfeU Iheiros, he o dictc libro muy chato- 
lico II de muyto fanas. & boas doctrinas, y efpe-llro q fera muyto proueitofo. 
• et vtinã lectores ad quos libcrmittitur guf || tãter mãdet executioni qua; elaborate 
eis II in prsdicto códice prcfetantur. 
«Frei, Martinus 
de Ledefma 
Doctor.» 

O volume é constituído por catorze cadernos de impressão de quatro ff. cada um, e um 
(o ultimo) de duas ff. súmente : O primeiro d'aqueles está rubricado, no pé da frente 
da terceira II. (as primeira e segunda ff. do caderno não apresentam a competente 
rubrica, respectivamente / e ij) : llj ; o segundo, no pé da frente das Ires primeiras 
ff., respectivamente: b, b Ij, b iij ; o terceiro, no pé da frente da primeira fl. : c; 
o quarto, no pé da frente das três primeiras ff., respectivamente : d, d Ij, d iij ; o 
quinto, no pé da frente da primeira H. : e ; os sexto a oitavo, no pé da frente das 
duas primeiras ff. de cada um dêles, respectivamente: /, / ij ; g, g ij : li, h ij ; os 
nono a decimo priuieiro, no pé da frente da primeira H. de cada um dêles, respecti- 
vamente : I, K, t; os decimo segundo e decimo terceiro, no pé da frente das duas 
primeiras ff., respectivamente; m, m ij ; n, n ij ; o decimo quarto, no pé da frente 
da primeira fl.: o; e o ultimo (o de duas ff. somente), no pé da frente da pri- 
meira : P. 
A composição é embelezada com dezassete letras iniciais de desenho de fantasia (gravura 
em madeira) : uma na Dedicatória, uma na Prefaçam, e as restantes em cada um dos 
quinze Capítulos da obra 
Obra muitíssimo interessante ; como á precedentemente descrita, não se lhe fez até hoje 
outra edição. Os exemplares são DA MAIOR RARIDADE; apenas ha noticia de 
dois (um dos quais deverá certamente sêr este nosso) que vêem citados no D/V. éíW.; 
um que pertencera ao advogado Rego Abranches, outro que tivera presente o antigo 
jornalista Joaquim Martins de Carvalho, e do qual dera circunstanciada noticia no 
Conimbricense (u.o 2633 de 19 de setembro de 1872). (Veja-se Dic. bibl., tomo XIX, 
pag. 6). Nenhum destes exemplares foi visto por Inocêncio ou Brito Aranha, seu 
ilustre continuador. O nosso exemplar encontra-se perfeitamente conservado, circuns- 
tancia que o torna ainda mais precioso e valioso. 
Barbosa Machado, na sua Bibl. lusitana, tomo 3. o, pags. 673 e 674, referindo-se ao au- 
tor destas duas notáveis espécies do nossa literatura quinhentista, exprime-se desta 
forma : - «Foi muito douto nos estudos Theologicos, e não menos versado nas máxi- 
mas politicas de que são irrefragaveis testemunhas as obras que publicou.» 

2228— Noronha (Tíío de).— A Imprensa Portugueza no século XVI || seus re- 
presentantes e suas producções || || Ordenações do Reino || Por || 

Tito de Noronha 1| (Marca ex-libris de J.-V.— Joaquim de» Vasconcelos) || 
Porto II Imprensa Portuguesa || — || MDCCCLXXIII. In-4.'' de VIII-104-IV 
pags. Des. 

No csntro da ultima pag. vem o registo: «Acabon-se de imprimir no Porto, na Im- 
prensa PoExuGUEZA, 11 aos XXIX días do mez de Janeiro H de mdccclxxiii». 



AZEVEDO -SAHODÃES 29 



■^/ro 



É o n.o 2 da «ArcheologiA Artisttca-, publicada pelo sr. Joaquim de Vasconcelos, dis- 
tinto crítico d'arte do Porto. A tiragem foi limitada a 250 exemplares, pelo que 
estes são já hoje pouco vulgares no mercado. O nosso acha-se levemente manchado 
pela agua nas primeiras folhas. 

2229 A IMPRENSA |] PUUTUGUEZA || DUHAiNTE O SÉCULO XVI || I OR /^</ P O 

II TITO DE NORONHA || » || PORTO jj IMPRENSA PORTUGUEZA 

II II MDCCCLXXIV (1874).— In-4.« de 40 pags. Des. 

Este curioso e apreciado estudo compreende os seguintes capitules: I -PRELIMINA- 
RES ; II-NUMERO DE EDI(,ÔES; Ill-IMPRESSORES ; IV-LIVREIROS. 
A tiragem foi apenas de 269 exemplares. Pouco vulgar no mercado. 

Norre Pereira {Dr. Manuel). — Veja-se : Constituições das Relijiofns da Or- 
dem dos Eremitas de S. Agostinho. . . 

2230— Nota & Giraud {Alberto—, Oomíe).— Théalre d'. . . et du. . . ou choix des 
meilleures pièces de ces deux auteiirs représentées sur lesthéatres d'ita- 
lia, Traduit pour Ia première fois par M. Th. Bettinger ; précédé d'un 
Préci-ç historique sur la Comédie en Italie et en Franca, depuis 1'origine 
du théalre jusau'a nos jours, par M. E, Scribe. . . Et accompagné de re- 
marques et commentaires sur chaque piece, par M. Bayard. Paris. Aimé- 
André... 1839 {Impr. de Casimir). In-S.", 3 vols. de IV-505-I, IV-497-I e 
IV-484-III pags. E. 

Muito estimada. Excelente edição. Bom exemplar. 
Noticia do Brazil. . . — Yeja-se : Colleqão de noticias... 

2231- NOTICIA 1| DO GRANDE ( HOtjDE, || que teve a (juamitaõ do Presidio || 
DE MARZAGAM || COM OS MOUROS || ESTUQUES, E DE COMO ALCAC.OU 
II delles huma fatal victoria no dia 3 de Fevereiro i| do anno passado de 
17.54. — S. ind. de L, n. de d. da imf,r. (llòõf). In-tt." de 7 pags., afora uma 
em hranuo, final. E. 

O opúsculo, interessante e mui pouco vulgar no mercado, não tem frontispicio pro- 
priamente dito : o titulo acima reproduzido vem no alto da primeira pagina, a en- 
cimar o texto da Relação. 

223-.!— NOTICIA ,i DO |i GRANDE ESTRAGO || GAUZADO POR HUMA GRANDE 
TOR- li menta, que houve na Villa || DE || VIANNA, || E OUTRAS TERRAS 
CIRCUMVIZINHAS || no dia 20 do mez de Setembro do prelente || anno. || 
REFERIDO TIDO EM Hl MA CARTA, \\qw da me/ma Villa veyu a efla 

Cidade. \\ (Vinheta ornamental) || LISBOA : || 1| M.DCCLVIII. |i Com 

iodos as licenças necefforias. In-i." do uma (1. de rosto e 5 pags., além de 
uma outra em branco, final. E. 

A Noticia, que decorre desde a pag. 1 até parte da 4, vem no fim datada e subscrita: 

■ Deos guarde a V. mercê muitos annos. Vianna 25 de Setembro de 175S. ]\ A. J. da 

C.>. A esta segue-se : cCOPIA DE OUTRA CARTA |1 efcrita na Cidade do Porto na 

mefma |! occafião.». 

O texto, iniciado por uma letra ornamental, é encimado por uma vinheta ou cabeção 

alegórico ao assunto do texto, grosseiramente gravada em madeira. 
Opúsculo curioso e MUITO RARO. Exemplar com peq. corte de traça na margem 
inferior das £f. 

2233-NOTICIA (PRIMEIRA || -SEGUNDA & TERCEIRA) 1| DOS |] GLORIOSOS 
SUCCESSOS QUE || liveraõ as arm.ns |1 DE || S. MAGESTALE 1| NA PROVÍN- 
CIA DA BEIRA ; E PARI ICULaRM ENTE || do que houve junto à Villa de 



/dÂ^^ 



D ^. 



^/ 



(T-t? 



If 



30 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

Monsanto em onze de Junho no || combate, que teve com o inimigo, o 
exercito de S. Magestade || mandado pelo Marques das IWinas Governador 
das ar- 1| mas d:iquella provinda, & do Consellio de Eslado || de Sua Mages- 
tade. II (Escudo d'armas reais portuguesas) || LISBOA. |1 (Liniia conslituida 
de peqs. vinlietas ornamentais simetricamente dispostas) || Na Officina 
de MIGUEL MANESCAL, Impressor do S5to || Offioio, & da Serenissima 
Casa de Bragança. Anno de 1704.— In-4.'>, 3 opúsculos de 7, 7, 7 pags., 
além de uma em branco, em cada um deles. B. 

O segundo opúsculo ou Relação (rata dos -Gloriosos successos que liveraõ as armas... 
na Província da Beira, e particularmente do Destroço que os Paizanos delia fizeraõ 
ao inimigo na fugida que fazia para Castclla.» ; e o terceiro : «Dos gloriosos svc- 
cessos... em que se dá conta da tomada do Castello de Monsanto.». 
Este ultimo opúsculo é impresso por Valentim da Costa Deslandes. -Interessantes e 
RAROS. 

Notícia summaria do Gentilisrao da Ásia. — Veja-se : Collecção rfi- nvti- 
ciax. .. (t. I). 

Noticia vniversal de Catalvna.. . — Veja-se: Marti xj Villadamor (D. Fran- 
cisco). 

•22.34— Noticias eccieslasticas, ou Folhas periódicas, Que todas as semanas 
sahem na Corte de P.iriz e onde se deo á luz no dia 2 de Janeiro deste 
presente anno de 1760, o discurso seguinte. — S. ind. de log., nem de data 
dl imp. [semlo XVIII). In-4.'' de 24 pngs. B. 

Não tem frontispício propriamente dito: o titulo vem no alto da primeira pag., a enci- 
mar o texto do opúsculo. Interessante e pouco vulgar. 

2235— Noticias recônditas do njodo de proceder a Inquisição de Portugal com 
os seus prezos. Informação, Que ao Pontífice Clemente X. deo o P. Anto- 
^ nio Vieira : A qual o dito Papa lhe mandou fazer, estando elle em Roma, 

na occasião da causa dos Christãos novos com o Santo Officio para mu- 
dança dos seus estilos de processar ; em que por esse motivo esteve sus- 
pensa a Inquisição por .^ete annos, desde 1674 até 1681. Ao que se segue 
huma Carta impugnatoria dirigida ao Padre Vieira, sobre o mesmo obje- 
cto ; e a eloquente resposta deste. Documentos curiosíssimos, e nunca 
publicados até agora Lishoa: Na Imp. Nacional. Anno i821. Com licença da 
Commissão de Cenfttra. . . In-S." peq. de 272 pags., afora duas em branco, 
finais. E. 

Livrinho curioso e estimado. ]á pouco frequente no mercado. 

2236 — Nourrisson (/. KÍ!.r).— Essai sur la Philosophie de Bossuet, avec des 
Q fragujenls inédits ; par... Paris: Ladraage, IS.')? {lmpr.de L. Marlinet). 

O ln-8.0 de ViII--284-l pags. E. 

As pags. prels. VII e VIII inserem um «AVANT-PROPOS.. 
Novais Pacheco (Diogo de). — Veja se: Yalladures e Sousa {Joí>é Xai^ier de). 

223T— Nove de Outubro, (O) ou breves considerações sobre ^ ultima gtierra 
civil. Por um Liberal. Porto: Typ. da Rivísta... iS49. In-8.» de 196 
pags. Des. 

2238- NOVO TESTAMENTO (O) || DE NOSSA (siV) SENHOH E SALVADOR II 
JESUS CHRISTO.JI" ||TRADUZID0 DE INDO-PORTUGUEZA. || U 



O 



& 



^f/' 



AZEVEDO -SAMODÃES 31 

COLOMBO: || IMfPESSAnO NE OFFICINA DE MISSAÔ WESLEYANO. 

il II l8n2. In-.'." gr. de frontispício e 502 pags. com duas cols. de 

impressão. E. 

A primeira das 5U2 pags. nums. (a numeração só começa a apartcer de pag. 4 em diante) 

insere o .ÍNDICE.. 
A composição tipográfica é a duas cols. por pagina : a primeira para o texto português, 

e a segunda para o indo. 
Estimada. Edição multo rara. Óptimo exemplar. 

2239-Nunes da Cunha !,/oão).-KPlTOME || I'A VIDA, E ACC.OLN? || DE |1 
DOM PEDHO I! ENTBE OS REIS PE CASTELLA || o Lnmeiro defle nome. 
II OFFEBECIDO \\ AO M\1T0 Al.TO, E MVITO lUDEHOSO REY H D. AF- 
FONSO VI. II NOSSO SKi^BOh. \\ ESCRITO P0R\\10Ã0 NV.MZ DA CV- 
NHA II VISO-REY DA ÍNDIA, || E GENTIL-OMEM HA CAMERA DE jj SVA 

ALTEZA. II II LISBOA. || (.o7ii ledas os licenças neceffaria?. \\ Na Offi- 

cina de António CraesLtecK du Mello, Impreflor de |1 SVA ALTEZA. Anno 
1666. 1(1-1.° de VI pags. (prels.) inunis. e 124 nums. 

As VI pags. prels. inserem : titulo do ante-rosto (<EPITOME || DA ií VIDA, E ACC.OENS 
; DE II DOM ; PEDRO 1, ENTRE OS REVS DE CASTELLA ' o primeiro defte nome..) 
(pag. I; a II em branco); titulo do rosto (pag. III; a IV em branco); e a Dedica- 
tória a D. Afonso VI, datada e subscrita no fim : 'Porto 16. de Abril || 1665. |i loão 
Nanez da Cunlia.^ (pags. V e VI). 
Obra clássica, muito interessante e da qual, segundo Inocêncio, D. Francisco Manuel 

de Melo dizia- ■?«£ sendo pequena, jazia competência a todos os grandes livros>. 
Edição primitiva, e, ao que parece, ainda hoje a única publicada.— Multo rara. 
Precedendo esta obra, encontra-se, encadtrnado juntamente, este outro livro do mesmo 
autor ; 

PANEGYRICO II AO SERENÍSSIMO REY || D. JOÃO O IV. || RKS- 

! AVRADOR DO REYiNO |1 LVSITANO. || OFFEfíECIDO || AO MVITO ALTO, 
E MVITO PODEROSO REY || D. AFFON.SO VI. i| NOSSO SENHOR. || £S- 
CSITO POR ií II lOÀO NVNEZ DA CVNHA || VISOBREY DA ÍNDIA, 1| E 
GENTIL-OMEM DA CAMERA DE :| SVA ALTEZA. || Cantabiles mihienmtjvf- 

tificutiuncs ; in kco, ptregriíiatknes mea>. || || LISROA. || Com. Iodas as 

liceiii;as necef farias. \\ Na Officina de António CraesbeecK de Mello, Impreí- 
lor de II SVA ALTEZA. Ar.no 1666. ln-4.« de VIII pags. (prels.) inums. (as 
ultimas duas em branco) e 84 nums —As duas obras em um vol. E. 

Na primeira das VI pags. prel. o titulo do ante-rosto (.PANEGÍRICO || AO ', SERENÍS- 
SIMO REY II D. JOÃO IV. ■ RESTA VRADOR DO REVNO [: LVSITANO.») ; a II em 
branco; na III o titulo do rosto (transcrito acima); a IV em branco; e nas V e 
VI vem a Dedicatória a D. Affonso VI, datada e subscrita no fim : .Porto 16. |lde|| 
Abril de 1665. 1| loão Nunez da Cunha.- (Embora apresente a mesma data, é diversa 
da que vem na obra anteriormente descrita). 
E também livro interessante e estimado ; e a edição a única até agora publicada. Os 
exemplares são MUITO RAROS. 

22o9-A — Oíííro exemplar da primeira (í.bra. E. 

Exemplar com .pequenos cortes de traça nas margens ; contém, porém, no fim, duas fo- ^ <jL £> <C> 

lhas de «ERRATAS.», a primeira das quais é para a obra descrita em primeiro lo- Xy /^ 

gar ; e a segunda para a descrita em segundo logar. 
2240— Nunes da Fonseca (P. J»í(jíii(f/)._Aichivos da religião chnslã ou Jornal 
especialmente destinado á Ir siruf.„Po Religiosa e Moral, e a ccmlaler o 
erro e a impiedade. Vol. I. Coiv,bra : Ao Impreiísa Chrittã éa Rua dos Cuti- 
nhos. 1823. In-k." de 462 pags. 



32 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



i 



.^v 



-VOL. II. Ibid., na me:>ma imp., 1823, In-4."' de 248 pags. — Os dois 



voIk. em uvt lomo. E. 

Na primeira paginado Vol. I o titulo acima transcrito; a pag. II em branco; nas 
pags. 3 a 8 um ..MEMORIAL |1 A SUA MAOESTADE FIDELÍSSIMA |1 O SENHOR 
D. JOÃO VI.» (datado e subscrito no fim : .Coimbra 25 de Juniio de 1823. H O Edi- 
tor..); nas pags. 9 a 18 uma -INTRODUCÇÃO.. ; e nas 19 a 23 uma «CIRCULAR 
DE CONVITE PARA A ASSIGNA || TURA DOS ARCHIVOS.., e as «CONDIÇÕES 
DA SUBSCRIPÇÃO.. 

Publicação interessante a vários respeitos, publicada anónima. Compreende numerosas 
composições em prosa (sobre variadíssimos assuntos), e algumas em verso. -Cole- 
cção couipleta, estimada e pouco comum. Bom exemplar. 

Nunes de Carvalho (Dr. António). — Veja-se : Castro. (D. .l(i'io de). — Ro- 
teiro . . . 
2241-Nunes de Leão (/)Marte).-DESCRIPÇÃU II DO REINO i| DE || PORTUGAL, 
II EM QUE SE TRATA DA SVA ORIGEM, H 1'roducções, das Plantas, Mine- 
raes, e Fru- || ctos ; com hiinia noticia de alguns || Heróes, e lambem He- 
Q reinas, que fe 1| fizerão diltinlos pelas íuas vir- 11 tudes, e valor. || POR 

^ II • • . II Desembargador da cafa da Snpplicação. \\ E OEEERECIDA 1| AO EX."i» 

E REV.""" SENHOR || D. FRANCISCO RAFAEL || DE CASTRO, || SEGUNDA 
EDIÇÃO. II (Linha de peqs. vinhetas ornamentais) || LISBOA : || Na Of. de 
Simão Thaddeo FBnREiRA. || ANNO M.DCC.LXXXV. || Com licença da Real 
Meza Cenforia. || — :iE — II Vende-fe na loja de Boreh . . In-S." peq. da XX 
paps. (prels.) inums. e 376 nuiiis. E. 

As XX pags. prels. inserem o seguinte: titulo (pag. 1 ; a U em branco); Dedicatória a 
D. Francisco Rafael de Castro, subscrita, no lim, pelos editores: Borc/, Boreí c 
Companhia (p.igs. Ill a V; a VI cm branco); .ADVERTÊNCIA., (parte da pag. 
Vil) ; Dedicatória «Ao Ulustrissimo, e muito Excelien- 1| te Senhor D. Diogo da 
Sylva, Du- i| que de Francauilla... || Gil Nunez do Leão.» (desde a restante parte da 
pag. Vil até final da X); Prologo «AO LECTOR.. (pags. XI a XIII); e -TABOA- 
DA II Das coufas que fe contém nefie liuro.>. 
Livro clássico e estimado. Reimpressão já pouco comum no mercado. A edição primi- 
tiva foi impressa Em Lisboa.. . por Jorge Rodrigues, Anno 1610, e consta de um 4.o 
de XII ff. inums. e 162 nums. na frente. 
Encadernado juntamente, em continuação do volume, encontra-se ; 

— '■ SUPPLEMENTO, II Be que., como parte integrante, se devem prover \\ 

todos os qvc tiverem a minguada e incorrecta \\ edição da DBSCKiecÃo do Rki- 
NO DE PoKTUdAL II por D. N. DO LiAÕ, reimpressa em Lisboa, 1785. || 8." pw 
Borel, Borel e Companhia. Segue-se ao || Supplemento uma turgn Errala 
cuja môr parle é igualmente applicavel á mesma 1.* (íic) edição.— ^o dw o ro- 
gisto : «COIMBRA. Na Real Imprensa da Universi<ia'le. 1825. || Cont Li- 
cença da Real Cominissão de Censura. In-S." peq. de 16 pags. 

Este SUPPLEMENTO, cujos exemplares são muito raros, compreende uma «PREFA- 
ÇXO. (pags. I a parte da 8); o «CAPITVLO LXXXU. (Dos primeiros homens que 
habitaram as terras [\ da Lusitânia.») da ..Descripção de Portugal, de Duarte Nu- 
nes de Leão,- capitulo que, por lapso, não fora dado na segunda edição da obra ; 
e as "ERRATAS» que se notam na mesma edição. 

2242 GENEALOGIA II VERDADRRA DE LOS || REYES DE PORTUGAL, 

II con íus elogios y lumario de fus vidas. || Por el Licenciado Dnarf^ Nu- 
nez de || Leon dei Delembargo de || fu Majestad. || PARA EL SERENL^iSI- 
idO II Príncipe de las Efpaiias l>on Phi- \\ lipe nueftro finor. \\ (Pequena vi- 
nheta tipográfica ornamental) |1 Con licencia de la fanta Inquificion || y Ordt- 



AZEVEDO -SANODÃES 33 



EM LISBOA, En la oEQcina de Pedro Craesbeeck || Afio 



de 1^08.— In-S." peq. de IV fT. (prels.) iniinis. e 113 nums. na frente. E. 

As IV folhas prels. inums. contêem o seguinte: frontispício; «LICENÇAS.»; Dedica- 
tória «AL SERENÍSSIMO PRÍNCIPE DE LAS || ESPANAS í, Don Phelipe nueftro 
Tenor.» (datada e subscrita: «£)« Lisboa, ai primero de Hebrero, de Í590.» i| Duarte 
Nunez de Leon.». 
Segunda edição, multo rara, desta curiosa e apreciada obra (a primeira foi im- 
pressa En Lisboa. Por António Alvarez, Ano M. DXC. (1590), e constitue um 8. o 
peq. de IV ff. (prels.) inums. e 96 nums. pela frente). Bom exemplar. 

2243- f*) LEIS EXTRAVA || GANTES COLLEblDAS E || RELATADAS 

PELO LICENCIADO || DVARTE NViNEZ DU LIAM lER MANDADO || do 
muito alto & muito podeiofo il Hei Dom Sebastiam \\ noílo Senhor. || i || 
(Escudo d'armus de Portu^yl; í| Cofw Prn.ilejio Heal, |; Em Lisboa por .An- 
tónio Gonçalvez. |J ^>i>jo de M.D.LXIX. 0õ69). In-fol. de IV ff. (prels.) 
inums., 218 nums. pela frente, e mais XVI intims., finais. 

Na frente da primeira das IV ff. prels. o titulo transcrito acima; no verso da mesma 
ti. o Alvará Régio permitindo a impressão da obra (Principia assim : «Ev el Rei faço 
faber aos que efte aluaraa : virem...>-e termina: <... Diogo Fernandez o fez em 
Lisboa a .15. de Nouembro, de mil [i & quinhentos & relenta & oito. Balthafar da 
Cofta o fez efcrever. |1 Rey..) ; na ti. II a Dedicatória .^-^ AO MVITO ALTO E 
MVITO , poderofo Rei Dom SebaPtião noffo fenhor.llo Licenciado Duarte Nunez do 
Lião.» Ij perpetua felicidade.- (é impressa com elegantes caracteres itálicos); na fl. 
III novo Alvará régio permitindo a impressão (começa desta maneira: «Ev el Rei 
faço faber aos que efte jl aluará virem. .,>-e remata: =... Qafpar de Seixas o fez 
em Al- II meirim, aquatorze de Eeuereiro, de i Mil, & quinhentos, & fefenta || & noue» 
lorge da Co||rta o fez efcre- || uer. ]| Rey..) ; e na H. IV: «TITVLOS DAS LEIS 
EXTRAVAGANTES.. 
As folhas nums. I a 217 inserem o texto das Leis extravagantes propriamente dito, o 
qual é dividido em seis partes, a saber ; 

«^-^ PRIMEIRA PARTE DOS || officios & regimentos dos ofBciaes.> (Compreende 
XXXVIIII Títulos com varias Leis; de ti. 1 a 72). 

•fW SEGVNDA PARTE!; DAS IVRIDICÔES, E || PRIVILÉGIOS.. (V Títulos; de 
fl. 73 a 90). 

<^.^ TERCEIRA PARTE |1 DAS COVSAS || IVDICIAES.. (IX Títulos; de fl. 91 
a 110). 

<f^ QVARTA PARTE [1 DOS DELICTOS, E ;: DO ACCESSORIO A ELLES.» 
(XXIII Títulos; de fl. 111 a 178). 

«f.^ QVINTA PARTE ]| DO QVE PERTENCE AA |i FAZENDA DELREI 1, NOSSO 
SENHOR.. (IX Títulos ; de fl. 179 a 198). 

«5-^ SEXTA PARTE 11 DE COVSAS EXTRAOR- 1| DINARIAS.. (II Títulos..; desde 
fl. 199 á frente da 209). 

• ADDICAO DO QVE SE ACHOV||ou ordenou a tempo que fe não pode inferir II 
em feu lugw ordinário.. (Regimento dos veedores das egoas..; etc. ; desde o verso 
da mesma fl. 209 até ao verso da 217, onde fecha com o clássico- -FIM..). 

Na frente (verso em branco) da fl. 218: «AOS LECTORES..; «Erro da Imprefsão.t ; e 
a declaração : 'Impiefso com licença. , Bulhão. F. António de S. Domingos.>. 

Nas XVI ff. inums. finais vem, disposto a duas colunas por pagina: 'f-^^ REPER- 
TÓRIO DAS MATE- II rias que fe conteem nas feís partes das leis " extrauagantes.».' 

Em continuação do volume, com frontispício próprio e nova numeração de ff., segue-se 

TOUU t 



f^/^ ^ 



34 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



n 



f»? ANNOTAÇÕES DOS CINQVO LIVROS, |! que polas leis extra- 

ungantes fíio || retiogadas ou interpretadas. || Ileni os caíos das mefmas ex- 
trauagaiites per que os julgadores || fão obrigados a deuaílar. || ^^ Pelo 
Licenciado Duarte ^nntz do Ltão. \\ (Mesmo escudo que vem no frontispieio 
das Leis) II Em Lisboa per António Gonçahiez. || Anno iM.D.LXIX.— In foU 
de 8 fT. nuins. pela frente (o verso da ultima em branco).— ^s dmas partes 
em um volume. E. 

Na frente da primeira fl. o titulo reproduzido acima ; no verso da mesma li. um 
Prólogo ; «O Licenciado Duarte Nunez do Lião|| Aos Lectores.> (impresso com cara- 
cteres itálicos) ; nas ff. 2 a 5 : «ORDENAÇÕES DOS CINQVO |; liuros que pelas 
leis extrauagantes fão U reuogadas ou interpretadas.» (impresso com caracteres itálicos, 
e alguns redondos) ; e nas ff. 6 a 8 : «CASOS DAS LEIS EXTRA VA- || gantes, de 
que os julgadores Tão obrigados a || tirar deuairas, ou tomar informações.> (em ca- 
racteres redondos). 
No fim desta ultima parte do texto, como que a rematar, vem o <fac-simile» do autó- 
grafo de Duarte Nunes de Leão. 
Livro, no seu género, interessante e estimado. Edição primitiva, de mui bela e nitida 
impressão. Os exemplares são BASTANTE RAROS, sobretudo quando completos e 
bem conservados como está este nosso. -D. José Almirante, cBibliografia militar de 
Espaiia. {Madrid Tello. 1876, in-4,o gr. de CXXX-II-988 pags.), pags. 565-566. 

2244 — ORTHOGRAPHIA || DA LINGOA || PORTVGVESA. || Obra vlil, & 

neceflaria, afsl pt;ra bem ícreuer a lingoa || Holpanhol, como a Lalin:i, 
& quat fquer outras || que da Latina lêem origem. || ^ //pm hum Iraetado 
■) O dos pontos d-ií ckwfuluK. \\ Pelo Licenciado Duarte Nunez do Lião.» || 

iMarca do impressor— uma palma dentro d'uma espécie de escudete em 
oval-tendo em volta a divisa: «OMNI A OMNIBVS.») || EM LISBOA, || Per 
loão de Barreira impreílor delliei N. S. || || M.D.LXXVL— In-4.o peq. de IV 
fT. (prils.) inunis. e 78 nums. pela frente. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das IV ff. prels. o titulo transcrito acima ; na 
frente da fl. II as Licenças permitindo a impressão (uma vem datada e subscrita ; 
«A 2. de Agofto, de |1 M. D. LXXIIII. |i Fr. Bartholomaeus 1| Ferreira..) e a -ERRA- 
TA.» ; no verso da mesma H. II o -Priuilegio.» régio permitindo a impressão {•... 
Gafpar de Seixas ;; o fez em Almeirim a três dí laneiro de M. D. LXXVI. |[ lorge 
da Corta o fez fcreuer....) ; e nas ff. III e IV a Dedicatória cAO MViTO ILLVS- 
TRE II E GENEROSÍSSIMO SENHOR ;! LOVRENÇO DA SYLVA DO CONSELHO 
" D'ELREI NOSSO SENHOR, E REGEDOR || da juftiça defte Regno. || O i/fe»- 

CiadO DVARTlí NVNEZ DO LlÃO.>í. 

As folhas nums. 1 a 50 inserem o texto da -OrUiograpliia»; as if. 51 a 62: «REGRAS 
GERAESIIDa orthographia da lingoa || Portuguef.n..; as ff. 63 a 69 (frente) : -DA 
OBSERVAÇÃO u Dos artículos, 6i como fe deuem 1| fcreuer.» ; de H. 69 (verso) a 71 : 
«REFORMAÇÃO DE || algiias palauras que a gente vulgar || vfa & fcreue mal.» ; nas 
ff. 72 a 73 e em parte da frente da 74 : «VOCABVLOS QVE || Scrcuendofe com diffe- 
rentes letras teem differcnte lignificaçâo.»-. VOCABVLOS, QVE SCRIPTOS COM || 
letra fingella fignificão de hfla maneira, & || com dobrada de outra.»- «VOCABV- 
LOS, QVE MVDADO O |1 accento, fignificão de diuerfa maneira.» j e da restante 
parte da frente da mesma H. 74 em diante: «TRACTADO DOS || Pontos das clau- 
fulas, & de outros que |; fe põem nas palauras, ou !' oração.». 

Tratado clássico e muitíssimo estimado. Primeira edição, a mais apreciada. Os exem- 
plares completos e perfeitos são MUITO RAROS. 

2245- ORIGEM, || E || ORTHtKiRAPHIA 1| DA |1 LmGUA'P0RTUGUEZA, || 

POR II DUARTE NUNES DE LlAÕ. || ... || Obra útil, e neceflaria, aílim 
^ para bem efcrever a lingua Porlugueza, como a Latina, || e qualquer ou- 

tras que da Latina || tem origem : || Com hum Tractado dos Pontos das Clau- 



AZEVEDO -SAMODÃES 35 



Julat. II NOVA EDlÇAÕ || Correcta, e emendada, j] (Vinheta-marca da casa 
impressora, com o respectivo monograma) || LISBOA || Na Typogkafia 
ROLLANDIANA, 1! 1784. II Com licença da Real Meza Cenforia. I11-8.0 peij. de 
XV-346 VI pags. E. 

As XV pags. prels. compreendem: titulo, «PROLOGO DO EDITOR. ■>, e a Dedicatória 
da Edição primitiva da 'Origem da lingua portugueza», a Dom Pliilippe o III. 

Esta edição compreende, como o titulo do frontispício geral indica, os dois estudos - 
<Origem e Ortographia da lingoa portvgvesa» -, o texto do primeiro corre de pag. 1 
a 144 ; e o do segundo, de pag. 145 a 346, havendo a notar que as pags. 145 inse- 
rem a Dedicatória a Lourenço da Silva da edição original da •Ortographia.>. 

Edição estimada por reunir, como tica dito, os dois estudos citados formando por isso 
uma obra completa. Os exemplares são já pouco vulgares no mercado. 

2246 ORIGEM || DA LlNGOA il P01',TVG\ ESA. ií PEl. DVAUTb; NVNEZ /^i^Ã /) c! 

UE li LIÃO, DESE.MBARGAl;Oh DA |1 CaSA DA .SVPPLIGAC.ÀO, NATV- || Ú ^ i^' 

HAL DA IXCLYTA CJDALE DE EVO- jj ra : Dirigida a el Rei Dom Plii- 1| 
lippe o n. de Portugal nos- 1| so Senhor. || 1| EM LISBOA : || Imprelío 
por Pedro Crasbeeck. || ANNO MDCYI. -In-4.°de VIU pags. (prels.) inums. 
e 150 nuiiis. E. 

Nas VIU pags. prels. inums. o seguinte : titulo (pag. 1 ; a 11 em branco) ; na III as «LI- 
CENC,AS.> permitindo a impressão ; na IV uma poesia em latim, encimada pela 
epigrafe: «Authoris in inuidos Cármen. ■> : de pag. V a VU a Dedicatória <AO I.MVl- 
CTISSI-iiMOE CATHOLICO REI DOM PHILIPPE O II. DE POR- 1| TVGAL 
NOSSO SENOR, DVAR- 11 te Nunez do Lião Defembargador da ca- J fa da Suppli- 
caçaõ perpetua II felicidade.» (datada no fim: «De Lisboa oito de Maio MDCVI.>); e 
na pag. VIU as Erratas e Emendas. 

O texto da obra propriamente dito, é dividido em XXVI Capítulos. 

Obra, no género, interessante e estimada. Edição primitiva, MUITO RARA. Bom exem- 
plar, salvo um pequeno conserto na margem inferior da primeira folha. 

2247 PRIMEIRA PARTE |1 DAS CHRuNIGAS 1/0S|| HEIS DE PORTV- 

GAL, P.EFOR-ll .MADAS PELO LICENCLADO || DVAIiTE NVNEZ DO LIÀO, 

DESEM- il bargador t.a cala da Supplicação, por || mandado dei Rei Dom 

Philip- II pe o primeiro de Porlu-||gal, da gloriola 1| memoria. || (Grande ,• v 

escudo durmas reais do l'ortug;il, gravado em madeira) || Com licença da ^2^ /r^ cS? «:-' 

Saneia InquifiMo, (Q- priuilegio Real. \\ E.\l LISBO.^V. || Imprefío por Pedro 

CrasbeoL-k. 1| Anno iM.DC. (ItíOUj— In-fol. de II IT. (pieis.) luums., á39niims. 

pela frente, e mais VIII inurns., finais. 

Na frente (verso em branco) da primeira das duas ff. prels. inums. o titulo acima re- 
produzido : na frente da ti. li as Licenças permitindo a impressão da obra (as três 
primeiras vêem, respectivamente, subscritas: fr. Manoel Coelho. Ruy Pirei da Vega; 
e Francifco Rebello) ; e no verso da mesma ti. II as «ERRATAS.>. 

Nas 239 ff. nums, o texto da Chronica propriamente dito ; e nas VIII ff. inums. finais a 
.TAVOADA DAS COVSAS E PESSOAS || que fe contecm na primeira parte das 
Clironicas dos || Reis de Portugal.». A composição tipográfica, tanto do texto da 
Chronica, como da Tavoada, é a duas colunas por pagina. 

CRÓNICAS |1 DEI.HEY DÕ lOAM || DE GLORIOSA MEMORIA O I. || 

DESTE NOMÇ, E D05 HEYS DE PORTVGAL O X. íj E AS DOS HEYS D. 
DVARTE, E D. AFFONSO O V. ,1 AU MVITO ALTO, E MVIIO PODEfíUSO 
REY\\ DUM lOAM O Ii\ XOSSO SENHOR \\ TIHADAS A LVZ POR OR- 
DEM DO IL.Mo E R.Mo SENHOR || Dom Rodrigo Da Cvnha, Arcebiípo de 
Lisboa : raro || exemplo de Prelados, & verdadeiro Pay do Pátria. II E AV- 
TOS, DO LEVANTAMEXTO, E IVfíAMEXTOS DELREY N.S. D. lOAM 



38 



CATALOGO DA LIVRARIA 



•O c 



^' 



Jio^ 



a reimpressão da obra; .SVMA DEL PRIVILEGIO.. ; «TASSA.. ; «/=E£ DE ERRA- 
TAS.' ; «PROLOGO.. ; e tlNDlCE DE LAS ;, Questiones que aqui se || tratan.» 
Livro estimado. E:icelente edição. Hara. Óptimo exemplar. 

Nunez (r(';-)!íi>i).--Veja se; Meno (Jiinn de). — Todas I;is obrss de. . 

á'252— Nunes Freire (/oõo). - OS || CAMPOS || ELYSIOS... Porto... Anno 
16á(3. 

{Do fronlispicio damos a seguinte exacta reprodiiçuo foto-zincuyrúfica) : 



CAMPOS 

ELYSIOS 

DE lOAM NVNEZ FREIRE. 

« OffereciiiS *« fenher Luií Cerrtd ^kbdic dd Igreyi, & 
Moleiro de Lòrdello, Douur cm tifa^áios C*. 
t%tncs,& Meílre em ^rtes ptlUyrn)'tr- 
fdade de Ceimírd. 



'?à 



Cem tidas dj itcen^dj nrceffdridr. 
Impreflbs no Porto. Por loaõ Rodriguez. Atmo 1 6r6. 



(O original mede Í17X120'"'") 

In-4.° de XII (faltam VIII) pags. (prels.) inums. e 324 niims. E. 

Nas primeiras das IV pags. prels. que o exemplar possue está o titulo ou rosto repro- 
duzido acima em «fac-simile. ; a II em branco; e nas 111 e lV''veem as «Licenças.' 
permitindo a impressão da obra. 

O volume 4 constituído por um caderno de VI ff. (as pags. prels.); XX de oito ff. cada 
um, rubricados, no pé da frente das cinco primeiras ff, de cada um deles: A, A 2, 
A 3, A 4, A 5 3. V, V 2, V 3, V. 4, V 5; e um (ultimo) de duas £f. somente, ru- 
bricado, no pé da frente das mesmas a. : X, X 2. 



AZEVEDO -SAMODÃES 



39 



Na numeração das pags.' notam-se as seguintes incorrecções : a 1 está designada e nu- 
merada Foi. I. ; a 3 não apresenta a competente numeração ; a 195 está num. 295 ; 
e a 219, 119. 

A obra, dividida em doze J.\RDINS (.lARDIM PRIMEIRO.- a «lARDIM DVODE- 
CIMO, |]& vitimo.»), consta de um Romance pastoral em prosa, entremeada de nu- 
merosas e diversas composições poéticas. 1"' livro muito estimado; e o seu autor 
considerado um dos bons clássicos portugueses do primeiro quartel do século XVII. 
Os exemplares, muito procurados pelos bibliófilos, são ao presente MUITO RAROS. 

2253— Nunez (iíen,a/i)--^ KEFHANES, || D PROVÉRBIOS . EN SALAMAN- 
CA . . 1555. 
(Tio fj-oníispicio damos a exacta reprodução (olo-zincrigràfica que segue) : 



^o 




(O original mede 270x178" 
In-fol. de VI ft'. (prels.) íDumeradas e 142 numeradas pela frente. K. 



40 catXlogo da livraria 



Na frente da primeira das VI ff prels. vem o titulo ou portada reproduzida acima em 
«facsimile» ; no verso da mesma li. a Carta ou Alvará de privilegio d'EL RRY.i 
permitindo a impressão, datada e subscrita no fim: "... Fecha en Valladolid a de- 
ziocho dias dei || mes de Deziembre, de mil y quinientos y quarenta y nueue anos. [[ 
MAXIMILIANO.il Por mandado de Tu Mageftad, || Su Alteza en fu nombre. i| Fran- 
cifco de Ledefuia.; na H. 11 a Dedicatória «AL ILLVSTRISSIMO :| SENOR DON 
LVVS HVRTADO DE MENJ- ' doca, Marques de Mondejar, Prefidenle dei confejo 
de índias, 6ic. li Alexandre de Canona.» ; na frente da fl. Ill outra Dedicatória: «AL 
MVV ILLVSTRE II SENOR DON DIEGO HVR- 1| tado de Mendoça, ftc, datada e 
subscrita no fim: «... De Sala- || manca a .2. de Enero de 1555. anos. || Las muy 
illultres manos de V. S. befa fu feruidor, || Alexandre de Canoua.» ; no verso da 
mesma fl. Hl um .SONETO EN LOOR || de la obra.., e .OTRO SONETO..; nas 
ff. IV, V e na frente e parte do verso da VI o .PROLOQO DE^L MAE- 1| STRO 
LEON CATHEDRATICO DE || PRIMA DE LATIN Y DE ORIEGO, EN LA || Vni- 
uerfidad de Salamanca, fobre los Refranes dei co- || mendador Hernan Nuíiez : tracta 
dei valor y au- toridad de los Refranes.» ; e na restante parte do verso da mesma 
H. VI a «•[ LICENCIA.» permitindo a impressão, datada e subscrita no fim: «... 
Dada en Sala- 1! manca a veyenie y cinco de Setiembre, De Mill y quinientos || y 
cinquenta y quatro Atios. || Licenciado de Moya, 11 ^Por mandado (lei dicho Senor pro- 
visor. II Sancta Cruz dei Carplo.. 

O texto propriamente dito dos Refranes decorre desde fl. I a 131 (frente ; verso em branco), 
rematando : «H FIN DE LOS REFRANES.» Na frente da fl. 132 vem novo frontis- 
pício, com os seguintes dizeres; 

'^ EPICEDIO DE VA || LERIO FRANCISCO ROMERO, || EN LA MVERTE DEL 
MAE- II rtro Hernan Nuiiez, Comenda- 1| dor de la orden de San- 1| ctiago, Prima- 11 rio 

II Profefror de Rhe- !| torica, y Oriego, en la muy || infigne y efclareci- 1| da vuiuer- || 
fidad II de SALAMANCA. |] (Escudo d'armas do impressor luan de Canova, o qual se 
repete no verso da ultima fl. do volume) 1| DEDICADO AL MVY MA- 1| gnifico, y muy 
efclarecido feiior don Pedro de || Acufia, merilirrimo Redor de la || vniuerfidad de Sala- 

II manca.». 

Este Epicedio, inserto desde o verso da mesma fl. 132 até á frente da 142 (ultima)i 
consta de um «CANTO ALOS || Lectores.» (poesia de 14 versos) ; quatro oitavas prece- 
didas do titulo próprio: «DIRECTÓRIO.»; duzentas outras oitavas, precedidas dos 
dizeres ou titulo próprio: «COMIFNCA LA OBRA.»; e de uma poesia final, de 14 
versos, precedida desta epigrafe: «CHRISTOVAL PHELIPPE||en loor dei Epicedio... 
,\ rematar tudo o trivial : » 

«1 DEO CRACIAS. 

Com excepção das pags prels , cuja composição tipográfica abrange a largura das mesmas, 
todas as outras são formadas a duas colunas. 

O volume compreende um caderno de seis ff. (as prels.), rubricado, no pé da frente das 
quarta e quinta: lii 4 e fc 5 ; e dezoito de seis ff. cada um, rubricados, no pé da 
frente das cinco primeiras ff. de cada uni deles: A, A 2, A 3, A 4f A 5 <í St S tj, S 
Uj, S iiij. Destes cadernos, o penúltimo tém somente seis ff.; não aparecendo caderno 
rubricado com a letra J. 

Primeira, e RARÍSSIMA, edição desta muito estimada obra de Hemán Núiiez, que cons- 
titue sem duvida um dos livros mais interessantes e copiosos que, no seu género, até 
hoje teem aparecido á luz. • 

O sr. Melchor Garcia Moreno, registando esta edição primitiva no seu belo e curioso 
«Catálogo paremiológico» (Madrid, 19IS, in-8.o gr. de VIII-248-III pags., além de 
outras em branco, no principio e no fim do volume), dá-nos aí uma curiosa nota ácêrca 
da obra de Hernan Núiiez e de fod.as as suas edições até 1804. Dessa nota transcreve- 
remos, para mais ampla noticia do livro, as seguintes passagens : 

«Pritnera edición. 

«Esta raríssima obra, que es indiscutiblemente ima de Ias más esenciales para el 
esludio de la paremiologia, constituye, tal vez, la más copiosa colección de refranes 
castellanos que existe. Se incluye en ella gran numero de provérbios gallegos, astu- 



AZEVEDO -SAMODÃES 41 



rianos, valencianos, portugueses, franceses e italianos, llevando los extranjeros su equi- 
valência castellana. 

«No abundan inucho las glosas, y las que acompaiian a algunos refranes son con- 
cisas, pêro tan suficientemente claras, que dan una idea atinada y oportuna interpre- 
tación dei provérbio de que se trata. 

«El número total de refranes asciende a 8.331, segiín indica Sbarbi en su Mo- 
nografia (306) y en el tomo VIU dei Refraiiero Oenerat Espanai, ai describir Unos 
cuantos refranes espanoles acerca de los frailes, por VCilIiam Stirling. 

«Tan interessante obra fué publicada, precedida de un prólogo, por el maestro 
León de Castro, amigo y discípulo que fué dei Comendador Hernán Núiiez, toda 
vez que íste, a causa de su avanzada edad, no pudo dar fin ai trabajo que empren- 
diõ en las prostrimerías de su vida. 

•En el folio 132, y con nueva portada, comienza el Epicedio de Valério Fran- 
cisco en la morte dei maestro Hernán Núnez, escrito en octavas dodecasilabas.> 

Os exemplares desta edição primitiva são, como é fácil de presumir, JíXTREMAMENTE 
RAROS. O nosso exemplar está falho da primeira das 142 ff. nums. ; e tem peque- 
nos defeitos na margem exterior da fl. do frontispício, e na margem superior da ul- 
tima fl. do volume, com prejuízo apenas de duas ou três palavras do texto; no mais 
pôde considerar-se bom exemplar. 

Salva («Catálogo de la Biblioteca de...»), n.o 2.110; Duplessis (1), n.o 486; e «Catálogo 
de libros escogidos, reunidos por Vindel» (Madrid... MDMXIII), n.o 15.711 (veja-se 
na respectiva capa da brochura), onde um exemplar dos «Refranes» vem cotado em 
750 pesetas. 



Óbidos (/ospp^a (/e). — Vfja-Sfe : Estntrios da Vnirertidadc de Coimbra, edi- 
ção Je 1653. 

22.54— Ocampo 4 Morales ííVoíjiJii rfe — , Ambro/in rfe'. - Coronic-a general fie / /s^ /) 

Espana, que recopilava el Maestro., coronista dei F(y nuestro Senor 
Don Filipe II. Tomo I (ao X). En Mad<ià: En la Officinn de Don Benito 
C.mto. Afto de 1191-92. In-4.°. 10 vols. E. 

Do volume S.o ao 8.» nos dizeres do frontispício aparece esta indicação: «...Que con- 
tinuaba Ambrósio de Morales, coronista... ; e nos vols. Q.o e lO.o, o titulo passa a 
ser : «Las antiguidades de Espana que van nombradas en la Corúnica con las ave- 
riguaciones de sus sitios y nombres antiguos, que escrebia Ambrósio de Morales... 
Com un Discurso general dei Autor, donde se ensena todo Io que á estas averigua- 
ciones pertenece para bien hacerlas, y entender Ias antiguedades, y otras cosas, cuya 
suma va puesta á la pág. 3.» 

Excelente edição deste importante e apreciadíssimo trabalho histórico, devido aos dois 
eruditos historiadores e coronistas de Filipe II e Filipe UI de Espanha- Florian de 
Ocampo e Ambrósio de Morales. Mui nitidamente impressa e adornada de cabeções 
alegóricos, gravados a buril em chapa de metal ; além de cercadura (comum) no 
frontispício de todos os volumes. 

Estimada. Já pouco comum no mercado. Bom exemplar; ene. moderna. 



(1) «Bibliographle parémiologique. Etudes bibliographiques et littéraires sur les 
ouvrages, fragmens d'ouvrages et opuscules spécialemente consacrés aux proverbes 
dans toutes les lengues, suivies d'un appendice contenant un choix de curiosités pa- 
rémiologiques. Par M. O. Duplessis. Paris: Potier... IS47 (Imprime Chez Paul Re- 
nouard.»). In-8.o de VIlI-526 pags. 



42 



catXlogo da livraria 



CO) 



2255— Ocartipo (Flunan rffj.— f%í giiiS iiimlro pnrtís íii í' tcrnô &c In (Croniro 
i>t (fBfpniin...— gainorn... 1541. 
(Oo fronlispiciu damus a seiíuinte e.cnda i-eprodiição foto-zini'i.i(iriifica) : 




{O original mede 282x178'»'") 

In-fol. de rcrcrruij ío. nums. ru frente, além de uma em branco, final. E. 

Na frente da primeira fl. o titulo ou portada acima reproduzida em <fac-9imile> ; no 

verso da mesma ti. : CE fiítro í>íl inOíftro íloríflll ^aíÕfO CXiaiO g CM- 



AZEVEDO -SAMODÃES 43 



iiíftn II xin mniifffna OTffnrrn/po el Snuir aõ gutis Sf gtiiiiígn ij ^nílaj 
roluc la minin im- 1| prcfriíii íifln Croiiird 6f CTfpnnn ij maio rõponcr 
íl riTciiiffiiiifl Icfuir rfi| iõ Mmx\. Tu liijo Srl |"niilo rnj bon ítrnaniio 

bf CnftiUn IJ Sc ÍCOll.^ (Principia peia formula : PUIJ HingilífíCO fcSor) ; 
na íff. ij. e parte da primeira coluna da frente da f O. tij, o $IríllogO, que é 
encimado por estes dizeres : 

^nui l"c romffitfn lit imtij fnmorn Croitirn ic ©fpn (?ic) II que fijo ei 
muij iiolilr rrn boii ^Ifonlo ftjo bfl muij no || blí rtij bõ itvnãòorv bíln 
rtijna boiín grnfri?. |i ílroUigo btl ffríníffimo fíucr rcij íoit ^Ifõfo. 
Em seguida, ainda na mesma primeira coluna da frente da dita $0. tf}. 
ComtEttín In Ijiiftortit. 

cujo texto vai até meio do verso da ÍO. ttCCfíV],, rematando com o trivial 

#in. 
seguido, na restante parte do verso da referida $0, ftffrrt)}. e na rrrcfílj pelo ; 
CE®1 mníftro f lorinn f ormtpu alo» letoKS. §. 

Na frente e em parte do verso da $0, rcCCfíuiij. e ultima, vem o 

CE 0uinnrf(i brtuc tj loiípciíbínfo òe \oòo lo fotitrnf |1 bo ítilns quatro 
partis bcfta Cronfra bc ©rpnna/pnra ij los Ittorrs pucbon || iigírn- 
míittí traljcr a fu memoria quanto bentro bcUa \s trata. 

e na restante parte do verso da mesma $0. rrcmiij., a rematar, o seguinte 
eoíofin, que damos em reprodução foto-zincográfica : 

£>ne imp: eiTa la pfent«£ronfca general 5 £ fpaha 

nU mj^nífícj' noblr^ anoquilumi (íb4adw Zamou: poi IO0 bonrrt* 

foflvaronf*HugulhnDcp«3T 5uafiíH£ardoccmtp«iifTMinpidío» 

rcfl D< Iibioô vf^moc cfia Du t>* (ibdad^ cofU T ^p^l w iSfir 

wofovaroo Juan d ^mi>fi mercada [ílilnt» winnwJ 

*>c*iu tflCípo. acjbofr m ourar DiM rt ima t!ot 

jAir.SnodlrufiiuiílclobfnurltToraluadoallc 

fu Olfto (5 millf qi]invTtf of T<|Darenu f 

vn ano6 . *8.criu»do cu ÊípaiÍA d 

iEmprradotop Carlo« nu£/ 

nroSciioirllrrg*» 

csraL 

(O original mede 67x156'"'") 

A composição, de belos caracteres GÓTICOS, e a duas colunas por pagina, í embele- 
zada com letras iniciais de muito maior corpo (algumas de lindos desenhos de fan- 
tasia, e abertas em madeira). A impressão é de admirável nitidez. 

O volume é constituído por cinquenta e dois cadernos de impressão, de oito ff. cada 
um, á excepção do ultimo que tem dez, rubricados, no pé da frente das quatro pri- 
meiras (o ultimo nas cinco) de cada um deles, respectivamente: ^, ^ if, ^ iit 
(neste caderno a fl. iiij não apresenta a competente rubrica ^ iiij) a 5, § ij, 

3 tij,. 3 iiij ; ^a, ^n fj, ^a iij, gla iiij a 3?, ?? ij, ?? iij, i? iiij ; e «n, 
ao ij, aa iij, an iiij a ff, ff ij, ff iij, ff iiij, ff u. 

Crónica importante e muito considerada. Primeira e mui preciosa edição, desconhecida a 
Salva, que descreve e cita como primeira a de Zamora, por el honrrado varon Juan 
pkardo, 1543, in-fol , publicada sob o titulo de:-Z.os quatro iibros primeros de ta 
Crónica de Espana. (N.o 3089 do respectivo Catálogo) ; registada e descrita porém 
por Brunet, no seu Manuel du libraire, tomo IV, cols. 149-150 ; e Supptement, tomo 
II, cols. 58-59. 



42 



CATALOGO DA UVRARIA 



úO] 



2255— Ocampo (Floniiii de).—^r%^ gns iniíitio piutcs íti li terna òt In Cronirn 
te ffifljnnn...— Jnniorn... Iõ41. 
(Do frontispício damos a seguinte exacta reprodução foto-ziwogrnfic.a) : 




(O original mede 282x178»"») 

In-fol. de rcrcrruij $is. nums. n i frente, além de uma em branco, final. E. 
Na frente da primeira 11. o titulo ou portada acima reproduzida em •fac-simile» ; no 

verso da mesma H. : C Jetru iitl mneftrí Horífl» §orã|Jo íxiaòo g rro- 



AZEVEDO - SAMODÃES 43 



liífln (I Sln miJ!ifftn& Ccfnrín/pa fl Scfior ^õ giii)5 6e Stiinfan o 3lufln/ 
fíiluc In mirim im- 1| virrfrioii 6rln Cfronira ic (f fvnítn n maio rõpoiícr 
íl fciciiiflium fcfnu- rrij M Mm ii Jo liijn brl Iniito líi) 6011 íi-niaiiím 
6c Cnftilln ij bc ícmi.» (Principia peu formuu : pmj míigiiíftco fcitor) ; 

na íí. ij. e parte da primeira coluna da frente da f 0. tij, o ÇlroloflO, que * 
encimado por estes dizeres : 

2lqui }'t romfençft In imiij fninofa drontin be ffirpn (?ic) || ijut fijo el 
iiniij nolilf rrij bon Hirmifn fijo brl muij no || blr rrij bõ írrnõbo ri brln 
r£i)iin boiín f rntri?. [1 íJroloflo brl fcrriiíffiiiio reuor rtij boti ^^Ifõfo. 

Em seguida, ainda na mesma primeira coluna da frente da dita ÍO. ttj. 

Comiençn In hijftortn. 

cujo texto vai até meio do verso da $0. CtrrrfO}., rematando com o trivial 

íin. 
seguido, na restante parte do verso da referida $0. Cíílíír>\. e na rrrrEfíj pelo : 

CE®1 mnfftro flortnn gocnnpo aios Ittores. f . 

Na frente e em parte do verso da $0. títítíuHf. e ultima, vem o 

CL §umnrto brrue tj roíipriibíofo br lobo lo rontrnf || Í10 ítilns ijuntro 
pnrtrs brftn ©roítícn br ffifvnnn/pnrn 5 los Irtorrs puebmt |] ligrrn- 
iiicntr trnljcr n fu mrmorin qiiniito briitro brlln fc trntn. 

e na restante parte do verso da mesma ÍO. rtCfrriij., a rematar, o seguinte 
colofôn, que damos em reprodução foto-zincográfica : 

í>neiinp;efra la pfenttíronfca general 5 /£ fpana 

cili mssniftcJ' noblc f anoquiflíma (ibíid w Zimou: po! los bonrr»- 

fMTironr«augufhn C( p<; y Juinjptordo cotnpinrrM iiipirir> 

rc« Pt lilwoB i-oinoe tfli 81C Im (ibd Jd^ cofU T rfpnilM 1* »■• 

tuofo wron Juan 6 Spínofi mrrcadtf t) llbio» w Mi»« 

#)(átnfl tncápc. acabofr m ourar DtM tH mrtf ti o< 

^zr -Sno o1 fur^unlcto tt nuf ftro Tiluadcj 11c 

fu Crtfto 6 millT qainvntaf rqnarínu^ 

vn aiioe . '^cfiuMÍo cir EípaiM d 

l£mpn'«loiDÓ Carloe nitt' 

CBrot 
(O original mede CTxíSff""") 

A composição, de belos caracteres GÓTICOS, e a duas colunas por pagina, é embele- 
zada com letras iniciais de muito maior corpo (algumas de lindos desenhos de fan- 
tasia, e abertas em madeira). A impressão é de admirável nitidez. 

O volume é constituído por cinquenta e dois cadernos de impressão, de oito ff. cada 
um, á excepção do ultimo que tem dez, rubricados, no pé da frente das quatro pri- 
meiras (o ultimo nas cinco) de cada um deles, respectivamente: ^, ^ ij, S- 'ti 
(neste caderno a fl. itij não apresenta a competente rubrica |i itij) a 5> 5 M» 

B iij, B itij ; ^n, ^n fj, ^n iij, g^n iitj a 3?, 3? ij, ?! ilj, 3l iiij ; e nn, 
nn ij, nn iij, nn iiij a ff, ff ij, ff iij, ff iiij, ff u. 

Crónica importante e muito considerada. Primeira e mui preciosa edição, desconhecida a 
• Salva, que descreve e cita como primeira a de Zamora» por el honrrado varon Juan 
picarão, 1543, in-fol , publicada sob o titulo de: — /.os quatro litros primeros de la 
Crónica de Espana. (N.o 3089 do respectivo Catálogo) ; registada e descrita porém 
por Brunet, no seu Manuel ãu libraire, tomo IV, cols. 149-150 ; e Supplement, tomo 
II, cols. 58-59. 



44 catXlogo da livraria 



N 



/)C' 



th 



Os exemplares, muitíssimo estimados e valiosos, são EXTREMAMENTE RAROS. O 
nosso está belamente conservado e esta circunstancia é de molde a recomenda-lo, e 
muito. 
Ochoa [D. Eugénio df).— Vej.i-se : Tealro eípanol (Te.soro dei). . . 
2256-Ochoa (V. B. de).— Projecto para o melhoramento dos estudos em Por- 
tugal. OITerefido aos sens concidadãos por o Destnibargador .. (Vinheta 
ornampnlal). Lisboa: 183i. Na Txjp. de Jofé BapMa Morando... Com Li- 
cença. In-4 ° de iíS pags. Des. 

Opúsculo de certo interesse relativamente ao assunto que versa, e pouco vulgar no mer- 
cado. 
Ochoa do la Salde (jMu?i).-Coronica dei esfoi\"ado Principe.. .— Vejase: 
Corunicd . . . 

2257 PRIMEIRA PARTB |1 DE I.A CARõLEA || INCHIRIDION, QVE 

TRATA DE L\ |1 Vida y Hechns dei Inuii tifsimo Emperador Don Carlos || 
Quinto de efle Nombre, y de muchas notables cofas || en ella fucedirtas 
liaíla el Ano de 1555. H Dirigida ai Exrelentifsimo Sefior Don Aluam lie Ha- 
l-nn Marqves du || Smirta Crvz. . ■ \\y Ju Capilan yeneral dei Mar Oceano jj Rey- 
nos de Portugal. |] (Escudo d'arnias do mesmo titular) |1 RECOPILADA EN 
DOS PARTES POR || Inan Ochoa de la Salde Prior perpetuo de San hian 
II de Letran. |{ Imprefsa con Licencia dei Confejo general de la Saneia Inqui- 
ficiun, II Ano de M.D.LXXXV. \\ CON PRIVILEGIO REAL — In-fol. de VI ÍT. 
(prels.) Inums. {a ultima toda em branco) e 444 nums. pela frente. E. 
Na trente (verso em branco) da primeira das VI ff. prels. o titulo transcrito acima; na 
frente da H. II as cLICENClA E APROBACION . (a primeira vem datada e subscrita: 
«certifico o afsi. xlj. de Dezembro.-^] de mil quinhentos ^T* oitenta ^ dons. || Frey 
Bertholameu Ferreyra.>); no verso da mesma fl. lio cPRIVILEQIO.» régio permitindo a 
impressão ; na fi. III, frente e parte do verso da IV a Dedicatória <AL EXCE- 
LENTÍSSIMO !i SENOR DOM ÁLVARO DE BAÇAN || MARQVES DE SANCTA 
CRVZ,....; na restante parte do verso da mesma II. IV um Soneto «AL EXCE- 
LENTÍSSIMO MARQVES : DE SANCTA CRVZ.. ; na frente e em parte do verso da 
V o «PROLOGO > ; e na restante parte do verso da mesma H. um Soneto «AL LE-* 
CTOR». A fl. VI está, como já dissemos acima, toda em branco. 
O texto da obra propriamente dito remata no fim (verso da ultima 11. do volume) pela 
seguinte subscrição : 

(^-^ Fue imprefsa esta Primeira parte de la Carolea inclii- \ ridion, a cofta de fu 
mi/mo Author, en fu própria po fada, en Lisboa, por Marcos Borges, Anto-\ nio 
Ribero, e Anton Aluares impref fores, \] con licencia dei fupremo Confejo dela 
fan-\\ta Inquificion, como es coftumbre]] eneftos Reynos.", Acabofe a los xx. dei 
mes de Deziembrel de 1585; -seguida desta declaração :- «La Segunda parte delta 
Historia Te imprimirá luego.. (Esta promessa não consta que chegasse a cumprir-se). 

Obra interessante e estimada. Com referencia á Segunda parle, que como ficou dito, 
não chegou a publicar-se, diz Salva (n.» 3092 do seu Catálogo): «...Parece debia 
comprender los acontecimientos desde el ano de 1555, en que termina el tomo pri- 
mero, hasta el de 1583.> 

Os exemplares são bastante RAROS. O nosso, um tanto aparado, tem leves manchas 
de agua e uns peqs. consertos nas margens de. três ou quatro ff., sem prejuízo do 
texto. -Um exemplar anunciado, sob o n.o 2145, no Catálogo de libros impressos y 
manuscritos de los siglos XV ai XVIII. De venta en la Librei^a de los Bibliófilos Es- 
panoles. (Madrid, 1909), é dado com a rubrica de RarisBimo, e vem cotado em 400 
pesetas. 

2258— OFFICIVM |1 BEAT/E MARI/E || VIRGINIS, || PU V. PONT. MAX. || 
iussu ediliim. II Nunc mandato Serenissimorum Relgij Prin- || cipum hac 



AZEVEDO -SAMODÃES 45 



augustiori forma excusuni. H (Liniia gravura alegórica, aberta a buril em 
chapa de metal) 11 A^TVEBPL£, || EA' OfFICIi\A PIASTIMANA, \\ 
Apvd loannem Moretvm. \\ Al\NO SAECVLABIS. M.IlC. (1600). Iii4.» lie 
XXXVI pags, íprels.) inims. e 904 nnms. F. 

Fonnosa e bem trabalhada edição, tendo ainda a adorna-la lindas letras iniciais de fanta- 
sia (gravura em madeira), trinta belíssimas estampas de pag. inteira e alguns pri- 
morosos florões de remate (gravura aberta a buril em chapa de metal). Na impres- 
são, muito nítida, a preto e a vermelho, empregaram-se elegantes e salientes cara- 
cteres redondos. 
2259— Oleastro, :.liãs Azambuja (h'r. Jerónimo de).- . . .Commtn- U taiia in /y./ 

Mi^li Penta-tcucliDiiJ. iiixta. .M. Snnclis Pagnini Liiceii- || fis eiuldfm Ordi- /OX^ '^ 

iiis inteipretationem, qi.ibus nebr;'ic:i |1 \eiitíis oxíicliffimè explicaiitur, & / 

quae ad morom || compolitionem aptari poíliinl, ex ipíius litera= [, penetra- 
libus leorfum annectuntiir. || Opus íanè, & dorlis, & in- 11 doctis vliii fu- || 
tunum. II Qvoe loto Opere continennlur, próxima à ter- \\ go pagina indicahit. \\ 
(Marca do impressor, de interessante desenlio, gravada em madeira) l| 
ANTVERPLí;, 11 In aedibus Viduae & Haeredum || lo^mnis Stelíij. |1 M. D. 
LXIX. (15(i9) II Cum Prinilegio Régio. - In-fol. de VIII ff. (prels.) Inums. e 
280 nunis. pela frente. E. 

As VIII ff. prels. inums. inserem o seguinte: titulo (frente da fl. 1); «OPERIS ELEN- 
CHVS.> e <Regia Maiestas permisit,. ... (subscrito: «BAVE») (verso da mesma fl. I); 
«EPISTOLA AD CARDENALEM. Sereniffimo Príncipe, ac pientiffimo Patri. D. |i 
HEXRICO TIT. SANCTORVM Coronatorum Prcfbylero Cardinali, |1 ET AD SERE- 
NISSIMVM lOHANNEM || Portugallia: Regem, Sanctifrimi. D. noftri Paps !| à la- 
tere Legato, FRATER HIERONYMVS AB OLEASTRO LVSITANVS... 1| Vtranque 
felicitatem.» (frente da fl. II) ; «AD LECTOREM. || Eiufdem fratris Hieronymi ab !l 
OLEASTRO LVSITANI... Prafatio.. (verso da mesma H. II e írentc dalllj; «CÂ- 
NONES. II CÂNONES AD i SACRARVM LITERARVM ; Lectionem, ac lucidiorem co- 
gni- !l tionem perutiles.» (desde o verso da mesma fl. 111 á frente d.i V) ; iHE- 
BRAISME OR-: DINE LITERARVM |1 digefti.. (desde o verso da mesma H. V até 
uma peq. parte da frente da VIII) ; «De numero librorum, authorum & inferi- j; 
PTIONVM SEV TITVLORVM |1 facrorum codicum.> (restante parte da frente da fl. 
VIII); e .Quoniam Genefis .3. capite vbi de ferpenlis callidi- i TATE ET POEMI- 
N;E DECEPTIONE TEXTVS AOIT NOVAM SENTENTIAM.... (verso da fl. VIU). 
Primeira edição desta obra estimada ; mostrando uma mui bela e nitida impressão (a 
duas cols. por pag.). Multo rara. Belo exemplar. — A reimpressão, citada por 
Barbosa, é de Lugduni, apud Petrum Landry, 15S6, in-fol. 

2260— Oliva {João Paulo):— C.\hT A \\ lE N. P. GERAL || lOAM PaVLO OLIVA || 
Aos Padres, e Irmãos da Ij COMPANHIA LF: lESV. ji Da Importância, e Fi- 
delidade II dos que Informam, e Pio- |1 põem peia os Grãos, e || Gouernos /<1'^'^^^ 
da Com- II panhia. || (Vinheta-marca da Companhia de Jesus, tmdo no 
centro as iniciais I H S) || EM IlOMA, || Com as licenças necef farias. || Na 
Officina de Franc. Tizzoni. Anr.o MDCLXXII. (1672).— In 8.° peq. de 41 
pags. niims,, além de uma em branco, final. B. 

Na primeira pag. o titulo acima transcrito ; a pag. 2 em branco ; e na 3 (por engano 
num. I) o texío da Carta propriamente dito, o qual remata com a data e rubrica 
do autor: «...Roma. 8. de Setembro 1666. De todos feruo em CAmío. || lOAM 
PAULO OLIUA.» A fechar, um florão de remate, gravado em madeira. 

Missiva interessante e estimada. Multo rara. Exemplar levemente manchado pela 
agua. 



'í^íé 



Oliveira (Christovam Rodrigues de).— Veja-se : Rodrigues de Oliveira. 



46 CATÁLOGO DA LIVRARU 



Oliveira {Custodio Jusé de). — Vejase: Longimis (Dionisins). — Tratado dosii- 

tilime .. 

22R1- Oliveira {h>rnúo We).— CiHAMMATlCA || DE II LINGUAGEM POHTUGUEZA 

y II l'OB II KtíRNÀO D'0L1VEIHA IISIGUNDA EUJÇÀO, CONFORME A DE 

(P 1536 II pullioada (.or diligencia e Irabalho || DO || VlístONDE D'AZEVF.DO 

E TITO DE NOHONHA || —=«=-=— |i POliTO || IMPHENSA PORTUGUEZA 

II 1871. -ln-8.^ de II-JIM20-V111 pags. E. 

Na primeira (a II em branco) das duas primeiras pags. prels. vêem os dizeres acima 
transcritos; nas III pags. imediatas um peq. Preambulo dos editores; nas 120 pags- 
nums. o texto dado na primitiva impressão da obra; na primeira (a II em branco) 
das VIII pags. finais, o .ALPHABETO FAC-SIMI1.E |1 EXTRAHIDO || DA EDIÇÃO 
DE 1536..; de pag. Ill a VI, uma cADVERTENCIA FINAL- dos editores; e nas Vi' 
e VIII, o .ÍNDICE.. 

Reimpressão muito fiel e estimada da primeira ;;iani<ilici portuguesa que veio á luz da 
publicidade. Belo exemplar da tiragem especial (limitadissima) em papel de superior 
qualidade ; com encadernação (inteira) de carneira fina, ornamentada, a ouro, na 
lombada e nas pastas. Espécie bibliográfica MUITO RARA. 

Os dizeres do frontispício, nesta tiragem especial, são impressos, em linhas alternadas^ 
a preto e a vermelho ; os da tiragem comum são só a preto. 

A edição primitiva desta preciosidade filoiogica quinhentista, em 4.o peq. consta de 38 
ff. inums. : Na frente da primeira vem o titulo :-OBrnmiIintÍfn ín lingonfltllt 
JtOrtllflUífn. — Estes dizeres, dispostos na parle inferiorlda H., são encimados pelo 
escudo d'armas dos Almadas e guarnecidos de uma cercadura (gravura em madeira) ; 
no verso da mesma primeira H. vem a Dedicatória a D. Fernando d'Almada, seguin- 
do-se o texto propriamente dito da Gramática, dividido em cinquenta capítulos. De- 
pois, a rubrica final, rematada pelo escudo das arm.is portuguesas : J^cnliOUff ^^III- 

prrmír ífln vi'i"í'rit niiatnvno òa liiioon ).un"liinnr|'n, por iiiniiíiniio 6ii 
iituij mnnitico Iritlior 5"in íítiiniiim Dnlmnan, cm íirbtin, t cnfn s 
(iSrniuui gnllinrití, n rruij. iiins Sn mes &c ^niicijio ftc mil ri quiitljí- 
los ri trtutii ri) ffis niiiios òt iioffit rnluaçom. Dío gnuins. Codas ns 

roílfns tf fru Itpo ri os OCiofiiS o pClbt.-Os exemplares são de tão extrema 
raridade, que só se conhece o existente na Biblioteca Nacional de Lisboa. 

2262— Oliveira (Francisco Maimel de).— Escolha das poesias orientaes, que o 
. ,, insigne cavalheiro inglez Guilherme Jones .. tiaduzio daijuelles idiomas 

^ em verso rimado Inglez, e ornadas agora em Portuguez, seguidos de uu" 

[Q f iras varias Rimas . . por... LMoa. M. DCC. LXXXXIIJ. Au Ofíiciaa de Si- 

mão Thaddeo Ferreira.. . Im-8." peq. de 130-1 pags. 

Collccçao poética de... Professor Régio de Filosofia, na Ilha da 

Madeira. Para servir de oontininção ás I'Of"sias Orientaes. Tomo II. Ibi., 
na mesma tip., MUCOXCIV. . . In-8 " peq. de 173 pags. — O.-.- dois tonws. K 

Apreciadas, e os exemplares constituídos pelos dois volumes, são raros. 
Oliveira {Francisco Xavier de). — Veja-se: Xarier de Oliveira {Franciíci)). 



Í'= 



It 



226a-Oliveira (João de). - RELAÇÃO || DAS || FESTAS || CoM QUE O COLLE- 
GIO DE SAO PAULO || da Companhia de JESUS da Cidade de Braga, ceie- 
[| breu em liú Solemne Tridiio a Canonização dos seus || GLORIOSOS SAN- 
TOS II LUIZ GONZAGA, || E || ESTANISLAO KOSTKA || evi Julho de 1727, 
fendo Reitor o||M.R.P.M. BENTO VIEGAS, 1| BSCfl/ÍM FO/1 ll JOÃO DE 



AZEVEDO -SAHODÃES 47 



OLIVEIRA II NATURAL DE BRAGA. |i (Vinheta ornamental) || LISBOA OC- 
CIDENTAL, II- II NA PATnL\RCAL OFFICINA DA MUSICA II Anno de 

ALDCC.XXVIIL II Cim Iodas as licínçaf iiereffarias. ln-4 " de VIII pags. 
(prels.) inums. e 221 nunis. (nas 2l9 a 221 o 4NDEX || DA RELAC.AM.í), 
além de uma em branco, final. E. 

As VIII pags. prels. inserem: titulo e «LICENÇAS» (do Santo Officio. — Do Ordinário.— 

Do Paço) permitindo a impressão. 
De pag. 1 a 123 decorre a Relação das Festas; de 125 a 164 dois «BAYLES.»; e de 165 
a 217 um -EXTRACTO |1 DE NUM DRACMA EM LOUVOR i, do B. Luiz Oonzaía 
novamente Canonizado.* 
Obra curiosa e estimada. RARA. Bom exemplar. 

Oliveira [Fr. José df).— Sernani que pregou no Auto da Yc... de Lis- 
boa. . . 1707. — Veja-se : Autos de Fe {Strn.Oes de,. 
2204— Oliveira [Fr. Nicolau dc).-LlVRO DAS || GRANDEZAS || DE LISBOA. H ^y, 

COMPOSTO PELO PADRE 11 FREY MCOLAO bOLIVEYHA || Rtlitíiofo da ,2-^^^'^ 

Ordé da Sanctifsima Trindade, 1| & natural da mefma Cidade. || DIIUGIDO 
A D. PEDRO d'ALCAÇOVA || Alcayde-mór das três Villas, Campo mayor. 
II Ouguella, & Idanha a noua, & || Comniendador das || Idanhas. |! *i* || 
Cor» todas ns licenças neceffarias. || Ivipreffo em Lisboa \\por lorge Uodri- 
guex. Anno 16W. \n-k.^ de XIV IT. {prels;. inums. e 186 niims. na frente, 
além de mais IV inums. de Index, no fim. E. 

Livro curioso e importante para o estudo da topografia, factos e cousas de Lisboa an- 
tiga. Clássico e muito estimado. Edição original : de nitida impressão. Todas as 
pags. são ornadas de filetes, a preto, nas margens, lá EXTREMAMENTE RARA. 
Bom exemplar; apenas falho dò frontispício. -Carlos Rodrigues, Bibliotheca Brasi- ^i 

liease, n.o 1762. j^/n í^ '-^ ^ 

22t)4-A A mesma obra: St-gunda edição. Ltsboa. í^a Itnp. lUgm 1SU4. ^' 

In-4.» de XVI-;;73-I pags. E. 

As XVI pags. prels. compreendem: frontispício; Dedicatória «A D. Pedro d' Alcáço- 
va...» ; «Prologo ao Leitor.» ; e «Breve narraçam do qve neste livro se contém.» 
Reimpressão mui bela e nitida, em excelente papel de linho. Apreciada e já pouco 
vulgar no mercado. 
226,0— Oliveira tNicolau Fedro rfe).— Compendio da vida do E.vj "o e li."" Se- 
nfior D. Ensebio Luciano Carvallio Gomes da Silva, Bispo de Nanliin, Que 
ao... Senhor D. Marctllino José da Silvi, Bispo de Macao .. ofTerece, e 
dedica. . . Doutor Theologo pela Universidade de Coimbra. (E.scudo de ar- 
mas reais portuguesas). Ltsboa : Na Regia Ojjicina Typogro fica. Anno M.DCC. 
XCII. .. In-i." de XV-162 pags., além de 4, finais, iie «índice dos Capítu- 
los.» Des. 

As XV pags. prels. (inums.) inserem : titulo de ante-rosto ; titulo de rosto ; Dedicató- 
ria a D. Marcelino José da Silva, Bispo de Macao, e «Prologo». 
Oliveira {Fr. Joté d').— Sermam no Ato Via Fee .. em Coimbra... 1691.— 
\ eja se : Autof de Fé {Sermões de). 

2266— Oliveira e Sousa {Dr. Simeão ri«).— Peregrinação de Angélica, desde 

que sahio dos jardins do próprio Coniiecimento, donde nasceo, até que /^ O C-^ 



recebeu o habito das Virtudes no Convento de S. Pobreza, onde profes- 
sou. Obra admirável, em que se declara a deliciosa fermosura das Virtu- 
des ; e se mostra o horrendo, e abominável dos vícios. Dividida em duas 



//' 



48 CATÁLOGO DA LIVRARU 



-l^C 



S0' 



.9/ 



6 



partes, Por serem duas as estradas, por onde Angélica foy conduzida na 
sua Peregrinação . . Composta pelo . . . Medico Ulyssipponense. Lisboa 
Occiíienlal. Na Oljicíita de António lsid<iru da Foiísfca... Anno M. DCC. 
XXXVIII. ln-4." de XVI IT. íprels.j iiiums. e 4ti8-l pags. E, 

Obra não citada por Barbosa. O frontispício é impr. a preto e vermelho. Inocêncio teve 
apenas conhecimento do exemplar que possuía. MUITO RARA. 

•2'267 — Oliveira Lemos (F. J.ae). — Li\io do romeiro ao sumptuoso sancluario 
da Senliora do Porto d'Ave, no districto de Braga, por... Priuieira edi- 
ção. Anno 1S7Õ. In-S." de 184 1 pags. Des. 

O título desta curiosa monografia propriamente dito, inserto na primeira pag., reza 
assim: ^Beilezas do Sanctuario do Porto d* Ave, Memoria descriptiva da fundação 
d'elle, dividida em seis capítulos, com mais alguns esclarecimentos, sobie a origem 
do Sanctuaiio, enumeração das Capellas com os textos latinos, descripçâo dos Passos, 
relações de suas alfaias, considerações sobre seus futuros melhoramentos, noticia de 
sua festividade. -Venera-se na província do Miiilm... Obra emprehendida por um 
Devoto. Aano de 1875.». 

á'it)8— Oliveira Lima [Cnslodio de).— Guia do jardineiro horticultor e lavrador 
brasileiro, ou Tratado resumido e Llaro acerca da cultura das flores, hor- 
(_/ taligas, legumes, frutos, e cereaes : Ua creaçào e tratamento das abtlhas, 
biciJO da seda e ammaes e aves domesticas ; Virtude e propriedades das 
plantas, sua classificação, j. uso e applicaçõts: t) Kalendano do jardineiro 
e liurticultor, e outios muitos artigos de utilidade. Composta e aucres- 
centada segundo os melliores autores, por. ., (Vinheta alegórica), hio de 
JuHi:tro.. Eduardo & HeiítKjue Laemmerl . .. ISSò. lu-b." de 473-íS4pugs. L,. 
Trabalho, no género, curioso. líxemplar bem encadernado. 
iiliíl- Oliveifd Martins (J. P. de). — Os, Lusíadas. Ensaio sol.re t^aniôes e a sua 
obra, etu relação a sociedade portugueza e ao inovimento da renascença. 
y'orlo ; Imyrensa Fufluynexa, Edilora. . . 1^T2. In-S." de 210-1 pags. E. 
IQ O 2'.i/t) Taboas de clironologia e gcograpliia histórica, por... Lúboa: Li- 

vraria Ltnrund... IbM. inS." de XLlll-1-449-11 pags. t. 
!2271— Oliveira Trovão e Sousa [José dej. — Carla tni que liuui amigo da' noli- 
<^— Q <;ia a outio do luiiiciitavel bUccesso de Lisboa. *. xnd. de I-, n, d. da imjj. 

'^ (No fiui da carta: «uornibra, Í7õ5»). — ln-4.'' de 26 pags. H. 

Opúsculo curioso e raro. 
2:i7:i— Onclair [Avyusie). — De la Hévolutiou ét de la liestauiation des vrais 
príncipes sociaux a Tépoque acluelle, par... Prètre. Bruxeliea: tioeiíiae- 
re... 1612-73. In-».", 4 vols. de lV-551, il-55b e lX-ô2l pags. E. 
Livro, no seu género, interessante e estimado. Bom exemplar. 
2273— Onze Mil Virgens (Fr. Mamei da.i). — Clara, et bievis notitia Stminarii 
DuiniiKJ:' Nostrutí Angelorum vulgo Bracannes in villa iítobricae. In lucem 
edita a'. . . Ulissipone : Typis Ignatit Rodrigues, M.BCCXLV. Cum facuUale 
svperiorum. ln-4.° de VIlI-lb4-XlI pags. E. 

O titulo é impresso, alternadamente, a preto e a vermelho. -Monografia interessante e 
estimada. Rara. Belo exemplar. j»' 

2274— ORATIO DOMINICA |1 IN CCL. LINGVAS VERSA || ET || CLXXX. CHA- 
/ Cj y O RACTERVM FORMIS || VEL NOSTKATIBVS VEL PEREGRIMS EXPRtSSA 

,/ ^ II CVRANTE II PETRO MARIETTI II EQVITE TYPOGRAPHO PONTIFÍCIO || 



ÍD 



^A 



#^ 



i4^ 




ÍL<0pnmcirc> liuro ôao oídciiAcoc*?. 



Frontispício dos Livros 1.° e 2.o das Ordena ãcs manuelinas, descritas no 
Catálogo sob o n.o 2277. O original mede 278 ^nsmm. 

(Pag. 49) 



AZEVEDO - SAMODÃES 49 



?/ 



O C) 



SÓCIO ADMINISTRO || TYPOGRAPHEI |] S. GONCILII DE PROPAGANDA 
FIDE li (Marca-einhlema da mesma Socied.ide de Propaganda Fide) i| RO- 
MAE II ANNO M.ltCCC.LXX. (1870).— In 4.^ de XXVII-3U)-V1II i)ags. E. 

As XXVII pags. prels. inserem: titulo; epigrafe da Dedicatória a Pio IX; texto da 
mesma Dedicatória, subscrito no fim por Petrus Marietti; e «PROEMIVM.>. 

Nas VIII pags. inums. finais decorrem dois índices, o ultimo dos quais remata com 
as indicações: .IMPRIM.\TUR || Fr. Marianus O. P. Sacr. Pai. Apost Magister. || IM- 
PRIMATUR j losephus Angelini Archiep. Corinth. Vicesgerens.». 

Magnifica edição poliglotica (250 idiomas e dialectos), do Padre- Nosso; na impressão, 
bela e muito nítida, vcem-se 180 caracteres diferentes, entre os quais se notam 
ainda, como mais inconfundíveis, os caracteres gregos, russos, orientais, etc, etc. 

Os «IDIOMATA AFRICANA., decorrem de pags. 237 a 245 ; e os «IDIOMATA AMERI- 
CANA», de 249 a 309. Entre estes encontram-se vários dialectos brasileiros. 

A maioria das pags. são ornadas de artísticas molduras impressas a rò.xo. 

Estimada. Pouco frequente. Belo exemplar. 

2275— Ordenações da índia do Senhor Rei D. Manoel. . Informação verdadei- 
ra da Áurea Chersoneso, feita pelo antigo Cosmographo Indiano Manoel 
Godinho de Eredia, e Cartas em lingoagem Portugueza de D. Jerónimo 
Osório... Inéditas. . Lisboa: Imp. Begía, AnnoibOl. In-8.° peq. de 195 
pags. E. 

Compilação estimada; reimpressão já pouco comum no mercado. —A edição primitiva 
das ©rôonnfÕÍS J)H ^llílin foi dada á estampa em gtstjon, ílll mâfl 6e f Utô 
|lo6rÍgUI6, 1;)39. Constitue um foi. peq. ; e os exemplares são da mais extrema 
raridade. As Ordenações são datadas de 8 de setembro de 1520. 

227(5- Ordenaçõens do Senhor Rey D. Affonso V. Livro I. (ao V) (Escudo ,, 

de armas reais portuguesas). Coimbra. Na Real Imprensa da Universidade. S> 3-^'^ 

Amw de MDCCLXXXXIl. Por Rewlwjão de S. Migestade de 2 de Setembro 
de 1786. In-4.°, 3 tomos ou Livros de IV-XXX-II-VI-II-530 II (estas em 
brancoj, IV-XV-572, IV-XIIII 11-464, IV-XII-4!)9 e IV-XII-420 pags. E. 

Bela edição, de impressão nitida em excelente papel de linho. Já pouco vulgar no 
mercado. Óptimo exemplar, revestido de uma magnifica ene. (inteira) de carneira 
fina, da época : fí. inarb. Com o Ex-libris do conde da Murça. 

2277 — Ordenações do Reino de el-rei D. IVIanuel. 
CE ffl vrintriro liurn òas oriítmiçõcs. 

{Do froutisfiicio damos, em folha áparíe, a exacta reiirodução fotoztncográfica). 

lo-fol. de III fl". (prels.) inumeradas e clr numeradas só pela frente. 

Na frente da primeira das três folhas prels. o frontispício, cujo «fac-simile» foto-zinco- 
gráfico se vè acima ; no verso da mesma H. 1 o ^rtllOllO.» que começa pela formula : 

— ÍDcOm ittniiurl fsx grnçn &r Ss |lcij ^í || portugnl: ij ÍIO0 nlflnrufs: 

iinqnt /^ òaic mnr íltt ^fricn :...» ; no alto da frente da fl. II: 

CE §£gu£fí ntniioa6n òefU \\vime\)Xo 
liuro íins oriífitaçõrs. 

a qual vai até o verso da fl. III, rematando com a usual indicação : 

CE íínt ôn tíiuoflíin. 



^j^r/ 



'do 



50 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



No «Ito da frente da primeira das (It ^0. numertdu 

3n nomme v(\i noftrí 5cfu spí. 

CCoiíicíao|jmeíroliurot)a0o;denaíOcí. 

grXííulo pjímcíro í©o rcgímêto &o rc 

deoo2 oa )ufh^ na afa oa fopiica^am. 

(O original mede 137x50""") 

o qual, dividido em IfíUtij íHitUlOiS, termina na frente (verso em branco) da $0, 
flf . (ultima das numeradas), tendo por remate os dizeres, que em seguida repro- 
duzimos foto-zincográficamente : 

Câlquíaalbacpiiiciroluno 

oasozoena^oég. Yoi íirjpicíjbem 

ba ctoaof IDr uoia po? 3a 

cobocioiíbergucÈ 

alemam. 

(O orighial mede dOXSòmn) 

No mesmo volume, com paginação própria e em continuação do flrtniciríl liUtO, 
segue-se o texto do JiurO StílUllbO, que abrange duas ff. inums. e Irif nums. 
só na frente. No alto da frente da primeira das duas ff. inums. a rubrica : 

?rnu(in&n. . 

CE §tiiucff (ttnuonôrt &t|"tt ("rjniubo li- 
uro íins orôcimíOíS. 

que fecha com a indicação : 

d fim ín }nlllHl^n ^rrtf fígniio limo. 

No alto da frente da $<>• j. começa o texto propriamente dito do Jiuro SrflUnôí, 
o qual é encimado pela respectiva rubrica, que damos em "fac-simile" reduzido: 

CSlquí começa ofcgudo liuro. 

Contém 1. (50) CitlliOS e ocupa as Ifíf ÍO. nums. pela frente, vendo-se na ultima 
o clássico :-d |filll. * "1^'° da frente (verso em branco) da folha imediata (inu- 
merada), ultima do volume, a subscrição e registo de cadernos, que reproduzimos 
em foto-zincogravura : 




ir€> terceiro líuro Dao Oídcinc fr 



Frontispício dos Livros 3. o e 4.o das Ordenações manuelinas, descritas no 
Catálogo sob o n.o 2277. O original mede 278X175mm. 

(Pag. 51) 



AZEVEDO -SAMODÃES 51 



C^ciuí acaba ofcgúdoUuro 

039 oictnaçoiB.foy ímp:e(To cm 

ba gioaoe útifboa po23a 

cobocronbcrgucr 

aUmam. 



ã b c o e f g.b i. CoooaromquaDemOdtííattid 
b quebequlnterno;'; i quebCDuerno. 

(O ori'jinal mede 120x54""") 

Este primeiro volume propriamente dito, compreende trinta e um cadernos de impressío 
de oito ff. cada um, com excepção do primeiro que tem somente três, do segundo 
que apresenta duas ff., do trigésimo que tem dez ff., e do ultimo que conta quatro; 
o primeiro (as três ff. prels.) acha-se rubricado, no pé da frente da segunda fi. : ^ J 
os vinte imediatos (os que inserem o texto do Jiuro prittlf iro das ffirSíIIHÍÕEiS,) 
no pé rta frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, respectivamente : II, n ij 
n iij, n iiij a O, 1* ij, o iij, > íiij; o imediato(o de duas ff. somente, que inserem 
a ®nUOnbn do SrgitllílO liuro), no pé da frente da primeira !í.: ■'..; e os sete 
seguintes (23.o a 29.°) , no pé da frente das quatro primeiras ff. de cada nm deles, 
respectivamente: nn, a ij, n tij, a titj a fl, fl ij, iT itj, 8 iiij ; o penúltimo 
(30.O), no pé da frente das cinco primeiras ff., respectivamente: li, Ij tj, Ij ttj, 
t) tttj, t) O ; e o ultimo (31.0), no pé da frente das duas primeiras ff. : n, D tf. 

CE ® tírçtiro liuro bns orieimçoís. 

(fo frontispício damcs, em folha aparte, a exacta reprodução foto-zincográficá). 
In-fol. de III IT. (prels. iniinieradas e rcnj. numeradas pela frente. 

Na frente da primeira das três folhas prels. inums. a portada de que acima se dá o 
«fac-3imile> ; no alto do verso da mesma primeira folha : 

Damaia. 

C_ §£g«íft ntnuoníin br fti; terífiro li- 
uro íins oríEiínfors. 

que decorre até quasi final do verso da ultima das três folhas, onde remata com a 
declaração : 

C. íiiti 6o touooíin òa lerçfiro liuro. 

No alto da frente da primeira (inumerada, pois que a numeração só aparece da 
ÍO. ij. em diante) das FCUJ. fO. nums. principia, pela respectiva rubrica: 

O terceiro líuero ©aê òi^emçoie. 

o qual contém fr. ?ritUlOS, e vai até o verso da $0. rroj. (ultima), fechando 
com o trivial-J^ ÍIIU. e seguindo-se a respectiva subscrição, que damos em re- 
produção foto-zincográfica : 



52 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



CSlquíacabaotcrçcíroliuro 

vaeoivat^oée.foi (mpieíToon 

ba jiofloc iJlí^rboa po:3íi 

cobocronberguer 

• 
••• 

(O originul mede 90x35""") 

Este If rçtirci liliro compreende doze cadernos de impressão : o primeiro, de três ff. 
(as prel3.)i.está rubricado, no pé da frente da segunda: ^ tj (à primeira folha com- 
petia a rubrica ^, que não tem, por essa folha constituir o rosto) ; e os onze res- 
tantes, de oito ff. cada um, acham-se rubricados, no pé da frente das quatro pri- 
meiras ff. de cada um deles, respectivamente: flílfl, íl ij, 11 iij, íl lit} a Hl, IH 

ij, m Iij, m iitj. 

Em continuação, no mesmo volume, mas com paginação própria, seguem-se os ()UitrtO 
e t|UttltO Livros das (Orífliníôtâ. O primeiro abrange IV ff. (prels.) inums., 
l£U. nums. pela frente e mais uma inum., final. No alto da frente da primeira das 
quatro ff. prels. a rubrica : 

C. èesitíft ntautin&n6íftcqiinrtolt- 
uro 6flâ orôíiifltôís- 

a qual termina na frente (o verso e a fl. imediata em branco) da terceira folha ; na 
parte superior da frente da $0. )., pela rubrica, que damos em «fac-simile> : 



:aoquartolmro 



Contém Irrrij. ^itltlOã e decorre até quasl final do verso da ÍB. IeB., fechando 
com o usual-^ fillt. Na parte superior da frente (verso em branco) da folha 
■numerada final, a respectiva subscrição, que repfoduzimos em «fac-simile> foto-zin- 
cográfico : 



090 ozoena^ôéa.foiimpíeiTocin 
ba^íoaoc "Dcuoza poija 
cobocronbcrguer 
akmam* 



aaaa b c o e f b* 

9L%ovos fam quaoemod faluo .b.4 
bequintemo. 

(O original mede 90x66"'">) 



AZEVEDO -SAMODÃES 53 



Este llUftrtCi liliro compreende nove cadernos de impressão: o primeiro, de quatro if. 
(as prels.), está rubricado, no pé da frente das duas primeiras: n, (l it ; os sele 
imediatos, de oito ff. cada um, acliam-se rubricados, no pé da frente das quatro pri- 
meiras ff. década um deles, respectivamente; naiUI, a ij, rt iij, fl iitj a B, 
(1 ij, (l iij, Jl iiij ; e o ultimo, de dez ft., no pé da frente das cinco primeiras, res- 
pectivamente : li, l| ij, I) iii, I) iiij, l| V. 

O illlilllli liuni ocupa IV ff. (prels.) inums. e ITUiij. nums. na frente. No alto da 
frente da primeira das quatro ff. prels. a seguinte rubrica : 

Wamaòa. 

CE Seguíff ntniitin iin ôcltf iiuinto li- 
mo ôns orôíiinçoíS. 

Esta ÇTailOaSn vai até quasi final da frente (verso em branco) da quarta e ultima 
ti. preliminar, e fecha com a usual declaração 

(E íiin í"" tauoniin. 

No alto da frente da £(>■ j-, pela respectiva rubrica, que damos em reprodução 
foto-zincográfica bastante reduzida : 

CComcçaoquintolmro &a9o:denaíDê0. 

o qual, dividido em criij, ffttulus, termina no verso da $0. rniij. Na frente d» 
$0, rruiij. (ultima) vem uma declaração ácêrca da impressão das ordenações, o 
registo dos Cadernos e folhas de cada livro e das Tavoadas que os precedem, e 
ainda, em remate de tudo, o clássico -ÍT í"iltt. Por baixo vêem-se as assinaturas 
autografas de João de Contri, dr. J(ão de Faria, dr. Pêro Jorge e do licenciado 
Christovam Esteveez. O verso da mesma $0. ICOiij. traz apenas, a meio, o se- 
guinte registo final da impressão, que reproduzimos foto-zincográficamente : 

CSlqiií acaba oquíntalíuro t)a60jclc^ 

najoès.foiimpícflbnnbajioswtxKirboapoí 

3flcobocronbfrgurr alfWam : floeonp 

se om 00 mes x>c ^arco : m» 

noormiU 'Kitiinbetçs 

ivmutbvM 

mw9. 



O^sratáe. 

(O original mede Í20x01'<'"t) 

E»te HUlntO e ultimo lluro das Ordenações Manuelinas é constituído por treze ca- 
dernos 5e impressão: o primeiro, de quatro ff. (as prels.), rubricado, no pé da 
frente das duas primeiras, respectivamente : "í" , »i» Ij ; os onze imediatos, de oito 
ff. cada um, rubricados, no pé da frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, 
respectivamente : Ã, ^ ij, Ã iij, ^ iiij a g, S ij, $ ttj, g tití ; e o ultimo, 
de dez 8. está rubricado, no pé da frente das cinco primeiras ff., respectivamente: 
P, p ij, p ílj, p iiij, p o. 



so 



l^" 



ó'6il>^ 



54 catXlogo da uvraria 



Nas rubricas dos cadernos dos cinco livros não foram empregadas as letras § e §1. 

A composição tipográfica, embelezada com lindas letras iniciais de fantasia (gravura em 
madeira), foi executada com salientes caracteres GÓTICOS (maiores em uma ou 
outra linha dos ®ÍtUlO$); e na impressão, muito nítida, empregou-se magni&co 
papel de linho. 

Primeira edição colectiva dos cinco livros e da segunda compilação das Ordenações ma- 
anuelinas. Os exemplares, sem duvida muito preciosos, são EXTREIWAMENTE RA. 
ROS, sobretudo quando completos e perleitos ; e nestas condições não se conhe- 
cem mesmo senão quatro ou cinco exemplares. 

Da edição original da primeira compilação, dada á estampa por dois impressores (Va- 
lentim Fernandes e João Pedro Buonhomini de Cremona), enire 1512 e 1514, e das 
subsquentes, fornece-nos Tito de Noronha, no seu interessante e valioso estudo 
-Ordenafões do reino (1), uma curiosa e desenvolvida noticia, que fecha com a 
lista das mesmas edições, a qual reproduzimos em seguida : 

c l.a compilação : 

1513 1 '-'^'■O' '•" s 2.0, impreffos em Lisboa por Valentim Fernandee. 

1514- Livros 3.0, 4.0, 5.0-1. o e 2.o, impreffos em Lisboa por João Pe- 
dro Buonhomini de Cremona. 

• As edições d'erta primeira compilação foram prohibidas em 15 de março 
de 1521. 

1521 -l.« edição da segunda compilação, impreffa por João Cronberguer. 
-Livros 1.0 e 4.o em Évora; 2. o, 3. o e 5. o em Lisboa. 

1526- Não se fez edição alguma nefte anno. 

1533-2.» edição- Lisboa, por Oermão Galhardo. 

1539-3.a edição- Sevilha, por João Cronberguer. 

1565-4. a edição-Lisboa, por Manoel Jo,ío. 

<A edição feita por Galhardo não traz a data expreffa, mas pelas rafões 
adduzidas (pag. 73-74) foi, com toda a probabilidade, feita em 1533.» 

Quanto á edição de 1526, que o erudito escritor diz não ie ter feito, mas que, pelo con- 
trario, parece existir, veja-se o que diz Brito Aranha a pags. 121-128 do tomo XVII 
(lO.o do Suplemento) do DIcctoiiarlo blbllographico. 

2278— Ordonaçoens do Senhor Rey D. Manuel. Livro I. (ao V). (Marca-emWô- 
ma tia Universidade de Coimbra''). C.oimhrn : Na íteal Imprevsa da Univer- 
sidade. Anm de MDCCLXXXVll. In-4.°, 5 tonjos ou Livros de VIII-CXXIX- 
XI-567, IV-VII-244, XIlI-:{35, IV-VIII-'228 e }^VI-346-II pags., em tre.s 
vols. E. 

A terceira das VIII primeiras pags. prels. do tomo 1 é toda ocupada pelo <íac-3imile> 
da portada ou frontispício da edição primitiva do mesmo tomo ou Livro I. 

Excelente edição, de mui nitida impressão em optimu papel de linho. Belo exemplar, 
com ene. da época. Já pouco comum no mercado. 

•2279- ORDENAÇÕES |: E LUS HO REINO y De Porlugal || Recopiladas 

PER MANDADO || UO MVITO ALTO CATHOLICO l] & poderofo rei dom || 

^ Phelippo o F'rimr.o || (drande escudo de armas portuguesas, encimado por 

viseira e cabeça de dragão alado, e ladeado por foiliagem) || Com /ícewa 



(1) .A IMPRENSA PORTUOUEZA NO SÉCULO XVI 1| SEUS REPRESEN- 
TANTES E SUAS PRODUCÇÕESII || ORDENAÇÕES DO REINO || POR 

TITO DE NORONHA II (£A:-/í*ris, com a divisa e iniciais :''.ENTRE O JOIO, O 
TRIOO.-J. V.).-Joaquim de Vasconcelos) || fO^ÍTO |1 IMPRENSA PORTUOUEZA 
II — l|MDCCCLXXIII..-In-4.o de V1II-104-1V pags. É já a segunda edição. A pri- 
meira, muito mais resumida, foi também estampada no Porto, Chardrons, 1871, e 
consta dum 8.o peq. de 89 pags. 



AZEVEDO -SAMODÃES 55 



dos superiores. \\ Imprefsas em Lisboa no nwstr." de S. Vicevte Camará fíeal 
de su Mag.à* |j da ordem dos Co»egos regiilares, por Pedro Cra/heecK A" 1603. 
In-fol. gr., 2 tomos de portada, IV ( ngs. íprels.) innnis. e 2981V-UIO-I11- 
1(JÍII\'-122-IV-180-V-I pags., além de .ilgumas em branco no fim de cada 
um dos cinco Livros. E. 

As quatro pags. prels. inserem o seguinte: Alvará de privilegio para a impressão (pag. 1) ; 

Carta regia (pag. II): e «PROLOGO.» (pags. III e IV). 
As pags. que indicamos em numeraç.ío a algarismos romanos e que vem no final de cada 
um dos cinco Livros das Ordenações, inserem a «TAVOAUA.» do respectivo Livro. 
O rosto do livro é todo primorosamente gravado a buril em chapa de metaL 
Edição primitiva das Ordenações Filipinas. Muito rara. Óptimo exemplar, repleto de va- 
liosas anotações, escritas á pena, nas margens de muitas das pags. e em quartos de 
papel que st- acham eniremeiados por diversas partes do volume. 

•2280-ORDINACIONES|inE FSTA SANTA PBO^MNCIA l'E || SAN PABLO || 
APOSTOL, riE LOS DESCALZOS DE |] nuestro Sei;iphico P. S. Francisco, 
en Castilla la || Vieja. H HECHAS DESDE SVS PRI.\ClPlOS, SEGVN EL 
ZELO, II y fervoroso espinht de Snn Pedro de Alcanl' ra, qve con luz dei || ^ 

Cielo dià à iV. Seraphica Descakez. su mtjor Forma, y Heglas \\ de vila Beli- Am^ *--' 

giosa, y Reformada. \\ PVESTAS, COORDENADAS, Y VLTIMAMENTE || afia- ^ ^ 

didas por Orden dei Capitulo Provincial, celebrado en || el Convento de 
San Diego de Vnlladolid, en 22. de \\ lunio de 1686- anos. || (Marca ou selo 

da ordem de S. Fiancisco) « il EN MADRID : Por loseph de Rueda^ 

Inipressor de j| la Real Chancilleria. Afio de 1687.— ln-4.° de XX (as duas 
ultimas em branco) pags. (prels.) inums., 178 nums. e mais XXX inums., 
finais, sendo ns XXL\ primeiras de «TABLA», e a ultima, de «ERRA- 
TAS » E. 

As XVIU primeiras das XX pags. prels. inums. inserem o seguinte: titulo (ornado de 
cercadura impressa com vinhetas oraamentaes, simetricamente dispostas) ; três Bre- 
ves : um de Paulo papa V, outro de Urbano VIII, e o terceiro, do pontífice Alexan- 
dre VII ; 'EL MODO, V FORMA QVE SE SEnALA PARA || las elecctants, en las 
constituciones Generales de ta Família Cis-\\montana...' ; e «PROLOGO.» 
Estimadas e multo raras. 

2á8l— ORDINÁRIO DOS |i Canónicos Regulares da (Mdem do bem 11 auentu- 

rado noílo padre S. Augultinho, || da congrega<;ão de lancta Cruz H de -^ /^át /yL/O 

Coimbra. ^-^^ ^ ■ 

Este titulo, em cinco linhas, é encimado por uma vinheta representando uma cruz com 
resplendor e segura ou rodeada por três anjos, dentro de pórtico, com colunatas 
(gravura em madeira). 

Na parte inierior da frente (verso em branco) da primeira das três folhas inums. que re- 
matam o volume, vem o registo : 

FOI YMPRESSO EM LIXBOA II no moíteiro de Sam Vicente de fora || per 
loam femandez ymprefor de |1 libres Anno de 1.579. — In-4.° de 143 ff. 
nums. pela frente e III inums., finais. E. 

Na primeira das 143 ff. nums. (inum., pois que a num. só começa a aparecer da ti. 2 
em diante) o titulo e pórtico acima registados ; no verso da mesma B. I a «Licença.» 
de Frey Bertolameu Ferreira, (diz assim : <Vi por mandado do fupremo confelho da 
Santa ^ geral \\!nqui/içam efte lluro, de que acima fe faz mençam,\\^ nam 

contem nada contra noffa fagrada religiam, ^ po-defe imprimir.'); e ma: Po- 
de fe imprimir visto a imformaçam.. . (datado e subscrito: tLLxboa, 16 de Outubro. 

Manoel Antuiiez Secretario do coa i' Sellto geral, o fez. De 78. || Paulo Afonfo. D. 



56 CATÁtOGO DA LIVRARIA 



Miguel de Castra. António Tellez.^) ; na Foi. 2 e frente da 3, o «PROEMIO.», a 
que se segue, ainda na frente da mesma 11. a indicação ou titulo: -PRIMEIRA 
PARTE EM Ij que Te trata das ceremonias ;; geraes.> ; do verso da mesma H. 3 ao 
verso da 114 o texto da dita Primeira parte, que remata com os dizeres: 
• ^-^^ SEQVESE A SEGVDA PAR || te em que fe trata das ceremonias de ai- 1| guns 
tempos & dias eFpeciaes || ^-^^. » O te.Kto desta segunda parte decorre do alto da 
frente da fl. 115 até o verso da H. 143, em que se vê o trivial 
LAVS DEO. 

Na frente da primeira das três ff. finais inums. vem, como já se disse, o registo da 
impressão; na fi. II e frente da III o «INDEX DA || PRIMEIRA PARTE..; e no 
verso desta ultima, o <INDEX|1DA SEOVN- [| da parte.. 

A primeira parte contém Ij. (51) Capítulos; e a segunda, xx (20) Capítulos. 

O volume é constituído por dezoito cadernos de oito ff. cada um, rubricados, no pé das 
cinco primeiras fl. de cada um deles; a 2 (á primeira fl. competia a rubrica a, po- 
rém não a apresenta), a 3, a 4, a 5, a f, f 2, f 3, f 4, f 5 ; e um (ultimo) de quatro 
ff. somente, rubricado, no pé da frente das duas primeiras: t, t 2. 

Na numeração das folhas noiam-se varias incorrecções ou erros tipográficos. 

Livro clássico e estimado. Segunda edição ; os exemplares são muitn raros. 

A edição primitiva, de extrema raridade, saiu com o frontispício ornado de púrtico idên- 
tico— senão o mesmo— ao que embeleza o rosto da reimpressão acima descrita. O 
titulo, tambeui encimado pela cruz já mencionada, reza textualmente assim : - «Or- 
dinário e ceremonial da Ordem dos Cónegos regulares da Ordem do béauentu- 
rado nosso Padre Sancto Augustinho, 8; da congregaçam de Sancta Cruz de Coim- 
bra.» -No fim a seguinte subscrição: •/! gloria O louuor do todo poderoso Deus, G 
fermosura de nossa Reiigião Ordenou -se & imprimiu -se o presente liuro dos Canóni- 
cos regulares do Moesteyro de Sancta Cruz da cidade de Coimbra, em o anno da 
nossa redempçam. 1563. 6 da reformaçam do dito Moesteyro, anno 42'. Consta de 
um 4.0 de 103 ff. nums. na frente com algarismos romanos, além de uma outra fl., inum. 
que tem na frente a subscrição final transcrita acima, e no verso uma estampa re- 
presentando o Agnus Dei. Compreende também duas partes; vindo porém como pri- 
meira a que na reimpressão é dada como segunda. Parece que desta edição só há 
noticia do exemplar existente na Biblioteca Publica do Porto. 

2282— ORDINÁRIO DOS || RELIGIOSOS EREMITAS DE || NOSSO P. S AGOS- 
TINHO DA PRO- li iiiiicia de Portugal, no qul le ordena tudo o que per- || 
tence ao culto diuino, aíli no choro como no aliar, regulado pello Breuia- 
rio, Miílal, & Ceremo- || nial Romanos, correctos, leguiido a or- 1| dem do 
Concilio Tridenlino, & |! Denienle VIll. || (Gravura quadrangular represen- 
C-^ ^ ' tando Santo Agostinho lendo a Regra da sua Ordem aos seus pupilos ou 

noviços, que se encontram ajoelhados; gravura em madeira) || Com li- 
cença da fancta Inquifiçáo ^ Ordinário. || Em Lisboa, Impreflo por Pedro 
Crasbecke. 1605.— In 4.o de VIII fí. (prels.) inums. e 86 nums. pela 
frente. E. 

Na frente da primeira das VIII ff. prels. o titulo acima transcrito; no verso da mesma 
fl. I as varias peças permitindo a impressão do livro {'APPROVAC.AM.' de Fr. 
Manoel Coelho, as <LICENC,AS de Marcos Teixeira e Ruy Pirez da Veiga, e o 
Visto de Saraiva) ; na fl. II a Provisão de Fr. Chrístovão Corte Real («Da- 1, da no 
noffo conuento de Lisboa aos 30. n dias do mes de Setembro do anno de 1605 1| Sob 
noffo final fomente. ,1 Fr. Cliristouão Corte Real\] Prouincial.') ; nas ff. III e IV os : 
"INDEX DOS CAPI-IITVLOS QVE TEM ESTE [ Ordinário, & do que nelles || Te 
trata.., e <INDEX DOS CAPITVLOS, QVE\\tem o orditario da Miffa, reformado 
pello Mif- II fal, ^ ceremonial Romano de Clemente V/lt.» ; em parte da frente da 
V um peq. preambulo «AO LEITOR.» ; da restante parfe da mesma H. V até final 
da frente da VII: .ADDIC.ÔES.- ; cm parte do verso da frente da mesma fl. VII: 
.MVDANC.AS.» ; em outra parte : -COVSAS QVE SE HAM DE TIRAR. ; e da 
restante parte do verão da U. Vil até final do verso da VIU os «ERROS.» 



S 



i 1-' 



AZEVEDO - SAMODAES 



57 



O texto do «Ordinário dos Religiosos eremitas de S. Agostinho, propriamente dito, di- 
vidido em 26 Capitulos, decorre desde foi. 1 a 60 (frente) ; e o do «Ordinário da 
Missa-, compreendendo IS Capitulos, desde a mesma ti. 60 (verso) até á frente (verso 
em branco) da S6 (ultima). 

Livro estimado e RARÍSSIMO ; e, na opinião de Inocêncio, digno de ter entrado no 
pseudo Catalogo da Academia-,- o que não sucedeu devido, certamente, ao autor 
do catalogo n.ão ter conhecimento dele. 

Ordinário e Ceremonial, segvndo o vso romano Da Missa.. — Veja-Sf : 
Natividade (Fr. Francisco da). 

2283— Ordonez (D. José .Vonw). — Estudos catholicos sobre algumas questões 
sociaes, politicas o económicas, por . . Versão da terceira edição, pelo 
Padre Artlair Kduardo d'A!ineida Brandão . . Com auctorisação do auitor. 
Porlo: Livrartn Internacional de E. Clwrdrov— I.ugan £ Geneliuux — Svccesso- 
res—18S6. In-S.» de IV-338-I pags. E. 

2>284-Oro2CO UZo)i«o).—LIBIiO || DELAS VIDAS || Y MARTYRIOS DE |i los 
hienaueiiturados Sant Iiian || Baplilta, y íaiil Inan Eu^in- || gelifta. || ^ Or- 
denaãu por el Padre Fray Alonso Orosco, dela [| orden de niiejtro padre fan- 
cto Augxifdn. || (Mnrca do impressor— o Cordeiro Pasi-al) || CON PRIVILE- 
GIO. II Imprefla em Alcala de Henares, en caia |l de Querino Gerardo. 
1851. II In-S.o ppq_ ,1^, j2s ff. nums. na frente, tendo a ultima o verso em 
branco. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira ti. o titulo acima reproduzido ; na frente da ti. 2 
a Censura de «vn Padre da Compaiiia de lESVS-, e o Visto de Bartholome Andres ; 
no verso da mesma ti. 2 e na frente da 3 o Privilegio d' «EL REY.» ; no verso da 
fl. 3 e na frente da 4 a cLICENClA.- de Alonso de Vallejo permitindo a impressão 
do livro ; no verso da mesma ti. 4 e na frente e verso da 5 o «PROLOGO AL CA- 
II tholico Lector. ■• (Impresso com caracteres itálicos); da frente da fl. 6 â frente da 
126, o texto propriamente dito da obra; e do verso da mesma H. 126 á frente da 
128, a «TABLA DELO QVE ;| contienem los Capitulos.... 

Livrinho estimado e RARÍSSIMO ; Salva não o possuia na sua opulenta Biblioteca. Belo 
exemplar. 

2285-Orta (Gorda rf«).-AROMATVM, || ET || SIMPLICI ALIQVOT || MRDICA- 
MENTORVM APVD lllNDOS NASCENTIVM i| HISTOHIA : Ante bienriium 
quideiii Lufilanica lingua per || Diálogos confcripla, d. Garcia ab || horto. 
Pro regis Indie Medico, auctore : IfA^íínc i>e»-i3 primúm Latina focta, ^in Epi- 
lomen \\ contracta ã cabolo clvsio Atrehate. \\ (Marca do impressor ; gravura 
em madeira) || ANTVERPI/E, || Ex offlciíia Cliriltopliori Plantini, || cio. Io. 
LXvil. II CVM PRIVILEGIO. -In-S." peq. de 200 pags nums. e XII inums., 
finais. E. 

Na primeira das 250 pags. nums. vem o titulo transcrito acima ; na 2 (estas duas pri- 
meiras pags. não teem numeração, que só aparece da 3 em diante) a ■Svmma pri- 
vLKGii.» de D. Philippe, Rei de Espanha (datada e subscrita no fim : ^Bruxelía, 
Anno M. D. Lxvi. m. Septemb. Subfig \ 1. de Witte..) ; de 3 a 6 : «MAGNIFICO 
VIRO ! DOMINO lACOBO A. F. || FVGGERO, COMITl IN KIRCH-||PERG ET 
VVEISSEJIHORN, CARO- :; LVS CLVSIVS A..; na 7 o preambulo : .BENÉVOLO 
LECTORI.. ; na 8: «SVMMA CAPITVM PARTIS || PRIM/E ET ORDO.., e «SVMMA 
ET ORDO CAPITVM ;| SECVND.í PARTIS.. ; e de 9 a 250 o texto propriamente 
dito da obra. 

Das XII pags. inums. finais, as X primeiras, a duas colns., inserem o «INDEX [1 EORVM 
QV^ HOC LIBRO || CONTINENTVR.. ; a XI a «ERRATA.. ; e a XU este outro 
cotolin; 



/M^' 



'O 



é)-^ 



ò 



58 catXlogo da livraria 



EXCVDEBAT CHRISTOPHORVS 
PLANTINVS ANTVERPI^E, ANNO 
M. D. L XVI II. Menfe April. 

Nalgumas pags. o texto t enriquecido de vinhetas (gravura em madeira, de Nícolai, de- 
senho de Pedro vander Borch) uiostrando varias espécies de plantas e trutas orien- 
tais. 

Primeira edição, RARÍSSIMA, desta apreciada versão latina compendiada dos Colóquios 
doa simples e drogas da índia do nosso famoso botânico e médico Garcia da Orta, 
feita por Carlos de l*EcIuse, ou Clusius, como é mais vulgarmente conhecido. Por 
esta versão í que Annibal Briganti e António Colin efectuaram, respectivamente, as 
suas versões italiana e francesa. .\s edições subsequentes de que ha noticia são as 
seguintes: Antverplae, Ex ojicina Chrlstophori Plantln, M. D. LXXIV, in-8.o peq. 
Ibi, ibi, M D. LXXIX, in-S.o peq. de 43-88 pags. com figs. (Não t uma edição pro- 
priamente dita, pois que constitue apenas notas adicionais de L'Ecluse a diversos 
tratados congéneres, dizendo assim o titulo na parte respeitante ao nosso Garcia da 
Orta: «Caroli 1| Clusii Atreb. || Aliquot Notas i; In || Oarciae i| Aromatum Historiam. || 
...•-Estas notas foram, ao que parece, reimpressas em 1584); Ibi, Ex officina Pían- 
tlaniana, Apud Vlduam, & loantteni Moretum, M. D. XCIII., in-8 o de 456-IVpag3., 
além de uma linal com o emblema dos impressores, e Ibi, Ex ojficina Plantiniana 
Raphelengll, 1605, também em 8.o. Inocêncio regista ainda, mas como duvidosas, 
uma edição de Lisboa, 156S, in-S." ; e outra, S. Ind. de t. de imp., 1695. (Provavel- 
mente, a nosso ver, a de 1505). 

Da versão italiana de Annibal Briganti, publicada sob o titulo de: <Due Libri II DcU 
Historiai! De I Semplice, Aromati,||et Altre Cose, Che vengono || Portate DalPIndie 
Oriental!, || pertinenti alia Medicina, '1 Di Don Oarzia DalTHorto, 'i Medico Portu- 
ghese; con alcune brevi annotationi [; di Cario Clusio. || Et altri Libri :|...>, men- 
cionam-se as seguintes edições ou variantes: In Veaetia, (pelos irmãos Zenarl?) 
MDLXXVl., in-8.cj peq ; /*/, Appresso Francesco ZlUtti, 15S2, in-8.o de XXIV-I- 
347-VI-249-XI11 pags., com figs.; /*/, Appresso Giordan Ziletti 1582., in-8. o, três 
partes (todas com frontispício próprio) de XXIV-347-XJ1I-249-XI1I pags., com figs.; 
/*/, s. nome do impressor-Zenari?), MDLXXXII., in-8.o, com figs.; /*/, MDLXXXIX. 
Appresso Qiovaime <£ Andrea Zenarl Fratelll., in-8.o, figs. ; Ibi. Appresso gll hertdl 
dl Francesco Ziletti, 1589, in-8.o de XXVI-347-X-I3I-XXVI pags., com figs.; /*/, 
MDXCVII. Appresso Zuatie Zenaro., in-8.o de XXXII-325 pags., com figs. ; /*/, 
MDXCVIl. Appresso PHeredI di Olrolamo Scotto., in-8.o, figs ; /*/ MDCV. Ap- 
presso Zuane Zenaro., in-S.o, figs.; e finalmente : Ibi, ifilouannl Salls), 1616 (No 
verso da ultima 9. : Stampato In Venetla nella Stamperla dl Qlouaanl Salls. M. DC. 
XVI.), in-8 o de XXX-525 pags. com ligs. Algumas destas edições achamol-as des- 
critas por Leclerc na sua Blbl. Americana, nums. 293-297). 

Da versão francesa de António Colin, dada á estampa sob o titulo de-'Histoire|| Des 
Drogues \\ Espiceries, et de certains medicamens ;| simples, qui nais- 1| sent és ludes, 
tant Orientales que || Occidentales...>, possue a livraria Azevedo- Samodães um 
exemplar da seguinte edição : 

'2286 HISTOIRE || FiES DROGVES, || ESPICERIES, ET DE CER- || TAINS 

MKDIUA.VIENS SIM |! I'LES, QVI NAISSENT ÉS || Indes & en rAmerique, 
(J (ii- II uisé en deux parties. || .. . Secnnde erlilion reueue g?" aiigmentée. || 

(Marca emblemática da Coinp''de Jesus) || A LYON, || Ai<x desnens de Ieau 

PiLLENOTTE \\ n Venseigne du novi de Issrs. \\ || ;U. DC. XIX. || Auec 

priuilege du Roy.— in-S." de XV (inums.)-369-XV {eslas ultimas iniims.) 
pags. 

TRAICTÊ DE II CHRISTOPHLE II DE LA COSTE I| MEDECIN ET |i 

('HIRVHGIEN. H Des drogues & medicamens qui naissent || aux Indes. || 
Seruant beaucoup pouf l'eelaircissemenl ^ intelligence || de ce que Gar- 
cie du lardin a escrit sur ce subjecl. || .. . SEGONDE EDITION. || (Marca 



7) 



AZEVEDO - SAMODÍ ES 59 



emblemática da Comp" de Jesus) D A LYON, \\ ... ^f. DC. XIX In-S." de 
176-V pags. 

HISTOIRB DV II BAVLME. || OV IL EST PROVVE' QVE NOVS || 

AVONS Yli.WK COGxXOlSSANCR II 'le la plante qui produict le Baulme, & 

II par conseqiient de 8on fniict. || & de son bois. || . . || Version Françoise, 
tirée de Pki.sper Alpin || par Antoine Colin. . || LIVRE QVATHIESME. 

II (Mar.;a-emblt,nia da Comp* de Jesus) || Ibi., pelo mctmo impresaur M. 
DC. XIX. II Avvc Priuilege du Roy. In-8.° de 102-VII pags. 

HISTOIRB DES 1| SIMPLES MEWCA- 1| MENS APPORTE'S DE L'A- 

11 MEIilQVK, liLSOVELS || on se sert en la Medecine. || Escrite pnmiere- 
ment en Espagnol, par M. Nicolas || Monard, Medecin de Seuille... y El 
nouuellement traduicte en Fiaiiçois par Antoine Golin II . ■ . || (Marca-em- 
hlenia da Comp=> de Jesus) || 7èj, ibi., .U DC. X/X . In-S." de 'l&i-Vi 
pags. — A.^ quatro obra» em um rol. E. 

Nas pags. preliminares dos quatro vols. vêem Inlroducções ou Dedicatórias do tradutor 
das obras — Antoine Colin. 

Obras e tradução muito estimadas. Segunda edição, de nitida impressão e enriquecida 
com centenas de gravuras em madeira intercaladas no texto. Bom exemplar. Muito rara. 

A edição primitiva desta versão foi impressa, em Lyon, em 1602, rezando textualmente os 
dizeres insertos no frontispício do volume : 

Histoire jl Des Drogues H Especieries, et de , certains medicamens | simples, qui nais> || 
sent és Indes, tant Orientales que [1 Occideiitalcs, divisée en [; deux parties. '[ La pre- 
miere composée de trois livres: les deux premiers de M. i; Oarcie du lardin, et le troi- 
siesme de M. Ctirístophle de la |1 Coste. La seconde composée de deux livres de M. Ni- 
colas i| Monard, traitant de ce qui nous est apporté des Indes \\ Occidentales, autrenient 
appelées les Terres Neuves. !; Le tout fidelemeni translaté en nostre vulgaire François 
sur la I, traduction Latine de Clusius: Tar Anthoíne Colin Apoti || caire Jure de la ville 
de Lyon, et par lui augmenté ; de plusieurs figiires. || (Marca do impressor, o mono- 

, grania de Jesus) || ^ Lyon, || Par lean PlUehotte, d Penselgne du nom de Jesus. || M . 
DC. ll.WAvec Privilege., in-8.o de XIV-720-XXX pags., com figs. (O tratado de Gar- 
cia da Orta ocupa as primeiras 343 das 720 pags. nums.). 

Além destas duas edições, algumas Bibliografias mencionam ainda as três seguintes, que te- 
mos como muito duvidosas : Paris, 1608, 1615 e 1619 (esta, a existir, diversa da que 
acima registamos sob a mesma data), todas em foimato de 8. o. 

Nesta versão o nome do autor aparece, como se vê do titulo, transformado era Oarcie du 
Jardim .' 

A versão ou extrato em castelhano, feita por Christovam da Costa, português natuial de 
Ceuta, segundo uns, ou de Tangere, como querem outros, saiu encorporada no livro 
que este celebre medico publicou sob o titulo de— <TR.\CTADO Delas drogas, y me- 
dicinas de las Índias Orientales... EN BVRQOS. Por Martin d» Victorla... M. D. 
LXXVIIL., in-4.0 de XXIV-44S-38 pags. (Veja-se no presente Catálogo o n.o 19). 

Inocêncio, referindo-se a este estimado Tractado, informa : «Esta obra, extrahids em grande 
parte da do outro insigne portuguez Garcia da Horta, serviu de original para a tradu- 
ção que d'ella fez Clusio em latim...» 

Dos Colóquios dos simples e drogas existe também, ao que parece, uma versão Ingleza 
seiscentista, de que Barbosa, Inocêncio e o Conde de Ficalho (Oarda da Orta e o seu 
tempo) não tiveram noticia. Dessa versão aparece, registada por Retana (Catálogo n.o 
2), uma edição'de 1604. LMtimaniente fez-se uma outra versão no mesmo idioma, a qual 
foi publicada sob o seguinte titulo: «Colloqi-ies on the Simples 8: Dmgs of índia, by 
Qarciada Orta. New edition (Lisboa, 1895) Editcd and annoted by the Conde de Ficalho : 
transiated with Introdnction and Index, by Sir Clements Markhara. London, MCMXIIl 
(1913). In-8.o 

O original português foi dado primitivamente ao prelo, em Goa, em 1563. Os dizeres do 
frontispício rezam textualmente assim : 



60 catXlogo da livraria 

CE t©gai>Cíil|íffl§ §®§ f 3P|)|,(!E§ C II drogas he cousas medicinais da ín- 
dia, e O assi dalgflas cousas tocantes a medicina || pratica, e ontras cousas boas para sa- 
ber !| cõpostos pello doutor garçia i; doita : físico i dei Rey nosso senhor, vistos pello 
muyto li Reuerendo senhor, ho licenciado [| Aieixos dia?. : falcani desenbarga- '[ dor da 
casa da |[ supricaçã |1 inquisidor nestas || partes. \\ ^ Com prinilegio do Conde viso Rey. || 
impresso em Uoa, por loannes |i de endem os x. dias de j| Abril 1563. annos. In-4.o de 
Vil ff, (prels.) inums. e 257 nums. (\ a 249 e 210 a 217). 

Edição notável a vários respeitos; considerada mesmo um dos mais raros e curiosos espé- 
cimes saldos dos prelos orientais durante o século XVI ; e verdadeiramente preciosa por 
inserir a primeira produção poética de Luis de Camões que viu a luz da publicidade, 
ou seja a Ode que o nosso épico consagrou Ao conde de Redofido, viso Rey da índia, 
a qual ocupa no volume a fl. IV e a frente da V (prels.). 

Deste original só no ultimo quartel do século passado se fizeram duas reimpressões; a pri- 
meira, efectu.ada por diligencias de F. Adolfo Varnliagen, é de Lisboa: Na Irnprtnsa 
Nacional, 1872, e consta de um S o gr. de XXXV-I-25S pags. ; a segunda, anotada pelo 
Conde de Ficalho, í igualmente de Lisboa : Na Imprensa Nacional, 1891-95, in-8.o 
gr., 2 vols. de XXII-384-I e 443 pags. 

Baseadas na obra de Garcia da Orta, ou derivadas mais ou menos directamente da versão, 
ou melhor dizendo, do resumo latino de Clusius, existem as duas obras seguintes : 
«Jac. B(mti. In Indljs Archiatri, De Medecina Indorv Lib. IV. 1. Nota? iii Qarçiam ab 
Orta. 2, de Dioeta Sanorum, 3. Meth, Mederrdi Indica. 4. Observationes e Cadaveribus. 
Lugdunl Batav. Apud. Franciscum Hacklum A' 1642, in-16.o de XI1-2I2 pags. 
A parte respeitante a Garcia da Orta não é, como alguns bibliógrafos julgam, uma re- 
impressão do resumo latino de Clusius, mas simplesmente algumas retlexões ao livro do 
medico português, como informa o Conde de Ficalho no seu Garcia da Orta t o ieu 
tempo, a pag. 385, onde também diz que o «escrito de Bontius foi depois impresso 
como supplemento á obia mais volumosa: Prosperi Alpini Medicina ^gyptorum Lt- 
brl IV.* A obra de Bontius saiu ainda encorporada na obra de Guilielntus Piso— «De 
Indiíc utriusque re nalurali et medica...», Amsteíodaml, Apud Loduvlcum et Danle- 
lem ELZEVIRIOS, A' cl3 hc i.vm.. Deste livro existe uma tradução inglesa, intitulada: 
*An Account of the Dizeases, natural history and Medicines of the East Indis, trans- 
lated from the latin of James Bontius, Physician to the Dutch settlement at Batavia.» 

.DISCVRSOSII^-^ DF LAS COSAS ^^-J |1 Aromáticas, arboles y frutafes, y |i de 
otras muchas medicinas sim- 1| pies que se traen de la índia || Oriental, y siruen ai vso, 
II de medicina, AVTOR F.L LICENCIA || do luan Fragoso medico. .. (Mai ca do im- 
pressor) n CON PRIVILEGIO. || Impresso en Madrid en casa dt Francisco [I Sanehet. 
Aão ;572. ..>, in-8.0 peq. de VIII-211-XVII £f. (Veja-se no presente Catálogo o n. o 
1283). 

'2287— Oríiz (ioioenço).— OKIGEN, || Y INSTITVTO || DE LA || GOMPANIA || DE 
lESV.'^, íl EN LA VIDA 1| DE SAN IGNACIO || DE LOYOLA, || SV PADHE, Y 
FVNDADOR, || QVE OFRECE || A LAS SEIS MVY RELIGIOSAS, Y || Apoíto- 
licas Prouincias de la Com- 1| pania de lESVS de las índias || Occidentales, 
O li QVE COMPREHENDE LA ASSISTÊNCIA || General en Roma, por la Co- 
rona de Caltilla || EL HERMANO LORENZO ORTIZ, || Religiolo dela mesma 
^ ^ ' Compania de lESVS. |i || Con licencia, impreffo ett Senilla, en el Colé- 

gio de San Hermene- \\ qildo de la Gomjiania de lESVS. En este aho de 1670. || 
Ven.ieltí en calle de Genona, em caía de luã Saluador Perez, |! Mercader 
de Litiios. — In-fol. de VIII ff. (prels.) inuins., 197 nums. na frente e mais 
uma inum., final, de «TABLA DE LOS PARRAFOSX>VE CONTIENEN LOS 
II qiiatfo Libros delia olira.» E. 
Nas VIU ff. prels. o seguinte: titulo (emmoldurado por cercadura constituída de peqa. 
vinhetas tipográficas ornamentais, simetricamente dispostas) (frente da H. I ; verão em 
branco) ; um Anagrama e um Soneto em louvor de S. Ignacio de Loyola (frente da 
ti. II) i -ARGVMENTO DE LOS QVATRO LI- ti bro» en que fe diuide efta obra. 



k^O 



AZEVEDO -SAMODÃES 61 



(verso da mesma fl. II e frente da III) ; .DECRETO.., <APROBAClON DEL M. 
R. P. PEDRO ZAPATA...', e .LICENCIA.» de Don Carlos de Herrera (verso da 
H. III); .CENSVR.^ DEL SENOR AMBRO-ilfio lofeph de la Ciiefn y Saavedra, 
Prefbytero, ]1 Racionero entero de la (anta Iglefia Me- 11 tropolitana de Seuilla.» 
(H. IV); «Licencia dei Ordinário.» (frente da H. V); -Licencia dei Superior.» (verso 
da mesma li. V); «PROLOGO, e «PROTESTACION.. (H. VI); Dedicatória «A LAS 
SEIS, MVY RELIGIOSAS, ,IV APOSTÓLICAS PROVÍNCIAS DE LA COMPANIA 
DE lESVSlIDE LAS ÍNDIAS OCCIDENTALES. ... (fl. VII); e «ORIOEN, Y INS- 
TITVTO: DE LA COMPANIA DE lESVS, || EN LA VIDA ll DE SAN IGNACIO DE 
LOYOLA,!! SV PADRE, Y FVNDADOR. 1| Proemio.. 

A composição tipográfica do texto das peças insertas nas pags. prels. é a toda a largura 
das mesmas pags. ; e a do texto das demais pags. a duas colns. 

Livro interessante, estimado e MUITO RARO ; faltava na coIecç.io de SalvA. Belo exem- 
plar. 

'2288-Ortlz de Zufiiga (D. fljfffo). — AN.VALES |1 ECLESIÁSTICOS, || Y SECV- ^ / // 

LARElí II DE LA MVY NOBLE, Y MVY LEAL CIVUAD i| DE SEVILI.A, ME- ^ 'tOO 

TROPOI.I DE LA ANDALVZIA, || OVE CONTIENEN SVS MAS PRINCIPA- ij^ ^ 

LES MEMORIAS. 1| DESDE EL ANO DE me. ENQVE EMPRENWO || conquis- 
taria dei poder de los Moros, el gloriosissimo Rey S. Fernando || Tercero 
de Castilla, y Leon, hasta el de I67i. en que la || Católica Iglesia el culto, 
y titulo II de Bienauenturado. 1| FORMADOS 1| POR D. DIEGO ORTIZ DE 
ZVNIGA, CAVALKERO DE LA ORDEN |1 de Santiago natural, y originário 
de la mesma Ciudad. || OFRECIDOS || AL EXCELENTÍSSIMO SESOR DON 
IVAN FRANCISCO || de la Cerda Henriqnez de Riliera, &c. Duque de Ma- 
dina-Celi. . . II Ano (Escudo d'armas do Duque de Medina Celi ; gravura 

em madeira) 1677. || CON PRIVILEGIO, |1 || En Madrid: En la IM- 

PRENTA REAL. Por luan Garcia Infanfon. || Acosta de Florian Anisson, 
Mercader de Libros.— In-fol. XXIV pags. (pieis.) inums., 817 nums. e 
mais XIII pags. inums., além de uma em branco, finais. E. [ferg^. 

As duas primeiras das XXIV pags. prels. inums. constituem um lindo aiite-rosto alegórico 
(gravura primorosamente aberta a buril em chapa de metal : Marcus Orozco Presby.^'' 
-Delinea.^ et Sculp. M.^ 1676) ; na III vem o titulo (frontispicio) acima transcnto, o 
qual é impresso, em linhas alteriLidas, a preto e a vermelho ; a IV em branco ; de V a 
VIII a Dedicatória «AL • EXCELENTÍSSIMO SENOR DON IVAN FRANCISCO 
DE LA CERDA N HENRIQVEZ DE RIBERA, &c...- (É encimada pelo escudo d'ar- 
mas deste titular (gravura a buril em chapa de cobre, assinada : Marcus Orozco /e.') 
e vem no fim datada e ^nbicrúí: <... Madrid li de Abril de \b~l anos. Y ... \\ Don 
Diego Ortiz i de Zuniga.) ; nas IX e X uma «TABLA GENEALÓGICA DE LA REAL 
SANGRE ' de la Cerda, ai Excelentíssimo Seiior Marques de Cogolludo, || su Primogé- 
nito.. ; de pag. XI a XIV as Aprobações e Licenças permitindo a impressão ; na XV a 
'SVMA DEL PRIVILEGIO.-, 'FE DE ERRATAS.^ e a ^TASSA.' ; na XVI : «P/1- 
PEL DEL MARQVES DE AGROPOLI, D. GASPAR IBANEZ\\de Segouia. . . \\ ai 
Autor, que le pidiò viesse este Libro antes de darlo 1 à la Imprmta.» ; na XVII dois 
Sonetos em homenagem do .lutor e da obra; nas XVIII e XIX e parte da XX um Pro- 
logo (.£1 AVTOR A QVIEN LEYRE ESTOS ANNALES.>) ; da restante parte da 
mesma pag. XIX á XXUI : «ARCHIVOS, y MANUSCRIPTOS || singulares, que se han 
reconocido paja formar [1 estos Annaies.» (E impresso a duas colunas por pag.); e na 
.XXIV, dentro de tarja, um trecho de qualquer escrito de Cicero. 

As pags. 811 a 817 inserem o «APENDIX DE ADICCIONES A ESTOS || ANNALES..-; 
as XII primeiras pags. inums. finais o «ÍNDICE DE LAS COSAS MAS || notables 
de estos Annaies, que se han de buscar | por los afios, y en ellos por los numeres.» ; 
e a ultima esfoutro colofán: 

CON PRIVILEGIO, || EN || MADRID, || EN LA IMPRENTA REAL, 1| 

ANO DE 1677. II POR IVAN GARCIA || INFANZON. 



62 catXlogo da livraria 

o frontispício e as pags. ptels. V a VIII são guarnecidas por cercadura formada de pe- 
quenas vinlietas tipográficas de ornamento, simetricamente dispostas. 

A composição tipográfica do texto da obra propriamente dita e dos índices, foi exe- 
cutada a duas cols. por pagina. 

Livro importante para a história eclesiástica e civil da cidade de Sevilha. Muito esti- 
mado. Primeira edição, a mais procurada. Multo rara. Bom exemplar ; apenas 
o ante-rosto reforçado. 

Í289— Ortolan (P. 7'/».).— Eludes siir la pluralité des mondes habites et le 
dogme de rincarnation. I — rÉpanouissement de la vie organiquo a travers 
Q les plaines de l'infini, par.. Paris: Bloud H Barrai, Í9QQ. In-K." peq. de 

^ 64 pags. E. 

encadernadas juntamente estão outras obras da mesma colecção- 5c<ff/>ce et rellglon. 
Osório (Francisco). — V^eja-se : Martijrcs (D. Fr. Bnrtolometi dos]. — Compen- 
dio. . . 

Osório (D. Jerónimo).— Cartas etn linguagem Portuguiza. ;.— Veja-se: Or- 
denações da índia . . . 

2290 Cartas porlnguezas de D. Hieronymo Osório, Bispo de Silves, pu- 

Wicadas e ao 111.™» e Ex."» Senhor Conde de Pjilniell.i, oITerecidas, por 
/-) ^ Veríssimo Alvares da Silva ; Com as Heflexões Criticas e 1'hllosophicas, 

que sohre ellas fez seu defimlo Pai .losé Verissitno Alvares da Silva... 
Paris, Na Ofíicina de P. N. Roufjeron. M. DCCC. XIX. In-8.° peq. de IV- 
xlvij-79 pags. E. 

Nas primeiras IV pags. prels. os titulos do ante-rosto e do rosto ; nas V primeiras das 
xlvij pags. imediatas a Dedicatória ao Conde de Palmela, datada no fim : <Pariz, em 
1.0 de Fevereiro 1819.. ; c de vi] a xlvij: «REFLEXÕES |i SOBRE AS CARTAS 1| 
DE HIERONYMO OSÓRIO.. 

Na guarda da frente vem a seguinte nota acerca desta rara edição das Cartas do celebre 
Bispo de Silves, que supomos do Conde de Azevedo: «O Editor destas cartas não 
sabia provavelmente que no anno anterior (1818) se tinha feito ama edição das 
mesmas cartas, em Lisboa, mais augmentada do que esta.». 

2291 De Ivstitia caelesti Libri decem! Secvndvm editionem romanain 

oorrectvs f-t emendatvs. (.onimbricae, Typis Acadeniids. A. D. CD lOCC. 
LXXXXin. In-S." peq , 2 tomos de lV-Vn-314 e lV-IlIl-35.5 pags. E. 

As IV pags. prels., que no tomo I constituem o segundo grupo de numeração, inserem a 
Dedicatória a .IOANNI METELLO SEQVANO, IVRISCONSVLTO S. P. D..; as 
IV que no tomo II constituem o segundo grupo de numeração, o «Index Capitvm 
posteriorv qvinque librorvm...»; e as 337 a 345 o «Index rervm memorabilivm, 
qv,-E in his decem libris De Ivstitia caelesti reperivntvr... 
A ediçiío original, desconhecida a Barbosa Machado, foi publicada com o seguinte tex- 
tual titulo: «De Ivstitia libri decem. Hic explicantvr omnia, qva; de Fide & Actio- 
nibus, Meritis & Grafúi, libera hominis uoluntate, & orssensione atque prxscri- 
ptione Diuinâ hac tenus disceptata sunt : Et. fasis opinionibus euulsis, omnes ad 
pie credendum, 2?" bene niuendum, inslituuatur. Cvm privilegio. (Marca do im- 
pressor). Venetljs, apud loan. Andream Vatuasserem. MDLXXIll.— No fim: Venetils 
loan. arypfiius excudebat, MDLXIIlí.' (1564), in-4.o de IV-156 ff. As duas edições 
imediatas, citadas por Barbosa, são de: Coionla: apud Itwredts Blrckmanni,J574, in-8.o; 
e Ibi, tbl, 1581, também em 8. o. Todas elas são muito raras, mas sobretudo a pri- 
meira. 

2292 DE REBVS. |1 EMMANVEIJS REGÍSLV- || SITANI/E INVIDTISSIMI 

■/ ^dlO^ VIRTVTEllET AVSPICIO GESTIS LIBRI || DVODECIM. || Auctore Hiero- 

WcLl^ nyme Oforio \\ EPISCOPO SYLVENSI. || (Grande escudo de armas do Car- 



AZEVEDO -SAMODÃES 63 



deal Infante D. Henrique; gravura em madeira) |1 OLYSIPPONE. || Apiid 
Antonium GondifòluCí Typographum. || Auno Domini. M.D.Lx.rj ]|CVM PRI- 
VILEGIO RÉGIO.— In-foi. de 480 p.igs. nnms. e duas innms., Anuis. E. 

Na primeira das 4S0 pags. nums. vem o titulo transcrito acima ; na 2 (estas duas pri- 
meiras pags. não apresentam a numeração, que só aparece de pag. 3 em diante), 
parle inferior, o Visto ou Licença de fr. Bartholomeu Ferreira permitindo a im- 
pressão ; e de pag. 3 a 4S0 o texto propriamente dito, que principia por uma Dedi- 
catória (?) (pags. 3, 4 e parte da 5) : .CLARÍSSIMO, ET SANCTISSIMO 1| PRIN- 
CIPI HENRICO, SANCT.-E ROMAN.C ECCLE- , Sl.t CARDINALI HIERONYMVS 
OSORIVS ■ EPISCOPVS SVLVENSIS. ;! S. D... 

As duas pags. inums. finais inserem: ..PRIVILEOII SENTENT1A.> (datado: «Priuile- 
gium Regis ipfius manu con || fignatum, menfe Septemb. 1572.») ; uma pequena decla- 
ração ; e a tERRATAi. 

A obra é dividida em doze livros, sendo o texto de cada um iniciado por uma letra de 
desenho de fantasia (gravura em madeira). 

Formam o volume trinta cadernos de impressão, de oito fi. cada mu, rubricados, no pé 
da frente das cinco primeiras ff. de cada um deles, respectivamente : A 2, (à. pri- 
meira H. deste primeiro caderno competia a rubrica A, porém não a apresenta), A 
1, A 4, A 5, í Z, Z 2, Z 3, Z 4, Z 5, os vinte e três primeiros; Aa, Aa 2, Aa 3, 
Aa 4, Aa 5 a Gg, Og 2, Og 3, Og 4, Og 5, os sete imediatos ; e um (ultimo) de 
uma sõ ti., rubricado, no pé da mesma: Hli- 

Obra de elevado merecimento e muito importante para a historia dos descobrimentos e 
conquistas dos portugueses em terras ultramarinas durante o reinado de D. Manuel 
I, o Venturoso. Primeira edição, belamente impressa. Os exemplares são MUITO 
RAROS, sobretudo quando completos e perfeitos como este nosso. 

2292-A A mesma obra: Conimbncae : Ex Typoymphia Academicu- Regia. 

Aniw M.DCC.LXXXI... In-S." peq., 3 vols. de IV-XVI-204-261-ir, IV- 
557, e IV-583 pags. E. 

As XI primeiras das XVI pags. prels., que no tomo I constam da segunda ordem de 
numeração acima registada, inserem: «Hieronynii Osorii Lvsitani,... Vita Avtore D. 
Nicolao António Hispalensi ic...'; de pag. XII a XVI: <Reineri Mathisii Batavi, 
Ad Lcctorem, Ode.» ,■ e de 549 a 583 do tomo III : «Index. Rervm notabilivm.». 

As edições do original latino posteriores á primeira e anteriores a esta ultima, de que 
temos noticia, são cinco: a primeira :-«... Quibus; potissimúm ea, qua in Africa 
et índia bellaconfecit, explicantur. Colónia: Agrippinw, Apud hwredes Arnoldi Bir- 
ckmanni, 1074, in-8.o de XV-412-XVI ff ;-a segunda: .... DE REBUS; EMMA- 
NVELIS, REGIS LVSITANIAE IN- VICTISSIMI VIRTVTE ET AVSPI- ;; c/o, annis 
fex, ac viginti, dom! forisqúe ge- \\ ftls, librí duodecim. ; . . . || ADCCSSIT HVl POS- 
TREMA EDI- \, tionl ; Io. Metellí, Sequaiú 1. C. Eplftola, ad Ani. || Avgvstinvm, 
Eplfcopum llerdenfem : qua reper- tam ab Hif pauis ^ Lufitanis nauigatioium, 
in Oríentis 1| ^ Occideníis Indiam : ^ Populorum elus mores, ac ' ritus ; pauds 
compre/ieiidií. l, Potro ; adiectus eft, praeter marginis nota- 1; tiones, locupletifsimus 
rerum &,:verborum index. 1| COLONIAE AGRIPPINAE, |i Apud Haeredes Arnoldi 
Birckmanni : !i Anno M. D. LXXVI. ;; Cum gratia ^ priuilégio CaefarecE Maief- 
iatis., in-8.0 peq. de XL-374-XXIV pags. (A prefação (Epistola), -muito douta>-diz 
Barbosa ao citar outra edição em que ela vem inseria-, decorre de pags. prels. II 
a XL);-a terceira: «Historiae Hieronymi Osorii, Lvsitani, silvensis in Algarbus 
Episcopi. De rebvs Emmanvelis... Adiectus est; praeter marginis notationis, locu- 
pletissimus rerum 8i verborum index. Colonlae Agrippinae, Apud hcsredes Arnoldi 
Birckmanni, Anno M. DLXXXI.», in-S.o peq. de Lli-368-XIX ff.;-a quarta ; /*/, 
pelo mesmo impressor, 15S6, in-S.o peq. ;-a quinta: /*/. Offic. Blrkmanaica. Anno 
1596, in-8.0 de LIl-368 ff., além de XIX finais (inums.) de Index; e a sexta; Ibl, 
ibi, 1597, também em 8.o peq. Destas seis edições, só a ultima é que vem citada por 
Barbosa Machado. 

A História de Osório foi, logo no século XVI, vertida em francês por Simon Ooulard, 
e depois, no século XIX, em português por Francisco Manuel do Nascimento (Filinto 



i/^' 



64 CATÁLOGO DA LIVRARU 



Elysio). Desta ultima versão fez-se, além de duas reimpressões saídas juntamente 
com as demais obras literárias do tradutor (Parts, 1811-19, in-8.o, u vols.'; e Lisboa, 
IS22, in-16.", 22 vols.), a seguinte edição original : 

2293- Da vida e feitos d'EI Rei D. Manuel. XII. Livros dedicados ao Car- 

I , O ^^^^ ^- Henri<]iie !-eii fillio por Jeronymo Osório, Bispo de Silves : Vei- 

T) / m tidos em porluguez pelo padre Francisco Manoel do Nascimento... Lis- 

V ' boa. M. DCCC. IV. (a DCCCVI). Na hnp. Itegia. Por Urdem Superior. In.8.<' 

'^ 3 vols. de 411, 343 e 412 pags. E. 

Versão primorosa, e por isso muito considerada por escritores e bibliófilos. Os exem- 
plares são hoje raros no mercado. O nosso encontra-se bem conservado e com óptima 
encadernação da época. 
D.i versão franceza a que aludimos acima possue a livraria Azevedo-Samodães um exem- 
plar da mui bela e rara edição primitiva, que passamos a descrever: 

■2y4 HISTOIRE || llE POIiTVGAL, 1| CONTENANT LES K.NTliEPRISES, 

-.^ !| nauigalions, & t;eftes memorables des Portiigallois, tant || en cõquelte 

^ des Indks orietales par eux defcou- 1| uertes, qu'és giierres d'Afiiqiie & 

aiitres exploils, depuis || Tan mil qualre cens nonãte lix, iuíques íi Tan 
mil cinq cens || feptante huil, fous Emmanuel premiei-, lean troifiefine, & 
llSebaftian premier du nom. || COMPRINSK EN VINGT l.IVHES, DONT 
LES II douze premiers font tradiiits du latin de Ierosmií Osobivs, || Eiiel- 
que de Syliies en Algarve, les huit íuiuans prins de || Lopez de Caítagnede 
& d'autres hiltoriens. |1 Nuuuellement mife en Fran(;ois, par S. O. S. Auec 
r/í difcourií du frhil i/u'en \\]:eul recutillir de la lecleure de cvfle hiftoire, ^ 
(ivipte índice des jj inatiercs principales y conleuves. \\ (Marca do impiessor, de 
curioso desenho, gravada em madeira) || De Tlmprimerie de François Ef- 

tienne, II foiír Anloine Chuppin. i! || M. D. LXXXI. (1581). In-fol. de 

XII pags (prels.) imims., 762 nums., e mais XlXinums. e uma em branco, 
finais. E. 

As XII pags. prels. inserem o seguinte: titulo (pag. I; a II em branco); Dedicatória 
• A NICOLAS PITHOVI|Sr. DE CHAM-GOBERT, || S. G. S., datada no fim: "Du 
òourg de sainct Geraais, ce\\vingtiefme iour* WOctobre . M.D.LXXX." (pags. Ill e 
IV) ; «DISCOVRS AV LECTEVR, du fruict qu'on peut recueillir de la lectu- : re 
de certe hiftoire de Portugal.» (pags. V a XI); e .REPERTOIRE DES ANNES DE 
ti CESTE HISTOIRE.» (1495 a 1529), seguido desta declaração : <Le refte des an- 
nees, iufques á Tan 1578, eft comprins es dixneuf & [] vinglietae liures, qui remar- 
quent les actes plus memo- 1| rabies des Portugallois es Indes & en Barbárie.» 
Na primeira das XIX pags. inums. finais vem uma arvore da «OENEALOQIE D'EMA- 
NVEL ROy II DE PORTVQAL.. ; e nas XVIII restantes o -ÍNDICE DES NOMS 
ET MATIERS || PRINCIPALES CONTENVES EN |1 la prefente hiftoire de Portu- 
gal.-, o qual, disposto a duas cols. por pagina, remata com a enumeração das 
•Fautes notables à corriger.^ 
Os doze primeiros dos vinte livros que compreende o presente volume, constam da 
versão da obra de D. Jerónimo Osorio-De Rcbvs Emanvelis (<Vida e feitos d'EI 
Rei D. Manoel) (pags. 1 a 491); e os oito restantes a versão da «Historia da índia» 
de Fernão Lopes de Castanheda (pags. 493 a 762). 
Primeira edição desta apreciada tradução francesa das obras acima citadas, feita por Si- 
mon Goulart, e que está belamente impressa. A composição, executada com caracte- 
res redondos e itálicos de vários corpos, é esmaltada íom letras iniciais, cabe- 
ções decorativos e Horões de remate ornamentais, de lindos desenhos de fantasia, 
tudo gravado primorosamente em madeira. Os exemplares são actualmente MUITO 
RAROS. O nosso exemplar encontra-se perfeitamente conservado c com uma exce 
lente encadernação (inteira) de carneira fina, a qual apresenta, a meio das faces ex- 
teriores das pastas, um lindo tx-líbrls brasonado. A lombada da ene. apresenta tam- 



AZEVEDO -SAMODÃES 65 



tonio Lourenço , Caminha. . . (Kscudo rie iirmas reais portuguesas). Lisboa: 
Xa Impressúo Ilnjia. Aimo 181S. Com Licenra. In-S." peq. de XK-XLlV-234 
pags. E. 



(I) Barbosa Machado diz: Chez Abei fAugeliir' Haverá dua» edições do mesmo 
anno, ou será engano do douto bibliógrafo ? 

TOU U I 



S'/ 



D 2-^ 



bem, por sua vez, em cinco divisões de entre nervuras, um monograma do antigo 
ou primitivo possuidor do exemplar. Tanto o ex-lihris como o monograma são 
impressos a oiro e encimados por uma coroa de marquez. 
Desta excelente versão fizeram-se poucos anos depois as duas seguintes reimpressões : 

«A Paris, llpour Felix le Municr... (I) || || M. D. LX>Oty\l,\\Avec privilese 

du Roy In-8.o de VIU ff. (prels.) inums., 680 nums. pela frente e maisXXII inums. 
finais ; - e Ibi, par Samuel Clu-espin, 1610, também em 8.o. São igualmente muito ra- 
ras no mercado. 
2295— Osório (D. Jerónimo).— De regls institvtione et disciplina. Libri VIII. 
Ad Serenissim. et invictissim. Portvgal. Reg. Sebastianvm. E. N. I. Qvi- 
bvs accessit evisdein avctoris Epistola Ad Elisabelhnni Angliae Heginam. 
Conimbricce, Tijpis âcidemicia. A. D. M.DCC.LXXXXIIII. . . In-8.° peq., 2 
tomos de IV-418 e IV-ÍS2 pa^^s. E. 

A «Epistola ad Serenissimam Elisabetam Anglis reginam>, acha-se inserta no tomo II, 
de pag. 343 a 43-1; decorrendo de pag. 435 em diante o «Index rervm notabilivm, 
qvae in libris De Regis institvtione et Disciplina scitv dignje reperiviitvr." 
As edições anteriores de que temos conhecimento são as seguintes: Primeira: - Cum ^Ao/ia 
& PriuUegio Regum. Sebas. R. Por. et Phi. R. Catho. Olysíppone, Ex officina loati- 
íiii Hispani. 1571. Tassado em papel, -^io fim: — Oíysipponx Escudebat Franciscví 
Corrêa Ampliss. et Sereiíiss. Cardi. Iitfan. Typogra. A. 1572. M. lanu. D. 22., in-4.o 
de 3U8 £f. num. na frente.; — segunda : «... In eosdem libros prsefatis ; & rerum me- 
mora- ,1 bilium Índex, ij (.Marca do impressor, com a divisa : ARNOLD BIRCKMAN; 
gravura em madeira) ! COLONIAE XQRIPPIHXZ.W Apud h(erede$ Arnoldi Birck- 
manni, ! Anno M. D. LXXll. |i Cum gratia & Priuilegio Caesar. Maiximvs.-, in-8.o 
peq. de V1II-340-XII ff.:-a terceira: Ibi, pelo mesmo impressor, 1574, in-4.o;-a 
quarta: Parisiis, Apud Petrum Hallier, 15S3, in-fol.; e a quinta: Colonii^ Agrippince, 
Apud hceredes Arnold Birckmanni, 1614, in-8.o peq. Todas estas edições são regista- 
das por Barbosa Machado, excepto a segunda. 

229(5 De vera sapientia Libri V. Ad sanei iss. D. Gregorivni XIII pontifi- /_i^/) 

cem maximvm. Coniinhricw, Typis Academlis. A. D. M.DCC.LXX.XXIIII. . . Ól^ 

111-8." peq. de IV-lX-410 pags. E. 

Nas IV primeiras pags. prels. os titulos de ante-rosto e rosto ; nas IX imediatas a Dedi- 
catória ao pontífice Oregorio XIII; e de 403 a 412 o «Index rervm memorabilivm, 
qvae in libris De Sapientia scitv dignse reperivntvr.». 
Das três edições primitivas citadas por Barbosa, a primeira saiu: Cum facultate Inqalsi- 
torum, & Ordinarij. Olysipone. Excudebat Franciscus Corrêa. 1578., in-V" de IV-135 
ff.; a segunda, em Colónia Agripinie. Apud kaeredes Arnoldi Bircltmani. Anno eh. 
/.'. LXXlX., ín-S,o peq. de X-31S pags. (Com a marca do impressor no frontispício) ; 
e a terceira, Ibi, Ex Officiaa Birckmanica, 15S2, In-8.o. 
Todas as obras que ficam descritas do famoso latinista D. Jerónimo Osório, que iusta- 
mente denominaram o Cicero português, foram, juntamente com outros escritos seus 
(cujos titulos se podem lêr na Bibl. lusit. de Barbosa, tomo II, pags. 514-516), cole- 
gidas e publicadas por seu sobrinho Jerónimo Osório, cónego que foi da Sé de 
Évora. A compilação, publicada com o titulo genérico de «Opera omnia>, foi impressa 
em Romae, Ex bibliotlieca Ferrari], 1592 (Barbosa traz : Romae, apud Bartholomceu 
Bonfadini, 1692. Será erro do douto bibliógrafo ou outra ediç.ío que os mais biblió- 
grafos não citam ?), e consta de 4 vols. in-fol. peq. 

!is!97 Obras inéditas de... Dedicada ao senhor Dom Jo;io VI... por An- 



/J/^^' 



00 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



6-C 



.^f<í 



Nas prlmelrai XX pags. prels. (inums.) vem o titulo e a Dedicatória a D. João VI ; c 
nas XLIV imediatas um cDiscurso preliminar sobre o merecimento destas cartas, 
Nas quaes se mostrão as regras da verdadeira Eloquência desempenhadas.: por Lou- 
renço Caminha. - Estimada. Já pouco comum no mercado. 

S298— Osório Cabral [Mújuel). — Os portuguezes em 1640. Dratra histórico, 
por... Lisboa: Imp. Nacional, 1886. In-8.° gr. (Je VIII-XlI-I-136 pags. E. 
Nas pags. prels. XI e XII decorre uma .CARTA DO Ex.mo SR. CONSELHEIRO 
MENDES LEAL.> (Datada no fim: «Em Lisboa 6 de janeiro de 1883..). 

'2299 — Ottlan.— OEuvres completes. Traiiuction nonvelle, précédée d'une No- 

J. ^7 tice siir l'authenticité des poemas d'Ossian par Augusie Lacaussade (De 

rh ^ 1'Ile Boi.rbon). Paris .- Delloye.. . 1842. In-8.» peq. de X-xij-369-I p;ig8. E. 

2300 Works of Ossiari. Francfort nnd Leipzig, Printed for I. G. Fleischer, 

1777. ln-8.° peq., 4 vols. de XXX-II-14^, 192, 211 e 204 pags. E. 

4301— OH (yl.)— Hegel et la Philosophie allemande, ou Exposé et examen cri- 
i/^V tique des principaiix systènies de In Philosophie allemande depuis Kant, et 

spéeialemente de celui de Hegel, par. .. Parii. .Toubert . . 1844 (Impr. Uon- 
dey-Diipré). In-8.° de XII-544 pags. E. 

2302— Ottavi (/.).— L'Urne. Recueil des travaiix de... Avec une biographie 
q I f, n Je Tautenr, par Léon Gozlaii. Paris. Paulin... {Imp. Schneider el Ijin- 

^f ^ í/rawd), i843. ln-8.° de XXXI-592-14 pags. E. 

Philosophie - Politique, -Hlstoire,— Biographie, -Littírature, -Critique littíraire.-Beaux- 
Arls,— Instruction publique,- Économie politique,— Variétés. 

Oudin (iluíoMie).— Veja-se : Oxkàin (Ce.sar).— Le tresor des devx laugves Es- 
pagnolle et Fran^-oise. .. 

S303— Oudin (Cesor). —REFRANES i, O PROVÉRBIOS || Espanoles traduzidos en 
;| lengna Francesa. II PROVERBES || ESPAGNOLES TRA || duits en Fran- 
çoi$. II Par Cefar Oudin, Secretaire Inter- || prete du Roy. || Con Cartas en 
Refranea de Blafco de fíaraij. \\ (Logar de peq. vinheta ornamental) || A 
BRVXELLES, II Chez Rulger Velpius, a 1'ehíeigne de || l'Aigle d'Or prés de 

la Court. II II 1608.— In-12.° de II pags. inums., 269 nums. e mais 

\ima inum., final. 

Na primeira das duas pags. prels. o titulo acima transcrito ; e na pag. II uma poesia 

"ÁD LECTORES.", subscrita: «:Crifpinus Qericlus Elbin- \\ genfls Borúffus.' 
Na pagina inum. final vem o .PRIVILEGIO.» permitindo a impressão, datado «de Bruf- 

felas a 7. de Enero ano de 1608., e subscrito: ./. de Bufchere.^ 
Com paginação nova e frontispício próprio, seguem-se : 

CARTAS !i EN 1! REFRANES |1 DE BLASCO DE || GARAY, RÁCIO- || 

nero de la Santa |1 Igleíia de To- II ledo. || (Logar de peq. vinheta oinamen- 
tal) II EN BRVSSELAS, |1 Por Reger Velpius, en la Aguila de || oro cercada 
palácio aiio de || 1608.— In-12.° de VI IT. (prels.) inunjs. e 120 nums.— ^í 
duas obras tm um vol. E. 

Na primeira pag.;(a II em branco) o titulo transcrito acima; e de lII a VI o 'PRO- 
LOGO DEL AV- 1, tor Blafco de Garay, ai Le- W dor de <ã obra.- 
Na» pags. nums. 1 a 94 as Cartas de Garay ; e de pag. 95 (por erro num. 99) a 120, 
um «DIALOGO ENTRE EL || amor y vn Cauallero viejo, he- „ cho por el famofo au- 
tor Rodrigo Cota el tio, natural de Toledo, ][ El qual cõpufo la Egioga que di- 1| zen 
de Mingo reuulgo. V el pri-limer auto de Celertina, que algunos falTamente atri- 
bn;en a luan |1 de Mena.» (É em Tcrao). 



/{f4^ 



AZEVEDO -SAMODÃES 67 



r/íé 



<c> o 



Tratados, no seu género, muito interessantes e estimados ; os quais, segundo o sr. Oar- 
cia Moreno (Catálogo ParemioLôglco, n.o 217), serviram cm França para o ensino do 
idioma castelliano. 

Segunda edição, muito estimada por ser considerada uma das mais completas de quan- 
tas se publicaram da obra. Os exemplares são BASTANTE RAROS. Este nosso tem 
um pequeno corte de traça em algumas ff., com prejuizo de algumas letras, porfan 
sem dificultar a leitura; uo mais, optimamente conservado. 

2304 LE TRESOR || DES || DEVX LANGVES |1 ESPAGNOLLE || ET FRAN- 

ÇOI.SE II UE CÉSAR OVDIN. || Avgmenli ivr les Memoires de .son Aulheur. || 
OVTRE YN BON NOMBRE DE DICTIONS || & de Phr.ises: Auec vne se- 
conde Partie fonte nouutlle, beaucoiip 1| pliis ample qiranpaniUiint. Le 
toiít corrige & || reduit en nieilleur ordre. || Par ANTOINE OVDIN, Secre- 
taire Inler/jrete || de sa Majesté. || l.e Dictionnaire de Xniigonça ou JRrgon, 
qui estoit h part, est explique en || François. & mis en son rang dans le 
corps du Liure. || (Peq. vinlieta ornamental) || A Pa>»<, || Chez — Axtoine de 
SoMiiATiLLE . ., ArarsTiN CovBBE. . . Alt Poldiií \\ -t \\ Chez NicolaS(Í;1ba.n 
DE LA CosTE, <»?( /íioíif S. HUoire . , . In-4.° de VIU- 781 pags. E. 

As VIII pags. prels. inserem o seguinte: titulo; Dedicatória «AL ILLVSTRISSIMO |i 
Setior, i; IVAN VAOO|| BEAVHARNOIS, |1 CONbEjERO DEL REY || en su Curte de 
Parlamento, 8ic.. ; .CEVX QVI SE SER-I VIRONT DV PRESENT ii VOLVME. ; e 
<Quelques obmlsslons ^ corrections.' 

O texto propriamente dito da obra, impresso a duas colunas por pagina, é encimado 
pelo seguinte sub-titulo :— «TESORO DE LAS |1 DOS LENOVAS ESPASOLA || t 
Francesa, i: EN QVE SE CONTIENE LA DECLARACION 1| DE ESPANOL EN 
FRANCÊS, V DE FRAiNCES EN|| Espafiol, en dos partes; con muchas frasis, yll 
maneras de hablar particulares de la \\ vna y de Ia otra lengua.> 

Trabalho interessante ; não citado por Brunet. Edição IVIUITO RARA. Bom exemplar. 

2305— Ovidius Naso (Piàlim). — Operum .. Interprelatione et notis illustra- 
vit Daniel Chrispinus, Helvelius, jiissu Christiiinissimi regis, ad usum Se- 
renissimi Delphini. Editio Secunda Veneta emendatior. . . (Retr. de Oví- 
dio, grosseiramente gravado em madeira). Venetiu, MDCCLXXIX. Typi$ 
Jo: Baptiitce Costandiii.. . In-4.o, 4 tomos de XVl-576, XXXJl-598, lV-464e 
II e de 465 a 686 pags., em dois vols. E. 

2306 Cartas de Ovidio chamadas Heroides, Expurgadas de toda a obsce- 
nidade, e traduzidas em Rima vulgar : Com as suas Respostas, escritas 
humas pelo mesmo Ovidio ; outras por Sabino, e Sidronio ; e a maior ^ 

parte delias pelo Traductor: e hum Epilogo no fim de cada huma, em que /o^>^'^ 

se mostra a doutrina, que delias se pôde tirar ; e huma Analyse do que 
nas mesmas deve observar o bom imitador. AjuntaÕ-se algumas breves 
Notas para sua melhor intelligencia. Author, e Traductor Miguel do Couto 
Guerreiro. Lisboa: Na Offic. Patr. de Francisco Luic Ameno. M. DCC. LXX- 
XIX). Com licença... In-8.o peq., 2 vols. de XXXVI-I-312 e IV-365-I 
pags. E. 

As pags. prels. V a XXXVl do vol. I inserem uma «PREFAÇÃO.» do traductor. Venio 
estimada. Edição pouco comum. Bom exemplar. 

2307 Compendio das Metamorphoses de Ovidio, Com huma sucinta, e yV^5» S~ ^ 

methodica explicaçam de cada Fabula,... Traduzidas por José' António 
da Silva Rego alferes de Infantaria. (Peq. vinheta ornamental). Liaòoa: 



M^ 



68 catXlogo da livraria 




'&^ 



i 



^t? 



t 



âc> 



A" 



M.DCCLXXII. Na Olfii^- àa Vim. de Ign. Nug. Xisto. Com licença da Beal 
Mesa Cmscrio. ln-8.° peq. de lV-163 pags.. afora uma em branco, final. E. 
• As IV pags. prels. (laums.) conteem o titulo e um «l'roemio.» 
2308 Exposição tios Fastos de P. Ovidio Nasam, E mais oliras do mes- 
mo, com hiima breve recopilaçaõ das Fabulas, e outras noticias muito 
úteis aos que eslud.iõ Hiunanidades: Que expõem, Dedica, e ofTerece 
Ao... Senbor Manoel de Almeida de Carvalho... Domingos Fernandes 
Tresbytero do habito de S. Pedro, natural da Villa de Álvaro, do Priorado 
do Crato. (Peq. vinheta ornament.al). Lisboa : Na Offic. de Francisco da 
Sylva. Anno de MDCCXLIX. Com todas as licenças }iece»sarias, e Priv. Real. 
— In-4.» de XVI-371-III pa^s. K. 

As XVI pags. prels. inserem: titulo; Dedicatória; «Prefac,aõ.»: uma poesia em home- 
nagem do traductor ; «Licenças. > permitindo a impressão; e o Argumento. 
Tradução estimada. Edição primitiva. Pouco frequente. 

2309 LAS MBTAMOR- || FOSES, O TRANSFORMA- |i ciones de Ovi.iio, 

en quince |i Librns. Imelto on H Castellano. || AL LICENCIADO D. GASPAR 
I losepli Marlinez de Trillones, Abogado en \\ loi Reales Consejos, y dei Secreto 

en el de la \l Santa Geiíeral hiquisicion . . . \\ CO^ LICENCIA : |1 \\ En 

Madrid: Por Domingos Morras, Ano 1664. || 1| A costa de António dei 

Hitiero Rodriífuez Mercader \\ de Libras. .. In-S," peq. de 

Tradução estimada. Edição rara. Bom exemplar. 

2110 — LES||MBTAMORPHOSES...— .1 PAUIS .. M. DCC. LXVIl- 

DCC.LXXL {Í7tí7-t771). 

V [Do Irontispicio damos, em folha aparte, a exacta rejiroduçâo foto-zimografvo). 

lri-4." gr. de V IT. (prels.) inumeradas e XG-II-26Í pags. numeradas. 

A V ff. prels. inums. inserem o seguinte: titulo de anterosto («LESH METAMORPHO- 
SES i; D'OVIDE, EN LATIN ET EN FRANÇOIS. i TOME PREMIER..) (frente da 
fi. I; verso em branco); ante-rosto alegórico (gravado ;-veja-se o <fac-simile» foto- 
zincográBco que dele damos em ti. aparte) (frente da fi. II ; verso em branco); titulo 
de rosto, acima reproduzido em ■fac-simile» (frente da fi. III ; verso em branco) ; 
Dedicatória «A SON ALTESSE |i SERENISSIME || ^o;VS£/GA/£C/Rij LE DUC DE 
CHARTRES ,i PRINCE DU SANG..., subscrita no fim : <De Votre Aítesse Serenis- 
sime il Le très-humbles et trís- obeissants serríteurs. || Basan et Le Mire.^ (H. IV e 
frente da V; o verso desta em branco). Nas primeiras xvUj pags. das XC nums. a 
num. romana, o <PREFACE..; de pag. xix a tvj, ..LA VIE || D'0V1DE ;, TIRÉE DE SES 
ÉCRITS, II Par M. O.'" ; de pag. Ivij a Ixxxv : «CHRONIQUE || DES " MARBRES DE 
PAROS, II NOMMÉS COMMUNÉMENT ' MARBRES D'ARUNDEL OU OX- 
FORD, ;| EN LATIN ET EN FRANÇOIS.. ; e de pag. Ixx.wj a xc a «TABLE li D£S 
FABLESW DESTRÓIS PREMIERS LIVRES DES \ MfiTAMORPHOSES D'OVIDE.>. 
Nas II pags. imediatas (inums.) a «APPROBATIC.»', o .PRIVILEGE DU ROI.> e 
esfoutro registo de impressão : «DE L'IMPR1MERIE DE PRAULT.» 

Nas 264 pags. constantes do ultimo grupo de numeração o texto propriamente dito dos 
três primeiros livros 'das Metamorpltoses (em latim e em francês : aquele nas pags. 
pares, este nas impares), o qual é precedido dos correspondentes sub-titulos, inser- 
tos na primeira pag.: .PUBLIl OVIDII || NASONIS , METAMORPHOSEON, i, Z./- 
BER PRIMUS. II i, LES , METAMORPHOSES || D'OVIDE, LIVRE PRE- 
MIER.^ 

Cg caracteres da Dedicatória ao Príncipe de Chartres são todos gravados a buril em 
chapa de metal ; e as respectivas pags. adornadas de lindas molduras. 



LES 

METAMORPHOSES 
D'OVIDE, 

EN LATIN ET EN FRANÇOIS, 

Dt la Tradi$ãum de Aí. tAbU B-éSii t- ,de tAcadèmie 
Rçyak its Infcriptions & Bcllts-Ltttres ; 

AVEC DES EXPLICATIONS HISTORIQUES, 

TOME PREMI i H. 




Gbex D E 5 P 1 1 1, V , me Saint Jacques , à la CroLs á'c 



M- .:.'■ C C. I, X V 1 ':• 
AVEC APPROBATWN ET PRIVILÉGE DU ROL 

Frontispício do tomo I da obra descrita no Catálogo soD o n.o 2310. O original 
mede 172X115oi«i. 

(Pag. Ó8) 




Ante-rosto alegórico que vem nos quatro vols. de Le% Metamorphoses de Ovídio. 
O original mede 161XI07mm. 

(Pag. 68) 




Ovidc rc(;oiií íics juiasiis de la muíc 
íavorito lunc plumc qu pJIc víicbL 
(J arradicr d une dos aílcs de lAmour. 

Reprodnção duma das 140 gravuras que enriquecem a artística edição francesa 
de Les Métamorphoses de Ovídio. O original mede I76X112oim. 

(Pag. 69) 



AZEVEDO -SAMODÃES 69 



TOME SECOND. |t (Linda vinheta alegórica, diversa da que vem 

no fiontispicio do lonio nnteriur) |1 A I'ARIS, || Cliez J'raui t, Qnai de 

Conli, íi la Charilé II || M. HCC LXVllI. MF^^C APPRODATION 

ET PRIVILÉGE nU iíO/.— In-4.° gr, de viij-355 pags., além de iim anle- 
rosto gravado (igual ao que vem no tomo I, e que reproduzimos em «fac- 
simile») e uma pag. em branco, final. 

As viij pags. prels. compreendem : titulos de ante-rosto e de rosto (este, como o prece- 
dente, impresso, alternadamente, a preto e a vermelho) ; e «TABLE DES FABLES 
:. DES LIVRES IV. V. VI. & Vil.. 

TOME TROISIÈME. n (Vinlieta alegórica de desenho diverso dos 

das que ornamentam os restos dos tomos anteriores) || K PARIS, || Chez 
HocHER.VD (iic) Qnai de ContI, au Phtpnix || ^- || M. DCC. LXIX. II 
AVEC APPROBATION ET PRIVILÉGE DU ROL In-é." gr. de viij-3tíO 
pags. 

As viij pags. prels. inserem o seguinte : titulos de ante-rosto e de rosto (este a preto e 
a vermelho) ; e ..TABLE : DES FABLES \} DES LIVRES Vlll. IX. X. & XI. Ij .... 

TOME QUATRIÈME. i| (Vinheta alegórica— C. Monet Delin.—L. 

D. S. Choffard sculp. — de desenho diverso dos das que adornam os rostos 
dos tomos antecedentes) || A PARIS, 1| Ciiez Hochereao, Libraire, Quai de 
Conty II - . — II M. DCC. LXXI. i| AVEC APPROBATION ET PlilVILÉGE 
DV ROI. In-4.° gr. de viij-367-8 pags.— Os qitalro lomos. E. 

As viij pags. prels. inserem ; titulos de ante-rosto e de rosto (este também, como os prece- 
dentes, a preto e a vermelho) ; e a «TABLE ;, DES FABLES DES LIVRES XII. 
XIII. XIV. & XV.-Nas seis primeiras das S8 pags. finais vem: .EXPLICATION |1 
DES VIGNETTES ET FLEURONS |1 DES METAMORPHOSES D'OVIDE.. ; e nas 
7 e 8: .AVIS AU RELIEUR. '/í obfervera de metire toujours cliaque Figure vis-à- 
vis da jrançois, ^ conformément aux Números gui fon aux \] Planches; il Juivra 
exactement Pordre gui Juit: || SAVOIR.> 

Entre as pags. 6 e 7 vem colocado um Cul-de-lampe alegórico (impresso em separado), 
na base do qual se lêem os seguintes dizeres :-"FIN DES ESTAMPES || DES ME- 
TAMORPHOSES.. 

Esta famosa e magnificente edição da versão francesa de Les metamorphoses de Ovidio, 
é geralmente considerada «ma das mais belas e artísticas produções dos prelos fran- 
ceses do século XVIII. As numerosas gravuras que a adornam, devidas aos primei- 
ros artistas do género, constituem uma parte verdadeiramente notável, e que, afora 
o já mencionado, consta ainda do seguinte : trinta formosos cabeções alegóricos (seis 
no tomo I, oito no 2. o, oito no 3. o, e outros oito no 4. o) ; vários Horões decorativos 
de remate; e 140 lindíssimas gravuras de pagina inteira, impressas em separado, - 
de uma das quais damos, em folha aparte, o "fac-simile. foto-zincográfico. 

As 140 gravuras, nums. de 1 a 140, são desenhadas por Bocher, Eisen, Gravelot Monnet, 
Moreau, Leprince, etc. e abertas a buril em chapa de metal pelos primeiros grava- 
dores da época : Basan, de Ghendt, Massard, Choffard, Saint-Aubin e outros. 
Acham-se assim distribuídas: 48 (n.o 1 a 48i, no tomo I; 33 (49 a 81), no II; 37 
(82 a 118), no III ; e 22 (119 a 140), no IV. 

O florão que embeleza o frontispicio do tomo II está assinado: P. D. S. Choffard- fe- 
di 1768 ; e o que ornamenta o frontispicio do tomo III : S. Choffard fecit 1770. 

Os titulos, no frontispicio dos quatro tomos, são impressos, alternadamente, a preto e a 
vermelho. 

A impressão, de nitidez admirável, foi executada sobre magnifico papel de linho, muito 
alvo. 

Exemplar da primeira tiragem, que a beleza e frescura das gravuras tornam a mais es- 
timada e valiosa, belamente conservado (salvo uma pequena mancha d'agua na mar- 



70 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



O o 



j.i 



ifO 



i^O 



gem exterior das pags. 193-367 do quarto tomo) ; dourado por folhas e com óptima 
encadernação francesa da época (inteiras de carneira fína), e muito bem conservada. 

Como prova do alto valor em que é tido este nolabili^simo espécime das edições ilus- 
tradas do século XVIII, basta acrescentar que o primeiro dos quatro tomos da obra 
vem cotado em 1200 pesetas em um dos ultimes Catálogos d*um dos mais conheci- 
dos livreiros madrilenos. 

Para mais desenvolvida noticia acerca desta edição, veja-se Brunet, Manuel du llbraire, 
tomo IV, cols. 285-286; e respectivo Supplement, tomo II, col. I16.-Heredia, nums. 
1249 e 1539.- Palha, n.o 623. 

2311 Ovlde (Euvres completes, avec la Iruduclion en français ; publii^es 

sous la ilinclion de M. Nisard... Paris: Chez Firn.in Didol Frères, Fth et 
Clt... M DCCC LXI. In 8." gr. de IV-XV[-8tí9-lI paj/s. E. 
Tradução e edição muito estimadas. Óptimo exemplar. 

2312 Les métamorphoses d'Ovide. Tra'Uiclion nouvelle, avec le texle 

lalin, et des notes péographiques, hisloriqnes. inytholog:iqiies et litlérai- 
res ; pr^cédée d'une vie d'Ovidp, par M. Villenave. .. Seconde ídition. A 
Patis, Chez Phtlippe... 1838. {Inipr. d'Ad. Moes^ard). In-S." peq., 4 tomos 
de IV-X-VIII 288; IV-4H ; lV-485 e IV 59^ p.igs. E. 

Edição adornada com quatro gravuras a buril (Masquelier Inv.—Simonet Sc. ; e outros), 
vindo uma na frente do frontispicio de cada um dos 4 vols. 

S313— Oieray (Mic/ieí-JpaH-Franfoi.;). —Decherches sur Buddou ou Bouddou, 
inslituteur religieux de TAsie Orientale ; Pr^cédées de considérations gé- 
nérales sur les premiers hoiumages rendiis an Cri^atenr ; siir la corru- 
ptlon de la religiun, TètaMissement des ciilles de soleil, de la lune, des 
planètes, du ciei, de la lerre, des montagnes, des eaux. des forêts, des 
hommes et des animaux; Par... A Paris, Chez Brimot-Labbe . . . 1817. 
In-S." de XXXV-I-137 II pags. E. 
Livro curioso e pouco vulgar. 



2314 — Paban {Aug. Th.). — Grammaire súédoise, par. . . Augmentée d'une syn- 
/ _ taxe, d'exercices, de inorceaux de ieclure et d'un glossaire suédois fran- 

(fljh S ^ cais, par Axel Klint. Paris: Nilsson, s. d. In-8.o de VlII-408 pags. E, 

2315-Pacham (Barlolomeu).—F^B\L^ || DOS PLANETAS, |i MORALIZADA, |1 
com varia doutrina Politica, || Ethica, & Económica. || A SIMAM FARTO 
BITTO. II Caualkiro Fidalyo da 0'fa delRey || jV. S. Çr /^m capitão, || Por 
Bertholameu Paciíain Penichenle || feu primo. || (Pequena vinheta orna- 
mental ; gravura em madeira) || Cuvi todas as licenças neceffarias. || 11 

LISBOA. II Na Officina de Domingos Lopes Rofa. || Anno 1643. — In-8.° peq. 
de VI fl'. (prels) inums., 124 nums. e mais uma inum., final. E. 

As VI ff. prels. inserem o seguinte : titulo (frente da ri. I ; verso em branco) ; Prologo 
«Ao difcreto, 8i curiofo Leitor.> (fl. Ill ; Dedicatória <A0 CAPITAM SIMAM |1 Farto 
Bitto Caualleiro Fidalgo da |, Cafa de S. Mageftade, & || prtmo do Autor.», datada e 
subscrita no fim: c. ..Peniche 16. de Março de 543. 1| Primo de V. M. Bertholameu 
Pachão Penichenfe.» (frente da ti. III) ; ..lNTRODVC,AM.> (verso da mesma tt. III e 
ff. IV e V); Soneto .EM LOVVOR DO AVTOR. ;i De Pêro de Noronha de || An- 
dxada.» (frente da fl. VI) ; e uma poesia (duas decimas) «AO AVTHOR. || O Capitam 
Siaum Farto || Bitto Teu primo.» 



OO 



AZEVEDO -SAHODÃES 71 



O a 



Na frente da folha inum. final vêem as cLlCENC.AS.- permitindo a Impressão do livro; 
e no verso as .ERRATAS.» 

Livro clássico e, no seu género, muito curioso. O texto é entremelado de composições 
poéticas, em vários metros de rima. Estimado. Edição primitiva, e ainda a única pu- 
blicada até hoje. Multo rara Belo exemplar. 

2316-Pacheco (Fr. OMaríf).-EPIT()MF, || DA VIOA APOSTO- || LIGA, K MILA- 
GRES DE S. IITHOMAS DE VILLA NOVA j! ARGEBISPO DE VaLENC.A, 
EXEMPLO II de Prela.los, & pay de pobres, da Ordem do noílo || Padre 
Santo Agoflinho. || COM HVM TRATADO DA VIDA DO |1 venerauel P. Frej 
Lins de Montoya, Meftreque foy dos || nouiços em Salamanca, lendo o Glo- 
. rioío S. Prior d'elle; à afsi mais df aigús feruosdeDeos que deu à Ijjreja 
II afsi là, como nefta Prouincia fendo || Prelado delia. || j4 DOSA LVISA 
COVTINHA, CONDESSA || do Sabugal, ^c. |I COMPOSTO PELLO P. Mellre 
Frey Duarte || Pacheco da mefnía Ordem, tirada dos proceílos que le fize- 
ram pela fanta Sè Apoftolica || pêra fua Canonização. || (Pequena vinheta 

ornamental) || Com todas as licenças necessárias. \\ 11 E.\I LISBOA. || Por 

Pedro Craesbeecli, Impreílor dei Rei. Anno 629.— In-4.° de Vlll ff. (prels ) 
inums.. 186 nums. na frente, e mais duas inuros., finais, de «INDEX.» E. 
Na frente (verso em branco) da primeira das VIII fl. prels. o titnlo transcrito acima ; na 
li. II e em parte da frente da III as «i/CEA/C,/lS.» permitindo a impressão (varias : 
a primeira datada e subscrita no fim: «,..Em''S. Domingos de Lisboa aos 16. de 
Dezembro de b28.\\Fr. T/iomas de S. Domingos Magifter.> ; e a segunda: «...Lis- 
boa II nefta cafa de S. Roque da Companhia de lefu, em 15. de 1| laneiro de 629. || 
Doutor lorge Cabral.^) ; na restante parte da frente da referida ti. III as tERRA- 
TAS.>; no verso da mesma fl. III a ^licença.' de Fr. Miguel de Oouuea.- ; na frente 
da 11. IV a *Ucen(a.y de Frey Manoel de la Cerda.t ; do verso da mesma fl. IV ao 
verso da V a Dedicatória «A ILLVSTRISSIMA ; SENHORA DONA LVISA | COVTI- 
NHA, CONDESSA DO SABVOAL, ac (datada e subscrita no fim : 'Dift* Con- 
ttento de noffa Senhora da Orofa ; de Lisboa em 20. de Setembro, de 629. II O P. 
M. Fr. Duarte Pacheco) ; e de fl. VI a VIII o .Prologo ao Christaõ, 6i pio || Le- 
ctor», que remata, no verso da ultima fl., pela indicação : 'Ordem, ^ dlfpotlçã» 
defte lluro. 
O texto, inserto nas 186 ff nums., compreende, alím da vida de S. Toraás de VUa-Nova 
a dos seguintes religiosos : Fr. Luis de Montoya, Fr. Álvaro Monteiro, Santo Ur- 
bino Ennio, Fr. Cypriano Prestrello, Fr. Gonçalo de Almeida, Fr. Aleixo de Peaa- 
firme, Fr. Afonso Dalhosuedros, Fr. Paulo de Barletta, Fr. Gonçalo de Lagos, e Ff- 
João de Estremos. 
Na composição tipográfica aplicaram-se caracteres itálicos c redondos de vários corpos. 
A mesma composição é embelezada por varias letras iniciais de desenhos de fanta- 
sia, gravadas em madeira. 
Obra clássica e estimada. Multo rara. Magnifico exemplar. 

2317— Pacheco (Fr. Miguel). -VIDA \\ DE LA SERENÍSSIMA INFANTA 1| DONA 
MARIA II HIJA DELREY D. MANOEL, FVNDADORA || de la infigne Ca- 
pilla mayor dei cõuenlo de N. Senora de la |i Luz, y de íu Hofpital, y / '^ /m O C> 

otras muchas calas dedicadas ai || culto diuino. 1| POR EL || U. B. F. M. /O ''^ 

Fr. MIGVEL PACHECO; \\ Regular de la Ordeii de Chrifto, Lente muchot 
anos en el \\ Sefninario dei Real Conuento de Thotnar, Procurador general qw 
fue de la dicha Oràen, en la Corte de Listoa, y en la \\ de Madrid, y Adminif- 
trador dei Hofpital Real de S. Anto- \\ nio de los Porlitguezes cn la dicha Corte^ 

II (Escudo das armas reais de PorLiit;al ; gravura em madeira) || LISBOA. 

II En la Officina de IVAN DE LA COSTA. || A cofia de Miguel Manescal Li- 
brero de S. Alteza. \\ — || M. DC. LXXV. (1675) || Com Iodai loa lieeneiat 



72 catXlogo da livraria 



neceffarias. In-fol. de IV ft'. (prels.) inums. e 207 (aliás 206) nums. pela 
frente, á excepçHO da antepenúltima o da ultima que nSo apresentam a 
competente numerarão. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das IV ff. prels. o titulo transcrito acima; na 
fl. II a Dedicatória «A SERENÍSSIMA SENHORA |! D. IZABEL MARIA lOSEPHA. 

II PRINCESA DE PORTVGAL.» (datada e subscrita no fim: '...Lisboa 6. de Ou- 
tubro 1674. i! Fr. LOURENçO SARO. || D. Prior geral da Ordem de Crifto..) ; na fl. 

III o .PROLOOO : AO LEITOR.>, subscrito pelo editor, o livreiro (depois impres- 
sor) «MIOVEL MANESCAL » ; e na fl. IV as «LICENÇAS.» permitindo a impressão 
da obra. 

De folha I a 204 decorre o texto da obra propriamente dito ; e de fl. 205 a 207 o cIN- 
DEXjlDE LOS CAPITVLOS, QVE SE CONTIE- 1| nen en efte Libro.. 

A obra é dividida em XX Capítulos: Do Capitulo XVIII fazem parte as seguintes 
peças : 

•Copia de las Cartas de los Qouernadores dei || Reyno de Portugal, ai Rey Phi- 
lippe II. fo-ll bre Ia trãflacion dei cuerpo de Ia fefiorall Inf.inta D. Maria.» ; 

«Elogio dei Doctor Martin de Azpicueltall Nauarro a la fenora Infanta.» ; 

• Duarte Nunes de Leon (e outrosi, habiãdo de las mu ; geres infignes de Portugal, 
que Te II abentajauam en letras.»; 

«Manuel de Acofta, aquel gran lurifconfulto. . . hauiendo vifto en Coimbra a |! erta 
Princefa, y a vn retrato fuyo, hizo en verfo latino, el Elogio que fe figue.» (acom- 
panhado da respectiva versão castelhana) ; 

«Aquele infigne Poeta Luís de Camões, a la || muerte defta Princefa hizo el Soneto 
feguinte.» ;-o original latino de um poema de Estado Aquiles, e a respectiva 

«TRADVCION DEL POEMA ' de Eftacio Aquiles, celebre Poeta Lufitano, II hecho a 
Ia ferenirfim.! Infanta D. Maria. |! Por Don Manuel de Salinas, y Lizana, Preponto 
II y Canonigo de la Cathedral de HueTca, dei Reyno de Aragon.» 
O Capitulo XX é, por sua vez, constituído pelas seguintes peças documentais : 
«De vna confulta que hizo el Tribunal |I de Ordenes.» ; 
«Carla de fu Mageftad para Ia reíiora|| Princefa Margarita.» ; 
«Traflado dei tertaraento de Ia Infanta, |{ que Dios tiene.» ; e 
«Trariado dei Codiculo.» 

Terminando o referido Capitulo XX no verso da fl. 185, onde se vê um florão de re- 
mate (gravura em madeira). 
De fl. 185 a 194 (frente) vem o 

«Tratado de cafamiento delRey D. Manuel || con la Reina D. Leanor.»; — do verso da 
fl 194 á parte da fiente da 199, em caracteres de corpo mais pequeno que o empregado 
no restante texto da obra : 

• AUegaçaõ de direito fobre o dote da I| fenhora Infanta. || M. P. S.» ; — e do verso da fl. 
199 á fl. 204 (verso em branco), em caracteres igualmente de corpo mais pequeno: 
«Parecer de los dei Confejo, que Te embiò a |1 Portugal, fobre lo que pertenece a la fe- 

II nora Infanta D. Maria.» -Tanto esla peça como a precedente são embelezadas com 
lindo florão de remate (gravura em madeira). 
Livro interessante a vários respeitos e muito estimado. Edição ainda hoje a linica dada á 
luz ; nitidamente impressa com caracteres itálicos e redondos tie vários corpos. MUITO 
RARA. Belo exemplar. -Xavier da Cunha, Impressões DestaHUeslanas, tomo l, pag. 
359. 

2318— Pacheco Varella (i'^pòosí^oTO).— Numero vocui, e exemplar, catholico, e 
politico, proposto no mayor entre santos o glorioso S. Joani Baptista; 
para imitaçam do mayor entre os Príncipes o Sern.™" D. JoSo v. Lisboa, 



AZEVEDO -SAMODÃES 73 



JV« Ofíic. de Manoel Lopes Ferreira, 1702. In-4." lic VIII-585 pags. e 3 mais 
fie Tahon no fim. E. 

Livro estimado e pouco vulgar no mercado. 

2319— Paes (Frei Ba/tear).— MARIAI, [| DR SERMOENS, II QVE NAS FESTAS 
DA VIRGEM II Senhora nossa prègoii o Padre Doulor Fr. Bal- |1 thafar Paes, 
Prég.idor que foi (ie fiia Mn- || geflade. & Proiilncial da Prouincia de || 
Portugal da Inntiílima Trindade, '|| & liedi mpgão de Catiuos. || OFFERE- 
CWO \; A mefma Senhora noffa, ^ Rainha dos Anjos. \\ (Vinheta reprodu- 
zindo a imagem da Virgem ; gravura grosseiramente executada em ma- 
deira) II Em Lisboa. Cõ licença. Por Manoel da Sylua, anno 1649. — In-é." 
de IV tV. (prels ) iinims., 31)4 nums. na frente e mais XLVilI inums . fi- 
nais. E. (pertf.). 

Na frente (verso eui branco) da primeira das quatro ff. prels., circundado por um filete, o 
titulo acima transcrito; na ti. II as «APPROVAÇÕES.» permitindo a impressão do li- 
vro ; na H. Ill o "PROLOGO AO LEITOR.» ,• e na fi. IV o «INDEX DOS SER- 
MOENS, 11 que fe contem nerte liuro. 

As 3Q4 folhas nums. inserem, a duas cols. por pag., o texto dos Sermões propriamente 
dito; e as XLVIlI ff. inums. finais: de íl. Ia XVI: .INDEX Ij DOS LVGARES || DA 
SCRITVRA, QVE 11 NESTE IMARIAL 1! fe allega5.. ; de fl. XVII â frente da XLVIII, a 
duas cols. por pag. : «INDEX || DAS COVSAS ;| NOTÁVEIS, QVE ' SE CONTEM 
NESTE I! MARIAL.> (Fecha por um florão de remate ornamental, que tem no centro 
as iniciais simbólicas da Companhia de Jesus: 1 H S), seguido do clássico — «FI- 
NIS.): c no verso da mesma ti. XLVIII (ultima) as «ERRATAS.. 

Clássico muito apreciado. - Primeira edição, e ainda a única publicada até hoje. Multo 
rara. 

2310 SERMÕES DA ii SEMANA || SA.NTA, QVE PliE- 1| GOV O DUVTUR 

FREY li Balthalar Paez Pregador de S. Mageltade, & Padre de Prouincia 
da Ordem da || SanctiíTima Trindade. || NOVAMENTE ACRESCENTA- |I dos 
com algos Sermões do mefnío Autor, & com lodos os índices. || DIRIGI- 
DOS .4 DOM GREGÓRIO \\ de Caflelhranco, Conde de Viilanova, Senhor das 
II Cafas de Sorlellni, ^ Goe» : Gvarda Mòr || de Sua Magefcade. || (Pequena 
vinheta ornamenlal) || EM LISBOA. || Com todas as Hcençns necef farias. \\ Por 
Lonrêço CrasbeecK Impreflor delRey. ii Anno M.DG.XXXIIII (1634). In-4." 
de VIII pags. (prels.) inums., 733 nums. e mais LIII inums., finais, de ÍN- 
DICES. E. 

As VIII pags. prels. inserem o seguinte: titulo, circundado por dois filetes, paralelamente 
dispostos (pag. I; a U em branco); Licenças permitindo a impressão (a primeira vem 
datada e subsciita no fim : «Dada nefle norfo Coiniento de Lisboa, a 4. de Agofto de 
629. Frey António da Cruz Prouincia!, \\ ^ Vigairo Gèral.y) (pags. III a VI) ; 
.DEDICATÓRIA II A DOM GREGÓRIO DE CASTELBRAN- 1| co. Conde de Vill.i- 
noua, II Penhor II das cafas da Sortelha, & Qoes; Guardamor de fua Ma- ;; geflade.» 
(pags. VII e VIII). 
O verso da ultima das LIII pags. inums. finais insere apenas a seguinte subscrição ; 

«EM LISBOA. II |] Com Iodas as licenças neceffarias. Impreffo por Lourenço 

CrafbeecK |, ;rnno M.DC.XXXIIIL. 
A composição tipográfica do texto propriamente dito da obra (pags. 1 a 733) é a duas cols. 

por pagina 
SeguTida edição, MUITO RARA, desta compilação dos «Sermões da Semana Santa, de fr. 

Baltasar Paes. -Bom exemplar. 
A edição primitiva, raríssima, foi também dada á estampa em Lisboa, por Pedro Cratí- 
beeck, 1630, e constitue um 4.o de ? 



fAo 



â'/' 



0e5> 



T4 CATÁLOGO DA LIVRARU 



2321— Paes (JLroiinrcío). - I'ítOMPTLiAHI() |i DAS [lEFlNIÇÕES INDICAS.., 
LISBOA. . Auno 1713. 

^ PÍlV '"" í''^""'^'P''"i" (^"nios o xytinlt exacta reproãvção foto-ziíicoipátirin : 



PROMPTUARIO 

DAS DIFFINIÇOENS INDICAS 
■DEDUZIDAS 
Dt ytries Chrtnifias t/a índia , grat>fs Authores , i3 dat 
Hjlorias Gentílicas, 
OFFERECIDO 

\ O sereníssimo senhor 

D.JOAÕ V. 

REY DE PORTUGAL.&c. 

PELO LICENCIADO LEONARDO PAES, 

da Família dos Rey s de Sirgarpor, Vigário confir- 
mado da Igreja do Padroeiro da índia o Apoftolo 
S.Thoniè defta Cidade de Goa , Proto-No- 
tario Apoftolico , 8t íJotario de 
Sua Santidade. 
CONTEM SEIS TRATADOS: 
O primcyro demonllra as qualididçs , & txcellfncijs da 
índia : Publica o fegundoosf«u»Rcys,Rcynos,í<divilaõ-.As 
quaHdades de gente delU declara o terceiro ; O quarto indict 
aigúas noticias acerca do que Te dizdo Cheríperinialc ,& de 
outras antiguidades: O quinto manifefU a vinda do Apoflolo 
S. Thonié à Índia , & os prodigios que nella obroo; O&x • 
to finalmente a do A poftolo,4i Nuncb drila 
S.Franciíco Xavier. 

LISBOA. 

N» OfficuudíANTONlO PEDROZO GALRAM, 

Om KiiifençuiiitccJiriMi. Anno 171?. 

O original mede 173X107'"'") 

ln-4.0 de XXIV paginas (prels.) iniunoradas e 286 numeradas. K. 

iVa primeira das XXIV pags. prels. vem o titulo acima reproduzido em <fac-simile> ; a 
pag. 11 em branco; de pag. Ill a VIII: .AO MUYTO PODEROSO, 1| & H CHRIS- 
TIANISSllWO REVIIDE PORTUGAL D. JOAÕ V. ,; NOSSO SENHOR £>£D/C/!- 
TORIA.*, datada e subscrita no fim : «... Igreja de S. || Thomé de Qoa a 5. de Ja- 
neyro de \\ 1710. || De V. Real Mageftade : iMuyto humilde Vafrallo, & Capellaõ || O 
Padre Leonardo Paes.> ; de pag. IX a XII o -.PROLOGO ' AO LEVTOR.» ; na pag. 
XIV .OUTRO SONETO.. ; na pag. XV : «IN LAUDEM ElUSDEM || EPIORAMMA . 
(Como que a fechar esta pag. vem um florão de remate em que se vê um livro 
aberto e, por baixo, as iniciais I O) ; a pag. XVI em branco : de pag. XVII a XX, a 
duas cols., o «CATALOGO || DOS AUTHORES ALLEGADOS i; nefte Promptuario 
das Diftiniçoês II Indicas.» ; e de pag. XXI a XXI II (a XXIV em branco) as .LICEN- 
ÇAS.» (DO SANTO OFFICIO.—DO ORDINÁRIO.— DO PAC.O.) permitindo a im- 
pressão da obra. 



AZEVEDO -SAMODÃES 75 



O texto da obra propriamente dito decorre nas primeiras 272 das 285 pags. nums. 
vindo da 273 em diante o .INDEX Ij DOS NOMES DAS PESSOAS, || Lugares, & 
couTas mais notáveis de que |[ fe trata nefte Proniptuario das Dif- 1| finiçoens In- 
dicas.», que remata com o usual «LAUS DEO.». 

A obra divide-se em seis Tratados, assim intitulados : 

.TRATADO I. !; Da índia, \\ ^ de tuas exceilencias.' (Com uma INTRODUCÇAM, 
quatro Capítulos e um APPENDIX ; pags. 1 a 58). 

•TRATADO II. II Dos Reys da Indla, 2?" da divifaõ delia em vários Reynos.- (Com 
uma INTRODUCÇAM, e três Capítulos; pags. 59 a 148) 

«TRATADO III. II Da gente da liidia.> (Com uma INTRODUCÇAM e seis Capi- 
tules; pags. 149 a 185). 

•TRATADO IV. (Com um Capitulo (CAPITULO 1. 1| Examlna-fe fe o Rey Cheripe- 
rimak era hum \\ dos que fora a Belèm.^) e «um APPENDIX || Das antiguidades dos 
Bragmanes, ^ ou- ■', trás razoens em ordem à fua || nobreza.> ; pags. 186 a 213). 

«TRATADO V. || DA VINDA DO APÓS- || tolo S. Thomè à índia, 6t dos !i prodígios 
que nella II obrou. ; Dos Deofes da gente Indiana, de feus pago- \\ des, ^ cof fu- 
mes.' (Com uma INTRODUCÇAM e quatro Capítulos; pags. 213 a 254). 

«TRATADO VI. i DA VINDA DO APÓS- 11 tolo da índia S. Francifco Xavier, i, B< 
dos prodígios que nella |1 obrou.». (Com uma INTRODUCÇAM e um Capitulo; pags. 
255 a 272). 

Em alguns dos Tratados são reproduzidas varias estancias e oitavas d' Os Lusíadas de 
Camões. 

A composição tipográfica, executada com caracteres itálicos e redondos de vários corpos, 
é esmaltada com diversos cabeções e florões de remate decorativos, e ainda com 
varias letras iniciais de desenhos de fantasia, tudo gravado em madeira. 

Livro clássico e interessantíssimos a vários motivos ; mas sobretudo curioso para o 
estudo das cousas antigas da Índia. Muito estimado. Edição primitiva, EXTREMA- 
MENTE RARA. Belo exemplar. 

2322- Paes Viegas (António).— MANIFESTO \\l>0 REYNO DE PORTVGAL. || jlé?Â<^y^^ 

NO OVAL SE DECLARA \\ o direijto, as caufas, & o modo, que teve \\ para 
exen.irfe da obediência dei fíej/ de Castella, & tomar a voz do Serenifsimo || 
DOM 10 AM 1 V. do nome, & \\ X VIII, entre os Reys ver- \\ dadeyros deste 
Reynn. || Com todas as licenças necef sanas. \\ EM LISBOA. || Por Paulo Craes- 
beeck. Anno Kil.—ín-i." de, além do fiontispicio, 42 IT. nums. pela 
frente. Des. 

O titulo é encimado por uma bela gravura a buril em chapa de metal (Florlan fc.), a 
qual reproduz o escudo das armas reais portuguesas, que se acha ladeado por dois 
anjos que com uma das mãos suspendem a respectiva coroa e com a outra seguram 
dois pendões da ordem de Cristo. Na parte inferior, do lado esquerdo, vê-se uma es- 
fera armilar, e do lado direito um pelicano por sobre o ninho e debicando-se no 
peito para com as gotas do seu próprio sangue alimentar os filhos, que de bico er- 
guido as vão absorvendo. 
O Manifesto compreende como que uma introdução (li. 1 e frente da 11) e as seguintes 
peças ou capítulos : 

<DIREYTO||COAf QVE O REYNO DEi Portugal negou\\ obediência a elRey\\de 

Caftella, &,acclamou a , feu Serenifsimo Rey \\ Dom loaõ., (desde a restante parte 

do verso da fl. II até final do verso da 12) ; 

«CAVSAS, II QVE ALEM DO DIREYTO :, do Serenifsimo Rey DOM lOAM à || 

Coroa de Portugal, moverão aos ]| Portuguefes a negar a obe- l| diencia a elRey de 

Caftella.^ (desde a frente da ff. 13 até pequena parte da frente da 31) ; 

•COMO, ,í E PORQVE MEYOS SE\\ conseguia a liberdade do Reyno || de Portugal.* 

(desde a restante parte da frente da H. 31 até parte da frente da fl. 40) ) 



76 catXlogo da livraria 



cCONSELHO !; DADO A PHELIPE II. || Rey de Castella, guarida deliberou a [| em- 
• prefa do Reyno de Portugal.' (desde a restante parte da frente da II. 40 até o verso 

da H. 42, onde fecha com o trivial .LAVS DEO.s seguido das .ERRATAS..) 
Opúsculo muito curioso e RARÍSSIMO. Bom exemplar. 

2123^ MANIFESTO || DO RKYNO DE H POHl VUAL. |1 NO QVAL SE DE- 
CLARA O hIRKITd, II lis caufns. ^ " modo, que teue para eximir/e da 
II obediência dei Rty de CasteVa, ^ tomar \\ " tio- do Serenifsimo DOM 
., fjfp lOAM II IV. do nome, ^ ^VIU, entre os Reiís verda/leiros \\ deste Reyno. 

{^ ^11 Com todas as licengas neceflarias. || KM MSBOA. || Por 1'aulo Crasbeeck, 

^ fua cufta, ^ vende/e em fna cafa. ln-4.'' lie 3i tT. nuiiis. pela frente, 
á excepção da iO e das duas ultimas (|iie nSo apresonlam a competente 
niimernção. Des. 

O titulo é encimado pelo escudo das armas reais de Portugal (tosca gravura em ma- 
deira). 

Edição diversa da anterior, desconhecida aos bibliógrafos e publicada pelo mesmo im- 
pressor Paulo Craesbeeck, mas sem indicação de data da impressão. E talvez a se- 
gunda edição do Manifesto, como o parece indicar a circunstancia de já não trazer 
as Erratas que a outra apresenta no fim do texto. Os exemplares são RARÍSSIMOS. 

Ambas as edições que ficam descritas foram publicadas sem o nome do autor, que é An- 
tónio Paes Viegas. 

2324 -Paez Viegas (4«<onio). -PHINCIPIOS || DEL REYNO DE POfiTVGAL. |: 
Con la v>da y Hechos de Don \\ Álfonfo Henriques || su primero fíey || Y 
{) con los iirincipios de los otros || Eftados Chriltianos || de Hefpíifia. || Al 

PRÍNCIPE N. SENOR. II P0/{ ANTÓNIO PAEZ VIEGAS \\ Comendador 
de N. Sefiora de \\ la Charidad, en la Ordê \\ de Chrislo, y Alcayde\\ 
Mayor de la Villa de || Barcelos. 

Estes dizeres, abertos a buril, acham-se dentro de uma elegante portada alegórica, também 
gravada a buril em chapa de cobre (assinada : August. Suarez Plorian fecit). A fechar 
o texto da obra o seguinte registo do logar e data de impressão : 

EN LISBOA II Con licença de la S. Inquificion, Ordinário, y dei fíey || Por 
Paulo CrasbeecK Imprellor, y mercad';r de || libros. Afio MDC.XXXXI.» 
(1641). — In-fol. peq. de, afora a portada, V ff. (prels.) inums, e 24tí nuins 
pela frente. E. 

As V ff. prels. inserem o seguinte: 'LICENC.AS." permitindo a impressão da obra (va- 
rias: a primeira datada e subscrita: <...Em :, Lisboa no Conuento de norfa Senhora do 
Defterro, 2. de Abril 1 de 1641 O Doutor Fr. Francijco Brandão.^; a segunda: 
«...Lisboa 6. de Abril de \f>\\.\\FraticiSco Cardofo de Torneo, Pêro da Sylua.\\ 
SebaCtião Cefar de Mertefes.) (frente da H. I) ; 'ERRATAS.' (verso da mesma 11. I); 
Dedicatória .AL MVY ALTO , Y MVY PODEROSO H PRÍNCIPE D THEODOSIO || 
nueftro Senor.», datai.i.i e subscrita no fim : *..<En Lisboa a 12. de Setiembre de 641. 
II António P.iez Viegas.» (frente e veiso da II. II) ; Prologo < AL LETOR. » (frente e 
verso da fl. UI) ; c <INDEX.t, disposto a duas cols. por pagina (ff. IV e V). 

A composição tipográfica, executada com caracteres itálicos e redondos de vários corpos, é 
embelezada com diversas letras iniciais (de vários tamanhos) de desenhos de fantasia e 
com dois cabeções decorativos (um a encimar a Dedicatória ao Príncipe D. Theodosio, 
outro o texto da obra propriamente dito, tendo o primeiro^^ao centro, as conhecidas 
iniciaes emblemáticas da companhia de Jesus : I H S). 

A portada apresenta, entre outros desenhos alegóricos, as seguintes figuras simbólicas : 
do lado esquerdo a Fé e do lado direito a Piedade; no alto, dentro de medalhão, a 
aparição de Cristo a D. Afonso Henriques antes da celebre batalha de Ourique, 
por baixo do medalhão o escudo das annas portuguesas ; na parte inferior (centro 



AZEVEDO - SAMODAES 77 



da base da gravura) vêem-se três pessoas (Egas Moniz, sua mulher e 61ho?) orando 
em frente da imagem da Virgem, ladeada por duas velas acesas. 
Obra interessante e estimada. Edição única dada á estampa. Malto rara e valiosa. 
Belo exemplar. 

M3-2r,— — RBLAC.AM H DOS GLOHIOSOS 1| SUCCESSOS, QVE AS ARMAS 

DK I] Sua Mageltade ElRey D. lOAM IV. N. S. .tinerão || nas terras de Cal- J\ ^ ^ '■ 

tella, ncfte nnno de 1644. até a || memoraiiel victorla de Montijo. || Afio ^ 

(Grande escudo de armas renis de Portugal; gravura em madeira) 1644. |] 
Com todas cis licenças nerej'f(irias. [\ Em Lisboa por António Aluarez Impr. 
DelRey N. S. — In-4.'' de 34 pags. nuiiis. e duas jnunis., finais. B. 

Na primeira das 34 pags. prels. vem o titulo transcrito acima ; a segunda em branco ; e 

de pag. 3 a 34 o texto da Relaçam, que fecha com o usual «FINIS LAVS DEO.» 
A primeira das duas pags. inums. finais insere as 'L/CENC,AS» permitindo a impres- 
são : e a segunda, encimada por um cabeção ornamental e rematada por um florão 
decorativo (gravura em madeira), a declaração e subscrição final : cDE MANDADO 
DE SVA II Mageftade. , Com todas as licenças itecef farias. \\ Em Lisboa por António 
Aluarez II Impreffor do dito Senhor. ' Anno de 1644.» 
Relação muito interessante, que se publicou «m o nome do autor Estimada e raris- 
sima. 

23-2tí RELAÇÃO II DOS SVCOESSOS, QVE |i NAS FliONTKIRAS DESTE 

REYNO II tiueraõ as armas DelHey DOW IOaM d 1| (jVARTO N. S. com as / /."ji {'D 



de Cíiitella, deípois || da jornada de Montijo até fim do annu || de 1644. com 
a victoriola de- 1| feia de Eluas. || Anno (Escudo d'armas reais de Portu- 
gal ; gravura em madeira) de 1645. jj Com Iodas as livençns necefsarias. || EM 
LISBOA. II Por António Aluarez Impreílor DelBty N. S. — In-4.° de IV 
pags. (prels.) inums. e 95 nums., além de mais uma inum., final. Des. 
Na primeira das IV pags. prels. o titulo acima transcrito j na II as <ERRATAS.» ; e 

nas III e IV as >-LICENC,AS.- permitindo a impressão. 
Na pag. inum. final, ladeado por dois anjos empunhando cada um seu pendão da or- 
dem Cristo (além de outros ornatos alegóricos pela parte inferior), vem esta outra 
subscrição final: Com todas as licenças necef farias. \\ZWi LISBOA. |l Por António 
Aluarez Impreffor '■ delRey N. S. Anno 1645.» 
Relação interessante e RARÍSSIMA, publicada sem o nome do autor. — Exemplar per- 
feito, salvo leve mancha na parte inferior das ff. 

'J:í'27 - Paiva (Manml José de). — Antídoto gramatical Balsínno Preservatis-o da 

coniipçaõ da língua Latina, ou curioso descolirimento dos principaes ^ }ii S ^ 

erros, barbaridades, e incoherencias do novo Melhodo para aprender a 
dita Lirigua. Oferecido a seu mesmo Aidhor Por Silvério Silvestre Siheira 
da Silva (pseudónimo). . . En Valência: En In Impr nla de Antomn Baile 
Annu I7õ0. Com tas licencias necessárias. In-4 '■ r\^^ VII 1-1 17-111 pags. E. 
Na primeira pag. prel. o titulo (adornado por cercadura); e nas III a VIII: tCARTA 
■| NUNCUPARIA.» (datada e subscrita no fim : cCarnaxide 5. de Dezembro de 1750. 
; De V. Pat. ;' Zelozo Amigo 1| Siverio Silvestre Silveira da Silva.*). 
Escrito a propósito da celebre questão literária motivada pela publicação do Novo me- 
tltodo de gragimatica latina de Ant. Pereira de Figueiredo. -Estimado e pouco fre- 
quente no mercado. 
Encadernado Juntamente : «Catalogo das obras impressas e manuscritas de António Pe- ^ /í^ Ji. '~~/^ 

reira de Figueiredo... (Por Francisco Manuel Trigoso de Aragão Morato). Lisboa. c/^ ^ 

M. DCCC. Na Offic. de Simão Thaddeo Ferreira... In-4.o de 74 pags. 

•^328 Governo do Mundo em secco, palavras embridhadas em papeis, 

ou escritório da razão, Exposto no progresso de hum Dialogo, em que saõ 



78 CATÁLOGO DA LIVRARU 



inleriocutores hum Letrado, e seu Escrevente, e as mais pessoas que se 
propu/eram. Author Silvestre Silvério da Silveira e Silva (pseudónimo . 
Lisboa. Impresio á cMsía de Luiz de Mornes . M. DCC.LI. Com todos as 
licenças necessariat. In-4.o de XXXI1-3091I pags. 

II. Tomo Oflerecldo ao senhor D. Joseph Mascarenhas e Lemos, 

Marques de Gouvea.. . Por Manoel Joseph de Paiva. (Vinheta ornamental). 
Ihi. Na Ojjie. de Domingo» Rodriques, aos Anjos. MDCC.LI. Com as licença» 
necessárias. E Privilegio Iteal. In-4.° de XXVI1I-.385-ÍI pags.— 0.< dois tomos. K. 
Livro curioso, apreciado e pouco vulgar. 

2329 Infermidades da lingua, e arte que ensina a emmudecer para me- 

^_ Ihorar. Aulhor Silvestre Silvério da Silveira e Silva. Invoca-se a prole- 

o ^ cçam do glorioso S.° António de Lishoa. Liúoa: M.JjC'J. LX. Na Offic. de 

Manoel Aiitonio Monteiro. In-i." de X-2t2 pags. E. 

No alto da 2.» fl. prel. vera uma vinheta reproduzindo a imagem de S. António. 



56'-* 



2330-Paiva de Andrade, U° (Diogo).— DE \\ SOCIETATIS 1| lESV ORIGINE. 
LOVAMI. . A 11 no 1560. 
(Do f>'onli^picto daihos a seguinte e.racta rejirodnção fotozineográfica) : 

SOCIETATIS 

lESV ORIGINE, 

L I B B L L V S. 

Authore D. lacobo Payua Lufitino, 

ac Sacif TheologijE Doftore, 

contra Kemnicij cuiuT» 

dam petulante 

auaaciá. 




L O V A i-í n, 

Apud Ruigerum Velpium, Typog.J^fJt. 

Sub. Cítlro Anpchco. , 

Anno tfif, 

( O original mede llQxGomm) 

ln-'\o peq. de LXXVI pags. inums., ou sejam cinco cadernos de im- 
pressão, de oito ff. cada um, rubricados, no pé da frente daè Ires pri- 



AZEVEDO -SAMODÃES 79 



meiras fl'. de cada um deles, respectivamente : o ij (á primeira fl. deste 
primeiro caderno competia a rubrica a, porém nSo a apresenta), a iij a e, 
e ij, e iij. E. 

Na primeira pag. vem o titulo acima reproduzido; na II um preambulo: <TYPOGRA- 
PHVS II Pio Lectorí.^ ; de pag. III a IX a Dedicatória : «INVICTISSI- ;; iVlO, ATQVE 
RELIQIO- i| SISSIMO SEBASTIANO PRl- || mo, Diuliio benejicio Lufitaniw, ^ || 
Algarbiorum Regi, Africce, || JEtiopite, Arábia, || Pérsia-, Indlwque, || Domino \\ laco- 
bus Payua Andradus S. |l S empiterimmq ; jelicitatem D.' ; de pag. X a XXIV : ^ lA- 
COBI PAYVA 1: ANDRADII LVSITANI, || Doctoris Theologi, in || libellum de Origi- 
II ne Societatis II lefu. ,; Prafatio.»; de pag. XXV a LXXV o texto da obra propria- 
mente dito ; e na pag. LXXVI e ultima, ao centro, a marca do impressor, que tam- 
bém vem no frontispício e que se pode ver no •fac-simile» que deste damos acima. 
Livrinho interessante e estimado, descrito por Barbosa Machado a pags. 686-687, do 

tomo I da sua Bibí. lusitana. 
Edição primitiva e parece que a única que se deu á estampa; impressão nitida, apre- 
sentando caracteres redondos (no preambulo ao leitor, e no texto propriamente dito da 
obra) e itálicos (parte dos titulos que encimam as peças citadas, o Prefacio e uma 
declaração com que fecha a pag. LXXV, além das notas ou citações marginais que 
algumas pags. apresentam). Os exemplares são RARÍSSIMOS ; não temos noticia de 
que algum tenha vindo ao mercado de ha muitos anos a esta parte. 
Este pequeno tratado é o primeiro de dez que o autor composera e publicara sob o ti- 
tulo genérico de: «Orthodoxarum explicationum Libri X... ColorUce, Apud Marti- 
nam Ckolinarum, 1564', in-8.o; e depois reimpresso em Venetiis, Apud Jordam Zil- 
lettum, 1574, ia-4.o. Foi também vertido em francês, imprimindo-se a versão em 
Lugduní, Por Miguel Jove, 7565, in-8.0' 

â331 SERMÕES II DO í| D0VT(3R DIOGO || de Payua de Andrade || P)i- 

meií-a parte, jj Comera no pr." domingo do || Aduento & acaba na fefta || do 
Santiílimo II Sacramento. II /?eííopiín(/o,f dos proj^rios originai» por \\ f. Manoel 
da Conceição feu fobrinho \\ da ordem dos Eremilaí de || S. Agof linho. 

Estes dizeres, abertos a buril, acham-se dentro de um portada ornamental, também gra- 
vada a buril em chapa de cobre. Na base da mesma portada o registo do logar e 
data da impressão : 

Com licença da sanda inquisitau. \\ Em Lisboa por Pedro Crasbecck a" 1603. \\ 
Com PriuHe". In-4.'' de, além da portada, XXV IV. (prels.) inums, e 3o5 
nums. na frente, afora uma em branco, final. 

As XXV <f. prels. compreendem: Alvará de priuilegio régio («... Francifco Ferreira fez 
em Lir-|(boa a três de Janeiro de mil feifcentos & dous. Pêro da;;Cofta oíez ef- 
creuer.- II REY.>) (frente da fl, 1 ; verso em branco); <LICENC,AS.> permitindo a 
impressão (frente da fl. II) ; <AO RETRATO E ,; LIVRO DE SERMÕES DO D. |; 
DIOGO DE PAYVA D'ANDRADE, |l Soneto de Francifco d'Andrade || feu irmão.« 
(verso da mesma fi. II) ; cOVTRO (Soneto) DO MESMO.. ; «EIVSDEM CÁRMEN., 
e outras poesias latinas em encómio da obra e de seu autor (fl. III e frente da IV) ; 
Dedicatória: -A DONA lOANNA || DE NORONHA, , FREY MANOEL DA CON- 
CEIC.AÔ II DESEIA ETERNA SAVDE.. (termina: •... Deste Collegio de S.\\Agof- 
tlnho de Lisboa.-) (verso da fl. IV e frenfe da V) ; PROLOGO DE |1 FREY MANOEL 
D.\ CONCEI- II ção da ordem dos Heremitas de S. Agofti-ilnho de Portugal, que 
contem algiias || aduertencias neceffarias aquém ;; ler efta obra.» (do verso da mesma 
fl. V á frente da XIV) ; «TABOADA DAS || PREOAC.OÊS DESTA PRIMEIRA 
PARTE., (do verso da referida U. XIV á frente da XVI); .INDEX LOCORVM ll 
SACRAE SCRIPTVRAE, QVI || IN HOC VOLVMINE EXPLI- !| CANTVR, ET HIC 
FIDELI-IITER RECITANTVR.. (do verso da mesma ti. XVI ao verso da XXIV); 
e -ERROS.» (fl. XXV). 

— SEGVNDA PARTE |! DOS SERMÕES || DO DOVTOR |1 DIOGO DE 

PAYVA II D'ANDRADE. || Contem os Sermões das Feflas de N. Senhora, çj. 



é^4 



80 CATÁLOGO DA UVRARIA 



5 



dos II Santos, poftos polia ordem dos mefes. \\ Recopilados dos próprios ori- 
ginais por V. Manoel da Coaceição feii íubriniio, Heligiolo da |1 Ordem dos 
Eremilas de S. Agoftinho. || (Viniiela reproduzindo a tragedia do Calvário; 
gravura em madeira) || Com licença da Si.inta Inqvifiçãi). \\ EM LISBOA. || Ini- 

preíso por Pedro Crasbeeclv. Anno 1604.11 ■ \\ A cvsla de Simão de 

Carudlho, mercador de liuros. || Com priídlegio Rtal. In-4.° de XVI ff. (prels,) 
Iniims. e 584 pags. niims. 

Na frente (verso em branco) da primeira das XVI ff. prels. o titulo transcrito acima ; 
na frente da fl. II a ..APPROVAC.AM.» de Fr. Manoel Coelho (datada : «... Em S. 
Do- íl mingos de Lisboa a 27. de Março de 604»); a .LICENC.A.» (datada e subs- 
crita: «... Em Lisboa a 27. de Março de b<H.\\ Marcos Teixeira. Ruy Pires da 
Veiga,»), e uma outra peça de permissão para a impressão do livro, subscrita por 
Simão Borges; no verso da mesma K. II o «PRIVILEGIO.., datado e subscrito no 
dm: €... Pêro de Seixas o fez, em Lisboa a||qvatio de lunho de 1604. || REY.. ; 
nas ff. Ill e IV o .PROLOGO NE-,| CE3SARIO AQVEM il ler efta obra.. ; nas ff. V 
e VI e frente da VII o -INDEX DOS SER- II MOÊS DESTA SEOVNDA PAR-|i 
TE QVE TRATA DAS FESTAS !; DOS SANTOS POLLA ORDEM i| dos Mefes.. ; do 
verso da íl. VII ao verso da H. XV o «INDEX LOCO- 1| RVM SACR/E SCRIPTV- 
RjÍ, II qui in hoc Volumine continen- 1| tur, & hic Sdeliter recitantiir.. ; e na li. XV- 
as «ERRATAS.». 

TERCEIRA PARTE i' DOS SERMÕES || DO DOVTOR DIOGO || DE 

PAYVA D'ANliRADE [iCO.VTEM SERMÕES DE VARIAS \\ matérias, que 
,10 Index fe declarão. || ItKCOPlLAliOS DOS PIíOPHlOS || originaes por frey 
Manoel da Concep(;ãc feu fo- 1| briniio, Heligioío da Ordem dos Ereiíii- || tas 
do São Agoltinho. II (Vinheta com a imagem da Virgem da Oonceição ; 
gravura em madeira) || Com licença da S. hmqifição, Ordinário, ^ Paço. 
II ■ II Em Lisboa, Na Offlcina de Pedro Orasbeeck. 1615. 1| A cuda de 
Simão de Carualho mercador de liuros, ^ || vendefse na ruanoua em fua cafa. 
II Está taixado na mela Heal a 240. reis em p:ipel. — In-é." de Vlll tT. 
(prels ) inums. 6 306 (aliás 206, pois que a numcnição salta de 138 jiara 
238, seguindo esta nova ordem até final) pags. nnms. na frente. — Aa ires 
['artes em igual nvmero de vols. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das VIII tf. prels. o titulo acima transcrito; na 
frente da H. II as «LICENC,AS.» permitindo a impressão (a primeira vem datada e 
subscrita: «... Em Lisboa II 7. de Feuereiro de 615. | /\ Vicente Pereira.-) ; no verso 
da mesma foltia li e na H. III, em caracteres itálicos, o «PROLOGO.» ; na frente 
H. IV, a duas cols., o *lndex dos Sermões da Terceira Parte.' : no verso da mesma 
fl. IV as .ERRATAS . ; e de fl. V a IlVi, em caracteres itálicos, o Index das «AV- 
THORIDADES !i DA SAGRADA ESCRIPTVRA, I que neftes Sermões fe declarão... 
O titulo no frontispício desta Terceira Parte acha-se guarnecido de pequenas vinhetas 

simetricamente dispostas, no meio de dois filetes que as circundam. 
Em frente do frontispicio da Parte Primeira, em folha colaça da do mesmo frontispicio, 
vem uma gravura a buril em chapa de cobre (com a seguinte rubrica do artista que 
a executou : P. P. f.) mostrando Paiva de Andrade sentado a uma meza, na qual 
está um livro sobre que escreve. 
Clássico muito apreciado. Edição ainda a única dada à estampa, muito rara. Colecção 
completa. Bom exemplar. 

2:ia:2— Paiva de Andrade, S.oíDiOfforfe).— CASAMENTO || PB*FEYTO, II EM QUE 
SE (_;ONTEM II Advertências muyto importantes para || viverem os casados 
em quietação, j] e coritentamenlo ; || E MUYTAS HISTORIAS, \\ e aconte- 
ci:neHtos particulares dos tempos aní t- 1| y os, e >nofi«'nos.' || DIVERSOS 
COSTUMES, LEYS, || e ceremonias, que tiveraõ algumas nações do || 



AZEVEDO - SAMODÃES 81 



mundo : com varias sentenças, e documentos de ] Autores Gregos, e La- 
tinos, declarados em Por- |! tuguez ; tudo em ordem ao mesmo intento. |l 
II Por DIOGO DE PAYVA 1| DE ANDRADE. || (Pequena Vinheta ornamental : 

gravura em madeira) || LISBOA OCCIDENTAL. |1 || Na Officina de 

MIGUEL RODRIGUES, || E impresso á sua custa. || M.DCC.XXVl. Com as li- 
cenças necessárias, e Privelegio Real. lii-8.° peq. de XYI pags. (prels.) 
inums. e 416 nums., decorrendo da 401 em diante o aINDICE || DAS COU- 
SAS NOTÁVEIS.» E. 

As primeiras XV (a XVI em branco) pags. prels. inserem o seguinte; titulo (pag. I; a 
II em branco); Preambulo «A TODOS OS QUE I; vivem, e hão de viver||no 
mundo.», datado e subscrito no fim: <... Lisboa Occidental 22. de Junho de 1726. 
MIGUEL RODRIGUES.» (pags. III e IV) ; «Prologo «AO LEVTOR.» (pags. V e 
VI) ; .AO CASAMENTO 1 PERFEVTO || De Diogo de Payva de Andrada. DE D. 
FRANCISCO II MANOEL E MELLO. II SONETO.» (pag. VII); .DE MANOEL i DE 
SOVSA COUTINHO || SONETO., (pag. VIII) ; «DE D. FADRIQUE DA CAMARÁ. 
II SONETO.» (pag. X); .LICENÇAS.- permitindo a reimpressão da obra (pags. XI 
e XII) ; e .índice ,; DOS CAPÍTULOS, QUE || contém este volume.» (pags. XIII 
a XV). 
Obra clássica e, no seu género, muito curiosa e estimada. Reimpressão já bastante rara 
no mercado. Exemplar muito bem conservado ; porém com as ff. de prels. reimpres- 
sas, por meiado do século XIX, na tipografia particular do Conde de Azevedo. 
A edição original, muito rara, foi também impressa: Em Lisboa, Com todas as licenças 
necessárias. Por lorge Rodriguez. A/tno 1630., e consta de um 4.o peq. de XX pags. 
(prels.) inums. e 242 nums., além de uma outra inum., de Erratas, e uma em branco, 
finais. O titulo no fronlispicio acha-se adornado de uma vinheta e circundado por 
tarja de composição tipográfica. 

5333 EXAME || D'ANT1GVI- || DADES. ij COMPOSTO POH DIOGO DE || 

Payua d'Andrada. |1 PARTE PRIMEIRA. || BEPÂRTIDA EM DOZE TRA- 
TADOS, \\onde fe apiirão hi florias, opimões, ^ curto/idades per- || ten- /-/ ^// 
cetites ao reyno de Portugal, Çj- a outras partes. || def d'a criação do 'f O r^ 
mundo até o anno 8403. \\ DIRIGIDA AO PRINXTPE DOM || Felipe noílo fe- / 
nhor. II (Escudo darnias reais portuguesas; gravura em madeira) i| Co«i 
as licenças necef farias. \\ Em Lisboa impreílo na oEBcina de lorse {sic) 
Rodriguez. || Anno lfjl6.— In^." de IV ff. (prels.) inums. e 123 nums. na 
frente. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das IV ff. prels. e titulo apima reproduzido 
(guarnecido de cercadura constituída de peqs. vinhetas ornamentais simetricamente 
dispostas) ; na frente da ti. II as «LICENC.AS.» permitindo a impressão, e as «ER- 
RATAS.» ; no verso da mesma ti. II uma poesia em latim («FR. lOANNIS ]| DE 
CEVTA, INTER MINORES II MAGISTRI MAXIMI, IN GRA- tiam huius operis, 
Cármen..) e a 'tTAXA.' ; na frente da ti. Ill a Dedicatória .AO PRÍNCIPE || DOM 
FELIPE NOSSO , SENHOR.», subscrita : «Diogo de Payua d'Andrada.> ; do verso 
da mesma li. III a parte do verso da IV o «PROLOGO.»; e na restante parte do 
verso de ff. IV: «IN LAVDEM VTRIVSQVE !! AVCTORIS INCERTVS || Auctor mit- 
tit.» (Epigrama (?) em latim e grego). 

Esta primeira Parte (única que se publicou) compreende doze tratados (.TRATADO 
PRIMEIRO» a «TRATADO DVODECIMO.»). O texto apresenta abundantes citações 
marginais, em latim. 

Na composição, esmaltada de letras iniciais de desenhos de fantasia, foram empregados 
caracteres redondos e itálicos de vários corpos. A impressão, nítida, foi habilmente 
executada. 

O Exame d'antiguidades de Paiva de Andrade é livro clássico, interessante e muito esti- 
mado ; e os exemplares são hoje em dia BASTANTE RAROS, sobretudo quando 
completos e perfeitas como está este nosso. 



82 catXlogo da livraria 



^/' 



O 



.u 



o o 



%fiò'o 



2334-Palva (Fr. SebaHião de).— HISTORIA || PAR^ENETICA || DOS DOVTORES 
ANTIGOS. II Scripla \\ PELLO P. FR. SERASTIÃO || de Payiia, Pregador Ge- 
ral da Ordem || da Sancliffima Trindade, Re- || dempção de Catliuos. || A || 
lOBGE GOMES DO ÁLAMO, \\ Fidalgo da Gafa de Sua Mageftade, \\ Caml- 

leiro da Ordem || de Chrifto. || — || LISBOA. || Na Offlcina de Henrique 

Valente de D Oliueira. Anno 1657. In-8.* peq. de ante-rosto gravado e VI 
(Inums.)-343 pags., além de duas em l)ranco, finais. E. 

O «nte-rosto jpresenta o» seguintes dizeres : «HISTORIA 1| PARííNETICA || (Logar do 
escudo dVmas de Oomes do Álamo) || DOS DOUTORES J ANTIGOS.» O escudo 
d'armas é aberto a buril em chapa de cobre, apresentando a gravura a seguinte ru- 
brica do artista que a executou : Luis. 
As VI ff. prels. compreendem: frontispício, Dedicatória -A JOROE OOMES || DO 
ÁLAMO.»; .LICENÇAS.», e Índice (.DOVTORES, || cujas vidas fe efcreue || nefte 
liuro...). 
Obra clissica e estimada. Edição original. Rara. Belo exemplar. 

Q.^lSfi— P«lv« • Pona {António df)-— Addicc,oens a' Orphanologia pratica, Obra 
poslhunia, que deixou composta na Língua Latina o Dezemhargador.. . 
Traduzida por Jozé de Barros Paiva, e Moraes Pona... Porto: Na Offic. 
do Cap. Manoel Pedroso Coimbra, M. DCC. LXl... ]n-A." de VIIl-318 
pags. E. 

Llrro pouco frequente no mercado. Bom exemplar. 

2.136- Paiva • Pona (/)»-.).— Talent de bien faire. O Infante D. Henrique. Nu- 
mero unino, commemorativo das festas do 5.° centenário na cidade do 
Porto, em 4 de março de 1894. Biografia do Infante pelo Dr. Paiva e 
l>ona... Retrato em pliolotypia, feila sobre o desenho original do pintor 
Júlio Costa. Porto: MDCCCXCIV. Editores Costa d: Portella (Porto: Typo- 
gratia Occidental, 80— Rua da Fabrica— 80— 1894). In-fol. gr. de 8 pags. e 
o retr. do Infante D. Henrique (impresso em separado), além da capa da 
brocliura, onde vem o titulo acima transcrito. B. 

Bela edição em papel de Unho ; impressão nítida: pags, a duit cols. Pouco frequente 
no mercado. 

23B7-Palxao [Fr. Arsénio do).— LIVRO || ORDINÁRIO || DO OFFICIO DIVI- 1| 

NO, E CEREMONIAS ||da Ordem de Ciíter, da Con- || gregaçaõ, & Obíer- 

uan- II cia de S. Maria de Alcobaga. || NOVAMENTE REFORMA- || do, 

emendado. ^ acrecentado pelo || Reuerendif sinto Padre Fr. Ar- \\ fenio 

da Paixaò, fíeligiofo \\ da me/ma Ordem, gj- 1| Geral que foi || delia duas 

II vexes. II EM LISBOA. I| Com todas as licenças neceílarias. || Por Manoel 

da Sylua impreffor anno 639. In-8.° peq. de ante-rosto gravado e XX fT. 

(prels.) inums. e 303 nums. pela frente, além de uma em branco, final. E. 

As XX ti. prels. inserem o seguinte : titulo (frente da fí. I ; verso em branco) ; «LICEN- 

C,AS.. (ff II a IV e frente da V); -PROLOGOU Ao Religiofo Leitor.> (verso da 

mesma fl. V e ff. VI a VIII) ; Dedicatória : «A norfo gloriofo Padre S. Ber- 1| nardo 

offerece efte pequeno \, trabalho feu denoto fi- 11 lho Fr. Arfenio da || Paiicaõ.» (fí. IX 

e X e frente da XI) ; Vistos permitindo a impressão do livro (verso da mesma H, XI) ; 

«Erratas» (fl. XIII) ; <Inrtrucçaõ para tirar as fertas \\ mouiiflis.» (Do Áureo numero. 

-Da Epacta.-Do Concurrente.-Da Indicam. -Taboa da Pafcoa, & feftas mouiuels- 

— etd) (tf. XIV a XX). 

O texto propriamente dito da obra decorre nas primeiras 296 ff. nums. ; scguindo-se da 

i97 em diante a «TABOA DOS CAPI-||tnlos defte liuro ordi- |i nario, difportos pe- 

>las letns dopA B C.» 



«S S V M M A 5* 
Caietana,tralladacia em lingoa- 

jc Poruigues com annocaçócsdcmuvtas 
duuidas,"&:caros de confcicncui- Por ho 
Doílor PaulodePalaciocathedrJucoda 
S^cnpnjranavniucrfidadede Coi-mbra. 




rty:déd«,Crc'ê dpprmufão d') Qerdai Iff.iite. áf* 
ftèij^odcLij bot.i iijuifidoriiiirdíjleí^ryiní. 

Vaniein efta tercei raedir 3o todoí o: Dícrc(Oí do S Cí 
«ilio Tndtonno nn 2 ^oftto dm ^jfos de cõfci*» -v 
Com PrhjiteeioReií. Por dez anão» 
MD. LXVl. 

Rosto da obra descrita no Catálogo sob o n.» 2340. O original 
mede 126X7bn"ni. 

(Pag. 83) 



AZEVEDO -SAMODÃES 83' 



j/^-í'^ 



'Oõ 



o anie-rosto, alegórico e gravado a buril em chapa de metal (Almeida fes.), tem no cen- 
tro da parte superior unia peq. estampa representando o menina Jesus conduzido, 
pela mão, por Nossa Senhora e por S. Bernardo (ou antes S. José ?) : e a meio a 
effigles S. Bernardi. Este ante-rosto ou estampa alegórica não è citado por Inocendo 
nem por Pinto de Matos. 

Livro clássico e estimado. Segunda edição. Multo rara. Belo exemplar. 

Relativamente á primeira edição, veja-se o artigo : LUiro ordinário do offlclo divino {n.o 
1808). 

2338— Palácio {Manuel dei).— O amor, as mulheres e o matrimonio Contos, 
pensamentos e reflexões coUeccionados, compostos, traduzidos e enfeita- 
dos por... Vertido em lingoagem correcta. Porto: JS'a Tijp. de Manoel 
José Ferreira... 1865. In-S." de 1V-1V-437-V-4 pags. E. 
2339- Palácio {Paulo (fe).— SVMA |1 CAlETANA SA- || cada en lenguaje Cattel- 
la- II no : Con .\nnotationes de || muchas dubdas y ca || fos de coníci- || en- 
cia. II POR EL M. PAVLO DE PAL.\CIU il Natural de Granada |1 Por man- 
dado y con íippiobacioH dei \\ Heuerandifs. y Sei enifs, S. Dõ Henri- || 
que, Cardeal Ifante de Portugul, y Arçobifpo de \\ Ebora. &cet. \\ (^^ Fue 
itnpreffo em L>fboa en cofa de loannes f^? |1 Blauio de Colónia. Acabofe 
a los .XX. dias \\ de Mayo de. 1557. \\ Con priuilegio Real.— In-8.° peq. de 
X ÍT. (prels.) inums., 501 niims. pela frente e mais duas iniims., finais. E. 
N'a frente da primeira fl. prel. vem o titulo acima transcrito; no verso a declaração de visto 
de Fr. Bartolomeu dos Martyres e de Fr Diogo do Rosário permitindo a impressão ; a 
declaração: «Todo lo contenido enerte libro rubjeftallel Autor ai juyzio y determi- 
naciô de Ia fan- il cta madre yglefia.» ; e uma prevenção 'Al Lector.^ ; na ti. II a 
Dedicatória : «11 AL REVERENDÍSSIMO Y ferenijsimo Cardenal Imante don Enr- 
\\ rique Abad de Alcobaça Arco I bispo de Euora. ^c. \\ ^ ^ Epiftola dei Au- 
tor.(^ J.» ; de fl. III a V : X Ç-%^ Fray Luis de Granada i Proulndal de la prouln- 
cia de Por-'} tugal de la orden de S. Do- mingos, ai ChrlftlanoW Lector.v ; e de 
fl. VI a X, a duas cols. por pagina, o Inuentario defta fuinma.> (Tabla). 
De folha 1 a 501 (frente) decorre o texto propriamente dito da obra ; e no verso da 
mesma fl. 501, em toda a primeira e na frente (verso em branco) da segunda dal 
duas folhas inums. finais, vem Los yerros dela imprefsion.' 
Primeira edição, RARÍSSIMA, desta apreciada versão castelhana da «Suma Caietana>i 
feita por Paulo de Palácio, granatense. Foi reimpressa, pelo mesmo impressor Bla- 
vio de Colónia, em 1560, também em formato de 8. o peq. 
Inocêncio parece não ter tido conhecimento da versão castelhana que fica descrita, poU 
apenas regista a portuguesa feita pelo mesmo tradutor. Desta ultima tradução a li- 
vraria de Azevedo-Samodães possue também um exemplar, que em seguida passamot 
a descrever: 

2340 ^ SVMMA f%? || Caietana,. . . Coimbra. . . M.D.LXVI. (i566). 

(Do frontUpicio damos, em folha aparte, a exacta reprodução foto-2Íncogi'áfica). 

In-S." peq. de VI fl. (prels.) inums., 402 nums. pela frente e mais VI .^iJ^r^'^ 

inums., finais. E. 

A» VI folhas prel. inserem o seguinte: titulo, de que damos acima o •fac-simlle» (frente 
da fl. I) ; a declaração de Visto de Fr. Bartolomeu dos Mártires permitindo a im- 
pressão do livro, e a declaração do autor: -Todo ho conteúdo em efte liuro|| fubje- 
cta ho Autor ai juyzo & deter ; minação da Tancta madre igreja.> ; sendo a primeira 
composta com caracteres itálicos, e a segunda com redondos (verso da fl. I); Alvará 
de privilegio régio, datado e subscrito no fim: «Baftião Ramalho ho fez. Em Lif-lj 
boa a. xix. de Feuereyro de M. D. LXIIIl. ;: Fernão da Corta ho fez. |i O Card. 
Iffan.' (fl. II) ; Dedicatória (.PROLOGO..) «Ao Reuerendifsimo & ferenirsimo fe- 
nhor Dom Ennique Cardeal ;; Iffante... O don-|jtor Paulo de Palácio fen || prega- 



S4 CATÁLOGO DA UVRARIA 



^/ 



f* 



dor,> (fl. III) ; . ^-^ Frey Luys de Granada ^-^ || Proulncial da proulncla de Por- 
ta- \\gal da ordem de S. Domiti-\ gos, ao Chriftão\\ Lector.- (ff. IV e V e frente 
(verso em branco) da VI). 
Das VI ff. finais, as cinco primeiras, e a frente da ultima, a duas cols. por pagina, são 
ocupadas pela «Tauoada defla Summa.» ; vindo a meio do verso da mesma ultima H- 
a subscrição final, de que damos em seguida a reprodução foto-zincogriifica : 

<[Foy imprena, a prcfcntc obra da 

Summa Caiecana,cm Coimbra por 

loao de Barrcyra. Imprctror da 

vniucrfidadc.Acabourc aos, 

xxj.diasdo mcsde la- 

neyro.Annodc 

M. D. LXVI. 

A composição tipográfica foi executada com caiacteres redondos c itálicos de vários ta- 
manhos. 

Versão muitíssimo apreciada. Edição primitiva, e, ao que parece, a única dada á Iu7_ 
(No Catálogo dos livros que foram de Sousa Quimarães aparece anunciada uma edi- 
ção de Lisboa, também de 1566. Põe-se, porém, em duvida a sua autenticidade, atri- 
buindo-se a erro do catalogador, que deu, decerto, como impressa em Lisboa a edi- 
ção de Coimbra). Os exemplares, de bastante valor, são RARÍSSIMOS. O nosso está 
um pouco traçado e com manchas de agua na parte inferior das folhas; mas, ape- 
sar disso, pôde considerar-se de muito apreço, pois as pastas da encadernação (seis- 
centista defeituosa na lombada) apresentam um ex-libris de qualquer bispo, impresso 
a frio, ex-llbris para nós absolutamente desconhecido, e por isso o consideramos ra- 
ríssimo. 

Relativamente à tradução que da i-Suma Caietana» fez, também no século XVI, fr. Diogo 
do Rosário, veja-se o artigo : Rosário (Fr. Diogo ão). 

2341— Palaiseau (J. F. G.). — Métrologie iiniverselle, ancienne et nioderne, ou 
.^ rappoit des poids et mesiiits des empires, royaumes, duches et princi- 

J) '-'' pautes des quatre porlies dii Monde, Presente en lableaux par ordre al- 

phahetique de pays ou ville. . . Par. ., .íl Bordeavx ; Ches lavigne Jetme, 
Imprimeur du Boi. . . Octobre 1816. In-4.9 de xj-I-472 pags. e unia es- 
tampa impressa aparte. E. 

Relativamente á parte que se refere a Portugal -veja-se a pag. 313. 

'2342— Palissot (CTzí.ríes).— CEuvrt s de M. Palissol, nouvtlle édilion Considó- 
raWement augmentíe, enrichie de figures. A Liege, Ches Clcment Plom- 
tettx .. M. U. CC. LXXVH. In-S.", 6 vols. E, 

Obras estimadas. Edição enriquecida com o retr. de Pallissot {Pelnt en 1775 par CU. 
Monnet Peintre du Roi.-Oravé en 1777 par P. Chojjard Des.' et O.' de C. Af." 
Imp.le et du Rol d'Espag/te) e 16 lindíssimas gravuras a buril em chapa de metal, 
desenhadas por Meon e gravadas por Martinet. 

Bom exemplar; encadernação 1/2 francesa, moderna. -Rara. 



AZEVEDO -SAMODÃES 85 



2342-A As mesmas obras :—Nouvelle êdilion, revue et corrigée. A () m O O 

Paris, De Vlmprimerie cie Monsieur. M. DCC. LXXXVIU. In-S.» gf., 4 
vols. (ie IV-V11-517-II, 1V-528-II, lV-537 e lV-527-1 pags. E. 

Bela edição ; de impressão nítida. Magnifico exemplar, da tiragem especial eui papel de 
linho de excelente manufactura, porém falho do retr. do autor e das gravuras que, 
segundo Brunet, adornam a edição. Encadernação em carneira fina, da época. 

2343— Pallavicino (Card. .9/'o»Ta).— Isloiia dei Concilio di Trento, scrilta dal <^p,^^ ^^ 

Padre... delln Compagnia di Giesv... Oiioinsienje rifiutasi con autor li tes- ' 

timonianze vn'Istoria falsa diiiolgata nello stesse argonienlo solto nome 
di Pietro SoauePolano. Alia Santitãdi nostro signore Papa Alessnndro VÍI. 
Parte prima. (Armas pontifícias; gravura em madeira). /« Roma, MDCLVl- 
/. 17/ (l6.5ti-57) JVf/Zrt Staniferia d'Ângelo Beinabé dal Vernif Erede dei Ma- 
nelsi. Por Giouanni Casoni Libraro alVIntegna di San Paolo... In-fol , duas 
Parles ou vols. de VIII-1138 e Vlll-lO(3ti-LXlV pags. E. 

Primeira, e a mais bela, edição desta obra curiosa e estimada. MUITO RARA. Magnifico 
exemplar, com óptima encadernação de pergaminho, perfeitamente conservada. 

2344— Palmerin de Oliue (L'tlisloire de) filz du roy Florendo de Macedone et ^~q£ õ £> 

dela belle Griaiíe... mis en liimiere et en son enlier, selon nostre vul- '-^ 

gaire par lan Maugin : reiíue et emende per Ic même auteur. Paris, 6a- 
liol du Pré, 1Õ73. In-S." dp II ff. inunis. e 49i5 nunis. pela frente. E. 

Livro de cavalaria, muito interessante ; escrito originalmente em castelhano, e impresso, 
pela primeira vez, em Salamanca, em 1511, in-fol. gótico. Tradução francesa multo 
estimada. Edição, segundo Brunet, procurada e rara. O nosso exemplar, optima- 
mente conservado, acha-se falho do frontispício. 

Í,^4o— Palmella {Dnqne dei. — Despachos e coriespondencla do... Gollegidos e 
publicados por J. J. dos Reis e Vasconcellos. .. Lisboa: Imprema Nacio- 
nal, 1851-54. In-S." gr. 3 vols. de XIV-531, IV-593-I e IV-652-LI pags. E. 
O primeiro volume é adornado com um belo retrato do Duque de Palmela, magnifica 
exemplar, porém falto do quarto volume. 

Palmiero (P. -4)i(iceri).— Relatione delle persecvtioni. . . — Veja-se ; Letlere 
imnva delflndia, . . 
S34()— Palperiae [Jacohi Frand»ci). — Medicamentomm facultates in Mantvano 
Uymnaiso piiblicè docentis Lectio prima. K Francisco Pona philosopho, ^ 
Medico Veronensi, Mantuanis edita typis. (Marca do impressor; gravura 
em madeira).' Manlva' M. DC. XXV. Ajjvd Aurelium, & Ludoiucvm Osamnam 
fralres, Ducales Impressores. Superiorum permissu. In-4.° de 24 pags. Des. 
Na pag. 1 o titulo acima transcrito ; a 2 em branco ; nas 3 e 4 : <POMPEO SPREC- 
CHIO ; VIRO ORNATISSIMO, i Botânico insigni, & Pharmacopeo :; praestantissimo. '' 
FRANCISCVS Pona Med. Phil. Doct. \\ F. P. M. .(Datada de cVkron.t. die xx. No- 
uembris cu. loc. xxv.) ; nas 5 e 5 : .FRANCISCO PON.C ; . . . || Fr. ZENOBIVS 
BoccHivs Florentinus. .. II Botanicus Serenissimi Ducis Mantua: || ac Montisferrati, 
8ic.» ; e de pag. 7 a 24 o texto do tratado propriamente dito. 
Opúsculo apreciado, desconhecido a Brunet. Muito raro. 
Paludanus (B.).— Veja-se: //«jues Linchot (Jeon).— Histoire de Ia naviga- 
tion ... 
2347— Panorama (O), Jornal litlerario e instructivo da Sociedade Propagadora Á/^p í- 

dos Conhecimentos Úteis. Lisboa, Na Imp. da Soe. Prup. dos Conh. Uleis. 
Í837-Ô4. In-4.0 gr., 11 vols. E. 



r/^- 



^ CP 



86 catXlogo da livraria 



É a publicação periódica que mais fama conquistou no nosso mundo das letras, e que até 
o presente ainda nenhuma outra, no seu género, conseguiu ofuscar. Tem sido a fonte 
inexgotavel onde mais de uma geração de estudiosos tem ido beber preciosos ensina- 
mentos históricos e noticias e apreciações interessantissimas sobre tudo o que, ao 
tempo da sua vinda a lume, se relacionava com as artes, as sciencias e as diversas lite- 
ratriras. Entre os seus principais colaboradores destaca-se o grande historiador A. Her- 
culano, que fo! sem duvida o que mais abundantemente contribuiu para a brilhante 
luz que dimanava das suas paginas. Ha a citar ainda os nomes prestigiosos de Garrett, 
Castilho (António Feliciano de). Rebelo da Silva, Cunha Rivara, Camilo Castelo 
Branco, etc, etc. 

Muito estimada. Bom exemplar, que vai só até o volume II, compreendendo ainda assim a 
parte principal da valiosa colaboração de Alexandre Herculano, e também a dos outros 
escritores acima mencionados. 

Pantaleone (P. VíVes/no). — Relationedellecose. . . ilalla Cine ..— Veja-se: 

Letlere oinve deli' Índia. , . 

•2348— Pantlnus (Pe/nis). - PETRI PANTINI |1 BELG/E || IN EXOPTATAM D. 

LEOCADM-: II E BÉLGICA AD PRISTINOS || AVITOS QVE LARES || REVER- 

t^fí(P SIONEM II Varij generis veisus. || (Marca do impressor com a divisa: 

lij V «CONSTANTIA LABORE» ; gravura em madeira) || Antvkrpiae, II Ex offi- 

cina Christoptiori Plantini, || Architypograplii Regij. || M. D. LXXXVI.— 

In-4.0 de 15 pags., alím de uma em branco, final. Des. 

Este opúsculo, desconhecido a Branct, compreende varias composições poéticas em latim 
A impressão é feita com belos caracteres itálicos. Os exemplares são decerto RA- 
RÍSSIMOS, pois não nos consta que algum tenha aparecido no nosso mercado em 
qualquer época. 

2349— Paquisí3/.).— HISTOIHE \\ D'ESPAGNE || ET || DE PORTUGAL, || DEPUIS 

LES TEMP.S LES PLUS REGULES JUSQU'A NOS JOURS. || D'APRÉS || 

: O ASCHBACH, LEMBKÈ, DUNHAM, BOSSI, FERRERAS, SCH/EFER, ETC. || 

fP jh PAR M. PAQUIS. II TOME PREMIER. || (Coroa de louros, tendo dentro o 

^ monograma do editor) II PARIS, II PARENT-DESBARRES, ÉDITEUR, || RUE 

DE SEINE, N." 48. II 1836-38. (No verso da 11. de ante-roslo, em Ijaixo: 

«SAINT-CLOUn.-IMPRIMERIE DE BELIN-MANDAR.»i. In-8.» gr., 2 tomos 

de viiij-732 e IV-659-I pags. E. 

As viij pags. prels. do tomo primeiro inserem: titulo de ante-rosto (COLLECTIONlJ 
D'HISTOIRES COMPLETES DE TOUS ' LES ÉTATS EUROPÉENS..), registo da 
impressão (tipografia); titulo do rosto; e "PRÉFACE.). 
A composição tipográfica do texto da obra propriamente dito e das Tablts finais t a 

duas cols. por pagina. 
Trabalho histórico estimado e mui pouco frequente no mercado. Belo exemplar. 

2350— Paramo [LouU ,i).— LE MANUEL || DES || INQUISITEURS. || A Lvai.ot:\\ 
DES INQUISITIONS II D'Efpagne & de Portugal. || Oí;|| ABREGE' || Dg TOu- 
^ vrage Intitule: || DIHECTORRM INQUISITORUM, [ Gomposé vers 1358 

par Nicola» Eijmark. || Grand Inquifiteur dans le Royanme || d'Arragon. II 
/ On y a joinl une coiirte Hif loire de 1'établiffcment \\ de l' hquificion dans le 

Royaume de Portugal, \\ lirée dii latin de Lucis à Paramo. || (Pequena vinheta 
ornamental) lU USBONNE, || || M. DCC. LXII. ln-12.» gr. de 198 

pags. E. 

Na primeira pag. o titulo de ante-rosto («LE MANUEL !i DES\\ INQUISITEURS..); a 2 

em branco ; (na pag. 3 o titulo do rosto ; a pag. 4 em branco ; de pag. 5 a 10 um 

- .AVERTISSEMENT ' DE L'ÉD1TEUR.. ; de pag. 11 a 26 um .PRÈFACE || DE 

L'AUTEUR II DE VABRÉOÉ DU DlRECTOIRE\\ des IngulfUeurs.» .■ de pag. 27 a 



^ 



Ch 



f 



AZEVEDO -SAMODÃES 87 






168 o texto propriamente dito de -LE MANUEL J DES\\ INQUISITEURS.. ; de pag. 

1Õ9 a parte da 196 a «HISTOIRE il DC|i fETABLISSEMENT ; DE L'1NQUIS[TI0N 

DANS LE ROYAUME DE PORTUGAL,... : Matrit, ex Typographiá Reglâ, 1589..; 

e da restante parte da pag. 196 cm diante um «Postscriptum de l'Editeur.>. 

Livrinho interessante e muito estimado. Boa edição, que, embora se diga feita em Lisboa, 

saiu decerto dos prelos franceses. Rara. Bom exemplar. 

2351 -Parede» (Fr. Bernardo). — CAMPAS A || ESPIRITVAL || ORDENADA 1| ^ <^ O (=> 

CON PLVMAS DE SANTOS, Y DR || inlerpieles Sagrados para conqui- |l / '^ 

liar el kXm^.lDlSl-VESTAlBESBRl EL PHIMER DOMINGO DE\\ 

Aduiento hasta la Quinquagefima. \\ POR || EL P . || Predicador dei Conuento 

rte niieftra Senora H dei Cármen de anligua Obler- || uancia de Madrid. II 

(Pequena vinheta ornamental) || Com todas as licenças necef farias. || EM 

COIMRRA II Na Officina de MANOEL DIAS ImpreíTor 1| da Vniuerlidade : 

anno 1655. In-4.° de VIII pags. (prels.) inums e 456 nums. E. (perg ). 

As VIII pags. prels. inserem : titulo : Licenças permitindo a impressão : e preambulo do 

'CENSOR.' -E,di<^o multo rara. 

Paredes {Julian de). — Veja-se : Gaudara {Fr. Felipe de la). 
235'2— Partidas (Las Siete) dei Rey D. Alfonso el Sábio, glossadas por el Sr. 



D. Gregório Lopez, dei Consejo Real de las Índias. En esta impression se / /'<Ct> 

representa a la letra el texto de las partidas, que de orden dei consejo / '-^ 

real se corrigió, y publico el Dr. Berni en el ano 1758. Se reimprime la 

Glossa dei Sr. Gregório Lopez, por el tenor de la Edicion de Salamanca 

dei afio 1555. Se han examinado las citas, cotejado, y puntulizado. Se han 

corregido las matérias erratas de Imprenla. Y colocado en las margenes 

de los Textos las Leyes Recopiladas, y Autos Acordados. En obedeci- 

miento dei Decreto dei Consejo Real de 4. de Noviembre de 1759. Por el 

Dr. Don Josep Berni y Catalá... Coji Real Privilegio. Valência: En la Itn- 

prenta de Benito Monfort, aiio de il67. In-fol. gr., 4 gr. tomos E. 

Obra, no seu género, importante e muito estimada. Bela edição, de impressão niUdisstma 
em magnifico papel de linho ; adornada de seis cabeções decorativos, o primeiro 
dos quais, aberto a buril (Emmanuel Monfort Incldtt anno 1767) reproduz o biuto 
de um dos reis de Castela ? 
Os tomos I a III inserem o texto propriamente dito de Las slete partidas, e o IV o 
«Índice de las Leyes de las Slete partidas dei Rey D. Alfonso el Sábio, copiandose 
el que publico el Lie."*" Oregorio Lopez de Tovar, nieto dei Olossador, en Sala- 
manca, y OScina de Domingo de Portonariis, aiio 1J76, el mismo que se insertú ea 
la impression en octavo dei afio 1758. Por el Dr. Don Joseph Berni. ..>. 
Óptimo exemplar, com encadernação da época (século XVIII). -Pouco vulgar. 

2353— Pascal (Blaise). — Lettres écrites a un provincial par... Précédées d'uD y^ ^^ ^ 

Éloge de Pascal por M. Bordas Demoulin. . . Et suivies d'un Essai snr les //^ ò 

Provinciales et le style de Pascal, par François de Neufohatel. Varia, 
Viàot fréres, 1849. In-8.° de lV-LXIV-395 pags. E. 
Estimada. Boa edição, adornada com o retr. de Pascal (gravura a byuil—Hopwotd $$.). 

2354 Penséf» de M. Pascal sur la Religion, el sur quelques autres 

sujeis. Nouvelle edition, augmentée de la Defense. A Amsterdam, Par La 
Compagnie. M. DCC. LXV. In-S." peq., 2 vols. de XLIV-804 e VI-284-XVI 
pags. E. 

Penséesde... — Veja-se: Moralistes françnis ; — e Montalle {Louis de). 

—Les provinciales... 



C^'^ 



3Âi' 



88 catXlogo da livraru 



2355— Pascal iJ.-B.-E.).—Or\g'mes et raison de la liturgie catholiqiie en forme 
de Dictioíinaire, on nolions historiqnes et descriptives sur las rites et le 
cérémoniiil de Toffice divine, les sacmnients, les fêtes, la hiérarchie, les 
V) n^ édifices, vases et ornements sacrés, et en general sur le ciilte catholiqne, 

^ ' tant en Orient qu'en Ocoident, avec un grand nombro de notes, sous le 

titre de variótés, a la fin des artiules ; snivies dNin tr.iile de Liturgie arme- 
nienne, traduit en français siir le texte italieii du pêro Gabriel Avedichian, 
Par rabbé. . Peht-Monirovge, Chez réditevr. . íS-i-/. (No verso do anto- 
■ -rosto: «Intprimeiie cnlholique de Mir)ne,à Montrouge.»). In-8.° max. de 1304 
cols. E. 

Livro estimado e pouco romuui no mercado. Óptimo exemplar. 
Paslo (P. Francesm). — \,e\teTa annva lii Giappone... — Veja-se : Lellerc 
annra dvlVIndia . , 
23o6-Passaglia iP. C/iaWct).— Etiide .sur la Vie de Jesus de Krnest lienan, 
par le... Tradnil par Fran(;ois Sampieri... Paris: Denlu. . . 18(13. (Impr. 
de L. liiilfrlin et C.c). In-S." de IV-3-20 pags. R. 
2:'57— Passarellus {Caj.). — Rellnm lusilanum ejusque regni s^paratio a regno 
Castellensi ciim abrogatione super adjecta Alfonsi regis lusitani. Lvgduni. 
Aptid Anissonioe, Joan. Posuel, & Vlnud. Ttiíi^ud. M.DC.I.XXXIV. In-fol. de 
XX-532-8 pags. E. 

Obra interessante e estimada. O titulo, embelezado com a marca do impressor (gravura 
em madeira), é impresso, alternadamente, a preto e a vermelho. Rara. Bom exem- 
plar ; apenas a ene. já um pouco cansada. 

2358— Pastoret (M. rfe).— Moyse, considere cotume législateur et comine mo- 
ralisle. A Paris, Buisson, 1788. In-8.» de IV-599 pags. E. 

23Õ9- Zoroastre, Confuciíis et Maoniet, í^oniparôs comme Sectaires, Le- 

o (p gislateurs, el Moralistes ; avec le Tableau de leurs Dogmes, de leurs Lois 

& de leur Morale. Par.., A Paris, Chez Bhí.ssoh... M.DCQ.I.XXXVII. ., 
In-8.» de VIU 477-1 pags. E. 

Obra estimada. 
Patentes dos privilégios perpétuos, graças 4 mercês de D. Pliilippe I— 
Veja-se : flo»çalve.s Prtio (Simão). 
2360— Patuleia (A). — Catalogo dos documentos manuscriptos que pertenceram 
^ C ^ Jo^P '^^ Silva Passos, e que foram otlerecidos á Real Bibliotheca Publica 

Mimicipal do Porto, por D. Anna l.uiza Rodrigues de Freitas. Porlo Iiii- 
prenua Pnrtugueza, 1909. In-4.<' gr. de VlII-fiOO pags. E. 
Trabalho muito bem elaborado e de bastante curiosidade. Estimado, 
ffltil- Paula de Santa Gertrudes Magna {Fr. Francisco de^.— Ode. Offerecida 
^ y ao... Senhor D. Kr. Joze' da Santi Escobistioa, Bispo eleito de Pernam- 

/ r} ^ buço. Por hum Monge Benedictino. Lisboa: Na Ojjic. l\nnesiana. Com Li- 

cença da Mesa do Desambaryo do Paço. (s. d.— 181...). In-4.° de 12 pags. B. 
Paul! (//íeroni/iHí).— De stumiaibus ^ montibiis Hispaniae mss. — Veja-se: 
DE HEtí VS HISPANIGIS, L VSTTAiMClS ... ,■ 

Vrbis descriptio Episcoporum cathalogus. mss. — Veja-se: DE 

REBVS HISPANICIS, LVSITANICIS . . . 
2362— Paulmier (.árf.). — Dictionnaire français-arabe (Idioma parle en Algérie). 
Contenant: . . . Par. . , Ouvrago composé à Alger et vérifié par plusieurs 






qíoc 



M 



òf 



fH 



íi,- 



AZEVEDO -SAMODÃES 89 



Mò- 



savants indigènes. Parh, Hachetle el CM, 18'>0 (Typ. Arbiev). In-8.° de 
XX-911 pags. E. 

Apreciado. Na impressão empregaram- se caracteres árabes e latinos. 
2363-Pausanias. -PAVSANI.E || DE FLOREN- !| TISS. VETERIS GR.E- || CIAE 
líEGlOMBVS COM- II MENTARIl II .1 IIOMVLO AMASAEO, \\ iiiro ntri/q : 
lingud' peritifx. fiiiiiimt \\fide ac diligcntia, comierfi. \\ Cum indico & reriini & 
verboriiui II locupletiísinio. II (Marca do iinprrçsor com a divisa— PALMA 
ISING. ; gravura em madeira) || BASILE A E, pei- Michaelem Jfingrinium. \\ 
.4íiíio/aÍM</.s /ii/mona', M.D.LVII. In-S." peq. de XVI pags. (prels.) inums., 
80â nums., e mais CXXXVIII inums.. além de uma com a marca do ini- 
■ pressor e uma em branco, finais. E. (perg ). 

Na primeira das XVI pags. prels. Yem o titulo transcrito acima ; na pags. II : «DECEM 
REQIONUM A PAV- ; fania luculentifsimè defctiptaram, \\ elenchus.^ ; de pag. Ill 
a IX uma EPISTOLA de .ROMVLVS AMASAEVS '; ALEXANDRO , FARNESIO CAR 
lldinali Pauli 111. Pontificis maximi || nepoti S. P. D.» (datada no fim: -... Romce, 
Idib. Martij. : M D.XLVIl...) ; nas pags. X e XI : .SCRIPTORVM, QVORVM PAV- 
SA- Unias in hoc opere uel teftímonijs utitur, uel faltem \\meminerit, iioinina.«: e 
de pag. XII a XV (a XVI em branco) : «ARTIFICVM, QVl AD VETERIS || Gracte 
ornamenta (edificando, fcalpendo, pin, \gendo, fingendo, ctetandoq ; etabo-\\ raram 
nomina.y 
As CXXXVIII pags. inums. finais inserem, a duas cols. por pag., o: "RERVM INSl- 
QNIVM AC NOTATV DIQNARVM, QVAS ; P.WSANIAS HISCH COMMEN-|| 
TARIIS COMPLEXV3 E3T, INDEX ij PERQVAM COPIOSVS... 
Magnifica edição desta obra interessante e muito estimada : de nitida impresíão com 
belos caracteres itálicos. Rara. Óptimo exemplar. 

2364— Paz (Fr. Francisci da). — Compendio dos principies da Grammatica he- 
braica, no tjual se explicão breve e claramente as regras fiindamentaes /^jí( O C> 
desta lingua. Por... Religioso da Terceira Ordem de S. Francisco... Se- 
gunda edição Correcta, e ai;crescentada com muitas Regras necessárias 
para a intelligencia da dlla lingua. (Escudo de armas de Portugal). Coim- 
hra, Nd Real Imprensa da Universidade. 1826. In-4.'' de 162 pags. e uma fl. 
desdobrável. E. 

Estimada e pouco comum no mercado. 
Peacock ((íeo'-|}e).— Veja-se: Mason (./. A.). — A leatrise .. 
231)5- P«draça (P. Julien de).— MEMORIAL || Presente au Roy d'Espagne, Povr 
la ííf/ftH.çc de In reptilalinn. de la digni'e, ^ de la persunne de VlUuslrimme || 

^ Beiierei\dissime\\ DUM BERNARDINO || dk Cardenas || Evesque de Pa- ^/"i9Ít C O 

r.-iguay dans les Indes,. . || Conire les Reltgieux de la compaijine || dp Jesus. |j 

Et pour répondre aux Memoriaux presentes || a si dite Majesté, Par le P. 

.lULiEN 11 DE Pkdkaç\ Procureur general || des .Jesuitt-s dans les Indt-s. || 

Tradvil fidellenieitt stir rimprimc E»pag)iol. || (Marca esfera ; gravura em nia- 

iteira) || M. D'',. i.XlI. (S. ind. de log. de tmpr.). In-12.° de 3á2 pHgs. E. (p. }•;/.). 

Livrinho interessante e valioso para a história dos jesuítas e de varias missões religiosas 

nas índias ocidentais. Linda e bem executada edição Elzevir. Belo exemplar, com 

óptima encadernação de pergaminho, bem conservada. Na guarda da frente está 

colado um pequeno quarto de papel em que se acha impressa a seguinte curiosa 

nota acerca do merecimento deste iVlemorial : 

«Memoire fort intéressant dans lequel on trouve des détails sur le gouverne- 
ment des Jésuites au Paraguay, la guerra q'ils firent à Tévêque de cette province. 
la prise de la ville de 1'Assomption par leur armem dMndiens, etc. 

<M. Ternaux ne fait pas mentíon de ce memorial dans son catalogue. Quant à 
Toriginal espagnol, nous ignorons la date de sa pnblication, mais il fut reim- 



90 



catXlogo da utraria 



prime en 1768, a Madrid, dans la ColUcclon general de documentos tocantes a 
la persecutíon que los regulares de la compania de Jesus suscltaron y slgulerou 
tenazmente desde 1644 hasta 1660 contra el Obispo dei Paraguay, etc, 2 vol. in-4 «> 

2;f6ti-Pedro (O.-Conde du liarcelus).— NOBlLIAltlO 1| DE || ... EN HOMA... 
'^ILO^ M D C X L. (1640). 

-í' ^'^ {Do frontispício damos a i^eyuiiile exada reiírodurão jutu-zincográlica) : 



NOBILIÁRIO 

DE D PEDRO 

CONDE DE BRACELOS 

HIIO DEL REY DDIONIS 

DE PORTVGAL. 

ORDENADO Y ILVSTRADO 

CON NOTAS V índices 

POR IVAN BAVTiSTA LAVANA 

CORONISTa MAYOR DEL KEYNO 
DBPOR.TVCAL 




E N ROMA, 
Por Eílcvan Paolinio M D C X L 



Con licencia de los Superiores. 



(O original mede 301x192'""') 
In-fol. gr. de XVI pags. (prels.) inuins., 402 nuiii^., e mais uma inum., 
urna em branco e XXXIV inums., finais. E. 

As XVI pags. prels. compreendem o seguinte : titulo de ante-rosto («NOBILIÁRIO || 
deli; CONDE D. PEDRO.») (pag. I ; a II em branco); linda portada alegórica,- 
de que damos, em H. aparte, o <fac-simile- bastante reduzido (pag. III ; a IV em 
branco) ; titulo do rosto,— reproduzido acima em toto-zincogravura (pag. V) ; dnis 




órico da obra descrita no Catálogo sob o ii.» 2366. O original mede 363X240'nni. 

(Pag. 90) 



AZEVEDO -SAMODÃES 91 



licenças permitindo a impressão: uma de «Io. Bapt. Epifc. Camerin. Vicefg.», ou- 
tra- «Fr. Thomas Aquaviva Magifter, 8i Socius || Reverendirr. P. Fr. Vicenti) à Flo- 
ren-l|tiola Ord. Praíd. S. A. P. Magirtri. (pag, VI); prologo «AL LETOR.., subs- 
crito por «Ertevan Paolinio.. (pags. VII e VIII); Dedicatória -A DOM: MANOEL 
DE MOVRA CORTEREALIIMARQVESII. DE CASTEL RODRIGO ,; CONDE I. 
DE LUMIARES II GRANDE DE ESPANHA || SENHOR DA VILLA DO LAMEGAL || 
... II CAPITÃO GERAL |E GOVERNADOR HEREDITÁRIO : DAS ILHAS, TER- 
CEVRA, S. lOROE, FAYAL, i! E PICO, E DA TERRA NOVA || ...... datada e subs- 
crita no fim: >.., Madrid,' 21. de Mayo 1622. louõ BautiCta Lauanha.^ (pags- IX 
a XI; a XII em branco); «PROLOGO ^ DO CONDE D. PEDRO» (pags. XIII e 
XIV); e: «NOBILIÁRIO í DE D. PEDRO || CONDE DE BRACELOS |i FILHO DEL 
REYIIDOM DINIS||DE||PORTVGAL. IKVinheta ornamental) II TITVLO I. (II e 
III) (pags. XV e XVI). 
Nas 402 pags. nums. vem o texto do Nobiliário propriamente dito ; na pag. inum. ime- 
diata uma Advertência informando que a continuação do Nobiliário se poderá en- 
contrar: na parte referente ás famílias castelhanas, nos tratados genealógicos de 
Aponte e Alonso Lopez de Haro ; e na referente .is famílias portuguesas, nas obras 
nobiliárquicas de Damião de Góes e D. António de Lima; -as XXXIV pags. inums. 
finais, a três colunas, compreendem os seguintes índices : 

• ÍNDICE DE LOS APELIDOS I! DESTE NOBILIÁRIO.» 

«ÍNDICE DE LOS TITVLOS, V SENORES|| DESTE NOBILIÁRIO... 
«ÍNDICE i| DOS NOMES PROPIOS DOS VARÕES, ! DESTE NOBILIÁRIO... 
Este ultimo índice fecha com esta outra subscrição : 

«EN ROMA II Por Eftevan Paolinio MDCXL j! CON LICENCIA DE LOS SVPERIO- 
RES.». E a seguir um pequeno florão de remate (gravura em madeira). 
Primeira edição deste famoso Nobiliário do Conde D. Pedro, obra de alto valor e uma 
das primeiras entre as suas similares portuguesas. A composição tipográfica apre- 
senta caracteres redondos de vários corpos e alguns itálicos ; e a impressão, bas- 
tante nítida, assenta em magnifico papel de linho, sensivelmente encorpado. Todas as 
pags. conteem divisões constituídas por dois filetes paralelamente dispostos, sendo 
de maior largura a da margem exterior, que é a que insere as Notas de Baptista 
Lavanha ao texto do Nobiliário de D Pedro. A esmaltar o trabalho tipográfico, que 
denota a muita perícia dos artistas que o executaram, vêem-se algumas letras iniciais 
e alguns pequenos Horões ornamentais de remate (gravura em madeira). 
Apensas ao volume, apresenta este nosso exemplar mais 46 pags. nums. e VI inums. 
impressas em papel menos encorpado e com caracteres muito mais reduzidos do 
que os empregados no Nobiliário. A sua impressão supomos que se efectuou em 
Lisboa ou Madrid. Essas paginas (a duas colunas) inserem o seguinte: 
«NOTAS II DEL || MARQVES DE MONTEBELO jl AL |1 NOBILIÁRIO DEL CONDE 
D PEDRO., (pags. 1 a 20). 

• NOTAS ;i DE ÁLVARO PEREYRA (aliás Ferreira) DE VERA || AL || NOBILIÁRIO 
DEL CONDE D. PEDRO.» (pags. 21 a 31). 

• NOTAS||DE||MANVEL DE FARIA V SOVSA !| AL || NOBILIÁRIO DEL CONDE 

D. PEDRO.» (pags. 32 a 46). 

E, dispostas a três colunas por pagina : 

•TABLA II DE LOS APELIDOS, Y SOLARES QVE AY EN LAS NOTAS ;; dei 
Marques de Montebelo.». 

• TABLA II DE LOS TITVLOS CONTENIDOS EN ESTAS NOTAS DEL |1 Marques 
de Montebelo.*. 

•TABLA II DE APELIDOS Y OTRAS COSAS, EN LAS NOTAS DE |1 Aluaro Ferreyra 

de Vera.». 

•TABLA II DE ALOVNAS COSAS CONTENIDAS EN LAS NOTAS || DE |l Manuel d- 

Faria, y Soufa.» (pags. inums. finais I a VII ; a Vlll em branco). 
A rematar o texto das Notas do Marques de Montebelo vê-se um escudo das armas reais 

portuguesas ; o das Notas de Álvaro Ferreira de Vera tem um florão ornamental ; o 
das de Manuel de Faria e Sousa outro florão ornamental, de menores dimensões que o 
anterior ; e o das Tobias ainda outro ãorão ornamental (ou talvez a marca do im- 



92 



catXlogo da livraria 



pressor), qtie tem no alto um serafim, nos lados dois anjos com meio corpo de sereia, 
no centro, adentro de pequeno oval, uma palmeira com um fitilho na base do tronco, 
em que se lê a legenda ou divisa : — «Curuae Resurgo.» ; e na base, dentro de outrn 
pequeno oval, uma divisa e as iniciais : I C (Juan de la Costa?). 

Os exemplares desta edição primitiva, muito estimados dos bibliófilos, são actualmente RA- 
RÍSSIMOS, sobretudo quando acompanhados das Notas mencionadas e no óptimo 
estado de conservação em que o nosso se encontra. 

O Nobiliário do Conde D. Pedro foi traduzido em castelhano por Manuel de Faria e Sousa, 
sendo essa versão publicada em Madrid em 1646, e da qual possue a Livraria Azevedo- 
Samodães também uni belíssimo exemplar, que descrevemos em seguida : 

2i67 NOBILIÁRIO II O/?/,... ES MADRID \\\>ot Alonfo ile Pi.rudes. 

MDCXLVI. 

{Do fronli»iiicio damox a exacta reprodiirãu f olo-zincngráftca que .tetiue] : 



Ò 



^ici 



c> 




In-fol. de XXVIU pags. (prels.) inuras , 725 nums. (aliás 563, pois que de 
403 em diante a nuiueiutão se faz por colunas) e mais XII inums. finais, 
.que inserem, a quatro colunas, as diversas Tablat. E. 



AZEVEDO -SAMODAES 93 



Na primeira (a segunda em branco) das XXVIII pags. prels. a elegante e artística portada 
acima reproduzida em «fac-siniile> ; nas pags. III e IV as tLICENCIAS.» permitindo a 
impressão, 'FE DE ERRATAS ', declaração acerca das mesmas (datada e subscrita; 
«... En i: Madrid Septiembre 16. de 1646. || D. Carlos Murcia 1! de la Liana.-) e 'SVMA 
DE LA TASSA»; na pag V cADVERTENCIAS 1| fara que te entiendaii las abre- 
viaturas coii que vá Impreffo efte , Libro; i para que fe lialle facilmente lo que 
en èl Se bufcare.^ ; de pag. VI a XII o «ELOGIO.» (em latim e castelhano) de Ma- 
nuel de Faria e Sousa, encimado pelo retr. do mesmo escritor (gravura toscamente exe- 
cutada em madeira); nas pags. XIII e XIV a Dedicatória «AL SENOR || DON FRAN- 
CISCO || ANTÓNIO DE ALARCON, i: Cavallero de la Orden de Santiago.... (datada 
e subscrita no fim: «... Madrid en 30 de Otubro 1646. \\ Manuel de Faria i SouTa.») ; 
nas pags. XV e XVI : «DISCVRSO \\ De la Familia de los Ocaiias Alarcones.* ; e de 
pag, XVII a XXVIII o .PROLOGO.... 

O texto do Nobiliário propriamente dito decorre de pagina 1 a 402 ; seguindo-se : Notas de 
Lavanha (cols. 403 a 512) ; do Marques de Montebelo (513 a 609) ; de Ferreira de Vera 
(611 a 65S), e de Faria e Sousa (cols. 659 a 725). 

Na composivãQ tipográfica desta edição empregaram-se caracteres itálicos e redondos de 
varies corpos : os primeiros na Dedicatória, no Prologo e em uma ou outra linha do 
restante texto ; os segundos nas demais peças que com as outras constituem o conjunto 
da obra. 

São compostas a duas colunas por pagina as seguintes peças : Erratas, Advertência, «Dis- 
cvrso de la Familia de los Ocaiias Alarcones.», e as diversas Notas finais ao Nobi- 
liário ; a quatro colunas as Tablas ; e a toda a largura as pags. ocupadas pelo Nobi- 
liário e pelas restantes peças. 

Ha ainda a notar que as 403 pags. que inserem o texto do Nobiliário são circundadas por 
um filete. 

Os exemplares desta versão de Faria e Sousa são, presentemente, quasi tão RAROS como 
os de edição do original português descrito acima, mormente quando no excelente 
estado de conservação em que o nosso exemplar se encontra. 

23t)8 — Pedro (Jouo). -Arte de tiiuzica. Para viola franceza. Com regras do ^ 

acompanhamento. Para uso de loJas as Pessoas, que queirão applioar-se a ^^ ^ 

tocal-a por Miizica, e mesmo para as, que não quizererii fiizer adita appli- 
cação. Por J. P. S. S. Braga 1839. (Vinheta alegóriua). Typographia Bra- 
charense. In-4.» de IV-18 pags. (além de duas em branco, finais) e uma ti. 
desdobrável. B. 

A folha desdobrável insere uma gravura reproduzindo a escala e os tons. 

Apreciada e pouco frequente no mercado. 

'2369- Pedro I (£).). -CA.NÇÕtS || DE |i U. PEDKO I, || REI DE PORTUGAL, || 

PtiETA DO SECUIA) XIV || FILHO DE COIMBRA !| (Vinheta de arabescos, ^ Tj^ ^ 

ornamental) |[ PORTO |1 EMPREZA EDITORA DE OBRAS CLÁSSICAS E 
ILLUSTRADAS 1| GERENTE E REVISOR-JOSÉ ANTÓNIO CASTANHEIRA 

II1U6-RUA DE BELLO-MONTE— 106 11 \\187S. In-fol. atlântico de 

X-7-I pags. B. 

Na primeira das X pags. prels. o titulo de ante-rosto («CANÇÕES || DE i DOM PE- 
DRO I, II REI DE PORTUGAL.) ; na pag. II o registo da tiragem e a lista de no- 
mes dos indivíduos que constituíam a «Direcç-iu Luier.iria.. ; na IH, encimado 
por coroa real; o titulo do rosto; na IV dois versículos do -Oriente» de J. A. de 
M.icedo e o registo da tipografia : «PORTO ; TVPOGRAFIA OCCIDENTAL || 50- 
RUA DA PICARIA-54 II - 111878»; na V a Dedicatória: «A || SAUDOSA MEMO- 
RIA DE'ID. PEDRO V, ilREI DILECTISSIMO . DE |1 PORTUGAL, CULTOR 
E PREZADOR DAS 1 LETRAS PÁTRIAS.» ; na VI quatro versículos da «Ode 

Epodica» do Dr. João Evangelista de Moraes Sarmento; e de VII a IX uma in- • 

trodução por Pereira Caldas, datada no fim: Braga, 15 de Junho de 187S.' (a X 
em branco). Nas 7 pags. imediatas as Can(ões de D. Pedro I («A HUMA SE- 



94 catXlogo oa livraria 



14 



NHORA..- -A D. lONEZ DE CASTRO..) ; e ni pag. final, entre vinhetas orna- 
mentais, a subscrição: <Acabou-se d'imprimir a 26 de Julho de 1878.- 
Edição luxuosa ; e impressão, nítida, a preto e vermelho. As pags. são adornadas de cer- 
cadura a vermelho. Tirageui apenas de 200 exemplares, todos numerados. O nosso, 
que se encontra um pouco manchado na parte superior das duas primeiras ff., tem 
o n.° 63. Estimada. Rara. 

Podroso (P. Fravcisco). — Exhortaçaõ Dogmática contra a perfídia jnday- 

c;.T.. . Lisboa, 1713. — Vejase : Autos de Fé (Sermões de). 
2y7C— Poixoío de Azevedo (P.« Tox/iiaío).— Memorias resuscitadas da antiga 

Guimarães. Pelo... em 1692. (Viniieta ornamental) Porto. Typoiíraphia dn 

l{p>'isia. . . i845. In-S." de lV-51'2 pags. E. 

As pags. prels. inserem o titulo acima transcrito e um Preambulo do Editor. Interessan- 
tes e estimadas. Pouco frequentes no mercado. 

2371— Pellet (H.). — O acido salicylico e a questão dos vinhos porliiguezes no 
Brazil em 1900. Obra do sr... Vertida para porluguez, prefaciada e am- 
pliada por A. J. Ferreira ria Silva.,. (Uimbin : Imprensa da Universidade. 
i906. ln-8.0 gr. de XX1II-.520-I pags. 

As pags. prels. XI a XXIII contèem o PREFACIO do tradutor; as 1 a 12 o PREFACIO 
do autor; e as 469 a 501 a «Bibliographia por nomes d'auctores.» 

2.H72— Pelllco, da Saluzzo (."^i/rio).— tipere complete di. . . fírusscUe. Hauman, 
p O Caltoir e Compaçfni. 18.37 (Statriperia di J. SHenon). ln-8.° peq., 2 tomos de 

.341 e 362 pags. K. 

237.3 Le mie prigloni. Memorio di... Parvii: llavdni... 1S64. In-S." 

peq. de lV-28t5 pags. o o lelr. do aiilor. K. 

2374— Tratado dos deveres do homem. Dirigido a um Joven por. . . Ver- 
tido do Italiano... por F. C. de Mendoça e Mello. Lisboa: Tijp. dn Vmva 
Rodrigues, 1843. In-8.» peq. de VI-192-I1 pags. E. 

As pags. prels. 111 e IV inserem um peq. proemio do tradutor. 

'.'37,^— Penelosa y Zuniga (D. Clemente).— A Monarquia. Traduzida do original 
castelhano de... o olíerecida ao Senhor D. João Príncipe do Brazil... 
(Vinheta alegórica) Lisboa, Na Hegia Ofíicina Typographica. M.DCC.XCVIII. 
Por ordem de Sua Magestade. ln-4.o de 460 pags., afora uma fl. em branco, 
final. E. 

Na primeira pag. o titulo ; a pag. 2 em branco ; nas pags. 3 e 4 a Dedicatória ao prín- 
cipe D. João (subscrita por António do Amaral- o tradutor); de pag. 5 a 16 uma 
• INTRODUCÇÃO» ; e de pag. 17 em diante o texto da obra propriamente dito. 
O texto da pag. 17 é encimado por um cabeção alegórico (gravura a buril, assinada : 
God.' /.).— Belo exemplar. 

Penia (Froncisco). — Relagaõ Svnimaria da vida,. .— Veja-se: Fragoso (Fr. 
Pedro). 

2370— Percival (Iiolerl).—\oyage a l'Ile de Ceylan, Fait dans les années 1797 

h 1800 ; Conlenant rHisloire, la Géographie et la Descriptíon des mueurs 

-, 'Ifís habitans, ainsi que celle des productions natiirelles du pays; Par... 

í? ^ S"ivi de la relatíon d'une Ambassade envoyée, en 180O, au rei de Candy; 

Orne de plusíeurs Plaiiches, et d'une Carie de llle de Ceylan, dresséepar 

M. Arrowsmlth, d'après Porigínal appartenant à la Compagnie des Indes 



^-0 



AZEVEDO -SAHODÃES 95 



Orientales. Traduit de Tanglais par P. F. Henry. A Paris, Dentu, Impri- 
meur-Libraire. . . An XI. {i803\ In-S.", 2 vols. de lV-316 e IV-304 pags. K. 
As Ptaches e a Carte de Ceilão, gravadas a buril, são impressas em separado (ff. desdo- 
bráveis. - Obra curiosa e pouco frequente no mercado. 

'2377- Pereira 1.°, (P. ^«(onto). -COMPENDIO, || & || DECLARAC,ÂO || da || 1iE- 
GRA, II & II ESTATVTOS DA ORDEM 1! MILITAR DE SANTIAGO. || AO IL- 
LVSTRlSSIMO, E \\ Rnierendiffmofenhor D. ^Janoel \\ de JSorovha Prior mér 
da me/ma Or- \\ deni, do Conselho de fiia Ma- || geflade, Bifyo eleito i| de Vifeo. 
II PELLO P. ANTÓNIO PEREIRA, || Freire Coniientiial de Santiago, Rector 
II do Real CoUegio das Ordens Milita- || res da Vniiíerfidade de Coimbra. 

II II EM COIMBRA \\ Na Officina de Munoel Mas Impressor |i da 

Vniuerfidade. 1659. In-S." peq. de VIII ff. (prels.) ínunis., 333 pags. (além 
de mais uma, inum.) e V ff. finais, inums., de o INDEX. E. íperg.). 

As VIII ff. prels. compreendem as seguinte peças: titulo (fl. I) : ^Licenças do S. Offiào.> 
tst\i);— 'Licença dn Paçoy (cinco); 'Licença do Prelado da Ordem> (D. Manoel de 
Noronha Prior mor) (ff. II e III e frente da IV ; verso em branco) ; Dedicatória «AO 
ILLVSTRISSIMO, & Rcuerendiffimo Senhor Dom ' Manoel de Noronha... (fl. V); 
preambulo ou dedicatória <AOS ILLVSTRES i Cauallelros Militares da Or-\\dem 
de Santiago.» (ff. VI, VII e frente da VIII ; o verso em branco). 
Livro estimado. Belo exemplar. Multo rara. 

Pereira, 2." (/'. .l»iíoíi»o).—Serinain do AvtodaFe... de Goa... 1672. — 
Veja-se : Autos de Fé {Sermões de). 

Pereira, 3." (/'. .4«íohío). — Veja-se: Pereira de Figueiredo. 

"Í378- Pereira (P. Bartolomeu). - PACIECIDOS || LIRRI DVODECIM. || DECAN- 
TATUR CLAHISSIMI-\\nws P. Francifcus Paciecun, Lvfttavus. \\ Põtili- 
menfis, é Socieiate lefu, lapponiit || Provincialis., eivfdê EíCleficE Gvber- || 
tiator, ihique rinvs pro \\ Chrifti \\Jide lento igne concrematur || Amio. 1626. t| 
PARENTEM ASSOCIANT QVOT- || quot ex eadem Socieiate in lapponia 
pro II Chrilto gloriofe occubuenint. || S"». PATRI VRRANO OCTAVO II 
lapponia. D. & C. || AVTHORE P. BARTHOLO- || mxo Pereira Soeielatis 
lefus, Lvfilano, |j Monfonenfi . . \\ CONIMBRIC^ || Superiorú permiflu. Ex' 
penfis Emmanuelis ||de Carualho Vniuersitatis Typograpiíi || Anno. 1640. 
— In-8.° peq. de XI ff. (prels.) inums., 217 nums. na frente e mais IX 
Inums., finais. E. 

As XI ff. prels. inserem o seguinte: titulo (frente da ti. I ; verso em branco); Licenças 
permitindo a impressão do livro (ff. II a IV e frente da V) ; .VATES LECTORI 
SVO; S. P. D.' (verso da dita fl. V e frente da VI); .PRAEPONlTUR PAQIECI 
II Mita vnluerfae poefiWfacularlcc.» (desde o verso da ti. VI ao verso da XI). 
Nas primeiras VIU das IX ff. inums. finais vem o «INDEX Aliquorum nominum pro- 
priorii cum II notationibus ad poeseos intelli- 1| gentiam...», que fecha com a seguinte 
subscrição :-<CONlMBRICAE II Sí//'£R/0/;t/iMÍ'£RvVf/S{/ || Apud Emmanuelem de 
Car- II ualho ,Vniuerritatis Typo- ;, graphum Anno Domini ;; 1640.> ; e na frente (verso 
em branco) da IX e ultima a .ERRATA.. 
Poema estimado. Edição primitiva. Os exemplares são MUITO RAROS. Ao nosso falta 

a quinta das IX S. inums. finais. 
.Mém desta edição conta o poema mais duas : uma impressa em Qenua, Ex Typ. Cor- 
sanega, 1750, formando um 8.o de 59 pags. ; e a outra publicada juntamente com a 
versão francesa do poema, feita por A. Ouichon de Grandpont, é de Paris: Emest 
Ltrca... QalUard, et AlUaud, et Cie. (M.DCCC.LXXXVII), constituindo In^.o 
de 453 pass. 



OC> 



0^'' 



96 CATÁLOGO DA UVRARIA 



tóT* 



#^' 



2379— Pereira (Bc«<o;.— Prosódia in vocalnilariíim liilingue, latinuin, el lusi- 
tanuni, et lusiliinum.. . Eboree. Typ. Arademice. Amw Domini. M.IJCC.L. 
<^' (í 7.50,1. In-fol. de VlIi-1359 pags. E. 

As ultimas 273 pags. inserem o Thesouro da língua portitgueza.— Estm^á». Edição 
pouco vulgar. 

Pereira {Gattpar). — Veja-se: Martins de Sequeira (Ijiis).— Informação.. . 

'i380— Pereira (P. João).— EXHOBTAÇOENS |i DOMESTICAS || FEYTAS II NOS 
^ ^COLLEGIOS, E CAZAS || da Companhia de Jesus, || DE POIÍTUGAL, II & || 

£' . BRASir,. II nompoflas julo || P. JOAÕ PEREYRA || Da Companhia de .Insus, 

WPROVINCIAI., QVE FOI NA PROVÍNCIA I)0\\Brafil, &- Vifitador 
Geral, & Vke-Provineiul na \\ Prorincia de Porluqal. \\ (Vinheta quadrangular, 
tpndo no centro as conhecidas iniciais emhiem.nticas J.i (..laiip» de Jesus: 
I H S) II C.OIMBUA II ^ II NO liEAL COLLEGIO DAS ARTES I'A COM- 
PANHIA DE JE>US. II Anno M.DCC.XV. (1715). In-4.° de XXIV pags. (prels.) 
inums. e 638 nums., decorrendo da 583 em diante tres ÍNDICES. E. 
iperg.]. 

As XXIV pags. prels. compreendem o seguinte: titulo acima transcrito (pag. 1; a II em 
branco); Dedicatória «AO II ILLUSTRISSIMO || & |i EXCELLENTISSIMO !! SENHOR, |] 
D. ÁLVARO II DE ![ ABRANCHES, II BISPO DE LEYRIA,.... (pags. III aX); Prologo 
«AO LEYTOR.. (pags. Xla Xlli); -LICENC.AS DA ORDEM., (do Santo Officio.-Do 
Ordinario.-do Paçoi permitindo a impress.io da obra (pags. XIV a XXII) ; e «ÍN- 
DICE ;i DAS EXHORTAÇOENS ;| DOMESTICAS, |1 Que contem efle volume.» (Trinta 
e três : lExhortaçam Primeira.^ a tExhortaçaõ Tngeflmaterceira.*). 

O texto da obra propriamente dito, a duas colunas por pagina, decorre nas paginas nums. 1 
a 581. 

Os índices, insertos, também a duas cols. por pag., de pagina 583 em diante, são:— «ÍN- 
DICE || DOS LUGARES ;| DA 11 SAORADAilESCRITVRA.. (pags. 583 a 612) ;-. ÍN- 
DICE || DOS 11 ASSUMPTOS !J DAS || EXHORTAC,OENS DOMESTICAS ! defte livro., 
(pags. 612 a 638). 

A composição tipográfica, executada com caracteres itálicos e redondos de vários corpos^ 
é embelezada de letras iniciais, de cabeções 'decorativos e de Horões de remate or- 
namentais, de desenho de fantasia (gravura em madeira) 

Livro estimado. Óptima edição, de impressão nítida. Bom exemplar. 

i!381 — Pereira {João José). — Historia da vida, conquistas, e religião de Ma- 
/^ O foma, e do governo civil, e militar do Império Ottomano; Dos empregos, 

e lungões religiosas, e do algum )s particularidades curiosas do mesmo 
Império da Turquia, Composla pelo bacharel... Lisboa: Na Oflic. de Simão 
Thvddtn Ferreira, Anno M. I>CC. XCI. Com Licença da Real Meza da Com 
missão geral sobre o Exame, ^ Censura dos Livros. In-8." peq. de VJI-381 
pags. E. 

As VII pags. prels. (inums.) inserem: titulo. Taxa de preço de cada volume e «PRO- 
LOGO II AO LEITOR.. 
Livrinho curioso e estimado ; adornado com uma gravura, aberta a buril (Ramalho inv. 
c esculp. L" 1701), reproduzindo o retr. de Mahomet.- Pouco vulgar no mercado. 

^^ 2382 A mesma obra : — Segunda Edição. Lisboa, Na Tijp. Hollandiaiid. 

V iS<)8. Com Lictm^a da Mes:i do Desembargo do Paço. In-8.o pet). de VII-381-1 

|)ags. E. 

Esta reiuipressão não contém a gravura que enriquece a edição primitiva. 
Pereira (iiiis).— Veja-se: Pereira Brandão (Lwi»).— Elegiada de... 



AZEVEDO -SAMODÃES 9T 



As Xll pags. prels. inums. compreendem: frontispício, Dedicatória, «LICENÇAS.» e 

«INDEX . 
Clissico. Obra apreciada. Já bastante rara. Bom exemplar. 

2384 CHRONICA II DO MUITO ALTO, E MUITO ESCLARECIDO PRÍN- 
CIPE II r>. SEBASTIÃO |i DECIMO SEXTO r,EY DE PORTUGAL, || COM- 
POSTA 11 POK D. Manoel de MENEZES, Ij Chronifia mór do P.eyno, e 
General da Armada r.eál, &c. || PRIMEIRA PARTE, || Que conti^m os fuc- 
ceflos dfíte Reyno. e Conqiiiítas || em fua menoridade. || OFFERECIDA || 
A" MAGESTADÈ SEMPRE AUGUSTA DELREY || D. .lOAÕ V. || NOSSO SE- 
NHOR. II {Escudo das armas re ds portuguesas ; gravura em madeira) || 

LISBOA OCCIDENTAL. I! NA OFFICINA FERREYRIANA || || M.DCC. 

XXX. II Com Iodas aK licenças necef farias. In-fol. de XXII pags. (prels.) inums. 
6 392 nums. 

As XXII pags. prels. compreendem o seguinte; titulo (impresso, alternadamente, a preto e 
vermelho) (pag. I ; a 11 em bianco) ; Dedicatória cAO EXCELI ENTISSIMO SENHOR 
:i D. FRANCISCO XAVIER v DE MENEZES, || QVARTO CONDE DA ERICEIRA, 
DO CONCELHO de Sua Mageftade...^, subscrita no fim pelo impressor: «B. ás 
mãos de Vossa Excellencia. |1 Seu criado |i MIGUEL LOHES FERREIRA., (pags. Ill j 
Vi) : Dedicatória a D. João V, subscrita pelo mesmo Miguel Lopes Ferreira (pags. VU 
e VIII); «PROLOGO» (pags. IX a XI); .LICENÇAS.. (Do Santo Officio.-Do Or- 
dinário.— Do Desembargo do Paço.) permitindo a impressão (pags. XII a XIV); «IN- 
DEX j DOS CAPITULOS.> (pags. XV a XXI); e «ERRATAS., (pag. XXII). 

Até pags. 373 decorre o texto propri;imenle dito da primeira parte da Chronica; a pag. 
374 vem um «PROTESTO», subscrito pelo impressor Miguel Lopes Ferreira; e de 
pags. 375 a 392 o «INDEXIIDAS COUSAS MAIS NOTÁVEIS, QUE ti fe contém 
nefta Chronica.», rematado por o usual !! «FINIS LAUS DEO.». 

A Dedicatória a D. -João V, cirjo texto abre por uma grande letra (A) de desenho de fan- 
tasia (gravura em madeira), é encimada pelo escudo das armas reais portuguesas, la- 
deado por dois anjos empunhando pendões da Ordem de Cristo (gravura era ma- 
deira). 

A composição tipográfica foi executada com caracteres itálicos e redondos de vários corpos : 
com os primeiros, parte da epigrafe da Dedicatória a D. Francisco Xavier de Meneie», 
o índice dos Capítulos, as rubricas dos mesmos Capítulos, á excepção da primeira 
linha; diversas peças documentais insertas em vários pontos do texto da crónica, e nu- 
merosas linhas do mesmo texto e das peças prels. 

VOL.U 1 



f/^ 



Pereira íFr. JUawweí)-— ^ermam pregado no Avto da Fé... de Lisboa... 
158:i.— Vtjase: Aiioi da Fé {Sennõts d"). 

238í-Pereira Baião í.fo.-^). - CHRONICA || DELREY || D. PEDRO I. || Deste 
nome, e dos de Portugal o oilavo || COGNOMlNADt i O JUSTK.EIUO H Na 
forma em que a escreveo Fernaõ Lopes, (ri- i| meiro t hionista Mòr deste /ij'/) O 

Reyno. |1 Copiada fielmente do seu original amigo, dada à luz, e || aceres- ' ■^'^ 

centada de novo desde o seu nascim. nto até || i-er Rey ; e oi trás acçoens, 
e noliciíis de 1| que seu Amhor naõ trata. || E ofTererida ao Skheniissimo 
SsNHOR Infante II D. PEDRO jj PELO PADRE 1|.I"ZE' DEI. EIRA BaYAM. 
II Presbytero do Hadilo de São Pedro. || (l.ogar de vinheta tip. de orna- 
metito) |: LISBOA, \\ A'<i Ollicim de Ptdro Ferreira, Inpressur da mvio\\ Au- 
gusta Bainha N. S. ^iiiio lltíO 1 Com iodas as iice"fn.< venestaiiiis. \\ . . \D-i.° 
de XII (inums. )-290 p;igs., além de uma com a .PRuTESTAÇ UL» deJozé 
Pereyra Bayam (datada de Lisboa Orientil 3. de Junho de 1734.»), e uma 
em branco, finais. E. 



/55T/^' 



98 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



-SEGUNDA PARTE. 11 OFFERECIDA A' MAGESTADE SEMPHE 



AUGUSTA DEL EEY \\ D. JOAM V. || POR SEU MÍNIMO VASSALO || JOAM 
TAVARES PERES DE BASTOS, || E à lua culta impreílo. || (Vinheta orna- 
mental, ou talvez a marca rio impressor, tendo a meio da parte inferior, 
dentro dum pequeno claro, um monograma constituído pelas letras A E 
D S; gravura em madeira) |1 LISBOA OCCIDENTAL: || NA OFFICINA FER- 
REYRIANA ANNO DE 1730.-In-fol. de trontispicio e 169pags., afora uma 
em branco, final. — As duas partes em um volume. E. 

A fechai o texto desta segunda parte o cIássico-«FIM» ; depois uma gravura (marca do 
impressor?) quadrangular, mostrando, dentro de oval, uma jarra que. sobre uns pedre- 
gulhos e inclinada, despeja agua em uma planta florida que se desenvolve ao lado das 
pedras áridas. Por cima da jarra, também dentro do oval, a divisa: — «POÇO A 
FOCO... 

Na primeira parte, é a uma só mediria tipográfica o texto das seguintes peças : o titulo, 
Dedicatória, Prologo, Licenças permitindo a impressão, o Protesto do impressor c 
varias outras peças, documentais, disseminadas pelas pags. da Chronica propriamente 
dita; e a duas cols. por pagina: o «Index dos Capítulos, o texto da Chronica e o 
«Index das cousas mais notáveis. E na segimda parte é a uma só medida tipográfica os 
títulos das varias peças documentais que aparecem aqui e ali; e a duas cols. por pagina 
a composição do demais texto que consfitue a mesma segunda parte da obra. 

A composição tipográfica, nas duas partes, apresenta, como ornamento, cabeções decora- 
tivos, letras iniciais tloreatlas, e remates ornamenlais, tudo gravado em madeira. 

No frontispício da primeira parte são impressas a vermelho as linhas: l.«, 3. a, 6.", 8.", 
II. «, 13. •, 15." e 17". O titulo da parte segunda é todo impresso a preto. 

Das peças documentais reproduzidas nas duas partes da obra, citaremos as seguintes: 

«Corta delRey, para Lourenço Pires de Tauora.-- (í pags. 82-83), 

•Carta do Summo Pontífice para ElRey.' (a pags. 84-85). 

*Carta del-Rey de Portugal para ElRey de Bango no Japão. y, datada no fim ; *,.,Ef~ 
crlta em Lisboa a II. de Março de 1562. > (a pags. 151-152) 

'Carta del-Rey para o Arcebifpo 'de Goa.», datada no fim; 'Efcrita em Lisboa a 

M. de Março de 1562 » (a pags. 153-155), 

'Carta do Summo Pontijice para o Arcebifpo de Goa •, datada no fim : <Dada em 

Roma em São Pedro... \\No primeiro de Dezembro de 1562 no terceiro anno do 

noffo Pontificado.' (a pag. 156). 

"Carta da Rainha Dona Catharina aos Eftados defte Reyno.«, datada: *Efcrita em 

Lis-\\boa a vinte quatro de Dezembro. Pantaleaõ Rcbelto afez de 1560...» (a pags. 

176-177). 

• Carta do Arcebispo Primaz D. Frey Barthotomeu dos MartyrK.>, datada e subs- 
crita : tDe Braga aos fete de faneiro rfe 1561. Il Capelão, e ferao de voffa Alteza. || 
O Arcebispo Primaz., (a pags, 178-17"), 

• Carta delRey de Portugal para o Cardeal de Inglaterra fobre a ceie- braçaõ do 
Concilio Tridentino.» (a pag. ISl) 

• Carta do mefmo Rey para o Cardeal de Trento, acerca do\\ dito Concilio.* 
(a pag. 182). 

• Decreto do Emperador Maxlmiliano 11. * (n pit;s 300-302). 

• Carta do Summo Pontífice Pio IV. para ElRey D. Sebaftiaõ^datíd^: "Dada em 
Roma em S. Marcos a 26. de Junho de 1564. anno quinto do noffo Pontificado.» 
(a pag. 304). 

•tCarta de Nuno Furtado de Mendonça, para fua mulher l\ Dona Brites de Lucena.-, 
datada de: tTangere 0. de Junho de 1565...» (a pags. 308-311). 
'Carta dei Rey D. Sebafttaõ ao Capltaõ de Tangere a cerca defte defafio.", datada : 
'Efcrita em Lisboa a 30. de Mayo de 1565.» (a pags. 311-312). 



AZEVEDO -SAMODÃES Q9 




'Pratica qut D. Aleixo de Menezes fez d Rainha D. Catharína, e ao Cardeal Inr 
jante Sobre a creaçaõ dei Rty, quando fe lhe deu por confeffor o Padre Luiz Oon- 
(olves da Camera, feu Meftre.' (a pags. 319-323). 

• Carta delRey para o VifoRey da índia.' (a pags. 341-343) 

• Carta do Summo Pontífice ao Vifo Rey da índia.', datada: •Dada em Roma em 
S. Pedro... a II. de Outubro de 1567. no fegundo anuo do noffo Pontificado.' 
(a pags. 344-345). 

«Carta do Patriarcha de Ethiopia (D. André de Oviedo) para ElRey de PortugaL', 
datada: <De Ethiopia aos IS. deJu-\\nho de 1567.» (a pags. 346-348). 
. Outra Pratica que D. Aleixo de Menezes fez a ElRey no dia antes que fe lhe en- 
trega fje o governo do Reyno.' (a pags. 367-370). 

«Memorial, que ElRey fez por fua maõ antes de receber o governo, do que deter- 
minava obfervar, e fazer quando gover- \\ naffe, do que fe colhe feu pio, e fanto 
zelo.' (a pags. 372-373). 
E na segunda parte : 

•Pratica, que o Cardeal Infante D. Henrique fez a ElRey feu fo- brinho quando 
lhe entregou o governo dos Reynos.n. (a pags. 2 e 3). 
«Re f porta delRey a e/ia pratica.' (a pags. 3/ 

«Contas, que o Cardeal D. Henrique deu a ElRey por efcrlto, do \\ que tinha obrado 
no Reyno em quanto governou.» (a pags. 3-5). 

• Carta delRey D. Sebaftiaõ a feus Povos.' (a pags. 8-9) 

• Carta de D. Joaõ de Vafcoiuellos, Conde de Penella, em repofta\\de huma, qut 
lhe efcreveo ElRey D. Sebaftiaõ.' (a pags 9-14). 

•Carta do Bifpo de Miranda D. António Pinheiro, para a Rai- \\ nha Dona Catha- 
rína fobre o falecimento do Príncipe D. ]\ Carlos, feu aeto.y (a pags. 19-20). 
" Caria, que efcreveo à Camera de Lisboa , incitando-a a que per fua- \\ diffe a 
Rainha fe não foffe defte Reyno.' (a pags. 114-115>. 

• Carta q o fanto D. Fr. Bartholomeu dos Martyres da Ordem de S. Do-\ mlngos, 
Arcebifpo de Braga, efcreveo á Rainha Dona Catherin».' (a pag. 117^, 

A primeira parte contêm CXX\'II Capitules; e a segunda parte, XLV Capítulos, dos 
quais os últimos vinte e dois são consagrados por completo a sucessos ocorridos no 
ultramar. ~ - — - - 

Três dos capítulos da primeiía parte ocupam-se de ocorrências militares que se deram 
no Brasil, entre as quais avultam as lutas travadas no Rio de Janeiro entre Iran» 
ceses e portugueses, que terminaram pela expubão daqueles da referida cidade e 
pela vitória das nossas armas. Cs trcs capitules em questão apresentam as seguintes 
epigrafes : __^___ — 

•CAPITULO CXX. N 5oce//í)s do Brafil, particular- • mente do Rio de Janeiro.* 

(a pags. 348-353). 

(CAPITULO CXXI. ![ Profeguefe a guerra do Rio \\ de Janeiro, expulfaã dos Fran- 

ce- II zes, e fundação daquella Cl- 1 dade com o nome de S. Se- 1| baftiaõ.' (a pags. 

353 338). 

«CAPITULO CXXII I' De outros fuceffos de guerra \\ notáveis.' (a pags. 358361). 

Crónica recheada de interessantes docunienics para a história não só da metrópole mas 
também da» nossas possessões ultramarinas durante o terceiro quartel e parte do 
quarto do século XVI. 

A segunda parte desta Chronica é EXTREMAMENTE RARA ; nem mesmo dela ha no- 
ticia de mais de tres ou quatro exemplares. Inocêncio e Pinto de Mates parece 
nunca terem visto qualquer exemplar, como se infere do primeiro )ulgar incompleta 
a obra dizendo— «Chegou a impressão somente até pag. 169.»; e o segunde ir-lhe na 
esteira declarando: «... s.-ihiu somente até pag. 169 >. Sâo na veidade apenas 169 
pags.; mas compreendem, indubitavelmente, ledo o texto destinado à Segunda Parle 
em questão, e a confirma-lo lá está, como acima dissemos, o concludente— «FIM. >, 



100 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



6'^ 



seguido da marca, que Umbem descrevemos, impressa a tinta perfeitamente Igual i 
empregada no texto propriamente dito. Sobre este assunto vejam-se as interessantes 
e judiciosas considerações e informes que Brito Aranha dá a pag. 163 do tomo Xlll 
(6.0 do Suplemento) do Dlc. biblUographico. 
O nosso exemplar, contendo, como fica dito, as duas partes da obra, encontra-se opti- 
mamente conservado, e esta circunstancia mais o recomenda e valorisa. A encader- 
nação, inteira de carneira, é do tempo em que o livro veio á luz. 

2385 PORTUGAL II CUIDADOSO. K LASTIMADO || COM A VIDA, E 

PERDA II DO SENHOli REY || DOM SEBASTIÃO, |I O DESEJADO DE SAU- 
DOSA MEMOIUA. II HISTORIA CHRONOLOGICA || DE SUAS ACC,OENS, E 
SUCCESSOS DESTA MONARQUIA || em leu lempo ; luas jornadas a Africa, 
batalha, iit;rda, circunílancias, || e coníequencias notáveis delia. || DIVI- 
DIDA EM CINCO h\\m)&.\\ ESCRITA, E OFFERECIDA \\ AO MUITO 
ALTO, E MUITO PoDEROSo REY || D. JOAÕ V. || NoSSO SENHOR. || PELO 
PADRE II JOZÉ PEREIliA BAYAÒ. || Preshyhro do Habito de S. Pedro, natu- 
ral do Luqar de Gufidrlim, || Termo da Villa de Pena-cova, Bifpado de Coim- 
bra. II (Vinheta ornamental tendo no centro o escudo das armas reais por- 
tuguesas; gravura em madeira) |1 LISBOA OCCIDENTAL, \\ Na Offlcina de 

ANTÓNIO DE SOUSA DA SYLVA || || M.DCC.XXXVII. || Com todas a* 

licenças neeef farias. A' custa do viefmo Impreffor. In- foi. de XXIV pags. 
(prels.) inums., 784 niims. e mais duas inums. (ultimas). E. 

Na primeira (a II em branco) das XXIV pags. prels. o titulo de ante-rosto ; na pag. III 
(a IV em branco) o titulo de rosto, acima transcrito; nas pags, V e VI, em cara- 
cteres itálicos, a Dedicatória a D. João V; de pag. VII a XI o .PROLOGO 1| AO 
LEITOR.-.; de pag. XII a XIV as -LICfiNÇAS. (Do Santo OíHcio.-Do Ordinario.- 
Do Paço) permitindo a iuipressão da obra ; de pag. XV a parte da XXIV, em cara- 
cteres itálicos e algum redondo, a duas cols., o «INDEX ![ DOS LIVROS, E CAPI- 
TITLOS, QUE SE CONTEM || nefta Hiftoria delRey D. Sebartiaõ.>i e na restante 
parte da mesma pag. XXIV a «PROTESTAÇÃO.» datada e subscrita: «... Lisboa |{ 
Oriental 26. de Mayo de 1737. || O P. Jozc Pereira Bayaõ.^. 

De pag. 1 a 750 (das 780 pags. nums.), a duas cols., o texto da obra propriamente dito; 
e de pag. 751 a 780, também a duas cols., o .INDEX ]| DAS PESSOAS, E COUSAS 
PRINCIPAES, QUE SE ,; Contém nefta Hiftoria . Na primeira e em parte da 
segunda pag., igualmente a duas cols , a lista dos «LIVROS, QUE O AUTHOR 
TEM ESCRITO.» Impreffos. (nove obras; primeira col.) e Para imprimir, (outras 
nove obras; segunda col). 

A composição tipográfica é embelezada de três letras iniciais e três cabeções decorativos 
de desenha de fantasia (além de outros constiluidos por peqs. vinhetas tip. orna- 
mentais, simetricamente dispostas) ; gravuras em madeira. 

No frontispício são impressas a vermelho as seguintes linhas do titulo : 2.», 5.a, 7.», 
11. a, 14.a, 17.a, 20 a e 22.a, 

Esta obra, curiosa, de Pereira Baião é uma remodelação da sua Chronlca de D. Se- 
bastião, que publicara em nome de D. Manuel de Meneses (Veja-se a descrição que 
dela damos acima). Estimada e já POUCO VULGAR no mercado. Bom exemplar. 

'2386 Portugal glorioso, eillustradocom a Vida. e Virtudes das bemaven- 

turadas Rainhas Saneias Sancha, Theresa, Mafalda, Isabel e Joanna. 
Breve noticia dos seus milagres, de seus cultos e Trasladações. Com hum 
discurso no fim sobre as paridades das Sagradas Religiões, Dominica, e 
Franciscana, ditas de Coimbra, e felicidades do mez de Outubro, Oflere- 
cida á Seren.""" Senhora D. Maria Infanta de Portugal. Por Joseph Pe- 
reyra Bayam, ITesbytero do habito de S. Pedro, natural de Gondelim'^do 
Bispado de Coimbra. (Vinheta ornamental). Liéboa Occidental. NaOfficinade 



AZEVEDO - SAMODÃES 1 01 



Pedro Ferreyra. M.nCC.XXXIÍ. In-i." de XXXVI pags. (prels.) inums. e 
r.28 nunis. E. 

As XXXVI pags. prels. inserem o seguinte : ante-rosto ; rosto ; Dedicatória a D. Maria, 

Infante de Portugal; LICENÇAS.. (DO SANTO OFFICIO.-DO ORDINÁRIO. - 

DO PAÇO) ; «PROLOGO.» ; Respostas a Cartas do autor e Cartas suas ; e dois 

SONETOS. 

O titulo no ante-rosto é encimado por o escudo das armas reais portuguesas; e o titulo 

no rosto é impresso, em linhas alternadas, a preto e a vermelho. 
Antes da folha do ante-rosto ha uma outra que insere uma estampa alegórica (gravura a 
buril em chapa de metal, assinada: M. F.) reproduzindo os retratos das cinco rai- 
nhas-Santa Joana, Santa Isabel, Santa Sancha, Santa Teresa e Santa Mafalda. 
Livro interessante e estimado. Excelente edição (única que se fez da obra). Já bas- 
tante rara. Belo e.Kemplar. 

2387 VIDA II DA AUGUSTISSIM.-V RAINHA [j SANTA TERESA, || Filha 

DO SEGUNDO Rei de Portugal, |1 e Religiosa Cisterciense; || ESCRITA || 
POR JOSEPH PEREIHA BAYAÕ ; || Supplumentada com Dissertações, 
No 11 TAS, E Documentos, || E OFFERECIDA || A' SENHORA D. ABADESSA 
II DO MOSTEIRO DE LORVAÒ, [j Donatária da Villa de Esgueira. || POR 
Fr. MANOEL DE FIGUEIREDO, || Chronista dos Cislerciemes de Portugal, || e 
Algnrres. \\ (Peq. viniiet i ornamentnl) 1| LISBOA || Na Opf. de Francisco 
Luiz Ameno. || m. dcc.xci. |1 Com licença da Heal Mesa da ommiffaô (sic) Ge- 
ral II /obre o Exame, c cnf (sic) dos Livros. In-S." peq. de XII pags. prels. 
inums. 6 227-142 nums., além de 11 inums., finais. E. 

As XII pags. prels. compreendem : titulo (pag. I) ; taxa de preço de cada exemplar 
(pag. II) ; em caracteres itálicos, Dedicatória a Abbadessa do Mosteiro de Lorvão, 
datada e subscrita no fim : «... Aicobafa 7 de \\ Janeiro de 1791. \\ Fr. Manoel dt Fi- 
gueiredo.' (pags. III a VI) ; .PREFACIO., (pags. VII e VIU) ; e «INDEX || DOS 
APPENDICES II e Documeutos.» (pags. IX a XII). Nas ultimas 142 pags. nums. de- 
correm os Apêndices; e nas duas pags. inums. finais: «DESCUIDOS DO AUTHOR, 
II e da Impressão.» ; e «ADEVERTENCIA. || Como a obra mudou de figura no papel, 
de- II ve também mudar em alguns números.*. 

Livrinho interessante, estimado e pouco comum no mercado. Belo exemplar. 

2388— Pereira Bracamonte (Dymíxyos).— BANQVETE || QVE APOLO |! HIZO A 
LOS II EMBAXADORES || DEL REY DE || PorUigpl Don Ivan || Qnaito. || EN 
CVYOS PLATOS HALLARAN\\ los fenores comhidados, nwfclada con lo\\ 
didce de alguna poezia, y politica, || la conferuacion de lafaliid || humano. || DE- 
DICADO SOLAiMENTE AL || qne le conftare fu dinero. || POR EL LICEN- 
CIADO DOMINGOS \\ Pereira Bracamonte. \\ || EN LISBOA. || EN Ia 

emprenta de Loureni;o de Amberes, \\y a fu cofta. Ano. 1642. ln-4.'> de IV 
pags. (prels.) inums. e 164 nnnis. na frente. E. 

Na primeira das IV pags. prels. o titulo transcrito acima (emoioldurado por dois filetes 
paralelamente dispostos); a pag. II em branco: na pag. III as «LICENC,AS.» per- 
mitindo a impressão ; e na pag. IV ,i .DEDICATÓRIA.» 
As 154 pags. nums. inserem : de pag. 1 a 9 : «GAZETA DE || PARNASO 1| PROLOQE- 
TICA.. ; e. de U a 164: «MESA PRIMERA || DE POMONA, Y FLORA. || MINIS- 
TRADA EN LA COZINA |1 de las ferenifrimas Mufas || A COSTA DE LOS MÉDI- 
COS, II y políticos.» 
Livro, no seu género, muito curioso e apreciável ; escrito em prosa e verso; e acompa- 
nha-o interessantes reHexões filosóficas, adágios, máximas, etc. Na parte poética des- 
crevem-se as qualidades de certos frutos comiveis ; e na outra parte as propriedades 
medicinais dos mesmos frutos. Os exemplares são RARÍSSIMOS. 
Pereira Bracamonte, o autor, doutor em medicina, era natural de Amarante, onde nas- 
ceu em 1616. Nicolau António não o menciona na sua Hispana nova, mas Barbosa 



/r^^/^' 



102 CATÁLOGO DA UVRARIA 



jU^o' 



ih'^ 



Machado regista-o na Blbl. lusitana e também Garcia Perez, a pag. 453 do 3eu Ca- 
tálogo razo:iado, blográjico e bibliográfico de autores portuguezes que efcreverão en 
castellano. Parece que Inocêncio não se referiu, no Diccionario Bibliograpliico, ao 
Doutor Bracamonte por este ter escrito a sua obra em castelhano ; e o sr. Melchoi 
Garcia Moreno provavelmente não teve conhecimento nem do autor nem da obra, 
pois nada vem a tal respeito 'no seu Catálogo paremiológico. 

2389 — Pereira Brandão (/.mzs).— Elegiada de... Dirigida ao Serenissinio Se- 

iitior r.irileal Alleito.. . Fielmente copiada da Ediçani de Manoel de l.yra 

L' anno 1588. l'or Heiílo Jozé de Souza P'ariiilia .. Lisboa: Na 0\. de José da 

Stlva Nazareth. Anno M. D(.C. LXXXV. Com licença da Heal Meza Cenaoria. 

In-B." poq. de 431 pags. K. 

Na 3.> pagina vem um Soneto de Francisco d'Andrada e outro de Diogo Bernardez; 
na 4.3, um Soneto e uma outavã de Pedro d* Andrade de Caminha ; na 5.a, um Epi- 
grama de Hleronymo Corte Real; e de pags. 7 a 431 o Poema, que compreende 
XVIII Cantos. -Muito estimado. Segunda edição, já difícil de obter, 

A edição original, muito rara, deste clássico e apreciado poema, dada á estampa em 
Lisboa, por Manuel de Lyra, 1588, conslitue um 8.o peq. de IV-28Ò ff. 

2390- Pereira da Feira (Fr. Fructuo.m .—AHIE HE || IíHAMaTIiíA, LATI- 1| na, 

Portiigiieza, Benedictina || I'H1MK1RA PARTK. |i Seriio porá teroeira cLifle. 

II (Rst^u lo d'ariii;.s, tendo em volta: «DE INDVSTRIA DE DOM lOAM DE 

O GASTEI BBANCOs; í!r.ivura quadrangular em madeira) || POfi Fr. FfíV- 

CTVOSO PEREIRA DA FEÍ\\ra, Monge Negro do Grande Patriar- \\ cha 

S. Bento. \\ TERCElR.i E[}IC,AM\\ |1 Com todas as licença.i necef/a- 

rias II Na fifBcina de Duniingos Lopes Roía. Anno .le 165-2.— In-8.° peq. de 
XVI p gs. (prel.s) e '.^Oli nnnis afora uma em branco, final. E. 

As XVI pags. prels. inserem: titulo (pag. I; a II em branco); cLICEMC.AS > permi- 
tindo a impressão (pag. Ill); Dedicatória «A D. lOAM DE CASTEL BRAN-l|co 
Prefidente que foi do Senado da Ca- 1| mara de Lx., filho de D. Duarte de Caf- 1| 
telbranco primeiro Conde de S.ibu li gal...», datada e subscrita no fim: <Em S. 
Bento da saúde, vitimo de lati, o. 7/552. | Fr. Fructuofo Pereira.- (pags. IV e V) ; e 
«PROLOGO. "AOS ESTVDIOSOS DA LINQOA || Latina.» (pags. VI a XVI). 
Livro, no seu geuero, curioso e estimado. MUITO RARO. Bom e.vemplar. 

2391 - Pereira da Silva (J. M ).— Aspasia, poc. . . NoVa edição revista e corre- 
^ (- cta pelo aui-.ti>[-. Porlo : Imprensa Litterario Commercial. . 2875. In-8.° de 

IV- 264 1-1 1 p:ig.s. E. 

2392— Os Valões illusiies lio Bra/il iluranti' os tunipos coloniaes. i*or .. 

■^ C\ Jl Q ^-í Pariz: Frmiek. Guillnumin et C ., (Na Impr. de Henrique Plon...). In-8.°, í 
rj. <í r? vols. de a9l-I e 11-369-1 pags. E. 

Excelente exemplar; com magnifica encadernação (li2 francesa). 

2393— Pereira da Silva Leal [Dr. ilfn« ««/). — Discurso apologético, critico, jurí- 
dico, e hisloii ■(), em que se mostra a verdade das doutrinas, factos, e Do- 
' /O r , cumenlos, que affirmou, e rt-ftuio na Conta dos sens Estudos, que dera na 

Academia Keal, na (Conferencia de 8 de Novembro de 1731 a respeito do 
sai-io, pontifício, e real collegio de S. Pedro: Lisboa Occidental, Na Offic. 
deJoseph Anionio da S,i/ha... M.DCC.XXXUI. In-foL de VllI-1íí)9 I pags. E. 
Estimada. Excelente edição, adornada de lindas vinhetas por Debrie. 

j / ,. 239't Memori-s p.Mn a historia LCCl^-siasl^ca do lilsp;ido da Guarda. 

S C/'^ V O Parle primeira, Dedicada a el Rey li. João V . . Tomo primeyro. (Vinlieta 

■ / '' ornamental) — Z,i>6cia Occidental, Na Offi- At Joseph António da Sijlva, . . 



AZEVEDO -SAMODAES 



103 



M.DCC. XXIX (1729). In-é." de portada alegórica e XVIII (inums.) CXIV- 
S64 pags. — Segue-se com nova numeração : 

Appendix ao primeiro volume.. . Compreliende a dissertação exe- 

jjetica crilioa que se publicou entre os docunientos da Academia do anno 
lie 17'23 contra o Concilio, intitulado Primeiro Bracarense, que descobrio, 
e publicou Fr. Bernardo de Brito. — De 121 pags.. além de ^<^e Errnías. K. 
Além da estampa alegórica, a obra tem a orna-la diversas vinhetas devidas a Rochefort 
e QuiUard. Belo exemplar. Óptima encadernação {inteira de carn. fina), que tem nas 
pastas, impresso a oiro, um ex-liòris orasonado (de D. Maria I) com o escudo, ao 
centro, das armas reais portuguesas ; dourado nas ff. ~Sô se publicou este primeiro 
volume. 
23'.)5— Pereira da Fonseca (P. .4n/onío— aliás Christovam Godinho'').— PODE- 
KES li DE AMOR. . . EM LISBOA. . . An. Ib57. 
(Z>o j ronlisyicio damos a exaita reprodução foto-eiticográfica que teyue) : 

OD ER E S 

DE AMOR 

EM GBPvAL. 

£ Q?.^S D£ CONVERSÂC.AM 

P A R T i C Y L A Jl. 

A .^ía R TIM C OTTA 

J^AÍBam d ' /Umtyiiu 

D, te o. 




o P. ANTOíIIO 7EREYK.-1. D' Aí'CilíS£CA 
Theologo uataraldi Cidade de Laor;. 

B M L ! S B V f.. 

[U original mede nõxIOD""") 
In-4.'' de XX pags. (prels.) inums. e 440 nums., além de uma em branco, 
final. E. 

Na primeira das XX pags. prels. vem o titulo (acima reproduzido em •fac-simile>) ; a 11 
em branco ; de III a V a Dedicatória <A MARTIM COTTA FALCAM || de Almiida 



1 04 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

8ic.>, subscrita no fim: -António Pereira da Fonfeca.- ; nas VI e Vil o <AO LEI- 
TOR. II PROLOGO.» ; nas VIU e IX as ^UCENC,AS.> ; nas X e XI o "INDEX.. ; 
na XU as «ERRATAS..; na XIII : «DE HVM SEV AM100||ao Avior. |1 DECI- 
MAS.. ; na XIV: .DE CERTO AMIOO ' a N.zardu. || SONETO.. ; na XV: .AL AV- 
THOR, V A SV OBRA. || DECIMA. || Del P. M. D. Fr. Miguel Valentim jubilado 
Lente en || la Vniuerfidad de Coimbra.-, e «Del D. Oafpar de Mery, y Soza, Lente 
de II Mathematicas en la Vniuerfidad |i de Coimbra. i| DECIMA.» ; na XVI: «DE 
CERTO AMIOO || a Nizakdc.. j, DECIMAS.. ; na XVIl : «DO DOVTOR 1| ASCENCIO 
LOPES MONIZ II AO Autor. || DECIMAS.» ; na XVIU : «DEL MISMO AL AVTOR. || 
DECIMA.., e «DE VN AMIGO, A NIZARDO. ; DECIMA.. ; Na XIX: «DO PADRE 
FRANCISCO DE VASCON- 1| cellos Coadjutor de N. Senhora do Loreto, ||AN1. 
ZARDO. II DECIMA ., e -DEL MISMO A NIZARDO. || DECIMA.. ; e na XX : -DEL 
LICENCIADO I ANTÓNIO DE MIRANDA || a Nizardo || SONETO.» 

A composição, esmaltada de algumas letras iniciais de desenhos de fantasia e com um 
ttorão de remate, foi executada com caracteres redondos e algum itálico. Também 
são compostas com itálico, porém de corpo bem mais pequeno, as abundantes e por 
vezes extensas notas e citações marginais que o texto contém. 

Livro interessante e muito estimado; escrito em dialogo e dividido em quinze horas 
(HORA I. a HORA XV.). Edição primitiva, e ainda hoje a única publicada. Os exem- 
plares são RARÍSSIMOS; nem nos consta que algum tenha aparecido no mercado 
de ha muitos anos a esta parte. O nosso está optimamente conservado, tendo ape- 
nas o frontispício reforçado. 

Pereira de Aràza (Bernardino).— Vej^- se o n.» 449. 
Pereira d'Azevedo (Franeí«co).— Veja-se: Gyr {Abbade). 
2396— Pereira de Berredo (Bernordo). -A NNAES... LISBOA... M. DCG. XLIX 
(1749). 

/ "li rs /'J C^" h'ontúpicw damos, em folha aparte, a exacta reprodução foto-zincográfifo). 

ylV^C In-fol. de XXVI pags. (prels.) inuriis. e 710 niims., além de uma ff. em 

branco, final. E. 

As XXVI pags. prels. inserem o seguinte: titulo (acima reproduzido em «fac-simile») 
(pag. 1; a II em branco); Dedicatória a D. João V, subscrita pelo Editor e Im- 
pressor Frandfco Luiz Ameno (pag. III e IV); .PROLOGO., (pags. VaXII); 
«ADVERTEMCIA.. (pags. XIU a XVIl); -^CARTA DO M. R. P. M. BENTO DA 
FONSECA, I: da Companhia de Jefus, Procurador Geral do \\ Maranhão., datada e 
subscrita no fim: «... Collegio de Sanio Anlaõ, 14 de Junho de 1749. || De V. P. || 
Muito amante, e obrigado servidor, || Be/ító da Fonfeca.y (pags. XVllI a XX); «LI- 
CENÇAS.. (Do Santo 0«icio.-Do Ordinário.— Do Desembargo do Paço.) permi- 
tindo a impressão da obra (pags. XXI a XIV); e «CATALOGOU DOS |1 LIVROS, E 
RELÇÕES MANUSCRITAS, II em que fe achaõ algumas memorias do Ef- 1| tado do 
Maranhão.» (pags. XXV e XXVI). 

As 710 pags. nums. compreendem : de pagina 1 a 783 o texto da obra propriamente dito, 
dividido em XX Livros; e de pag. 785 (a 7S4 em branco) em diante, a duas cols., o 
.ÍNDICE II DAS COUSAS MAIS NOTÁVEIS 11 de/íe Livro.'. 

A composição tipográfica foi executada com caracteres itálicos e redondos: com os pri- 
meiros, além de algumas linhas do titulo do frontispício e do texto inserto no vo- 
lume, a Dedicatória a D. João V, diversas linhas das epigrafes das peças prels., os 
Sumários que precedem cada um dos XX Livros em que a obra é dividida e os di- 
zeres ou titulo que encimam o texto de cada uma das 710 pags. nums. A mesma 
composição é embelezada com diversos cabeções decorativos, numerosas letras iniciais 
floreadas, e vários florões de remate ornamentais, tudo gravado era njadeira. 

Este trabalho histórico de Pereira de Berredo, embora por veses -romanesco e fabuloso., 
é de bastante imi 'jrtancia para a histúria da Piuvincia e cousas antigas do Mara- 
nhão. A edição, formosa e nitida, foi impressa em magnifico papel de linho. 

A Advertência, inserta em algumas das pags. prels., consta de uma interessante e valiosa 
noticia histórico-genealógica, em que seu autor pretende demonstrar que Peixeira 
de Berredo, o autor dos Antmes, descendia de sangue real. 



A N N A E S 

HISTÓRICOS 

DO ESTADO 



D O 



MARANHÃO, 

EM QUE SE DA NOTICIA DO SEU DESCOBRIMENTO, 

c ludo o nuis que nellc tem fuccedido defdc o anoo em que foy 
dercubeno até o de 1718; 

OFFERECIDOS 
AO AUGUSTISSLMO MONARCA. 

D. JOÃO V. 

NOSSO SENHOR. 

ESCRITOS 

POR BERNARDO PEREIRA 

DE BERREDO, 

Do Confeito de 5 Mageftade , Governador , e CapilaS Gtnerat^y 
que foy de mefmo EJlado , e de Mazogaô. 




LISBOA, 

(lí) Na Officiíu de FRANCISCO LLMZ AMENO . Impreffoi) 

d» Congregação Camerarla da Santa Igreja de Lisboa. 

M. OCC XLIX 
Com as licenças necejforiat. 

Frontiãpicio da obra descrita no Catálogo sob o n.» 2390. 
O original mede 242Xl37ii>in. 

(Pag. 104) 



AZEVEDO - SAHODAES 



105 



Pereira de Berredo, que nascera em Serpa, no Alentejo, faleceu em Lisboa a 13 de Maio 

de 1748, -um anno antes da publicação dos seus Annaes. 
A primeira e a terceira das Licenças do Santo OBicin são subscritas, respectivamente, 

por Fr. José Pereira de Santa Ana e D, Caetano de Oouvea ; a primeira das do 

Ordinário, por D. José Barbosa ; e a primeira do Desembargo do Paço, por [)iogo 

Barbosa Machado. 
Muito estimada. Belíssimo exemplar, com óptima encadernação tinteira de carneira), 

contemporânea da impressão da obra. - Leclere, Bibliotheca Americana, n.o 156U j-Dr. 

Carlos Rodrigues, BlbUotheca BraslUense, n.o 388. 

:!3M7-Pereira de Brito (í^.jwo).— HISTORIA || DO NASol.MKNTU, VIDA, E 

MAIITYIUU II DO VKN. PADRE II JOAÕ TlE BRITTO |1 D.'i Companhia de p ,-, .. 
JESU, |! MAliTYR DA AZIA. || E 1'rotomahtyr da Miss.\õ de Madurby, || £> X_ ^ * ^ 
Compolta por feu Iimaõ || KERNAÕ PEREYRA || DE BHITTO, || Fidalgo da 
Caza de Sua Mageftode, Alcopde mói- de Alter \\do Clmu, Comri.eudadur de 
Mov/ort,', II DEDICADA || Ao muyto alto, & muyto po'lfrozo Ruy tie || POR- 
TUGAL fl D. JOAÕ V. II POR I! D FER^•A^DO DE LA CUEVA. || E MEN- 
DOC,A il SOBRINHO DO AUTHOR, 1| Fiialgo da uielma Real Caza, Comiuen- 
daior de Santa Marin do || Pinheyro grande. Coronel de Infantaria de hum 
dos Re- II gimenios da Província do Alentejo. || (Vinheta ornamental ; gra- 
vura em madeira) |1 COIMBRA : || II No Real Collegio das Artes 

DA Comp. de Jesu. II Anno de M.DCC.XXIL Com todas as licenças neceffa- 
rias. In-fol. de LII pags. (prels.) inums. e 250 niims E. 

As LII pags. prels. compreendem : titulo ou frontispício, impresso a preto e vermelho 
(pag. I; a II em branco); «A ELREY N. SENHOR |1 DEDICATÓRIA.., subscrita 
no fim : «O. Fernando de la Cueva, ^ Mendoca. (pags. Ill a VI) ; Prologo «AO 
LEYTOR,. (pag. VII e parte da VIII); .PROTESTO, || E DECLARAC,AÕ DO AU- 
THOR.. (resUnte parte da pag. VIII) : .Licença do S. Officio.. i| CENSURA DOM. 
R. P. M. f-r. António da EXPECTA-\\çaõ, Qualificador do Officio.», datada e subs- 
crita DO fim: «... S. Francifco da |! cidade de Lisboa Occidental, em 13. de Feve- 
reyro,"de 1721. i; /=>•. António da Expectação.^ (pags. IX a XI) : «Licença do Ordiná- 
rio., (peq. parte da pag. XII); -Licença do Paço. CfA/St//?/) DO M. R. P. M. 
Fr. LUCAS DE SANTA [ Catharina.y, datada e subscrita no fim t .... S i| Domin- 
gos de Lisboa Occidental, em 4. de Junho de |i 1721. [Fr. Lucas de S. Catharina.y 
(restante parte da pag. XIII e pag. XIII), e outras peças permitindo a impressão do 
livro (restante parte da pag. XII e pag. XIV); .EPIGRAM.MAS || LAUDATORIOS, 
l|8t[|TRIUNFAES ELOGIOS, í| COM QUE ALGUNS FILHOS || Da Companhia de 
Jbsu|; CELEBRARÃO AS VIRTUDES, VIDA, E || a morte l| DE SEU FELISSISSIMO 
IRMAÕ l! O VEN. PADRE |: JOAÕ DE BRITTO.. (pags. XV a L) ; e o Índice e 
Sumario das partes em que a obra é dividida, encimado pela epigrafe : .DIVIDESE 
II EM TRÊS PARTES, I| E TERMINASE JI Com dons ;' ADDITAMENTOS... 

As 250 pags nums. inserem, a duas colunas: de pag. 1 a 32 o texto da PRIMEVRA 
PARTE da obra (XII Capítulos;; de pag. 33 a 139 o te.Kto da SEGUNDA PARTE 
(XXX Capítulos) ; de pag. 141 a 298 o texto da TERCEYRA PARTE (XVI Capítulos); 
e de pag. 209 a 250 os dois Aditamentos finais. 

O primeiro dos dois Aditamentos (pags. 209 a 235) consta de um resumo da vida do P. 
João de Brito (-.COMPENDIO í' DO NASCIMENTO, VIDA, E MAR-|ltyrio do V. 
fervo de Deos 1! JOAÕ DE BRITTO, II Sacerdote Profeffo da Compa- h nhia de JESU, 
!l Morto em ódio da Fé pelo Regulo Maravá ;: FOY IMPRESSO EM ROMA NO 
ANNO DE 1714. E APREZEN- 1| tado na f agrada Congregação dos Ritos por Joaõ 
Bautifta Galleraío...T.). Compreende uma .-ADVERTÊNCIA AO LEYTOR, ] £m 
que J'e declarão as razoas de aqui fe accrefcentar efte\\ Compendio.'-. «HUMA 
BREVE PREFACÇAÔ..; e XVIU è§ (nums. de § I a § XVIIl). 

O segundo Aditamento, - intitulado : .VERDADEYRAS |' IMAGENS || DO V. PADRE || 
JOAÕ DC BRITTO.»-, compreende tuna compilação de varias cartas escritas de 



106 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



/¥• 



diversas missões. Destas missivas, dadas eui caracteres itálicos, citaremos as se- 
guintes : 

..PRIMEYRA CHARTA \, DO P. THYRSO GONZALES DA 1| Copanhia de Jesu pêra 
o P. Sebafliaõ de Magalhães || confeffor de S. Mageftade, em que declara as rezoés, 
que havia, pêra naõ vir da índia pêra [I Portugal o V. P. Joaõ de Britto.» (datada e 
subscrita no fim: .... Roma, 22. de \] Julho de 1690. \\ Servo em ChtiOoll Thyr Co 
Oonzaíes.') 

^SEGUNDA CHARTAWDO 1«ESM0 P. OERAL DA COMPANHIA || pêra o P. 
Leopoldo Fués coiiíefror da Sereniffima I| Rainha de Portugal, o qual lhe efcreveo, 
como e- I ra vontade da dita Sereniffima Senhora, que i, vieffe da Índia e V. P. Joaõ 
de Britto, pe- 1| ra fer Meftre de fuás Altezas.> (datada e subscrita : "... Roma \\ 30. 
de Setembro de 1692. || Servo em Chriftó. || Tftyrso Goitzales.t), 

• CHARTAS (Seis) D. V. P. JOAÕ DE BRITTO E- || fcritas a feu Irmaõ Fernaõ Pe- 
rcyra de Britto, em que||fe conhece bem q em todas as occazioês fe acha-||va no 
dito V. P. amor de Deos, defprezos |j da Vida, cuydados da morte, defpegos || do 
mundo, & aportados dezejos||de dar a vida pela Fé.» (a penultiuia 6 datada de 
<aoa, 26. \l de Jaaeyro de 1691. % ; e a ultima de: •... Miffaõ, de Setembro 22. de 
1692..). 

-CHARTAS (Sete) D. V. P. JOAÕ DE BRITTO E- || fcritas na Índia ao Padre Joaõ 
da Cofta da Com- 1| panhia de Jesu, Miffionario da miffaõ do || Malabar.» (A sétima 
Carla é : «Efcrita do cárcere em 3. de Fevereyro de 1693. vefpo- || ra do feu gloriozo 
martyrio..). 

.CHARTA DO V. P, lOAÕ DE BRITTO PE- II ra o P. Manoel Rodrigues Provin- 
cial da Província || do Malabar, feyta no cárcere aos 30. de Julho || de 1686. quando 
foy preso a primey- il ra vez.». 

■CHARTA DO V. P. JOAÕ DE BRITTO PE-Jlra o P. Luis Pereyra da Companhia 
de Jks>-.. (datada e subscrita no fim: «... Miffaõ \\ de Madurey na índia Oriental. 
II 23. de Mayo de 1692. j] Humilde feruo, & m.'" amigo l/oaõ de Britto.^). 
.CHARTA ESCRITA NAS VESPORAS DA || fua morte ao Padre FrancifcO Laines 
Superior II da miffaõ.» (datada e subscrita: «... Do cárcere de t/rgur, || 3. de Feve- 
reyro de 1693. 1! De V.V. R.R. || Indigno fervo em Christo !: Joaõ de Britto.' 

As diversas poesias latinas insertas nas pags. prels. XV a L. são, respectivamente, subs- 
critas pelos seguintes autores: P. Josephus de Murcia, P. Emmanuel Vieyra, P. Ma- 
thias Corrêa, P. Petrus Rangel, P. Xaverius de Lima, P. Petrus de Almeyda, P. 
Oregorius Barreto e P. Ludivicus Pereyra, todos da Soe. de Jesus. 

A composição poética do ultimo dos autores citados, consta de: .PALMAM || TRIUM- 
PHALEM [, VEN. PATRIS ji JOANNIS DE BRITTO || Societatis Jesus 1| SAN- 
CUINE IRRlGATAM||f/?/0/r; P. LUDOVICUS PEREYRA H Ejufdem Societatis, 
Et iii Folia ex.plicat, QUIBUS || Martyris fanguinem, Victoris tri- || umphos, Joannis 
vitam, Amici |' fidem, Fratris amorem cir- 11 comspcribit.» (ocupa as pags. X.KXIII a L). 

A composição tipográfica, muito nitida e perfeita, acha-se embelezada de vários cabeções 
e florões de remate decorativos, e de numerosas letras iniciais de desenhos de fan- 
tasia, tudo gravado em madeira. 

No titulo do frontispício são impressos a vermelho os dizeres que constituem as linhas 
1», 4.a, o.a, 9.a, lo.a, I3.a, 16.a, 20.a, e 24."; e, ainda, na 26.» os indicativos da data 
da impressão da obra. 

Livro importante para a historia das missões portuguesas na índia Oriental durante a 
segunda metade do século XVII. Primeira edição, a mais estimada. Muito rara. 
Belo exemplar. -A «Segunda edição, com um importante addicionamento», t de 
Lisboa. Typ. de A. S. Monteiro, 1S52, e constitue um 8.o de XXIX-361-1I pags. e 
uma litografia reproduzindo o retr. do P. João de Brito. ^ 

2H98- Pereira de Castro (Goií-tf/). — Monomachia sobre as concordias que 
,^^ fiziraiii os reys uoni os prelados de Portugal nas duvidas da Juiisdiçíim 

ecolesiastic.i e temporal, F. Breves de que foraõ tiradas íilgiimas Ordena- 
ções com as Confirniações Apostólicas, que sobre as ditas Coiioordias in- 



AZEVEDO - SAMODÃES 107 



6/4 



Dõ 



terpuzeraP os Siimmos Pontifices, Composta por. . . TÃshoa OeDídental, Aiino 
de M. nCC XXXriII. . In-fnl. de XTXÍfiô p-gs. F. 

Obra curiosa ; publicada póstuma. Primeira edição, feita a expensas do livreiro lisbonense 
José Francisco Mendes, que a dedicou a Jerónimo Leite de Vasconcelos Pacheco Ma- 
lheiro, fidalgo da Casa Real. Rara. Excelente exemplar. 
O frontispício é impresso a preto e vermelho. 

2:-i99 VLYSSEA, || OV |1 LYSBOA EhlFICADA. !| ('ilKMA HERÓICO. I! 

CoMIMiSTO PKLO INSlLnNEII Doutor Galiriel Pereira de Callro, Corieg. dor 
II que foy do crime da Corte, & nomeado por || S. M:igelta(it; pr ra Chan- 
celer niór |1 do Heyno de Portugal. M ELfíEY MOSSO SENHOH.UE.s- 
ciido das annas reais portuguesas; gravura em niadeira; || Com licença, im 
Li$hon ]or Lourenço Crasbeeck iinprtfsor delRey. 1630. \\ A cufta de Paulo 
Grasbeeck mercador de Jiuros.— ln-4.° de X ff. (prels., inums. o 207iiums. 
na frente, além de unia eni brancoi final. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das X ff. prels. o titulo acima transcrito ; na 
frente da fl II a Dedicatória «A ELREYi, NOSSO SENHOR.» (Filipe III de Por- 
tugal), datada e subscrita: «... Lisboa 16. de lutho de 1636. 1| Luis Pereira de Cartro.»; 
no verso da mesma H. II as Licenças permitindo a impressão; na frente da H. III: 
«AVTHORI. I DOM. HIERONYMVS MAS- 1| carenhas Sacri Diui Petri Collegi] 
quondamll .Mumnus, nunc Sacríe Theologiae 11 Collega, & Conimbricenfi jl Sede Cano- 
nicus. I EPIGRAMMA.» ; no verso da mesma H. III uma poesia latina de Authore 
incógnito.! ; na frente da H. IV: dois Sonetos enaltecendo a obra e o seu autor: 
'Do Doutor Luis Pereira de Castro.> e <De Francifco Lopez de Zarate.- ; no verso 
da mesma ti. IV outros dois Sonetos: <De Dona Bernarda Ferreira de Lacerda.* e 
'De Fr Lope Fetix de Vega Carpio.' ; no verso da mesma 11. IV mais dois Sonetos: 
'Do Doutor Duarte da Situa Protonotario 1| Apostólico.^ e -De D. Francifco Roíim 
de Moura * ,• na li. V seis undécimas <De Manoel de Gattegos.-». (Todas estas poe- 
sias, -duas em castelhatio-significam a homenagem á obra e ao seu autor); e de 
pag. VI a X um -DiSCVRSO POÉTICO li de Manoel de Oalhegos... 
O Poema propriamente dito, em oitava rima, é dividido em X Cantos, e ocupa as 207 

tf. nums. 
A composição tipográfica foi executada com caracteres itálicos e redondos : com os pri- 
meiros a Dedicatória a D. Felipe III, o «Epigrama», a poesia latina de autor incó- 
gnito, as rubricas das poesias insertas nas S. prels. e o Poema ; com os segundos o 
titulo (á excepção de uma linha), as Licenças permitindo a impressão, as rubricas 
do «Epigramma" e da poesia de «Authore incógnito», os Sonetos e as oitavas e o 
«Discvrso poético» de Manoel de Oalhegos; e ainda o Argumento que precede cada 
um dos dez Cantos do Poema. 
A mesma composiç.ão tipográfica é embelezada com diversas letras iniciais de desenhos 
de fantasia, cabeções decorativos constituídos por pequenas vinhetas de ornamento 
simetricamente dispostas, e com outras vinhetas servindo de florões de remate, tudo 
gravado em madeira. 
Primeira edição, MUITO RARA, deste Poema clássico e estimado. Exemplar em per- 
feito estado de conservação ; e pode dizer-se completíssimo, visto apresentar as X 
ff. prels., o que raras vezes sucede, pois que em quasi todos os exemplares que 
teem aparecido no mercado não se vêem as ultimas duas dessas dez folhas. 

2400 VLYSSêA II OV II LYSBOA EDIFICADA II Poema heroyco |1 de Ga- 
briel Pereira de Caltro || do Coníelho de EIRey || nolso Senhor || Escudo 
das armas reais portuguesas)— (í>. ind. de hg. de imp., n. de dala— Ho- 
landa, i63...?). In-ia." gr. de frontispício gravado, uma gravura alego- /^'^/Ç (^ 
rica. III íT. (prels ) inums. e 207 nums. pela frente, afora uma em branco, 
finHl. E. 

As III ff. prels. inserem: Dedicatória 'Ao Príncipe Dom Theodofio\\noffoS'nltor.', 
subscrita pelo autor: «Luis Pereira de Caftro.» (ã. I); quatro Sonetos: <De Dona 



108 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

Bernarda Ferreira de || Lacerda.» ; "De Fr. Lope Félix da Vega || Carpio.» ; «De Luis 
Pereira de Caftro ; e «De Francifco Lopez de||Zarate», todos em homenagem á 
obra e ao seu autor (fí. II e III). 

A gravura alegórica (em cobre), em que se vê uma arvore açoitada pelo vento, tem na 
parte inferior os seguintes dizeres : «In solijs tantum.». 

Bela edição, que parece ter saído <i luz na Holanda. A composição tipográfica foi exe- 
cutada com caracteres itálicos e redondos : com os primeiros a rubrica da Deiti'\i- 
toria a D. Teodósio, os quatro Sonetos e o Argumento de cada um dos dez Caiiiu^ 
do Poema ; com os segundos a Dedicatória e o texto do Poema propriamente ditu. 
Os exemplares são MUITO RAROS. O nosso acha-se perfeitamente conservado. 

4401 o mesmo poema:-. OFFERECII>0\\ k ELHKY 1). .lOAlVI V. II 

NOSSn SENHOR. || (Peq. vinheta de ornanienlo^ || LISBOA. || NaOfficina.de 
MIGUEL KOIiHlGUES, Ini- 1| preflor doSenh.Card. Patriarc. || M.DCC.XLV. 
/y p II Com an tii;evms nei-i-f farias. In-S." peq. de XXXVIII pags. (pieis ) inmiis. 

e 413 nuiiis., afora uma em branro, finaL K. 

As pags. prels. III a VI inserem a Dedicatória a D. João V (subscrita por Mathlas Pe- 
reira da Silva) ; c as VII a XXXVIII as peças prels. dadas na edição primitiva. 
Reimpressão também já pouco frequente no mercado. Bom exemplar. 

2'il>2— Pereira de Figueiredo (.4nío»ito).— Analyse da profissão da fé do santo 
CPJÁ^C^L^ padre Pio IV. Por... Li»hon,iia Ojjic. de Simão Thaddeo Ferreira. Anno 

^^ '' M.DCC. Com Licença da solrredita Beal Meea . . . In-é." de IV-92 pags. E. 

Opúsculo interessante, apreciado e já pouco vulgar no mercado. -Clássico. 

2403 A bíblia |1 SAGUADA |! Traduzida em Porluguez legnndo a Vul- 
gata Latina || Illustrada com PiHfaçoês, Notas, u Ligues Variantes || Dedi- 
cada II AU PRÍNCIPE N0S8O SKNHOR || FOR A.NTOMO PEREIRA DE KI- 
Q O GUEIREDO II Deputado da Real Meza da Comissão || Geral sobre o Exame, 
e Censura dos Livros. || EDlÇAÒ NOVA || Ptlo Texio Latino qve se lhe ajvn- 
íou, e pelos II mvitos higanu que raõ relocirdu.-í na Traãvçaõ c i\'o!o3. TOM. 1. || 
Qve contém o Pental. 

Estes dizeres, abertos a buril, acham-se no centro de bela portada alegórica, também 
gravada a buril (Silva delin.—Frois sculp.). Pela parte inferior da gravura, mas 
aberto a buril, o registo do log. e da data da impressão : 

LISÍiOA. MDCCXCIV. (a MDCCCVII). Na Officina de SimaÕ Thaddeo Fer- 
reira. Cem licença da sobredita Iteal Meza, e Pririleçiio \\ Vendese na Loge da 
Viuva Bírtrand e Filhos, aos Marlyres. — In-4.° gr., 7 vols. de, além do 
froniispicio gravado, XCVIII-610, 733, 738, 658, 569, 610-XVII e II-39!'-XIIl 
pa^s. E. 

Tradução primorosamente feita, e por isso muito estimada. Magnifica edição, ilustrada 
com o retrato de D. João, Príncipe do Brasil, a quem a versão é dedicada (Frois 
delin. et sc—LjC), e com diversos cabeções alegóricos (decorativos).— Já dificil de 
encontrar no mercado. 

'2404 Commeotario latino e porluguuz sobre o terreiíiolo e incêndio '\^■ 

Lisboa. De qiie foy testemunha ocular seu Autor... \'n<^ daCongreg.ii.an 
do Oratório, que também illustrou as Notas. (Peq. vinheta ornamental). 
'O Lisboa. Na Olfic. de Miguel Hodrigues.. . M. DCC. LVL Com as licetit-ns ne 

cassarias. In-S," pec]. de VI-I-29-I pags. Des. 

Nas pags. pares o texto em latim, e nas impares o texto em portuguís.— Opúsculo cu- 
rioso e raro. 



a 



/li^ 



AZEVEDO - SAMODÃES 109 



/5V-Í- 



24(i,S- Compendio das Eiwcas, e successos mais lUuslres da hisloria ge- 
mi... I.hhiw : ^<l R,-yia Offic. rypoijraficn. Amio M.DCCLXXXll. (^783). 
Cm /iVenii'rf" Ktol Mesa. In-8.° peq. cie Ylll-410 II ]<ng>. K. 
Edição primitiva. Pouco vulgar. Bom exemplar 

t;40(.- Demonstração theologica, canónica, e liislorica do direito dos / ^ C" D 

Metri.polii.anos de Portugal para confirmarem, e mandarem sagrar os tiis r/r^ 

pos siitlragíiiieos nomeados por Sua Magtstade : e do direilo dos Bispos •^ 
du cada província para confirmarem, e sagrarem os seus respectivos Me- 
tropoliU.nos. . . U^boa- Na Regia Offcina T\ip. Anno 1769. \n-i.° de XLVl- 
IV-474 pai,s. E. 

Obra clássica e estimada. Foi reimpressa cm Veneza, 1771. 

2407- DIALOGO II SOBRE OS AUTORES || da Lii gua Latina, |] COM d 

JUÍZO CRITICO II Das suas Obras, Idades, Estylos, e || Impressof ns, || COM- 
POSTO II I^OR ANTÓNIO PEREIRA, U Presbyteio da Contíreta^;aõ do Ora- 
II tório de Lisboa. || (Escudo d'armas) || LISBOA, || Na Regia OEBcina SYL- 
VIANA, II e da Academia Real. || || M.DCC.LX. |! Com as licenças ne- 
cessárias. In-8.° peq. de XVI-99-I pags. E. 

As XVI pags. prels. compreendem: titulo de ante-rosto; titulo de rosto; Licenças; 

«índice dos capitules, e Appendix, que contém esta obra.» ; e «-Prefação.» 
Encadernada juntamente está a seguinte obra do mesmo P. Pereira de Figueiredo : 

Breve Diccioiiario da lalinidade pura e impura Loni a significação 

Pnriugueza de ambas: Composto, e illustrado com v.iriiS Notas Criticas 
por... (Vinheta ornamental;. Lisboa, Na Offic. Patr. de Francisco Liii/, 
Ameno. M.PC.LX. Co») as licenças necessárias. In-8.» peq de XVI-50 p;igs. 

2408 Blogios dos reis de Portugal, em lalim, e enj portuguez, illustra- 

dos <le notas liisloricas, e criticas, por. .. Lisboa: Na Offic. de Simão Thn- 
(Teu Ferreiro. Ânno M. DCC. LXXXV. . . ln-4.° de 3-J8 [)í\;s. E- 

'2409 JOSEPHI .MAGNANIMI || LUSITANORUM REGIS || STATUA vCCA- 

LIS 11 AUCTORE || ANTÓNIO PEREIRA FKiUEIREIJIO || iíííG/.,^ CVRI^ 
CENSOfíLE DECEMVIRO ORDINÁRIO \\ ET \ REGIS IPSIUS .AB EPIS- 
TULIS LATINIS. II (Escudo de armas rtais de Portugal) 1| OLIPIPONE || 
iLinlia de peqs. vintielas de ornamento) || EX TYPOGRAPHIA REGIA |! 
ANM) MDCCLXXV. || Cum facultaie Regiep Curitt Cenforice. In-fol. peq. de 
6'2 pags., a duas cols. de impressão. C. 

As pags. 3 a IO inserem um «PRff FATIO.» , de II a 50 vem o texto da obra propria- 
mente dito ; e de 51 a 62 ; .NOT.Í AD SINGULAS TABULAS |] STATU.€ VOCALIS.» 
Monografia interessante e pouco vulgar no mercado ; adornada com uma bela gravura a 
buril em chapa de cobre (loachiiius Machadius Caftrlus fculp. Bartholomaus Cof- 
Hus /tatuam Egueftrem ex a:re fudit A MDCCLXXIV I. M. C. S. I. R.) reprodu- 
zindo o magestoso monumento equestre de D. José I, na Praça do Comercio. 

'Í4i0 Novo methodo de Gramática latina. . . Quinta impressão. (Escudo). 

Lisboa, Nii Officina ãe MigVel Manescal da Costa. .Anno M.DCC.LXV. Com 
as licenças necessárias, £■ Privilegio Real. In-S." peq. de II-xcviiiII-.363-lII 
pags. E. 

As xcviii pags. prels. conteem o «PROLOGO !! DA I. E II. IMPRESSÃO.» ; e a pri- 
meira das II pags. imediatas o .PROLOGO, DA TERCEIRA IMPRESSÃO.» 

A primeira edição, também de Lisboa (Na Offic de Miguel Rodrigues), foi publicada em 
1752, e constitue um 8.0 de CVn-319 pags. 



Mi- 



M'>'^ 



110- CATÁLOGO DA LIVRARIA 



6é' 



2411 OBSERVAÇOENSII SOBnE II A LÍNGUA K ORTHOGRAFIA || LA- 
TINA, II TiiiADAs DOS Mármores, Rronzes, e Mkdai.has ]| dos anligos Ce- 
zni-fs. principalmente desiie Aiigns- 1| to alr íios Antoninos: || l'()l< ANTO- 
£)^-' NIO l'KRKIIiA DE FIGUEIREDO || P»-est)j,í«í-o IJshonenfe. \\ . . || (Vinlieta 
ornariientiil, gravada em madeira) || LISBOA, || Na Oíficina Patri^Tcal de 
Eranciíoo Luiz Ameno. || —=~ || MUGtJAV. 1| Com todas as licenças ne- 
ceffariíi.s In-4 " df XXVIII pags. (prels.) iruims. e 180 iiunis. E. 

As XXVIII pags. prels. inserem: titulo (pag. I; ali em branco); Dedicatória «AO 
ILLUSTRISSIMO SENHOR |; ANTÓNIO DE VASCONCELl OS |1 E SOUSA, |! Fillio 
Herdeiro dos Con- lides de Caftello Melhor...» ; datada e subscrita no fim: '...Lis- 
boa 20 II de Janeiro de 1765. \\ ... \\ António Pereira de Figueiredo.') (pags. lII a 
XIII; a XIV em branco); .LICENÇAS.. (Do Santo Officio.-Do Ordinario.-Do 
Defembargo do I'aço) (de pag. XV a XVII) ; um -EPIQRAMMA.. e um .SONETO.» 
en encómio da obra e do autor, por Manoel Pereira d.i Costa, professor régio da 
lingua latina: (aquele na pag. XVIIl, este na XIX); .ERRATAS., (pag. XX\ ; e 
• PREFAÇÃO., (de pag. XXI a XXVIII). 

Excelente ediç.ão, e ijiipressão muito nitida. A Dedicatória, a Prefação e o começo do 
texto da obra propriamente dito, são encimados por vinhetas decorativas de dese- 
nho de fantasia (gravura em madeira). -Apreciada. Pouco vulgar. Belo exemplar. 

2412 Origem da insigne Ordem inililar do Tn.são d'Ouro: E como seii 

(Irão niistrado recahiu no.s rtis dHespanlia. Poi . . (Escuilo d'aniias 
reais dii Portugal). Lialmn : i\a líegia Cfjicina TifpP[jrofica. Anno M.DCC. 
LXXXi'. Com Uceiiç:i ,Mi sobredita lieal Mesa. In-í." de 41 pag.s., afora 
uma em hranco, final. 

Opúsculo interessante, estimado e já pouco vulgar no mercado. 

2-413 Portnguezes nos (.oncilios (.eracs : Isto lic, Relataô dos embaixa- 
dores, prelados, e doutores portuguezes, que tem ;issisfido nos Concílios 
Geraes do (3cuidente, desdos prin:eiros lateranenses até o novíssimo tri- 
denlino. Por... (Escudo de armas reais port\igiifsast. J^ishoa: Na Ofpc. 
' ' O^^ *" '''^ António Gomes. MDCCLXXXVIl. Com licença da sobredita Real 
Mesa.. . In-4." de 134 1 pags., além de uma em branco, final. E. 

Opúsculo curioso, apreciado e pouco comum no mercado. 

Encadernadas juntamente estão as seguintes outras produções literárias do mesmo au- 
tor :-Hfrruni Lusit.-inarum cphemerides ab Olisiponensi terraemotu .Ad Jesuitarum 
expulsionem, António Figueíredio massanensi scriptore et teste Oíis'po'te; Typis 
Sjiívianií. Anno M.DCC.LXI. Cum bona Superioium venta. In-4.o de VllI-48 pags. 
-Carta do Clero de Liege, Escrita nos principies do Século XII. cm forma de Ma- 
nifesto, por occasião de outra que a Flandres escrevera o Summo Pontífice Pas- 
coal II. declarando excomungados, e falsos Clérigos os Cónegos de Liege. . Depois 
do texto latino segue-se a Traducç.io Portugueza, feita por... Segunda liiipressão 
depois da primeira de Lisboa do anno de 1769. (Florão ornamental). Lisboa, A/a Re- 
gia Offic. Typ. Anno M. DCC. XCtll. . . In-4.o de 74 pags. - Artigo do Jornal de Flo- 
rença, traduzido do italiano em portuguez, em defensa das doutrinas de António Pe- 
reira de Figueiredo, censuradas uiodernanienfe por hum calumnioso livro impresso 
em Fulgino... Lisboa: Na Offic. de Simão Thaddeo Ferreira^Anno M.DCC.LX- 
XXV... In-4.i> de 83 pags. (de pags. 65 em diante decorrem Not.ns do tradutor).— 
Novos retoques aos Portuguezes nos Concílios Oeraes, por seu mesmo author. (No 
fim) : Lisboa: Na Offic. de António Gomes. Anno MDCCLXXXVIll... In-4.o de 10 
pags.— Analysc da profissão da fé do santo padre Pio IV. Por... (Vinheta ornamen- 
tal). Lisboa, Na Offic. de Simão Thaddeo Ferreira Anno M. DCC. XCI. ln-4o de 
IV-92 pags. — Seguem-se ainda dois outros trabalhos, em manuscritos. Alguns destes 
opúsculos, curiosos e estimados, são já mui pouco vulgares no mercado. 



^..±n C^ 



AZEVEDO • SAMODAES 



111 



2414- 



-Ontro exemplar do opúsculo descrito em primeiro logar, tendo 



junlo: NDVOS liETOQUES ;íos portugnezes nos Concílios Geraes. K. 

Í4I5- Tentativa theologica, em que se pretende uiostrai, que impedido 
o Recurso á Sé Apostólica se devolve aos Senhores Bispos a faculdade de 
disptnsar nos Impedimentos Públicos do Matrimonio, e de prover espiri- 
lualmcíute em todos os mais Cazos Reservados ao Papa, todas as vezes 
que assim o pedir a publica necessidade dos súbditos . . Lisboa, Na Ofíie. 
de Miguel liodrigues. . M. DCC. LXVI. ln-4.o de, XXIV ÍT. (prels.) inums. 
, e X1-286-1V pags. 

Appendix. e illustragfio da TENTATIVA TllKUl.Oiili.A, sobre o po- 
der dos bispos cm tempo de Rotura. Seu ;uUor .. Luboa : Na Ofíic. de 
Ant. Vicente da Silva. Anno MDGCLXVllI. . . Ii-i." .Ie38l-I p;igs.— £o<e 
de dois ioliin.es. E. 

Reflexões thcologicas ou Refutaijãii das notas heterodoxas, que se 

►•ncontrani na traducção da Bitilia do padre António Pereira de Figueiredo 
— edição nova de l.isbon, anno de 1794 e stguinles. (^bra posthuma do... 
Bragn, Tpp. Lusitana... 1859. Iii-S." de VII-lb3 pags. E. 

Primeira edição desta famosa obra, que foi vertida em latim e em quasi todos os idio- 
mas europeus. RARA. Bom exemplar. 

2416— Pereira de Lima (Fr. .-Iuío/ííoV— ACClONKS || DE LA VIDA || DE SV AL- 
, TEZA SERENÍSSIMA li FR. LVIS MENDEZ || DE VASCONCELl.OS, || GRAN 
MAESTRO II De la fagrada heligion de S. luan R.ptifta, || Del Hoípilal de 
Hierufolen, || Y dei Sancto Sepulchro, || PRÍNCIPE || De las lllas de Gozo, 
Malta, y Rodes, || SEfiOR || Del Real Domínio de Tripoli, jj OFflECELAS\\ Al 
Fminbntissimo SEfioh II D. Fr. NICOI.AS COTONER II Gran Matftro de la 
Sagrada RehVion, II . . . || FR. ANTÓNIO PEREIRA DE LIMA jl Commenda- 
dor no Sernancelle, || Seuor || De la Villa de Cuillero, &f. || - Jl EM 

US80A. Com licença. || Na Officina de Antonm Modbiovez d'Abbkv. 
I67ÍJ. — ln-8.° peq. de XII pags. (prels. j inums. t; 163 nums.. alrm de uma 
em branco. finaL E. 

Na primeira (a II em branco) das XII pags. prels. o titulo acima transcrito; de III a 
IX a Dedicatória .Al Ejunextissimo SbíIorIID. NICOLAS || COTONES, 8fC.> (da- 
tada e subscrita no fim: «...Portugal. lanero\\27. de 1672 i; ... \\Fray António Pe- 
reira] de Lima..); na pag. X as .LICRNC.AS.. ; na XI um .SONETO. <De Luis 
Francisco Corrêa Barem.> ; e na .XII outro .SONETO.», .De Mendo Foyos Pe- 
reira.» 
Exceptuando o titulo e as Licenças, todas as demais peças insertas nas pags. prels. são 
compostas em caracteres itálicos ; e o texto propriamente dito da obra em grossos 
caracteres redondos, entremeiados porém aqui e ali de itálicos. 
Livrinho curioso e estimado. Única edição publicada. Multo rara Bom exemplar. 

Pereira de Macedo j/osé).— VIDA || DEL GRANDE || D. LVIS DE ATTAV- 
DE.. . — Veja-se : Santo Agostinho de Macedo (Fr. Francisco de). 

'J4I7— Pereira de Sampaio (José— BliUNO).—Analyse da crenga Chrirítâ. (Es- 
tudos criticos sobre o christíanismo). ZS?-'/. Typ. de Arthiir Josc de 
SoKza... Porto. In-8.° de XV-:í34 patis, E. 

As pags. prels. VII a XV inserem «DUAS PALAVRAS, do autor, datadas e subscritas 
no fim: «Junho, ISli. \\ José' Pereira de Sampaio.- 



9Joc, 



4^0 ò 



/o 



)9'0 ^ 



f?4 



íí?S> 



112 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



/,IÍ<' 



A obra compreende como que os seguintes capitules :-0s milagres.— A escravatura e o 

christianismo. -Dogmas e crenças. -Conclusão. 
Encadernada juntamente está a seguinte produção teatral de Silva Pinto:- «Os Aome.is 
de Roma. Drama original em 4 actos, representado pela primeira vez no Theatro 
Príncipe Real do Porto em 9 de julho de 1875 (Vinheta ornauicnlal). Rallora- Livra 
ria Portugueío c Estrangeira de... Cruz Coutinho... Porto,.. iS75.» (Typ. de Ant. 
Josi' da Silva Teixeira). In-8.o de XVI-49-1II pags. 

2418- Pereira de Santa Anna [Fr. Jos(;).-CHRONICAS 1| DOS || CARMK.T.ITAS 
^ II DA ANTKiA, E hEGULAR ORSEHVANt.IA || nefies Rt-ynos de Portugal, 
Algarves, e feus Domínios, |1 OFFinEClDA || AO EMINENTÍSSIMO, E HE- 
^ VEDENDISSIMO SENHOR || D. JOAÕ || DA MOTA E SYLVA, || Prefhittero 

Cardeal da Sa)da Jgrfja \\ liov.am, || POR SEV AUTHOR || Fr. JOSEPH I'FEEl- 
HA DE S.TA ANNA,Rf!ligi<iío da nielma Ordem de Noflu Senhora lio Carmo, 
Jubilado na Sagfada || Theologia, e na tnelma Faculdade Pintor pela Univer- 
íidade de Coimbra. || Qualificador do Santo OfQcio, Ex-1'iovinciai, e Ohro- 
nifta Geral || da fiia Ordem nelles Reynos, e léus Domínios. || TOMO PRI- 
MEIRO. II (Linda vinheta alegórica, com os esci^dos d'armas da Ordem do 
Carmo; gravura a buril em chapa de cobre, de primorosa execui;ào— G. 
, F. í.. Dehrie in». et. fcvip. J745) |1 LISBOA : || Na OfBcina dos Herdeiros de 

ANTÓNIO PEDROZO GALRAM. || — || M. DCC. XLV. || Com todot as U- 
'fíiiças nueffaiias. In-fol. peq. de XL pags. (prels ) inum.s. e 86ií nums., 
nlém lie ni^iis II inums., fitais. 

As XL pags. prcls. inserem o seguinte : titulo de ante-rosto (.CHRONICA |I DOS || CAR- 
MELITAS || DA ANTIGA, E REGULAR II OBSERVÂNCIA II NESTES REYNOS II DE 
PORTUGAL, II ALGARVES, E SEUS DOMÍNIOS..) (pag. I ; .i 11 em branco); titulo 
de rosto, impresso, alternadamente, a preto e vermelho (pag. III; a IV em branco); 
em belos caracteres itálicos, Dedicatória a D. João da Mota e Silva (pags. V a X); 
Preambulo ou Prologo «AOS QUE LEREM.» (pags. XI a XVI); «LICENÇAS.- (D« 
Ordem.— Do Santo OScio.-Do Ordinario.-Do Paço) pags. XVIl a XXX); em cara- 
cteres itálicos, «INDEX II DAS PARTES, E CAPÍTULOS 11 deftc Tomo Primeiro (de 
pag. XXXI a parte da XXXIX) ; e «PROTESTAÇÃO || DO AUTHOR.» (restante parte 
da pag. XXXIX ; a XL em branco). 
Nas 862 pags. decorre: de pag. 1 a 794 o texto propriamente dito da Crónica; de 795 (a 
794 em branco) a 820 os .DOCUMENTOS 1| PERTENCENTES A ESTE TOMO PRI- 
MEIRO 1| D/l AÍOSS/1 11 CHRONICA, ilIRANSCRITOS COM A MESMA ANTIGUI- 
DADE II de vocábulos e falta de letras dos feus originais, que fe guar- 11 daõ no Ar- 
chivo deste Real Convento de Lisboa. ^ ; e de 831 (a 830 em branco) a 862, a duas cols. 
por pag., o «INDEX !| DAS COUSAS NOTÁVEIS.» E nas duas pags. inums finais as 
• ERRATAS... 
A Dedicatória, que abre por uma linda letra inicial de fantasia, é encimada por um cabe- 
ção alegórico, o qual tem no centro o escudo d'aimas do Cardeal D. João da Mota 
e Silva (gravura a buril, assinada : O. F. L. Debrie inv. et fculp. 1745). 
No titulo do frontispício, são a veimelho as linhas: 3.', 6 a, 8. a, 9.», 13.", 18. a, 19» e 21.". 
O texto da Crónica propriamente dito, que abre por unia letra inicial tie fantasia, é, como 
a iJedicatoria, encimado por um c.ibeção alegórico, aberto a buril {G. F. L. Debrie de- 
liniator et fculptor Regis inv. et f. 1744), 
A Licença (Approva(am) do Paço, datada de «Lisboa, nesta Casa de Nossa Senhora da Di- 
vina Providencia de Clérigos Regulares, 2 de Julho de 1745», vem subsftita por D. Jo- 
seph Barboza, C. R. 

TOMO SEGUNDO || OFFERECIBO \\ Á SOBERANA IMPERATRIZ 



II DO Cl-.O, E TERRA, II MARIA SS. || MAY E SENHOR.\ DO CARMO ; || 
POR SEU AUTtlOR[\ . || (Mesma vinheta que vem iio frontispiciy do 
lorno precedente) || LISBOA : || Na Officina dos Herdeiros de ANTÓNIO PE- 



AZEVEDO -SAMODÃES 113 



DROZO GAl.RAM. || || M. DCC. LI. || Com todas as licenças neceffuriaa. 

In-fol. peq. de XXVIII piigs. (prels.) Inurns. e 459 nums., afora uma em 
branco, final. 

Na primeira (a II em br.iiico) das XXVIII pags. prcls. o titulo do ante rosto (o mesmo que 
vem no ante-rosto do tomo 1); na pag, III (a IV cm branco) o titulo do rosto (im- 
presso, alternadamente, a preto e vermelho) ; de pag. V a VII (a VIII em branco), ent 
caracteres itálicos, a Dedicatória á Senhoia do Caimo; nas pays. IX e X o Prólogo 
• AOS QUE LEREM = ; de pag. XI a XXII as «LICENÇAS.» (Da Ordem -Do Santo 
Oflicio. — Do Oídinario. — Do Paço); de pag. XXIII a parte da XXVII, em caracteres 
itálicos o .INDEX DAS PARTES, E CAPÍTULOS 1 dcfte Tomo Segumlo.. ; na res- 
tante parle da pag. XXVII as .ERRATAS.) ; e na p.ag. XXVIII a «PROTESTAÇÃO |1 
DO AUTHOR.. 

As 459 pags. nums. inserem : de pag. 1 a ^04 o texto piopríamente dito da Cróin'ca ; de pag. 
405 a 40Q, a dn.as cols., o .C.\TALOGO 1| CHRONOLOGICO || D05 PROVINCIAtS 
DESTA província, \\ e Priores defte Real Convento do Carmo de Lhboa, que 
lhes corresponderão nos annos, de 11 que trata e/te Tomo 11. • ; de pag. 411 (a 410 
em branco) a 341 (.aliás 444) os «DOCUMENTOS !l 1'ERTENCENTES A ESTE TOMO 
SFOUNDO...» ; e de pag. 345 (aliás 445) a 459, a duas cols., o .INDEX 1| DAS COU- 
SAS NOTÁVEIS.. 

As linhas 3. a, 6 a, lo.a, 13 a, IS, a e 20.a do titulo, são impressas a vermelho. 

A Liceni,-3 do Ordinário, datada de «Lisboa nefta Gafa de Nolfa Senhora da Divina Provi- 
dencia de Clérigos Regulares 25 de Setembro de 2749 (sic), é subscrita por D. Jofeph 
Barbofa C. R. ; e a do Paço, datada de «Lisboa 15 de Dezembro de 1749-, por Dio^o 
Barboza Machado 

O texto propriamente dito da Crónica, iniciado por unia letra de fantasia, é encimado por 
um cabeção decorativo, aberto a buril (O. F. L. Debríe inv. et Jculp. 1749), repro- 
duzindo uma sess.ãn do Sinodo da Ordem do Carmo. 

Em coulinuaçào do volume, e com frontispício próprio, segue-se: 

DISSERTAÇÃO || APOLOGÉTICA. || HISTOIIICA, LITÚRGICA, || 



DOGMÁTICA, E POLITICA, |i Puhlvada \\ PARA INTELIGÊNCIA E SEGURA 
OBSERVÂNCIA |! das primeiras Leys Municipaes da nossa Piovincla Car- 
melitana Porliigueza; || e das nutras, que nos Dominios d'efta Coroa ie 
fundarão. 1| COM PR EH KNDE || HÍ/iUA GRANDE PARTE DA HISTOjílA 
ECCLESIASTICA, \\ de cHJa$ espiviaes nolicias se podem utilizar, naõ fo os 
Carinelilas, nwg ge- || ralmenle lndu,\ us que fe emyretjuú no Sin/rado minifUrio 
do Culto Divino. || Eícrita, e otTerecida |i AO FIDELÍSSIMO REY, || D. JO- 
SEPH I, II NOSSO SENHOR, || SUPREMO PROTECTOR, E PODEROSÍSSIMO 
II Pefenfor das nielmas Leys. || POR || . . . || (Vinliela ornamental ; gravura 
em madeira) || LISBOA : || Na Officitia dos Herdeiros de ANTÓNIO PE- 

DROZO GALRAM. H || M. DCC. LI. || Com todas as licenças necef farias. 

In-fol. peq. de X.XXII pags. (prels,) inuma, e 270 nums., além de IV 
inuras., finais.— Os dois tomos. E. 

As XXXII pags. prels. contêem o seguinte : titulo de ante-rosto |. DISSERTAÇÃO :i APO- 
LOGÉTICA, li HISTÓRICA, II LITÚRGICA, ;', DOGMÁTICA, E POLITICA..) (p.ig. I ; 
a II em branco); titulo de rosto, impresso, alternadamente, a preto e vermelho) 
(pag. III; aJV em branco); em caracteres itálicos. Dedicatória a D. José I (pags. 
Va VIII); .ANTELOQUIO.. IX a XII); «LICENÇAS.. (Da Oídem.- Do Santo 
Ol1icio.-Do Ordinário. -Do Paço) (pags. XIII a XXIX) ; «ERRATAS., (pag. X.X.X) ; 
e -PROTESTAÇÃO IDO AUTHOR.. (pag. XXXI; a .XXXIl em brairco). 

De pag. 1 a 262 decorre o texto propriamente dito da Dissertação ; e de 263 a 270 o 
.INDEX II DAS RESOLUÇÕES, FUNDAMENTOS, E REFLEXÕES, |1 que fe contém 
na Dirrertaçaõ, fegundo a ordem das Leys.. 

A Licença (Aprovação) do Ordinário é datada e subscrita : «Lisboa nefta || Cafa de Noífa 
Senhora da Divina Previdência de Clérigos Regu- 1| lares 24 de Março de 1750. || D. 



//7^^ 



íH 



^i^.-o 



114 catXlogo da livraria 



Jofepli Barbofa C. /?.» ; e a do Paço: «... Lisboa 20 de Mayo |1 de 7750 Cs/c; || 
Diogo Barbofa Machado.' 

No frontispicio são impressas a vermelho as linhas: 2, 6, 10, 15, 20, 25 e 27. 

A composição tipográfica da obra, belamente executada, acha-se embelezada com diversos 
cabeções decorativos, florões de remate ornamentais e letras iniciais de desenho de 
fantasia, tudo aberto em madeira. 

Crónica monástica muito interessante e estimada. Bela edição, apresentando uma im- 
pressão nitidissima, em óptimo papel de linho. Os exemplares são já bastante ra- 
ros, sobretudo quando acompanhados da Dissertação, que felizmente não falta no 
nosso, o qual também está perfeitamente conservado.— Figanière, Bibi. Itist., n.o 
1312. 

2419 Os dons Atlantes da Ethiopia, Santo Elesbaõ, emperador xlvii da 

Abe.ssinia, Advogado dos perigos do mar, e Santa Ifigenia, Princeza da 
Nnliia, Advogada dos incêndios dos edifícios, ambos Cartnelitas. Tomo 
primeiro, que trata da Historia do Atlante primeiro... Com varias anno- 
C '' taçoens, e lium sermam do mesmo Anlhor, pregado na coUocaçaõ das Sa- 

gradas Imagens de Anitos os Santos. Lisboa Occidental. Na Ofjíc. de 
António Pedroso Galram. M.DCC.XXXV. In-fol. de XIV tT. (prels.) inums- 
e 337-155 pags., além de 38 finais, com um Sermão pelo mesmo autor. 

Tomo segundo, que traia da Historia do Atlante Segundo. . . Com 

varias Annotações do mesmo Autor. Ilii., pelo mesmo impressor, M.lJCC. 
XXXVIII. (1738). In-ful. de XII IT. (prels.) inums. e '218 pags. — Os dois 
tomos em iim vol. K. 

Os frontispícios são impressos a preto c vermelho. Estimada e POUCO VULGAR. Bom 
exemplar. 

Pereira de S. Paio {Fr. Paníaícào).— Vejase: Constituições do arcebis- 
pado de Cvimhra. . I7:il. 

2420— Pereira de Souza Caldas {.lulonio). — Toesias sacras e profanas do 
Ilevd.". ... com ;is notas o adililameiítos do seo amigo o Tenente-General 
Franc." de Borja Carção-Slockler, dadas á-liiz pelo sotirinho do defunto 
poeta, António de Sou/a Dias,... I'ari.\ Na Oíjic. de. P. N. Rumjeron... 
1821. In-8.° gr. do ]V-'i4B-l \)í\u,íí. — Ene. junlamiintc : 

Psalmos de David, verlirlus em rythmo portugiiez. . . i' uris, Nu 

mesma Tijp. I11-8.0 gr. de LVl-411 pags. K. 

Muito apreciadas. Edição a mais completa. RARA. Belo e.\emplar. 

2421— Pereira e Sousa (Joaquim José Cmcíoío).— Esboço de hum Diccionario 
jurídico, theorico, e jiraotico, remissivo ás kis compiladas e extrava- 
gantes. Por... Advogado na Casa da Supplicaçaõ. Oljra posthuma. Lisboa, 
O ^-^ Na Typ. Rollandiana, ÍS25-21. Com Licença da Meza do Desembargo do Paço. 

In-fol., 3 tomos em iim volume. E. 

Obra, no seu género, interessante e muito estimada. Já mui pouco vulgar no comercio. 
Belo exemplar. 

2422 — Pereira Leite Netto (J.).— Catalogo das moedas árabes existentes no 
Museu Municipal Portuense, descritas, clrissiflcadas e ordenadas cliiono- 
logicameiíte por.. . a rogo do bciomerito diretor do dito museu. Ijisbaa: 
Imprensa Nacional, 1SS2. ln-8.0 gr. ou 4." ijcq de 19 pags., além de uma 
em l)ranco, final. li. 

Opúsculo estimado e pouco frequente no mercado. Exemplar cm magnifico papel de li- 
nho nacional. 



4-^ 



AZEVEDO -SAMODA ES 115 



2423-Peroira Veloso (Joscp/i). — DESEJOS || PIEDOSOS || DE HUM A ALMA 

SAUDOSA II do feu divino Elposo Jeíu Chriíto: || Dioididos cm vurios Em- jf 

blemas pa- \\ ra antes da Cottfiffaõ, gr antes, ^ \\ dcpoif da f agrada Cõum- ^ o y4 ^ CJ 
nhão : || Com hSas advertências para o || mefmo intento ; || Por Joseph Pe- 
reira Veloso. || Em cada Emblema leva lium Cântico, || compoíto pelo 
Venerável Padre Fr. An- || tonio das Chagas, Religioso Seráfico || que foi 
em a Província dos Alt;ar- 11 ves, & Miílionario Apoftolico || nelte Reyno. [I 
(Escudo d'armas de Ordem religiosa ; gravura em madeira) || LISBOA, || 
II Na Officina de .Migukl Deslandes, || linpreílor de S. Mag. Anno 1688. || 
Co)n todas as licenças neceffarias. In-8.° peq. de XVI pags. (prels.) 
inums. e 323 nunis., a'óin de mais V inunis., finais. E. 

As XVI pags. prels. inserem: titulo; .Ao Erpofo das Almas |! O AMANTÍSSIMO JE- 
SUS |[ SOA^frO.» ; .SONETO il Da Introdiicção.» ; Dedicatória «A glorionrrima Vir- 
gem Maria Se- 11 nhora nofra, com o titulo de || Matke de Deos.. ; «PROLOGO.'; 
■INDEX II Dos Emblemas do primeiro (Segundo e Terceiro) Lixro. \\ Exórdio para aii- 
fi:s da coK///ai). ; Emblemas dos gemidos da Alma || penitente.» ; -EMBLEMA ji Da 
Introducção deste Livro....; cINTRODUCCAM.» ; e «SOLILÓQUIO || da /«írodu- 
Cfão.». 
Nas V pags. inums. finais vem o .INDEX || Das Advertências. y e as «LlCENÇAS.i per- 
mitindo a impressão do livro. 
Obrinha interessante e muito apreciada por causa dos quarenta curiosos emblemas mo- 
raes que contém, gravados a buril em chapa de cobre. Primeira edição, a mais esti- 
mada. Rara. Belo exemplar. 
As reimpressões de que temos noticia são as seguintes: Lisboa: Na Officina de Domin- 
gos Gonçalves. MDCCIV, in-8.o peq. de XVI-287 pags., com as mesmas gravurinhas 
da edição prioiitiva ; - Coimbra, por António da Silva, 1725, lambem em S o peq. ; - 
e Lisboa, 1754, ainda no mesmo formato de S.o peq. 
2424— Pereira Zagalo (.iiiíoiiio).— Conspirarfio dos p;i/,zis. Tragedi.i ti a luzida 
do il.díano dAlfieiJ, por... doutor em medicina... Porto: Tijp. Commer- 
cial Portuense . . . 1S3S. In-8.° de tití p.igs. 

Perez (Ji'o«so).— Segunda parte de la Diana .. — Ví^ja-se : Moutenmior 
{Jorge de). 
2425- Perez {António}.— IAS OBRAS || Y || liEI.ACIONES || De |l ANT. PEREZ 
II SECRETARIO DE || ESTADO, gVE FVE jj dei Rey de Eípai-ia Pon || Phe- 
LIPPE II. deite II nombre. || ILLVSTIUT, DVM VEXAT. || (Viuh, la orna- 
mental; gravura em madeira) || £A' GENEVA. || Por liian de la Plaiiche. 

I! II M.DC XXXI. lii-8.° peq. de XXXIl paj^s. (prels.) ir unis. e lláG 

nunis.. em dois tomos. K. 

As XXXII pags. prels. inserem o seguinte: titulo (pag. I ; a II em branco); Dedicatória 
«/l/R<;yC/;r///ía«/7símí)||HENRICO QVARTO jt mv Se.xnor.. (datada e subscrita no 
fim: ....De Paris à 24. de Septiembre , 1598.:, Criado de V. M. [| Am. Pbrez..) (de 
pag. III a VIII); outra Dedicatória: «A NVESTRO |; SANCTISSIMO|| PADRE, !i Y H 
AL SACRO COLLEGIO, II ANTÓNIO PEREZ : muy humilde Sieruo. (de pag. IX a 
XVIII); Proemio: .ANT. PEREZ || A TODOS., (de pag. XIX a XXVII) ; e .LA 
PLVMA||\RR01ADA A |i los Curiofos.. (de pag. XXVIII a XXXII). 
As peças que constituem as Obras de António Perez propriamente ditas, insertas nas 
1126 pags. num?., são : 

.RELACIONIISVMMARIA DE || LAS PRISIONES, V PER- || SECVÇIONES DE AN- 
TÓNIO II PEREZ.... (de pag. 1 a 258), que fecha com uma advertência : <ANTONIO 
PEREZ \\à Todos.- (pags. 259 e 260). 

.EL MEMORIAL, ]| QVE ANTÓNIO ;, PEREZ PRESENTO || del Hecho de sv cavsa 
i:en el juyzio del Tribunal del lu |1 ftiçia (que llaman) de Aragon, lla-||mado á el 
de fu Rey, como parte || Diuidido em (res partes.» (de pag. 261 a parte da 342). 



116 CATÁLOGO DA UVRARIA 



.ANTÓNIO II PEREZ A LOS || CURIOSOS.> (da restante parte da mesma pag. 342 a 
pag. 347)- 

«MEMORIA DE LAS COSAS ][ PRINÇIPALES, QVE CONTIE- 1| ne la Relaçion de 
Ias Prifioiíes, || y Perfecuçiones de António Perez.» {a duas colns. por pag. ; de pag. 
348 a parte da 360). 

.MEMORIA DE LAS !| COSAS PRINÇIPALES, QVE !| CONTIENE LA RELAÇION 
DE II Io Tucçedido en çaragoça de Aragon à 24. de Septieaibre dei ano de 159L« (da 
restante parte da pag. 360 a png. 368 ; também disposta a duas cols. por pag.). 
.ANTÓNIO li PEREZ A LOS || CVRIOSOS.» (de pag. 369 a 371, onde fectia com : 
.IN II EMBLEMA II TITU NOSTRI || POENA, NON || CAVSA..). 

.LA PLVMA I] DE [| ANT. PEREZ || A || /os Curíofos de la leuguaW ESpafiola.' (de 
pag. 372 a parte da 380). 

«LAS II CARTAS II SON LAS QVE SE [1 SIOVIEN.. (da restante parte da pag. 380 » 
388; vindo na 389: <'SISTE ORADVM VIATOR: \\ aouerls qum eaafii.»). 
.ANTÓNIO PEREZ II A VN ORA>J || PERSONAQE DESPVES 1| DE IMPRESSO V 
COMMEN-ll ÇADO A PVBLICAR ESTE|| Libro., (de pag. 390 a 396). 
«APHORISMOS II DEL LIBRO DE || LAS RELACIONES || de António || Perez. || 
MONSTRVM \\ Fortumv.. (de pag. 397 a 442). 

.CARTAS II DE 1| ANTÓNIO 1| PEREZ. . . || PARA DIVF.RSAS PERSONAS \\ defpues 
de fa salida de EJtnini.o (de pag. 443 a 643). 

«ANTONII II PEREZU || AD || COMITEM ESSEXIVM 1| SINQVLAREM NOLIvt |1 Ma- 
gnatem, & ad|| Alios. || £/'/SrO£/IRKAI|| C««/«/-ía raa. || Dum Caftò luceam.. (de 
p.ig. 644 a 723). 

.APHORISMOS !| DE II LAS CARTAS || ESPANNOLAS, Y || LATINAS || Í>£|1 ANT. 
PEREZ. II IN SPE.> (abrem por um preambulo: .A LA CVRIOSIDAD || vn Curiofo fu 
deuoto», e decorrem de pag. 726 a 760). 

.SEOVNDAS II CARTAS II D£ II ANTÓNIO PEREZ \\ Famu meliore, quàin Fortuna. 
II Mas los Aphorifinos delias, Tacados por elll Curioso que facò los de || las Prinie- 
ras.« (abrem por proemio : «EL CVRIOSO A |i TODOS», e decorrem de pag. 766 a 
1009). 

«índice DE LAS CARTAS || Skcv.-sdas dk Ani. Pkrez.. (de pag. 1010 a 1012). 
.APHORISMOSIIDES LAS |; SEQVNDAS CARYAS li DE || ANT. PEREZ.. (de pag. 
1013 a 1070). 

• CARTAS II D£|l ANTÓNIO PEREZ |1 yl DONNA lOANNA COELLO || SV MVOER, 
Y A II Tus Hijos. II Ef criptas las mas delias no para emhiarfer parfcn- 1| larmcutc tas 
primeiras, porque auii eftaua enW prifioii, fino por ciitretenimienio \\ en la folcriad 
de fu il deftierro.> (de pag. 1071 a 1112). 

.01 L DE MESA || A l\ TODOS. || Que digno es de noticia de Todos lo que figue.' (de 
pag. 1113 a parte da 1116). 

«A Gil de Mela II Ant. Pprez.»; e «A vu Senor Amigo.» (da restante parte da p.ig. 
1116 a pag. 1117). 

«ANTÓNIO PEREZ.» II /l la Senora doíia Gregária.» (pag. 1119 a 1125). 

• GIL DE MESA\\A TODOS.' (pag. 1126). 

Compilação interessante e valiosa para a história politica de Portugal e Espanha em 
parte da segunda metade do século XVI. Excelente edição, MUITO RARA. Bom 
exemplar. -Oarcia Moreno, Catálogo paremiolâgico, n.o 228 (nota fio«l). 

242o-A LAS OBRAS . . [ (\ iiihda nu marca do impressor ; gravura qua- 
drangular em mailciía; [| Por Pod Ivan di TnnNES. || \\ M. DC. 

XLIV. In-8.° peq. de XXXII png^. (prels.) inums. e 1126 nums. E. 

Reimpressão textual da compilação precedentemente descrita. Também MUITO RARA. 
Belo exemplar. 



AZEVEDO - SAPIODÃES 



117 



2426— Poros F. G. (/.)•— Breves considerações e conselhos práticos sobre a 
cliolera-morho asialica, Aonde se expõe não só os preceilos que devem 
guiar o Facultativo no tratamento da uholera-morbo epidemica, senão tam- 
bém as precauções, que cada individuo deve tomar para não ser atacado 
d'ella ; e o que deve fazer, sendo atacado, até que chegue o facultativo. 
Por.., Porto: Tijp. Commcrcial. i848. In-S." peq. de 48 pags. E. 

Porez (P. FraiiKsco). — Veja-se : Lettere annva deli' índia.. 

2427— Peroz de Herrera (CfeWsíouaí).— PROVÉRBIOS |1 MORALES. . . En Ma- 
drid. Ano 1618. 



// 



O O 



^M 



o o 



mi 



ROVERBIOS 

MORALES, Y CONSElCS 

CHRISTIANOS, MVY PROVECHO 

iospira concicno y cfpcjo<Jela vidi, adotnjdovo^ 
lugares y íC}:t(K de las diuioai y huma- 
nas letras. 

r EniCMAS FILOSÓFICAS. V ATV. 
rales y MoT/iUs^onfus Cwnentos. 

DIVIDIDO EN DOS LIBROS. 
ALSERENISSIMO PRINClPEDONFl- 

lipt Jc AuílrLaN. S.cn manos (Ic don Fernando de Azeuedo.At. 

fokilpodcBurgos.PrcMtmedelConfcjo, paia^c lo pte- 

fentc y pongacnUj de fu Alteza. 

FOR EL D O C TOK XHJtlSTOr^L PfR£Z 

i, Hcveti.Titiáiiiidtl Kry N.S yí<l Hiyiit. Tniimrdutitfmt 



Ano 




KíiS. 



CON PRIVILEGIO. 
EntvíadridporLuisSínchciimprcirordclRey N. S. 

(O original mede 181x114^'") 

In-4.0 de XXIV ÍT. (prels.) inums. e 224 nums. pela frente. E. (perg.) 

As XXIV ff. prels. inserem o seguinte : titulo acima reproduzido em <fac-simile» (frente 
da fl. I ; verso em branco) ; «TASSA.» (frente da H. II) ; Aprovações (quatro) permi- 
tindo a impressão da obra (H. Ill) ; Dedicatória «A DOM FELIPE ;! DE AVSTRIA 
N. S. II Príncipe delas Erpafiaf, y Nue || uo mundo, y de parte de las || demas del.> 
(If. IV a VII); outra Dedicatória: «AL ILVSTRISSI- ]| MO SENOR DON FER- 1| 



118 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



nando de Azeuedo, Arçobirpo|| de Burgos... > (ff. VIII e IX e frente da X); Prologo 
«AL SÁBIO Y PRV- 1' denle lector. || A qiiien el Autor pide lea con I| atencion efta 
carta.' (verso da mesma II. X, ff. XI a XV e frente da XVI) ; «LA FAMA. || Al bene- 
uolo y docto Lector.> (em verso solto, e disposta a duas cols. por pag. ; verso da 
ti. XVI, e frente e parte do verso da XVII); «AL DOCTOR CURIS- 1 toual Perez 
de Herrera, Medico dei || Rey N. S. y dei Reyno i| Gonçalo de Ayala.» (Decima; res- 
tante parte do verso da fl. XVII); «AL REY NVESTRO |1 Senor, don Felipe III. || El 
Docfor Chriftoual Perez de Herrera...» (Soneto; frente da H. XVIII); <\ DON 
FELIPE DEIIAuftria Príncipe de las Efpanas e Nue ;| uo mundo, N. S. || El Doctor 
Chrirtoual de Herrera |1 Autor dcfta Obra.. (Soneto ; verso da fl. XVIU) ; «AL PRÍN- 
CIPE N. S. II ofrecitndo a fu ílt^za efta Obra. jl Alonfo de Salas Barbadillo, || SO- 
NETO.» (frente da H. XIX); .A LA SERENÍSSIMA || Princefa de Efpana, dignifsima 
con- II forte dei Príncipe N. S. Protector || y Mecenas defta Obra. II El Doctor Chril- 
toual Perez de Herrera...» (Soneto; verso da fl. XIX); .AL ILVSTRISSIMO Y || 
Excelentifsimo fenor el fefior Carde |í nal Don Francilco de Rojas y Sandoual, (j 
Duque de Lerma...» |l El Doctor Chriftoual Perez de Herrera.» (Soneto; frente <Ia 
XX); «AL EXCELENTISSI-II mo fenor don Chriftoual de Rojas y || Sandoual, Duque 
de Vzeda... |i El Doctor Chriftoual Perez de Herrera...» (Soneto; verso da H. XX); 
• LIBRVM CLARISS. [V. D. Galcerando Albanello Philip- 1| pi Hifpaniarum Prin- 
cipis Magiftroll probandnni niittit Author.» (Poesia em latim; frente da fl. XXI) ; 
«AD DOCTISS. LIBRVM II eruditífs. Doctoris Chríftophorí Pe- |1 rez de Herrera. .. 
II Víncenlij Marinerij Valentini || Epigramuia.» (verso da mesma fl. XXI); «AL DO- 
CTOR CHRIS- II toual Perez de Herrera... |! Don Gonçalo de Cefpedes y || Meiíefes.» 
(Soneto ; frente da íl. XXII) ; ..DEL MAESTRO IO- 1| feph de Valdiuielfo, Capellan 
dei Iluftrifsímo Cardenal de Toledo. II Al Doctor Chriftoual Perez de Herrera,.., |! 
SONETO... (verso da mesma II. XXII); e -DE DON FRANCISCO || de Aualos y 
Orozco, Veintiquatro || de la ciudad de Vbeda : || Al Doctor Chriftoual Perez de Her- 
rera... II ROMANCE panegírico.» (é impresso a duas cols. por pag.; ff. XXIII e 
XXIV). • 

As 224 H. nums. inserem: de 11. 1 a 162 e frente da 163 o texto da obra propriamente 
dito, dividido em dois LIBROS; do verso da mesma fl. 163 ao verso da 104 quatro 
poesias de vários autores em louvor da obra e de seu autor; de fl. 166 a 182 e 
frente da 183: 

■ RELACION DE II los MVCHOS, Y PAR- || ticulares feruicios, que por cfpa- || cio 
de quarenta y vn anos el Doe- || tor Chriftoual Perez de Herrera, |i Protomedico de 
las galeras de Ef || pana... ha hecho a la Mageftad dei H Rey don Felipe 11, que 
eftà en el 1| cielo, y a la dedo Felipe IH...». 

no verso da referida 11. 183 uma Decima .AL DOCTOR |l Chriftoual Perez de Her- 
rera... II Francifco .Árias || Ramiro.» ; da frente da fl. 184 á frente da 193: «INDEX 
TEXTVVM II Sacrx Scrípturae, quas in hoc |1 Prouerbiorum volumine || continentur.» ; 
do verso da mesma II. 193 á frente da 195 ; «INDEX AVTHGRVM, || qui in hoc Pro- 
uerbiorum libro i: cilantur.» ; desde o verso da referida fl. 195 ao verso da 201 : «ÍN- 
DICE ALFABE- II tico de las trecíentas y veinti- || três Enigmas defte libro.» ; de fl. 
202 a 204 uma Dedicatória ou Exposição ..A LOS C CAVALLEROS || PROCVRADO- 
RES II de Cortes dei Reyno, que por man || dado dei Rey... fe jun||taron en nueue 
de Febrero def- 1| te aíio de M.DC.XVII. en || efta villa de Madrid...» ; da frente da 
fl. 205 á frente da 216 : 

«CATORZE II PROPOSICIONES, n que pareceu fer uiuy importan- jl tes para el bien 
y riqueza || deftos Reynos. || AL EXC.ELENriSSIMO\\ Senor Duque de Lerma...» ; 
do verso da mesma fl. 216 a o verso da 219 um «EPILOGO.» ; na fl. 220 uma de- 
claraç.io do autor; da frente da H. 221 á frente da 224 uma (;()mposição poética: 

«DEL LICENCIADO II Don Sebaftian de Cefpedes y j| Menefes, Alcaide mayor delas 
II Alpujarras en el Reyno de || Granada, || AL VVLQO. ; e, finalmente, no verso desta 
ultima II., (encimada por uma vinheta representando dois anjos, sobre um monte, 
segurando a cruz da Ordem de Cristo (?), a seguinte declaração : «Todo lo que en 
efte libro fe efcri- 1| ua, fugeto a la correccion de la fan |i ta Iglefia Católica Ro- 
mana, 11 y a la cèfura de los Sábios {| y Prudentes. |j Soli Deo honor || & gloria.» 



AZEVEDO - SAMODÂES 119 



A composição tipográfica, bastante trabalhosa e embelezada cie varias vinhetas e florões 
de remate ornamentais, ioi executada com caracteres itálicos e redondos de vários 
corpos. Todas as pags. são guarnecidas de filetes ; e o texto é enriquecido de al- 
gumas vinhetas alegóricas (gravuras em madeira). 

Livro muito estimado e, no seu gcncro, um dos mais curiosos e importantes que se es- 
creveram e publicaram em castelhano. Edição primitiva, primorosamente impressa. 
Os exemplares são hoje MUITO RAROS, sobretudo quando completos e perfeitos 
como o nosso. — Melchor Garcia Moreno, Catalogo /jaremlolágico, n.o 229. 

242r— Perez de Guzman 'FernauK— Crónica dei senor ley Don Juan, segnn^^o 
de fi-lo nomlire ei\ Castilla y en Leon, compilada por el nobre caballc ro 
. Ternan 1'erez de Guzman, con las generaciones y semblanzas de los seno- ^ — / 

res leyes Don Enrique III y Don .luan II. y de olios prelados y caballe- (^ Vlh^ ^ 
lo.s de aquel tienipo, dei niismo autor. Goriegidn, emmendada, y adicio- 
nada por el Dolor Lorenzo Calindez de Carvajal. y aiinienl 'da en esta ul- 
tima edicion de r.lgiinas netas manuscritas dei mismo. (Vinheta ornamen- 
tal; gravura). En \áltnúa : En la Imprenta de Ecnilo Monfort M.DÇC. 
LXXIX In-fol t;r. de ll-XX pags. de pieis, e 6c6 com o texto da Crónica. E. 
As duas primeiras pags. prels. constituem a II. do rosto; e as XX imediatas compreen- 
dem o seguinte: titulo (pag. I; a 11 em branco); «Lista de los seíiores subscritores 
á las dos Crónicas.... (pag. 1 a VI) ; «PROLOGO., (pags. VII a XVIII); e «PRO- 
LOGO II DE ÁLVARO GARCIA DE SANTA MARIA., (pags. XIX e XX). 
A primeira das 636 pags. que inserem o texto das crónicas tem no alto uma gravura a 
buril cm chapa de cobre (Rafael Ximeno dellneó- Mariano Brandi gravo) reprodu- 
zindo o busto de Henricus III. 
Relativamente a esta belíssima edição das obras de Perez de Guzman, lê-se, no 'Cata- 
logo de la biblioteca de Salvà» (n.o 3121), o seguinte :- >Esla impression rivaliza en 
nitidez y liermosura con Ia primera de Logrofio (por Arnão guillen de Brocar, 1517), 
sobre todo en los poços ejemplares que se tiraron en papel grande y avitelado como 
es el que yo tengo. 

«Todas Ias ediciones Ilevan ai fin Ias Generaciones y semblanzas, á pesar de que 
solo la valenciana Io espresa en la portada.» 
O nosso exemplar, também como o do douto bibliógrafo, de tiragem em «papel grande 
e avitelado», acha-se revestido de uma magnifica encadernação, inteira de couro do 
Levante, tendo a lombada e as pastas ornamentadas a oiro. Foi «Do Monsenhor 
Ferreira., como se vê do seu ex-libris, colado no alto da face iuterior da pasta da 
frente. - Mestas condições, muito valioso e raro. 

2429— Perez de Hita (Giiiés).— Historia de los vandos de los zegries, y aben- 
cerrages, eavalleros moios de Granada, y las civiles gverras qve hvvo 
entre ellos, y batallas particvlares. que tvvieron en la Vega entre Moros, /f»VO (~5 

y Chritianos. Hasta qve el Rey D. Fernando el ()vinto la ganu. Aora nve- ^ r 

vãmente sacada de vn Libro Arábigo; cuyo Autor de vista fue vn Moro 
llamado Abenhaniin, natural de la Giudad de Granada, tratando desde su 
primera fundacion. Tradvcida en castellano por... vezino dela Ciudad de 
Murcia, y en esta vitima impression corregida, y enmendada. Con Licencia 
dei Consejo. Halláse en Sevilla, en casa de Joseph António de Hermosilla.. . 
(1721). In-S.» peq. de II-1Í3-II IT. 

-SEGVNDA PARTE de las guerras civiles de Granada, y de los 



crueles Vandos, entre los convertidos Moros, y vezinos Christianos ; con 
el lavantaniiento de lodo el Reyno ; y vitima rebilion, sucedida en el ano 
de mil quinientos y sesenta y oclio. Y nssimismo se pone su total ruina, 
y destierro de los Moros por toda Castilla, con el fin de las Granadinas 
Guerras, por el Rey uuestro Seilor Don Phelipe Segundo de este Nombre. 



120 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



Por Gines Perez .. Con Licencia. En Madrid. Ario de M.BCC.XXIV. In-8.° 
peq. de vni-592-VI ijags. — As duas pai lei em igual num. de roU. E. 

Obra interessante e estimada; escrita em prosa cntremeiada de vários Romances antigos, 
em verso. 

24:'0- Perez de Wlontalvan (/iimO.-SVCKSSOS, Y || PHODIGIOS PE AMOR. 1| 

EN OCIIO NOVELAS EXEMPI-AUES. || POR EL IIOVIOR IVAN PEREZ 

DE II Monlnhmn, m.lurul da ii'.la de Madrid.. . \\ Dirigidas a diiiersus per- 

£; sonas. || Sexta iwprrsswn.\\ ... || CON PRIVILEGIO. || En Sevilla Por 

^\NDRES Gkande. II I! .AMor-o V. rC.XXX.III. In-4.» de VIU IT. fprels.) 

innms. e 1()4 nnms. pola frente. E. 

As VIII ff. prels. inserem: titulo (guarnecido por peqs. vinhetas tipográficas de orna- 
mento, simetricamente dispostas): «TABLA DE LO il que se contiene en este II Li- 
bro.. ; .Suma de la Tassa.> ; «Fé de Erral.-is..: Privilegio); ..PROLOGO [1 DE VN 
AMIGO!! DEL AVTOR. Il/l quieii leyre.y ; e Dedicatória: •L\ HERMOSA || AV- 
RORA. |;AL excelentíssimo SENORlldon Trancisco de Borja Príncipe de Es- 
quilache..,>. 
Livro estimado. Boa edição. Rara. 

Encadernadas juntamente estão as seguintes produções teatrais do mesmo autor, publi- 
cadas em edições próprias : 

.AMOR, PRIVANCA, y Castigo. Tragedia.»- «COMEDIA FAMOSA, El Divino Na- 
zareno Sanson..-<.DON FLORISEL DE NIQVEA. Comedia famosa. ..•-«COME- 
DIA FAMOSA. Ei Príncipe prodigioso.». 

2431-Perestrello da Camará (P.)—(:OLLECÇÃO jl DF, || PROVÉRBIOS, ADÁ- 
GIOS, RIFÃOS II .ANEXINS H SENTENÇAS MORAES E IDIOTISMOS || DA 
j .-^ 9h D ^-"^ LINGOA PORTUGUEZA || POR || P. Perrstrello da Camará || (Vinlieta ornn- 

''- mental) || RIO DE .lANEIRO || EM CASA DOS EDITORES || RltUARDO E 

HENRIQUE LAEMMERT |1 Rua da Quitanda n.° 77 || 18i8— In-S.» peq. de 
VI pags. (prels.) inurns. e 288 nums. E. 

As VI pags. prels. contêem: titulo de ante-rosto ; titulo de rosto; e preambulo «AO 
LEITOR.». Nas pags. nums. ! a 6 vem uma «INTRUDUCÇÃO.. ; e de pag. 7 a 238 
o texto da obra propriamente dito. 
Livrinho interessante e estimado. Edição primitiva, já pouco vulgar no mercado. 

2432— Perezius, vulgo Perez (^tifoiíi..?).- AntonI PerrzI I.C. || S. C. R. Ma- 
jefloiis C<i>ifiliarii, In || Acadímia Loranimfi L''(jvm \\ Antecefforis, \\ IVS 
PVBLICVM, li Que Arcana & lura Principis || pxpnnunlur. || (Marca dos im- 
pressores ; gravuia em madeira) || AMSTELODAML |[ Apud Ludovicum & 
lianielem Elzevirios. |, cio Io clvii. — In-lS." de XlV-338 pags. E. (perg.). 
As XVI pags. prels. compreendem: nnte-rosto (falta); rosto; Dedicatória ao Sereníssimo 
II Auguftif finto Principi. II LEOPOLDO || IGNATIO, !| Hungarix & Bohemia: || 
REGI...> (datada e subscrita no fim: «Lovan. 15 Jan. 1657. Obfeguentiffimus 
Ant. Pr,RFzns..); Prologo .AD p LECTOREM.» ; e .INDEX |l CAPITVM... 
Livrinho estimado. Magnifica edição ElzevirSana, malto rara. Exemplar bem 
conservado. -Nicolau António, Bibí. hisp. nova, tomo I, pags. 152-153. 
24.3.3 — Périn (C/iarÍps).— De Ia richesse dans les sociétés chrétiennes, par... 
Secondo édition, revuo cl corrigée. Parií, Lecoffre fih et C'« , i86S. In-S.", 
2 vols de VIII-578 e lV-58-2 pags. E. 

2434 Les lois de la soció.tc clirétienne, par. . . Paris Lecoffre fãs et C'* ... 

1875. (%). Lnhiire). In-S.", 2 tomos de Vlll-502e IV-534-I pags. E. 
Excelente edição. Belo exemplar. 

243í) Premiers príncipes d'Économie politique, par... Seconde cdilion, 

O revue et complélée. . . 1'aris: Lecoffre. . . 1896. In-S.» de Xl-437 pags. E. 



/^ 




à'^<^'=' 



AZEVEDO - SAMODAES 



121 



2í;i6-Porottus.— C (•OHNVCOPIAE. five lv\g,ie /aíi» »■. . .— VENPnilS. . . M. 
D. XIII. (i.-,i;!j. 

{Ijú froulmijífio diinius o exacla rf/jrvdiiião foUi-zincoi^raiica que leyit:]: 



/(f/oo 



CCOR 



íjatfítf^r 



'S^vn!BT^f<^lll^nn(Ji'^u rea^rvi jíçcx írri^tTypv rwitniÍM 






•lundtui^nn 'hro-nttJt frj^nm inn Vomprtf ff/S ip« 

d "MTfí (j- prourrbia crTfmídii íJ,i,,4J;jfa ilift pofimdieriyt ih jjlmiti >myni n/ruis nctctmrn*m fura 
n o-*t irf"*ftndi^t onnnpiolim aigncf<rrt:itbi prymummer* i Ltera ttcan,fi(mfiiMne coUÊrtt^t.n- 



^rfpa! 



ngnn 



Cm ZtrrtvifVxTTotuidt Im^UiMaUbrtrro Q^^rae-Qj^naa-iam- 
r/1 Un^ rTéÁtnu it ^umbui 




"•^p.mTc 



KÍt»dtuín,luÍ4f,dt Leomdmmmdtc 



I KtjfÊlitlm 



(O original mede 243x134""") 

In foi. de 79 fT. (prels.) minis , no pé d.-i frente de cad.i uma dela8, e 
1436 cols. K. 

As 79 ff. prels. inserem o seguinte: frontispício, -acima reproduzido em cfac-simile» 
(frente da fl. I ; «ALDVS LECTOKI. S.. (verso da mesma H. I) ; .PYRRHI PE- 



//" 



/t 



/^S'/ 



122 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

ROTTI III cornucopin: , fiue commentartos Uiiguiv Latina: ad iUiiftrem principem ![ 
Pedericum ducein, ^j- ecçlefiafticicxeniius imperatorem inuictiffimum, Pramiiim.' 
(frente e parte do verso da II. 2); «PREVIS COMMEMORATIO VITAE M. VA- 
LERII MARTIALIS . (restante parte do verso da mesma fl. 2) ; índice (ff. 3 a 78) ; 
'erroroS' (H. 78); Previlegio de «I,I!0 PAPA. X. 'Datnm Roma: \\ Apud Sancium 
Petrum fub Annnlo Piícatoris Dic. Noucmbris. M. D. XIII. Pont. Noftn Anuo Primo. 
V. BEMBVS... (parle da frente da H. 79); «EXEMPLUM. || DILECTO FII.IO ALDO 
MANVTIOIICIVl ROMANO, VTRIVSQVE || LINGVAE LIBRORVM || INSTAVRA- 
TORI. II IVLIVS PAPA II. > (restante parte da frente e pai te do verso da mesma H. 79) ; 
c cEXEMPLVM.JI ALEXANDER PAPA VI . (rest.ante parte do verso da mesma II. 7>J). 

No fim do texto da colnna 1436, a rematar, a seguinte subscriç.io : .VENETIIS IN 
AEDIBVS ALDI, ET ANDREAE SOCERI M. D. XIII. 1| MENSE NOVEMBRI. 

I.ivro, no seu género, bastante curioso e muito estimado. Piimorosa ediçiio Aldina, apre- 
sentando unia impressão nitida, com belos car.acteres itálicos. E a apreciada e autentica 
edição de 1513, que Brunei, no seu Manuel du Ubralre, tomo 4,o, col. 506, muito 
exalta. -Os seus exemplares são RARÍSSIMOS. O nosso, salvo unia leve mancha 
d*agna na parte inferior das ultimas folhas, encontra-se optimamente conservado. 

^ 24.37 — Perraud (Ahbí; Charle.<]. — La libre-pensée et le catholicisme, par... 

Pari», Gervais, -Win (E. de Suije et (Ih, Imp.). In-S." de XXIV-263-I pags. B. 
24i{<S— Porrodil ( r. (if).— Diclionnaiio des héiésies, des eneurs et des schi- 
iiics, 0(1 Méiiioirc? poursurvir ã 1'hisloii'e des égareniens de 1'esprit hu- 
r^ j>j iiiaiii par nipport a Ia riligion orctienne. Nouvelle édition coirigce ul 

augrnonti'Mí dn plusieiírs arlicle.s, par... Paris, Royer, Edileurs... ISiò 
{Tl/p. de Coswn). In-S.", '2 vnls. de XXlV-515 e IV-617-11 pags. E. 

As XXIV pags. prels. do volume I compreendem : ante-rosto, rosto o «PREFACE». 

24S9-Persia {D. Jiwn rf,). - RKLACIONES |1 DE DON || IVAN DE PÉRSIA. || 
DIRIGIDAS A LA MAGESTAD |1 Gatliolioa de Dou Philippe IIL Rey || de las 
Efpai-ias, y íeãor H rmeílro. 1| DIVIDIDAS EN TRÊS LIBROS, DONDE |1 íe 
lrat;in las coias notables de l'uifia, la genealogia de fus Re II yes, guerras 
,7) C^ 'Js 1'eríianos, Turcos, y Tártaros, y las que vido || en el viaje que hizo à 

Eípaiia: y fii conuerlion, || y la de oiros dos Caualleros || Perlianos. 1| Ano. 
(E.scudo de armas; gravura em iiiadeir;)) 1604. || CON PHIVILEOIO.\\ 
En Valladulirl por luan de lioilillo : en la calle de Saniano.— In-4." de XII 
IT. (prels.) inurns., IV.^i nnms. na frento e mais XIII iiiums., finais. E. 

As XII ff. prels. compreendem o seguinte: titulo acima transcrito (frente da li. 1 ; verso em 
branco); «EMIENDAS . (frente da II); «APROVACION.. e .SVMA DE LA TASSA.., 
aquela datada de Vallodolid, 1603, e esta, da mesma cidade, 1604 (verso da mesma fl. II); 
Alvará de Privilegio de «EL REY» permitindo a impressão (II. Ill); Dedicatória .A LA 
S. C. R. MAGESTAD DEL REY DON 1| PHILIPPE III. || Sciior nueflro. || (?).>. subs- 
crito: .Dou luan de Perfia.. (II. IV); Prologo: «DON IVAN DE || PÉRSIA. H Al Le- 
ctor.» (H. V) ; e as seguintes poesias em homenagem da obra e de seu autor : «DEL 
DOCrOR MAXIMI-Illiano de Cefpedcs, á Dou luan li de Perfia. || SONETO.» (frente 
da il. VI) ; «De Dona Ana de Espinofa y Ledctnia, || natural de Segouia. |] A DON 
IVAN DE PÉRSIA» (uma quadra e dois teicetos; verso da mesma 11. VI); Dedica- 
t.iria 'A DON ALV.iRO DE CA-\]rauajal, Capellan mayor, y Lymofnero mayor\\ 
de las Magefíades C.iíholica': dei Rey Don \\ Pliitippe III. y de la Reyna Dona Mar- 
Wgaríla de Auftría...', subscrita: «El Licenciado Remon.' (íf. VU e VIII); «SO- 
NETO. 1) cn alalMiiça de Don luan de || Perfi:!.. (frente da II. i;C) ; .MISTION DE 
SONETO Y II octaua, cn alabança de Don || luan de Perfia.. (frente'da mesma li. IX) ; «A 
DON IVAN DE PÉRSIA, |1 dei Doctor Auguftin de Tcjada || y Paez. I|, SONETO., 
(frente da II. X) ; «A DON IVAN DE PÉRSIA || de Dona Bernarda de Paz, y de || 
PaflLana. || SONETO.» (verso da mesma H. X) ; «A DON IVAN DE PÉRSIA, || De 
Alonfo de LedeCma. || SONETO.» (frente da fl. XI) ; «DEL LICENCIADO AVGVS- 
TIN||de Virnega, n.ntural de Alcala || de Henares. |1 SONETO.» (verso da mesma fi. XI); 



AZEVEDO - SAHODAES 



123 



e .SOXETO DE MONSVR (sic) de Auoir, 1| Eu alabança de Do/l luaii de Perjia. || A 
LOS I^OETAS > (frente da fl. XII; verso cm branco). 

As folhas, nums. 1 a 172 e a frente da 173 inserem o textn da obra propriamente dito; e o 
verso da mesma ti. 173 e as ff. 174 e 175 uma composição poética, encimada pela epigrafe : 
• Don Inan de Perfia noio, j] En fii pátria eftos diez modos 1| de damos exempío a todos, 
II y anfi qui los efcriuiò.». 

Nas primeiras XI e frente da XII das XIU ff. inums. finais decorre: «TABLA DE LAS I| 
coTas nolablfs, que Te tratan ;| en eHos três libjos de |1 las relaciones.» ; e no verso da 
mesma fi. XII e na Xlll : «TABLA DE LOS VENCIDOS |1 Perfianos, y de otras lengnas 
que II Te tocan en eftas relaciones.». 

Livro EXTREMAMENTE KARt) e muito curioso, interessante sobieludo para a historia 
da Pérsia. Contêm uma relav"ão circunstanciada acerca da embaixada iniilesa que, sob a 
direcção de Sir Anthony Shirby, foi enviada junto do Shah Ahbas, o Grande; e tam- 
bém uma desenvolvida descrição da Rússia e dos usos e costumes dos seus habitantes 
nos fins do século XVI. 

Belo exemplar, tendo apenas um pequeno conserto num cinto da parte superior do fron- 
tispício. 

A respeito da extrema raridade dos exemplares escreve Salva, no seu valioso e bem elabo- 
rado Catálogo (n.o 3377) : 

<En tantos anos como he residido en Londres y Paris no he visto más ejeinplar que 
este, y es el mismo dei cual habla Brunet, adquirido en la venta de la biblioteca de M. 
Langlés, de quien lleva dos Firmas originales.». 

24W-Perucoi (í'ra»icesco).— POMPE i| FVNEBRI || Dl TUTTE LE NATIONI || 
DEL MONDO. ;| Raccolte daUe Slorie Sagre, et profone II Dal S.r Dott.re 
Francesco Perucci H DEDICATE 1| Al llolto Ilhistre, et Ecc.'<'o \\ S.r Clavdio 
Bassetti. 

Estes dizeres ou titulo, abertos a buril, acham-se no centro de elegante alçado ou pór- 
tico, também gravado a buril em chapa de metal {A. N. Ronco /.). Na base do 
mesmo alçado, lado esquerdo : 

In\\Verona\\appreffo—\a<\o diiuiln: Fiancefco \\ /fo/s! || 765.9. — In-fol. 

peq. de 97 pags. num?., além de I-VIII iminií. E. 

Na primeira (a 2 em brancol das 97 pags. nums. vem o alçado ou pórtico com os dize- 
res acima reproduzidos; nas pags. 3 e 4 (estas primeiras 4 pags. não apresentam a 
competente numeração, que só aparece da 5 em diante) a Dedicatória: «Molfllluf- 
tre, 8i EccelentiPsimo Signor mio :; Signor, e Pairou Collendifsimo.», datada e subs- 
crita no fim pelo impressor: «Di Cafa li 15. Fabraro lf)30.||... Francefco RoífL^; 
e de pag. 5 a 97 o texto da obra propriamente dito. 
A primeira (ultima do volume) das pags. inums. acima registadas insere as licenças per- 
mitindo a impressão da obra; e as VUI imediafaf (colocadas entre a 4.» e 5.a das 
97 pags. nums.), a duas cols., a «TAVOA DELL'OPERA.» 
Livro, no seu género, muito interessante e muito ai-reciavel ; contêm grande numero de 
curiosas gravuras (abertas a buril e intercalad:!s no texto), a maioria das quais re- 
produzem a; pompas fúnebres que se celebravam, em tempos idos, em vários paizes 
do Mundo. MUITO RARO. Bom e.\emplar, salvo um pequeno corte de traça em al- 
gumas folhas. 

Peruschi (F. fíin. Bn,7í.síí!).— \>ja-so : Lettere anwo dplV Ivdin... 

2441— Petrarca (Friwcrseo).— IL \\ PETRARCA |I CON NVOVE || SPOSITION, |1 
SPliSniONI, II Nelle qiinli, oltre l'nltie cose, si dimo- || sIt.t qual fusse il 
vero giorno & I| 1'hora dei suo inna || nioramento. || Infirme ahiine moHo 
vlili & belle amtotationi \\ dHníorne dle regole deU't liiujna Tuícana, \\ E vna con- 
serua di lutte le .sue rime ridotíe |1 co'vei si inleri sotlo le leite- || re vo- 
cali. II (Marca do impressor, ladeada pela divisa: «IN VIRTVTE,— ET FOR- 
TVNA.») II m LTOXE, || Appresso Gulielmo Rouillio. \\ || 1574. || Con 



^/- 



Tj 



124 CATÁLOGO DA tIVRARIA 



//.f/ 



Priuilegio dei lie.— In-12.° ou IG." de XLVIII-oí-8 (-19 e 588; esta miin. er- 
radamente 5i)8)-L (mais IV i tii brain;o)-294-lX taj^s. E. (jerg.). 

As penúltimas 294 pags. inserem, com fronlispicio próprio, «TAVOLA Dl || TVTTE LE 
RIME II DE I SONETTl E ;| CANZIONI DEL !1 PETRAR- il CA, || RIDOTTE CO I 
VER- [í SI INTERI SOTTO || le lettere vocali...> 
Na pemiltima das XLVIII pags. prels. vem uma gravura (aberta em madeira) reprodu- 
zindo os bustos de Petrarca e de Laura. 
Boa edição, rara, das obras de Petrarca. E.\emplar com leve mancha d'agua em algu- 
mas ff. 

2442-Pefrarca (/Va/.c/írroÁ — LOS SONETOS |! Y CANCIONES... EN MÁ- 
Q Q DlilD... Mo h-,91. 

(Do frontiíi^iin ãnniof ii seguinte cxacla reprodv^ão folo-zincngráfca): 

LOS SONETOS 

Y CANCIONES DEL POETA 

Francifco Petrarcha , que traduzia Hcnri<ju5 

Garccs de Icngua Thofcana 

cnCaftcIlana. 

DIRIGIDO A PHILIPPO 5r. 

gundídejle nomhre, Manarcháprimcro dcUs 

Ef^an4s, è hdias (Jrientai, 

y Occidental. 




EhJ MADKW 

Imfrejfo (n uf* de CniUem» Droy 'm^ttf[o<r ár 
hhros. Aiit\\9i> 

{() o\i(jtnal mede lô^Xl04"""} 

ln-4.° do XIV ff. (prels.) iimnis. (.i ultima toila em branco) e 172 nums. 
pela frente. E. 



FRANÍCISCl PHILELFI SATYRARVM 
HECATOSTICHON PRIMA D£CAS. 

HECATOSTICHA.PRIMA. 

MMITEM CANITILLE VIRVM 
CiVl FVNERA GRAUS 

M úie cuLi ; rapam cn defzuiret amícatr.. 
E rrantemcjue refert capcã poft Ilíon airo 

redúcc : Pamzdtulís cjuécolbtinadra. 
R ex huk Acntas & forte uifus Achilleri 
£ c Laemadcn ufiiquc acrtcjue Gigaccm 

1 ngenjo fupcrare pus : nõ procinus oês 
E Ioqiij'i.iiartc8 diuo conccdic Homero. 

A friob* Alplionfc tuas . quz laudíbus omnenu 

E xtcflere modum : dum res cuplennbus offert 

A ímula Calliope : prxceps uzíama morum 

N on íiitif; atíjue alio olamum uocar : ooa dieens 

P. icnduinreginapeotkEtafcjucthorea». 

N une age pwgnandura : quo digní» parta trópIuHS 

P axabitrancjuiJiJamprorrtínatrtientcqujetelTi. 

M ox ader a tempus : cjiio tann maxtma regi» ' 

F aíb canas ; curuintjue ío^^ad fy dera nomoi. 

S fc igitur poftq Érrales aaa more» 

I mpedoir opctca mún ; acUs arma apcfíant. 

£ t.prxftabottirum .fcdtuFlorennauad 

D rajgnofce tuo . non te lacerara, féd íftos 

A ggredimur ; tcins qurmonbusonma-perguftt 

E tfcelerareerucesíaíturptbusadderefotda. • 

I ^ofcant Itab , totufquc ígnouent orbís. 

C uiiifbs.bella malis indíamus , Arma míníílraf 

F QiTía.uel Nemefis uel menos ccaiTcía uírms. 

V nde pi um ccmpcmus apus í quis m agmme tant 

1 /nprobitans eru : quí fc prior offerat audax í 

N on me turba íuuac : nam quos íga?.aa tnumpfcoí 

Rosto da obra descrita no Catálogo sob o n.o 2444. O original 
mede 179x97nim. 

(Pag. 125) 



AZEVEDO -SAMODÃ ES 125 



As XIV (aliás XIII) ff. prcls. compreendem o seguinte: titulo (frente da fi. I ; o verso em 
branco); Privilegio de »EL REY.> (subscrito: «Por maudado dei Rey nueftro feiior. 
luan Varques.> ; fl. II e parle da frente da III) ; Visto de Fray Pedro de Padilla 
(restante parte da frente da H III) : «Con eftas eiuiendas efta correcto efte libro. |I 
ERRATAS.» (subscritas por luan Vazqiicz dei Marmol ; verso da mesma íl. lU) ; 
• TASS.\.» (subscrita por Miguel de Ondarça çauala ; frente da li. IV) ; Soneto 'A 
PHILIPPO SEGUNDO DESTE \i nombre, Monarclia prímero de tas Efpailas, è\\ 
índias Orieníal, y Occidental. »t e mais dois outros Sonetos «Al mifmo.» (verso da 
II. IV e frente da V) ; c lambem as seguintes poesias : Gratulacion de Pedro Sarmiento 
de Gamboa !| A la publicacion desta traduction de Henrric Oarces. Elogio eiufdem 
de eodem -Recomendacion a las mujas, de Pedro Sarmiento \\ de Gamboa.— A\ Au- 
tor.—Sonetos de vários auctorcs. \\ El Traductor. - Vn amigo rejponde por la pluma. 
— A fray Hieronymo Vatençueta Dominico. -Responde.- A Rodrigo Fernandez. — Ref- 
puesta.— A Sancho de Ribera. — A ciertos amigos que querian ver efta traduccíon. — 
Del Pre Sentado Fray Miguel de Mon- talão Dominico. - Responde. — Trilingue dei 
mi) mo Pre Sentado. — Re Spuesta quadrilingue.—Del Licenciado Villaroel. — Refpuesta. 
-Replica Villaroel de repente.- Del Licenciado Emanuel Francifco. - Adilon ai tra- 
ductor. 

Tradução excelente, completa e por isso muito apreciada. O traductor, Henrique Oar- 
ces, foi também o autor da versão castelhana d'Os Lusíadas de Camões, que no 
mesmo anno de 1501 se iuiprimiu na mesma tipografia em que foram dados à es- 
tampa Los Sonetos y Cauciones de Petrarca. Edição primitiva (única ?). Os exempla- 
res são presentemente MUITO RAROS. O nosso encontra-se perfeitamente conser- 
vado. 

Na guarda da frente, em letra manuscrita, vem a seguinte interessante nota acerca de 
Henrique Oarces : 

«Enrique Oarces Português de nação natural da Cidade do Porto, assistio a maior 
parte de sua vida nas índias de Espanha na cidade de Lima, em o Piru ; escreveu 
na era de 1500, traduzio os Lusíadas de Luis de Camoens em oitava rima caste- 
lhana (sendo cst.i a terceira vez que íorão traduzidos em castelhano) e si: emprími- 
rão em Madrid no anuo de 1590 (alr.is 1591) ; traduzio os sonetos e cançoens de 
Fra."^" Petrarca da lingoa Toscana ; Iãobem foi o primeiro que nas índias de castelã 
descobrio as minas de azougue.» 

Petri {Frfderku»!). — Veja-se, no adilaiiienlo final do Catalo^jo, o artigo : 
Evangelia aiiiiiveisaria. . , 

24i3— Pétrone, Apulèe, Aulu-Gelle, CEuvies coiiiplèlcs avec la liaduction en 

fiiinrais, ptiblióes sous la direction do M. Nisar,!.. (Vinheta alegórica). .Jji-"^ ^^ «^ 

Paris, Duhochet et Compagnie, Edileurs .. 1S42 (Ty/). de Firniin ÍJidot Frè- 
res. . .)• In-S." gr. de Vl-V-768 pags. a diia.s cols. K. 

Versão muito apreciada, acompanhada do texto original. Magnifica edição (Da ..Colle- 
ction des auteurs latins avec la traduction en trançais...»), nitidamente impressa. 
Óptimo exemplar. 

'2414-Philelphus (Francisco). -SATYRARVM HEC.\T0STIC1IA. . .— Modiolani 
(Milano), 1476. 

(Da primeira pagina (rosto do Jivro) damos, em folha aparte, a exacta repro- 
dução foto-zincográfica). 



In-fol. de 149 folhas sem numeração nem chamadas no te,\to. E. 

De folha 1 a 148 (verso) decorre o texto da obra propriamente dito, o qual, dividido em 
dez décadas (PRIMA DECAS a DECIMA DECAS) e estas em igual numero de HE- 
CATOSTICHAS (HECATOSTICHA PRIMA a HECATOSTICHA DECIMA), remata 
com o usual -Finis., a que se segue ainda estes textuais dizeres relativos á compo- 
sição da obra: 



^ó^ó"/^ 



<P O 



126 CATÁLOGO DA UVRARU 



FRANCISCVS PHILELFVS HVIC SA 
TYRARVM OPERl EXTREMAM MA 
NVM MEDIOLANI IMPOSVIT. DIE 
MARTISKAL. DECEMBRIBVS ANNO 
A NATALI CHRISTIANO M.CCCC 
XLVIIII. 

Na frente da folha 149 (ultima), cm homenagem de Philelphus, vêem catorze versos, 
que são precedidos da rubrica : 

«Calliphilus Bernardinus Robiatinus in Francifci Philelfi Poeta: prxceptoris fui 
S»tyras.> 
e seguidos da subscrição, que reproduzimos folo-zincográficamente : 

1 mprefFae Medíolarri GalcadoMarii Sphortia ínuíítí 
flimocluceQ.umto florente: pe: Chriftophoru.n 
Valdarpher Raoíponenfem hutiis eximíi arris itn 
primendi confumatiífímum Magftrium ; Anno 
anarali Chriftjano Milleíímo Q_uadringentefimo 
Sepcuagefimo Sexto : Itííbus Noucmbríbus ; 
(O original mede !i!)x:H"'m) 

O verso da mesma^folha 149 ô ocupado'pelo «Resíirtrum huius operis.» 
Primeira edição destas apreciadastsatiras de Philelptius e (]ue 6 RARÍSSIMA e muito 
procurada, Eoi dada á Iiiz em Milão, na pátria de Lconardi de Vinci, e de tantos 
homens celebres, sobre magnilico papel de linho, bastante encorpado.-As reimpres- 
sões, registadas por lirunct (Manuel du tibraire, tomo 4.0, cols. 603-604), são de : 
Vcitetiis, per Beriiardiímm vercellenseni, jussu Andrccc Torresani de Asiila, 1502, 
in-4.o;-e Parísiis, Rob. et Joait. Oourmont, 150S, IS kal. octobris, in-4.o de 212 íf. 
inuuis. 
INCUNABUI O PRECIOSO, MUITO ESTIMADO E DE ELEVADO VALOR, formoso 
exemplar, com encadernação quinhentista (pastas em madeira), porim estalada nas 
juntas da lombada. * 

2445-Philo.-IMIILONISIVDAEI || ALEXANDlililNl, LIBKl || ANTIQVITATVM. 
IIQU/KSTIUNVM ET SOLVTIOBNVM IN GKNEHIN. || DE ESS/EIS. || DE 
NOMlNlBVíJ HEBRAICIS. || DE MVNDO. 1| (Marca ilo impressor, de curioso 
^j £) desenho; gravura em nRideir.t) || Ouod lumiiiis uigilijs aflequi poluiinus, 

optime leclor, id aimndo per nos eft |i pripililiiin, alienam uero culpam 
nobis, que es huinanilalc nõ || impiitabis. Vale, & expecta liiiius i,'eneris íi 
no- II bis, & maiora, & emendatiora. |i BASILEAE PEl! ADAMVM PETKVM, 

II MENSE AVGVSTO, ANiSO || II M. D. XXVII. (!527) || CuiJi gralia 

& piiuilegio Calareo.— Iii-fol. de VIII pags. (prels.) iniinis. e 142 nimis., 
além de uma II. iiium. E. 

As VIII pags. prels. inserem: titulo acima transcrito (pag. 1); «HIERONYMUS IN CA- 
TALOGO EC- :! CLESIASTICORVM SCRI !| PTORVM.. (pag. II): Dedicatória: 
.NOBILIBVS ATQVEllOMNI LAVDIS QENERE CVMVLApS |! SIMIS SODALl- 
BVS ECCLESl.t (i FVLDENSIS lOANNES SI- || CHERDVS. S.-, datada no fim: 

....Bnfileic ex xdibus noftri, |1 Menfe Ausurio, |1 Anno |1 || M. D. XXVII.. 

(pags 111 e IV); e, a duas cols. por pagina: .MEMORA || BILIVM RERVM, || 
QVAS PHILO PASJ SIM TRACTAT, |1 INDEX., (pags. V a Vlll). 
A meio do verso (freme em branco) da folha inumerada final, vem uma nova marca do 
impressor, encimada e ladeada por legenda em árabe, grego e latim ; e seguida 
de novo registo da impressão : 



AZEVEDO - SAMODÂES 127 



/Dd^ 



cEXCVDEBAT BASILE.E ADA- |I MVS PETRVS, MENSE AV- [I OVSTO, AMNO 

11 IIM.D.XXVII.. 

Obra muito estimada. Bela edi;ão ; não citada por Brunet, e bastante mais antiga que 
qualquer das registadas pelo mesmo bibliógrafo. RARÍSSIMA. Magnifico exemplar. 

2446 Philonis Ivdaei, scriptoiis eloqventissiiiii, ac philosophi svmmi, 

Lvcvbrationes omnes qiiotquot haberipotiierunt, Laliose ex Graecis fautae 
por Sigismunciíim Geleniiim. His accesservnl proptor argvmentorvm affi- 
nitatem : Alhenagoras De niortuorum resurrectione, Feiro Nannio inter- 
prete ; ^ Aeneas Gazwus De immortalitate animarum, loanne Vuolphio 
interprete: ouius opera uterq esl integritati restitutus. Índice rerum me- 
morabilium adiecto. (Marca do impressor; gravura em madeira) Cnm Pri- 
vilegi. , . Basileae Apvd Episcopivm ívniorem. (No fim do texto da obra: — 
Basileas, Apvã i^icolavm E/jiscopirm hniorem, Mense Septembri, anno Domini 
M. D. LXI.). In-fol. de VIU pags. (prels.) inums., 720 nums. e mais XXVIII 
inums., finais. E. 

As VIII pags. prels. compreendem o seguinte: titulo; Dedicatória: .Generoso Adoks- 
centi Domino loauni Baluia Perano Re. Protonotario, Sigisnuuidus Gclciiiis S.»; 
Teslemunia Sanctissimorvm virorvm de Philone ludso. Evsebivs Historiae Ecclesias- 
tics libro secundo.' ; i.Hieronymus in Catalogo scriptorvm Ecciesiasticorvm.» : "Ra- 
phael VoLiterranvs anthropologiE libro XVIII. ex Suida.» ; e «Catalogvs et urdo li- 
brorvm in hocce Philonis ludwi opere conteiitorum.^ 

A ultima das XXVIII pags. inums. finais insere apenas, a meio, uma marca do impres- 
sor, diversa da que vem no frontispício. 

Obra estiutada. Boa edição, desconhecida a Brunet. Rara. Magnifico exemplar. 

'J447 Philonis Ivdan || Opera exegética in iibros Mosis, De Mundi epificio, 

históricos, & legales. Qva' parlim ab Adriano Twnebo Professore ^ '1 y- /'"'Z/ /) 7\ 

pograph.i legio, ô Cliristianissimi Ret;js Ribliotheca, parlim à Liavide x)r) 

Hoesclieliu ex AugusU-ma, edita gr iMustrala sunt... Excvdebal Petrus de 
la JiOKtire. Culunise Allobrvijmn, cl.i I.k xiii. In-fol. de XII pags.' (prels.) 
inums., !)04 mnns. e mais XXIV iiinins., finai.s. E. 

O titulo acima reproduzido encontra-se distribuído por nma elegante portad.i, de inte- 
ressante desenho e gravada em madeira. 

Boa edição, compreendendo textos em grego e latim. Estimada e rara. Magnifico exem- 
plar ; apenas com uns peqs. cortes de traça na margem de algumas folhas. 

2i48-Philopatrum 'D. Aiidrcam].-EL1ZABETHJE, \\ S^^ihWY. liEGlNAKH 
II.KHhSlN CALVINIANAM IIPHOPUGNANriS, S/IÍVISSIMVM || Di C.dhu- 
licos sni ivgni E.liclum, quod || in alios quóque Ueipublicsp. Chri 1| stiunae 

l'rincipes. uunliiine- || li.is cor:tint lindi- 1| gni.ssimas. || rnmvlgatui:, Loiídiíii / ^//^ 1 

?£». A'o!ítn,í,/í. JSíll. II Cum responsione ad singnla capiia, qiia non lantúm /Or 

saíniliall & impietas Iam iniqni Edicti, s- d mf ndacia quóqno. || & fraudes, / 

& inq osMu-a^ dereguntur, jj & confiilanlur. || Per. . . presbyfermn . ac Theo- 
logvm \\ R. nianumyx Anylis olim oriuwdwm \\ ... || (Vinheta ornamenlal) || 

LVGBVM, II APVD lOANNEM DIDIER. || || M.D.XCIII. (159.3). In-8.° 

peq. de XVI pags, (prds.) inums., 278 nums, e mais XIV inums., finais, 
que inserem, a duas cols. por pag. o «INDEX RERVM || PR.^EClin'A('.VM, 
II quie in hoc libro con- || linentnr.». E 

As XVI pags. prels. inserem o seguinte: titulo (pag. 1); .TOTIVS EDICTI, ET RES- 
PON- II sionis summa.., .ATESTATIO.^ e .APPR0BAT10.> (pag. U); e .PRX.FA- 



^/ 



5 



i^-^ 



'^ 



128 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

TIO AD II Edictum et Responslonein, \\ causas iitriuíçuc et || argumentam coii \\ tiaens.» 
(de pag. 111 a XVI). 
Livro curioso e estimado. Muito raro. Bom exemplar, salvo pequena mancha d'agua 
na parte superior das pags. 
2i4'J — Picard {Aduljilie). — QMtvre.s fivirmaisus i l WMllonim.s. Reuiioillies et r^^li- 
tées par J. Iitlboeuf... Préccdces (J'iine Nolice liiograpliique par Alpli. 
Le Roy... lirgi-. J. Goihier... 18S2. In-8 », 2 tomos de IV-256 l o lV-314 
pogs. em um vol. F,. 

O tomo primeiro é ilustrado com o retr. de Adolphe 1'icard, impresso em separado. 

2'i^0— Picard {L. B.). — O Gil Rniz da lUivoliK.ãn ou as (;onfi(;ões de Loiírcnro 
tíifVard, [lor. . Vertido em portiigiiez. Liiboa 1842: Typ. de \'iuva Coctlui 
c Cuvip"... li)-8 ", 2 tomos de 419-lV e 4(W-111-I( pag^- Riii um vol. K. 

Piccaglia (Gio. iJoííísí»).— Vi-ja-se : Lettere aiinve dcWlif^i' . . . 

2451 — Piedade 4 Jesus Maria {Fr. António iln—, Fr. Jo.w de). — ESPIÍMU) |1 
ME 1'EN1TKNÍKS, || li ClIÍ^ONIGA || DA PliOVINCIA 1| f)R || SANTA MAHIA 
II DA AUHABIDA, || DA HEUULAK, hl MAlS' ESTUEITA UBSEUVANCIA || 
^ O da Ordim do Seráfico Patriarcha S. Franciíbo, no |! liiflituto Capucho. || 
TOMO PUIMEIllO. !| OFFEIIECIDOW A' .SEMPIIE AUGUSTA MAGESTADE 
DELliEY II I). .10 A Õ V. || NOSSO SENIIOI! 1| POli SKU AUTUOU || V. ANTÓ- 
NIO DA PIEDADE, || TEITOM DE 'i HEOLOGIA, OIIAI.IKK^ADOH DO || Santo 
OHicio, Glironifta, e Ex DiUinidor da || miliiia Piovincia. || (Florão orna- 
mental ; gravura em madeira) || EISBOA OCCIDENTAL, H Na Officii» de 

JOSEPli ANTÓNIO DA SYEVA, || Impreflor da Academia Real. || II 

M.DCC.XXVIII. II Coyii Iodas us licenraf ncreffarius. In-fol. de XXVIII pags. 
(prels.) inunis., 972 nums. e mais XXXIV iniims., finais. 

As XXVIll pags. prels. compreendem o seguinte: titulo (pag. I; a 11 em branco); em 
itálico, a Dedicatória a D. João V (pags. III a VI); .PROLOQO|| AO LlilTOR, II 
E efpccialmcnte aos Keligiofos da 1| Província ila Arrábida.» (pags. VU a XII); -Ll- 
CRNÇAS.» permitindo a impressão (Da Religião. || Do Santo Ollicio. - Do Ordinário. 
-Do Defembargo do Paço) (pags. XUI a XXIV) ; 'Carta, que efcrevco Jofeph da 
Cunha Brocltado, em ap- 1| provação de-Sta lllJ'toria.«, datada e subscrita no fim : 
.... I ishiin Oriental, IS. de Mayo de nib.\\Jofeph da Cuitlia lirocltiido.' (pags. 
XXV e XXVI); c «PROTESTAÇÃO |1 Do Author.. (pag. XXVU ; a XXVIll em branco). 
Nas primeiras IV das XXXIV pags. inums. finais vem: -ADVERTÊNCIA, |1 PARA MAIS 
FACILMENTE SE |[ faberem os dias dos óbitos dos Servos de [| Deos, de que trata 
efte Tomo, pelos II mezes do anno.» ; de pag. V a XXXllI o «INDEX 11 Das coufas 
mais notáveis, que fe || contem nefte Tomo.» (íecha com um llorão de remate, que 
tem no centro as iniciais: I H S); e na pag. XXXIV (ultima) as <ERRATAS.». 
A composição tipográfica do texto da obra propriamente dito (pags. nums. 1 a 972), exe- 
cutada com caracteres redondos e itálicos de vários corpos, e do Index (pags. inums. 
finais V a XXXIll) é a duas cols. por pagina. 
O titulo é impresso, alternadamente, a preto e vermelho, sendo com esta ultima cõr as 
linhas 2, 7, 8, 15, 18, 22 e 25. 

CHRONICA II DA PIIOVINCIA || DE || SANTA MARIA || DA AIlHA- 

BIDA II I'A REGUUAU, E MAIS ESTHEITA OBSERVANGIAlf da Ordem do 
Serafíon Patriarca S. Francil..'o || TOMO SIGUNDO, || OFJ /■:Uh:0IDO\\ X' 
SEMPliE AUGUSTA MAGESTADE DELREY |1 D .lOAÒ V. || NOSSO SENHOR 
II POR SEU AUTHOR || Fr. JOSEPH DE JESUS .VlAHlA, || Leitor do 1 iieo- 
logia Moral, Qualificador do Santo OfTicio, Examinador |1 das 'Ires Ordens 
■ Militares, Cuítodio actual, e Chroniíta jj da mtfma Província. || (Pequena 



AZEVEDO -SAMODÃES 129 



vinheta oi-nauienlal ; gravura em madeira) || LISBUA UCCIDENIAI, || Na 
OHicina de JOSEPH ANTÓNIO DA SYLVA, 1| ImpreíTor da Academia Heal 

II II M.DCC. XXVII. II Com Wo.s as ticcm-os necef farias. In-fol. de 

XXVIIi pags. (prels.) inums. e 10O8 nums., além de uina inum., de «EH- 
HATAS.», e uma em branco, finais. 

Na primeira das XXVIII pags. prels. o titulo cio ante-rosto (.CHRONICA || DA PRO- 
VÍNCIA 1| DE ,, SANTA MARIA II DA ARRÁBIDA.-.); a pag. U em branco; na III o 
titulo do rosto; a IV em branco; de pag. V a IX (a X em branco), em caracteres 
itálicos, a Dedicatória a D. João V; de pag. XI a XVI o .PROLOGOU AO LEI- 
TOR.. ; de pag. XVII a XXVI as cLICENÇAS.» permitindo a impressão (Da Reli- 
gião. -Do Santo Otlicio. — Do Ordinário. -Do Derenibargo do Paço.); e na pag. 
XXVIII a .PROTESTAÇÃO II DO AUTHOR.... 
As 1003 pags. nums. inserem, a duas cols. : de pag. 1 a 969 (a 970 em branco) o texto 
propriamente dito da «Chronicaí ; de 971 a 977 (a 978 em branco) a «TABOA, || EM 
QUÊ PELOS MEZES DO ANNO fe moftraõ os dias dos óbitos dos ReligiofosH 
Veneráveis, de que trata efte livro.» (nesta parte a composição é a toda a largura 
das pags.); e de pag. 979 a lOOS o -INDEX Das coufas mais notáveis, que fel! 
contém nefte Livro.». 
Como na primeira parte, o frontispício é também impresso a preto e a vermelho, sendo 

com esta ultima còr as linhas: 4, 5, S, 11, 14, 13 e 21. 
Subscrevem as licenças para a impressão, insertas nos dois volumes, além de outros, 
respectivamente : Fr. José de Jesus Maria, Fr. Nicolao de Santa Catharina, Fr. José 
Garcia (castelhano), D. António Caetano de Sousa, Pedro Alvares, Fr. Boaventura de 
S. Gião; Fr. AntoniO'do Nascimento Mocambo, Fr. luan de Soto (castelhano), Fr. 
Manoel Dique, Fr. Manoel Coelho, Fr. José de Lima e Fr. Francisco Xavier de Santa 
Teresa. 
Crónica monástica de bastante merecimento, e por isso multo apreciada. (Veja-se Ino- 
cêncio, Dic. bibL, tomo I, pag. 234). 
Edição primitiva, de impressão primorosa e muito nitida. Já B.\STANTE RARA, sobre- 
tudo o tomo primeiro. Bom exemplar. 

24.TÍ-A Onlro exaiiplur do lomo II. E. 

Este e.xemplar, embora da mesma edição, apresenta um frontispício diverso do que vem 
no e.\emplar acima descrito. Os dizeres nele insertos, impressos só a preto, rezam 

textualmente assim : /V' /^ ^ C> 

«ESPELHO II DE PENITENTES, li E || CHRONICA l, DE || SANTA MARIA || DA AR- 
RÁBIDA '! EM QUE SE MANIFESTAM : as Vidas de muntos Santos Varoens de 
abalizadas virtudes, e I outros que pella verdade da Fé facrilicáraõ as Vidas def-|| 
tribuídas por todos os dias do anno. !| OFFERECIDO\\K' SEMPRE AUGUSTA 
MAGESTADE DE ELREY || D. JOAÔ V. ,: NOSSO SENHOR. || POR SEU AVTHOR 
II Fr. JOSEPH DE JESUS MARIA, • Leitor de Theologia Moral... || (Pequena vi- 
nheta ornamental, diversa da que vem no frontispício original) || LISBOA OCCI- 
DENTAL, II Na Officina de JOSEPH ANTÓNIO DA SYLVA. Impref- 1, for da Aca- 
demia Real. M.DCC.XXXVII. || Com todas as licenças ueceS S árias. >. 
\;io são vulgares no mercado os exemplares com esta variante de rosto. 
ái52- Piedade e Vasconcellos [P. I</itacio dn). —Historia de Santarém edifi- '^(Áéf/)/'\) 

cada, que dá liOticia da sua fundação e das cousas mais notáveis nf^ lia -^ / l^ 

succedidas. . . Dada á luz por um curioso amatite da dita villa^ Lisboa 
Occirienlal, Anno do. M. DCC. XXXX. Com loãas as licenços necea^ianas. In-foI., 
2 vols. de LA^-435 e XVI-504 p.^gs. E. 

Obra interessante e valiosa para o estudo de factos e cousas antigas de Santarém. Edição 
bem executada. Os frontispícios são impressos a preto e vermelho. Estimada. Já 
pouco vulgar no mercado. y, 

'24')3— Piferrer (D. /Víincisco). — Nobiliário de los reinos y senorios de Espafia. / r^ (?C^^ ^ ^ 

Contiene las armas y blasones de los reinos, provincias, ciudades, villas / '^ 

VOL. II o 



/^/' 



130 CATÁLOGO DA LIVKARIA 

y principales pueblos de Espafia, con todos loB apellidos que se encuen- 
tran en los (ratados de heráldica y nobiliários mas autorizados, como son 
el lihro Becerro de Castilla, Gracia-Dei, Mejia, Barcelos, Mendoza, Argote 
de Molina, Vilales, Haro. Aponte, ( uardiola. Madera, Berni, Moya, Ganna, 
Vargas, Aviles, etc, etc. Por... llhislrado con un Diccionario de Herál- 
dica. Adornados con mas de dos mil escudos de armas por acreditados ar- 
tistas, haraldos y professores de bellas artes. Tomo I. (ao VII). Segunda 
edicion. Madrid. En la Redacáon. Calle dei Comi/Zo, niim. i2. cuarto princi- 
pal. 18Ô7-18G0. (Imp. de M. MINUESA, Valverd,õ). lu-i.", 6 vols. de 198-X, 
25a-lV, 312, 321-Vll, 238-11. 247-1 e 203-V pags. E. 

Obra importante e muito estimada. Magnifica edição, ilustrada com seis belas litogra- 
fias alegóricas de ante-rostos e mais 137 litografias coloridas e douradas reprodu- 
zindo centenas de brazões d'armas de famílias castelhanas e portuguesas. Os exem- 
plares já hoje dificilmente aparecem no mercado. O nosso encontra-se muito bem en- 
cadernado e em óptimo estada de conservação. 

24S4-Pigateta (PAi7(p/)e). — VEHA DESCRI- 1| PTIO HEtíNl AFRl- || CANI. . . 
KfiANLUFVhTl .. M. D. XCVlll. (Í598). 

, {Da parlada damos, em folha ápcrie, a exacta repi-odução foto-zincográfica). 

'yj.jSért^ In-ful. pe(i. de VIII pags. (prels.) inunis., 60 niims. e mais VI iniinis., 

iifóra uma fl. em Ijranco, final. 

As VI pags. prels. compreendem o seguinte : portada, acima reproduzida em •fac-simile^ 
(pag. I; a n em bianco); Dedicatória: .ILLVSTRISSIMO 1, PfíINCIPI AC DO- 
MINO FRIDERICO IIII. CO-IIMITI PALATINO AD RHENVM : SA |i cri Ro- 
^ mani Imperij Archidapifero : & Electori : Duci Bauarix, 8ic. Domino cie- il mentif- 

simo.i (Segue uma gravura a buril em chapa de metal, reproduzindo, dentro de al- 
çado, o brazão d'armas do mesmo príncipe) (pag. III) ; ^EPISTOLA DEDICATÓ- 
RIA.- f datada e subscrita no fim: •Datse Francoíurti poftridie Calendi. Augufti. 
Anno 98. rtilo veteri. : llluftrtf. T. CetfUudiíúsW humillimi clientes, \\ 



loan. j fjr^i'"''" | de Bryfrafres, Frmicofoidiani. 



(pags. IV e V) ; «Prsfatio ad Lectorem.», datado e subscrito no fim: 'Datum Fran- 
cofordij. Kl. Martíj, Anno M.D. XCVlll. :; loan. Theodorus, & loan. Ifrael || do Bry, 
fratres, & ciues Fran-|; cofordienfes.- (pags. VI a VIII). 

Nas VI pags. inunis. finais, a duas cols., decorre o .INDEX RERVM ET||VERBORVM 
MEMO- RABILIVM.. 

Além do que fica mencionado, o volume contém ainda dois belos e curiosos mapas (Ta- 
bulam hanc Aegypti...-e TABVLAM HANC REONI \\ Congo...'), grividos a bu- 
ril em chapa de metal e impressos aparte, em ff. de grande formato (desdobráveis). 

Com trontispicio próprio, segue-se : 

./COA/£S II Quibus II AD MAIOREM LE- i: CTORIS RECREATIONEM |i PRIMVS 
LVSITANORVM CVM REGE ;, CONQRESSVS, INCOLARVM ARMA ET INSTRV- 
MEN- II ta bellica, veftes tam fcemineae quam viriles, & aliquorum ;| animalium for- 
mx, quafi adviuum || proponunter. ;; 1\ is jxcisv peh \,Jo/:annem Tlisodorum & Jo- 
hannem Ifiaelem de Bry, \\ fratres & clues Francofortenf es \ (f\orio ornumtnM ; 
gravura em madeira) , FRANCOFORTI » E.vcudebat Woiffgangus Richeter, impen- j, 

ris loannis Theodori íf loannis ifraelis de Bry, || fratrum. ' í M. D. XCVlll. 

— In-fol. peq. de rosto e 14 ff. nums. pela frente, além de uma em branco, final. 

As U folhas numeradas inserem outras tantas curiosíssimas gravuras (abertas a buril cm 
chapa de cobre) representando usos, costumes, trajes e ceremonias gentílicas, com- 
bates, animais africanos, etc, seguidas das respectivas explicações dos factos ou 
cousas reproduzidas pelas mesmas gravuras. 

Também com frontispício próprio, segue-se ainda : 




Portada d» obra descrita no Catálogo sob o n.o 2454. O original mede 270XlS2mni. 

(Pag. 130) 



AZEVEDO - SAMOD AES 



131 



II. PARSIJlNDLKORIENTALIS .. FRANCTOBDIl. . . M. h. XCIX 

(1599). 

(Da curiostt portada damos a seguinte exacla re/jrodvção foto-\incog)'áfica) 





11, r A R s ,>^l 

fâllNDlA ORIENTA LIS, \rA 

loHAS. HvGONis LiNrscoTANi 'k-JJ 

Ni"'gjnoinOncmcm,iim,cj;:ii,liitori,pc.t>ui,flom,. ifgj 

tumpjt.icMnOtumidcptm.um pnitrtí mfíici.mo- ,Mj| 

C*!! nctt. mcnfuií,S.'pOT!Jtri,<luí HJibuiUilociS.quOvS j^S 

If;' compcn.iiorfoftci". >""""• P"»?""'"""' til-i>l- \ruf 

iplc ípcfUtoDtq; autoi prtmuiTt vcrnaailo libl 

Btlgiít in publítum dtJit ; DcinJt fcpenonbu. 

ni Ccrminicc.Sí noní Ljiinii iitm lunbui 

LíiineTicunqircdditacnuiiciagii 



)puikD»oig»Dtibai&meit»ioiibu»Hi(1.íiiiiuniqo' 
/„..,. f.a.,..,.t r...*..-.£5'.> ','■'■!— !''■!■ 

J.,..,.,.....t..,,.l.;—,l.^.-- 

fRANCFORDII. 
fxOfficinaWoIffgjng. Richlcri. 




(O original meãe 27^XÍ^•?""'') . 

Infol. peq. de XII png.s. (prels.) inums., 114 niims. e m.iis IV iiiuins., fi- 
nais. — .Is ires partes em um vol. E. {]i'rg.) 

Na frente da primeira das XII pags. prels. a portada acima reproduzida em «fac-simile. ; 
a pag. II em branco; de pag. III a VI o .PR;EFATI0 SVPER!| IND1;E ORIENTA- 
LISll DESCRIPTIONEM||NOVAM.. ; de pag. VII a IX a <DEDlCATIO> ao .IL- 



132 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



LVSTRISSIMIS, QE- II NEROSIS, NOBILIBVS ET || PRVDENTIBVS DOMINIS RE- 
PRIE- llfeuiantlbus Status confwderatus proulncia- \\ rum Belgij.y (-Datíe Enchufil, 
Kl' lan. An- |i no. 1596. \\ A. V. Submif fe coUens \\ Joan. Hugo Lindtfconus ',' ex Har- 
lento.-); a pag. X em branco; e nas pags. XI e XII: ./.WrSCOr/lAYll PR,€FA- 
TIO AD LECTOREM.», que é encimado por uma bela gravura a buril em chapa de 
metal reproduzindo o busto de .lOANNES HVOONIS A LINSCHOTEN HAERLE- 
MENSIS /ETA 35 A' 1598.- 

As IV pags. inums. finais inserem, a duas cols., o .INDEX. I RERVM ET VERBORVM 
HISTORl^E il Orientalis compra;tienrorum.. 

Na composição tipográfica, embelezada com letras iniciais de desenhos de fantasia (gravura 
em madeira), empregaram-se belos caracteres itálicos e redondos de vários corpos. 

Livro interessante, de bastante merecimento e muito estimado, não só ])elo valor intrínseco 
do seu texto, mas também pelas catorze curiosissimas gravuras que contém a segunda 
das três partes da obra. Bela edição, nitidamente impressa, RARÍSSIMA. Magnifico 
exemplar, com óptima encadernação de pergaminho, da época (final do secnlo XVI) ; 
valorizada ainda mais por o ex-Ubris, brasonado, de «ANTHONI FVGOE.» (alemão ?), 
impresso, a frio, a meio da face da pasta da frente. Ladeando o brazão, a data : 15S6. 

2455— Pilar (Fr. João t/o).— DESCBIPCÀO 1'UNKBRE || DAS EXÉQUIAS, || QUE 
A INQUISIC.ÃO DE GOA || dedicou à memoria 11 DO. . .SENHOR II NUNO DA 
CUNHA 1 DE ATAÍDE, |i Presbítero Cardeal do Titulo de Santa Ânafta- 
^ fia. . . II COM A II ORAÇÃO FÚNEBRE, || Que nas mefinas Exéquias recitou 

II O M. R. PADRE MESTRE || Fh. JOÀO DO PILAR, || [la Ordem dos Prega- 
dores. . . II E ELOGIO II DO MESMO EM.»» E R.mo SEN.'"' || Offerecido tudo 
II AOS ILL.""" SENHORES, || Do Omfelho de S. Marje/tade, e do Geral do 
Santo O/ficio, II POR || HOMUALDO GLOtlYSlO FREIRE, || Ocoup.-ido no ler- 
viço da dita Inquifii.ão de Go.n, que deli- 1| neoii, e cforeveii as E.xequias, 
e Elogio, li** i& II LISBOA, Na Oflicina de Miguel Manefcal da Coita.;' 
Inipreflor do S. OtTicio. Ann. 1753. Com as licenç. neceff. In-4." do X\\\ 
pags. (prels.) iiiuriis. e 74 iiuuis. U. 

As XXIV pags. prels. compreendem: frontispicio (pag. l; a II cm branco); Dedicatória, datada 
e subscrita no fim: «Goa, em || 30. de Dezembro de \15\.. Romuatdo Olohyjio 
Freire.* (é impressa com caracteres ilálicos e encimada por um cabeção ornamental ; gra- 
vura em madeira) (pags. Ill a VI) ; e -LICENÇAS,» permitindo a impressão (Do Santo 
Officio-Do Oídinario-Do Paço) (pags. VII a XXIV). 

Irma das Licenças d'0 Ordinário, subscrita por José Tomás Borges, ocupa as pags. prels. 
VIII a XXII. 

Opúsculo interessante, estimado e muito raro. 

245ti— Plllet (Mr.). — A Inglaterra visla em Londres e nas províncias, durante 
r^ j huma residência de dez annos, seis dos quais como prisioneiro de guerra ; 

/ "Tfl Í-' ^ escrinta em franfM^z np.ln Mnrpchal íIr i'.nmnn .. p tindii7Ídn noi**i, tis- 



^,di 



escripta em france/. pelo Marechal de campo... e traduzida poi*«i Lis- 
boa, Na Imp. Nevesiana. 1840. In-8.° de XI-432 pags. E. 

a457-Pimenta (/'. Mco?aM).-CARTAS |1 QVE O PADRE II NICOLAO PIMENTA 
liA (I ConjpaTihia de lesv Visitador nas partes do i| Oriente d.i mesma com- 
panhia, escreueo ao || Geral delia à 'á6. de Nouembro do ^no de 1599. || & 
r / ao 1. de Dezembro de 600. nas quaes entre ]| algúas cousas noiaueis & 

•^K' <fh O ^ curiosas que conia de || iliuersos reinos, relata o sucesso da insigne vi- || 

o' ' ' ^ cloria que Aniré Furtado de Mendo(;a alca(;ou || du Cunhale grande per- 

seguidor da Fee || íj Chrislaiidado da índia & cruel ini- 1| migo d'aquello 
. estado. II (Emblema da Companhia de Jesus, tendo ao centro as iniciais : 
I H S) II Ce»/ Licenças da Santa Inquisiçãu & Ordinário. || EM LISBOA. || 



AZEVEDO -SAMODAES 133 



Í?D 



Impresso por Pedro Crasbeeck. 1602.— ln-8.° peq. áp 111 fí. niiiiis. pela 
frente. R. 

Na frente da primeira ft. (inumerada ; a numeração sô aparece da 2 em diante) o titulo 
transcrito acima; no verso da mesma fl. 1 as «LICENÇAS., permitindo a impressão do 
livro; de fl. 2 a parte do verso da 4S o texto da -CARTA DO P. NI-IICOLAO PI- 
MENTA... 11 ...perallo P. Oéral, escrita em Goa a 26 ||deNouembro de 9Q..; e da 
restante parte do verso da referida fl. 48 até parte do verso (a restante parte em 
branco) da ultima fl. a «CARTA DO... ]| ...pêra o P. Geral, escri- ta em Goa aos 
5. de Dezem- !' bro de 600. • 
As duas Cartas do P. Nicolau Pimenta insertas neste volnmesinlio são abundaniissinias de 
dados muito interessantes para a liistoria das missões e para o estudo dos usos e costu- 
mes dos naturais da índia Oriental por fins do século XVI, 
Cl.issico. Estimado. -Os exemplares são MUITO RAROS. O nosso eslá perfeitamente con- 
servado ; as foliias 1, 9, 65 c 105 a 111 foram reimpressas, no século XIX, na tipogia- 
fia particular do Conde de Azevedo. 

Copia d'vna dei . . .— Veju-se : Lettere deWIndia . . 

'24f.8 EXEMPLVM || EPISTOLAE P. || iMCOLM li PIMENTAE PROVIN- || 

CIAE ORIRNTALIS IN- |i DIAE Visitaioris || AU ADMOPVM R. P. 
CLAV- II Dl VAI AOrAVIVAM, PR/E PO- \\ fitmn Oeneralem iSocietatis \\ 
lESV, II DE STATV REI CHRISTIA- || na? in índia Orienlali Calendis De- 
ll cembris Ambris Anno 1600. data;. || (Pequena vinlieta ornamental, gra- 
vada em madeira) 1| EXC.VSVM PRIMO ROME \\ apud Ludovicum Zan- 
nbtti 1602. II NVNCVERO || MOGVNTI.E APVU lOANNEM || Albinvm, Anno 
EODEM. — In-8.° peq. de 123 pags. niims. e nina inum., além de quatro em 
branco, finais. E. 

Na primeira das 123 pags. nunis. vem o titulo tr.anscrito acima; na 2 (estas duas primeiras 
pags. não apresentam numeração, que só aparece na 3. a) a •APPROBAT/O.n e o «/M- 
PRlMATVR.t (Licenças permitindo a impressão) ; de pag. 3 a 23 o texto propria- 
mente dito da «EXEMPLAR EPISTOL;^.», que fecha: «Goa Calend. Decemb. || anui 
1600.» j seguíndo-se o trivial -«/7A//S.», e ainda depois as Errata.. 

A pag. inum. final insere somente a seguinte declaração, a que p5e remate uma pequena vi- 
nheta ornamental :--Ex idiomate Itálico in latinum tranflatum à I B. S. 1. || Mogvn- 

Tradução estimada. Os exemplares são muito raros.-O original português desta interes- 
sante missiva foi impresso em Lisbo.T, por Pedro Craesbeeck, 1602, iu-8o peq. de 111 
ff. nums. na frente, sendo os seus exemplares também muito raros. (Veja-se o numero 
precedente). -Relativamente aversão italiana, que serviu para a latina acima descrita, 
veja-se no presente Catálogo o n.o 1770. 

Leltera dei...— Veja-se: Lettera annva deWIndia. . . 

2459— Pimenta de Aguiar {Manuel CaeínMo).— Viriato, tragedia. (Escudo das ^"^ Õ ^ 
arrnas portuguesas). L'sboa, Na Impressão Regia. Anno 1809. Com li- ' 

cença. In-8.o peij. de 61 pags., alóni de uma em branco, iima com a «Ta- 
boa de Erratas», e outra em branco, finais, E. 

Encadernadas juntamente estão as seguintes produções teatrais do mesmo autor :— D. 
João 1, Tragedia. Por... (Escudo) Lisboa: Na Impressão Regia. Anno 1817. Com 
Licença. In-8.o peq. de 100 pags. ;-Arria. Tragedia por... (Escudo). Lisboa : Na 
Impressão Regia. Anno ISI7. Com Licença. In-8.o peq. de 114 pags. ;- Virgínia, tra- 
gedia. Por... (Escudo). Lisboa: Na Impre/issão Regia. Anno 1816. Com Licença. In- 
8.0 peq. de 104 pags.— Apreciadas e pouco vulgares no mercado, sobretudo quando 
reunidas. 

2460— Pimentel (.4/6erío).— Esboço biographico do 2.° Conde de SamõdSes, -^y^ ^"^ 

por... (Este esboço hiograpliico foi escripto expres.samente para ser lido 



134 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



í^ 



34 



2^ 



òU 



n C 



em sessão do Genlro Nacional de Ijshou). '1908. C.omp. e impresso na 'J)/p- 
Fonseca (6 Fúhn, Pie ria, 74 — Porto. |n.8.» fir. de 45-t jings. B. 

Edição nitidamente impressa em óptimo papel couché. Ilustrada com uma bela fotogra- 
vnra reproduzindo um excelente retr. do Conde de Saniodães (impressa em sepa- 
rado) . 

241)1 Historia do Culto de Nossa Senhora em Portugal. (Marca da casa 

Kditoia). I.ioraria Editora Guimarães, Lihanio rf' C'",.. TAshoa. In-.S.° 
í.:r. de X- 199-1 pags. E. 

Obra interessante. Edição luxuosa, ilustrada com numerosas fotogravuras, muitas das 
quais tiradas em separado e a varias cores. Camiliana. Esgotada. Belo exemplar, 
bem encadernado. 

2462 A porta do Paraíso. iJiroiiicii do reinado de U. Pedro V. líoniance 

T ff ' original de .. (lílii.ão illi.str. da). 3. a edigão. Lisboa: Lucas & Filho— 

Editores... IHld. (No verso do anleiosto, em baixo: Typ. da IHhliotheca 

Pniversal. . .). In-8 o de 2f)2 I pags. E. 

246H— Pimentel (/rcdeiico),- A|joiUaiiien(os para a Historia dos Cariiirilios de 

(^ ^ Ferro Porliigiiezes, por. . Lisboa: Typ. Universal .. 1892. In-4.° gr. de 

V-226-1 pags. li. 

Pimentel {Ltiis Serrão . — Veja-.sc: Serrãn 1'imcutel íLuis). 
2464— Pimentel (.Vaw»f/).- .\1ÍTE || DK || N.AVKG.XH, || EM QUE SE ENSINAM 
AS HRliU.XS !'R.4TICAS, E || os modos de cartear, e de graduar a Balesli- 
lha por via de nu- li meros, e ii;uilos problemas iileis á Navegação; II E || 
ROTEYHOIIDAS M.AI.ENS, E COSTAS MAlilTlMAS i| de Cuiné. Angola, 
Rrasil, I:;dias, e Ilhas || Occidenlnes, e Orienlaes, || Novamente emendado, 
e acereseentadas muitas derrotas. \\ UEDICÁD.i A EL fíEY\\l). JOAÕ 
O V. II NOSSO SENHOn, || POR MANOEL PIMENTEL || Fidalgo da Casa de 
Sua Magtsiade, e Cosmógrafo mór || do Reino || (Vinheta ornamental ; gra- 
vura em madeira) II LISBOA, II Na Offic. de FIRANCISCO DA SILVA. || M. 
DGCXLVI. II Com iodas as licenças necessárias. Infol. de XII pags. (prels). 
inums. e 603 nums. ;.léni de uma em branco, final. E. 

As XII pags. prels. conteem o seguinte : titulo (pag. I ; a II em branco) ; Dedicatória 
«A ELREY N. SENHOR. (D. João V) (pags III e IV); Prologo «AO LEIÍOR.. 
(pags. V a VIII ; .ÍNDICE |: DOS CAPÍTULOS QUE SE CONTEM |; na arte de Na- 
vegar.» (pags. IX e X); .LICENÇAS.» (Do Santo Officio.-^Do Ordinário, i; Do Paço.» 
(pags. XI e XU). 
De pag. 1 a 215 decorre o texto da «Arte de Navegar» propriamente dito; de pag. 219 
a 591 o do •Roteiro» ; de pag. 593 a 603, a duas cols., o .ÍNDICE || Das derrotas 
que se contem neste livro, que remata pelas ^ERRATAS.» ; e na pag. inum. final 
uma poesia em l.itim. 
'O texto, tanto da ■■Arte de Navegar» como do i-Roteiro», é ilustrado com numerosas 
gravuras a buril em chapa de metal (muitas das quais tiradas aparte) reproduzindo 
plantas de baías e cabos, instrumentos náuticos, etc. 
Obra cKissica e, no geu género, uma das mais importantes que entre nós se compose- 
rani em tempos antigos ; escrita por Luis Serrão Pimentel e publicada póstuma por 
seu filho Manuel Pimentel Vllas-Boas, que a adicionara e emendara. A primeira edi- 
ção foi dada í estampa sob o titulo: -«Arte practica de navegar, e regimento de pi- 
lotos, repartido em melhor intelligencia das regras da navegação : a segunda exposi- 
tiva, em que se ensinam as regras para a practica. Juntamente os Roteiros das na- 
vegações das conquistas de Portugal e Castella. Lisboa, por António CraesbeecI: de 
Mello, I6SI.' In-foliú de VIII-424-IV pags. e duas estampas. A segunda edição, pu- 
blicada já sob o nome de Manuel Pimentel, apresenta algumas variantes e adições 



CH RONIC A 

DE ELREY 

DOM AFONSO 

o QVARTO DO NOME. 

E SETTIMO DOS RE YS 

DE PORTVGAL. 

ASSI COMO A DEIXÒV ESCRITA 

Rhj de Fina Gaurdumor da Torri do Tombo , í3» 

Chrorsiíía mor do mefmo Repo. 




Tirada a luz por induftria de Paulo Cracsbceck, 

Ef>afif/fófJlichdmprefa,^0fHitcu§íg. 

ÇM LISBOA. CotntodiUMsUceKÇits. l^nnoU^-^. 



Fronlispicio da obra descrita no Catálogo sob. o n.o 2466. O original mede 250X157nim, 

(Pag. 135) 



Azevedo -sAMODÃEs 135 



nos dizeres do frontispício, que reza assim: — «Arte pratica de navegar, e roteiro 
das viagens e costas marítimas do Brasil, Cuiné, Angola, e lllias orientaes e occi- 
dentaes : agora novamente emendado, e acrescentado o roteiro da costa de Hespa- 
nha e mar Mediterrâneo. Lisboa, por Bernardo da Costa Carvalho, 1699.- In-fol. de? 
pags A terceira edição, publicada treze anos depois, aparece já com o» dizeres quasi 
conformes com os que apresenta a edição a que pertence o exemplar que expomos á 
venda : "Arte de navegar, em que se ensinam as regras praticas, e o modo de calo- 
tear pela Carta plana, & reduzida, o modo de gradear a Balestiltia por via de nú- 
meros, & muitos problemas úteis á navegação; & ROTEIRO das. viagens, e costas 
marítimas de Quine, Angola, Brasil, índias Sr Ilhas Occidentaes, & Orientaes. Agora 
novamente emendado, d accrescentadas muitas derrotas novas, por Manoel Pimen- 
tel... (Vinheta, ou Diarca do impressor). Lisboa, Na OJic. Real Deslandeslana. 
M DCCXII. In-fol peq. de VI-575-1 pags. e muitas 6guras. As reimpressões imedia- 
tas, são, além da que descrevemos acima i-íiséoa, na Ojjiclna de Francisco da 
Silva, 1746, in-fol. ;-e /*/., 1S19, em igual formato. As edições primitivas s.ão muito 
raras; não sendo já nada vulgar a que expomos á venda. 
O Roteiro, escrito por Serrão Pimentel e, depois de adicionado e emendado, encorpo- 
rado por seu filho na Arte de Navegar, fora primitivamente impresso em 1675. Reza 
assim o respectivo titulo :—iRoteiro domar .Mediterrâneo, Tirado do Espelho ov 
Tocha do mar, no qual se contem as derrotas, poitos, baixos, & correntes até 
auante de Nápoles, & pellas Ilhas deste mar até Sicília; pellas costas de Barbaria 
até Tunes. Por Luis Serram Pimentel, Cosmógrafo mór, (y engenheiro mór do 
Reyno, £■ Senhorios de Portugal, Tenente general da Artelharia com exercício em 
qualquer das Prouincías fronteiras. (Escudo de armas reais portuguesas). Lisboa, Na 
Officina de loam da Costa. M.DC.LXXV. Com todas as licenças necessárias. In-fol. 
de 52 pags. Os exemplares são raríssimos. 

2465— Pimentel Maldonado (João Viecuíf).— Apólogos de. .. Lisboa: Sa Imp. Jjtv ^ ^-^ 

Regia. Amw 1820. Com Licença. In-8.o peq. de 252-1 pags. 

2466-Plna (Hwj rfe).— CHRONICA || DE KLREY || DOM AFONSO O QVAKTO. . . :? /T J"^ ^ O 

EM LISBOA... Anuo 165.3. -^ - 

[Do frontispício damos, em folha aparte, a exacta reprodução foto-zincogrufica). 

In-fol. peq. de VI IT. (prels.) inums , 73 nums. na frente e mais duas 
inums., finais, de «INDEX || DOS CAPITVLOS 11 DESTE LIVRO.». E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das VI ff prels. vem o titulo acima reprodu- 
zido em =fac-símile» ; na fl. II as •LICENÇAS- permitindo a impressão do livro 
(uma delas bastante encomiástica para a Chroníca e seu autor, vem datada e subs- 
crita: «Lisboa 8. de Agofto de ; 1649.11 Tltome Pin/ieiro da Veiga.-); e de III a VI o 
«PROLOGO j QVE PEDRO DE MARIS ESCRIVAM i; da Torre do Tombo tinha 
feito a efta Crónica, ! querendoa imprimir em feu tempo.» (subscrita no fim : «Pedro 
de Maris >). 

O texto, composto com caracteres redondos e itálicos, é encimado por um cabeção deco- 
rativo (que tem ao centro o escudo das armas reais portuguesas) ; embeleza-o letras 
iniciais de desenhos de fantasia, e fecha-o uma vinheta-fiorão, tudo gravado em ma- 
deira. Com excepção das pags. prels., cuja composição é a uma só medida, todas as 
outras pags. são a duas cols. 

Esta muito aprecijda crónica abrange um dos mais importantes períodos da nossa his- 
tória, pois nela se tratam e descrevem, em estilo conciso e profundamente vernáculo, 
todos os sucessos ocorridos durante o notável reinado de D. Afonso IV, o Bravo, 
ou sejam, entre muitos outros, as gloriosas campanhas contra as hostes castelhanas 
de D. Afonso XI ; os heróicos feitos praticados em Africa, entre os quais se destaca 
a brilhante batalha do Salado, em que o poderio dos mouros ficou completamente 
aniquilado ; e ainda o amoroso e trágico caso 

da mísera e mesquinha 

que depois de ser morta foi Rainha. 



136 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



m"" 






o o 



5--^ 



Edição primitiva (única publicada), muito bem impressa. Os exemplares já mui RARA- 
MENTE aparecem no mercado. O nosso encontra-sc em óptimo estado de conser- 
vação, circunstancia esta que muito o recomenda e valorisa. 

Chronicas. . . — Vejn-se: fíalvuo d- Pina {Duarte—, Rvij de). 

2467- Pina e de Mello (Francisco rfp).— B.ilanga intelltclual, em tjue se pezava 

o merecimento do VERnADEI[lt) METHODO DE ESTUDAR; que ao... 

Senhor Marquez de Abrantes otTerece... Moço Fidalgo da Casa Real, o 
-A'-ademico da Academia Real. Lisboa: Na Ofjic. de Manoel da Silva, M.D. 

(X.LIL Com af licenças necefsnrim, e prir. lieal. ln-4.° do Vlll áSS 11 

pngs. E. 

As VIII pags. prels. (inunis.) compreendem: titulo e «Preparação da Balança.». 
Encadernadas juntamente estão as seguintes produções literárias, quasi todas do mesmo 
autor: «Oraçaó panegyrica, Que no felicíssimo dia da plausível Acclaniaçaô de... 
Rey D. José I... escreveo Francisco de Pina e de Mello ^^5. ind. de /., n. de d. da 
Imp.-da época). In-4.o de 8 pags.; — Cartas pliílologicas, que escrevia Francisco 
de Pina e de Mello... Lisboa. Na Ojjic. de Manoel da Silva. Aimo de M.DCC.L.V. 
Com permissão dos Superiores... ln-4.o de 22 pags.; Carta exhortatoria aos PP. 
da Compa da Prev.i de Portugal.— íMs. de 17 ff. (Óptima caligrafia, do século XVIII) ;— 
Resposta compulsória á Carta Exhortatoria, Para que se retrate o seu Autlior das 
Calumnias que proferio contra Os Reverendíssimos Padres da Companhia de Jesus 
Da Província de Portugal. E lha dedica Francisco de Pina, e de Mello... (S. ind 
de /., n. de d. da impr.-Aíi época). ln-4.o de VlII-88 pags. ;-Uma Carta do mesmo 
Pina e de Mello, s. titulo nem ind. de 1. ou data da imp. : começa: «Sr. D. J. M.>, 
e termina: «... Deos guarde a Vm muitos annos Montemor o Velho a 22 de Janeiro 
de 1755. Mui Servidor, e Venerador de Vm Francisco de Pina, e de Afc/Zo.»;- Outra 
Carta, s. titulo propriamente dito: Principia: «Sr N. S. P. De V.», e termina: 
"Deos guarde a Vm. muitos annos Montemor o Velho a 20 de Janeiro de 1755.» (é 
lambem subscrita por Pina e de Mello). In-4.o de 15 pags.;-Ao Terremoto. Do 
Primeiro de Novembro de 1755. Parenesis de.,.— No fim: Coimbra; Na Offic. de 
António Simoens Ferreira... Anno de 1755, Com as licenças necessárias. In-4,o de 
16 pags. inums. ;-Carla critica. Em que se pe?a o valor da chamada Paranésis de 
Francisco de Pina e de Mello, Escrita por Segismundo António Coutinho (ali.is Fr 
Manoel da Epifania, franciscano). No (im: Fm Cbimbra: Com todas as licenças nel 
cessarias. In-4.o de 11 pags. ;— Carta anatómica, Que escreve hum amigo do Porto a 
outro de Coimbra, em que se faz juízo da Carta, que sahio dando noticia do Terre- 
moto de Lisboa, e da Crisis feita á Paranésis de Pina. (É subscrita com as iniciais: 
A. P. C. ; no fim: Coimbra: Na 0//ic. de António Simoens Ferreira... Anno de 
1756. Com as licenças necessárias). ln-4.o de 7 pags. ; -David, e Absalam de Fran- 
cisco de Pina, e de Mello. fS. ind. de l. ou de data da imp.). In-4.o de 15 pags. ; - 
Conferencias expurgatorias, que teve, com o Doutor ApoUonio Philomuso, O Au- 
thor da Balança intellectual, que podem servir de Reposta Ao que disse do mesmo 
Author e da mesma Balança hum certo Regular do nosso Reino disfarçado, com o 
nome de Theophilo Cardoso da Silveira, no Livro intitulado Secunda parte da li^.i- 
minaçaõ do Retrato de morte-cor. Dedicadas ao... Senhor Drmi Nuno Alvares, Pe- 
reira de Mello. Coimbra ; Na Offic. de Luis Secco Ferreira, Anno do Senhor de 
1759. Com tjdas as licenças necessárias. In-4.o de XlI-99 pags. 
Colecção inteiessante e estimável. Alguns dos opúsculos que formam a colecção são 
curiosos e muito raros 

24()8-Pinard (Os.).— L'Histolre a l'Audience, 1840-184S, par. . . Caris, Pagnerrv, 
Eaitmr . . . Í8A8 {Sai„t-Dcni.i. Lnpr. de Prevot et Droiiard). In-S." de iílá 
pags. E. 

As pags. IX a XVI (assim numeradas) inserem um AVANT-PROPOS. 

•2469 — Plndarus. -Pythiques et isthmiques de Pindare aveo le texle en reganl 
El des notes, par M. Al. Perraull-Maynard. . . Lijon, Typ. de Dwnotdin, 



AZEVEDO -SAMODÂES ' 137 



Ronet et Sibiiet... 1843. In-8.° de VIII-340 pngs. e um Plan de Delphes et 
ses environs (litografia impressa aparte), il. 

As VIII pags. prels. inserem : ante-rosto, rosto e preambulo : «DES l! JEUX PYTIQUES.». 

Bela edição, nitidamente impressa com caracteres gregos e latinos. 

2470-Pfneda (Fr. Jvan de).— Los treynia libros de la |! MONARCHIA || RCCLE- 
SIASTICA. ji O HISTORIA VNIVERSAL || dol mundo, diiiididos en cinco 
tomos. II DIRIGIDOS A LA MAGESTAD INFINITA || de nuestro Omnipoten- 
lissimo Criador, Gouernador, y || iiedemptor lesu Christo, Rey de Reyes. 
II y Senor de sefiores. || Coiiipuealoa por Fray luan de Pineda frnyle menor 
dela Obséruancin. || Primer volumen dela primera parte. || Con laWas de Ca- 
pítulos, y de matérias por orden dei Alphateto, muy copiosas II . . . || 
(Gravura quadrangular (aberta em madeirn) representando o Calvário) || 
COX PUIVILEGIO. II RN SALAMANCA. || En casa de luan Fernandez. 
Ano 15^8. II A costa de Hylario de PonefonI, y se venden en sua casa en 
Medina dei Campo. || Esta lassado a quatro mar.iiides el pliego.— In-fol. 
de XXIII IV, (prels.) inmns. e 293 ntmis. ptla frente. 

As XXIII ff. prels. compreendem o seguinte: titulo; =TASSA.» ; «Erratas»; Dedicatória 
«A LA OMNIPOTENTISSIMA !| Eterna y Soberana Magestad de nuestro gran || Dios 
y Redemptor lesu Christo. ..>; Alvará régio diversos trechos de clássicos latinos; 
-Aprobaciones de la obra...; «DE FRAY IVAN DE ;! MESA FR.\YLE DE CAR- il 
tuxa, residente en las Cuevas i; de Seiíilla. - (tercetos); outras composições poéticas 
(latinas e castelhanas) ; «Censura dei maestro António de Lebrixa so- 1| bre las obras de 
Beroso y de los otros autores sus allega- 11 dos, segun que anda sobre los mesmos 
autores |1 impressos en el ano de mil y qui- 1! nientos y doze.> ; «Catalogo de mil y 
quasi quarenta autores [' que van alegados en la Monarchia || Ecclesiastica.» ; «PRE- 
FACION DE LA MO- NARCHIA ECLESIÁSTICA, EN LA |1 Qual se mucstra contra 
muchos Hereges como la Iglesia sancta !: Catholica que començo dende nuestro pri- 
mero padre Adam,.....; -EL AVTOR A LOS LECTORES.» e .CENSVRA DE LOS 
AVTORES QVE EN LA MONAR- 1: chia Ecclesiastica van recebidos, o re- 1| cha- 
gados.». 
De H. 1 a 293 (frente) decorre o texto da obra propriamente dito; e no verso da ultima 

folha vem o «Epilogo dei libro Quarto... 
Exceptuando o te.\to das folhas prels. I, II, III, frente da IV, frente da V, verso da 
VII, frente da VIII, verso da XVII, verso e frente da XVIII e frente da XIX, que é 
composto a toda a largura das pags., tudo o mais forma a duas cols. por pagina. 

Segando volnme de la primera parte. |{ (Mtsma gravura que 

vem no roslo da parte precedente) || COiSI PfílVILEGlO.W Eíi SALA- 
MANCA. II En la offlcina de luan Fernandez. || M. D. Lxxxviij. || || 

. . . — In-rol. de frontispício e .369 fí. nums. na frenfe, além de V IV. inums., 
finais. 

A subscrição em que vem indicado do logar e da data da impressão repete-se no verso 

da ti. 350 e no verso da ultima H. do volume. 
A composição tipográfica é a duas cols. por pagina. 

SEGVNDA PARTE DE LA || . . . Ibi., pelo mesmo impressor, M. D. 

LXXXVIII. II ...—In-fol. de II ff. (prels.) inums., 564 nums. na frente e 
e mais Vlll inums., finais. 

As II ff. prels. inserem: titulo (frente da folha I); «PROLOGO DEL AVTOR.. fverso 
da mesma fl. I) ; e «A LOS LECTORES.> 111. II). 

Nas VIII ff. inums. finais decorre a TABLA DE LOS CA- [[ PITVLOS DE LA SE- 
GVNDA;! parte de la Monarchia Ecclesiastica, la qual contie-||ne seys libros desde 
el onzeno, hasta el || decimo sexto... 



/^^/ 



ú O 



138 catXlogo da Livraria 



No frontispício veni a mesma gravura já dada no rosto dos tomos precedentes. Exce- 
ptuando o texto das pags. prels., tudo o mais é composto a duas cols. por pag. 

O colo/àn em que se acha indicado o logar e a data da impressão repete-se no fim da 
frente da ti. 564 e a meio do verso da ultima das VUI ff. inums. finais. 

TKRCKHA PAHTE DKLA ;i . . Ihi., ihi. M. D. 1 xxxviij. — lii-fol. lie 



.\n IT. (prels.) iniinis. e 5H'2 riiini<<. jiela frenle. 

As XU ff. prels. conléem o seguinte: titulo (frente da fl. 1; verso em branco); «TABLA 
DE LOS CA 1 PITVI.OS DE LO QVE || SE TRATA EN ESTOS SIETE |1 libros de la 
Tercera parle de la Monarchia Ecciesiastica \\ dei libro diez y sietc (ff. II a X 
—frente ; verso em branco) ; a li. XI em branco, e no verso (frente em branco) da 
XU veui um escudo d'arma3, ou marca do impressor ? 

No fim do texto esfoutio c0/«/(fn:- «Impressa en Alcala de Henares, en casa de luan ' 
Gracian que sea en gloria. Ano de 1588.» 

Todo o texto inserto no volume é composto a duas cols. por pagina. - No frontispício a 
mesma gravura dada no rosto dos volumes anteriores. 

QVAIiTA PARTK DKLA || . . . /W, ihi. M. D. Lxxxviij. . .— In-fol. do 

X fT. (prels.) inums., .'ii2 niini>. nu frerili' e mais um.i iniimerada, fi^^al. 

A frente da primeira das X ff. prels. em branco ; no verso vé-se o brasão ou marca 
do impressor já dado no verso da ultima das ff. prels. do volume precedente; na 
frente (verso em branco) da ti. II o titulo, embelezado com a gravura que adorna 
o rosfo das partes anteriores; c nas ff. III a X a «TABLA DE LOS CAPI-' LOS 
QVE SE CON-||tienen en la Quarta parte de la Monar-Uchia Ecciesiastica.-. 

Na folha inumerada final vem: -Reys de Dania ex lib. Danis Crantzij»; — «Reyes de 
Noruegla ex li. 1. Noruegie Crãtzij.» ;-um trecho de Ovidius e outro de Martialis, 
a declaração de «Fin de la Monarchia Ecciesiastica...» ;—e a seguinte subscrição 
final: "EN BVRQOS. |i En casa de Philippe de lunta. i; Ano de 1588. . 

Exceptuando o texto da primeira das 542 ft. nums., que consta de um «Prologo dei 
Autor.', tudo o mais é composto a duas cols. por pagina. -No frontispício repete-se 
ainda a gravura já dada no rosto dos volumes precedentes, a qual se encontra la- 
deada pela seguinte quadra: «En este libro se escriuen— «Para nunca ser borrados 
-«Los que, porque lambien viuen— «Son con el crucificados.»). 

TABLA DE LAS MATÉRIAS 11 CONTFNI/)AS 11 EN LOS TREYNTA || 



LIBROS DE LA MONARCHIA || ECCLESIASTICA. || Dinididos en Cinco 
•Tomos. \\ COMPVESTOS POH FR AY IVAN DE PINEVA \\ Frcyle menor 
de la Obseruancia. || (Marca do impressor, de lindo desenho ; gravura 
em madeira) |1 EN BARCELONA. H En la Emprenta de layme Cendrat, || 

Ano M.DC.VI || |i A cosia de Ivan de Bonilla mercadtr de libro» de Ç.i- 

rngoça. In-fol. de LXXXVl ff. iniims. — ^o iodo seis rols. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira folha o titulo acima transcrito; no verso (frente 
em branco) da fl^ II um brasão d'armas, encimado por viseira, coroa de marques e 
cabeça de dragão alado, e ladeado por folhagem ornamental; e de ti III em diante: 
«TABLA DE LAS MATÉRIAS || CONTENIDAS EN LA MONARCHIA ECCLESIAS- 
TICA..... 

Neste ultimo volume o titulo é impresso a preto e vermelho, sendo com esta nltima cór 
as linhas : 2, 4, 5, 7, 9 e 11, e ainda uma pequena parte central da marca do im- 
pressor. 

Primeira edição, RARÍSSIMA, desta obra importante e muito apreciada. Salva não a 
passuia ; tinha um exemplar da reimpressão de Barcelona, Hlronymo Margarlt, 
M.DC.XX, in-fol., 6 tomos. (Nicolau António cita ainda uma outra, também de Bara- 
lona. layme Cendrat, M.D.CCllll, 5 vols. em foi.). 

Óptimo exemplar, salvo uma leve mancha d'agua na parte superior das folha nos vols. 
II e III. Encadernação antiga, bem conservada. 

làbro dei Passo . , . — Veja-se : Cronica$ . . . 



AZEVEDO - SAMODÃES 1 39 



â471 — Pinei y Monroy (D. Francisco).— nKinATO || DEL BVEN VASSALLO, || 

COPIA nu II DE LA VIDA, \ HECHOS || DE || D. ANDRES DE CABFíERA. || ,Af 

PRIMEUO MARgVES DE MOYA. |1 OFRECliLE 1| AL EXCELLNTLSSIMO /J '^ C Õ 

SENUKI! D. IVAN MANVELJIFEHNANDEZ PACHECO |1 CABFtERA Y BO- 
BADILLA, II MARQVES HE VILI,ENA, Y MOYA, 1| DVQVE DE ESCALONA, 
&c. II DON FBANGISCO || PINEL Y MONROY. || (Linha de peqs. vinhetas 
tipográficas de ornamento, simétrio;iraenle dispostas) || CON PiUVILE- 

GIO. II :| En Madrid, en la Iniprenta Imperial : Por lofeph Fernan- 

dez de II Biiendia, Afio de M DC.LXXVII. (1677),— In-fol. de xxxvi pags. 
(prels.) inums., 424 niims. e mais XIX inums. e uma em branco, finais. E. 

As XXXVI pags. prels. compreendem as seguintes peças: titulo (guarnecido de cercadura 
constituida por peqs. vinhetas de ornamento (coraçõesinhos), simetricamente dis- 
post.ts (pag. l:a II em branco); Dedicatória .<AL EXCELENTÍSSIMO SENO || 
DON IVAN MANVEL.i FERNANDEZ PACHECO CABRERA ([ Y ROBaDILLA,|| 
MARQVES DE VILLENÂ.... (pags. J a 7) ; •APRABACION DE DON GASPAR 
YBANEZ de Segouia y Paraita... Marques de Agropoli...' (pag. VIII) ; -Licencia 
dei Ordinário, (pag. IX); -APROBACION DEL LICENCIADO DON IVAN \ Lucas 
Cortes...: (pags. IX a XI); Priuilcgio. ; EL REV... pags. XII e XIII) ; .Fee de Er- 
ratas., e ^Sumn de ta Taffa.. (pag. XIV) ; «D. QOMSALDl 1| NAVARRO CASTEL- 
LANOS. II In D. Andr^cim de Cabrera, & D. Beatri-||cem de Bobadilla, Primos 
Moya: il Dynastas. PANEGVRIS.» (pags. XV a XXVII); «ALVARI QOMEZII |; DE 
CIVDAD-REAL, l| Oppidorum Pioz, el Pozo. & Atançon, || Toparcha-. |! DE MIRA 
NOVI ORBIS DETICTIONE,! POÉTICA PROLVSIO.. (pags. XXVIII a XXXII); e 
• TABLA II DE LOS CAPITVLOS i DE ESTE LIBRO., (pags. XXXUl a XXXVI). -Nas 
XIX p.igs. inums. 6nais, a duas cols.. decorre o .ÍNDICE ; DE LAS COSAS PARTI- 
CVLARES QVE SE CONTIENEN EN ESTE LIBRO.». 

Entie a folha do losto e a imediata vem uma outia th com uma gravura reproduzindo o 
escudo d'armas do Marquez de Villena e, por baixo do mesmo escudo, o titulo da 
obra ; e entre a ultima das pags. prels. e a primeira da obra propriamente dita, uma 
segunda gravura, reproduzindo um niagnilico retr. (meio corpo) de D. Andres de Ca- 
brera, primeiro Marquez de Moya. Ambas as gravuras, abertas a buril em chapa de 
cobre, apresentam, salvo pequena variante, a seguinte rubrica do artista que as execu- 
tou : Diego d'Obregoii dei. & euulpfU a' 1676. 

Livro curioso e estimado. Bela edição, mui nitidamente impressa com caracteres redondos 
(entremeíados de algum itálico) de vários corpos. RARA. Belo exemplar. 

â472 — Pinello [P. /.í(ca.<).— Confessionário geral. Vtilissimo, assi para todos os 
os estados de penitentes se saberem hem coiife.ssar, & aparelhar, como 
tamhem para todos os confessores exíicilarem dignamente o Sacramento 
da Penitencia. Composto pelo P. Lucas Pinello. .. & traduzido da lingna 
Italiana em a nossa Portugueza por António Vaz Duarte natural de Li.s- 
lioa... Com licença. Em Lisboa, Por Pedro Crasbeeck. ítílS. In-8.° peq. de IV 
fl'. (pieis.) inums., 167 nums. pela frente e inais VIII inums., finais. E. 

As IV tí. prels. inserem: titulo; «Taxa. ; «LICENÇAS.» ; Dedicatória a D. Fernão Mar- 

tinez Mascarenhas ; «PROLOGO AO LECTOR. ; e «Protesto do Autor.> 
Tradução considerada clássica ; muito estimada. Os exemplares são RAROS, Ao nosso, 

bem encadernado, faltam as ff. 113 e 120. 

'2473 — Pinheiro {D. ^Ihíoiíío).— Colleçnm das obras portvgvezas do saliio Bispo j^/^^/ /n r^ 

de Miranda e de Leyria. D. António Pinheyro pre'gador do senhor Rey D. f^/^ 

loam III. e mestre do príncipe, feita por Bento loze de Sovza Farinha 
Professor Régio de Filosofia. .. Tomo I. (e II) (Vinheta ornamental). Lig- 
boa: iVn Olficina de Filippe dn Silva e Azevedo. Anno M. DCC. LXXXIIIl. 



^s 



■Q§0O 



140 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

Com Licença da lieal Meza Censória... In-S." peq., Í2 lomos de VIII-2r)5 e 
174 pags., e um vol. E. 

As VIII pags. prels. do tomo I constam de: fronlispicio (pag. I; a II em branco); 

• PROLOGO.., do colector (pags. III a VI); e a -TABOADA |; DAS OBRAS || 

QVE VAM NESTE TOMO., (pags. VII e Vlll). 
De entre as obras que fazem parle desla interessante compilação citaremos as peguin- 

tes, já anteriormente impressas (com caracteres góticos), como também algumat das 

outras, no secnio XVI : 

•SVMMARIO II DA PREQAÇAM || FVNEBRE, QVE O DOVTOR || A.NTONIO PI- 
NHEIRO ! Pregador dei Rcy N. S. fez por seu mandado : || no dia da Trasladaç,io 
dos Ossos dos muitos |1 altos e muito poderosos Príncipes el Rey || Dom Manuel seu 
Pay, e a Rainha Dona !! Maria sua May de louvada memoria, II DIRIGIDO || A 
MVITO ALTA E MVITO PODEROSA;; RAINHA H D. CATERINA N. S. || (Linha de 
peqs. vinhetas ornamentais, simetricamente dispostas) || Tudo visto pela santa Inqui- 
sição. II E impressso em Lixbôa em Gaza de Germão t| galhardc Imprimidor dei Rey 
N. S. I era 1551.. (pags. 1 a 98). 

.TRASLADAÇAM DOS OSSOS || DOS MVVTO ALTOS E MVVTO PODEROSOS || 
EL REY DOM MANVEL || E A RAINHA DONA .MARIA ; DE LOVVADA MEMO- 
RIA 1 FEITA II POR O MVITO ALTO E MVITO PODEROSO |1 REY DOM lOAM 
O III. i; DESTE NOME SEV FILHO, NOSSO SENHOR.-, (pags. 98 a 128). 

As edições primitivas, a que aludimos acima, de algumas das obras de D. António Pi- 
nheiro são presentemente muito raras no mercado ; não sendo também nada vul- 
gar a colecção de que apresentamos o presente exemplar. 

2474-Pineiro (P. /.ui«). — H EL ACION || DEL SVCESSO... En Madrid, Ano 
1617. 

(T)o frontispício danios, em folha áparle, a exacla reprodução foto-zmcográfica). 

In-fol. peq. de XVI pags. (prels.) inunis., 516 niims. e mais VIII inunis., 
finais, inserindo a «TABLA DE LOS CA |i pitulos defta hiftoria ». E. 

Na primeira (a II em branco) das VIU pags. prels.-vem o titulo acima reproduzido em 
■ fac-simile. ; na III a Licencia dei Proainciat.y (datada e subscrita : «Em Lisboa a 
do- ze de Nouembro, de 1616. || Francifco Pereyra.») e a «Aproaacion.' (Datada e 
subscrita: cDada en fan Felipe de Madrid, en veynte y ocho dias de Fe-l|brero, de 
617. Fr. Chrlstoual \\ de Ouatle.» ; nas IV e V o Alvará ou Privilegio de «EL-REV.. 
(d.itado e subscrito: «Fecha en Madrid ;| a nueue dias dei mes de lunio, de mil y 
reylcientos y diez y fiete aiios. || YO EL REY. || Por mandado dei Rey nueftro fe- 
hOT.W Pedro de\\ Contreras.>) ; na VI a 'TASSA.- (subscrit.i por Geronymo Nunez 
I de Leon), as «ERRATAS., e respectiva declaração: (<Dada en Madrid a\\20. dias 
de Setiembre, ano de 1617. \\ El Licenc. Murcia de Ia Liana..) ; na VII a Dedicató- 
ria á «S. C. R. M.» ; na VIII dois Sonetos «Al Rey nueftro fenor.» ; nas IX a XI o 
Prologo «AL LETOR . ; na XH a «Diuision de la prefente obra:.; e nas XIII a 
XVI : «Aduertencias, para que fe entienda mejor || efta Hiftoria.. 

Nas primeiras 5u6 pags. nums. decorre o texto da obra propriamente dito; nas 507 a 
509 e em parte da 510: .RELACION DE LO QVE VLTIMA- || mamente (slc) fe ef- 
criuiu, eftando ya efte || libro acabado > ; da restante parte da pag. 510 a parte da 
513: '■CATALOGO DE LOS MÁRTIRES QVE , huuo en lapon. defde el ano de 
mil y qulnientos fe- ii tenta y quatro, hajta cl de mil jeyf- \\ ciei/tos y calme.' ; da 
restante parte da pag. 513 a parte da 514: .CASAS, Y RESIDÊNCIAS QVE LOS 
PA- II dres de la Compania tuuieron en el lapon, y fe perdleron en \\ varias perfe- 
cuciones, y mudanças que huuo \\ de Reyes.t ; da restante parte da pag. 514 a parte 
da 516: •21.45 QVE EN ESTA PERSECVCION PER- « dieron los padres de la Com- 
pania fueron || las Jiguintes.y (Del Rectorado de Miaco.—Del Rectorado de Arlma. - 
Del Rectorado de Nangazaqui ) ; na restante parle da pag. 516: .LAS QVE PER- 
DIERON LOS MAS RELl\\glofos que eftauam en lapon, fan ias < feguientes.» 



I R E L A C I o N 

DEL SVCESSO 

QVE TVVO NVESTRA SANTA 

FE EN LOS HEVNOS DEL lAPON.DíSDE 

cl aiio de fcyfcientos y doze harta cl de fc viciemos 

yquinzc.lmpcrando Cubofama. 

DIRIGIDA A LA MACESTAD CATÓLICA 
liei ReyFi lippo TerecTO nutítra Strícr. 

COMPVESTA rOR EL PADRE LVVS FINEY 
ro.dcIaCompaniadc 1 E S V S. 



Ano 




1617. 



^OW PT^iVILECIO. 
En Madrid,Porla viudsdc Alonfo Mjrtin de Ealbo». 



Rosto do livro descrito no Catálogo sob o n.o 2474. 
O original mede 250X1 ÉOmni. 

(Pag. 140) 



AZEVEDO • SAMODÃES 1 41 



Com excep(^io das peças insertas nas pags. prels. e nas pags. 514 a 51ó, cuja compo;.!- 
ção é a uma só medida, todo o restante texto forma a duas colunas por pagina. 
Exceptuando a segunda pag. preK, todas as demais pags. são guarnecidas por dois 
filetes paralelamente dispostos (Veja-se o «fac-simile» do frontispicio impresso em 
folha aparte. 

Obra muito curiosa e importante para a história das missões no Japão, de cujo paiz re- 
lata os sucessos ocorridos durante os anos de 1012 a 1615. Estimada. Edição primo- 
rosamente impressa. Os exemplares são hoje MUITO RAROS. O nosso encontra-se 
em perfeito estado de conservação ; e a encadernação, executada no século XVIII, 
apresenta nas diversas divisões de entre nervuras da lombada um monograma enci- 
mado por coroa de Conde. 

ÍÍ175— Pinheiro (José Pedro .YavíV)-).— Epitome da historia do Brasil desde o Vy^ q ^:> 

seu descobrimento até 1857, por... Segunda edição. (Escudo desarmas 
imperiais brasileiras). Rio de Jandro : Typ. Universal de Laemwert. .. 1860. 
lii-8.» de 423-1 pags. E. 



i/^- 



2476— Pinheiro Caldas {Ánloniu). — Poesias por... natural da cidade do Porto. 
Segunda edição correcta e augmentada. Pvrlo: Typ. de Sehastião Jo.ié Pe- 
riirn. iSG^i. ln-8.o de 367 pags. B. 

Na pag. 115, a encimar uma poesia intitulada A MENDIGA, veeiíi reproduzidas duas 
estancias d'uma poesia de Camillo Castello Branco ; e de pag. 321 a 332 traz a CRI- 
TICA LITTERARIA do mesmo insigne escritor ás Poesias do siir. Pereira Caldas, 
critica que havia sido já publicada no periódico O PORTUENSE, por ocasião da 
saída da l.a edição das mesmas poesias. Além disto, outros excerptos de escritos do 
notabilissimo lomancista se encontram em outras p.ags. do volume. 

Colocado em fiente do frontispicio vcjii um bclissimo retrato de Pinheiro Caldas (pri- 
morosa gravura a buril, assinada: G. Goufíerei se). 

2477— Pinheiro Chagas (A/«/M<f/).— Ensaios críticos, por... Poriu: Viuva More, ( ^ / J/ ir) /-') 
/SftY/. T'jpriiraphia Commercial .. In-8.° de 360 pags. E. ; .^' i^ 

247Í* Novos ensaios críticos, por. . . Porto: ViuvaMorc... 1S67. {T'jpo- 

qntphiii Conovtrrial]. In-8.° de 273-1 pags. E. 

2479 A primeira iiiis.sa no Brazil. Considerações sobre a reprodiicção 

(ihroino oleographica do quadro de Victor Meyrelles; exposição do assum- 
pto e rápida biographia do auctor. Por. . . (Escudo d'arnias reais portu- 
guesas). 1878. Latlemant Freres, Typ. Lisboa... In-S." de 32 pags. Res. 
Opúsculo interessante e pouco comum no mercado. 

248U— A propriedade litteraria. Carta ao Imperador do Bra/.il, por... 

Livrai ia Inlei nacional de Ernesto Chardron, Editor. Porto c Urat/n. 1879. 
{Typ. de .i.J. da Silva Teixeira.). In-8.° de 70-1 pags. Des. 

Nas pags. 7 e 8 vem uma carta do Editor Ernesto Chardron, datada no fim : Porto 26 de 
Setembro de JS79. 

2481 Ministros, padres e reis, por, .. Piilure» Afra £■ Gotni"... Lisbixi 

(linp. de Sousa Neves). In-8.° de 220-11 pags. E. 
Primeira edição. Já pouco vulgar no mercado. 

248a— Pinheiro de Freitas Soares (/o.sd).- Tratado de policia medica, no qual 
se compreliendem todas as matérias, que podem servir para organizar 
hum regimento de policia de saúde, para o interior do reino de Portu- 






142 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



gal . . . Na Typ. da Academiii Real das Sciencias. 1818. ln-4." de XI-434- 
VI pags. K. 

Pouco frequente no mercado. Bom exemplar. 
2483 — Pinheiro Ferreira (.SVtocsíre). — Projectos Jo Oídenarôes paia o reino 
de Portugal, por... Paris. Na Officina Typographica de Vasimir . . . 1831- 
<^' '~' 32. In-8.", 3 tomos de IV-xxvj-470-lV pags. u uma 11. desdobrável, o I; 

xvj-529 pags., o II ; e xvj-379 pags. e duas IT. desdobráveis, o III. E. 

Compreende: Tomo I. Carla Constitucional e projecto de leis orgânicas.»— «Tomo II. Expo- 
sição da Carta Constitucional e do projecto das leis organicis.»— «Tomo III. 1'rojeclo de 
reforma das leis fundamentais e constitutivas da monarchia.» 
Obra estimada. Rara no mercado. Belo exemplar. 

2484 Noções elementares de philosophia geral e applicada ás soienoias 

moraos e politicas, por.. Ontologia, Psyohologia, Meologia. Paris, Heij 
et Gravier... 1839. tNa Offic. Typ. de Fain e Thtinot). In-S." de Xl-lM- 
VllI-XL pays. o vários mapas. B. 

As pags. prels, V a XI contécrn uma ADVEKTENCIA. 

2485— Pinheiro Lobo IVIachado de Mello a Almada ( Viceníe).— As ilhas de .S. 
'Q Tlionié e Príncipe. (Nutiis de unia administrai,'ão colonial). Por., Lisboa: 

Typ. da Arademia Keal das Sciencias, 1884. I(i-8.° de XX-540 pags. E. 

248(3— Pinheiro da Costa (Anionio de). -A \\ VEliDAUElRA || NOBliliZA, II POH 
ANTÓNIO UK riNllO||cla G-dta, o iiioi;o, i;aualeiro Profef- || lo do habito 
de Chriíto. || (Marca do impressor".' gr.iMira em madeira; || . . . || — || 
LISBOA Na O.lijia.i Gradsl)tjeckii'ia, 1650.— In-S.» peq. de XVI pags. 
(prels.) iiiiims , lS:i-rJ2 luuiis. u mais IV iiuims. e duas em branco, fi- 
nais. K. 

As XVI pags. prels- inserem: frontispício (paj;. I; a II cm btancu); 'Liceiífas • permitindo .i 
impressão (a primeira c datada c subscrita ; «Em S, Domingos || de Lisboa. 12. de la- 
neiro de 1655. || /=>•. Agoftinko de Cordes.) (pag5. III a V; a VI cm branco); 'SO- 
NETO , Em louuor deste liuro.' (pag. VII); 'SONETOW Do Padre Nicolao Freltc 
em\\louuor deftc liuro.. (pag. VIU); «Do Padre António de Pinho || Vigairo de Nofra 
Senhora II da Oraça. |i S0;V£7"0.» ; (pag. IX); uma poesia cm latim (p.ig. X); Dedica- 
tória .AO II EXCELLENTISSIMO B Senhor Uom Vafco d.i • Gama || Marques de Nifa, 
Conde II da Vidigueira, AImi- 1| raiite da índia.», subsctita no fim: "Ciiado de V. Ex- 
cellencia II António de Pinho da Costa.» (pags. XI a Xlll) ; ^PROLOGO., (pag. XIV); 
e «PREFAC.ÃO do QVEIIfe contem nesta obra... (pags. XV e XVI).. 

Nas IV pags. inums. finais decorre a «TABOA || Dos liui os (3), 8i capítulos íi defla obra.. 

A poesia em latim, .a Dedicatória a D. Vasco da Qania, a Prefação, a Taboada e as notas 
ou cilações maiginais que as paginas apresentam cm abundância são compostas cum cara- 
cteres itálicos, e o restante texto com caracteres ledondos. 

Segunda edição (a primeiía é também de Lisboa, na Officiaa Craesbeeckiaiiit, 1650, in-4.o), 
MUITO RAR.^, que se fez desta estimada obra. Belo excmphir. 

"2487- Pinho Leal (Anijusto Sonreit d'.Azeve(1o fíarhosa rfc).— Portugal antigo e 

iiiodeino, Piceionario geographico, estatístico, chorographico, heráldico, 

/[/ // ^ ■, arohi.-ologicn, histórico, biogiaphico e etymologico de tinias as cidades, 

'7 \.'n, O ^ villas e fregiiezias de Portugal.. . Noticia de muitas cidades e outras pu- 

/ ' voações da Lusitânia de que api^nns '-estam vestígios ou somente a tradi- 

(.•ão, por... Lishoa : Livraria Editora de Tavares Cardoso e Irmão {Tiiji 

Mattos Moreira). ln-S.° gr., lâ vols. E. 

Trabalho, no seu género, importantee curioso. Estimado. Belo exemplar. 



//í 



íM 



c o 



AZEVEDO -SAMODÃ ES 143 



2488— Pinto (/.V. //fi^o»-).— IMAGEM II DA VIDA |i CHUISTAM. . . Coimbra... / 

Anno de \mf<. JCP OP'^'' C^ 

(Do ftonlifpiciu dumas a exacta rejirodin^ão joto-zincoijnilica i/iie segue) : 

IMAGEM 

DA Vi D A 

CHRISTAM. 

Ordenada per diálogos como 

membros de fua 

compofição. 

o primeiro lic da verdadeira philofophia» 

O íégundo da religião. 

O tcrceyro dajuftiça. 

O quarro da tribulação. 

O quinto da vida foi iraria» 

O /cxro da lembrança d a morte. 

CompoftosperF. HeUorTmto 

frade Ifronymo.S per elle acrrfctntadot 
neflajegunda tmprefíam. 

ImpreíToJ em Coimbra per loáo drBacreira 

àcuíla if ánlonioCoructe mercador 

deliuros.Annode 1565. 

Com priuilcgio dei Rcy. 

. o oriyhifíl mede Iã0x73""") 
In-H." peq. de VIII IV. (pieis.) iniiniei;idas e 335 ntinierad;.s na fivrile. 
As VIU H. prels. compreendem o seguinte : titulo acima reproduzido em «fac-simile. 
(frente da fl. 1) ; • ^-^ Aprouação do padre frey ^-^ Manuel da Veyga, Inquiri- 
dor & exa-;| minador dos liuros i| per o rerenifsimo fe nhor Cardeal Iffante, Sic, e 
licença de Fr. Brás d'01ivença permitindo a impressão do livro (a primeira datada : 
• Em Lixboa hjjje xxiij. de H laneyro de mil quinhentos ferfenta & três.»; a segunda : 
« — Dada im Coimbra, aos xx. de lullio: de 1563.- (verso da mesma ti. I); Al- 
vará de privilegio régio, datado e sul'Scrito no fim: '...1050 de Seixas o fez. íI Em 
Lisboa aos vj. de Nouèbro de 1554. ,; O Cardeal Iffante.» (II. III); <^.^PRO. 
LOGO ^-^ : do author, dirigido ao illuStrif- " finto ^ miiyto excellente fe- 1| nhor 
Dom Theodofio, duque de Bragança. \^c.> (da frente da H. Ill á frente da VII) ; 
e, a duas cols., a lista d'. Os authores que fe alUgão nefta obra, ; fam os feguin- 
tes, afora as authoridades da^^f agrada efcriptura, que a cada paffo" vão explica- 
das.' (verso da fl. VII e toda a U. VIU). 



144 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



-SBGVNDA II parte dos diálogos d;i || iriiageiíi da vida Cliriíl:ini . 



KM LISBOA... M.D.LXXIl. (1572). 

{Lo (ronlisjAtio datuos a segiiinle e.vacln. rfprodvçào foto-ziuroiiráfica) : 

S E G V N D A 

parte dos diálogos da 

imagem da vida 

Chriílam: 

^O primeiro hcd-accanquillidadc da vida. 
^Ofcgundoda difcrccâ ignorância. 
^O cerceuo daverdadcyra amizade. 
^O qiiitco das caufas. 
ÇO quinto dosvcrdadcyros & falfosbcs, 

CompoHos per frejf HeBor T^irtto 

frac/e feronjmo, e{o&or em 

fanBa Theologia. 

EM LISBOA. 

Agora nouíment.e faydos a luz Impreffoçper lol de 
Barreira Acurta de loáo Defpanha mercador d libros 
Villos& approuados pollo Iftõofflcio tSc ordinarip. 

Com priuilegio Real. 
M.O.LXXII. 

(O original mede tílxSvnm) 

Iii-8.° peq. do Vlll IT. (prels.) inunis. e 652 riunis. pela fronte.— ^s duaf 
Partes em dois rols. E. 

As VIU pags. prels. inserem o seguinte: titulo (reproduzido acima em «fac-siniile») (frente 
da ti. 1); Privilegio régio (Remata assim: '...Fraiicifcus Taueira o fez em Ai\' mey- 
rlm, a xxx. de laneyro. De M.D.LXXIl. loam de\\CaftUho o fez efcreuer. Os 
qaaes liuros iiã poderá imprimir || fem licença do confelho geral da fancta Inqui fi- 
cam, 2r do or\\ dinarlo. |! Rey.") (vetso da mesma ti. I) ; .PROLOGO ;! DO AUTOR 
11 Ao excelleiítifsimo Príncipe \\ o fenhor dom Duarte, neto do 'ttniiictiísimo rey dom 
Manoel, \\ De gloriofa memoria.» (lí. II a IV) ; «Approuaçam.» de Fr. Bartolomeu Fei- 
reira, datada e subscrita no fim : <...Em fe do qual afsiney aqui .xviij. de Oclubro. || 
M.D.LXXI. 11 />cy Bart/iolomeu]\ Ferreira. >, e mais duas outras peças permitindo a im- 
pressão da obra (frente da H. V) ; e, a duas cols., a lista de nomes dos autores citados 
no te.sto da obra, lista que é precedida dos seguintes dizeres : c 1 Alénr das authorida- 
des da fancta efcilplura que jl nefte liuro uão allcgadas, que Tão quaTi infinitas, |i erião 
nelle allegados os autlioies que Te feguen. [[ E porq ninguém dnuide dclles, notvey a 



AZEVEDO -SAMODÃES 145 



folha II em q Te faz menção de cada luiiii, fem embargo q I| os mais dellcs efião niuytas 
vezes allegados.» (desde o verso da referida li. V alé o vciso da VIII). 
Na composição tipográfica, esmaltada de jindas letras iniciais (gravura em madeiía), empre- 
garam-se caracteres itálicos e redondos : os primeiros cm algumas linhas do titulo, no 
Privilegio régio, em algumas linhas da epigrafe do Prologo e dos cinco Livros em que 
a segunda parte é dividida, nos nomes que subscrevem as peças de Licenças permitindo 
a impressão, na lista dos nomes dos autores alegados no texto da obra propriamente 
dito, e nas abundantes citações marginais que as pags. apresentam ; e com os segundos 
(maioies em algumas linhas das (ubricas dos Capítulos) o restante texto. 
Os Diálogos da Imagem da vida Christam de fr. Heitor Pinto são uma das mais elogia- 
das e estimadas produções lltcraiias portuguesas quinhentistas, e o seu autor é justa- 
mente considerado um dos nossos melhores clássicos. No Dic. bibt. de Inocêncio, a 
pags. 175-176 do tomo 3. o, ha, a este respeito, a seguinte elucidativa passagem :-iFa- 
lando do merecimento de Fr. Heitor Pinto, diz o nosso grande philologo Francisco 
Dias Gomes {Obras Poéticas, pag. 29) : *Queui quer vêr uma verdadeira imagem da 
eloquência do divino Platão, e do eloquentíssimo Cicero, lèa os Diálogos d'este auctor. 
Além da mais pura e sancta moral christã. que constitue o fundo especial dos ditos 
diálogos, n'elles admirará quem os lêr em grau superior todas as graças do estyio, o 
mais puro e correcto. Não são menores os louvores que lhe dá o ontro benemérito phi- 
lologo .^gostinho de Mendonça Falcão: *A suavidade (diz elle) e amenidade de sua 
linguagem enleva a alma, e faz que se lhe affeiçõe o leitor delia maravilhado, que 
sempre descobre novos primores em sua leitura; e ninguém ha a quem não mara- 
vilhem suas comparações saborosas, e espante a superabundante copia de erudição 
sagrada e profana. 

•O P. António de Figueiredo com quanto o colloque no logar decimo-outavo da 
serie por elle lormada dos clássicos portuguezes, ainda assim o antepõe a Fr. Luis 
de Sousa, Lucena, Freire d' Andrade, Vieira e Bernardes.» 
As edições a que pertencem os volumes que formam o exemplar qne descrevemos e ex- 
pomos (2.3 edição da primeira Parte, e l.a da segunda Parte), são verdadeiramente 
notáveis pela beleza e .litidez de impressão que apresentam, e também preciosas 
pela sua EXTRE.MA RARIDADE. -Ambos os volumes se encontram em perfeito es- 
tado de conservação, o que sem duvida eleva ainda mais o seu apreço e valor.— 
Sousa \'iterbo, Fr. Bartholoineu Ferreira, o primeiro censor dos Lusíadas, Lisboa, 
IS9I, pags. 146-148 
Da obr.-i de fr. Heitor Pinto, uma das mais lidas do século XVI, possue também a Li- 
vraria Azevedo-Samodães um exemplar da seguinte reimpressão: 

24m IMAGEM |1 DA || VIDA CHHISTAM, || ORDENADA PEl! DIÁLOGOS 

1 COMO MEMDHOS DE SVA CO.MÍMISICAM. i| COMCO^TOS || PER FREY HE- 3/ J 

CTOR PINTO, II FRADE lERONYMO. |1 NOVA EDIÇÃO || ^-^ -~- || TO.MO I. j/fi ^^ 

II II LISBOA, II NA TYPOGRAPHI.V ROLLANDIANA. jj — || 1843. In- 

8.° peq , 3 vols. de XlV-Ii-oOO; XVI-462, e de 464 a 707 pags. E. 

Na primeira das XIV pags. prels. do volume I o titulo ou frontispício propriamente dito 
desta edição; a pag. U em branco ; de pag. Ill a VI o .PROLOGO DO EDITOR.. 
(Dr. Rego Abranches?); na pag. VII a reprodução do frontispício do turno I.o da 
l.a edição; e de pag. VIII a XVI as peças prels. dadas na mesma I.a edição.-Na 
primeira das XVI pags. prels. do tomo II o titulo desta reimpressão do mesmo 
tomo 11; a pag. II em branco; na III a reprodução do frontispício da edição primi- 
tiva; c de pag. IV a XVI as peças prels. primitivas. 

Esta reimpress.ão,é muito estimada, porque reproduz fielmente o texto, das edições ori- 
ginais, das duas partes da obra. 

Dos Diálogos de fr. Heitor Pinto, existem também versões em castelhano, francês e 
italiano, as quais foram por vezes reimpressas. Da versão castelhana, impressa pela 
primeira vez em Madrid, 1572, in-8.o peq., possue a Livraria Azevedo-Samodães um 
exemplar da seguinte cdiç,ão da primeira parte : 

IMAUEN DE II LA VIDA CHRISTIA || na, ordenada por Diálogos, || 

Como membros de fu || Goinpolicion 1| . . . 1| COMPVESTOS EN LEN- 1| gua 

VOL... j„ 



146 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



^-0 



Porttiguefa, por el muy reuerendo y || ãocto padre fray Hector Pinto, de In \\ 
orden dei gíoriofo S. Hierony || mo. Traduzidos en nueftro vulgar Cafle || 
llano. II Con li(;encia delos Senores dei (lonltjo, || Real imprello en Meillna 
dei Capo II En cafa de Francilco dei (^ãlo || Ano de 1579. |1 A cofia de Benilo 
Boyer, mercader || de libres.— In-8.° peq. de VIII IT. (prels ) inunis. e 311 
niims. na frente. E. 

As VIII ff. prels. compreendem o seguinte: titulo acima reproduzido (frente da H. I ; 
verso em branco) ; declarações de vistos de luan Fernandez de Herrera e Fray 
Alonso de Orozco permitindo a impressão trespectivamcnte, frente e verso da fi. II) ; 
• APROVACION DEL PA- !) dre fray Manuel de Vega...» e «Licencia dei prouin- 
cial para impri-;,mir el dicho libro.> (frente da H. Ill); Visto de .El doctor Perez.» 
(verso da mesma ti. UI); Licença de cDon António Garcia» (frente da II. IV); Li- 
cença dos Inquisidores (verso da mesma li. IV); Alvará de privilegio de D. Phi- 
lipe IV (H. V e frente da VI); - 5()^ PROLOGO |1 DEL AVCTOR..... (desde o 
verso da mesma H. VI até ao verso da"X) ; Lista dos «AVCTORESH LOS AVCTO- 
RES QVElIfe alegan en efta obra, fon los figi5|l tes...» (ff. XI e XII) ; e «^ TA- 
BLA DEL II PRESENTE LIBRO.... (ff. Xlll a XVI). 
Versão muito apreciada, e que, segundo o Alvará régio acima mencionado, foi levada a 
efeito pelo próprio fr. Heitor Pinto. Ediç.io desconhecida a Barbosa Machado, que 
regista as de: Madrid, 1572 ;-Medi:ta dcl Campo, 1573 ;- Salamanca, 1576 ;- Sa- 
ragoça, 1577 ;-e Alcald, 1592 e 1595, in-4.o. Os exemplares são, como é natural de 
conjecturar, MUITÍSSIMO RAROS. 
Como remate do presente artigo, vamos dar uma sucinta nota ou lista abreviada das 
edições que, desde o século XVI até o presente, se tem feito das duas partes desta 
notável obra, e de que temos noticia. 
Edições da primeira parte : 

l.^- Impressa em Coimbra, por João de Barreira, 1563, in-8.o peq. 
2.'-lbid., pelo mesmo Impressor, 1565 (a que acima descrevemos), in-8.o peq. 
3.^- Braga, por António de Mariz, e acabada em cinco d'outubro de 1567, in-8.o peq. 
A." -Évora, por André de Burgos... aos três de laaeirc 1569 (isto no fim do texto; 

no írontispicio : 1567), in-S.o peq. 
5.3 - Lisboa, por António Ribeiro, 1569, in-S.o peq. 
b.^~lbid., por António Alvares, 1591, in-8.o peq. 
1.'- Évora, por Manoel de Lyra, Anno de 1603, in-S.". 
Edições da segunda parte : 

\.' 'Impressa em Lisboa, por João de Barreira, 1572, (é a que acima descrevemos; 
saiu juntamente com a reimpressão da primeira parte que o mesmo impres- 
sor publicou no referido ano de 1572), in-S.o peq. 
2.^-lbid., por António Ribeiro, in-8.o peq. 
X^~lbid., pelo mesmo impressor, 15S0, in-S.o peq. 
i.^-lbíd., por António Alvares, 1592, in-8.o peq. 
5.'-lbid., por Simão Lopes, 1593, in-8.o peq. 
Edições abrangendo conjuntamente as duas partes: 
}. ^-Lisboa, por João de Barreira, 1572, in-S.o peq., 2 vols. 
2.1-Ibid., por António Alvares e Baltasar Ribeiro, 1591, in-S.o, 2 vols. 
3.i-lbid., por António Alvares, 1592, in-8 o, 2 vols. 
4.^-lbid., por Mignel Manescal, 1681, in-4.o, 

'n.i-Ibid., na Typ. Roltandiana, 1843 (que descrevemos acima), in-S.o, 3 vols. 
Barbosa Machado não conheceu decerto as primitivas edições da primeira parte dos 
Diálogos de fr. Heitor Pinto, pois regista como primeira a ediçã(f impressa em Lis- 
boa, 1572; e Inocêncio menciona ainda duas edições de Medina dei Campo, 1578 e 
1579, de que não temos visto exemplares. 

2i'Jtl — Pinto Brandão (T/íomos).— Pinto renascido, empennado, e deseinpennado; 
Primeiro vòo... Lisboa: Na Ofíie. de Pedro Ferreira... M. D. CCLIII. 
■{1153). In-4.° de XL pags. (prels.) iniims. e 4ío nums. E, 



AZEVEDO -SAMODÃES 147 



Colecção de poesias alegres e curiosas, descrevendo algumas delas varias touradas. Nas 

pags. prels. vêem composições poéticas de vários autores em homenagem da obra e 

de seu autor. Muito estimada. Edição já pouco frequente no mercado. 

Pinto Cardoso Beja (Jusr). — Exame da ConstitiiirSo. . . — V(?ja-se: fíiheiro 

Saraira (Aiilovio). — í>. Miguel I... 

2191 — Pinto Correia (fiaspar). — LAGRIMA 11 LVSIT.ANDin M || IN OBITV SE- 

líENISSIMl II Principis Tlieodolij fecundi, || Brigantiu? Uucis || íeptimi. || J^^ J''0 

Pars Prima. \\ThKS CONTINET LIBROS || hiftoricos, de vita, & geftis || '^ /^ 

Tiíeodofij fecundi. || Scribebal || GASPAIt PINTO COUKEA. || Theohujw Lvfi- 
tanos, tíarajalinsis;., . |i Vlysipone || Cutn facultale st/pprio)'i<m. || Apud Pe- 
trum Graesbeeck Rcgiiim Typo- 1| grapiíuiii Anno 16111. — In-1'2 de XII 11. 
(prels.) inuras. e 172 pag. E. 

Nas ff. prels. vêem versos, em português e latim, cm encómio da obra e de seu 
autor, de : Franciscus de Sousa, de Dona Bernarda Ferreira de ta Cerda, do autor 
á mesma, de Francisco de Saii de Meneses, do autor ao mesmo, De hum Religioso, 
do autor ao mesmo, rio Doutor Peixoto, resposta do autor ao mesmo, do Diogo 
Bernandes, de Dom Francisco Manoel de Mello, do Leceticiado Francisco Sarayva 
de Souza, de João Pinto de Sousa, de Francisco de Paiua Corrêa, e de 2 anónimos. 
O verso da XU.a H. prel. é todo ocupado pelo escudo d'armas do Príncipe D. Teodósio, 
escudo que tem, em volta, a seguinte legenda : Virivte, Et Alto Sanguine Nitimvr. 
O Livro terceiro poético é todo escrito em português. 

Obra curiosa e estimada; MUITO RARA. Belo exemplar; com magnifica encadernação, 
ornamentada, a ouro, na lombada e nas pastas. 
2492— Pinto de Sousa [Josc 6"nr/fs).— Ribliotiípca liistoriua de Portugal, e seus 
domínios ultramarinos: na qual se contém \ árias historias daquelle, e 
destes Ma. e impressas em prosa, e em verso, só, e juntas com as de 
outros Estados, escrilas por authores portuguezes, e estrangeiros, com 
hum resumo d;is suas vidas, das opiniões que lia sobre o que alguns es- 
creverão, e(c. Nova edição, correcta e amplamente augmenlada, Lishon. 
.Víi Typ. Chnlcogrnphica, ISOl. In-4.° de XXTV-XIII 108-100 pags. ¥.. 
Trabalho bio-bibliografico de bastante merecimento, e muito estimado. 

2493— Pinto Gomes {P.e /oáo).— BREVE RELAÇÃO || DE HUMA || TERRÍVEL 
PEl',SEGL'It;.\0, I! CONTRA || A SANTA RELIGIÃO GATHOLICA, |1 E SEUS 
OI'EfíÂfílUS, II SUGCEnrUA II NO II IMPÉRIO I) CHINA || NA GOHTE DE 
PEKIM, II EM 1805. || COMí'OSTA POR TESTEMUNHA OCULAR. || Com hvwa 
breve iwtiHa das cousas móis nota- \\ j;f»< daqvelle ftiinoso Imfierin. || PORTO, 
II —=«»<=> — II Typ. de Vasconcblí.os, Rua d'Aimada n." 39. || 1839.— 
In-8.° i)eq. de 70 pags. Des. 

Na pag. 1 o titulo ; na 2 umas transcrições latinas ; na 3 a Dedicatória ao Bispo Eleito, 
D. Manoel de St. a Inez. ; » 4 em bjanco; na 5 o «PROLOGO- ; a 6 em branco ; de 
pag. 7 a ÔT o texto da Breve Relação propriamente dito; de 64 a 70 o .SUPPLE- 
MENTOjIA' PRESENTE 'i PERSEQUIÇÃO.» i de pag. 71 a 74 e em parte da 75 a 
.FIEL DESCRIPÇÂO [1 DA CIDADE i; DE || MACAO.. ; e da restante parte da pag. 
75 em dialite uma -ADVERTÊNCIA., final. 
Relação interessante e estimada. Pouco vulgar no mercado. Exemplar com leve mancha 
d'agua. 

2494— Pinto Pereira (.4níoHf>).— HISTORIA DA || ÍNDIA, NO TEMPO EM nVE A ^ v/c^? ^ O 
IIGOVERNOV O VISOREY DOM LVIS D'ATA1DE || (7ompo*ítt por António 
Pinto Pereyra. 1; Dirigida a el Rey Dom Sebastião. || E agora impressa assi 
como estaua ern seu original, por ordem de Frey \\ Miguel da Gru/., Frade 



^24^ 



To 



148 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



li 



íoi 



da Ordem de N. Senhor íesu Chrislo, || Theologo Pregador. || (Escudo das 
armas reais de Portugal, ladeado por folh.-igem e encimado por viseira e 
cabeça de dragão alado ; gravura em madeii a) |1 Com todn.' as lieevças ^ 
aprovações necessárias. \\ Em Coimbra. Na impressani de Nicolas Carualho. 
Anno de 1617. || Tuy.rado em a mesa do Poço a f:00. rei» em papel. \\ Vende-se 
na rua noua em casa de Sebastião Garcia lilireiro.— In-fol. peq. de XII ff. 
(prels.) inurns., 151 nums. na frente, mais VIII inums., 162 nums. pela 
frente e Vi inums., finais. E. 

As XII ff, prels. inserem o seguinte : titulo transcrito acima (frente da H. I ; verso 
em branco); «DE' SPOLIATADOMO lORTIS. il DVCIS DOM. LVDOVICI ATAI- 
■ DII.. (.AL IVD.. - .ADEVNDEM.. - «DE EODEM...) (II 11); -LICENC.AS.. per- 
mitindo a impressão da obra (todas de 1D16; frente da 11. III); < RELAÇAM 
DESTA OBRA.» (verso da mesma ti. Ill e frente da IV); Dedicatória .A ELREY 
NOSSO SENHOR. || ANTÓNIO PINTO ;i Pereyra.' (verso da mesma II. IV e H. V) ; 
Prologo ./IO LECTOR.- (ff. VI e VII e frente da VIU); poesia em latim: <LVDO- 
VICO ATAIDIOII L. ANDREAS RESENDIVS.. (verso da II. VIII tf. IX e frente da 
X); outra;poesia em latim: «AD ILLVSTRlSSlmVM ' VIRVM DOM LVDOVICVM 
DE ATAÍDE ', Quendam Imperatorcm Indicum, Ignatius Moralis.^ (verso da mesma 
II. X) ; e .TAVOADA DOS CAPITOLOS DO |t PRIMEIRO LIVROS.. (II. XI e frente 
da XII; verso em branco). As 101 ff. nums. que seguem conteem o texto do pri- 
meiro Livro da obra; as IV primeiras das VIII ff. inums. imediatas, a duas cols. 
por pag., o .IXDEX DE TODAS |1 AS PESSOAS DE QVE NESTE PRIMEIRO 
LIVRO SE FAZ MEN- :| ção, & apontafe logo todos os lugares em que fe tratam || 
delias.», que fecha com a enumeraç.^.o das -ERRATAS DESTE II primeiro Liuro.» ; as 
ff. V a VII (aJVIII em branco) a .TAVOADA DAS i; CAPITVLOS DO i| SEGV.SDO 
LIVRO..; as 162 ff. mums. seguintes o texto do €UBRO SEQVNDO.' ; e final- 
mente as VI ff. inums. com que fecha o livro, e disposto a duas cols. por pag., o 
.INDEX DE TODAS AS || PESSOAS, E ALOVMAS COV- 1| SAS, NOTÁVEIS DE 
QVE NESTE SEQVNDO', LIVRO SE FAZ MENC,AM E APONTANSE 1] logo todos 
os lugares em que Te trata delias.». 
Na composiç-ío tipográfica do texto, embelezada por lindas letras iniciais e vinhetas re- 
matando peças prels., foram empregados caracteres itálicos e redondos : os primeiros 
nas peças poéticas latin.ns, na «RELAÇAM DESTA OBI<A. e nos títulos dos Capí- 
tulos que conteem os dois Livros da obra ; os segundos no restante te,^to da mesma 
obra. 
Livro clássico ; e sem duvida importante para a história do nosso domínio e admini> 
tração na índia durante o vice-reinado de D. Luís de Ataíde (1566 a 1571). Muito 
estimado. Magnifica ediç.io (a única até hoje existente). Bom exempl.ar; o frontispí- 
cio, um pouco aparado em cima e ao lado, é dos poucos que, por qualquer motivo 
que ignoramos, substituíram os rostos primitivamente impressos que trazem a data 
de 1616. Nesta variante, EXTREMA.VIENTE RARO. 

249.'j- Pinto Rebello da Cunha (./oíí).— Noticia topographica, e phssica do 
Gerez, o das suas agons thermaes, na qual se dá huma noçiio desta Mon- 
iP cj lanlia, da sua Constituição Geognostica e producções natiiraes, eoin a liis- 

toria da descoberta destas Caldas, e liuma exposição geral da tlieoria da 
thermalisação das agoas mineraes, e sua classificação. . . Analyse e usos 
módicos destas aguas. Pelo Doutor. . . Porto: Tijpo<jraphiaCommere>al,iS48. 
In-S." de VIIXVI-112-I pags. E. , 

Monografia intcressante^e estimada. Rara. Belo exemplar. 

240(3 -Pinto Ribeiro (./oão).— Oliras varias sobre vários casos, com três rela- 

çoens de direito, e lustre ao Dezenibargo do Paço, as Eleyçíiies, Perdões, 

C? ò^ & pertenças de sua jurisdição. Composta pelo Doutor... Accrescentado 

com os tratados, Sonho politico. Breve discurso das partes de hum .luiz 



AZEVEDO -SAMODAES 14Q 



perfeito, & Obras Métricas pelo Doutor Duarte Iiil)eyro de Macedo... 
Coimbra. Na Ojfic. de Jose/v/i Anlohi) da Sylva, 1729. In-fol. de VIlI-144, 
11-83 e VII-28 pags. 

Obras varias .. Parte segunda. Conleiíi os tratados da uzurpa(;am. 

retenijain, e restaraçnõ de Portugal ; das Injustas successoens dos Reys 
de Leai5, & Castella, & Izençaõ de Pormgal : a resposta sobre o Elogio de 
D. João de Castro, escrito pelo Doutor Simão Torrezão Coelho. ..; demons- 
trarão sobre a Preferencia das Letras às Armas : . . , carta sobre os títu- 
los da Nobreza de Portugal, & seus privilégios : Helagaõ feyta ao Ponli- 
tlce sobre a confirmação dos Bispos de Portugal : & o Dezengano do pare- 
cer enganozo, que se deu a ElUey de Castella D. Phelippe IV. contra Por- 
tugal... Coimbra, Ibi, 1130. In-fol. de VIII-I60 (aliás 271)-44 pags. 

As VIII pags. prels. da primeira parte inserem: titulo (embelezado com uma vinheta or- 
namental e impresso, alternadamente, a preto e a vennelho) ; Dedicatória : -NOBI- 
LÍSSIMO, || AC : REVERENDlSí-IMO D. II D. ANTÓNIO, RIBEIRO DE ABREU 1| 
IN SACRO CON/MBRICENSIS INQUISITIONISW Seiíatu Judiei, ac Prirsidi Di- 
gitissimi, ^c.» (subscrita pelo impressor Josephus Antunes da Sylva) ; «ORDENA- 
C,OENS II ALLEQADAS, || EXORTADAS, ENTENDIDAS NESTAS Relaçoens.» ; e 

• LICENC,AS.. (Do S, Ollicio.-Do Ordiuario.-Do Paço). E as VIII pags. prels. da 
parte segunda: titulo (impresso também, alternadamente, a preto e vermelho); De- 
dicatória do impressor a D. Francisco Xavier de Menezes, Conde da Ericeira; e 
«LICENC,AS.> (Do S. Ollicio.— Do Ordinário. — Do Paço) permitindo a impressão. 

Quasi todas as peças que formam as duas partes têem rosto próprio. 
. Compilação interessante pelas valiosas obras que a constituem. Estimada. Já bastante 

rara. Belo exemplar. 

2497 A SANTIDADE || DO MONAIiCA 11 ECCLESIASTICO I| INNOCEN- 

CIO X. II EXPÕEM PORTVGAL || AS CAVSAS DE SEV || sentimento, & de / /J/ 

luas II esperanças. || (Escudo d"armas reais portuguesas ; gravura em ma- y ^ ' ^ '^ ^ 
deira) || Com as licenças neceflarias. || EM LISBOA. Por Paulo Craesbeeck. 
Armo 1646.— In-4.° de IV ff. inums. (a ultima em branco) e 79 nums., além 
de uma em branco, final. B. 

Na primeira das IV folhas prels. o titulo acima transcrito; a II em branco; na III as 

• LICENC.AS.» permitindo a impressão; e a IV está, como já se disse, em branco. 
Escrito interessante e apreciado, como o são igualmente todos os demais trabalhos lite- 
rários de Pinto Ribeiro. Publicado anónimo. Edição original, muito rara. Bom 
exemplar. 

2498-Piobblci (D. Salustio). -YWhlll ANTICHI | Onero || RACCOLTA Dl Fl- 
GVIiE !| delineate dal Gran Titiano, e da Cesare || Vocellio suo Fratello, di- 
ligentemente II intagliale, conforme alie Natione || dei Mondo. || LIBRO VTI- 
LlSSIMO II A Pittori, Dissegnaíori, ScuUori, Architetti, ^ || ad ogni curioso, 

e peregrino ingegno. || |] Dedicato ali Illuslrissimo Signor || MARTIN 

V1DMAN||C0.NTE Dl OTTEMBVRGO, &c. || NOBIL VEKETO. || Marca do /P^^ O Ci 
impressor ; gravura em madeira) || IN VENETIA, M DC I.XIV. || Per Con)pi, ^ 
&. La Noú. Con Licenza de 'Superiori. In-8.° de XIV pags. (prels.) inums. e 
415 nums., além de uma inum., final, inserindo a marca dos impressores 
que vem no frontispicio, e novo registo da impressão. E. 

As XIV pags. prels. inserem o seguinte: titulo (pag. 1; a II em branco); Dedicatória 
«Airillustrissimo Signor MARTIM VIDMAN.... (subscrita pelo autor : D. So/íís- 
iio Piobbici; pags. III e IV); Proemio .A'LETTORl.. (pags. V e VI) ; «DISCORSO 
II Dl CESARE II VECELLIO. II SOPRA QLI HABITI ANTICHI |1 e Moderni, origene, 



Í50 èAtÀLOÒO DA LIVRARIA 



lÂ^ 



$4 



mutatione, & || varieti di quelli.» (fecha com uma marca gravada em madeira ; pai;. 
VII a XIIII); e uma outra marca, em oval, também gravada em madeira (pag. XIV). 
Livro muitissimo curioso, e elucidativo paia a indumentária universal; contendo 415 
gravuras em madeira, reproduzindo lodos os trajos, femininos e masculinos, usados, 
em varias épocas, pelos diversos povos do Mundo, incluindo os da Africa, Ásia e 
America. As que mostram os trajos usados pelos portugueses no século XVI 1 vêem 
a pags. 226 e 227.— Apreciável e RARÍSSIMO. 

Pires {Conepo Manuel António). — y^iiiso: Guillois {Abbé Ambrósio). 

24U9— Pires Carvalho (D. Lourenço).- Eneclpaliones Ordinutn mililariuin Tri- 
pailiae Penes triplicem qnaestioiiern riiiper venlil.itain Coiitin Senatiis Re- 
t!ie LiisilaniiE Pro causis eonindeni dele<.to. Queruin 1. Exploralur, utrvtn 
iiiini.stri regii Senalús Ordinum Militainiin ita illonini habitu, vel insigni 
^ dubeant esse decorai!, iit aliíis per ipsos juditsala, nec licita, nec valida 

tíMisenda sint? II. An Magruis Ordinum Mugisler conferre valeat vilas in 
Coiiimendis anteqiiaiii vacent? 111. LUrum Magniis Magi^ter imponere 
queat pensiones in Coniiiiindis? Authoie... (Vinheta ornamental ; gra- 
vuia em madeira). Uiyssii>oiie. Ex ti/pograjMa. Michaelin Manescal... Anno 
MDCXCIll. Cuin privilegio, & superiorum facultate. Infol. de XII pags. 
. (prels.) inanis., 917 nuins., três tni liriini;o, o mais XC inums. de INDEX 
GENERALIS, finais. E. 

As XII pags. prels. compreendem o seguinte : titulo de ante-rosto, titulo de rosto (im- 
presso, alternadamente, a preto e vermelho) ; Dedicatória ao 'AUOUSTISSIMO LU- 
SITANI/Eji REGII! PETRO II...; Prologo ao «STUDIOSO LECTORl.. ; e «Facul- 
tas» permitindo a impressão da obra. 

Obra interessante e estimada. Muito rara.- Barbosa Machado, Bibt. Lusit., tomo III, 
pags. 33-34. 

2r)00— Pires Cinza (/'. Diogo).— MlííS, || MAUTIRIO, 1| E VLTIMA TRASLADA- 
(jAM II nu MARTYR 8. VICENTE. || Recopilada pelo Padre Diogo Pires Cinza, 
tia I! tiiral de Alpedrinha. \\ Dirigido a Dom Lopo de Azeuedo & || Mendoça, 
O Almirante de Portugal. |1 (Kscudo d'arnias do mesmo Almirante) |1 Em Lis- 

boa, por Pedro Craesbeecli. Anno 1620.— In-8.° peq. je VIII ff. (prels.) 
inuins. e Uui niims. na frente. E. 

As VIII ff. prels. inserem: titulo (frente da B. Ij o verso em branco) ; -LICENCiAS.. 
permitindo a impressão (H. II) ; três Sonetos em homenagem da obra e de seu au- 
tor, de seus amigos (fl. III e frente da IV); «CANCION. li /!/ ^/or/o/o Martyr S. Vt- 
Wcente Patron de la Ciu- dad de Lisboa.' (verso da ti. IV e ff. V e Vi); De vn 
afficioiíado ai Autor. \\ SONETO., (frente da ti. VII) ; -De Manoel Qulníaiio de !| 
Vafconcellos ao /!«/«/•. ' SONETO.» (verso da mesma fl. VII); e Dedicatória «A 
Dom Lopo d'Azevedo||& Mendoça, Almirante de Por- 1| tugal. Comendador, & Al- 
II cayde mòr de luromenha, |i A Craueiro da Ordem i! de Auis.» (H. VIII). 
A obra, inserta nas 1Ú3 ff. nums., consta do seguinte: -VIDA, MORTE, || E TRASLADA- 
C,AM !| do inuicto Martyr S. Vicente, ?.• || da gloriofa S. Engracia, com j[ algúas ou- 
tras curiofidades defte Reyno.. (..Vitima ^ verdadeira Trasladação do Martyr S. 
Vicente.-') (Contem dez Capítulos (ff. 1 a 89), e uma relação do: «MILAGRE QV£ 
SVCCE- 1; deo aos defrubridores das Relíquias do 1, glorio) o Martyr Ção Vicente, no 
II no Cabo de Sagres.' ; ff. 90 a 96 e frente da 97) ; -Aos Senhores Prefidente, Ve- 
readores, II Procuradores da Cidade de Lisboa, || ^ dos Mesteres delia, carta ex- 1 
Itortatoria a fcjtejarem ao , inuictifsimo Martyr São', Vicente Padroeyro 11 f eu."" 
DO D. PAVLO l-EO.. (desde o verso da H. 97 á frente da 112); «RECOPILAC.AM 
\\da folemne procijfaõ que o Senado de\\ Lisboa fez no anno de 1614. em \\ lem- 
brança da Trasladação de || se Padroeyro e inclyto || Martyr S. Vicente.» (desde o 
verso da II. 112 a o verso da 114)); ^Oitavas ao inuicto Martyr S. Vicente, \\ feitas 



AZEVEDO -SAMODS ES l5l 



pello P. F. Paulo da Cruz \\ chamado o Fradinho da Rayn/ia.' (Poema dividido em 
cinco Cantos; ff. 115 a 141 e frente da 142); varias poesias em louvor de S. Vicento 
entre as quais um «PANEOYRICO. A inuenção do corpo do glorioSifsimo \\ Martyr 
S. Vicente, em fua traf- 1| lada{ão.> (desde o verso da referida H. 142 a o verso da 
163 (ultima). 

A composição tipográfica foi executada com caracteres itálicos e redondos: com os pri- 
meiros, além de outras peças, o poema inserto de pags. 115 a 142. 

Livrinho interessante e muito estimado. Clássico. Única edição publicada até lioje. Os 
exemplares são RARÍSSIMOS. O nosso está perfeitamente conservado; porém o 
frontispício, a oitava H. prel. e as 142 e 143 são em copia manuscrita, imitando a 
impressão original. 

2ri01 — Pires de Rebello iGdsjoni-).— Infortiinios Inigicos, da constante Florinda. ^ 

.Aiitiior e Licenciado . ., Prior de Castro Verdf, e natural de Aljustrel do /J^r^ "^ ^ 

raiiipo de Ourique. E agora nesta impressão correctos, e emendados. 

OITerecidos ao glorioso S.'o António... Lisboa: Ka Of/icina de Francisco 

Borges de Sousa. Anno de 1701 Com as licenças tu cessai-las, e Priv. Real. lli- 

8." peq., 3 Partes em igual num. de vols. de XVI-429, XIV-280-Í5-VI1 e 

57o pags. E. 

Na ante-penultima e na penúltima das pags. finais da segunda parte vêem dois Sonetos 
de João Barradas e Aveiro : o primeiro eDi louvor da obra, e o segundo, ao Leitor. 
As duas primeiras pags. da mesma parte estão ligeiramente defeituosas, porém sem 
prejuízo do texto. 

Obra clássica e muito apreciada. As três partes foram pela primeira vez impressas, res- 
pectivamente ; Lisboa, por Geraldo da Vinha, 1625, In-8.o; Ibi., por António Alva- 
res, 1633, In-8.o ; e /ôrrf., pelo mesmo impressor, 1650, também in-8.o. Todas contam 
hoje diversas reimpressões. 

2502 lESVS MARIA. II THESOVRO DE PENSA- 11 MENTOS CONCION.V 

TIVOS SOBRE A EX- || plicação dos Milterios Sagracos, & Ceremonias 
Sanctas do Sanctil- 1| limo facrificio da Mifla, & lignifioaçao das veltiduras / ^/C O O 

íacerdotais II com que elle se celelira, ordenado em forma de Dialogo j| / 

hum Sacerdote. &. leu Miniftro. || AVTOn O LICENCIAPO GASPAR 
PIREZ DE \\ Rebello Sacerdule Theoloijo, ^ Pregador... i| Natural da Villa 
de Aljiifter na me/ma Comarca. \i AO Il.LVSTRlSSI.MO, E REVERENDÍS- 
SIMO jl fenhor Dom Diogo Lobo, Piior .Vlór do Conuento, & Ordé do || Glo- 
riolo Apoltolo Sanctiago, em elte Reino de Portugal. || Anno (Escudo 
d'armas do mesmo Prior; gravura em madeira) 16b5. || Com Iodas as li- 
cfííids ueceffarias. Em Lisboa. Por António Alvares.— In-i." de VI fl'. (prels). 
inums., 260 nums. na frente, e mais XVI iiuims., finais. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das VI ff. prels. o titulo acima reproduzido' 
na fl. II as «LICEMÇAS.» permitindo a impressão; na H. 111 a Dedicatória cAO 
ILLVSTRISSIMO II £ R£K£«£iVD/SS//MO SENHOR Dom Diogo Lobo...', datada 
e subscrita no fim: ....Defta villa de Crafto Verde 25. de Feuereiro de 1634. j ... j; 
O Lecenciado GaSpar Pirez de Rebello- ; na pag. V o cPROLOGO AO LEITOR.. ; 
na frente íla VI o «INDEX DOS CAPITVLOS QVE EM || cfte liuro fe contem..; 
e no verso da mesma H. os erros da impressão. 

No verso da ultima das 260 ff. nums., dentro de cercadura, a marca do impressor (ve- , 
ja-se o <fac-simile» que dela damos a pag. 263 da primeira parte do Catálogo), e 

depois este outro registo: «EM LISBOA.!! || Com todas as licenças necef- 

farias || na Oificina de António AI- 1| uarez. Anno de 1635.> 

As XVI ff. inums. finais inserem : de H. I a VIII o <1NDEX !! DAS COVSAS NO- 1| TA- 
VEIS, QVE SE CONTEM EM i efte liuro....; e de H. X a XVI o «INDEX || DOS 
LVGARESIIDA SAGRADA ESCRIPTVRA, : que fe contem em efte liuro...» 



l;t-.^ 



Qoí 



^/^ 



152 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

A composição lipográfica, exceptuando as pags. prels., é a duas cols. por pagina. 
Livro clássico e estimado. Edição ainda a única dada á luz, MtJITO KARA. Exem- 
plar com peq. defeito nas ff. prels. e na ultima dos Índices. 

2503— Piron, & outros— OEiívres de Piron, d'Allairival, P":igan, Lacliaussée, 
Lefrinc lie Pompignan, Lanoue, Grcssel. Nouvellc édition. Parh. Bou- 
douin Fríres... M DCCC XXVIII. In-I2.», 2 tomos de 11-608 e 11-431 
' pngs. R. 

O tomo II compreende: 'CEuvres de La Harpe, Cole, Favart, Champfort, Sédaine.» 
Bonita edição, bem impressa e de mui cómodo formato. 

•ir.O 5- Pizarro y Orellana {D. Fernnnão).—\Al\OKKS \\ ILVSTRKS DEL || 
iNVKVd .MVNDI). ti UKSCVIiliinOHES. CONfjVISTADOUKS, E PACl- 11 FICA- 
Dor.ES DEI- (iPVEENTO, DILATADO, Y PUDE- || líOSO TniPEtiio dk las In- 
^ DIAS Occiduntaliís : I! svs vidas, vihtvd, valou, ha7ana8, y Cl aros 

^ 0^ ^ blasones II ILLVSTRADOS \\ En los Svckssos destas Vidas con Singvla- 

RES Obseii- II vaciones Politicas, Morales, luiidicas, Miscelâneas, y Hnzon 
de Estado ; para |1 mayor autoridad do la Historia, e demonslracion delia, 
y sn iililissima Lecoion. 1| com vn díscvhso legal 1| DE LA OBLIGACION 
QVE TIENEN LOS UEYES A || Premiar los Servicios de svs Vassalos; 
II ò en ellos, ò on sus Descendienles. || DEDICADO |1 Al Avovstissimo Mo- 
narca Felipe iv. || . . . || CON VRIVILEGIO. || En Madrid, Por Diego Dias 
DÉ LA Carrera. Ano M. DC. XXXIX. — A costa de Fedro Coello Mercador de li- 
bras. In-fol. de XVIII IT. (prels.) inutns., 427-72 pags. e mais XVI tT. (inums.) 
COMI os índices. E. 

As .XVllI ff. prels. inserem: titulo de ante-rosto ; «LECTOR. CENSOR.> ; titulo de 
rosto; Proemio, dirigido ao Rei de Espanha; Dedicatória «AL || EXCELENTIS."'" 
IISENOR CONDE DVQVE DE |! SANLVCA R. ORAN CANCILLER DEU LAS ÍN- 
DIAS, fíO ; Censuras e Aprovações permitindo a impreSsão ; LICENCIA DEL OR- 
DINÁRIO.; 'SUMA DEL PRIVILEGIO.'-, -FE DE ERRATAS.»; -TASSA.»: -OHA- 
CION PANEGVRICAIl AL SENOR DOM FERNANDO PIZARRO Y|| Orellana... 
!! ESCRITA \\ Por el Licenciado Don Pedro Gonçalez de SalcedOt Abogado 1| de los 
Consejoí.»; .ENCOMIVM. |; D£ i/lffl/BKS, FAMA, ET HONORE D. D. FER- 
Dl- II nandi Pizzarro & Orclíana. . .* (subscrita : padre Franciscits |! de Ptadoj; Poesias 
latinas era encómio da obra e de seu autor; «DOCTISSIMO VIRO CASTELl /t; 
SVPREMI SENATVS II Conciliario, Togaro Nobilíssimo, D D. Feri.inanho Pi/a- ; 
Kun y Orpi.lana... L. D. Prt». dela Est*r.iíKA || Ovrvar» H. || ... || Historia- Didas- 
calxIlS..; e «PREFACION PE- 1| RIOCA HISTORIAL Y MORAL A LAS VI- 1| DAS 
DE LOS VARONES ILVSTRES DEL NVEVO IVIVN- 1| DO Occidental: Descubierto, 
ConquisLido, y Sujelo...». 

Nas 427 primeiras pags. nuuis. decorre o texto propriamente dito da obra j e nas 72 
imediatas (segunda numeraç.io) : «DISCVRSO || LEGAL || Y POLITICO : jl EN QVE 
DON FERNANDO PI- 1{ zarro y .Orellana. . . represento ai Rey mies- 1| tro senor Don 
Felipe Quarto el Orande (sien- jj pre dei Consejo Real de las Ordenes) por mano ;, 
dei seriar Conde Duque; á quicn le dedico; la || obli^acion q en justicia, cadencia, 
y razoa po- 1| titica tenia à cumplir la inerced, que la Caloti- fca, Magestad dei 
Setlor Emperador Carlos || Quinto hizo à Don Francisco Pizarro, dei Ti \\ talo de 
Marqui-s...>. 

Livro importante para a história da América hespanhola ou Novo-Mundo, e por isso 
muitíssimo estimado. Este primeiro tomo (único que se publicou) compreende as vidas 
de Cristoval Colombo, Alonso de Ojeda, Hernan Cortes, Francisco Pizarro, Juan Pi- 
zarro, Diogo de Aluiagro, Hernando Pizarro, Gonzalo Pizarro e Diogo Garcia de 
de Paredes. Os exemplares são hoje MUITO RAROS. O nosso encontra-se bela- 
mente conservado e coui óptima encadernação (inteira) de carneira, contemporânea 




Portada ou rosto do livro descrito no Catálogo sob o n.o 250S. O original 
luede 225X1 68nni. 

(Pag. 153) 



AZEVEDO -SAMODÃES 153 



M' 



//^^ 



(bem conservada). -Ternaux, Bibliotlieqve Americaine, no 592 ; - Lecleie, BibUotheca 
Americana, n.o 452 ; Salva, Catdíogo, n.o 3331 ; Dr. Carlos Rodrigues, Blbliotlteca 
Brasilieme. Catalogo de livros..., n.» 1913. 

2Õ05— Platão. — liivaes oii Dialogo moral de Platão sobre a filosofia. Traduzido 
de C!ret;o em linguagem Poitngiiesa e illustrado coin Escólios, e Aimota- 
(.•ões Criticas... por Luiz António de Azevedo. Lisbonense. (Escudo d'ar- 
mas reais portuguesas). I.úboa : Xa Regia Offic. Tijpografica. Anno de M. 
DCC XC. Com lii:etiça da Real Meca da Comini.isão Geral sobre o Exame, e 
Cen.iura dos Lirro.':. In-S.» peq. de XVI-XLll-53 pags. E. 

Na primeira das XVI pags. que constituem o primeiro grupo de numer.ição o titulo ; 
na II uma peq. transcrição de Cicero : e de pag, III a XVI a Dedicatória do 
tmdutor a D. Henriqueta Maria Júlia de Menezes, Duqueza de Alafões. E nas XLII 
pags. imediatas um «Discurso preliminar do tr.iductor.. 
Encadernadas juntamente encuntram-se estas duas outras obras: — «MANUAL de Epi- 
ctéto tilosofo. Traduzido do Orego em linguagem Portugueza por D. Fr. António 
de Sousa, Bispo de Viseu ; E Novamente correcto, e illustrado com Escólios, e Anno- 
tações Criticas, e dirigido ao... Duque de .alafões... por Luiz António de Aze- 
vedo... (Escudo d'armas reais de Portugal). Ibi. Ibi, 17S5. Com licen(a da Real 
Aleza Censória.*. In-8.o peq. de X\'ilI-XLVI-IS4-I pags., além de cinco cm branco, 
íinais. — «SÁTIRA de Sulpicia matrona romana. Feita por occasião do Edicto, que 
mandou publicar Dominiciano, para h.Tverem de sahir de Roma todos os Filóso- 
fos; Traduzida de Latim... e dirigida á... D. Maria I... por Luiz António de 
Azevedo... (Escudo d'armas reais portuguesas). Ibi, ibi i/Sú...». In-S.o peq. de 
XXlV-XXXVII-I-105 pags. 
Versões muito apreciadas; e edições belamente impressas. Óptimos exemplares. 
2ò0t)— Planche (íííí.sííiív). — Portraits littéraires, par. . . La Ilaye. Vervlnel, TA- 

hraire. 1H3(J. \x\S.° peq., 2 tomos de 301-1 e 289-1 pags. em um vol. E. 
2507 — Plano, e Regulamentos dos Estudos para a Congregação de S. Bento de 

Portugal. Primeira parte, (única publicada). (Escudo das armas reais por- / 

luguesas). TÁsboa: Na riegia Olficinn Typografica. M.DCC.LXXXI.X. Com li- JP f^p ^ <^ O 

cença da Real Mesa da Con.mUsão Geral nobre o Exavie, e Censura dos Livros. 
111-4." max. de XVÍ-l,-,.3-IlI pags. E. 

.AS XVI pags. prels. inserem : titulo, (acima transcrito); um pequeno trecho (em latim) 
dos Sermões de S. Agustinho ; Dedicatória «A RAINHA.> (D. Maria I); e cPRE- 
FACIO... 
A pags. 74 e 75 vem um mapa ou Taboa, precedido da epigrafe : «Distribuição dos 
annos de cada hum dos dous cursos de Filosofia, e Theologia em ambos os collegios.- 
Formoso exemplar, da tiragem especial, em papel de linho muito encorpado ; óptima 
ene. de carneira fina, tendo as pastas ornamentadas a oiro. Nesta cspccie e circuns- 
tancias, MUITO RARO. 

'i508 Platina {Barthol. SAGCHI). — DE VITA & moribiis sumiiiorum Pontificiiin 
historia... (Colónia). Anno Iõ20. 

{ria porlarln dnmof, em folha ájwrtc, a exacta reprodiirão folo-zincográfica). 

In-fol. de XII pags. íprels.) inums., 28í nimis. e mais XCIX inums. e urr 
em branco, finais. E. X^ '/ 

As pags. prels. constam do seguinte : portada (acima reproduzida em «fac-simile. ; (pag. 
1); «5-%^ Ad LECTOREM.. (pag. Ill); «IN PLATINAM INDEX... (pags. IV a X'; 
.SERIES ET NOMINA PONTIFICVM.., e ERRATA., (pag. XI); .f^ B. PLATI- 
NAE VITA II EX LIBRO lOHANNIS TRIT. || TENHEMII ABBATIS ]! SPANllE- 
MENSIS DE SCRIPTORIH. ECCL.. pag. XII). 
Nas 2S4 pags. nums. decorre o texto: «PLATINAE DE VIT1S|| PONTIFICVM HISTO- 
RIA....; nas XCIX pags. inums.: de pag. I a parte da XXX: .DE FALSO ET 



•r-^^ 



ko4 



154 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

VERO BONO Dialogus. ; da restante parte da pag. XXX 'a parte da XXXIX) 
.DIALOQVS AD LODOVICVM STEI.LAM 1| Maiituanum contra amores.. ; da res- 
tante parte da pag. XXXIX a parte da LI : .DE VERA NOBOLITATE DIALOOVS. 
II VRSINVS... ; da restante parte da pag. LI a parte da LXVII ; .UE Ol^TIMO 
CIVE II líber .[.• (et Secvndvm) ; da restante parte da pag. LXVII a parte da 
LXXXV__; .PLATINAE PANEOVRICVS IN LAVDEM AMPLISSIMI PA- 1| tris Betta- 
rionis epi Sabini Cardinalis Niceni, ftr patriarchs Conftantinopolitani.» ; da restante 
parte da pag. LXXXV a XC : .B. PLATINAE AD PAVLVM II. PONT. MAX. DE 
P.^CE li Italix coniponenda atq de bello Tnrcis índicendo, oratio.» ; e, Snaluiente, 
da restante parte da pag. XC a pag. XCIX, em caracteres itálicos e a duas cols. 
por pagina: «Diucrrorum academicorii panegyrici in [; parentalia B. Platinjc.-, no 
liin, em uma só linha de composição c como que a rematar, a subscrição : 

«Impenfa & a!re M. Godefridi Hitterpij ciuis Colouien. menfe Januário.» 
Obra notável e ainda hoje muito apreciada; e esta é uma das suas melhores edições, 
contando desde o meado do século xv até nossos dias. Os exemplares são MUITO 
RAROS. O nosso acha-se optimamente conservado. 
Brunet, no seu Manuel dit Ubraire, tomo IV, col. 692, referindo-se á obra de Platina, 
diz o seguinte : 

• Les viés dcs papes de Platine son écriles avec élégance, et elles referment cer- 

taines particularités asse?, rcmarquables : anssi onf-elles eu une grande vogue 

pendant prés de deux siicles, et en compte un grand nombre d'édilion3. Les 

principales sont, indúpendamment les trois que nos venons de citer.». 

Segue a citação bibliogr.ifica de quatro edições, a segunda das quais é a que nós 

descrevemos acima e que se expõe á venda, e a respeito da qual o mesmo erudito 

bibliógrafo se exprime :-«Reimpression bònne et correcte de rédition de Venise 

1518.... 

250'J- PLINIUS secundus (í;aiMs). — C. l'LINIl SECVNDl III- 1| STOHIAE 
MVNDI LIBRI X.KXVII, DENVO 1| AD VETVSTOS CÓDICES COLLATl, ET 
PLVRLMIS EO- II eis iam itenim po.st ciinctorurn eíliiiones emendali, 
/^JL n C? adiuiiotis II Sigisniundi Gelenij Annolationilms. || hx calce operis 7wuiis est 

(2) I adililus, non minore ãiliijenlia ac la- |l hove, qvàm opvi: ipsum repvrgalus. || (Mar- 

ca (lo impressor Froben) y HASILIAE M. D. LIIIL In-fol. de XXXVl pags. 
(prels.) inums., 663 niiiiis. e mais LXIV-(jLVI iniims., finais. E. 

As XXXVI pags. prels. inserem: titulo; 'SIOISMVNDVS QELENIVS LECTORI S.^ ; 
«REVERENDÍSSIMO PRAE- 1| SVLI, ET ILLVSTRISS. PRINCIPI || STANISLAO 
TVRZO, OLMVTZENSI EPI- 1| scopo DE S. ERASMVS ROTEROD. S. D..; «C. 
PLINIVS CAECILIVS MARCO SVO S.. ; -C. PLINII SECVNDl NA- HTVRALIS 
HISTORIAE líber PRI- || MVS. PREFATIO.. || C. Plinius Secundus Vespasiane 
suo S.. ; e -C. PLINU SECVNDl Hl- |i STORIARVM MVNDI ELENCHVS LI- II 
BRÒRVM OMNIVM TRIGINTASEPTEM I.IBER || unus qui primus. Summatim 
hacinfunt 1| libris singulis... 
Magnifica edição, não citada por Brunet. MUITO RARA. Exemplar optimamente con- 
servado. 

'2510 HISTORIA NATVRAL || DE CAYO PLÍNIO || SEGVNDO. || TRA- 

DVCIDAIIPOU EL LICENf.rADO GERONIMO DE HVERTA, || MEDICO Y 
FAMILIAR DEE SANTi) || OFICIO DE LA INtjVISlCION. i| Y AMPLIADA || 
Q iP POR EL MISMO, CON ESCÓLIOS Y AN0TAC10NES'\\ en que «clara lo 

efcnro y dvdofo, y unade lo no fabido hafla e/tos tieinpos. || DEliIG.\DA || Al 
Católico Rey de las Efpanas y índias don FILIPE IIII. nueftro fenor. || 
Ano (grande escudo d'arnias imperiais espafiolas ; gravura em madeira) 
1624. II CON PRIVILEGIO. II En Madrid, Por Luis Sanchcz ImpreíTor de^ 
Rey N. S.— In-fol. da XXVIlI pags. (prels.) inums., 007 iiums. e mais 
I-XXVIll iniinis., finais. 



AZEVEDO -SAMOdAES 155 



N'a primeira cias XXVIII pags. prels. vem o titulo acima transcrito ; a pag. 11 em branco) ; 
na pag. III, eni caracteres itálicos, a Dedicatória «Al Católico Rey delas Efpanas 
Don Filipe III I, nueítro fenor.' (subscrita por 'El Licenc. Geronimo de Huería.'\ 
na pag. 1\' uma gravura em madeira reproduzindo, ao centro, dentro de oval, 
o retr. (meio corpo) do tradutor Hieronimo de Huerta ; na pag. V: ^Suma dei 
Priuilegio.» - «Aprouacion.» (duas); na pag. VI: <TASSA.>, e -Erratas»; nas 
pags. Vil e VIII, em caracteres itálicos: .AD I'HILIPPVM HISPANIARVM i 
& Orbis noui Regem Catholicum recômendatio || Operis Licenoiati Hieronymi de 
Huerta, por || Doctorem Oabrielem de Vega Sancti |1 loannis Baptifte Occanien- 
fis Rectorem. ' EPIORAMMA.. ; de pag. IX a XV : «TABLA ; DE LAS EFÍ- 
GIES II DE GENTES MONSTRVOSAS, li ANIMALE3, PESCADOS, AVES, i; V INSE- 
CTOS, CONTENIDOSIIEN ESTE VOLVMEN. :; Z.05 NÚMEROS SENALAN\\el 
capitulo dei libro.' (São seis gravuras em madeira (de pag. inteira), as quais repro- 
duzem monstros, animaes, peixes, aves, e insetos ; pags. X a XV) ; na pag. XVI : 
«DE DON ALONSOIIde Caftillo Solorçano. |1 SONfrO.. ; nas pags. XVII e XVIII 
poesias, em castelhano e latim, de vários autores, em louvor da obra e do tradu- 
ctor ; de pag. XIX a XXIV: ^PROEMIO, O INTKO- ducion para la hiftoria natu- 
ral de II Cayo Plinio regundo.> ; na pag. XXV uma gravura (aberta em m.ideira) re- 
presentando a expulsão de .\dão e Eva do Paraiso ; e nas pags. XXVI e XXVIl um 
mapa dos dois hemisférios. A pag. XXVIII em branco. 

De pag. 1 a 907, a duas cols., o texto propriamente dito da obra ; a meio da pag. ime- 
diata (ai das inums. finais) este outro co/o/íj/í .-cEN MADRID, || Por Luis San- 

chez, Imprerror dei Rey N. S. 1| Ano de M.DC.XXUII.» ; e nas XIX pags. 

seguintes (ultimas),': a duas cols.: «TABLA DE LAS COSAS !| NOTABLES CON- 
TENIDAS EN etta parte.>. 

TOMO SEGVNDO. || Ano (Mesiuo escudo d^armas que vem no roslo 

do tomo piecedenie) 162;). |1 . . . || GON PRIVILEGIO. |1 || EN MA- 
DRID, Por luan Uoni.Mlez. — In-fol. de XVI pags. (prels.) Iniims., 720 minis. 
e mais XV inums., além de uma em liranco, finais.— O» dois lomos ou 
Parlet. ti. 

As XVI pags. prels. compreendem o seguinte : frontispicio (pag. I) ; uma transcrição 
dum trecho de Lipsius (pag. II) ; em itálico, «VIDA DE |i CAYO PLÍNIO [; SEGVN- 
DO.. (parte da pag. Ill) e .C. PLÍNIO CECILIO A || SV AMIGO, S.. (restante parte 
da pag. Ill, pag. IV e parte da pag. V); .C. PLÍNIO A SV AMIGO j; TÁCITO, 
S.. (restante parte da pag. V e pags. VI, VII e VIU) ; -Suma dei privilegio.»->ER- 
RATAS...-e -Suma de tafSa.» (pag. IX) ; .DON TOMAS TAMAYO ;; DE VARGAS, 
li Corononifta de doa Felipe Qv.írio el Magno,... \, A los aficionados à la lengua 
Efpaiiola.' (pags. X, XI e XII) ; -Dedicatória «AL EXC."" SE.NOR I DON GAS- 
PAR DE GVZMAN, ;i CONDE DE OLIVARES, DVQVE DE U SANLVCAR LA 
MAVOR...», subscrita no fim: .R lA» Hieroiiymo de Huerta.» (pag. XIII e XIV) ; 
e Prologo .AL LECTOR.. (pags. XV e XVI) 

Nas 720 pags. nums. decorre, a duas cols. por pag., o texto da obra propriamente dito ; 
e nas XV pags. inums. finais, também a duas cols. : «Tabla de las cofas contenidas 
en efta Se- gunda parte.». 

Tradução completa de toda a 'Historia nalural> de Plinio segundo, muito apreciada. 
Edição bem executada. Os exemplares são MUITO RAROS. O nosso, salvo leve 
mancha d'agua no tomo segundo, encontra-se optimamente conservado. -Sal vá, n.o 
2740. 

'->.-,ll-PLUTARCHUS chaeroneus.— I.ES VIÉS || DES HOMiMES |1 ILLVSTP.ES 

GRECS II ET Hn.MALNS, |i Comparees l'vne auec Tautre par Plvtabqvb de y^9cJj ^<^ 

Chbboneb. II TRANSLATEES PAR M." I.\QVES AMYOT CONSKILLEH || du G Õ'^ 

RfJYi ^<^- pí"' 111 reneuos ^ conigees en infinis paílages. Auec les viés 
il'Annil ai li de Scipion rAfiicain, tradiiites de Lalin em Frani;ois p;ir (>h. 
de 1'Eclule .. 1| (Marca do impressor) || .4 Ll'0/V, || P.ar PAVL FHRLEON. 



a 



l^im 



156 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

II I] M. DVV. In-fol. gr. de XII IT. direis.) intims , 801 niims. pela, 

frente e mnis XV inurns., finais. E. 

As XII ff. prels. inserem: titulo, impresso, alternadamente, a preto e veruiellio; Dectical 
toria -AV TRIISPVISSANT ET TRÊS- 1| CHRESTIEN ROY DE FRANGE || Henri deiJ 
xieme de ce noni, laques Aniyot Abl)é || de Bellozano fon trefhumble Ví tref- I| obeif-i 
fant Tcruiteur S.> ; Prologo -Aux Lccteurs.» ; poesia -SVR LMMAOE DE PLV- 
TAROVE, INXEN-Ilnon d'Agarthius Scholatticus Poete Orec.» ; «Au lectcur. S. Q. 
S..; •SoMillSVR LE SVIET DESVIES DE |! Plutarquc.. ; .INDJCE CHRONO- í 
LOGIQVE, OV BRIEF DIS- „ COVRS DES TEMPS ESQVELS ONT VESCV LES 
hoinmes illufires doiit tes noms foiíí coiitenus em ceftaenure.-* ; "IVGEMENT SVR 
LES K/fSIIDE PLVTARQVE. ; poesia «Au Tranflateur de Plularque.. ; --CATALO- 
aVE DES HOMMESi:ILLVSTRES, ORECS ET ROMAINS, |1 COMPAREZ L'VN 
AVEC L'AVTRE!tpar Plutarquc de Clia:ronee... ; e: ..AVX HOMMES ILLVSTRES 
GRECS ET ROMAINS, II COMPAREZ L'VN AVEC L'AVTRE ;í par Plutarque de 
Chaironee.. : e <AVX HOMMES ILLVSTRES DONT LES '\ vics font defcrites en 
ce livre. IISoNhT.». 
As XV ff. inuuis. finais inserem, a duas cols. por pag., quatro copiosos índices, 
Tradução estimada. Magnifica edição, MUITO RARA. Bom exemplar. 

2.''il2 Les vies des hommes illvstres grecs et ronwins, Comparees Tvne 

niiec rjiutro par Plutarque de Chaeronee : Translatees par M. lacijvos 
Amyot. . . Par Iny reiíeus ^ corrigees : Aiiec les vies d', nnib.nl 81 de Sii- 
^ C? pion rAfriciin, traduites de Lntin en Krançois par Charles de rKcliiso. 

Plvs les vies d'fJpuminondas, de Pliilippvs, et d'Avtres menlionnez en la 
page suiuant. Auec les Somniaires, Annotations & Índices necussaires. 
(Medalhão com o busto de Pliitarcos). A Paris, Che: Pierre Gailliird.. . M. 
DC. XV. ln-8 «, 2 tomos, de 1294-XXV pags., em 4 vols. E. 
Tradução muito apreciada. Boa edição, enriquecida de pequenos medalhões com os bus- 
tos dos homens biografados na obra. Rara. Exemplar manchado pela agua e bas- 
tante aparado. 

2.^)13— Poetas gregos. — Poelae bueolici et didactici. — Theocrits, Biori 

Moschus, recognovit et pra?fatione critica instruxit C. Fr. Ameis, Ni 

p C? cander, Oppianus, Marcellus Sideta de Piscihiis, poeta de Nerbis, recq 

gnovit F. S. Lehrs. Praefatus est K. Lehrs. Phile lambi de proprietale an 

malium, ex codicibus emendarunt F. S. Lehrs et Fr. Diibner. Graece 1 

latine cum scholiis et Índice locupletissimo. Parhiu, Finitin IHdot., 

DCCC XLVI. ln-8.» gr. de VIII x.\xij-86-II-xiv-17'i-ll-iij l.g4-l..\XVlll-II-iq 

pags. E. 

Corapil.ição interessante e estimada. Boa e mui cuidada edição. Óptimo exemplar 

25l4--Poeti italianl (I (Juatro) Con una scelta di poesia italiane dal 12(10 sino 

á nosiri lenipi. PuWicati da A. Bulura. Pnrhji: Prcsso Lefevre, IHIíH. ln-8.» 

C* C> gr. de X11-7.'J1 pags. a 2 colunas. E. 

Ornado com uma estampa alegórica (Gattte tlel.-Hopwood se.) em que se vcem re- 
produzidos os retrs. de Dante, Petrarca, Ariosto Tasso. 

2515-Poiares (Fi: Pedro rfe!.— DICClONArUO II LVS1TAn1'cO-LAT1N(I || DF 
NOMES PRÓPRIOS 11 de Regioens; Reinos; Prouincias ; Cidades ; Villas; 
Caítellos ; Ilhas; Peniniuias; Iflhmos; &c. || Com o nome Tiatino, dando a 
rffe nome Latino o \\ vulgar que hoje tem, para boa intelligencia de |1 Lhirof 
íP ^ Safirados, & Pro/);i«fios-. 1| OFFEKECIDO, & DEDICADO 1| .1 |1 SANTÍSSIMA 

VIRGEM, II Senhora noíla : !| Por Fhei Pedbo Ds Poyarks, Conteílor, & \\ 
Pregador da Prouincia da Piedade, & Lente de H Tlieologia em o Comi. de 



AZEVEDO -SAMODÃES 157 

S. ['"lan.co d'liluas. || (Pequena vinhela orriamontal) || KM LISBOA. !] Na 
(inicina de lOAM DA COSTA, |f 1| M. DC.LXVIl. (1067 1 |! COM TO- 
DAS AS LICENÇAS. ln-4.° de XXVIII jug-í. (pivls.) inuiiis. e 488 
iiiinis. K. 

As XXVIII pa<ís. prels. conteeui o seguinte: titulo (pag. I ; a II em branco): Dedicató- 
ria: .OFFERTVR OPVS j SANCTlSSIM.í: VIROINI.. (pags. Ill e IV) ; Prologo .AO 
LEITOR.' (pags. V a IX) ; "Liuros, que li pêra fazer efte Vocabulário.» (pags. X a 
XVII e parte d:i XVllI) ; «Epigramma do Padre Ignacio de Paiua da com- " panhia 
■de Ierus.> (restante parte da pag. XVIII); .QONDIÇALVS BARBOSA 1| CANOMI- 
CVS P.ÍEN1TENTIARIVS BRAC- 1| carenfis in laudem operis, & Auctoris.. (pag. XIX 
e parte da XX); «Carta que o Reuerendo Cónego Simam Aluarei cfcieueo ao Au- 
tor.» (datada e subscrita no fim : c. ..BraccarcE 3. de Octubris aniti 1665. Simon Al- 
uares, Canonicus Braccarenfis.s ; rest.ante parte da pag. .XX); «LICENÇAS DA OR- 
DEM.» permitindo a impressão (pags. XXI a XXVII); e um soneto em latim «IN 
LAVDE.M AVTORIS HVIVS li Vocabnlarij, Doctor Oafpar Pintus Corrêa., (pag. 
XXVIII). 

Livro curioso, estimado e j.i pouco vulgar no mercado. Bom exemplar. 

51rt TRACTADO || PANEGYRIGO 1| EM H I.OVVOR jl DA VILLA DE BAR- 

CELLOS, 1|PORREZAMDOAPPAREC1MENTO||DECRVZES||QVENELLA /» yf ^ 

APPARECEM. II DEDICADO, E OFFERECIDO || A SANTÍSSIMA VIR- /O^ ^ O 

liEil MARIA II Senhora noffa, tilular Padroeira, ^ defen- || /ora da dieta .■' 

Villa. II COMPOSTO II PELLO P. FR. PEDRO DE POYARES, || Pregador na 
T'ioiiincia da Piedade, & Lente, que || foy de Theologia no Conuento de|| 

São Francilco d'Eluas. i] \\Com todas as licenças necef farias : E.M 

COIMBRA II Xa Officina de lOSEPH FERREYRA. [1 Anno de 1672.— In-*.» de 
XLVIII pags. (prels.) inums. e 241 nums., além de uma em branco, uma 
(inum.) com a <PROTESTAC,AM DO AVTOR.», e uma outra em branco, 
finais. E. 

Na primeira das XLVIII pags. prels. o titulo transcrito acima ; a II em branco ; na lll 
a .DEDICATÓRIA A SANTÍSSIMA II Virgem Maru, Senhora noffa..; a IV em 
branco; de p.ig. V a X as Licenças permitindo a impressão; de pag. XI a XVI, a 
duas cols. por pag., uma lista dos 'LIVROS QV£ ALLEQA O AVTOR uefte tra- 
ctado.^ ; de pag. XVII a XX varias poesias luma em português e as outras em la- 
tim) em homenagem do autor e da obra ; de pag. XXI a XXXIV o -PROLOOO AO 
LEVTOR.- ; nas pags. XXXV e XXXVI, a duas cols , o ^INDEX DOS LVOA- 
RES'DA SAGRADA \\ Scri/jtura.t ; de pag. XXXVII a XLV o .INDEX DOS CAPI- 
TVLOS, QVElife contem nefte Tractado.. ; a pag. XLVI em branco ; na XLVII 
as .ERRATAS.-CORRECTAS.>; e a XLVIII em branco. 
As duas primeir.as das poesias que em homenagem da obra e de seu autor vêem insertas 
em algumas das pags. prels., são : um 'SONETO. '' De António de Villas Boas, & 
Sampayo.», e um <Epigramma» do mesmo autor. 
Trat.ido cl.issico e curioso. Estimado e POUCO VULGAR. Belo exemplar. - Figanicrc, 
Bibliographia histórica portugueza, n.o 7S5. 

1517- POLICIA SECRETA |; DOS || ÚLTIMOS TEMPOS DO RELXaDO || DO SE- 
NHOR II D. .lOÀO VI ;'|| E 11 SUA C( iNTINUAÇÃO ATÉ DEZEMBRO DE 1826. ,J^/^ 
II (Peq. viiilieta tip.) || LISBOA: \\ Na Imprensa de Cândido Antonmo da O / r^ ^ 
Silva CAavALHo || ... || 1835. In-4.° de XNTV-485 pags. E. 

Publicação de muita curiosidade. Estimada. Exemplar completo de tudo quanto se pu- 
blicou. RARA. 
Uma nota escrita á pena no frontispício dá como autor da obra João Cândido Baptista, 
empregado na Policia Oeral do Reino. 

518— Polignac [Le prince rfe). — Eludes historiqiies, politiques et morales, sur 
1'étal de Ia sociélé européenne, vers le milieu du dix-neuviéme sièclc, 



158 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



/^, 



p:ii-... Bi-tixelles, Soe. Tijp. Belge... 1S45. In-8." peq., '2 lonios de Íil3 c 
262 pags. E. 
a.SlO-Polo {Gaxpar Gil) —LOS || CINCO I IBROSHI DE l.A || DIANA \\ ENAMf»- 

DADA. II COMPUESTO POR II GASPAR GIL POLO- \\ II Dirigtdoa n mi 

SeTiora Dona || ISABELA SUTTON, || Por el gue ha Corregido, y Emmendado 
C> dicha obra, \\ Pues es el mefnío gue Corngiò, a \\ DON QUIXOTB, iinpreffo por 

J. Tonson. || || (Pk(. vinheta ornamental) || == || Eii LONDRKS • 

II Por Thomas Woodward, Ano de mdccxxxix. Ij Con Licentia. ln-8." 
peq. de Vlll pngs. (prrls.) iniinis. e 328 nums. E. 

As VIII pags. prels. inserem: titulo do ante-ro3to («LOS || CINCO LIBROS||DELA 
DIANA Enamorada. || Coinpuestos por Oasiar Gil Polo.») (pag. I , a II em branco) ; 
titulo do rosto transcrito acima (pag. Ill; a IV em branco); e Dedicatória «A la 
Muy Ilurtre Sefiora 1! Dona ISABELLA SUTTOM.', subicrila nu fim: "El quele 
ojrecc I Su próprio trabajo, \\ V Ic befa lai maiioí, Pbbro Pineda.. (pags. V a VIII). 
O te,\lo da obra propriamente dito, dividido em cinco Livros, fecha com o trivial 
«LAUS DEO.', seguido desta declaração, em uma só linha de composição: «£/i 
iodo corregido y emendado por PinKo Pini:i).\.» 
Komance pastoral interessante e muito estimado ; composto em prosa, entremeiada de 

varias peças em verso. 
Magnifica edição, MUITO RARA. Exemplar com encadernação inglesa, estalada na lom- 
bada. 

I.A DIANA II ENAMORADA, II CINTO LIRROS j) ÕlIK PROSIOUKN 

LOS VII. II DE II .lORGE DE MONTEMAYOH. || POR || GASPAR GIL POLO. 
li NUEVA IMPRESSION || CON NOTAS || AL CANTO DE TURI\. |1 CON LI- 
CENCIA. II II En iVLidiid : en la Irnprenta de Don António || de San- 

CHA. Ano M DCC.LXXVIII. II Se hullará en su caia en la Aduana Vieja. In- 
8.0 peq. de XXXII pags. (prtls.) inums. e 523 niiins., alóni de mais XI 
iiinins., finais, de ÍNDICES, e uma fl. desdobrável. E. 

As XXXII pags. prels. inserem: titulo (pag. I; a II em branco) ; PROLOGOU DEL 
EDITOR.», datado e subscrito no fim: <Madrid viii. de Marzo de m.dcc.lxxvíii. || 
Doctor D. Francisco II Cerda v Rico., (pags. Ill a XX); Dedicatória .A LA MUY 
ILUSTRE SE.NORA |1 DONA HIERONV.MA DE CASTRO V BOLEA, 6ic. || GASPAR 
OIL POLO.», datada no fim: «...De Valência a nueve de Hebrero M.D.LXIV.» 
(pags. XXI e XXII); outra Dedicatória: «A LA ILVSTRISSIMA || V EXCELENTÍS- 
SIMA SENORA MIA LUÍSA DE LORENA, PRINCESA DE CONTL», subscrita 
no fim: «...Diana inamobaim.» (pags. XXIU a XXV); ainda outra Dedicatória: 
.A LA MUV ILUSTRE SENORA 1| DONA ISABELA SUTTON.., subscrita por Pkdro 
PiNKDA.. (pagf. XXVI e XXVII); «NOTA., (pag. XXVIII); -DE DON Al ONSO 1| GIRON 
V DE REBOLLEDO. SONETO. Lfc-tur. Diana., (pag. XXIX); «SONETO |1 DE 
HIERONYMOliSAMPER.. (pag. XXX); «DE MIGUEL JUAN |! TARREGA. |! SO- 
NETO., (pag. XXXI); e outro Soneto, de «HERNANDO |1 BONAVIDA, |! CIUDA- 
DANO VALENCIANO. II AL LECTOR.. (pag. XXXII). 
A folha desdobrável reproduz a ÁRBOL DE LA CASA DE LOS SENORES DE AN- 

DILLA' 
Boa edição, adornada de unia linda gravura alegórica, aberta a buril em chapa de me- 
tal (/!«/. Canikero la im. y tltb.—J. Joaquin Fobregat la gravf.). Estimada e pouco 
vulgar. Belo exemplar. 
Polybium — Veja-se : Lli)!tiux (Justo). — IH; mililia romana . 
i!520 -Polybius.-Polybii Lycortae e K. Megalopolitani Distoriamm libri qiii .>iii- 
perstinl. Isaacvs Casavbonvs ex antiqiiis libris emeiuiaiiil, LiLine verlil, 
C''' ' ^ Conimentariis illustrauil. .. (Marta do impressor). (7í(m 9r((«''i ^ 7>rt- 

uilegio Sacrae Gaesar. Maiest. ad sexennium. Typis Wechelianis sumptibus 



AZEVEDO -SAMODÃES 15Q 



Daniel, «f Dniiid. Aubriorum d Clementis Schleichii. M. DC. XJX. [ICVJ). 

Iii-fol. de LX-lOSO-XXX-lI-lríl pags. E. 

Boa edição, muito estimada. O frontispício é impresso a preto e vermelho. Magnifico exem- 
plar, com óptima encadernação antiga (inteira de carn. finai ; lombada e pastas 
ornamentadas a ouro. Nestas condições, raro e de apreço. 

2;)21- Polycarpus & Ignatius (ò^ — , .S.).— rOI.YCARPI ll ET H IGNATII !| EPIS- 
TOLA : jl Vna cuia velere vulgata iiiler- 1| preUitione Latina, ex triuni ma- "í^^^ ^ ^ 
nufcripto- II rum codicimi collntione, integritati fiiff> reltitntâ. || Acceflit 
Ignatiai-niii Epiftolarum ver- || fio antiqua alia, ex duobus Manufcriptis iii 
An- II gliâ repertis, nunc primam iii lucem edita. || Quibus praefixa elt, nou 
de Ignatii íolúm & Polycaipi fcriptis, led etiam de Apoltolicis Conftltiitio- 

nlhu.s II .>i Caiionilais Clementi Romano tribus, || || Iacobi Vssebii 

Arrhiepifcvjii || Armachani Dissertatio || || (Vinheta ornamental) || 

OXONI^b', II Excudebal Leonabdus Lichfield Academiae || Typographus, 
Ann. Dom. M.DLXLIV.— In 4 o de II 243IV-53-cxlvi-I pags., além de ou- 
tras em branco. E. {jerg.). 

Compilação estimada. Formosíssima e muito bem executada edição, compreendendo tex- . 
tos grego e latino; impressão mui nitida, a preto e a vermelho. Citada por Brunet. 
Muito rara. Belíssimo exemplar, com óptima encadernação de pergaminho, refor- 
çada nas pastas (contemporânea da edição). 

•ibi'l — Pomey (/'. Franci-ic)).— Panlheiín mythicum, seu Doormu hii^toria, liuc /^ ^ C^ 

l)rimu epitomes cruditionis voliiuiine Brcviter dilucidèque coiiiprebensa, 
Aiictofe. . Editio Novíssima, piioribus correctior, vanisípie a=iieis figu- 
ris urnata. Francofiirti, Apud Joh. Wilh. Ronnagel. MDCCXXXVI. In-K." 
pec]. de XY1-28-2-XÍV pags. E. 

As gravuras que adornam esta edição são impressas aparte. Estimada. 

2.">2.^— Pompadour {Marquise de).— Lettres de Madame la Marquise de Ponipa- 
dour, Uepuis 1746 jusqu'à 17132, inclusivemontH. A Londres, Ches G. Oicni, 
Fltet Slret, .f; Cadetl, dans le Sirand. M. DCC. LXXiy. In-8." peq., 4 tomos 
de VIlI-Hí!; 11-91 ; lV-162 e XIl-180 pags. em 2 vols. E. 

As VIII pags. prels. do tomo I compreendem o frontispício e um «PREFACE» ; as IV 
pags. do III, o tront. e um .AVERTISSEMENT. ; e as XII pags. prels. do IV, o 
front. e um .AVIS DE L'ÉD1TEUR.» 

Correspondência interessante e apreciada. Boa edição. Óptimo exemplar. 

Pongerville [Ve). — Veja-se: iltóíoo. — Le p.nradis perdu... 

25-24— Ponlevoy (P. A. de).—\\e du H. P. Xavier de Ravigiian. de la (",ompn- 
gnie (te Jesus, pnr lo... P.ms: Gn-vuis... 1S82. In-8.°, L' vol,-, de VI1I-ÍE8 
e IV-fiOe pags. E. 

O primeiro voliflne é adornado com uma bela gravura a buril {Jiil de Bourgc piíix.- 
Ach. Martinet se.) reproduzindo um esplendido retr. do P. Xavier de Ravignan. 

2525-Pope (^^.Mjirirc).— ENSAIO SOBRE O HOMEM || DE || ALEXANDRE 
POPE, 11 TRADVZIUO VERSO POR VERSO || POR II FRANCISCO BENTO 
MARIA TARCINI, || BARAÕ DE SaÕ LOURENÇO. || DO CONSELHO DE SUA 
MAÍiESTADE... || DADO A LUZ POR HUMA SOCIEDADE LITERÁRIA DA 

GRAÕ-BRATANHA II m II TOMO I. || || LOyLBES: || NA OEEl- 

CINA TYPOGRAPHICA DE C. WHITTINGHAM, COLLl-GE HOUSE, CHIS- 



^Si^oc 



y^o7€ 



c ^ 



3^0 



3^ 



5^ 



Soé 



D 



160 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



WICQII - II l819.-ln-4.° gr., 3 vols. do X\lV-.i80; lV-232 e lV-331 (.iIpiii 
rio uma em branco) pags. li. 

As XXIV pags. prels. do tomo I compreendem : titulo do ante-rosto (..ENSAIO SOBRE 
O HOMEM II DE II ALEXANDRE POPE.-) (p.ig. 1); excerptos de versos de Ferreira 
e de Cruz e Silva (pag. II): titulo do frontispicio, .icima transcrito (pag. lII ; a IV 
cm branco); Dedicatória \, |1 AO !| MUITO ALTO E MUITO PODEROSO || 

SENHOR REI |I DOM JOAÕ O SEXTO. .... (pag. V ; a VI em branco) ; e o texto da 
mesma Dedicatória propriamente dito, encimado pelo escudo das armas reais de 
Portugal (de pag. VII a XXIV). 

Nas 380 pags. nums. decorre: de pag. I a 81 o -PROLOGO DO TRADUCTOR.» ; de 
pag. 32 a 39 o «l'ROLO(iO DO AUTOR.»; e de pag. 40 em diante o texto do 
<Ensaio» propriamente dito, inserto neste primeiro tomo. 

As IV pags. prels. dos tomos II e III consíitucui as ff. do antc-rosto e do rosto; e as 
pags. imediatas (as nums.) inserem o restante texto da obra de Pope c as Notas do 
Tradutor. 

No fim da ultima pag. de cada um dos três tomos repcte-se o registo da impressão :- 

«Na Onicina de C. Whiflinghani, College House, Chiswick.-. 
Versão primorosa e muito estimada, .icompantiada do texto inglês. Magnifica edição, de 
bela c nitida impressão sobre óptimo papel veltno. Adornada com um explendido re- 
trato do Barão de São Lourenço (H. J. da Silva Inv. et dei. - O. F. Queiroz sculp 
em ISIS), outro de Alexandre Pope (Jervas pinxít.-J. H. Robiiisoa sculp.) e quatro 
soberbas gravuras (Uwiits del.-Rliodes sculp.), tudo primorosamente aberto a buril 
em chapa de metal e impresso aparte. 

2526 Ensaios moraes de... em quatro epistolas a diversas pessoas. Tra- 
duzidos em portuguez pelo Conde de Aguiar. Com as Notas de Josc 
Warlon, e do Tradiictor. liio de Janeiro. Na Imp. Keijia. 1811... In-8.° gr. 
de II-VI1-1X-203-I pngs. B. 

Apreciada. Exemplar em papel muito encorpado. Pouco vulgar. 

'2527 Essai snr Fhomme, poenie philosophique par. . . en cinq langues, 

savoir; Anglois, Latin, Italien Fran(,ois & Alleuiand. (Vinheta ornamental). 
à Xtrafbovrg, Cliez Amand Koning, Lihraire. MDCC LXll. In-S.» de VIII-3.'*7 
pags. E, 

Obra estimada. Boa edição poliglota; adornada com uma gravura alegórica {Metzger 
inv: et sculp: Argent), impressa em separado. 

2528-Porreno (Caiíaaar).— DICHOS, || DEL SEi-|OP. REY DON || Felipe Segundo, 
ol Prudente, Po |1 tentifsirBO, y Gloriofo Mo- 1| narca de las Elpanas, y de 
II las índias. II 19.» II POR EL LICENCIADO \\ Baltafar Porreno, ]ifitidvr 
Ge- II nerol dei Ohifpado de Ciienca, || Cuia de las Villas de Sítce- \\ dou, ij 
Cor -oícs. II í.'n Seuilla, por Pedro fíomez de Paftrana. Ano de || i6"5.9. In 8." 
peq. dt! IV IT. (prels.) innnis. e 149 nums. na frente. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das IV ff. prels. o titulo transcrito acima; na 
fronte da fl. II a «SVMA DE LA LICENCIA., e a .TaSSA.-; no verso da mesma II. 
II a >^E DE ERRATAS.» e o Visto de El Maeftro Gil Goiíçalcs Dauila.- permi- 
tindo a impressão; na frente da II. III a -TABLA DE LO QVE SE COM- i ticne en 
este Libro.» ; no verso da mesma ti. III : «SONETO DEL || LICENCIADO FRAN- 
ClS-||co Porrefio, Cura de San Efte- j' uan de Huete. .. á Tu (feruiano el || Autor 
derte Li- libro..; na frente da 11. IV: «EPIORAMMA DEL PADRE MANVEL || Pi- 
inicnta, de la Companía de le- |t fus, ai Católico Rey Don \\ Felipe Segundo .. ; e no 
verso da mesma II. IV: .ANTONIL' MARTINEZ DE MIOTA :; Coclienfis, in Au- 
thoris CO- 1! mendationem. 1) Epigrama.». 
Livro uiuito curioso e estimado. Insere numerosas e interessantes anedoctas ácèrca de 
Filipe II da Espanha e I de Portugal. Boa ediç.io. Os exemplares são raros. O nosso 
cst.-i. perfeitamente conservado, salvo um peq. defeito (com falta de algumas letras) 
no canto inferior da H. 103.— Garcia Moreno, Catálogo parcmlológlco, n.o 229. 




CiaDedieaçã òa 
ínocêtííTíma mo; 
re-jpafjcâoehoí 
pfeno?emcllílo 
Metrificado. 

CBouamcntccompofta . 






/q 




Rosto tia obra descrita no Catálogo snb o ii.o 2530. (} original mede 172xl08ni 

(Pag. 161) 



AZEVEDO -SAMODÃES 161 



'2529— Porta {Joan Baptista).— \)E I MIRACOLI II & Marauigliosi Affetti 1| DALLA 
NATVRA PRODOTTI. i| Libri Quatro. 1| Dl GlOVAN BAIXISTA fORTA |1 
NAPOLITANO. II Nuouamente tradolli di Latino in Volgare, & com || moita 
diligenza corretti, & ilhiltrali. || Con due Tauole, vnade' Capitoli, ^Tiiltra 
delle coíe || piú notabili. || (Marca do impressor, representando Adão e 
de Eva no Paraíso), ll IN VENETIA, Preito Gio: Batlifta Nonif. 1618. 
In-S." peq. de XVI (a iillinia em branco) ff. (prels.) inunis. e 148 nums. na 
frente. E. 

As XVI £f. prels. constam do seguinte : titulo, acima transcrito (frente da H. I ; verso 

em branco); .TAVOLA DE' CAPITOLI I! DEL PRIMO (.'.a, 3.o et 4.o) LIBRO.> (tf. 

II a VI); e, a duas cols. por pag. : «TAVOLA DELLE || COSE PIV NOTABILI 1! 

che nelprefente libro fi con- , tengono.». 
Obra curiosa e estimada. Excelente edição, de nitida impressão com caracteres itálicos; 

não registada por Brunet. MUITO RARA. Bom exemplar. 

9530— Portalegre {Fr. António de).— ptaitnçá òa \\ nioífliffimn mor || li «j pnijrô 
í>r nofll fa feitor...— ffiotjmbrn p. |l. JEgoij. (1547). 

(Dn portada damos, em fclha aparte, o exacta reprodução foto-zincogràfica). 

In-i." de 138 folhas inunieradas, ou sejam dezoito cadernos de impressão : 
os dezasseis primeiros, de oito ÍT. cada um, rubricados, no pé da frente 
das quatro primeiras tV. de coda um dêlt s, respectivamente: ^ itj (as 
duas primeiras ff. deste primeiro caderno não apresentam a competente 
rubrica : ^, ^ iji, ^ iiij a Q, (Q ij, C) iij, fl} itij ; o dezassete, de quatro 
IT. somente, rubricado, no pé da frente das duas prinjeiras: ^, |l ij; e 
dezóiio e ultimo, de seis íT., rubricado, no pé da fronte das três primeiras, 
respectivamente: S, § ij, § iij. E. 

Na frente da primeira folha o titulo e pórtico acima reproduzidos em «fac-simile > ; no 
alto do verso da mesma primeira fl. começa, pela respectiva epigrafe, o 

IJroIoflo íi« fffluinlc me 

bitofom. ©m q ft òtúara a manrijrn to 

mn ijn òt ftv li&o pnfcr br íntèiiao. 

que vai até o verso de fl. 3; no alto da frente da fl. 4: 

(E itt r b i t n ç n m íi n í n i r n t t f f í 
ma iitíirtr t píigrom &e noFfii feiior : cm cfttlo 
mctrifirn&o. ffiompofln por l)ii potirc frníie 
iie fnm f rnmifco : íin prouincio ia picíin&e. 
gitigi&u ri, htiicahií ac nltiffimo ro aiuiiiif 
fimo priíuipr arfu (""lirirto/ frúiir /i< cmpt- 
rnbor/ irinbor &n rrbõbcjn/ rebcmptor íin 
grrnçã Ijumnitn. (P a muijtn nltn /^ inugto 
ífdnrrriím priíucfn/ rnijnlin /v «'-mprrntrij 
bos rcos ri, ia trrro : o (iloriofirrimn oirgem 
Itlaria iinfra ftitoru. (Ijiif poijs nmbos por 
fun miTrricorbin lio brrnm: nmbos por rlla 
mrfmn Ijo rcrebíram. 



0- 



S'0 



^/s-/ 



o o 



162 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



C |ntruíiu(ã dn iitrímn mctittnfi. 

Fsta Jntroíinçft vai atí final da frente da fl. 7; e no verso 

0t O m t ( a 1| o p r i til r i r o p ú t 
rnplio ^n míbitnçnin tornn&o iin (cn brfUEinctc. 

10 qual se seguem mais os treze que a obra contim (aliás catorze, pois que com a 
rubrica de paragrafo quinto (|Iarrafo qililttO, e Jlnrrnro. tJ.) aparecem dois 
parágrafos), fechando o ultimo, no verso da fl. 129, pelos clássicas dizeres:-^incn 
^mtn II ÇCO grnrins. No alto da frente da ti. 130 a rubrica: 

^uffo ftJirttuiJl rm iiut 
ff bij romci ft Ijnm &f apronrotnr bcftn 
mciíita^am os iiiiittipiantes 
ri, nouns iitfaitn&nrcs. 

seguindo logo o respectivo texto, que vai atí metade (restante metade em branco) 
da frente da fl. 131 ; e na parte superior do verso da mesma fl. 131 o Visto de 
Ittcftrc íUniJO permitindo a impressão da obra, e a subscrição do impressor, que 
reproduzimos foto-zincográficamente : 

:foY í)íílo T ^piomdo efrr, 

picfenic Uuropelo ooutoí mcftre TJbiyo.poj 
(oiniíTâtn z mandado oo Cardeal jffantc. 
'poh qual bo mefmo Doutojmandou 
que íeímp:enillTe. 

1B foY ímpKffa a pickntc 

obia. um a muf nobzc x fcmpze leal cidade vt 

CoTmbzí poí 5oam oa barrey ra r ?oâ 

aluare; emptefTojee oa vniuerrtda(5 

^^acufta eomufcotlullrez re-. 

uercndo fenbo; oom ;&ra0 

birpooeJley ria. Caca 

boufe 809. %xi%. 

olas 00 mee oe 

Sulbooe 

^e 2fb. 9, SZ.vif. 

iO onfiinal mede WGxiOimm) 

A frente da H. 132 está toda em branco, e no verso vem apenas uma estampa orna- 
mental (gravura em madeira) ; na frente da fl. 133 vem uma advertência ácérca das 
peças que constituem a obra, e da respectiva impressão, advertência de que abaixo se 
faz uma textual transcrição ; do verso da mesma H. 133 ao verso da 134, a duas cols. 
por pagina : 






AZEVEDO -samodAes 163 



■iiSrouaâ que fc; \\ o autor pa 
l|U3 paffos ia paità ij orbrnau it fajer pregâbo a 
ttiríran pntjrnm. 

da frente da fl. 135 ao final da primeira coluna da fl. 136, tambeoi a dua> coU. pot 
pagina : 

^Dmnncc rfpt ritual lia otn 
nnitiun em raftflljnno 

do alto da segunda coluna da frente da referida fl. 136 ao final da segunda coluna 
da frente da fl. 137 : 

Çilãrtte fcijlí 
ao oirgiiinl parto Sc noffo 
frnhorn. uinSo muijto eiifa 
òaòo prlas ferras 6o 2^1- 
garut. 

no verso da mesma H. 137 e na frente da 13S, ainda a duas cols. por pagina : 
Jlilnucftc/i.troua3 i|Uí fej 
§0 autor titio ramiuIiõSo Scpoijs 6d bta 6n afccn 
çnm òc gffn rlirtfto pêra pafrnr lio cnfainiiitiito bo 
taminljo; o. «õ em nome òa racratilTima uirgein nofffl 
feitora qurtjrõ&offe ia mortal faubaSr iiuc paôeria 
pola alifrnria io ftu unigénito fillio íiepotjs que fe 
apartou bela em fua afrcnfain gloriofn. 

e, finalmente, no verso da referida fl. 138 (ultima do volume), a toda a largura da 
pagina, a enumeração dos erros de impressão, antecedida por esta forma de reco- 
mendação : 

^^'§ beuotos ij ouurrr rfte liuro : n prinietjra roufa q 
y^beurm bc fajer: lie porf llie lio tonto ias follins ij 
tirou pnr erro em rnba l)urt : pcra poberf logo nrlinar ns 
mentiras i oifOíi bo moibe : t aclianbons èmenbnlas po 
la IjorbE ij aqui on poftos : os quacs fain ns prinripacs 
qu£ mnbã a fentiçn. (Que ns outras mais pequenas re 
meto eu nn bifrrifã io leqtor. íJrracijramente. 

A advertência do impressor João de Barreira acima mencionada, muito interessante pan 
a história bibliográfica do livro e inserta na frente da folha 133, abre por uma 
letra inicial (§,' de desenho de fantasia (gravura em madeira), e diz textualmente 
assim : 

<fí Meuerenbiffimo feitor bom firas õifpo 
ie Jeijrin ninbou empreniir efta prerrbctc 
mebitaçõ a fun própria rufto pêra a bar por 
ninor br Ms n rrligiofos ri, religiofns .%/ a ou- 
tras peffoas beuotas. ^Iorque ll)e parereo coufa pro- 
ueqtofa pêro fuás almas. C. ^' bcpois be fer rmpremi- 
bomnnbouomi 5oamba bnrrrqrnemprefforbelKetj aju- 
taffe aa mefina mebitnçam as feguintes tronas, porq 
llie poreieram beuotas ry proueqtofas efpeciálmente 
pcra muqtos religiofos /^ religiofas que fam granlits 




164 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



mufiioíi 1 rnntn roufns Ttrulnrfs a profnnns. í3or if)"ci 
tis nuifn ri/ ll|ts rígn que rm lugnr Sns tloi^nIlCí5 mun- 
annns vniílcm /j, tnujnm rftns rípirilurâ f íiniofns. 
cr ?íffrí)uc lio rumniifc que nqui uni) ntlinrnm a\>m- 
tníin ringulnnnflr por finiinioj niufiro an rnmnni «1 
rctj miffii friior. C- l|o uílnrctf 03 ^mrto ôa frnliorn ft l|n 
íic rnntnr por o 6uo que rõpos ffurrts an Irtrn ac ini« 
mifla Ir foi mniirt : ri l)o ao prftto ftn ftiunn rnmiu!)o ôí 
niiintr rnlunrio por nrõpoftçnm &o inutrtt fili mi ^b 
fnlõ: 6a qunl fog a Ictro tomnan. (K ífltn mnncirn frrn 
6ros louunao iii rlioríis ri orgnuo. a lio rfpiritu fnuflo 
que fiiij lio primeiro inurtor ri mtfivt Sn nrte ôn ractri- 
ficnturn fern srruiao. (C- funs nlmns unm perôrrnm l|o 
merrrimeiito aefte efprítunl rrerricio tii inrnm roíttn 
a aeos &o tempo mnl flnftníio em tnger ri rniilnr unij- 
an&rs 6o mun6o. 

A composição tipográfica, adornada de três letras iniciais de desenho de fantasia, aber- 
tas em madeira (verso da primeira >l. e a ff. 4 e 130), foi executada com formosos 
caracteres GÓTICOS (de corpo maior na primeira linha das rubricas dos parágrafos 
e das demais peças insertas no volume). 

Obra muito notável a vários respeitos. Saiu anónima ; mas atribue-se ao religioso cujo 
apelido encima o presente artigo. Edição primitiva, -a mais estimada; sendo os seus 
exemplares, que se podem considerar autênticas preciosidades bibliográficas, EXTRE- 
MAMENTE RAROS; e tanto que não se conhecem mais que três ou quatro. De um 
destes exemplares deu meu irmão Manoel, a pags. 915-919 (Catálogo n.o 11, 1917) 
do tomo I (Parte II) da sua «Bibliografia geral», uma fiel descrição, acompanhada 
das reproduções do frontispício, do registo da impressão e de rubricas de algumas 
das peças que, em conjuncto, constituem a obra. O nosso exemplar, salvo uma ligeira 
recomposição na marijem da primeira folha, encontra-se optimamente conservado, -o 
que mais o recomenda e valoriza. 

N'o ano imediato àquele em que se imprimiu a edição original que fica descrita, dava-se 
á estampa uma reimpressão do livro de fr. António de Portalegre, cujo frontispício 
saiu com os seguintes dizeres : 

<A1EDITAÇAM DA SACRATISSI || MA morte & payxã de nosso Senor ; em estilo 
metrificado. Composta per hu |1 pobre frade de sam Frãcisco: da pro H uincia da pie- 
dade. Dirigida & dedica li da ao altíssimo & diuinissimo príncipe !| lesu Christo, 
Serior & emperador. Cri || ador, da redõdeza, Redêptor da geraçã ;; humana. E a 
nuiyto alta & muyto es- clarecida Princesa, Raynha & êperatriz dos ceos e da 
terra: a gloriosíssima vir jl gê Maria nossa Seiiora. Que po||ys ambos por sua mi- 
sericórdia || ho deram : ambos por ;; ella mesma ho !í Recebam.- (Ma folha CLXV, .t 
declaração do Visto e a subscrição) : CTf^oy visto e aprovado este pre || sente liuro per 
o Doutor mestre Payo : por comi || ssam & mandado do Cardeal Iffante in- 1| quisidor 
mor destes reynos Pola qual |, o mesmo Doutor mandou || que se empre " messe. '| 
C£/=oj» empreisa a presente obra \\em a may nobre C- sempre leal Cidade ;| de Coimbra, 
Acabousse a Quinze I Dias do Mes de Dezembro || Ano de nosso Scthiador lesa Cristo 
de.'\M.D.XLV/U.\\>í~la-S.o peq. de 165 ff. nums. na frente, e VII inums. 

Esta reimpressão, que os bibliógrafos não conheceram, acha-se registada e descrita, pela 
primeira vez, a pag. 30 (n.o 792) do tomo II («Deuxiême partic) do •Catalogue de la 
bibliotheque de M. Fernando Palha». Na composição tipográfica empregaram-se ca- 
racteres redondos. 

A obra, logo em seguida á sua publicação em português, foi traduzida em castelhano 
pelo próprio autor. Dessa versão, dada á estampa, em Coimbra, em 1548, possue a 
livraria Azevedo-Samodães também um magnifico exemplar, qne passamos a des- 
crever. 



AZEVEDO -SAMODAES 



í6á 



i:)l C[ Ml^^niTACION DE LA Y i| nooentilfima miieite y Paííioii 

niieftro Sefiur. ..—Coimbra M.D.XL.VIII (1548). 

{Do frunHsl>ii:u) diunos a exwla rfjirodiii^no juto-zinrotírápc.a ijue setive) : 



JJ~»^^ 




(O original mede 130xíiO""n^ 

In-8.° peq. de CLXVII IT. numeradas na frente e X inumeradas, finais. E. 

Na frente da primeira das CLXVII ff. nums. o frontispicio ou pórtico acima reprodu- 
zido em ■f»c-simile> ; do verso da mesma primeira fl. á frente da IV (esta ti. não 
apresenta a competente numeração) o 

PROLOGO DELA SIOVIENTE MEDITA. I| cion en que fe declara la manera de 
como ha de fer |i lida para fe poder guftar delia. 

no verso da mesma fl. IV o novo titulo : 

MEDITACION DELA SACRATISSI.MA |1 muerte y paffion de nueftro Seiior lefu 
Chrifto en il ertilo metrificado compuefta por vn pobre írayle |! de fan Francifco dela 
prouincia dela piedad y por H el miTmo traduzida en romance caftellano dei pri |i 
mero original português... 1| INTRO D VCION DELA MEDITA- 11 CION MISMA. 



166 



CATALOGO DA LIVRARIA 



A Introdvcion decorre desde a frente da FO. V até parte da frente da Fo. ix , onde 
remata com os dizeres ; 

f[ Acabofe la introducion comiença el pme ro pafro de la meditacion tocando 
breuemS || te en la cena. 

O texto da •MEDITACfON. propriamente dito finda na frente da FO. CLXVII 
(ultima das nums.), fechando com o usual— AME\., a que se segue ainda uma vi- 
nheta rodeada de legenda, que reproduzimos em cfac-simile» : 



m 

AVE MARIA 




WAD3iS.^NiW0a 



Oo verso da mesma FO. CLXVII ao verso da primeira das X folhas inums Unais, 
yem : 

Ul AVISO ESPIRITVAL ENEL QVAL SE Dl- 1| ze como fe an de aprouechar defu 
me- II ditacion, los nueuos meditadores. 

da frente da fl. II a parte da frente da V, a duas cols. por pagina : 

(£ COPLAS QVE HIZO EL AVTOR DESTE |l tratadillo para vnos palfos de la 
parfiõ II que hizo predicando la. 

da restante parte da frente da ti. V a parte do verso da VI : 

VILLANCICO HEIlcho ai Virginal parlo de l| nra feiiora, TÍniêdo muy || enhadado 
porias fierras || dei Algarue. 

da restante parte do verso da referida fi VI até final do veiso da Vfli ainda a duas 
cols. por pagina: 

VILLANCICO V COPLAS EN NOMBRE De |i la racraliffima Virgê_n"ra, aqxâdo fe d 
Umor 11 tal foledad q fentia por la auTencia de fu vnigeni U to hiio drpues qfe aparto 
dlla ê ruacêrriõ gloriofu. 

Remata com o clásssico-^ FINIS. Na frente (verso em branco) da fi. VIII a decla- 
ração de Visto e subscrição final, que damos em reprodução foto-zincográfica : 



AZEVEDO -SA MODA ES 167 



«FVS VISTO Y EXAMINA DO ESTE 

prefence liuro,pord Doâor oiaeílto 

PayD.porccsniíTion y manda 

do 31 Cardenal Infante In 

quifidormayorenío 

dos eftos Rcynos 

por la qual cl 

mefmo Do 

tor tnido 

qicinp 

mieffe 

CFVT IMPP.ESSA LA PRESEN 

teobiacnlainuynoblc,y ficmpte le 

a iCibdad de Coimbra. Acaboíe acin 

codiasdelmísdenoulem brc.Aâod 

nro Sal ujdor lefu Chrifto de. 

M.D.XL.Vlir. 

( O ortginal mede 87x82""»») 

E, finalmente, nas ff, IX e X vêem os erros da impressão. 
Primeira edição desta apreciada versão castelliana, também, como a do original portugu ts 
DE EXTREMA RARIDADE. A reimpressão, citada por Nicolau António, é tambeiq de 
Coimbra, 15S1, in-8.o peq. 

Barbosa Machado, que, embora mencione o original português, não regista as respectivas 
edições, cita, ao que parece equivocadamente, uma edição da versão casteltiana, que 
diz impressa em Coimbra, 1541, mas que decerto nunca existiu, visto que o texto ori- 
ginal foi, como já se disse acima, publicado pela primeiía vez em 1547. 

Inocêncio ocnpa-se largamente da obra de fr. António de Portalegre a pags. 239-241 de 
tomo I do seu DIc. blbl. Das suas judiciosas considerações extraiamos o seguinte : - 
«A extrema raridade da obra me pareceu bem merecer a descripção minuciosa que 
d'ella dou, attendendo sobretudo ao modo incorrecto porque os nossos bibliographos a 
tem anunciado. 

«O compilador do Catálogo da Academia não achando em Barbosa as declarações 
que havia mister para descrevel-a, teve por melhor omittil-a de todo ; e assim passou 
em claro uma obra, digníssima de ali íiguiar entre as outras de que se compõe o re- 
ferido Catálogo. 

«De tudo o que fica dito assas se deduz a raridade dos exemplares da obra, quer 
em portugiiez, quer em castelhano. Pela minha parte, depois de longas investigações 
apenas alcancei a noticia de que na Bibl Real d'Elrei D. João V os houvera de uma 
e outra: porém estes pereceram necessariamente no incêndio que, subsequente ao terre- 
moto de 1755. devorou aquela riquíssima bibliotheca, com todas as suas preciosidades.» 

Quanto a quem se deve atribuir com fundamento a paternidade da obra, ha duas notas im- 
portantes, da mesma época, que parece divergirem nas afirmações que fazem, mas que 
também podem ser perfeitamente hormonicas-se se referirem afinal á mesma e uma 
pessoa do autor: A primeira, firmada, segundo Pinto de Matos, pelo pioprio impressor 
num exemplar da edição primitiva do original português hoje existente na Biblioteca 
Publica do Porto, diz:-«Autor ho padre Fr; António Tauares. João Alvares 1559.» ; e 
a segunda, escrita num exemplar da versão castelhana, e reproduzida por Inocêncio 



168 



catXlogo da livraria 



5^5" 



/õoé 



(Dlc. bibt., tomo 8.0, pngs. 287-28S), reza assim :-«//■. xpaiião de barbacena, ora 
guardião cm este coitaêto de Sancto António de Coimbra, dou jee que este tratado 
da paixão de K" foy composto per frei António de portalegre frade desta proulncia 
da piedade barão cathotico e aprouado. a 13. dahrlt ISSQ.—X^^uão de bbcena.>. 

2332— Portalis {J. K. M.). — De 1'iisage et ile Tabus du l'esprit philosophique 
durante le diz-huitième siècle. Par... Precede d'una Nolice sur la vie de 
Tauteur et dun Discours préliminaire. Pari», A. Égron, Imprimeur . . , 
M.DCCC.XX. In-8.°, 2 vols. de VI-3!)-cxxij-3.S6 e xx.\ij-513 pags. E. 

O primeiro tomo é adornado com o retr. de Jean Etienne Marie Portalis (gravura a bu- 
ril, assinada : Plgeot scutpsi ISIS). 

2533— Porto [Fr. Bodriyo do).— Manual de con |1 feílores... Cloimljra, 1549. 

^ O {Do (routisfu-.io damos o exacta reprodução foto-zincngráfiea que segue) : 



Manual d 



ccon 

ftjfores y^petiuctes^eia hoí^ualbrcao 
f^particnLir,zp mvy uerdadcyramen 
te je decidem, zD'decUrã ^ujfí todas as 
dtiuidjs,i^caJos,(lue ndi confiíjõesjue 
occorrer acerca dos peccados, abjoiui 
f Õf 1, reílituyçoes , ^ cen juras : Com 
pofio por hú religbfo dà ordem defam_ 
Francifco da promncia da piedade, 

C^of vífta/ 1 c]camítiâdâ/T ap:d 

U3daap:d*êteob2apo2 ©ou 

tor tBauarro / catbedratico 

t>e pziína ê canonee na Bnt 

uerfidade oe Colmbza • 

"Poi comiiTam t>o 3)nfante £ar 

«leal tnquiiidoí mafot 

Btftes Sef nos» 



(O oriíjitial mede 123x74"'") 

in-8." peq. de \L pags. (prels.) inunis., 648 nnms. e mats XII inums., fi- 
nais. E. 

As XL pags. prels. compreendem : titulo (reproduzido acima em «fac-simile») (frente da 
pag. I) ; Prologo : «£/ doctor Martin de Azpilcueta || Naaarro ai Uctor.» (pags. II a 



AZEVEDO -SAMODÃES 169 



IV) ; 'Declaraciort de alganos pa/fos dabdo || Tos, por el uiifmo doctor Martin de 
Azpilcueta l| Nauarro.» (pags. V a XXXVIII e parte da XXXIX) ; a declaração : «G£q- 
RtA DEO. quiuí vicarij cenfiiríí cu aiitlwris, íu iioftra qitã inodeftifjime vtriuSq 
nomiiie fubjjcio, donatiis eiiis príintegio, iie- 11 quld a nohis exciíjjum intra Jepte- 
niu, filie, \confe/isu noftro ab alio quoq excudit pofjit.» restante parte da pag 
XXXIX): e ilittrodaçã da obra.- (pag. XL). 
O texto da obra propriamente dito, abrange as 648 pags. nums., rematando pela subs- 
crição, que em seguida damos em reprodução foto-zincográfica : 

^ ji louuor & gUrla âç nojp> ftnhd 

If ti Chrifto , 3£ efe fua g,loriofa madre . Foy 

imprcrta a prffemr obra chamada Manua» 

de cõfeílbres . Na muyto nobrc& leal 

cidade de Coimbra- Por loi da 

barrcyra , 8i loi aluares sm 

prímidores da mefma 

vniucriídade. 

Acabaufeaos xxvii-dias donitesds 

Ittlho. De. M. D. X 1. 1 X . aniios. 

[O original mede 69x39""") 

E nas XU pags. inums. finais : 'Segue/e a tauoada dos capítulos H que em ho pre- 
fente liuro fe contem.» Esta fecha com o trivial — Fim da Tauoada, seguido dos 
-Erros de imprefam mais fubrtanciaes...» 
Na composição tipográíica das diversas peças mencionadas empregaram-se caracteres itá- 
licos, redondos e góticos : os primeiros em varias linhas do titulo, na rubrica do 
Prologo, na primeira linha da epigrafe da Declaracion de algunos pa/fos dubdo- \\ 
l'03, nos titules de alguns dos Capitules, na declaração do autor sugeitando a obra 
ás correcções da Egreja Romana, na rubrica da Introduçã, na subscrição final e na 
epigrafe da tauoada; com 83 segundos a primeira linha do titulo inserto no fron- 
tispício, o Prologo, a Introduçã da obra, as demais linhas da Declaracion e da su- 
bscrição final e a epigrafe dos «erros da imprefam» ; e com os terceiros todo o de- 
mais texto inserto no volume. 
Livro clássico e estimado ; dado á estampa sem o nome do autor. Primeira edição, 
MUITO RARA.— Catálogo Palha, n.o 45. 

2534 Mannal de con- 1| feílores & penitentes . . : E vifto & em algús || 

paífos fieolarado polo miiy famofo Doutor || Martim de Azpilciieta Nauarro, 

cathvedati- 1] CO iubilado de Prima em Cânones da vniuer || fidade de i^n \^^ O C> 

Coymbru. E deípois cõ lumnio cui- || dado, diligécia & eítudo, (ã refor- {/ '' 

mado & acre || cétado polo meímo Author & o dito Doutor 1| em matérias, 
lentenças, allegações & eftilo, q || pode parecer outro, com Reportório co- 
pioso || no cabo. IIAnno de M.D.LII. || Vende-íe ein Coimbra a cento || & 
íedenta reaes, em papel. 

Estes dizeres aíham-se dentro de cercadura formada pela combinação de cinco vinhetas 
tipográficas de ornamento ; na parte inferior, e fora da mesma cercadura, a indica- 
ção: -«Com priuilegio.> No final do texto', segue ainda a subscrição: 
In inclyla Conim- || BRICA lOANííES %kí<,V.E-\\ tílVS, ET 10AXNE& AL- 
VAREZ II Regii Typographi e.rcudebãte. anno a CHRIS- || TO naln. M.D.LII. 
die Dtue || LVClAE SAcro. 

ln-8.0 peq. de VIU pags. fprels.) inums., 9.53 nums., e mais XXXIX 
inums., finais. E. 



170 CATÁLOGO DA LIVRARU 



s 



As VIII pags. prels. compreendem: frontispicio (pag. I); Dedicatória 'M muy alto, j 
muy II eiccel lente fenor, el Cardenal infante dom 1! Henrique, el doctor Martin de Ar- 
pilcucta Nauar- 11 ro, perTenerancia eni Pus heróicas virtudes, y corona || muy Tublime 
dellas.x (pags. II e III): Proemio: < f^^ Al pio Leclor, el doctor Marlin /%-J |l de 
Azpilcuela Nauarro. Salud.» (pags. IV a VII); e «Prologo.) (p.ig. VIU). Nas 953 pags. 
uuuis. decorre o texto propriamente dito da obra ; e nhs XXXIX inuuis. finais ha as 
seguintes peças : -TauDada ou repor || tório, no qual. c. Tignifica capitulo. 1| p. pagina 
n. numero., (pags. I a XXXII e parle da XXXIII ; "ÇFmiS brt imprcffão niflis 

fuliflnitciíUiS. íJulti \K ff ti rntrnSr vnnlim : poUi. r. rrarn : pulo ai. nl- 

Irjinçno: || pnlo 1. Irnfc» (restante parte da pag. XXXIII e toda a XXXIV); em 
caracteres itálicos, o Privilegio Pontifício: «Ç-f^ DILECTO FILIO MARTI- ^%-J 
II NO AZPILCVETA DECRETO- i rum Doctori Primariam Cathedram iuris||Cauo- 
nici, in vniuerfilate studij Co- II nimbricen. Actu rege n t i. |1 P/l KiKS PP. ///.«, da- 
tada e subscrita no fim; '...Datis Roma: apud faictí Petru, fab annulo Pif-ica- 
torls die. S lanuarlj. 1543. Põtijicatus noftri anno 9. |: 1| /.. de Torres.* (pags. 
XXXVII e XXXVIIl): .Frater Martinus Ledcfmius Doctor |1 Theologus, Lectori Salu- 
tem.», datada: «...Vale Conimbricae, die |i II Decembris anni. 1552» (parte da pag. 
XXXIX) ; e a subscrição, ou registo, acima transcrita (restante parle da pag. XXXIX). 
Segunda e:iiç.io, também muito rara. A composição tipográfica, embelezada de varias le- 
tras iniciais de desenhos de fantasia (gravura em madeira), foi executada com cara- 
cteres uieio góticos, redondos e algum itálica. As Notas, que abundam nas margens 
de fora das pags., foram compostas com caracteres redondos de corpo mais reduzido 

MANVAL DE || Confeffores & penitentes, 11 gue clara & breue- 



mente contem a vniuerlil |1 decilam de quafi todas as diiuida.s q em f| as> 
confiísões icem occoirer dos pec- 1| cados, abloluições, reftituyções, || cen- 
Q C^ ínras, & iiTegiilaridades. || ^4:? || Compofto por ho luuyto reluluto, & cele- 

bre Doutor Marlim dé Azpilcueta || Nauarro Gathedratico jubilado de 
Prima em Cânones, na Vninorsidade || de Coimbra. Pola ordent de hú po- 
queno, que fez hij Padre |1 Português, da prouincia lia piedade. 1| .4ccr<- 
centado agora por o me/mo Doutor, cõ as dfterminações de || mvytas diiuidas, 
qve defpoys da outra reformnçam IheforTt mandadas. Húa das quaeit vay f ina- 
lada com e/te final de eftrella *. As outras em cinco Comentários, de vfuras, 
camhiís. Symoiiiã mental || Defenfam do próximo, T)e/urlo notauel, || ^ irre- 
gularidade. II Com leu Reportório copioliílimo. || COM I-BIVJLEGIO APOS- 
TÓLICO 11 Uea! de Portugal, t^aftela, & .Aragão. || Inaprefío en Coimbra por 
loam de Barreyra. || Impreílor da vniuerfidade. || M. D. LX. (lõtifi) || Vetide-fe 
a Cruzado, em papel. In-4.° de XVI pags. (prels.) inums., 750 nums., uma 
II. inum.. e mais 168 niims. e LXXI inums., além de uma em branco (ul- 
tim.i). E. 

As XVI pags. prels. inums. conteem o seguinte : titulo ou frontispicio (pag. 1) ; índice 
dos Capítulos (pag. 11); Alvará de «Priuilcgio de fua Alteza.» («... lorge da Cofta 
ho fez em Lisboa a Teys dias do mes de Agorto, de{| M.D LllII. Manoel da Cotta 
ho lez ercreuer.», seguido por uma declaração do mesmo Manoel da Costa) (pag. 
Ill); Carta de privilegio d'«EI principo, datada e subscrita no fim: *... Fecha en 
Valladolid, a veynte nueue de Março, || De mil y quinientos, y cincuenta y quatro 
afios. II Yo el Príncipe. || Por mandado de fu Alteza. || luan Vazqu»*.. (pag. IV) ; em 
caracteres itálicos. Carta de' privilegio d'. El Rey.», datada e subscrita: «... Heelta 
en Valladolid a quatro dias dei f mes de Mayo de mil y quinentos y cincuila y cinco 
aHos. ]Vo Ia Pricefa. |1 Por mandado de fu Alteza, en tu nobre. Francifco de Le- 
defma.. (pags. V e VI) ; .EL PRIVILEOIO DE ARAUON.» (-... Dada en Vallado- 
lid, a três de lulío de || 1555. Yo la princela.» (pag. VII) « f-^ Frater Martinus Le- 
dermius Doctor ^^-J > || Theoiogus, Lectori Salutem.» (dat,ida : «... Vale Conim- 
briçe, Ijdie vndecimo Decembris. Anni 1552. ■; ag. VIII): «Petrus lllines Scholas 



AZEVEDO - SAMODÂES 171 



^ 



ticus Oueteris in Decretis Licèti- í' atus, Otticialis & Vicarius generalis in ecclefia & 
Epifcopatu Salamanticenl'i Lectori Salutem.» (-... Datii Salmãtice, 17. luaij. 1556. 
II Licenciatua Petrus lllanes. ) ,pag. I.X) ; em caracteres góticos, Dedicatória ; f-^^ A 
altiriima Princefa .^. S. Dona loãna aprimeyra de- 1| rte nome, ho Doutor Martim 
de Azpilcueta Nauar- 11 ro : graça & gloria fãina têporal & eternal., (pags. X e XI) ; 
Prologo : «Ao prudcte Leytor, ho Doutor Martim de |l Azpilcueta Nauaro, faude em 
N. llS. lefu Chrirto.. (pags. XII a XIV e parte da XV); um ..Auifo.» (restante parte 
da pag. XV); e «Prologo introductorio." (pag. XVI). 
De pag. 1 a 750 decorre o texto propriamente dito do «Manual de contessores.v ; a meio 
da frente (verso em branco) da folha inumerada que se segue vem esfoutro registo 
do logar e da data da impressão do livro: 

"Fúy imprefra a pre- 1| Tente obra em a muy nobre cida- |i de de Coymbra, por loam 
lide Barreyra, Impreffor ;l dei Rey. E acabou jj le aos vinte dias i de laneyro. De|l 
M.D.LX. ||f.f^>. 

nas 168 pags. nums. imediatas, com frontispício próprio : 

•COMENTÁRIO i; refolutorio de onzenas, fobre ho capitulo {| primeyro da queftã.iij. 
da .\iiij. caufa, côpofto por ho Doctor Martim || de Azpilcueta Nauarro. || ^-^^ || £>/- 
rígido a hiia com outros quatro fobre ho pricipio do capitulo \\ final de vfuris. E ho 
capitulo final De Jymonla. E ho \\ Capitulo Non In inferenda. xxliij. quejt.iij. E ho 
II cap. final, xiiij. quaft. final. "', Ao muy alto &• muy poderofo Senhor Dom Carlos, 
Príncipe de Carteia, & de outros muytos & i muyto grandes Reynos || Norfo Senhor. 
,, Para mayor declaraçam de que tem tratado em feu\\ Manual de confef fores. \\ 
Impreffo em Coimbra, nos paços dei Rey ][ por loam de Barreyra Imprerfor || da Vni- 
verfidade. || 1550.... 

Na pag. I o titulo ou frontispício; na pag. 2 e parte da 3, em caracteres itálicos, 
o «Priuilegio Apoftollco concedido ao Author pêra que |i Tuas obras ninguém as 
poffa imprimir, nem ven |l der, fem feu conTentimêto dentro de fete ^! annos, Topena 
de excomunham ; lalsefentencije.» ; na restante parle da pag. 3: ^Ç^Petrumdc 
Illa,ies, Scholasticu Ouetenfis in Decretle \\ Licentiatus, officialis, ^ Vicarius gene- 
ralis in ! ecclefia ^T* Eplfcopatu Salmãti. Lectori. S.' ; de pag. 4 a 6 a Dedicatória 
• Ao muyto alto & muyto poderoso Senhoril Dom Carlos príncipe de Caltela :...>; 
e de pag. 7 a 160 o texto do Comentário propriamente dito, que remata com a se- 
guinte subscrição : 

«Impreffo em Coimbra nos paços dei ;| Rey, por loam de Barreyra im-||preffor d« 
vniuerridade. i; M.D.LX... 

E, finalmente, nas LXXI pags. inums. finais, a duas cols. por pagina e também com 
rosto próprio : 

«Reportório geral & muy || Copiofo do Manual de Conferfores. E dos jj cinco comê- 
tarios pêra Tua decraraçam compoftos. || Em ho qual c, flgnifica capitulo, n. numero 
Co- II ment. Comentário, p. pagina. 8t'M. Tignifi- 1| ca mortaI,ou mortalmente. Porem 
nam w Te alega pagina do Manual, nem ca- !l pitulo dos Comentários, pêra || mays cra- 
ridade &|| breuidade.H AVISO... ![ Imprefso em Coymbra por loam de Barreyra H 
1560.. 

No alto da pag. II : «Começa ho reportório |1 do Manual de Confersores : & dos cinco 
Comentários. &c. ; e no fim, como que a rematar, vem a seguinte subscrição final : 
■A gloria & Iwiuor do fenhor Deos, & da facra- o tifsima virgè fancta Maria, & de 
todos os f eus Sanctos ^ Sanctas, fe impremio a pre f ente obra, clu2mada\\Ma- 
naaí de Confef sores por mandado do Doutif fimo fe- |I nhor íio Doutor Nauarro. 
Acaboufe aos \ x.xvif. dias do mes de Feuereyro. M. D. Z.A'.« 

A composição tipográfica, embelezada de varias letras iniciais de desenhos de fantasia 
(gravura em madeira), foi executada com caracteres redondos e itálicos de vários 
corpos, e ainda com algum gótico. 

Terceira edição do Manual de confessores de fr. Rodrigo do Porto, reformado e larga- 
mente ampliado pelo célebre catedrático da Universidade de Coimbra dr. Martim de 
Azpilcueta Navarro. Os exemplares são presentemente MUITO RAROS. O nosso 



172 



CATALOGO DA UVRARIA 



^^y 



o o 



acha-se optimamente conservado, salvo um pequeno defeito (com prejuízo de algumas 
palavMs) 110 canto inferior das quatro ultimas ff. do volume. -Catálogo Palha, n.o 46. 
O original portuguez do Manual dos coJifessorei, c das mais peças insertas na edição 
que fica descrita em ultimo logar, fora, alguns anos antes de vir á luz a referida 
edição, vertido em castelhano, não sabemos se pelo mesmo Azpilcueta Nivarro. Desta 
versão possue a Livraria de Azevedo-Samodães exemplares das duas edições se- 
guintes : 

a.")3B MANVAL || de confelsores. . . — Coimhra^ lõãíi. 

{Po frontiapicio âamcs n exacta rppriídv.cão fhtii-sni-oyiilica ijiie ft-gvt) : 



MANVAL 

dc confcísores ,y 

pcnitcntes.quc clara ybrcuemccecon 

ticnclavniucríal.y partieolâtdeciflon 

dc quafi todislasdubdas.auccnlâs 

confeílioncs íucIcnoccorrcr^Jc 

los pcccjdos,abfolutioncs, 

rcftitLitiones,ctnruras.& 

irregularidades 

Cópurfloanm por vn rcl í jiofo ib ordcdeftot 
FricíTcodcb puinciídcljpic-did.vdfrpun viflo ^ 
yen jlgunospalfosdfcbrjdo porei anriguoy niiiv ^ 
famoiodoaor Marniidí Azpilcueta Njvuito,cj 
liiedranoi lubibdodcpvimacn Cânones c Ia *-ni 
ucríidad dc Coimbrâ.YagoraconfutTimoaiv<irf 
do.diligmcb yríliidio un rfformadoyacrcccn 
tado porflm-lmoDoâor en macfTus/aiCfcias, 
alcgjcien«,y fftilo,qufpordf parecer otro. 

Con rtfoitoiía («pioro Dt lotlaelae malifia» alcabo- 

f co>tclt>(l0ecd|)ltalc0 g| comirn'.o. 
Con pnudcgiO A^íOriolico pj'a lutí anos 

Vendtnú en Coimkraamrdio dt^tdo 

fi papel. : I I ;- / 1^ " ^3 S"^ 




(O original mede nSxllU"""] 
ln-1." do VIII pags. (pi-els.) inums. e 564 nums., além dc XX, finais, 
inums. E. 

Na primeira das VII pags. prels. o frontispício (acima reproduzido em •fac-simile>) ; na 
pag. II o Índice dos Capítulos ; na pag. III e em parle da IV a Dedicatória «A la 
altirsima Priíicefa N. S. || Donna luana la primcra dcfte itombre, el doctor Martin 
l\de Azpilcueta Navarro, gracia y gloria \\ Soberana, temporal y eterna.'; na res- 
tante parle da p.ig. IV o «Priuilegio aportoiíco concedido ai auihor, para que fus y 
al>ras nadi» las pueda imprimir, ni lunder, fin fu coh } entlmiêto dentro de || fitu 



AZEVEDO -SAMODÃES 173 



\ 



anitos fopena de defcomunion latas fentia... PAVLVS PP. Ill», datado e subscrito 
no fim: «...Datis Roma apud fan |' ctum Petrum || sub annullo Pifcatoris. Die. 8. 
lanuarij. M. D. XLiii, Pontificatus noftri anuo. ix. || L. de Torres.^ ; nas pags. V e VI 
c em parle da VII um Proemio : < f^^ Al pio Lectore : el doctor Martim ^J-^ || de 
Azpilcueta Nauarro. |] Salud.» ; na restante parte da pag. Vil; «Frater Martinus Leder- 
mins Doctor li Theologus, Leclori Saluteni.»' (Já mencionado da descrição da edição 
precedente): e na pag. VIII o «Prologo intrudiictono.> — De pag. 1 a 564 o texto pro- 
priamente dito da obra; e nas primeiras XVII pags. inunis. finais, a duas cols. por 
pagina, a «^ Tabla o repertório: e nel qual||c. Tignifica capitulo, p. pagina. n. || nu- 
mero.», que remata com o usual— «Laus Deo.», seguido do colofân final : 

ín inclyra Conimbnca 

lOANNES BARRER1V5,ET 

looDnts cyílutzrez, J^egij T ypegraphi 

excii4éanc. zyinno a C H J{^ljto 

nato. Ai. D.LIU. 

tu. Cal.Sepíf. 

.W 

(O originul mede áoXlOl""") 

c na pagina XVIII (ultima) os «Verros dela imprefsion, por la p, entiendefe pagina. !I 
por la r. regia por ai. allegacion. por I. leafe.». 

nieira edição, MUITO RARA, da versão. Na composição tipográfica, esmaltada de va- 
rias letras iniciais de desenhos de fantasia (gravura em madeira), aplicaram-se cara- 
cteres redondos (de vários corpos) e algum itálico. Óptimo exemplar. 

- MANVAL DE CON- D FESSORES Y PENITENTES, l| QVE CLARA \ ^ (^/^ '^ ^ 

BREVEMENTE CON- !í TIENE, LA VNIVERSAL Y PARTICV- || LAR DECI- 
SION DE QVASI TODAS LAS DV- 1| das, que en las confessiones suelen 
ocurrir de los pecados, || absoluciones, reslituciones, censuras, H & irregu- 
laridades. |1 CompucstJ por el Doctor Martin de Azpilcueta Xauarro || Acres- 
centado agora por el mesmo Doctor con las decisiones de || miichas du- 
das, ^ despues de la otra edicion le han enbiado. |1 Las vnas de las qiia- 
les van insertas so esta sinal * las otras en cinco Comentários de || Vsu- 
ras, ('ambios, Syraonia mental, Defension dei próximo. De hnrto 1| nota- 
ble, & irregulariíiade. II Con su reporlcrin copiod^simo. || Con priíiilegio 
Apostólico, Re.il de Castiila, Aragon, y Portugal. || Impresso em Sala- 
manua, en casa de Andrea de || Portoiiarijs, Impre.sisor de la S. C. Mages- 
lad. il 1556. II Esta tassado in cinco blaucas et itli.go. In-4.'' de XVI pags. 
(prels.) inums., 7'.i7 nums., uma em branco, 169 nums., uma inum., duas 
em branco e XLA'II1 inums. (ultimas). E. 

Reimpressão MUITO RARA; nela são reproduzidas as mesmas peças que foram dadas na 

edição original, precedentemente descrita. 
O 'Comentario> e o «Reportório» lêem lambem rosto especial. O texto de Manual pro- 
priamente dito fecha com o clássico «Í./1KS DEO.-, seguido do respectivo colofân: 
«Fue impiessa la presente obra |! en la muy noble ciudade' de Salaman- ]; ca, en casa de 
Andrea de Por- 1| lonarijs. Impressor dela ;| S. C. M. A diez !| de lulio. De || M.D LVI.» ; 
-e o do «Comentário, pela subscrição, que, inseria a meio da pag. inum. imediata is 
169 nums., reza assim : «Acabose de imprimir la presen ,| te obra en la muy noble ci- 
dad de Sala- 1! manca, en casa de Andrea de Porto || narijs. Impressor de la S. C. || M. 
A doze de Agosto. II M.D.LVI.». 



2o37 



174 



CATALOGO DA LIVRARIA 



li 14 



25â8- 



o 



Exemplar levemente manchado pela agua e falho da ultima folha. 

Anos depois da publicação do Manual de confessora de fr. Rodrigo do Porto, apareceu 
um outro livro do mesmo género, o qual, atribuído a fr. Masseu d'Elvas, foi dado á 
estampa sob o titulo de Compendio e sumario de confessores. Deste livro, como o 
precedente, considerado clássico, possue a Livraria de Azevedo Samodães exemplares 
das edições que descrevemos a seguir : 

— -f^ COMPENDIO^ II E SVMARIO DE CONFESSORES . . Goiíii- 
15tí7. 



bra 

(Do fronlhpicio damos a seyuinte exacta reproditnlo fotu-ztiico(jrá[ira) . 

£ 5V.M.\K10 UE CCãFESSORES 
Tiradodetoda afiibftõi ciadaMani.al.CopiIadofiC 
abrf iiiado por liú rcligiclo fradcMfjioi da or- 
dO dcS.Fi^nciicodn prouiiici:i d.i Piedade. 
Acricc.arJiclhccmos lugares fõvic nirtfs ascniifaj 
mjiscõrrmasqftordcnnrãcnl oídio CõciIioTndtti, 



Cl: vívo ECO i.ôM ^•o^' ego 




<([ IirprefTo fm Coimbra por AnioniodtMarisJn),» 
prcnordo Ari.(blipodí BmgaPnmas &« De 1^67, 

^ CompriuiUcsio f\c4l. Taxado em papel. iio. 

(líFac-simile» de tamanho igtial ao do oriyinal) 
l.n-8." pcq. dn XVI pags. (prels.) inunis., 712 nums. e mais LU inunis. 
nais. E. 

Na primeira das XVI pags. prels. vem o titulo ou frontispício acima repioduzido em «fac- 
simlle» ; na pag. II o Visto de Frey Amador Arraiz, c a Licença de fr. Cristoval de 



li- 



AZEVEDO -SAMODÃ ES 175 



Abrantes permitindo a impressão (datada e subscrita: «... Dada, Em eTte noffo Cõ |i 
uento de fancto António da Veyro a 15. de Septê H bro. de 1566. |1 Fr. Chriflophorvs de 
Abrãtes Cõmiff. gen.» ; de pag. III a VI a Dedicatória (<CARTA.) : .^J^ Ao muy 
alto Príncipe & || Serenifsimo fenhor Dom Anrriq |1 Iffante & Cardeal de Portugal il Ar- 
cebirpo de Lixboa, Leg.i li do de Latere, Inquifidor || moor & Coniendata || rio de Alco- 
baça. 8íc.» i de pag. VII a XI : -f^ AO LECTOR ^^ || Prologo.. ; na pag. XII 
uma vinheta quadrangulai (gravura trm madeira) representando Nossa Senhora com 
Jesus Cristo no colo, após o decimento da Cruz; nas pags. XIII e XIV: «Faltas pêra 
re emendarem.»; e nas pags. XV e XVI a «INTRODVCAM... 

De pag, I a 734 decorre a obra propriamente dita, a qual, dividida em 40 Capítulos, remata 
com o trivial «LAVS DEO.>', seguido pela subscrição, em duas linhas; «Acaboufe a 
prefente Obra, o derradeyro || de Setembro de 1567.» ; e nas LII pags. inums. finais, a 
duas cols. por pag., a = ^-^ TA VOADA MUY || Copiof.i defte Compendio pello || Al- 
phabeto.» 

Edição primitiva, RARÍSSIMA, impressa com caracteres redondos de vários corpos. Muito 
estimada. Belo exemplar. 

■2o39 COMPENDIO jj ^ E SVA;AHI0 DE f^ || CONFESSORES... |1 5/5^ ^ ^ 

Acrefcenlarã le lhe em os lugares conneiiientes as coufas {| mais comús 
que fd ordenara em o lancto Concil. Triciêt. || (Mesma vinheta que vem 
no frontispií.io da edição precedentemente descrita) || Aeora nouamente 
emendada poUo. R. S. o Biípo de || Coimtira, cõ os létes de prima de Theo- 
logia, & Cunones 11 Con preuilegio Real. Taxado em papel ;i cem reis. 
(Coimbra, 1õ69}. ln-8.° peq. de XVI pngs. (prels.) inums., 630 inims. c 
mais XLIX inums., além de uma em branco, finais. E. 

As XVI pags. prels. inserem o seguinte : titulo (pag. I) ; o Visto de fr. Amador Arraiz 
e a Licença de fr. Cristoval de Abrantes permitindo a impressão, já dadas na edi- 
ção precedente (pag. 11); Pastoral de Dom loã Soarez, datadae subscrita: ....Dado 
em II Coimbra, a dezoyto dias do mes de Abril, de mil & qui || nhentos, & feffenta & 
noue. ,1 O Bifpo Conde.» (pag. III) ; 'Prouisão» do Cardeal Iffante Arcebispo de Lis- 
boa, datada e subscrita: "...Dada em Lisboa, II fob o norfo fello & fignal de dom 
lorge Dalmeyda, aos |; xxix. de Octubro. Luys Salgado a fez de. 1567.» || Dom lorge 
Dalmeida.» (pag. IV); O Alvará régio, «...Galpar de;,Seyxas o fez em Lisboa, a 
xxiij. de Octubro. de. 1567. 1| lorge da Cofta o fez efcrever. E poderreha vender o 
di-||to liuro a toriâo cada hum em papel. || O Cardeal Iffante.» (pag. V); Dedicató- 
ria (.CARTA..) «•] AO MUY ALTO PRIN-Jlcipe, & Serenifsimo Senhor, Dom En- 
II rique Iffante & Cardeal de Portu-|lgal...« (fecha com uma vinheta (gravura em 
madeira) reproduzindo a imagem da Virgem da Conceição; pags. VI a VIII); «•] AO 
LECTOR. II Prologo.» (pags. IX a XII) ; « % Faltas pcra Te emendarem.» (pag. XIII) ; 
«INTRODVçAM.. (pags. XIV e XV); e a seguinte declaração, que remata por uma 
vinheta quadrangular (gravura em madeira) representando o Calvário: «Onde fe 
achar .P. entenderfeha por el |1 le peccado, por o R. reftituyção, ou reftituir. & por 
pag. pagina., (pag. XVI). 
De pag. 1 a 630 decorre o texto propriamente dito da obra, tendo a rematar o compe- 
tente-. Fim.» ; e nas XLIX pags. inums. finais, a duas cols., a «TAVOADA MUY 
COPIO- II Ta defte Compendio pello || Alphabeto.., que fecha; -"Fim da tauoada.», 
seguindo-se depois a subscrição final : 

•1 FOY LMPRESSO ESTE Compendio & fumario do Manual de 'i Cõfeffores, a fegu- 
davez emendado por mandado do fenhor Bifpo de Cõim || bra, na muy nobre & fem- 
pre leal cidade de Coimbra, por Anto- 1| nio de Maris, Impreffor do fe ii nhor Arce- 
bifpo de Braga, [1 Primas, &c. Acaboufe || aos. xxx. dias do mes || de Abril. Anno de 
1569. I! f^. 

Segunda edição, também MUITO RARA. Bom exemplar. - Catálogo Palha, n." 47 



2540 COMPENDIOU ^ K SVMAHIO DE Ç-^ || CONFESSORES. .. j| 

(Vinheta reproduzindo o mesmo assunto (S. Francisco recebendo as cinco 



3//- 



176 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



ch:igas de Cristo) da que vem no frontispício das duas edições preceden- 
tes ; porém em sentido inverso) || Kmêdado per mudado de R. S. Bpo d 
Colbra, &c. || Acrecentaramíolhe de nono em eíta terceira Inipi-efsã 1| as 
excôm. da fegúda Bulia da ceia, do Papa Pio (piíto, |1 Cõ priíiilegio Keal. 
^ Taxado em papel a cê reis. || Impreílo em Coimbra por António de Maris, 
II Anno. 1571.— In-S.» peq. de XVI pags. (prels.) inunis., 634 nuiiis. e mais 
LIV iniim,'.., finais. E. 

As XVI palis. prels. inserem as mesmas peças que foram dadas em iguais pags. prels. 
da edião precedente, á excepção das vinhetas com que remata a Dedicatória e a de- 
claraçáf que vem na pag. XVI (transcritas acima), as quais, embora reproduzam os 
mesmos assuntos (respectivamente, Nossa Senhora com Jesus Cristo no colo depois 
do descimento da Cruz, e o Calvário), são de desenho e grav.i(;ão diversa. 
As LIV pags, inums. finais inserem, a duas cols. por pagin.i, a - IA VOADA MVY CO- 
II piofa defte Compendio pollojl Alphabeto», que remata com esfoutro registo do Jo- 
gar e data da impressão : 

'\ ImpreJ fo em Coimbra em cafa de António de \\ Maris : acabou fe aos vinte ^ 
dous de Septèbro, \\ Aimo 1571. 
Reimpressão bem executada. Os exemplares são MUITO RAROS. O nosso encontra-se 
perfe'!amente conservado e revestido de uma óptima encadernação do século XVII, 
de Cl 1 renascença. 

2541 COMPENDIO |i E SVMMARIO DE || CONFESSORES... [| Acrecéta- 

rãlelhe em os lugares cõuenientes as confas|| mais coiiiúas q íe ordenarão 
em o S. (^õcilio Tri-|| détino. Cõ as excomunhões da bulia da Cea. 1| (Vi- 
/^^ P ^ nheta de assunto sacro; gravura em madeira) || 51 Foy viílo, & emendado 

^ ' de iijuitos eiTos q nas irn- 1| prefsões paíladas auia. por niãdado do Reue- 

rédifl. II S. Areeliifpo de Braga. Impreílo na dita cidade j| por Gõçalo Fei- 
nãdez Impreflor de fua. S. R. || 1579. || •! Taxado em papel em cem reis. — 
In-S.opeq. de .\VI pags. (prels.) iiiums., 658 nums. e ina'is LVIII inums., 
finais. F. 

Na primeira das XVI pags. prels. o titulo acima transcrito; a pag. II em branco; na 
pag. III a «l APPROVACAM DO ;| Sancto Orticio da Inquifiçam.. (subscrita por 
«Frey Amador Arraiz.»); na pag. IV a «*1 Licença.» de -Fr. Chriftophorus de 
Abrantes, Cômiff. gen.» ; na pag. V a «LICENÇA.» do Arcebispo de Braga a Gon- 
çalo Fernandez (datada e subscrita: «...Em Bragaa a. 3 de Maio. 1579. || O Arce- 
bifpo Primas.»), e outras peças permitindo a impressão da obra, das quais uma fe- 
cha com a assinatura, reproduzida em «fac-simile», do Arcebispo Primas ; de pag. 
VI a VIII a Dedicatória ao Cardeal Infante D. Enrique; de pag. IX a XI : « il AO 
LECTOR. i: Prologo.» ; nas pags. XII e XIII a «H Inti-oduçam.. ; na pag. XIV e em 
parte da XV as « •] Faltas pêra fe emendarem.» ; e na restante parte da mesma pag. 
XV uma prevenç.io ao encadernador e a decl.iração final, que nas edições anteriores 
vem na ultima das pags. prels. ; a pag. XVI em branco. 

.\s Õ34 pags. nums. inserem o texto da obra propriamente dito; e as LVIII pags. 
inums. finais, a duas cols. por pagina, a .TA VOADA i| MUY .COPIOSA DESTE II 
Compendio, pollojl Alphabeto.» 

Os exemplares desta reimpressão são igualmente MUITO RAROS. No nosso falta a ul- 
tima folha, nu sejam as duas ultimas pags. da «Tavoada.» 

Além 'las edições que ficam descritas, citamse mais as seguintes:- Wseu, /»í>r iMaHoeí 
./ io (na subscrição final traz o nome de António de Maiiz), 1569 ;-/bi., pelo mesmo 
impressor, 1571 ; -Salamanca, 1572 ;-e Lisboa, por António de Barreira, 1579, todas 
eji formato de 8. o peq. 

2542-POhrRAITS || DES IIOMMES ILLUSTRES || DES DI.X-SEHTIÈME et 
DL\-HLIT1ÉME SlÉCLES, || dessinès d'apbès natubb, et oravés par 



^i'/^ 




Um dos 50 retratos que ilustram a obra descrita no Catálogo sob o n o 2 452. O original mede 

241X182mra. 

(Pag. 175) 




'eien .''aj-aucia^orma tant d,^ ijtaiuh liommrs 



Gravura que vem, em gnisa de ante-rosto, na obra d''scrita no Catálogo sob o 
n.o 2542. O original mede 293xI8e'n'D. 

(Pag. 176) 



SENTEN 

CASDEDOM 

FRANCISCO DE 

PORTVGAL PRIMEI 

RO CONDE DO 

Wimiofo, 

Jmpref as fOY ordem dt Dom 
Anrique de Porm^l 
[eu Netto 

®] Deregidas à Nobreza del^e 
Rcy no 



cu 



COMPRíVILEGIO; 

Imprefaspor Jorge RodngufS 
Anno de 1 6 oj. 

Frontispício do livro descrito no Catálogo sob o no 2543. O original 
mede llOXôSmin. 

(Pag. 177) 



AZEVEDO -SAMODÃES 177 



ÉDELINK, LUBIN, van SHUPPEN, || DUFLOS bt SIMONNEAU, || AVEG 
UNE NOTICE SUR CHALiUN lJ'EUX. || Deux volumes in-folio, divises en 
dix Livraisons. |1 TOME PREMIER. || (Vinheta ornamental; gravura em ma- 
deira) II A PARIS, II Chez Calixte VOLLAND, Libraire, quai des Augustins, 
n.°25. II AN XIV — 180õ. — In-fol., 2 lonios de fiontispicio e 40 pags., o pri- 
meiro, e frontispício e 32 pags , o segundo, em um vol. E. 

O tomo primeiro contém, além do mencionado, um belo ante-rosto alegórico (veja-se o 
«fac-simile» que dele damos em fi. separada) e 50 explendidos retratos; e o tomo 
segundo, 53 retratos igualmente primorosos. Todos os retratos, de pagina inteira, 
representam belas gravuras abertas a buril em chapa de metal e impressas aparte. 
De um dos retratos, o de Moliére, damos, em folha separada, uma reprodução foto- 
zincográfica, bastante reduzida. 
Publicação muito interessante e na verdade notável, já pela beleza da sua parte artís- 
tica, já por nos mostrar a vera efigie dos vultos franceses que, nos séculos XVII e 
XVIU,_mais se evidenciaram nas artes, nas sciencias, nas letras, na politica, etc. 
Brunet, e os seus continuadores, ao que parece, não tiveram dela conhecimento, pois 
não a registam : o primeiro no seu Manuel du libraire, e os segundos no respectivo 
Supplemçnt; e também não a veuios anunciada em qualquer dos numerosos catá- 
logos que possuímos de livreiros estrangeiros: Isto nos leva a crer que a obra, não 
obstante o seu elevado merecimento, é, devido a qualquer circunstancia, mui pouco 
conhecida, sendo portanto os seus exemplares RARÍSSIMOS. O nosso encontra-se 
optimamente conservado, o que muito mais o recomenda e valorisa. 

2543— Portugal, 1.» [D. Francisco de).— SENTKN- || C,AS DE. .. (Liibou) Impref- 
fas por iorye Rodrigues || Anno de itiOã. 

(Do Irontifpicio dnmos, em folha aparte, a exacta reprodução foto-zincogvá/ka). 
In-S." peq. de 108 pags. inums., ou sejam sete cadernos de impressão de 
oito íT. cada um, á excepção do idtimo que tem somente seis, rubricados, 
no pé da frente das quatro primeiras ÍT. de cada um desses cadernos, res- 
pectivamente : A 2 (A primeira fl. deste primeiro caderno competia a 
rubrica A, porem não a apresenta), A 3, A j, a G, G 2, G 3, G 4. E. 

Na primeira pag. o titulo acima reproduzido em «fac-simile> ; a pag. 2 em branco ; na 
3 a .1 Aprouaffam do faato ', Offlcio.ti (datada e subscrita no fim: «... Em 
Lisboa a 13. de laneiro de I59S, ;; Francifco Pereira.); na pag. 4 outras peças de 
Licenças permitindo a impress.io ; de pag. 5 a 9 a Dedicatória : «DOM ANRI- QVE 
DE PORTU-]igal.\\A nobreza dcfte Reyno.»; de pag. 10 a 15 outra Dedicatória: 
..DOM ANTO NIO D'ATTAIOE a Dom Aitrique de Portugal .; n psig. ló em 
branco; de pags. 17 a 19 vem um Proeniio <Ao Leyctor.' ; na pag. 20: •Dom An- 
tónio d'Atíayde ao \\ primeiro Conde de Vimiofo Dom Francifco de Portugal. \\SO- 
NETO.> ; na pag. 21 ; tNuno de Mendoça ao mefmo Conde de Vi- \\ mio/o. ;i SO- 
NETO.» ; a pag. 22 em branco; na pag. 23: «/Io mefmo Conde, de Dom i Anriqtie 
de Portugal f eu Netto, SONETO..; de pag. 24 a 64: ..SENTENÇAS 11 DO PRI- 
MEIRO CON 1 de do Vimiofo Dom Fran- \\ clfco de Portugal.^ ; e de pag. 65 a lOS 
e ultima: .OVTRAS 1 SENTENC.AS EM 1! verfo (quadrasi do mefmo Conde.'. 
A composiç.ão tipográfica das peças insertas de pag. 1 a 23 (exceptuando uuia ou outra 
linha e umas vezes parte das rubricas, outras as rubricas por completo, que estão 
em itálico) foi executada com caracteres redondos; e a do texto das Sentenças pro- 
priamente dito, de pag. 24 a lOS, com os caracteres itálicos. 
Os textos das Dedicatórias á nobreza e a D. Henrique de Portugal, e do Proemio ao 
Leitor são iviciados por letras ornamentais de desenhos de fantasia (gravuras em 
madeira). 
Livrinho, no seu género, muitíssimo interessante e estimado. Edição primitiva, bela e 
nitidamente impressa. Os e.xemplares são R\RISSIMOS. O nosso, muito bem con- 
servado, ostenta uma magnifica encadernação de marroquim vermelho, com a lom- 
bada e as pastas ornamentadas a ouro. 

VOL. II 19 



^/^^ 



178 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



D. Francisco de Portugal, o autor deste livrinho, é muito considerado pelos nossos 
bibliógrafos. Inocêncio, a pag. 37 do tomo 3. o do Dic. bibl., diz a seu respeito: 
«Pelos seus ditos agudos e sentenciosos alcançou a antonomásia de Catão portu- 
guei.'. E também informa que «No Cancioneiro de Garcia de Rezende vem algumas 
composições de D. Francisco de Portugal, em portuguez.». 

A obra, ao que parece, desconhecida ao sr. Melchor Qarcia Moreno, pois não vem re- 
gistada no seu curioso e bem elaborado Catálogo pariínioldglco. 

Parece que, por diligencias do sr. dr. Mendes dos Remédios, fez-se ha anos uma reim- 
pressão das Sentenças e mais poesias de D. Francisco de Portugal, a qual, segundo 
o Catálogo da Livraria que foi do distinto bibliófilo e bibliógrafo Anibal Fernan- 
des Tomás, saiu com o seguinte título: «Sentenças de D. Francisco de Portugal, 
I.o Conde de Vimioso, seguidas das suas poesias. Coimbra, F. Amado, 1905.', in-8.o 
de 45 pags. Ainda não nos foi dado compulsar nenhum exemplar desta reimpressão, 
e por isso ignoramos se ela c ou não acompanhada de quaisquer notas do dr. Men- 
des dos Remédios. 

. 2544- Portugal, 2.» [U. Francisco de). -AO || PlilNCIPE |1 D. THEODOSK) || 
j NOSSO SKNHOIi. || DIVINOS, E HVMANOS || VERSOS, || DE\\ DOM FIíAN- 

<^ C^-Â. O 0> CISCO II DE PORTVOAi, !1 POU \\[). LVCAS DE POIiTVGAL, || Seu filho, 

■''^ Comendador da vi lia de Fronteira, |i Mellrefala de Sua Magellade. || LIS- 

BOA. II Officina CRAESBEECKrANA. || Aiino lGr»2. Iii-l.^ de XX [jags. pieis.) 
inums. e 167-52 nums. E. 

Na primeira das XX pags. prels. o titulo transcrito acima ; a pag. II em branco ; nas 
pags. III e IV as «LICFNC.AS.» permitindo a impressão; nas V e VI a Dedicatória 
■ AO II PRÍNCIPE II NOSSO SENHOR., (datada e subscrita no fim: .... Lisboa 13. 
de Abril 1652. || Don Lucas de Portugal.') ; nas VU e VUI o Prologo >AO LEI- 
TOR.. ; e de pag. IX a XIX (a XX em branco): .MEMORIA |i DA VIDA, E OBRAS 
DE DOM II Francisco de Poktucal.. || fOR FRANCISCO LVlSWde Vaf conceitos.'. 

Nas primeiras 163 pags., que constituem o primeiro grupo de pags. numeradas, decor- 
rem os «Divinos, e hvmanos versos, (Sonetos amorosos, fvnebres, e Sacros; Can- 
çoens tyricas ; Oitavas, Sextinas, Madrigaes, Decimas, Endechas, Redondil/tas, Mo- 
tes, e Glosas ; Romances, Savdades ; etc.) ; e nas 52 pags. niuns. finais : 

«PRISOENS, ||E SOLTVRASlíDE HVMA ALMA. || Antes immortal que muerto || 
Que encuentre el tiempo ai arteWEffa es la fina de/diVAs. || POR...> (Prosa en- 
tremeada de varias composições poéticas). 

As poesias de D. Francisco de Portugal, que formam esta interessante e apreciada com- 
pilação, são, na sua maioria, escritas em castell:ano. 

A segunda parte (o texto inserto nas ultimas 52 pags. nuuis.) não é citada por Nicolau 
António; mas regist.am-a Barbosa .Machado, Inocêncio, Pinto de Matos e Salva. 

Edição única. Os exemplares são bastante RAROS. As ff. 35 e 52 (do ultimo grupo de 
numeração) do nosso exemplar são em copia manuscrita. 

"25i5 ARTE II DF II GALANTERIA II ESCKIVIOLA \\\). FHANCISGO UE 

POUTUGAL. II 0f'ii'£'C/D4 li A LAS DAMAS DE P,\LAC]0 || POfi D. LU- 
CAS DE ['ORTLGrALW Comendador de la Villa de Frontera, ij Ma- || ef- 
tre-Sala dei Piincijie nueftro Sen r. || vVialuHa oinaiiiental ; gravura tm 
^ ^ ^ madeira) || KN LISBOA. || Con las licencia.-i necef farias . |] E)lí la Empierita 

de António Craeslieeck || de Mtllo, Impredor de S. Alteza. || |l Aíio 

M.DC.LXXXn. In-8.» peq. de VIII pags. (prels.) inums., 192 nums., 
mais XXII inums. e 91 nums., além de uma inum., final. E. 

As VIII pags. prels. inserem o seguinte: titulo transcrito acima (pag. 1 ; a II em bran- 
co) ; Dedicatória «AS || DAMAS || DO PAC,0.», datada e subscrita no fim : <Em || Lis. 
boa a 27. de Agofto de 669. |1 D. Lucas de Portugal.» (pags. III a V) ; e : «NAM HE 
PROLOGO, II mas razaõ de o não fazer.» (pags. VI e VII ; a VIII em branco). 



AZEVEDO -SAMODÃES 179 



//■o^^ 



As 192 pags. imediatas compreendem o texto da «Arte de Galanteria> propriamente dito 
(prosa e verso); as XXII seguintes (inums.) : nova Dedicatória; «A |1 D. LUÍS MEN- 
DEZ DE HARO li Oentil-Hombre de la camará de fu Mageftade.», subscrita por 
Doii Francisco de Portugal (pag. 1): ^SONETO.» (pag. 11); .PROLOGO jM D. 
FRANCISCO DE PORTUGAL.., datado e subscrito no fim: «... Lisboa a 20. de 
Febrero de 626. || Su devoliffimo fervidor :: T/wmaí de Late.» (pags. 111 a XIX) ; -SO- 
NETO.» (pag. XX) ; e 'UN CUIDADO AUZENTE A LA \\ fenora Célia, dedica, y 
coiífagra.^ (pag. XXI; a XXII em branco). E, finalmente, as 91 pags. nums. linais; 
«TEMPESTADES, li Y ;, BATALLAS II D£ UN CUIDADO AUZENTE.» (prosa en- 
tremeiadu de composições poéticas). 

Obra interessante e muito estimada; considerada clássica. Segunda edição; já MUITO 
RARA no mercado. - A edição primitiva foi também dada a estampa : EN LISBOA \\ Eu 
la Empreiísa de Ivan de i.a Cv ata. \\ || M. DC. LXX. \\ CON TODAS LAS LI- 
CENCIAS.-, e constitue um l.o de XU pags. (prels.) inums. e 12S nums. Os exem- 
plares são muito raros. 

2o4(5- Portugal ID. José Miguel João de].-\íbA \\ DO INFANTE |1 D. 1 UIZ, || 

ESClIlT.i II POR II D. JOSÉ iWIGUEL || JOÃO DE l'OHTUGAL || Conde do Vi- /j.O)P O C> 
miofo do Conftlho de Siui Magef \\ tade, Académico da Academia Real. \\ 
(Gravura em chapa de cobre, reproduzindo o e.sciido d'armas do mesmo 
titular; assinada: Debrie f.) || LISBOA OCCIDENTAL, || Na OPTiuina de AN- 
TÓNIO ISIDORO DA FONSKCA, 1| || Anno M.DCC.XXXV. 1| Com 

todas as licenças neceffarias. ln-4.* de LVIII pags. (prels.) inums. e 
■19B nums., decorrendo da 1(31 em diante o «INDEX i| DAS COUSAS NOTÁ- 
VEIS.» E. 

As LVIII pags. prels. inçerem : titulo do ante-rosto (pag. I ; a II em branco) ; titulo do 
rosto (pag. Ill; a IV em branco); Dedicatória .AO SERENÍSSIMO SENHOR II IN- 
FANTE D. ANTÓNIO., (pags. V a VUI); Proemio ao .LEITOR., (pags. IX e X) ; 
«LICENÇA j; DA ACADEMIA REAL.> (varias: a primeira subscrita pelo Conde da 
Ericeira; e a segunda pelo Conde de Assumar: pags. XI a XV); .LICENÇA |1 DO 
SANTO OFFICIO.» (duas: a primeira, bastante extensa, subscrita por Luiz Almres; 
pags. XVI a X1.X) ; «Do Ordinário.» (datada e subscrita no fim; «Lisboa Occiden- 
tal nefta Cafa de Noffa Senhora da Divina |1 Providencia de Clérigos Regulares, 21. 
de Fevereiro de!I1735. ||0. Jozé Barbofa C. /?.»; pags. XX a XXXII); .Do Paço.» 
(pags. XXXIII e XXXIV), e mais Ires outras das mesmas entidades (Santo Cilicio, 
Ordinário e Paço) (pag. XXXV ; a XXXVl em branco) ; varias peças, em prosa e 
verso, em encómio da obra e do seu autor, a saber ; uma carta do Marquez de 
Pombal, datada e subscrita no fim: «... No :i quartel de Évora em 24. de Junho de 
1735. II ... \\ Sebastião Jofepli de Carmllio, e Mello.» (pags. XXXVU a XL); outra 
carta, datada e subscrita no fim: «... Lisboa 19. de Novembro de 1635. || .. . I| ^a- 
noel Pereira da Cofta.» (pags. XLI a XLV) ; um Epigramma em latim do P. Joa- 
chimus Rebello S. J. da Academia Eborense (pag. XLVl e XLVIl) ; uma poesia em 
latim do Doctor Joaiines Valente S. J., também Académico Eborense (pag. XLVIU); 
outra poesia latina, do -P. Bernardinus Corrêa S. J.>, também Académico Eborense 
(pags. XLIX a LI); dois «SONETOS. De Manoel Pereira da Costa (pags. LU e 
LIII); dois «SONETOS.. Do Padre Fr. Raymuitdo Mifforio (pags. LIV e LV) ; e 
dois outros*. SONETOS., de autores anónimos (pags. LVl e LVII ; a LVlll cm 
branco). 

Esplendida edição; de impress,ío nitidissima em papel de linho de excelente qualidade. 
Adornada ciim uma bela gravura reproduzindo o busto do infante D. Luiz, e com 
dois interessantes cabeções alegóricos, o primeiro dos quais, a encimar a Dedica- 
tória, reproduz, ao centro, o escudo d'armas do mesmo Infante; e ainda duas lindas 
letras de desenho de fantasia. A gravura e os cabeções apresentam a seguinte ru- 
brica do artista que os executou : O. F. L. Debrie dei. et scitlp. 1744. ; e uma das 
letras iniciais ; Debrie f. 

Livro curioso e estimado. Os exemplares são raros, sobretudo quando completos e per- 
feitos como o que expomos á venda. 



180 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

2547— Portugal {D. Manuel ríte).- OBRAS |1 DE. .. EN LISBOA. . . Afio M.DC.V. 

(1605). 

(Do fronlispictu dwios a segninte exacta reprodvçãu foloiincoíjráfica): 

OBRAS 

D E 

DON MANOEL 

DE PORTVGAL. 



Qm licencia ie li SJnquiJicim 
y ^rtuilegio %eal. ' 

EN LISBOA, 

ImprcíTo por Pedro Crasbeecfs 
Ano de M-DCV. 

(O orifjinnl mede HSxll""") 

In-S." peq. de VlII IT. (prels.) iniiins., 487 niiiiis. na frente, uma em branco 

c niais VHl iniims., fin;iis. E. (peiv/ ). 

As VIII ff. (prels.) inums. compreendem o seguinie : titulo (frente da fl. I; verso em 
branco); «APROVAC,AM.», datada e subscrita: -Em Lisboa 9. de || Mayo de 95.» || 
FraiicKco Pereira.' (frente da H. II); «LICENC,AS.» permitindo a impressão das 
obras e a <SVMA DE LOS PRIVILÉGIOS., (verso da mesma ti. Ii;; e «ÍNDICE., 
(ff. lU e IV). 
As Obras de D. Manuel de Portugal que constituem esí.i interessante compilação (por 
alguns denominada Cancioneiro) e que se encontram insertas nas 487 ff. numeradas, 
comprePhdem composições em prosa e verso ; estas, divididas em dezassete Livros e 
na sua maioria compostas em castelhano, constam de Canciones, endechas, Qdas, 
Ottima Rima, Otiaua rima fuelta, Ottaiia rima cortada, Romance, Sextina, Sexta 
Rima, Sexta rima fnelta, Solao, So.-tetos, Sparfas, Tercetos, ver/o cortado, e fiij- 
toria de lonas : z aquelas de um -TRATADO || BREVE DA li ORACAM.., o qual, 
decorrendo de folha 450 a 488, compreende um •PROHEMIO. (ff. 460 a 466) e como 
que três capítulos, com estas epigrafes: «LEMBRANÇAS IM- |; portantes & de que 
re tem ge- 1! ral delcuido.»- «LEMBRANÇAS BRE- 1; uimmas, & Tubstanciaes,» - 
• PARA BREVE ME- 1| morial, fe põe aqui o || acto da oração .i- 1| breiiiado.». 
As VIII ff. inunis. finais inserem; <ADDIC,AM DE COMO AVEMOS\\de offerecer o 
fillio de Deos a feu \\ pay eterno.' (de H. 1 a VI) ; «ESPARSA.» (poesia ; frente da 



A2EVÊD0-SAMODAES 181 



H. Vil) ; e «Miendas de las erratas.» (verso da mesma H. Vil e frente da VIU ; o 
verso desta em branco). 

Na impressão das composições poéticas empregaram-se caracteres itálicos, e na das com- 
posições em prosa os caracteres redondos. 

Clássico. Obras muito apreciadas. Única edição até hoje publicada. Muito rara. 
Belo exemplar. 

Porlugal {D. Miguel rfe).— Veja-se : Constitviçoens synoãaes do bispaio <ie 
Lamego. . . 1683. 

2õ48-Portugal e Castro (1). Francisco rfe).— CRITICA || A' FAMOSA TRAGE- 
DIA II DO II CID, II COMPOSTA || Por PEDRO CORNELLI, || E reparos feitos .. 
a ella || PELO MARQUEZ DE VALENÇA 1| D. FRANCISCO || DE PORTUGAL, O Op ^ O 
E CASTRO, ii (Florão ornanienlal ; gravura em niadeiía) || LISBOA. Ij Na 
Oflicina de MIGUEL RODRIGUES, ! Impreílor do Senhor CarJeal Patriarca. 
II M. DCG. XLVII. II Cotn todas as licenças nccef farias. In-l.» de 18 
pags. E. 

Opúsculo interessante e RARO. Encadernadas juntamente estão as seguintes outras pro 
duções literárias do mesmo autor : 

.RESPOSTA „ DO MARQUEZ ;; DE VALENC.A 1| . . . || /lOS REPAROS DE HUM || 
Anonymo d Critica, que jez o mef | mo Marquei \\ A' FAMOSA TRAGEDIA |1 DO 

CID. II LISBOA. ; Na Oflicina de MIGUEL RODRIGUES, |1 ... || || M. DCC. 

XLVIII. II Com todas as llcciífas uecef farias. In-S.o de VIII-23 pags., afora uma em 
branco, final. 

As \'III pags. prels. (inums.) inserem: titulo e «LICENÇAS.' {Do Santo Orticio. 
-Do Ordinário.— Do Paço) permitindo a impressão. 

.ELOGIO II FÚNEBRE || DO || EXCELLENTE, E REVERENDÍSSIMO i| D. ÁLVARO 
II DE ABRANCHES, II BISPO DE LEIRIA, B COAíPOSrO í-fLO :| MARQUEZ DE 
VALENC,A II... II 4( || LISBOA, || Na Oflicina de MIGUEL RODRIGUES... || M. 
DCC XLVI. II Com todas as licenças necef farias. In-4.o de VlII-37 pags., além de 
ires em branco, finais. 

As VIII pags. prels. (innms.) inserem o titulo e as .LICENÇAS.» (Do Sante 
Oflicio. -Do Ordinário. -Do Paço.) permitindo a impressão. 

«ORAÇAÔ II CONSOLATORIA || AM MORTE || DE ELREV CATHOLICO || FI- 
LIPPE V. ||A' SERENÍSSIMA SENHORA || D. MARIA || ANNA VICTORIA || Pr/«- 
ceza do Bra/íV, |; COMPOSTA !| Por D. FRANCISCO || DE PORTUGAL E CASTRO 
II Marquez de Valença. (5. liid. de log., a. data da impressão). In-4.o de VI-8 pags., 
além de II em branco, finais. 

As VI pags. prels. compreendem o titulo e a Dedicatória á Princesa do Brasil, 
encimada, bem assim como o texto da Oração propriamente dito, por um cabeção deco- 
rativo tendo ao centro o escudo das armas reais de Portugal (gravura em madeira). 
«ELOGIO A' CONSTÂNCIA, II QUE EL REY || D. JOAÔ V. 1 ... || TEM TIDO NA 
SUA DILATADA II enfermidade, FEITO PELO |i MARQUEZ DE VALENÇA || ... |I 
(Vinheta ornamental : gravura em madeira) || LISBOA. || NA Oflicina de MIGUEL RO- 
DRIGUES, || ... II II M. DCC. XLVIII. :i Com todas as licenças necef fartas.' 

In-4.0 de IT pags., afora três em branco, finais. 

«ELOGIO II FÚNEBRE, || A' MORTE DO SERENÍSSIMO ;| SENHOR INFANTE || D. 
ALEXANDRE, II Feito || PELO MARQUEZ DE VALENC,A l| ... || (Florão ornamental ; 
gravura em madeira) || LISBOA. ', Na Oflicina de MIGUEL RODRIGUES, || ... 

li II M. DCC. XLVII. II Com todas as licenças necef farias. In-4.o de 11 pags., 

além de uma em branco, final. 

«ELOGIO il FÚNEBRE II DE II DIOGO DE MENDOÇA || CORTE-REAL, i| Secretario 
de Estado, ■ RECITADO NO PAÇO i| PELO || NARQUEZ DE VALENÇA, || Cenfor da 
Academia Real, || Em 17. de Mayo de 1736.» (S. ind. de log., n. de data da impres- 
são). In-4.o de 15 pags., afora uma em branco, final. -Tanto esta peça como a que 



182 CATALOGO DA LIVRARIA 



ií*- 



Òo, 



segue, não teem frontispício propriamente dito ; o titulo vem na primeira pag., a 
encimar o texto. 

.DISCURSO II DO II MARQUEZ DE VALENÇA, 1| SENDO DIRECTOR DA ACADE- 
MIA REAL, II Na Conferencia, que fe fez em 7. de Setembro || de 1756.» (S. Ind. de 
log., n. de data da impr.). In-4.o de 7 pags., além de uma em branco, final. 
.DISCURSO II APOLOGÉTICO |: EM DEFENSA || DO THEATRO || HESPANHOL. II 
ESCRITO I PELO MARQUEZ DE VALENC,A || D. FRANCISCO || DE PORTUGAL. 
II (Flor.io decorativo; gravura em madeira) || LISBOA OCCIDENTAL. || Na Oflicina de 

MIGUEL RODRIGUES, Imprefror i| do Eminent. Senh. Card. Patriarca. Ij || 

M. DCC. XXXIX. II Com todas as licenças necef farias. In-4.o de VlII-50 pags. 

As VIU pags. prels. (inuuis.) inserem o titulo (p.ag. I ; a II em branco) e «Ll- 
CENC,AS.> (Do Santo Oflicio.-Do Ordinário. -Do Paço) permitindo a impressão 
(pags. Ill a VIII). As Licenç.is do Paço são duas: a primeira, bastante e.Ktensa, pois 
ocupa cinco pags., vem datada e subscrita no fim: «...Lisboa Occi-|| dental nefta 
Cata de noffa Senhora da Divina Providen-jl cia de Clérigos Regulares 21. de Agofto 
de 1739. íl D. Jofepli Barbofa. C. R.« 
Colecção, valiosa, de nove folhetos interessantes e muito apreciados ; mui difícil de 
reunir. Belo exemplar. 

Portuguezes e os (actos (Os). . — Vej.i-se: liuussado Gorjào {João Da- 
másio)- 
2549 - Fossadas {Fr. Francuco de). — Vida dei glorioso P. y Pati-iarcha S.itito 
Domingo de Guznian, fimdaiior de el Orden de Predicadores. . . Kscrita, y 
£? Qi aPindida por . . E/t Madrid: En la Imprcnta d? Don Gregório HermnsUla. , . 

Mm de M.DCC.XXI... In-4.<> de XXlV-tí42-XXII pags. E. 

O titulo acha-se guarnecido de peqs. vinhetas ornamentais, simetricamente dispostas. 

25ã0— Potteu (De). — Considéralions sur Tliistoire des principaux Conciles, 

depuis les Apòtres jnsqu'au grande schisme d'Oocidenl, sous Pempire de 

C ^ Charlemagne. Par. . . A Paris, Au Bureati du Censeur Eiiropéen. . . Et chez 

Eijmery (el) Raudouin frhres.. , 1818. Iri-8.", 2 vols. de xxxvj-447-I e IV-436 

pags. E. 

As xxxvj pags. prels. do tomo I compreendem : ante-rosto, rosto e um cDISCOURS 
PRÉLIMINAIRE.. 

2551 — Poujoulat (ií.).— Vie du Frère Philippe, Seperieur general de 1'Instiliil 
des Frères des Écoles Chrótiennes, par. . . Troisième édition. Tovrs: Mame 
et FiU, Editevrs, I87õ. In-8.o de 376 pa^-s. E. 

Ilustrada com uma bela gravura a buril (P. Girardet se. d'après H. Vtriiet. - Em. Ber- 
t/tlault Imp. Tours.) reproduzindo um magnifico retr. de fr. Philippe. 

25r)2-Pozuelo y Espinosa {U. .Ivan yl?iíoHio).-EMPRESSAS 1| POLITICAS, MI- 
LITARES, II QUE CON EL ADORNO || DE MOHALiDADES, || Y VIRTUDES, 
IITIENEN POU VNICO, Y PHINCIPAL i| Objeto facar vn perfeictinimo || 
II Soldado, II LAS QUE OFIíECE, 1| y iiumilde pone à las plantas de la |1 
Emperatrlz de los Gielos Maria || Santiflima, venerada en lu [j Imagem de 
los Remédios || de OcaFia. || SU AUTOR || DON .lUAN ANTÓNIO POZUELO 
Y ESPINOSA, II lieç/idor perpetuo qve ha fido por el Eftado \\ de Carnlleros 

Hijof-Dt.lyos de la || mi/ma Villa. || || CON LICENCIA || || EN 

MADRID: En la Imprenta de Joíepli Gonzalez; || vive en la Calle de la 
líncomienda. || Ano de M. DCC. XXXI. — In-fol. de XL pags. (prels.) inums., 
602 nums., e mais XIX inums , finais, além de III em branco. E. 



O 



AZEVEDO -SAMODÂ ES 183 



/ 



.is XL pags. prels. compreendem: titulo (circundado por tarja de composição tipográ- 
fica com pequenas vinhetas de ornamento, simetricamente dispostas) ; Dedicatória á 
Senhora dos Remédios ; Censura e mais peças permitindo a impressão da obra ; poe- 
sias em homenagem da obra e de seu autor ; .TABLA ;| DE LOS ASSUMPTOS, Y |1 
Empreffas contenidas en efte li Libro.. ; .TABLA || DE LAS FIGURAS OEOMETRI- 
llcas contenidas en efte Libro.»; e «PROLOGO.. 
Nas XIX pags. inums. finais decorre, a duas colunas: .TABLA 1! DE LAS COSAS !1 
MAS NOTABLES:iDE ESTE LIBRO,;; LAS QUE SE HALLARAN A LA || Ein- 
prefra, Eftancia, y Numero |] que Te renala.> 
Livro, no seu género, interessante e estimado. O texto acha-se enriquecido de muitos e 
curiosos emblemas (gravura em madeira). A pag. 163 vem um llorão de rematei 
cujo desenho reproduz uma oficina tipográfica antiga. -MUITO RARO. Belo exem- 
plar ; com ene. (inteira de carneira) da época em que o livro apareceu á luz. 
Pozze (P. Loivn^o (í(7/e).- Lttlera aiinva dei liiappoiíe .. — Veja-se : Let- 
tere nnitve deWItidia. . , 
2553— Prado (U. Cusiano de). — Desci ipcion física y geológic.i de la província 
de Madrid, por. . . Madrid : Iinpr. Nacional, l!^b'4. In- foi. de XVÍ-2iy pags. E. 
Estudo curioso, ilustrado com diversas vinhetas intercaladas no texto e IV estampas im- 
pressas em separado, em folhas de grande formato (desdobráveis). 

2554— Pradt (M. De).— De la révolution actuelle de Tlispagne, et de ses suites; 
Par. .. A Paris, Chez Béchel Ainé. . 1820. In-S." de X1V-222-I pags. E. 

2355 L<'Earope el rAniérique en 1821; par... -4 Paris, BéchetAiné, 1822. 

In-S." gr., 2 vol. de XVI-419-I e VI-347-I pags. E. 

2556 Hístoire de Tambassade dans le grand Duche de Vaisovie en 1812, 

par. . . Cinquième édilion, reviie et corrigée. A Paris, Chez Pdct . . iSlõ. 
(De rimpr. de Pillet). In-8.o de [V-x-xxij-239 pags. E. 

2537- PRAGMÁTICA || SANSSAM. || OU || LEY ESTABELECID.4 || POR ÍUZAM, 

II Contra as parvoíces dos homens, Dada á luz pelo zelo do bem commvtn. \\ / "J^ O 'Cy 

(Peq. grupo de minúsculas \inlietas tip. de ornamento simetricamente 

dispostas) II A AMSTERDAM, || CHEZ JEANNE ROGER. |1 || M.DCC. 

XXXV.— In-4.° de 8 pags. inums. B. 
Opúsculo curioso e RARO. 

2558— PRAGMÁTICA || SOBRE LA ORDEN QVE || fe ha de guardar en la refor- 

macioii y il cu en ta dei ano. || (Grande escudo d"armas; gravura em madeira) 
il Impreffo con licencia en Madrid, en cafa de Francifco Sanches, 1583. || 
Vendefe en cala de Blas de Robles, librero en corte.— In-fol. peq. de 
duas folhas inumeradas. 

O texto da Pragmática começa logo no alto do verso da primeira H., e termina no 

verso da segunda ti. 
Peça, no seu género, curiosa e apreciável. Muito rara. 

25.59— Prat (P. J.-iW.).— Hístoire du Père Ribadeneyra, disciple do Saintlgnace; 
par Ití. . de la Compagnie de Jesus. (Vinheta-emblèina da mesma Conip'). 
Paris: Victor Palme... 1862 {Typographie .Monnoyer Fières, au Man»). In-S." C^af)\j 

de VII-640-I pags. E. "^ 

As Vil pags. prels. compreendem: ante-rosto, rosto e um «PRÉFACE.» 
Estudo biográfico interessante e estimado ; adornado com uma bela gravura a buril (H. 
Iinlé del.-lmp. F. Chardon aiité, 30, p. Hautjonlle,' Paris -F. Vogel se.) reprodu- 
zindo um magnifico retr. do P. Ribadeneyra. 



^£5 



-O 



.1 



A^/. 



184 CATÁLOGO DA LIVR ARIA 

2560- PRATICA II DE TRÊS PASTORES || A SABER, RODRIGO, LOIRENC,0, 
f„ Q E SYLVESTRE 1| Os quaes apparecendo-lhe o Anjo a noyte de Nalal, |1 

efpandos chamão hum ao outro, dizendo 

Estes dizeres vecm no alto da primeira pag. do opúsculo, por sobre uma estampa qua- 
drangular alegórica (tosca gravura em madeira) que encima o texto da Prática. No 
6m do texto desta, este registo : 

" EM LISBOA. II Com todas as licenças necessárias. 

In-4.° de 24 pags. inums. B. 

Prática muito apreciada, acerca da qual e das suas diversas edições (as mais antigas 
que conhecemos são as de Lisboa, 1626 : uma por António Alvares, outra por Ma- 
theus Pinheiro) D. Carolina Michaelis de Vasconcelos fez um interessante estudo.— 
Contrafacção executada no século XVIII. Multo para. 

25()l— Pratmans {D. Miguel). — (!;atecismo exemplificado ou Doutrina calliolica 
explicada rom muitos e notáveis factos históricos, parábolas e compara- 
^ ções. Publicado pelo Dr.... Bispo de Tortosa .. E reformado pelo Rev.d 

Padre José Mach. .. Traduzido em porluguez por Francisco Luiz de Sea- 
bra... Livr. Internacional de Ernesto Chardroii. Porto .. 1878. {Typ. de 
Ant. José da Silva Tei.reira). In-S." do 532 pags. E. 

Em parte da pag. 7 e na 8 vem uma tADVERTENCIA» do tradutor. 

2562- Prazeres (Fr. João rfos).— ABECEDARIO |1 REAL, || R REGIA IXSTRU- 
CGAM II de Príncipes Lufitanos, 1| Compoflo de 63. difcursos Politicas. ^ 
M)í-acs ; II OFFEIAECIDO II AO SERENÍSSIMO PRÍNCIPE || DOM JOAM N. 
Q C^ S. II (Escudo das armas reais de Portugil ; gravura em madeira) || Pelo M. 

R. P. Fr. JOAM DOS PRAZERES, |1 Pregador Geral, &' Chronilta iiiòr da H 
Religião do Príncipe dos Patriarcas || SAM BENTO. || LISBOA. || Com todas 
as licenças neceffarias. || Na Officina de MIGUEL DESLANDES, |1 Impref- 
for de S. Mageflade. Anno ltí!t2.— In-S." peq. de XXIV pags. (prels.) 
iiums. e 191 nums. (além de uma em branco, finai), decorrendo da 133 
em diante o nINDlCE || Das Authoridades com que fe exornão IJ os 63. dif- 
cursos deite Abecedario » E. 

As XXIV pags. prels. inserem as seguintes peças: titulo transcrito acima (pag. I ; a II 
em branco); Dedicatória .AO PRÍNCIPE || NOSSO SENHOR., (pags. III e IV) ; 
«Censuras» e 'Licenças, permitindo a impresfão (pags. V a XXIV). 
As «Censuras» permitindo a impressão são de : Fr. Joaõ da Magdatcna, Fr. Manoel 
Lettaõ. P. Joaõ de Almeida, da Companhia de Jesus ; Fr. Bento de S. T/tomas, 
Fr. Roque da Natividade e Fr. Rafael de Jesus, Cltrortista do Reyno. 
Na pag. 131 vem: -CARTA DE NOMES, || OU i' Significação dos féis nomes Reaes|lDo 
Serenirrimo Príncipe de Portugal || D. ÍOAM FRANCISCO, [IJOSEPH, ANTÓNIO 
BENTO, II E BERNARDO, II Para entretenimento de fua Real Infância. j| DECIMA.» 
(subscrita: «Z>e Fr. António Lopes Cabral... i). 
Livrinho interessante e estimado. Clássico. Raro. Bom exemplar, apenas reforçada a 
ti. do rosto. - Acerca do auctor e da obra, veja-se, além de outros: Dr. Solidonio 
Leite— C/ass/íos esquecidos; e Xavier da Cnnhi- Impressões Desídfideslanas. 

2563 O II príncipe || DOS PATRIARCAS || S. || BENTO || Primeiro Tomo 

II De sua Vida, discursada em em jf prezas Politicas e Prcdicaueis, pe \\ lio 
M.'o lí.do p.e Piéj/ador Geral || Fr. Joaõ dos Prazeres Chronista da Reli- 
gião deste Pay das Religioeny Todas || Natural da Cidade do Porlo || OtTe- 
recido || Ao Reuerendifsimo P." Fr. Joaõ Ozorio 1| Abbade Geral da Congre- 
gação do mesmo Príncipe. 



AZEVEDO - SAMODÃES 1 85 



Estes dizeres ou titulo, abertos a buril, acham-se distribuídos por uma portada alegórica 
também gravada a buril (assinada na base : Clemeiís BiUingue). Na base de uma 
estampa (gravura a buril em chapa de metal) que se segue á portada, também ale- 
górica e tendo a meio o retrato de S. Bento, o registo : 

Na impressa (sic) de António Oaesbeeck de Mello Impressor da Cana Real 
e á sua Custa || em L^'^ Ciem. BiUingue iniiento e ahrio Anno 1683. \n- 
fol. de, além da portada e estampa registaias, XXXIV pags. (prels.) 
inums., 3C4 nums. e mais XIV iniims. e uma em branco, finais. 

As XXXIV pags. prels. compreendem o seguinte: Dedicatória «AO REVERENDÍSSIMO 
PADRE i FREY lOAM OZORIO DOM ABBADE \ Qeral Da Ccingregac.am || DE || 
S.-\M BENTO. ^ (^ encimada por uma gravura alegórica reproduzindo o escudo de 
armas do mesmo Abade Oeral ; gravura a buril em chapa de cobre; pags. I e II) ; 
«REZAM , E II DEFENSA.M II DO TITULO DO LIVRO., (é encimada por um em- 
blema ; gravura a buril); pags. Ill a XI); .RETRATAC,AM ; EREMITICA.. (pags. 
XII a \V): segunda .REZAM, E DEFENSAM, DO TITULO DO LIVRO.' (pags. 
XVI a XIX; a XX em branco); Prologo -AO;, LEITOR.», encimado por um emble- 
ma (gravura a buril; pag. XXi) ; poesias em homenagem da obra e de seu autor: 
• DICOLON CÁRMEN IN LAUDEM PRINCIPIS || Patriarcharum Benedicti.. (parte 
da pag. XXII); .EPIGRAMA IN AUTOREM.. (restante parte da pag. XXII) : .ELE- 
GIA OEORGIJ DE MELLO, E LIMA, || Ad Autorem.. (parte da pag. XXIII); 
•SONETO AVTOR.> (parte da mesma pag XXIU) ; .DO DOVTOR ANTÓNIO DE 
VILLASBOAS í; & Sampayo dó Dezembargo de Sua Alteza. = (restante parte da pag. 
XXIU e parte da XXIV); .DO DOVTOR FRANCISCO SARAIVA., (três decimas; 
restante parte da mesma pag. XXIV e parte da XXV) ; e soneto -DE MANOEL 
BARBOZA .MACHADO., (mesma pag. XXV); -LICENÇAS DA ORDEM.-; .LI- 
CENÇAS DA ORDEM..; «LICENÇAS DA ORDEM...; yUCENC.AS DO SANTO 
OFFICIO.», e <LiCENC,A DO PAC.O.. permitindo a impressão da obra (pags. 
XXVI a XXX); .DIRECC,AM 1 DAS EMPREZAS.. (pags. XXXI a XXXIII); e -ER- 
RATAS., (pag. XXXIV). 
De pagina 1 a 360 decorre o texto da obra propriamente dito ; e de 361 a 364 (ultimas 
das pags. nums.) uma poesia latina, com a epigrafe : «OPERA |j PAVLI |! CASINEN- 
SIS : IN LAVDEM || PATRIARCHARVM PRINCIPIS BENEDICTI ' APUD BIBLIO 
FLORIACENS. Fecha com os usuais dizeres :-.FINIS 1| LAVS DEO. || VIROINI 
QVE MATRI, PARENTI || QVE BESEDICTO.^, seguidos por uma linha de peque- 
nas vinhetas ornamentais simetricamente dispostas e por um elegante jarro com flo- 
res (gravura em madeira). Nas VIII primeiras das XIX pags. inums. finais, a duas 
cols., o dNDICE DOS LVOARES DA ESCRITURA o. .n. MOSTRA O NVME- 
RO.» ; e nas restantes (IX a XIX), também a duas cols. por pag., o .ÍNDICE il 
DESTE PRIMEIRO ,| TOMO.», que remata com o clássico :-«FINIS. U LAVS DEO... 
seguido de um liado Horão ornamental (gravura em madeira). 

O li PhlNCIPE II DOS PATRIAHCH.AS || S. BENTO 1| SEGUNDO TOxMO 

11 DE SUA VIDA, II DISCURSADA E.M EMPRESAS II Politi&is, & Moraes. 
11 Pelo U. R. Padre Pregador Geral \\ FREY JOAM DOS PRAZERES, H Chro- 
niíta Mòr da Congregiçaõ do nielmo Princi- 1| pe. natural da cidade do 
Porto. II OFBERECIDO AO REVERENDÍSSIMO PADRE il FREY VICENTE 
DOS SANTOS, il R. Abbade GCral da Religião de/te Pay das íieligwes to- 
das... E POR ELUE DEDICADO AO EiMlNKNTISSIMO SENHOR | D. JO- 
SEPH DE AGUIRRE i| CARDEAL DA SANTA IGREJA ROMANA 1| Monje Be- 
nedictino. |1 LISBOA, 1| Na Officina de JOAM GALRAM. Anno de 1690. 

II II Com todas as licenças neceff árias. i| A cuíta da Congregação de 

S. Bento.— In-fol. de XXIV pags. (prels ) inums. e 482 nums.— Os dois to- 
mos. E. 

Na primeira das XXIV pags. prete. o titulo acima transcrito; a pag. li em branco; de 
pag. Ill a V, encimada pelo respectivo escudo d'arma3 (gravura a buril em chapa 



// 



■// 



186 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

de ufetal), a Dedicatória ao Cardeal D. José de Aguirre (subscrita: «Súbdito que 
niays venera a V. Emiiieticia. FREV VICENTE DOS SANTOS. || O&al da Con- 
gregação de S. Bento de Portugal, tí' Provinda do \\ Brafll, C-'c.>'); na pag. VI a De- 
dicatória de fr. João dos Prazeres «AO REVEl^EMDISSIMO PADRE HFREY VI- 
CENTE DOS SANTOS..,» ; nas pags. VII e VIU, encimado por um emblema (gra- 
vura em cobre), o Prologo «AO LEYTOR..; de pag. IX a XII a -DIRECÇAM (Ín- 
dice) [t DAS EMPREZAS.» ; de pag. XIII a XVII poesias de vários autores em encó- 
mio da obra e de seu autor (entre outras as seguintes : «DOCTORIS ANTOIJ DE 
VILAS BOAS ETllSampayo Portugalenfis Senatus, Senatoris.. ; .DO PADRE D. 
GASPAR DA ENCARNAÇAM : Cónego Regrante de Santo Auguftinho. || SONETO.. ; 
«DO PADRE FR. LUCAS DE S. CATHERINA |l Collega do Real Collegio de Coim- 
bra dá íl Ordem dos Pregadores.. SONETO.»; «DE JOAM FERREYRA DA SVLVA. 
II EPYORAMMA.. ; >DE TROILLO DE VASCONCELLOS D^CKA^W/l. || SONE- 
TO.») ; e de pag. XVIIl a XXlll (a XXIV em branco) as Licenças peruiitiddo a im- 
pressão («LICENÇAS D.\ RELIQIAM.- (três Apromçõa: a primeira, "Dada em efte 
II Mofteyro de São Bento da Saúde da Corte de Lisboa 26. (| de Fevereyro de 1689.», 
de Fr. Rafael de Jefus; a segunda, de Fr. Roque da Natividade; e a terceira, de 
Fr. Vicente dos Santos) -«APRO VACAM DO SANTO OFFICIO.., subscrita por Fr. 
Francisco de S. João Baptista -.APRO VACAM DO PAÇO.., datada de «S. Roque 
29. de Outubro de 16S9.», e subscrita por João de Aluieida; etc). 

As 4S2 pags. nums. inserem : de pag. I a 447 (a 443 em branco) o te.'íto propriamente 
dito da obra; de pag. 449 a 459, a duas cols., o ..INDEX || DA SAURADA SCRI- 
PTURA.. ; e de pag. 460 a 482, também a duas cols., o .INDEX 11 DAS COUSAS 
MAYS NOTÁVEIS II defte Segundo Tomo.», que remata com o usual--LAUS DEO 
II Virgiiiiqiie Matri Parenti que Beitedicto.'. 

A composição tipográfica, executada com caracteres redondos e itálicos de vários corpos, 
acha-se embelezada de vários florões de remate, gravados em madeira. 

O texto, apresentando abundantissimas notas e citações marginais, está enriquecido de 
numerosos e interessantes emblemas (gravuras a buril em chapa de cobr«, assinadas, 
as do primeiro volume: F. Oomes F.; e as do segundo: Duarte. 

Obra clássica e muito estimada. A edição, de impressão muito cuidada e nitida, é a 
única até hoje dada á luz. Os exemplares são MUITO RAROS. O nosso, completo 
e perfeitíssimo, acha-se revestido" de uma magnifica encadernação (inteira de carn.) 
da cpoca, ornamentada: a ouro n.i lombada, e a frio nas pastas." 

O autor deixou pronto a entrar no prelo o original dos tomos 3. o e 4.°, que constituía 
o complemento da obra; todavia esse original não chegou a imprimir-se. 

2564— Prazeres Maranhão (Fr. Francisco dos).— Index histórico do EÍ.UGI- 
DARIO de Fr. Joaquim de Santa Ro.sa de Viterbo de Graãis. Precedido de 
liuma breve noticia da Vida, e Escriptos do mesmo aulhor, Composto por 
(^ ^ liuin ex-Jiabitanttí da I'raga, e dado ao prelo por António Fernandes Pe- 

reira de Favaios. Lisboa: 1S36. Na impessão cie Galhardo e Irmãos. . 
In-4.'' de 47 pags., afora uma em branco, final. E. 

É opúsculo estimado e muito raro, -Inocêncio referindo-se-lhe, diz: «É mui raro de 
encontrar no mercado, onde so vi até agora um, que comprei » — Foi publicado sem 
o nome do autor. 

2505— Preces sancU Nersetis Clajensis armeniorum Patriarciíae. Triginta Iri- 
bus linguis edilae. Venetiis- Insula S. l.asari, 1862. In-8.o peq. de XVI- 
O C^ 5(J2-II pags. E. 

Magnifica edição, nitidamente impressa com caracteres latinos e árabes; adornada com 
um lindo ante-rosto alegórico ^/?ossi inv. e des.-Bernasconi inc.) e um belo retr. de 
S. Rierses Clajciísis (Busato dis.-O. Bernasconl inc). Óptimo exemplar; dourado 
no corte das folhas. 

2566 — Prefumo {António}. — Grammatica da lingua italiana; para os portiigue- 
. zes. Por. . . 2.* edição. Augment ida e corrigida pelo mesmo anthor. Lis- 
' ^ £^'' 6oa, ÍTj/p. de Ant. José da Bocha. . . 1840. In-8.° do 224 pags. E. 

Na pag. 5 vem uma Dedicatória do autor ao Conde de Farrobo. 



AZEVEDO -SAMODÂES 187 



25IÍ7- Prestes (António).- Am OS || DE || ANTÓNIO PRIÍSTr.S|l || -2." 

edição, extr.-.liicia da de 1587 || || REVISTOS POR TITO DE NOHO- ^ /^^<P c5 

NHA II ■^»- !| PORTO II Em casa de V. More— editora i| — || 1871. (No -^ '^ 
verso da II. do ante-roslo, em baixo: «PORTO-IMPRENSA PORTUGQE- 
ZA»), — ln-8.° de XI-o03 pags.. além de uma em branco depois das XI 
prels. e outra no fim do volume. E. 

N.1 primeira das XI pags. prels. o titulo correspondente ao ante-rosto (.AUTOS DE AN- 
TÓNIO PRESTES.); na III (a U em branco) o titulo relativo ao rosto: e de V (a IV 
em branco) a XI decorre uma interessante noticia bibliográfica por Tito de Noronha) 
datada no fim: «Porto, junho de 1871. ■ As 503 pags. nums. encerram os seguintes 
Autos : — €A\íto da Ave- Maria» (pag. 1 a 101)-«Auto do Procurador» (pag. 103 a 170, 
-«Auto do Desembargado]» (pag. 171 a 234) — «Auto dos dons irmãos» (pag. 234 a 2S0) 
— sAuto da ciosa» (pag. 2S7 a 344)— «Auto do mouro encantado (2. a parte do Auto da 
ciosa)» (pag. 345 a 429)- «Auto dos cantarinhos» {pag. 431 a 503). 

Os Autos de António Prestes são sem duvida uma das produ<;ões literárias quinhentistas 
mais interessantes e apreciáveis. Os exemplares desta nuii cuidada reimpressíio já não 
são vulgares. 

A edição primitiva (verdadeiramente preciosa por extremamente rara), inserindo doze Autos 
de vários autores e constituindo um 4. o de 179 ff. de duas colunas, nums. na frente, 
apresenta no frontispicio os seguintes dizeres: «Primeira psrte dos autos e comedias 
portuguezas, feitas por António Prestes, e por Luis de Camões, e outros auctores por- 
lugnezes, cujos nomes vão no principio de suas obras. Ai^ora novamente juntas e emen- 
dadas nesta primeira impressão por Affonso Lopes, moço da Cap::lla de suas Mages- 
tade, e â sua custa. Impressas com licença e privilegio real por André Lobato, im- 
pressor de livros. Anuo de M. D. LXXXVIL». 

25B8 — Prato Pacheco [J. C.).— Estudos econoniioiís. O Pauperismo e a Asso- ^1^ ^ ^ 

ciação. por... Coimbra: Iinp. da Universidade, i868. Iri-8.° de 2I1-I 
pags. E. 

Volume primeiro e único que se publicou. 
i569-Prevost í-ltóé).— HISTOIRE \\ \)U CHEVALIEli |1 DES GRIEUX, ii ET DE 
II MONON LESCAUT. || PREMIERE PARTIE. \\ (Grupo de peijs. vinhetas 
ornanient;iis, em disposição combinada) |1 A AMSTERUAM, |1 Aux dépens 
DE LA CoMPAGNiE. || - || M- DG<]. LllI.— In-S." [leq., duas partes de 

IV-302 e lV-2o2 pags. E. 

As IV pags. prels. de cada um dos dois vols. compreendem o ante-rosto e o rosto ; e as 
pags. 1 a 11 da Parte primeira um «AVIS || De PAuteur des Mémoires \ d'uit Homne 
de qualité.t. 
Obra muito estimada. Magnifica edição. MUITO RARA. O nosso belo e.xemplar apresenta 
grandes margens, o que faz supor que talvez pertença a tiragem especial ; óptima en- 
cadernação de carneira fina (contemporânea e bem conservada), tendo a lombada e as 
pastas ornadas a ouro ; e dourado por folhas. 

257i'— Prévosl (/íi,a;íoíi/<e).— Nouveau mamiel complet de sténographie ou tP_y \ — /O 

Art de suivre la p'u-ole écrivant. Par... Nouvelle édition, Revue, ang- y^'^ 

iiientée et accompagnée de Planohes. Paris: A la Lihrairie Encyclopédiqiie 
de Pioret .. 1S55. In-8.° peq. de 120 pags. e ties est:iinpas (em li. desdo- 
bráveis) com caracteres slenogrãficos. E. 

(^ PRIMEIRA PARTE II DE LAS SENTENCIAS. . .—Veja-se : Rodrirjues 
FJioreufe {André}. 

Primor e Honra da Vida Soldadesca nu Estado da índia. . .— Veja-se : ii(i)'- 
dinha Mimoso. 



/^^ 



)#^ 



CATALOGO DA LIVRARIA 



^í* 



2571 -PRIVILÉGIOS 1| DA HELI- |1 GIAM DK S. 1| IO AM DE IlIE- \\ RVS4LEM. 

II Novamente confirmados por \\ el Heij dom Phelippe \\ II. || ^^5^^ot5"%Í II 
D O KM LISBOA, II Com licença lia Imjtu Inquiliçfio ife do || OrJinario, por lorge 

Rodriguez |1 linpreflor |{ de . ln-i.° de 

IV ií. (prels.) inunis. e 15 riuiiis. na frente, além de uma em branco, 
. final. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das IV ff, prels. o titulo acima transcrito, que 
se encontra guarnecido de cercadura constituida de pequenas vinhetas tipográficas 
ornamentais simetricamente dispostas; na frente (verso em branco) da II os Vistos 
ou Licenças permitindo a impressão; e nas III a IV a 'Carta teftemimhanel Apof- 
íolka' ou Pastoral de Frey Luis Alvarez de Távora, Presidente da ordem do Hos- 
pital de S. João. 
Os "Privilégios- compreendem as seguintes peças; «CONFIRMAC,AM» II DOS PRIVI- 
LÉGIOS DO PA- pa Paulo V. hora na igreja de Dcos iircfideiite." ;-'CONFIR- 
MAC.AM NOVA DE\\fua Mageftade. ;^CARTA DELREY DOM Dl-\\nh, que 
tal lie.- ;-<^CARrA DELREY DOM } Pedro.^ ;- CARTA DELREY DOM ]\ Alfon- 
so.'!— «CARTA DELREY DOM WDluls.-:- -EL REV DO.M lOAM.. ; -«C/lRr/l 
DELREY DOM \] loão.- ;-^CONFlRMAC,AM DELREY\\doin Manoel, ^ delRey 
dom João u o te/ceiro.> .--^CARTA DELREY DOM || Aía/iat/.. ;- «PRIVILEGIO 
PÊRA NAM PA-1 gar Ciza.^ ; -.Carta ou Alvará: «ELREY DOM PHELIPPE.» ;- 
.CONFlRMAC,AM NOVA.> 
Primeira ediç.ão, de que Inocencio-não teve conhecimento. Os exemplares são DE EX- 
TREMA RARIDADE ; não ha noticia de qualquer outro além do nosso, que apre- 
senta ligeiros defeitos de humidade. Pude, porém, mesmo assim, considerar-se exem- 
plar precioso e de subido apreço e valor. 

257-2— PRIVILÉGIOS || CONCEDIDOS, E CONFIRMADOS POR ELHEI i| D. 
JOÃO O V. II NOSSO SENHOR || A' Ordem, e Milícia da Sagrada Religião de 
C/) f?ir> '^ ^ S. João do Hos- II pilai de Jerusalém de Malta em 3. de Dezembro de 4728. 

cZ. ' II Sendo Grão-Mestre da mesma Religião no dilo armo |j O EMINENTISSl.VlO || 

Fr. D. ANTÓNIO MANOEL DE VILHENA. || Portuguez, \\.6rão-Prior neste 
Priorado de PoHugal\\0 SEBENISSIMO SENHOR INFANTE |l D. FRAN- 
CISCO, II A quem veio pov Embaixador da dita Religião || O BALIO CONDE DE 
ARRACK. II E ao presente he Grão-Mestre \\ O EMINENTÍSSIMO || Fr. D. MA- 
NOEL PINTO DA FONSECA, || Da Nação Portuguesa. || O SERENÍSSIMO 
SENHOR INFANTE || D. PEDRO || Orão-Prior, e Prelado Superior neste Reino 
e senhorios de || PorÍM^n/ 1| Mandou-os imprimir á sua custa, por especial 
ordem do mes- !| mo Sereníssimo Senlior. || JOAQUIM JOSÉ', 1| Soldado pri- 

rilegiado da Sagrada Religião de Malta. \\ • || LISBOA, l| Na Officina de 

Miguel Manescal da Gosta, Impressor do || Santo Officio. Anno 1764. || Com 
todas as licenças necessárias. In-4 " de VIII 53-1 pags. E. 

As VIII pags. prels. inserem: frontispício, Dedicatória, Decreto de Sua Magestade e Al- 
varás; e a ultima pagina, as «LICENÇAS.» (Do Santo Cilicio. — Do Ordinário. -Do 
Paço). 
A Dedicatorta, com uma linda letra inicial, é encimada por uma bel<' vinheta decorativa 
tendo no centro o escudo das armas reais portuguesas. Tanto ã letra como a vi- 
nheta são gravadas a buril e impressas a tinta rouxa. 
Opúsculo interessante, estimado e pouco vulgar. Belo exemplar. 

2573— PRIVILÉGIOS H DOS CIDADÃOS DA || Cidade do Porto. || Concedidos, ^ 

confirmados peUos Reys deste Rey- \\ nos, ^ agora nouamente por el Rey dom 

, ^ Phe- II lippt II. .lofso senhor. \\ Sendo Juiz de fora o Leceiíceado Rodrigo de 

/ f ^i// ^ Camera. || Vereadores. || Manoel Tavares Pereira. || Diogo Leite de Azevedo 



AZEVEDO -SAMODÃES 189 



Afonlo Corrêa de Azeuedo. || Aluaro Ferreira Pereira. || Procurador da 
cidade Baptifta da Cofta de Saa. || (Selo ou signo da cidade do Porto: a 
Virgem entre duas Torres; gravura quadrangular em madeira) || Com li- 
cença da Santa Inquiíição, & Ordinário, || Impieflos com licença do dito 

Senhor, k cufta das |] rendas da cidade. Anno de M. DC. XI. (Itíll) 1| il 

NO PORTO. Em cafa de Frucluofo Lourenço de Bafto.-In-4.° de IVpags. 
(prels.) inunis. o 53 nums., afora uma em branco, final. E. 

Na primeira das IV pags. prels. o titulo acima transcrito; a pag. II em branco; e nas 

pags. III e IV vêem as .LICENÇAS.> permitindo a impressão. 
O texto propriamente dito dos Privilégios fecha com o usual «LAVS DEO.>, seguido 
desfoutro registo da impressão: -A/O PORTO. Em cafa de Fructuofo Lau-\\renfo 
de Basto Anno de 1611. 
Livro clássico e estimado. Primeira edição (a segunda, também impressa no Porto, é de 
I87S e constitue um 8.o de VI-6I pags). Muito rara. 

2o74-PROCESSIONARIUM || MONASTICUM || JUXTA CONSUETUDINEM || y 

MoniclioaiHu Nlgrurum Ordinis || S.P..N. BENEDIGTI |1 Regnoriim Portu- Á^ O D 

g;dia3 II (Gravura quadrangular tendo ao centro a iiuagem de S. Bento, 
circundada pela divisa em volta: GRATIA BENEDICTVS ET MOMINE) || 

CO.NIMBRIC.-E: |1 || Ex Typ. In Hcgali Arlium Collegio Soe. Jesu, |I 

Anno Dni M.DGG.XXVII. || Com facultate Svperiorum. In-4.o de VIII pags. 
(prels.) inunis. e 246 nums. E. 

As VIII pags. prels. inserem : frontispício, impresso alternadamente a preto e a verme- 
lho (pag. I); «ORXCULUM, QVOD DIVINITUS || Ad S. P. N. Bededictum factum i| 
suiffe perhibetur.» c uma das iLicenças de S. Otlicio,- (pag. II); mais duas Licenças 
do S. Oflicio e uma Do Ordinário e ainda outra do Paço (pags. Ill e IV) ; e <TA- 
BULA :HUJUS OPERIS.» (.tabula HYMNORUM..-<.HymniDominicales..-«In 
Fertis B. Maria; Virg.»-"Hymni proprij Sanctorum.»— 'Hymni Communes Sancto- 
rum.»— «Antiphonae B. Mariae pro diverfis tem- 1| poribus >) (pags. V a VIII). 

O texto consta de numerOL^os trechos musicais com a respectiva letra. 

A composição tipográfica, em que se revela muito cuidado e pericia, é embelezada com 
um cabeç.io decorativo que tem ao centro o conhecido emblema da Compa de Je- 
sus : I H S, cjm dois Horões de remate e numerosas e lindas letras iniciais de de- 
senho de tantasia (gravuras em madeira). Impressão a duas cores -preto e verme- 
lho. -Livro apreciável e RARO. Belo exemplar, com ene. da época. 



2575- PROCLAMACiON II C.4T//(>L/C/1 II A LA MAGESTAD PIADOSA DE || 
FELIPE EL GLANDE || REY DE LAS ESPANAS, Y EMPE1!AD0P> DE LAS 
ÍNDIAS, II NVESTliO SENOíi || Los Confelleres, Confejo de dento de la Ciudad 
(ff 73«rc'e/ono. II (Pequena vinlieta de ornomento; gravura em madtira) || 
Impreílo en Barcelona, & agora em Lisboa p >r António Aluarez, Im- || 
preflor dei Hey noílo Senhor. Anno de 1641. — ln-4° de IV pags. (prels.) 
inums., 169 nums. e m-iis III inums, finais. Des. 

As VI pags. prels. compreendem : titulo, encimado por uma gravura em madeira repro- 
duzindo a sagrada Eucarestia (pag. I); Licenças permitindo a impressão (pag. 11); 
Dedicatória a D. ]o.âo IV (é encimada pelo escudo de armas reais portuguezas, e começa 
pela formula-"SENHOR, e termina: <...Deos 1 guarde, como Teus leaes vaffalos 
defejamos !| aos II. de lulho de \(>U.'\ Lourenço de Queirós.') (pags. III e IV). 

Nas III pags. inums. finais decorre o «ÍNDICE DE LOS |! Parágrafos.» ; e no fim, como 
que a rematar, a seguinte subscrição ; «Cí?'« todas as liceuças necef farias. H Em Lis- 
boa. Por António Aluarez ; Imprefror dei Rey N. S. 1641.. 

E interesssnte esta Proclamação que o Principado de Catalunha dirigiu a Felipe II ; e a 
edição, de Lisboa, MUITO RARA. Bom exemplar. 



^ 0^(^^ 



^ 



IQO CATÁLOGO DA LIVRARIA 

2j76— Progressos Académicos dos Anoiíymos de l.ishio. Primeyra p:irte. 
(^ /^ O C> OlTerecidcis ao Senhor António Galvão & Castello-Rianco Fidalgo da Casa 

/_^ de Sua Magestude, &c. . . ( Vinhtta\. Liiboa Oncidentul, Na Ofjic. de Jofcph 

Loj,es Ferreijra, 1718. in-4.o de IX-3S0 pags. E. 

O frontispício é impresso a preto e a vermelho. Muito estimada. Edição original. RARA. 
- Protasio (/Mií — fift (j'.l)-ímnirt).— Veja-se : Lellere annva d'i'll'Liditi .. 

2577— PTOLOM/EUS.-LA GEOGIÍAFIA || 01 CLAVDIO TOLO.MEO || ALK- 
SANDRINO II Nuouamerde traclolta di grer,o iii llalimo \\ DA GIROLAMO HVS- 
(^ELLl, II Con Espositioni dei medesimo, parlicolari di luogo in Inogo, & 
O C uni- II ueisali s-opra tiilto il libre, et sopra tutta la Geografia, ò modo dl 

tar la descritlione di tullo il mondo. || El con nuone Çj- beltissme jigwv ia 
iílmnpe di rame, ollre alie xxv antic.he\\ di Tolomeo, se m- mi ,'avjiunle xxxv 
allre delle moderiie. Con /a caria da n/iuictire, ^ colmado d'intendeila, ^ 
d'adoperaiia. jj Aggiunloui vn pieno discorso de M. Giosi!pi>k Moleto Mate- 
mático. Nel quate si || diciuarano tutti i lorminl & le regole apparlfmenti 
alia Geogr.ifia. II .S^í vtia nuoita co//iom Tnuola... || (Marca do impressor; 
gravura em madeira) || JiV Ví^iVETJ/l, || Appressí) Vinconzo Valgrisi, M. 
D. LXI. (1561).-In-4.'' gr. E. 

A . ESPOSITIONI II ET INTRODVTTIONI |1 VNIVERSALI, || £3/ GIROLAMO RVS- 
CELLIW Sopra tutta la Geografia di Tolomeo.^ tem froatispicio próprio. 

As Taboas (cartas geográficas) são abertas a buril em chapa de metal ; e as vinhetas 
que, aqui e atí, enriquecem o texto são gravadas em madeira. 

Obra importante e valiosa para a historia e estudo da geografia antiga. Tradução estimada. 
Edição multo rapa. Exemplar com peq. defeito na parte superior das três primei- 
ras ff., e falho de algumas taboas geográficas da segunda parte (<Espositioni> de 
Girolanio Ruscelli). 

2.Õ78 — Puchesse (V/. ií'í|-yMenffi;ií de). — L'Iminortalití^, la inort ekla vie. Prôoé- 
dée d'une l.eltre de Monseigneur TÉvôque d'Orléan.s; par ., Pjris: Di- 
-T) dier el Cie... 1864. (Imyr. de PUlei fih aUe). In-8 » de IV-V1I-Í27-1 pags. E. 

As pags. prels. III a VII inserem a «Lettre de Monseigneur I'Èvêque d'Orleans.«. 
Obra estimada. Excelente e mui cuidada edição. 

Puissant Flls {.!/.). — Dlctiomaird des décjuvcrtes ..— Veja-se: NoH, Cor 
jcniiíT (f-, . . 

!á;S70 -Pulei (/,«i>') — 11 .Morg.tnlc) Ma:;gioro Di .Messar Luigi l'idci P'lor nliii ■. 
Ill Torino MDCCLIV. Cuh Lkemi dn Sup. In-12.", 2 vols. do fiOi.tisiiirlM 
gravado e .\XX'VlII-549 pãgs., o primeiro; e IV-'i80 (esta ultima num. 'i 
^ C> radamcnie 180) pags., o 2.°. li. 

O titulo do vol. II, em composição tipográfica, diz assiui: «MOROANTEi, MAGOIORR 
II DI !| MESSER LVIGI || PULCI || FIOREMTINO il Tomo II. || (Vinheta ornamentai) || 

INTORl.MOtl li NEL LA STAMfERIA REALE |1 Co/í Ikejj^a de'Superhri.'. 

O tomo I é também acompanhado de uma gravura a buril reproduzindo o retr. de I.uigi 
l'ulci. Esta gravura apresenta a seguinte rubrica do artista que a e.xecutou : Gius. 
Zocchidis.; e o frontispício gravado : Franc. AUegriítl se. 
A obra consta de um poema em oitava rima, dividido em dezoito cantos.— Estimada. 
Excelente edição. Rara. Bom exemplar. 

"258')_-Pulgar (Fernando de).-tí( || LOS CLAROS VARONES |1 DE ESPANA, i| Y 
11 LAS TREINTA Y DOS CARTAS || DE FERNANDO || DE PULGAli, || (Vi- 
nheta ornamental ; gravura em madeira) || CON LICENCIA. || || EN 



2^ 



AZEVEDO -SAMODÃES 191 



MADRID: En la Imprenta de António || Maiin, ano de 1747. || || Se 

hallará en la Librcria de Manuel Igmlio \\ dií Pinto... In-S." peq. de XIV 
pags. (prels.) iniims. e 278 nums. E. 

As XIV pags. prels. inserem: titulo (pag. I ; a II em br.inco) ; Dedicatória «A LA MUY 
ALTA SENORAII DONA ISABEL,'! REYNA DE CASTILLA.. (pags. III a V); «LI- 
CENCIA DEL CO.MSEJO.» (pag. VI.); <FEE DE ERRATAS., e .SUMA DE LA 
TASSA . (pag. VU); -TABLA. (pags. VIU a XII); e Prologo <A LOS AFICIONA- 
DOS à la Lengua Espaãola.- (pags. XIII e XIV). 
Livro interess.ante e estimado ; considerado a primeira obra de feição historico-biográ- 
fica que se imprimiu em Espanha. Reimpressão bem executada ; já pouco frequente 
no mercado. A ediç.10 primitiva, raríssima, foi impressa, em Toledo, em 1486, re- 
zando assim a subscriião final: ClÃrnlUift ífjf lUtrO ^Cltr6 rlnms lUirOUCS 

nifprrn 8 pnfcint 6r || itnui&aíi ,Sl niía SI feitor 8 mill rrcilrínij riJi.nln6a 
xnn ffriiíiaa ij Iirl piilgni". iiiriíitíin nln lUijmi iiín ftiuirn. inpiífra íuln 
luiblc !1 iili6n& íií ícllr^o. rn la rnfa Srl ufunnlilc lunm jito.ii unfíiurj 
fn II iiiilinr íicl |ícurrciràti fcnttr nliifpn 6r lln^njos. consta de um s.o gr. 

de 6S íf. sem num. nem chamadas no texto. 
Pulgar [Ihrnando dcZ).— Coplas de Mingo Kfviilgo, e Claros v.irones de 
Casiilla— Vejase : Crónicas. . . 

2oSl-Purificação {Fr. Anlonio do). -ANTÍDOTO || AVGVSTINIANO, j] EM O 
OVAL SE COXVENGliM, E || desfazem as tallncias, & enganos d,'i Apolo- 11 
gia intiliilada Quinta effemii de \\ verdades, efcritta pelo Padre |1 Frey Gil 
de Saiti II B )r to, II ^ KW/O/? FREY ANTO\IO DA PVR[- \\ ficação Por- 
tifiife II Ua Orde:n dos Eremitas de Saiiuto Agoílinho, filho || da Proninoia 
de Portugal, & nelLi Lente || de Theologi-A jiiiâlado, & leu || Glironifla. 

II II EM COIMB li A II Com todas as Ikençus necef/anns.]] Por Thoine 

Caririlho Iiiij-reílor da Vniuerfidade 1| Anuo de ItiCO. — ln-4.° de X fl'. (pr(;ls,) 
inums. e 121 niinis. na frente. R. 

Na frente (verso em branco) da primeira das X ff. prels. o titulo do ante-rosto (•ANTÍ- 
DOTO II AVGVSTIMIANO..) ; na frente (verso em branco) da (1. II o titulo do rosto 
(transcrito acima); nas ff. III e IV e frente da V as •LICEN,CAS.> permitindo a 
impressão da obra; na H. VI a Dedicatória «AO ILLVSTRE CABIDO DA||Sancta 
Igreja da Augufta Cidade de|| Braga, Primaz das Hefpanhas, ||Sede vacante.» (datada 
e subscrita no fim : «... Porto no pri- \\ meiro de íullio de 656. || Fr. António da Pu- 
rificação..; na VII o -PROLOGO., e n.as VIII e IX (a X em branco) o .INDEX. |1 
DOS TRATADOS, E CAPITVLOS, !! que fe contem nefle Liuro... 
A composição tipográfica, embelezada com varias letr.as iniciais de desenhos de fantasia 
(gravura em madeira , foi executada com caracteres itálicos e redondos de vários 
corpos. A acompanhar o texto propriamente dito da obra vèeui-se abundantes notas 
e citações, em caracteres itálicos de corpo mais reduzido, as quais ocupam a margem 
exterior das paginas. 
Livro clássico e muito estimado; e que convém reunir á Cltro.iíca da Provitícia de Por- 
tugal do meSBio autor. Única edição dada á estampa. Muito para. Belo exemplar. 

v,';S2 CHRONICA DA || ANTlQVlSSiMA || PROVÍNCIA l^E PORTV- 1| G.\L 

PA oliKEM DO.S El(E\I!T\S|lde S. Agoftinho Bilpo de Hipponia, & prin- 
cipal || Doutor da Igreja || PAUTE PRLVIEIRA. || ^1 SerenifHma, muito Citho- 
Uca S. /'. LYIZA Baitiha de Portugal, çj-^-. jj (Esoudo de armas reais por- 
tuguesas; gr.nura primorosamente aberta a Iniiil em oliapa de melai) || 
POR FITEV ASTOSm DA PVfíIFlC.iC,.iM \\ POHTVENSE || filho, <^. 
Chronifla da mefma Prouincia. ^ nelln Vifilador abfotufo, Leij- \\ tnr de 
ThcoloijUi. 



'o -D 



/T'^/' 



192 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



Estes dizeres ou titulos acham-se circundados por dois filetes paralelamente dispostos, 
divididos (nos cantos, ao centro da parte superior e nos lados) por peqs. vinhetas 
tipográficas de ornamento. Na parte inferior, entre os dois filetes o registo : 

Em Lisboíi. Com licença. Por Manoel da Sylva. an. 1642.— In-fol. de IV fí. 

(prels.) inums., 372 nnms. pela frente e mais VI inums., finais. 

As IV ff. prels. compreendem o seguinte : titulo, acima transcrito (frente da II. I ; verso 
em branco); .LICENC,AS.. permitindo a impressão (H. II); Dedicatória .A || SERE- 
NÍSSIMA, UE MVITO CATHOLICA 1| SENHORA DONNA LVlZAll RAINHA DE || 
PORTVOAL. II &c.', datada e subscrita no fim : «Em N. Senhora da Graça de Lisboa 
20. de Abril de || 642. ]; Ficy António da Purificação » (ti. lU) ; poesia latina, encimada 
pela epigrafe: 'CHRISTOPHORVS ALANVS MORA-\\ lius Ecclejiarum fancta 
Maria:, ^ fancti || loamiis Exabbas, Authoris II auunculus ad Le- || ctorem. (frente 
da H. IV; e outra poesia latina: ^BAPTISTA MORAUVS ALANVS WAàl^as Cafaii- 
aianeiifis, Authoris Fratri fue\\ amaiitifsimo.>. 
As 372 ff. nums. inserem: de fi. I a 31 (frente; verso em branco) o .rROLOOOJl A 
TODA ESTA OBRA.. ; de II. 32 a 371 o texto da Primeira parte da obra propria- 
mei<e dito, que fecha com a indicação: «Acaba efta primeira parte no anno de 
Christo norfoll Redeniptor 870. da Ordem 480. || ti defta Prouincia 477.., seguida do 
usual-«LAVS DEO.. e de uuia vinheta ornamental representando um serafim; na 
H. 374 o «INDEX || DOS PRINCIPAES SANCTOS QVE 1| fe contem ucfta primeira 
parte, pela ordem dos meze$,\\^^ dias,' cm que caem.-». Nas VI ff. inums. finais * 
decorre o «INDEX || DAS COVSAS M.\IS NOTÁVEIS, QVE || fe contem nefta Pri- 
meira Parte, pela ordem || do Alphabeto... Fecha com o clássico— «FINIS LAVS DEO.» 
seguido de um llorão (gravura em madeira) que tem no centro, dentro de oval, as 
iniciais emblemáticas da Compa de Jesus: I H S. 
Com excepção do texto inserto nas ff. prels. e na H. 372, tudo o mais é composto a 
duas"cols. por pagina. 

PAUTE SEGVNDAII AO EMINENTÍSSIMO, E REVEKENIUSSIMO H 

Senhor Cardeal loaõ P.aplista PalloUe. || (Escudo de armas do nie>nio pre- 
lado ; gravura em oval, aberta a buril em chapa de metal ; em volta do 
brasão, os dizeres: «lOANNES BAPT. TT. S. SIUE.ST. IN CAPITES. S. 
H.E.PB!!. CAHDINALIS PALLOTTVS.») || POR FREY ANTÓNIO DA PV- 
IIIFICAC,AM\\ P()m VEN.SE || Filho. ^ Chronifia da mefma Provini-.ia, ^ 
mlla Levíc || de Thcologia julilado. 

Estes dizeres ou titulo, como na parte precedente, achamse circundados por dois filetes 
paralelamente dispostos : Entre os dois filetes da parte inferior, o registo : 

Na OfBcina di; Donjingos I.opes Rola. Anno de 1(356— In-fol. de IV IT. 
([ireis.) inums., 310 miips. na frenle e mais XIV inums , finais. — As duax 
Partes em dois mo/s. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das IV folhas prels. o titulo acima reprodu- 
zido; na frente (verso em branco) da fi. II a Dedicatória cAOlj EMINENTÍSSIMO || 
F, REVERENDÍSSIMO ]1 SENHOR CARDEAL lOAM BAP- |t TISTA PA^OTO.. 
(datada e subscrita no fim: «No Conuento de N. S. da || Graça, aos 7. de março do 
anno de 1656. H/r. António da Purificação.» ); e na H. III e frente (verso em branco) 
da IV as «LICENC.AS.» permitindo a impressão do livro. 

De H. 1 a 310, encimado por um cabeção decorativo (gravura em madeira), decorre o 
texto da Segunda parte da obra propriamente dito, que, composto a duas cols. por 
pag., -fecha com o clássico — «LAVS Dr.O\\ Óptimo Máximo.^ Nas primeiras VII das 
XIV ff. inums. finais, a duas cols. por pagina, o «INDEX. 1. || O INDEX DAS 
COVSAS NOTÁVEIS )| que para outros liuros fe cofluma fazer, me [l pareceo nefte 
defnecefrario, pella diftinçani, || com que fe tratam as matérias d«lle, nos Pa- || ra- 
yraphos de cada Titulo. Pelo que da- ' remos aqui fomente a copia dos |! rummarios 
dellcs.» ; na II. VIII o «INDEX 11 1| Dos Sanctos, & peffoas illuftres em virtudes, |[ 
contendas nefta fegunda parte pela or- 1| dem do Alphabeto.» ; nas ff.-IX a XI o «IN- 



AZEVEDO -SAMODÃES 193 



DEX , DE TODOS OS PONTÍFICES QVE FLO- 1, receraõ na Igreja de Deos, no 
diTcurso do tempo de || que traia eTta Hirioria, pello Abecedario, & nu- ;; meros, para 
que com mais facilidade fe hajaõ ;, de bufcar.» ; e de ti. XII a XIV o <INDEX\\ DE 
TODOS OS pontífices QUE FLORE- ',[ ceraô na Igreja de Deos ao dijcurso do 
tempo de que traía efta \\ Chronica, a/si como foraõ Sucedendo hum ao outrOt 
ajufta- dos pello liuro de Aljoiíjo Chaconio das vidas dos Summos Pontífices.». 
Remata com o usual -«FIM.», seguido por uma vinheta (gravura em madeira) re- 
presentando uma jarra com Hôres. 

A composição tipográfica é embelezada de alguns florões de remate ornamentais e de 
letras iniciais, de desenhos de' fantasia. 

Esta Crónica da Ordem de Santo Agostinho em Portugal é considerada pelos nossos 
mais notáveis escritores e bibliõgraios como uma das mais interessantes e valiosas 
narrativas monásticas portuguesas, e o seu autor como um dos nossas melhores 
clássicos do século XVII. A edição, de uma impressão perfeita e nítida, é a única 
até hoje publicada, o que de certo modo concorre para que os seus exemplares 
sejam MUITO RAROS. O nosso, carecido, como quasi todos os que teem aparecido 
no mercado, de uma gravura aberta a buril em chapa de metal reproduzindo o re- 
trato de Santo Agostinho (impressa aparte), encontra-se optimamente conservado.- 
Figaniere, Bibl. fiist. port., n.o 1294; -Catálogo Palha, n.o 2474. 

2583 CHRONOLOGIA |j MON.-VSTICA LVSITANA, IN QVA || omnes . , 

Sancti, & Beati, ac etiarn venerabilis Perfo- 1| nae Regulares, quae in Luli- -/■ /^ ^ ^ 

taniae Rtgnis, eiufqiie || Ditionibus natae, aut íepultae efle perhibentur || 
quoad fieri portuit fidelifsimè, ac breuií- || fimè referuntut. || AD ILLVS- 
TRISSIMYM, .IC REVEHESDISS. || D. D. MichaeUm à Portugallia Epif- 
copum Lamacenfem, ^c. \\ (Logar do escudo d'armas do mesmo prelado; 
gravura de aprimorado lavor oní chapa de cobre) || AVGTOHE FR. AN- 
TÓNIO A PVRIFICATIONE || PORTYENSl \\ Auguftinlano in Pruu. Luíit. 
Sacras Theol.-Lectore emérito, || eiuídemque fpeciali || Chronographo, 
atque olim VifUatore. || VLYSIPTONE. (sic) Ex Offlcina Laurentij de 
Anuers. Anno Domini 1642.— In-4.° de VIII (inums.)-180 pags., afora XVIII 
inums., finais E. 

As VIII pags. prels. inums, compreendem : frontispício (pags. I e II) ; ^Licenças da Or- 
dem.» (III a VI); uma poesia em latim, com a epigrafe: -L. PAVLVS ALANVS 
MORALIVS li Abbas S. loannis, Authoris auuncu- ' lus in laudem eius.» (VII) ; e 
.SANCTI, ET BEATI IN HOC OPERE || contenti.... (VIU). As XVI II pags. finais in- 
serem: uma poesia em latim, com o titulo: .BAPTISTA MORALVS | Alanus Abbas 
Cafannianenfis in lau- lidem Authoris fratis fui |1 amantirsimi.» (pag. 1; a II em bran- 
co); e -INDEX HVIVS II CHRONOLOCI^.. (pags, III a XVII; a XVIIl em branco). 

Obra interessante e muito apreciada. Dividida em dois livros.-Multo rara. Bom 
exemplar. 



2584 DEU VIRIS ILLVSTRIBVS 1| ANTKjVISSlMJ:; PHOVINCI/E H LV- 

SITANiE ORDIMS ER EMITA R VM |i Sancti Patriarcha? Aurelij Auguílini 
Hipponenfis II Epifoopi, & Ecelefiae Doctoris Eximij. || LIRRI TRÊS \\ AI) 
REVEREI DI^SWVM D. ET SAPIESTISSIMVM MAGISTRVM P. FR. 
II Diomjfium ah Aiigelis Ordinis Ere»iitan(m S. Auguftim, polenliffimi, ac 
feticiffimi II Ivatinis, htiiiis mmiÍ7its IlII. Lufilaniic Rt-gis Confiffarium, ^ 
Confilia- II ritm; ac Apostolicum in eudem Reyno, eiiifq, Ditionibus, pro || íiulla 
Cniciata Cõmiffarmm generalem. \\ (Escudo d'armas do mesmo prelado; 
gravura primorosa e habilmente aberta a buril em chapa de metal por 
João fíanto) |i AVTHORE P. F. ANTÓNIO A PVRIFICATIONE 1| Portvensi. 
II EIVSDEM PROVINCLE ALVMNO, CHRONOGRAPHO, ATnVE OLIM || Vi- 
litatore in eaq, facrae Theologiae Lectore emérito. || || VLYSIPPONE. 



^M^o 



194 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



Cum facullate Superiorú, Ex Ofíicina Dominici Lopes Rofa. An. 1642. — 
ln-4.° de XYII fT. (pieis.) inums. e 98 nums. na frente. E. 

As XVII ít. prels. compreendem o seguinte: titulo (frente da fi. I; verso em branco); 
€LICENC,aS.. permitindo a impressão (ff. II e III); Dedicatória: .AD |I REVEREN- 
DISS.'"'"' II DOMINVM, II ET || SAPIENTISSIMVM MAGISTRVM. || PATREM FR. 
DIONYSIVMIJAB ANGELIS...., (datada e subscrita no fim: ....Lixboa; in cae- jl 
nobio Deiparx Uratiarfi octauo || KaI. April. anno à Redemptione|| mundi 1642. 
II . . . II /=>■. Aatonius d Puríjicatione.y) (ff. IV e V e frente da VI); Prologo .AD 
LECTOREM.» (desde o verso da mesma H. VI até á frente da VIII) ; uma poesi» 
em latim, de tFR. lOSEPHVS |1 ALANVS AVTHORIS || patruelis, in laudem eius.» 
(verso da mesma H. VIII) ; e .RERVM, || ET VERBORVM || INDEX. || ORDINE AL- 
PHABETICO II digertus.. (de fl. IX a XVII). 

A obra propriamente dita, dividida em três Livros, decorre nas 98 ff. nums. 

Edição primorosa, impressa com caracteres redondos e itálicos. O Index e o texto pro- 
priamente dito da obra fecham com um florão de remate ornamental (gravuras em 
madeira). -Estimada e RARA. Bom exemplar. 

2585- Purificação (Vr. Gohriel rfa). — Espelho diáfano, & Cryslallino em que se 
retrataõ as vidas dos dois mais austeros penitentes S. Jeronymo, habita- 
dor dos ásperos desertos da Syría, & S. Bruno morador nos desabridos 
montes da Cartuxa. Composto pelo H. P. Fr. Gabriel da Purificação, Monje 
de S. Jerónimo professo do Real Convento de Bellem. OITerecido ao Ex."'" 
Senhor D. Pedro Liiis de Menezes .Marquez de Marialua &. Nas margés se 
allegaõ ns passos da Escrittiira ^ o que a Igreja canta na lenda de S. Je- 
rónimo com o teslemunho das Epistolas do mesmo Santo. (tjt). Lisboa. 
Com as licetiças necessárias. Pm' Mavutl Lopes Ferreira. Anno MDCLXXXX. 
(Í69Ú). ln-8.0 peq. de XXII pags. (prels.) inums. e 114 nums. E. 

As XXII pags. prels. inserem o seguinte: titulo (guarnecido de tarja de composição ti- 
pográfica); Dedicatória «AO EXC.mo SENHOR || D. PEDRO LUÍS |j DE MENEZES, 
Marquez, de Marialva...» ; 'IN LAUDEM AUCTORlS\\admimbilem D. Hieroitimi, 
& Saiicti Bruno- ' ais vitam mirijice describentis, Roderici || Rebellp, ^T* 5iVva. || 
EPIGRAMMA..; .DO iW£S/MO /lí/rOR. II SONETO...; 'DO DOUTOR ANDRÉ 
NUNES DA II Silva, ao Autor. \\ SONETO.» ; 'DE ANTÓNIO MARQUES LESBIO 
II SONETO..; 'DE SEBASTIAM DA FONSECA}] ^ Paiva. >] REDONDiLHAS.^'. 
• SONETO., (anónimo); DE HUM AFFElC,OADO AO \\ Autor pela metáfora da 
musica. II SONETO.. ; 'DO MESMO /IC/rOR. , Pr.ClMAS.. (Três); -DE JOSEPH 
DE BRITO, ^ PAIVA. || SONETO.-. ; 'DE LUÍS DE MELLO. || SONETO..; 'DO 
PADRE MANOEL \\ Abrantes. \\Z\'lOR.\UÍAA..; • DE JO.AM PEREIRA DA 
S/LK>1. L SONETO.. ; e .LICENÇAS- (Do Santo Orticio.- Do Ordinário.- Do Paço) 
permitindo a impressão da obra. 
A obra propriamente dita consta de dois poemas em oitava rima: o primeiro (de pags; 
1 a 60), consagrado a S. Jerónimo e rematando por um «SONETO || DE CON- 
SOANTES FORCADOS, \\ em esdrúxulos ao mesmo Santo.-, contem IIS oitavas; o 
segundo (de pags 63 a 114), relativo á vida de S. Bruno, compreende 104 oitavas. 
Livrinho clássico e estimado. Edição linica. Os exemplares são bastante raros. O nosso 
tem o frontispicio em copia, imitativa da impressão original, feita á pena. 



Q 



/í-/ 



y586- Quaresmio (Fr. f,a«cisco).— HISTÓRICA || TH EOLOGICA ET MORALIS 

iJlKUR.Íi SANCT.EIIELUClDATlOlllN QUA PLERAQUE AD VETEREM 

^:> ET PR/ESENTE.M EJUSDEM TERH/E |i STA I UAI SPtCTANTlA || ACLUHATE 

^ E.XPLICANTUH II VABII ERRORES REFELLUNl UR VERITAS FIDELITER 

EXACTEQUE II UISCUTITUR ET COM PROBATUR || OPUS NON TANTUM 



AZEVEDO -SAMODÃES 195 



AD TEHRAM SANflTAM PROFICISCENTIBUS || SEn ETIAM S ACR/E SCRT- 
PTUR.-E STUDIOSIS il ET TIVINI VERBI fR.ECONIBUS UTILISSIMUM || 
AUCTORE, . . LAUDENSI |1 ORDIMS MINORUM TIlEOLOi.O OLIM TERR^ 
SANCT.E PR/J<;SULE CuMMlSSARIO APOSTÓLICO || CUM TRIPLluE ÍN- 
DICE ET ELENCHO CONCIONUM || TABULIS ET CHAHTIS GEOGRAPHICIS 
ILLUSTRATUM. || A P. CYPRlANO TARVl-^IO || EJUSUEM ORDINIS || RE- 
COGMTUM ET ADNOTATUM. || (EscuíIo da Ordem) 1| VENETllS \\ TYPIS 
ANTONELLIANIS || 1880-81. In-fol. gr., 2 vols. de XXXII pags. (prels.) 
inums. e 761 nums., nfôra uma em branco, final, o i.°; e 893, além de 
uma em branco, final, o 2.°. E. 

As XXXIl pags. prels. do tomo piinieiro inserem o seguinte: ante-rosto (pags. I e II) ; 
rosto (pags. III e IV); ..EDITOR AD LECTOREM..-, datado e subscrito: •Venetlis, 
ex conventu S. Francisci a Vinea, dle I iulii ISSO. , FR. CYPRIANUS DE TERVI- 
SIO.» (pags. V a VIII); «IN VITAM !' P. FRANCISCI QUARESMII ': COMMENTA- 
RIUM EDITORIS (a).' (pags. IX a XIII); ..D.O.M. || CHRISTO JESU CRUCIFIXO 
IIOMNIVM CREATORE AC REPARATORI 11 AUCTOR SUPPLEX |1 DICAT CON- 
SECRATQUE.» (pags. XV a XVIU) ; Prologo ao .BENÉVOLO LECTORI.. (pags. 
XIX e XX); .PRTEFATIO AD LECTOREM.. (pags. XXI a XXVI) ; .APPROBA- 
TIONES.. (pags. XXVII a XXIX) ; e provisão do Patriarcha (pag. XXXI ; a XXXII 
em branco). 
Obra importante e curiosa. Magnifica edição, de impressão nitidissima, em óptimo pa- 
pel. As interessantes e belas ilustrações que contém são impressas em separado, em 
folhas de grande formato (desdobráveis). Estimada e pouco comum. Exemplar em 
perfeito estado de conservação e bem encadernado. 

2587— Queiroz (P. Fernão de). — HISTORIA || DA || VIDA Dl VENERÁVEL IR- / ^ 

MAÕ II PEDRO DE BASTO || Coadjutor temporal da Companhia de || JESUS, //Qj^ O C> 

11 E DA VARIEDADE DE SVCESSOS || que Deos lhe manif.slon, || ORDE- 
NADA PELO PADRE II FERNAÒ DE QUEYROS || da Companhia de JESVS. 
II (Vinheta representando uma rosa que tem no centro as iniciais: I H S) || 
EM LISBOA, II Na Officina de MIGUEL DKSLANDES, || ImpreíTor de Sua Ma- 

geltade. || || Anuo M.DC.LXXXLX. (1680) || Com Iodas iis lirciiras necef- 

farias. || In-fol. de XXVIIl pags. (prels.) iniinis., 59i nuins. c mais uma 
inum. e uma em branco, finais. E. 

Na primeira das XXVIIl pags. prels. o titulo acima reproduzido; a pag. II em branco; 
de pag. III a VI, em caracteres itálicos, a «DEDICATÓRIA |I AO SERENÍSSIMO 
PRÍNCIPE II DOM PEDRO II. 11 REY DE PORTUGAL., (datada e subscrita no fim : 
'...Goa, em 18. de De-\\ze/nbro de IÕ84. |[ Fernaõ de Queyros.») ; de pag. VII a 
parte da XV o Prologo -AOS QUE LEREM.» ; na restante parte da mesma pag. XV 
a «Primeyra proteftaçaõ do Author.» ; de pag. XVI a XXI as «LICENÇAS.» (Licença 
da Ordem. — Licenças do S. Oflicio. - Licença do Ordinário —Licenças do Paço.) per- 
mitindo a impressão da obra; a pag. XXII em branco; e de pag. XXIII a XXVIIl, 
em caracteres itálicos e a duas cols , a «SYNOPSIS|l Dos Livros, & Capítulos delta 
Hirto- II ria da Vida do Venerável Irmaõ 1! Pedro de Bafto.» 
As 597 pags. nums. inserem, a duas cols., o texto da obra propriamente dito, que fecha 
com um tiorão de remate de interessante desenho de fantasia (gravura em madeira) ; 
e a pag. inum. final a «Segunda protestação do Author.», que fecha com o usual - 
LAVS DEO., a que se segue ainda um pequeno tiorão de remate representando um 
vaso com Hôres (gravura em madeira). 
Obra clássica e de curiosa informação para a historia das nossas missões na índia orien- 
tal e outros paizes ultramarinos, e para o conhecimento de muitos sucessos e feitos 
d'armas obrados pelos portugueses, durante parte do sfculo XVII, naquellas lon- 
gínquas regiões. Edição primitiva, e ainda a única até hoje dada â luz. A impres- 
são, nitidissima, tem a adorna-la lindas letras iniciais, cabeções decorativos e florõe' 



196 catXlogo da livraria 



í,0i' 



Í4 



5 



"^4 



de remate ornamentais de desenha de fantasia, tudo aberto em madeira. Os exem- 
plares são já BASTANTE RAROS no mercado, sobretudo quando perfeitos como o 
nosso. -Figanière, Bibl. hist. port. n.o 1554. 

2588— Queiroz Ribeiro.— Tardes de primavera. Com uma Carta em verso por 
Gueria Jiinciiieiío. (Peq. vinheta ornamental). Porto: Typograyhia Eltcvi- 
^ riana MliCC(:I.XXXIX.~\n-9,." peq. de XVI-I90 pogs. E. 

"Na" primeira das XVI pags. prels. o titulo do ante-rosto («TARDES DE PRIMAVERA»); 
a pag. II em branco; na III o titulo do rosto (impresso, alternadamente, a preto e 
vermelho); a pag. IV em branco; na V a Dedicatória; «AO MEU AMIGO E MES- 
TRE || ANTÓNIO FEIJÓ..; a VI em branco; e de pag. VII a XVI a Carta de 
Guerra Junqueiro. 
Livrinho estimado. Bela edição, de nitida impressão em magnifico papel, bastante encor- 
pada. Esgotada. 

2589- Quental [Anthero do).— CONKEliKNCIAS DEMOCRÁTICAS || || CAU- 
SAS II DA DECADÊNCIA || DOS !| POVOS PENINSULARES || nos últimos Ires 
t- séculos. II Discurso pronunciado na noite de 27 de || Maio, na sala do Ca- 
sino I islonense |1 DOR II Anthero do Quental. 1| —PORTO || NA TYPO- 
GRAPHIA CO.VIMERCIAL || rua de Bellomonte, \^ || — |1 1871. In-S.» de 48 
pags. Des. 

Na pag. I o titulo acima transcrito ; a pag. 2 em branco ; na pag. 3 uma «ADVERTE.N- 
CIAj ; a 4 em branco ; e de pag. 5 (estas pags. não apresentam a competente nume- 
ração ; esta sò aparece da 6 em diante) a 48 o texto do Discurso propriamente dito. 
Opúsculo interessante e muito estimado. RARO. 

2590 Bon-senso c tom gosto. C;ata ao Excellentissimo Senhor .\ntonio 

Feliciano de Castilho, por. . . 3.* edição. Coimbra: Imprensa Litteraria, i86'5. 
In-8.0 de 1(5 pags. B. 

A Carta, escrita por ocasião da famosa contenda literária coimbrã conhecida pela desi- 
gnação de «Bom-senso e bom-gosto» e a que dera origem o < Poema da mocidade- 
de Pinheira Chagas, vem datada e subscrita no fim: "Coimbra 2 de Novembro || de 
1865. i; Niim admirador nem respeitador |1 /l«/Ae/-o do Queiitaí.jt — Estimiàn; e já bas- 
tante r.ua no mercado. 

2591 A dignidade das letras e as lilleraturns olíiciaes. Lisboa: Tijp Uni- 

^ Q versai. .. IStíõ. In-8.° de 48 pajjs. R. 

Opúsculo, como o precedente, suscitado pela referida questão literária do cBom-senso e 
bom-gosto.»— Apreciado e pouco vulgar. 

2592 ANTHERO DE QUENTAL |1 l| ZARA || EDIÇÃO POLY- 

GLOTTA II (Vinheta tipogrc^^fica de ornamento) || LISBOA I| iMPÍíENS.^ NA- 
CIONAL II 1894. In 8,0 ,ie XV-89-V pags. E. 

O C^ As XV pags. prels. inserem: titulo do ante-rosto (-ZARA ) (pag. I); registo da iTIRA- 

GEM.» (pag. II); titulo do rosto, impresso a preto e vermelho (pag. 111; a IV em 
branco); nomes do Editor, Collectores, Coordenadores e Revisores (pag. V; a VI 
em branco); .TABOA DOS IDIOMAS., (pag VII); «TABOA DOS TRADUCTO- 
RES.. (pags. VIII a X) ; e preambulo ácêrca da poesia de Anthero, com a epigrafe: 
-«ZARA.>, datado e subscrito no fim: «A bordo do Farte/tal, em frente da Ilha da 
Madeira. II Dezembro de \S9i. \\ Joaquim de Araújo.' (pags. XI a XV). 
A primeira das V pags. inums. finais em branco; na II o <IND1CE» ; a fll em branco; 
na IV a subscrição :-.ACABOU DE SE IMPRIMIR || em 30 de Agosto de mil oito- 
centos noventa e quatro || NOS PRELOS DA || IMPRENSA NaCIONAL'|| DE || LIS- 
BOA.» ; e a V em branco. 
Poesia muito aprtciada. Edição compreendendo versões em 48 idiomas. Impre.ssão nili- 
dissima, em magnifico papel de Unho fino. A tiragem foi limitada a 280 exemplares, 
• todos numerados ; este tem o n.o 173. Já pouco vulgar no mercado. Bom exemplar. 
2593- Quental (V. Ilartholomm do).-MEDITAÇOENS || UA GLORIOSA RESUR- 
REYÇAMJI DE||CHIUST0|1SENH0R NOSSO, || Sua admirável Afoençaõ, 



O O 



Azevedo - SAMODÃES 107 



amorola deícida do Eí- || pirito Santo, & fiaiílimos exceílos do Divi- i| nil 
íimo Sacramento, |{ Com a Direcção para a Oroçtw mental, ^ viaU ex- || cr- 
cicios Efpirilmes, || Compostas || PKl.O P. BKRTHOLAMEU DO II Quental, 
Prepofito da Congrega- 1| gaõ do Oratório de Lisboa. || (Vinheta com as 
iniciais emblemáticas da Comp* de Jesus: 1 H S) || EM LISBOA. || Na Offi- 

cina de MIGUEL DESLANDES. || || M. DC. LXXXIIL |1 Cum todos ax 

licençaí', qj- Privilegio Real. In-S." peq. de XVI pags. (prels.) inums. e 318 
niims. E. 

Na primeira das XVI pags. prels. o titulo acima transcrito ; a pag. II em branco ; nas 
pags. Ill a V, em caracteres itálicos, a Dedicatória <A' SOBERANA RAINHA |1 dos 
Anjos, Mãy de Deos, & Se- II nhora dos Homens, |l MARIA || PURÍSSIMA, E SAN- 
TÍSSIMA.. ; nas pags. VI e VII o .PROLOGO H AO DEVOTO LEYTOR.> ; nas 
pags. VIII a XI o .ÍNDICE II DAS MEDITAÇOENS.... ; e nas pags. XU a XV (a 
XVI em branco), as « LICENÇAS. > permitindo a impressão da obra, datadas de 1682 
e I6S3. 
Livro clássico e apreciado. Edição primitiva, já bastante RARA. Bom exemplar. 
A obra foi reimpressa varias vezes ; nós havemos tido exemplares da seguinte reimpres- 
são ; Lisboa, Na Offic. Patriarc, de Francisco Luiz Ameno, M.DCC.LVILtin-S.opeq. 
de XVl-318 pags. 

2594 Meditaçoens da infância de Christo Senhor nosso, da Encarnai.-am 

até aos trinta annos de sua idade, Com huma Direcção para a Ora(:aõ •?//í ^O 

mental e mais exercícios espiriluaes, Compostas pelo... Fundador da ^ 
Congregação do Oratório em Portugal. (Marca-emblêma da mesma Con- 
gregação ; gravura em madeira). Lifboa Occidental, I\a Ojfcina da Congrega- 
ção do Oratório M. DCCXXXIII. Com toda$ as licenças nec.e.taarias, e Privile- 
gio Reil. In-8.° peq. de XVI-2t54 pags. E. 

As XVI pags. prels. compreendem: titulo; Dedicatória a -Maria Puríssima, e Santíssi- 
ma. >: -Prologo ao devoto Leytor.» ; e «Licenças» permitindo a impressão do livro. 
Livrinho clássica e estimado. Reimpressão já pouco comum. 

A edição primitiva foi também impressa em Lisboa ; Com as licenças necessárias. Por 
Domingos Carneiro. An. 1666., e consta de um S.o peq. de XV-265-VII pags. Das 
demais reimpressões da obra, citaremos as seguintes : Em Lisboa. Na Oficina de 
Joam da Costa. M.DC.LXXVl., in-S.o peq. de XVI-25Í pags. ;-y6<.. Na Officina de 
Miguel Deslandes, M.DC LXXXII. Com todas as Ucenças, & Privilegio Real., in-8.o 
peq. de XVI-2Õ4 pags. •,—lbi., Na Ofíic. de Miguel Manescai da Costa, Anno M. 
DCC.LVII.. in-8.o peq. de XlV-295 pags. ;-e Ibid., Na Regia Offic. Typ. Anno M. 
DCC.XC, in-S.o peq. de XVi-319 pags. 

2595 Meditaçoens da sacratíssima payxam, e morte de Christo Senhor ^ y, 

nosso, com a Direcção para a Oração Mental, e mais Exercícios espiritiiaes, ^^ Of^ ^O 

e dous quotidianos. Compostas pelo venerável Padre.. Lisboa. Na Ofíi- 
cina de Miguel Hodrigucs... Anno M. D.CC. LVII. ln-8.° peq. de XVl-311 
pags., afora uma em branco, final. E. 

As XVI pags. prels. inserem: titulo; Dedicatória a Maria Santíssima; ^Prologo ao de- 
voto Leitor.» ; e Licenças permitindo a impressão. 
A edição primitiva í de Lisboa, por António Rodrigues, 1675, in-S.o ; e as reimpressões : 
Lisboa, por João da Costa, 1679, in-S.o ; Ibid., Occidental, Na Offic. da Congr. do 
Oratório, M.DCC.XXXIV. In-S.o peq. de XVI-3I1 pags.; e Ibid., na Offic. de Mi- 
guel Rodrigues... Anno M. DCC.LVII. ,m-&.ox>i(i. de XV1-311-I pags.; etc. 

2596 SERMOENS || DO PADHE 11 BElíTHOLOMEU DO || QVENTAL || da . /x. 

Congregação do || ORATOFUO, || Pregador que foy de Sua Mageltade. |1 PRI- /^/m (^O 

MEIRA PARTE. || (Vinheta representando uma rosa, que tem no centro as 
iniciais emblemáticas da Compa de Jesus : I H S ; gravura em madeira) || 



198 Catálogo da livraria 



■^A 



^r/ 



LISBOA, II Na Offlcina de MIGUEL DESLANDES. H Impreflor de Pua Ma- 
geltade. Anno 1092. jj || Com todas as licenças neceff árias, ^ Privi- 
legio fíeal. III-4.0 de XVI pags. (prels.) inums. e S^â nnms. 

As XVI pags. prels. compreendem o seguinte: titulo, acima transcrito (pag. I; a II em 
branco) ; em caracteres itálicos, Dedicatória .A SOBERANA RAINHA DOS !| Anjos, 
May de Deos, & Senhora dos |t homens, MARIA puriffima, & || fantirrima.. (pag. III 
e IV); Prologo «AO PIO LEITOR., (pags. V e VI) ; .LICENÇAS.» (Licença do S. 
Oficio, (a I.a é datada e subscrita : C...S. |! Roque, 6. de Março de 1691. WSebastiaõ 
de Magalhães.')- Lke/iça do Ordinário. - Licença do Paço.) permitindo a impressão 
(pags. VII a XV); e «índice dos Sermões (XVI) que Te contem nefte Livro.» -pag. 
XVI). 
Nas 542 pags. numeradas decorre, a duas cols. : de pag. 1 a 4Q2 o texto dos Sermões 
propriamente dito; e de pag. 493 a 515 (a 516 em branco) o .INDEX || dos lugares 
da Sagrada Efcritura.- ; e de 516 a 542 o .ÍNDICE y Das cou/as mays principaes.t 

— — SEGVNDA PARTE. || (Mesnja vinheta que vem no frontispício da 
primeira parte) [1 LISBOA, || Na Offlcina de MIGUEL ESLANDKS, jj Impref- 

for de Sua Míigeltade. Anuo de 1694. || |1 Com todas as licenças necef- 

farias, ^ Pnrileíjio lieal. Iii-4.° de VIII pags. (prels.) inums. e 850 nums. 
— As duas P.irtes em ifival numero de ro/.s. K. iperq.). 

Na primeira das VIU pags. prels. o titulo acima reproduzido; a pag. II em branco; na 
pag. Ill a Dedicatória: <A SOBERANA |1 RAINHA DOS ANJOS, 1| Mãy de Deos, & 
Senhora !| dos homens, li MARIA || Puriffima & Santiffima.., e .ADVERTÊNCIA AO 
LEITOR.» ; nas pags. IV a VII as .LICENÇAS.. (Do Santo Officlo.-Do Ordinário. 
-Do Paço.) permitindo a impressão; e na pag. VIII o .índice dos Sermoens (XVI) 
que fe II contém nefte Livro. >• 
De pag. 1 a 405 (a 406 em branco), a duas cols., o tctto propriamente dito dos Ser- 
mões ; de pag. 497 a 517 (a 518 em branco), também a duas cols., o «INDEX 1| Dos 
Lugares da Sagrada Efcritura.» ; e de pag. 519 a 550, ainda a duas cols., o «ÍNDICE 
II Das coufas mais principaes.* 
Sermões clássicos e muito apreciados. Edição primitiva, e ainda a única até hoje dada á 
luz. A impressão, nítida, é esmaltada com diversos cabeções e florões de remate 
decorativos (gravura em madeira). Os exemplares já raramente aparecem no mer- 
cado. O nosso encontra-se bem conservado, e revestido de óptima encadernação de 
pergaminho, reforçada nas pastas. 
2597— Quevedo Vlllegas {D. fVaíuíVo de).— Obras de l)on... Cavallero dela 
Orden de Santiago, Senor de la Torre de luan .\bad. Dedicadas a San 
[O O Juan Evangelista. ,4n.o (Vinlieta reproduzindo a imagem de S. João; gra- 

vura ein madeira) 1129. Con Licencia en Madrid. En U Olficina de Juan de 
Zuiiiga. Acosta de la Hermandad de So)i Juan Evangelista . . . In-4.o, 3 vols. de 
XVI-6i'8, lV-t;03 e XVI-301-XI1 pat:s. e uma ti. desd. E. 

Clássico hespanhol muito apreciado. -Edição já pouco frequente no mercado. Óptimo 
exemplar, com ene. da época (século XVIII). 

2598 DESVELOS || SONOLIENTOS, !| Y VERDADES !l SONADAS. Ij Por 

Don Francilco de Queuedo Ville |i gas, Cauallero dei Orden de Santia- || go, 
y Senor de la Villa de || luan A bad. || CO /íBBtí/DO Y EMMENDADO[\ 
C? agora de tivevo, por el rtiifmo Antor, y anndião vn tratado de la Cafa de Lo- 
II cos de Amor. \\ (Vinheta ornamental, ile composição tipográfica) || Con ío- 
das las licencias necef farias. || En Lisboa por Luis de Souza. 1629. — In -8.° 
peq. de VIII pags. (prels.) inums. e 191 ntmis , afora uma em branco, fi- 
nal. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das VIII pags. prels. o titulo acima reproduzido ; 
na h. II as «LICENC,AS.» permitindo a impressão ; na frente da íl. III, em caracte- 
res itálicos: «A DONA MIRENA RIQVEZA ;; Dedicatória.» ; e no verso da mesma 



AZEVEDO -SAMODÂÊS 199 



fl. IV «DON FRANCISCO II Ximenez de Vrrea, Capellan de 1| Tu Magestad. || D<j« 
Lorenço Vander Hanien y Leon, \\ Vicário de lubUes.' 

As 191 pags. nums. inserem o texto da obra propriamente dito, o qual é dividido em 
três suenos: «SUENO DE LA ; muerte.» (pags. 1 a 77) ;-.EL SVENO DEL IV- 
llyzio final., (pags. 78 a 96);-. SVENO DEL ;; INFIERNO.» (pags. 97 a 170) ;-e 
.CASA DE II LOCOS DE AMOR.> II A Dou Lorenço Vander Hamen y Leon, \\ Vi- 
cário de lubiles.* 

A composição tipográfica é embelezada de vários florões de remate e de diversas letras 
iniciais de desenho de fantasia, tudo gravado em madeira. 

Obra interessante e muito estimada. Edição RARÍSSIMA.— Sousa Viterbo, A litteratura 
hespanhola em Portugal, pag. (187) 367. 

2599 ENSENANC.A H ENTRETENIDA. H Y || DON.AIUOSA MOP.ALIDAD, 

IIGOMPhEHENDIDA || EN EL AUr.HIVO INGEMOSO ll de las Ohias escri- 
tas en Piosall/J/Í L>UN FRANCISCO DE QVE VEDO VlLLEtíAS \\ Cuiwl- 
lero de la Orden df Sanlitujo, y ScTior de la Villa de || la Torre de luati Ahad. 
II Contienense juntos en este Tomo, las que sparoiclas en ditVe- 1| rentes Li- 
bres h.-ista .nora se han impresso. || OFBEOIDAS A PEDRO SEVERLM |1 DE 

NORONHA. II II EN LISBOA. || Con Iodas las licencias neussarias. \\ En 

la Imprenla de Pablo Craesl^eeck, y á su costa. || Ano de 1657.— In-l." de 
VIII pags. (prels.) inunis. e 483-92 minis. E. {pirq.). 

As VIII pags. prels. inserem o seguinte: titulo, acima transcrito (pag. I ; a II em bran- 
co) ; Dedicatória .A ,; PEDRO SEVERIM |1 DE NORONHA. :, Comendador da Co- 
menda de San- 1| cta Maria de Pernes da Ordem !| de Christo,», datada e subscrita no 
fim: «...Lisboa 9. de Junho de lòb7.\\Paulo Crasbeeck.> (pags. III e IV): «TITV- 
LOS. II De las Obras contenidas en este Toino.t (pag. V); .LICENÇAS.» permitindo 
a impressão do livro (pags. VI a VII ; a VIU em branco). 
As 92 pags. constantes da segunda ordem de numeração inserem: — «VIDA DE || SAN 

PABLO II APOSTOL.. 
Com excepção das pags. prels., toda a composição tipográfica é a duas cols. por pa- 
gina. 
Compilação de vários tratados de D. Francisco de Quevedo, já anteriormente dados á 
estampa, em vários togares e datas, em edições próprias. Estimada e muito rara. 
Bom exemplar, salvo um peq. def. no frontispicio.- Sousa Viterbo, A litteratura 
hespanhola em Portugal, pag. (189) 369. 

Entremes famoso de la Endemoniada fingida... — Veja-se: Ma- 
chado (Si)}ião). — Comedias... 

2(i00 El parnaso espaiiol, Monte en dos cumbres, dividido con Ias 

Nueve Musas Castellanas. Donde se contienem Poesias de. . . Sale ahora 
anadido con adorno de unas Dissertaciones à cada una de las Mu.sas, y 
nvevamente corregidas, y emendadas en esta ultima impression, segun 
el Expurgatorio dei ano de 1707. Vease el Prologo. Ano (Vinheta com a 
imagem de S. João; gravura em madeira) 1729. Con Licenria em Madrid. 
En la Ofjicina de Francisco de el Hierro... In-i." de X1I-558-XVII pags. e 
varias gravuras em madeira, tiradas aparte. 

Las três Musas vitimas castellanas. Segunda cumbre dei Parnaso 

espanol. De... Atio (Vinheta reproduzindo a imagem de S. João; gra- 
vura em madeira) 1729. Con Licencia en Madrid. En la Officiíia de Alonso 
Balvàs... In-4.0 de 338-IX pags. e estampas intercaladas no texto. — Aí 
duas partes em igjial nnmero de i'o/.<. E. 

Apreciada, e pouco comum no mercado. Magnifica exemplar, com ene. da época (inteiras 
de carneira). 



£^o 



20Ô CATALOGO DA LIVRARIA 



'^0 e 



51 



'^C^£> 



H 



O O 



2601 Politica de Dios, y governo de tlhristo, sacada de Ia Sagrada Es- 
critura, para aeierto de Rey, y Reyno en sus Acciones. Por Don.... Ano 
(Vinheta reproduzindo a imagem de S. João? gravura em madeira) 7729. 
Con Licencia en Madrid. En la Oficina de Joseph rtodrigtiez de Escobar. . . In- 
4.° de XVI pags. (prels.) inums., 333 nums. e mais III iniims., finais, de 
_ (iTahla de los Cnpitulos que contiene este Tomo.» E. 

As XVI pags. prels. inserem: titulo; Dedicatória: <E1 Afecto Publico, catholico espafiol, 
a nuestro muy Santo Padre Alexandre Vil...»; outra Dedicatória: «A Don Felipe 
quarto de este Augusto Nombre, Rey de las Espanas.» ; «Elogios de la eleccion, y 
pluma de Don Francisco de Quevedo en el assumpto de esta Politica, sacados de 
las Aprobaciones, que procedieron í su impression, correcta, y anjdida por el Au- 
tor en el ano de mil seiscientos y veinte y seis, que saliò la primeira Parte.» ; e: 
<A los Doctores sin luz, que dan liumo en el pavilo muerto de sus censuras, muer- 
den, y no leen.>. 

Livro apreciado. Edição já pouco comum no mercado. Bom exemplar. 

2602- Quintana {D. Manuel .losef).—Vi(ins de espanoles célelin s, por,.. Pa- 
ris. Bintdni, Libreria Europea. .. 1845. (En la hnp. de Fain ;/ Thunol). In-8.°, 
de IV-VI-í-192-247 pags. E. 

Trabalho biográfico interessante ; adornado com o retr. de iA. J. Quintana (gravura a 
buril, assinada : Geoffroy se). 

260S— Quintana (Jerónimo dp).— HISTORIA 1| DE LA ANTIGVEDAD, || NOBLEZA 
II Y GRANDEZA jj DE I,A VILI.A || DE || MADRID || ESCRITA || POR EL LI- 
CENCIADO II G£;^<OA'/MO BE (jy7A^T.4Ar/l, II Clérigo Presbytero, Notário 
7-) dei Santo Ofi- || cio de la Inquisicion, Rector dei Hospital || de la Latina, 

y natural de la misma || Villa |1 (Pequena vinheta ornamental) || CON PRI- 
VILEGIO. II (Linha de peqs. \inhetas lipogníficas simetricamente dispos- 
tas) II En Madrid en la Imprenta dei Reyno, || Ano de M.DK.XXIX. (1H29). 
In-fol. de V ÍT. prels. iniims. , 455 nums. e mais XI inums., finais. K. 

As V. ff. prels. compreendem o seguinte : titulo ou frontispício ornado de cercadura 
formada por peqs. vinlietas de ornamento, simetricamente dispostas ; <Suma dei 
priuilegio.»; «ERRATAS.»; ^TASSA.» ; Aprovações e Licenças permitindo a im- 
pressão, uma das quais é subscrita pelo Marquez de Gusano ; «AL LICENCIADO 
OERONIMOIde Quintana en su historia de ': Madrid. || £Z. MAESTRO ÍOSEPH 
DE VALDIVIELSOW Capelían dei Sereníssimo senor ln)aiite \. Cardenal. \\ SILVA.» ; 
e Dedicatória «A LA MVY ANTIOVA, ]i Noble, y Coronada villa de |1 Madrid.» -Nas 
XI ff. inums. finais decorre a .TABLA|| DEL LIBRO PRIMERO (2.o e 3.o) || de la 
Antiguidad de la muy an- |i tigua villa de Madrid.» ; e nas VI a XI : «RESVMPTA |1 
ALPHABETICA 11 de las cosas memorables || desta Historia.». 

A composição tipográfica, exceptuando as peças prels., é a duas cols. por pagina. 

Livro curioso para a historia de Madrid antiga, muito estimada. Edição bem executada, 
de impressão nitida. RARA. Bom exemplar, contendo as ff. 265 e 256 que, por ha- 
verem sido suprimidas pelo Conselho de Castilla, faltam em muitos dos exemplares 
que se conhecem. ^ 

Salva (Catálogo da Biblioteca de..., 3138) descreve um exemplar que, em logar do 
frontispício de composição tipográfica que o nosso contém, apresentava um outro de 
gravura a buril. 

2604-Quinones (D. 5mn de). -CARTA H DE DON IVAN \im QVINONES, 
■ QVE II efcriuio ai P. Fr. Diego de los Rey.^ \\ de Madrid a Se- \\ ttila. 

Estes dizeres ou titulo vêem no alto da primeira pagina, a encimar o texto da carta. 
No fim desta o registo : 



AZEVEDO - SAMODÂES 20 1 



Com decreto de fita Mageftade, ^ as mai$\\lieenças )!ecp//aJ tfl« || EM LIS- 
BOA. II iVa Olhcina de Lourenço de Anueres || Anno de 1642.— ln-4.° de 7 
pags., além de uma em branco, final. B. 

A Carta, que abre por uma letra inicial (M) de desenho de fantasia (gravura em ma- 

deira)^ vem no fim datada e subscrita: «... Guarde |1 Dios a V. P. de Madrid el 

vitimo de lu- ií llio de 1642. | De V. P. Dou luart de Quirlones.^. 
Missiva interessante a vários respeitos. Nela se encontram referencias a acontecimentos 

políticos ocorridos, pelos anos de 1649 a 1642, em vários paizes, incluindo Portugal 

e as índias Orientais. 

'Í605-Quinones de Benavente (Lkís). — lOCO SERIA. || BVRLAS VERA |1 O 

REPREHENSION || moral, y fefliua de los deíordenes públicos. || EN DUZE dt ac 

EiNTREMESES II reprtfentados, y veinte y quatro || cantados. |1 VAN IN- ^^ ^^ 

SEfíTAS SEIS LOAS, Y SEIS \\ lacaras, que los Autores de Comedias han \\ ^ 

reprcfentado, y cantado en Ivs teatros \\ de/ta Corte. \\ COMPVESTOS POR 
LVIS QYI- II nones de Benauente, natural de la Im- || perial Toledo. |! RE- 
COPILADOS POR D. MASVELW António de F,i)yns. || DIRIGIDOS A DON 
MÁRIO MAS- II trillo Beltran, Refidente de la Sfrenifslina Archiduquela 
Claudia, li 32 cl || CON PRIVILEGIO. 1| £« Madrid. Por Francifco Garcia. 
Ana 1645 || A cofta de Manuel Lope:, Mercader de libros. ln-8.° peq. de XVI 
fT. (prels.) inums., 243 nums. e mais uma inum., final. E. 

As XVI ff. prels. inums. inserem o seguinte: titulo; ÍNDICE DE LO CONTE- Unido 
en e/te libro.» ; ^SVMA DEL PRlVlLEÒlO.y ; .ERRATAS.- ,- .Suma de ia taffa...; 
'APROVACION,' e mais peças de licenças permitindo a impressão; poesias de en- 
cómio á obra e a seu autor: .DE DON IVAN DE HE- rrera Sotomayor. Al] 
Autor. II DEZIMA.. ; 'DE MANVEL LOPEZ DE QVIROS. \\ Al Autor. || SONETO.» 
.DE VN AMIGO A LOS ESCRITOS l\ de Luís de Benauente, y imprefsion deUeí, 
por dou Manuel de Vargas. |, DEZIMAS.. ; .DE DON SEBASTIAN DE OLIVA- ,| 
res VadiUo. A Luís de Benauente, Autor de/ta oé/-a. I| SONETO.- ; <DE DON 
CHRISTOVAL, de Herrera, Al /luíor. DEZIMA.. ; .DE GIL LOPEZ DE AR- 
MESTO y II Ca/tro. Al Licenciado Luís de Benauente, en la || Imprefsion de Jus 
obras. ', SONETO.» ; -DE DON lOSEPH DE: Bolea. Al Autor.* j! DEZIMA... ; -DE 
LVIS VELEZ DE\\ Gueuara. Al Autor. || DEZIMA.. ; .PROLOGO AL ; Lector.y ; e 
Dedicatória «A DON MARIO MAS- 1| trillo Beltran, Refidente de la Sere- \\ nljsima 
Senhora Archlduquefa de \\ Auftrla Claudia de Medi- cls, en la Corte de ]] E/pana.,,, 
datada e subscrita no fim : «... Madrid veinte y dos de Otubre, de mil yil feifcien- 
tos y quarenta y cinco. i| Don Manuel António ,; de Borgas.-. 

A folha inumerada final insere apenas, a meio da frente (verso em branco), esfoutro 
colo/õn: «EN MADRID. || Por Francifco Garcia, Imprefror || dei Reyno. || Aiio M. 
DC.XLV.. 

Livrinho, pelas peças que contém, interessante e muito apreciado. Edição original, e, ao 
que parece, a única até hoje dada á luz. Multo rara. Bom exemplar. Ene. def. 



2606- Quintiliano (J/. Fa6m«). - INSTITVTIO- || NVM OR.ATORIA- 1| RVM LI- 
BRI ,, DVODE- irCIM, || Summa diligenlia ad fidem vetuslissimorum || codi- 
cum recogniti, ac restituti, cum rerur ver- || berúnque índice locupletis- 
sirao. li Declamationum Liber eiu.-^dem. || (Marca a buril do impressor) |i 

LVGDVNI,\\APVD THEOBALDVM \\ PAGANVM || || i55«. In-8.» 

peq. de 741-LXXI pags. E. 

Clássico latino estimado. Excelente e rara edição. Bom exemplar. 

2607 Institatlonnm oratoriarum Libri duodecim, ad usum scholarum 

accommodati, recis, quae minús necessária visa sunt & brevibus notis à 



DO 



//■ 



^ â 



2Ô2 



CATÁLOGO DA LIVfcARIA 



dar. ROLLIN illustrati , . Olympone. M. DCC. LX. Cum Privilegio Riyis. 
In-S.» peq., 3 vols. de lij-VIIl-434 e IV-449-I-XLIV pags. E. 

Magnifica exemplar; boa encadernação (inteira) de carneira fina, da época; dourado 
por ff. 



^/ 



SSi^ 



o 



/6^d^ 




2608— Rabio (Alphonse). — Résiimé de rhistoire de Portugal, depuis les pre- 
mieis temps de la nionarchie jusqu'en 1823, Par... Avec une Inlrodii- 
^ Q etion por R. T. Chalelain. Troisième Edition. Paris, Lecointe et Vurei.. 

1821. (No verso da folha do anle-rosto : Paris, Impr. de Decowchant). 
In-l2.o de IV-4(i7 pags. E. 

Estimado e pouco vulgar no mercado. 
2609— Racine (Jean). -Q^uvres de Jean Racine, de TAcademia Françoise. • 
Noiívelle éditiori, Plu.s correcte & plus aniple que toules les precedentes. 
Tome premier. (Vinliela ornamental; gravura em madeira). A Paris, Par 
la Compaynie des Libraires. M. DCC. LXVll. Avec Approhation & Pri- 
vilége du Hoi. (No fim do ter» eiró vol. : «Do Tlmprimerie de Prault.»). 
In-l^.", 3 vols. de IV-xxxiv-X-4tí7 ; IV-451 e IV-4-2-2-II p;it!s. K. 

As XX.XÍV pags. prels. do tomo 1 compreendem o seguinte : «AVERTISSEMENT || DES 
LIBRAIRES.. (pags. j e ij) ; .EXTRAIT || DES MÈMOIRES || SUR LA V1E||D£ 
JEAN RACI NE. \\ Journal dei Sçavans, Févríer m9.. (pags. iij a xxvj) ; e .TABLE 
li UtNÉRALE II 0£S CtUVRES [DE Ni. RACINE., (pags. xxij a xxxiv). 
Os dizeres insertos nos frontispicio são impressos, alternadamente, a preto e vermeltio. 
Boa edição; adornada com o retrato de Racine (Peinte par Santere,-Oravé par L. J. 
Cathelln), lindos cabeções alegóricos e belas gravuras, originais de De Seve e aber- 
tas a buril por Fessard, Legrand, Breant e Massard. -Magnifico exemplar, revestido 
de óptima encadernação (inteira) de carneira fina, da época. -Raro. 

2610 Théatre complete de... Pri^céde d'une notice par M. Auger... 

Paris, Firmxn THdot Frires. . • 1844. lii-8 ° peq. tle IV-66o-'I pags. E. 
Edição adornada com o retrato de Racine (gravura a buril, assinada : Qravé sur actr 
por Polkt 2833). 

Raffet. — Veja-se : Musée de la Révoltition Française. 
2611 — Ralus {Flaminiits).— FLkmmi RAII U PRATENSIS || CARMINA. || In 
ortu Serenils. Princihis filij Se- || renils. Francisci Medíeis || Secundi Ma- 
gni Etru- II rioe Ducis. || iGravura quadrangular reproduzindo um escudo 
d'armas) || FLORENTI/E. || Apud Juntas, m d lxxvii. In-4." de 4 folhas 
inums. B. 

Compreende poesias em latim e grego. Autor não registado por Brunet. Opúsculo multo 
raro. A impressão foi executada com belos caracteres itálicos e gregos. 

2612 FLAMINII RAII || PRATENSIS || CARMINA. || In obitu Sereniss. 

lOAHANN^t; Ausiriace || Oxoris Serenissimi FRANciscr || Mkdicis Secundi 
Mugni II Dvcis EtrvrIjE. || (Escudo d'armas; gravura em madeira) || FLO- 
RENTL^E, II Apud luntas, mdlxxviii. || Cum Licentia Superiorum. In-i." 
de IV íT. inums. B. 

Opúsculo desconhecido a Brunet. Multo raro. Compreende poesias em latim, italiano 
e grego. Por sobre o titulo vem uma linha de vinhetas ornamentais, simetricamente 
dispostas. A composição tipográfica, embelezada de pequenas letras iniciais, apre- 
senta caracteres itálicos e gregos. 

2613 FLAMINII RAII || PRATENSIS || ORATIO. (1 Pro Salute Paliia>, ad 

V^ vitos Pratenfis. || Anno aetatis suae XXIII. || (Pequena vinheta ornamental) 



D 



A/à^ 



AZEVEDO -SAMODÂES 203 ^^ 

H Marca do impressor; gravura em madeira) || FLORENTI^, || ApmlBar- \ 2, ^^'' '^ ^fc-/- 
tholamaum SermartelUum. \\ MDLXXVIIII. ln-4.° de 10 pags., ;ilém de 
duas em branco, finais. B. 

Opúsculo raro. Na impressão empregaram-se belos caracteres itálicos. 

2614 FLAMINII liAII || GAHMlNA. || IN OBITV SE- || HENISSIM.r: IN- 
FANTIS ELKO- II NOK.E FILI.E MAXIMILIANI || IMPKR ATORIS. || AU IL- 
LVSTRISSIMAM||MAHGARMI tam Lalsam Ti iiiulliam. ||(Vinheta repro- 
duzindo o busto de— «HVHOLPHUS D. G. VNGARIE ET BOEMl.E REX.»; 
gravura em madeira) || PRAGAE, ex Officina lohannis Gohibri, || || 

M Anno, M D LXXX. -In-i." de IV ff. inums. (o verso da ultima em branco). B. 
W Opúsculo multo raro. Consta de poesias em latim. Na impressão aplicaram-se caracte. 

res redondos. 

2615- Ramalhete (O). — Jornal d'Instrucçrio, e Recreio. .. Lisboa : Na Imprensa 
de C. A. S. Carvalho), 1S37-44. In-4.", 7 anos (4 Series) ou 327 números 
em 6 vols E. 

Publicação periódica, no seu género, muitíssimo interessante e estimada. Colaborada por 
alguns dos melhores poetas e prosadores contemporâneos, e ilustrada com numero- 
sas e bem executadas litografias, impressas em separado. A composição tipográfica é 
a duas cols. por pagina. -RARA. Bom exemplar. 
2616— Ramalho Ortigão (J. D.).— Lilteratura d'lioje. Porto: Typographia do 
Jornal do Porto... 1866. In 8." de 61 paus. e um peq. apenso de Erra- 
tas. Des. cf^jn'^ ^ 
Opúsculo curioso e estimado, escrito a propósito da famosa questão literária coimbrã, 
conhecida pela denominação de-«Questão do Bom-senso e Bom-gosto>. O texto vem 
no íim datado e subscrito: iPorto 3 de Janeiro de 1865. / D. Ramalho Ortigão.'- 
Ja pouco comum no mercado. 

Í617— Ramière (P. Henri).— Liberalismo desmascarado por um Jesuita, o 
Rev.do p.e Henri Hamière, por vários outros aiictores e pelos próprios li- 
beraes. Contendo. . . Obra traduzida, compilada e anuotada por Um Vima- ^^ /? rs 

ranense. Guimarães : Livraria Internacional de Teixeira de Freitas— -^ 

Editor... 1877. {Typ. Peninsular de José de Mattos Carvalho. . .). In-S.", 
2 vols. de .'SlO e 551-1 pags. E. 
2618— Ramos [Fr. Jerónimo rie).-CHRONICA |1 DOS FEYTO.'^, VIDA, E || morte 
do Infante fanto || D. FERNANDO, Ij QVE MORREO EM FEZ. \\ REVISTA 
E REFORMADA || agora de novo pelo Padre Fr. Jeronymo de Ramos da 

Ordem dos Pré- \\ godores. || DEDICADA \\ AO EXGELLENTISSIMO SE- ///^yi(P<r^ 

NHOR II DUQUE DO CADAVAU, || Eftribeyro mòr &c. || (Pequena vinheta // e/ -^ 

ornamental; gruvura em madeir.) || LISBOA OGGIDENTAL, || || Na 

Officina de MIGUEL RODRIGUES. |1 M. DGG. XXX. || Com todas as licenças 
necefforias. || Terceyra impreílaõ feyta íi culta de Joaõ Rodrigues || mer- 
cador de livros ás portas de Santa Catharina.— In-8.° peq. de XXII pags. 
(prels.) inums. e 3'i8 niinis. E. 

Na primeira das XXII pags. prels. o titulo do ante-rosto (.CHRONICA !| DOS FEYTOS, 

VIDA, lie morte do Infante fanto H D. FERNANDO, || QUE MORREO EM FEZ..); 

a pag. II em branco; na III o titulo do rosto; a IV em branco; de pag. V a VIII 

a Dedicatória: «AO EXGELLENTISSIMO SENHOR |1 DUQVE DO CADAVAL.,.. 

(subscrita no fim : >Excellentifrimo Senhor, || O minimo criado de V. Excellencia || 

Joaõ Rodrigues..); de pag. IX a XII as «LICENÇAS» (Do Santo Officio.-Do Ordi- 
nário.— Do Paço.) permitindo a reimpressão da obra ; e de pag. XUI a XXII, em ca- 

cteres itálicos, o «INDEX || DOS CAPÍTULOS || defta Chronica.. 



204 CATÁLOGO DA UVRAftiA 



Crónica interessante, clássica e muito estimada. Reimpressão bem executada. A composi- 
ção tipográlica é esmaltada com vários cabeções e tiorões decorativos, gravados em 
madeira. Os exemplares são já bastante raros no mercado. O nosso, muito bem con- 
servado, tem apensa, em frente do rosto, uma gravura a buril reproduzindo o relr. 
de D. Fernando, o Infante Santo. 

A primeira edição do primitivo original desta crónica, escrito pelo P. João Alvares e 
adicionado por Jerónimo Lopes (por cuja diligencia se publicou), foi impressa em 
Lisboa em 1527, na oficina do hábil artista Oermão Qalharde, francês, empreganao-se 
na composição os denominados caracteres góticos. Rezam assim os dizeres do fron- 
tispício: 

(RnnxUa U fniittí c uirtuorí iffníitc bom ínnnnSir, ItUio íicl Jífy Çõ 
Jíiljii vriíiifijiii bfitf iiiimr, tiiit fr fiium cm tcnn bc mnuins. |)ijr $r. 
Jona ãllunrrj, c^n•^■fni^n por gfromjmn Íovcí,. Jisbon, vei CBcrmnit 
("linUiiuíic. ^linbmilc nos IH »í Sniicini Se \;>27. in-s.o de? , 

Os exemplares são da mais extrema raridade ; não ha mesmo, que nos conste, noticia j 

de logar certo ou presumível onde possa existir algum. 
O original do P. João Alvares foi mais tarde revisto e remodelado por Fr. Jerónimo | 
Ramos, que depois o publicou sob o seu nome. O frontispicio, também sensível- j 
mente alterado, tem agora textualmente os seguintes dizeres: 

CHRONICAilDOS FEITOS, VIDA, E |1 morte do Iffante Sancto Dom Fer- |1 nando, j 
que morreu em Feez |; Reuifta & reformada agora de nouo pelo padre 1| Frey Hiero- 
nymo de Ramos da Ordem dos II Pregadores : de mandado do Sere- II nifrimo Car- 
deal Iffante, &c. 11 E a efte dirigida. II (Escudo d^armas do mesmo Infante tendo em 
YoUa no p;oprio desenho, os dizeres: HENRICVS CARDINALIS INFANS PORTV- 
OAlÍe- gravura em madeira) || COM LICENÇA DO CONSELHO 1| geeral do fancto 
OfBcio & Ordinário, i: 1577.11 Vendefe em cafa de loão Defpanha.-In-S.o de VIII ff. 
(prels.) inums. e 144 nums. na frente (verso da ultima em branco). 

As viu pags prels compreendem : frontispicio ; .Approuação. de Frey Bertho- 
lameu Feneyra; -Licença do Prouincial... Dada em o nofío morteiro de Noffa Se- 
nhora da Serra de Almeyrim, aos três de iVlayo, de 1577. Frey EJtenão Leytao fnor 
Prouincial.- .Licença & approbação do Confelho geral da fancta Inquisição... 
aafpar Oontalves... Lião Anrlguez.» ; -Licença dos fenhoTes do defembargo do 
paço dei Rey noffo fenhor... Ga/par de Figueiredo. Pauto Afon/o. PeroBar- 
Zfa BulUão.> ; Dedicatória : -AO SERENIS- |t SIMO CARDEAL DOM » Henri- 

que íniante de Portugal, 1| Arcebifpo d-Euora, Legado à letere, &c. |1 F-^ey "■^™"y"^ 
de Ramos da Or- || dem dos Pregadores, II humildemente S.||....; e . TAVOA DOa 
CAPITV-lllos defta Chronica..-Nas 144 ff. nums. o texto da crónica propriamente 
dito, precedido no alto da frente da primeira H. pelos seguintes dizeres i-CHROÍ 
NICA DA VIDA II & feitos do muito virtuofo & fancto Iffan- 1| te Dom FernandoJ^ 
que morreo em Terra de |1 Mouros : fcripta antiguamente por frey loao ll Aluarez Cafl 
ualleiro da ordem de Auis, fecretario do dito fenhor, que com elle esteve UcaptivOl 
até sua morte, 8. defpois li cinquo annos. |1 Agora nouamente & con- 1| certada peloj 
padre Frey Hieronymo de Ramos da Ordem dos Preegadores, por mandado do St-i 
rcniffimo Cardeal Iffante, ÍS-c... No fim esta subscrição: ; 

,Foy impreffa efta Chronica do fancto Iffante 1| dom F""»"^»; «'';'' ^«'f.^^ ^°'" 
loão II primeiro defle nome, em Lisboa per António Ribeiro. || M.D.LXXVll.» (t 1 
rematar uma vinheta). 

O texto contêm agora 43 capítulos e um <Breue rummari»-de algiias coufas defta 
II chronica, pêra lembrança mais fa- 1| cil do Lector.> 
Ha poucos anos íez-se a seguinte reimpressão do texto primitivo : 

rHRONirA II DO II Infante Santo D. Fernando 1| Ediç.ão critica da obra de D. Fr. 
^ol^Xrez s°gundL um códice Ms. do sec. XV 1 POR ,| MENDES DOS REME- 
DIOSIKMarca do Editor) H COIMBRA || fR^/VÇ/I 'iMADO-EDITORW-W^i,^; 
verso do ante-rosto : .Composto e impresso na Typographia França Amado II rua. 
Ferreira Borges, ii5-Coimbra.). In-8.o de XXIV-183 pags. e um .Fac-simile. da l.«| 
pag. da .VIDA DO INFANTE.» 



AZEVEDO -SAMODÃES 205 



As duas pags. prels. compreendem o titulo e o Sumario. 

Livro interessante sobre o provimento dos bispados portugueses que, por meiado do 

século XVII, se achavam vagos. Impressão muito nitida, em magniBco papel de 

linho. Salva não o possuia. Muito raro. Óptimo exemplar. 



Estes dizeres vêem no alto da face da primeira folha do opúsculo a preceder o texto. 
No verso da ultima folha o registo e Taxa: 

Com todas as licenças nei-effarias. \\ EM LlSHOA. || Na Officina de Domiogos 
Lopes II Roía. Aimo 1(345. || Tuxaõ efta Carta em rcif || Coelho. Ribeiro. 

lii-4." de 4 fT. innnis. R. 

A carta começa pela seguinte forma : «A Provincial da Cõpaiiiúa de lefus de Portugal. 
II Pax Chrirti. || Faço efta defte Reyno de Macarfar, a q || aportei efte anno de 1644. 
pêra comu- 1! nicar a V.R, & a toda effa Província as y boas nouas, que nelle tiue 
doi Reynos|ldo lap.io, f; China, por cartas de P. Vi j ce prouincial Gafpar de 
Amaral. Nos princípios de lulho de 42. fahio da b.irra de Manilla hum || nauio que 
portemos chamar fancta Fé:....-e termina assim :-. Larga porta eftá aberta ao 
S.inclo Euangelho, pella || qual podem entrar numerofos obreiros... Ma- 1| carfar 14. 
de Abril de 1644. |] Je V. R. |] Francifco Rangel.». 

Missiva muito interessante pelas curiosas noticias que encerra acerca de vários religiosos 
portugueses e castelhanos que missionaram na China, no Jap.io e nas Felipinas (a 
que se referem algumas passagens da carta). RARÍSSIMA. Inocêncio parece nunca 
ter visto nenhum exemplar deste opúsculo, pois, registando-o a pag. 39 do tomo 3. o 
do Dic. bibl., limita-se a dizer que tem 7 pags. (quando contém oito), e á simples 
informação: -..O sr. Figaniere accusa a existência de um exemplar no Archivo Na- 
cional.». 

Quanto ao P. Francisco Rangel, o autor da missiva, sabe-se que era natural do Porto, 
e que vestiu a roupeta da Companhia de Jesus a 10 de Janeiro de 1629, indo depois 
missionar na índia a na China. Morreu em Macau a 28 de Fevereiro de 1660. 



J// 



O O 



2()19— Ramos Coelho (Jo«e).— Historia do Infante D. Duarte, irmão de el-rei 
D. Joãu IV. por... Obra fundada em numerosissinios documentos e com 
desenlios do arcliitecto milanez o sr. Lucas Beltrami e pholotypias do sr. 
Carlos Relvas. Lisboa: Por ordem e na T\jpo(jraphia Henl das Scie>KÍas, 
1SS9-90. In-S.o, 2 vols. de XXI-740-I e IV-898-lÍl pags. E. 

As XXI pags., prels. inserem: ante-rostoj rosto, Dedicatória e «Prologo... 
As ilustrações são impressas aparte. -Obra interessante e muito apreciada. 

2620— Ramos dei Mazano (D. Franfísco).— AL NOSTRO SANTSS.mo PADRE || 

ALESSANDRO |1 SETTIMO || I.\TORNO || AL PROVEDiMENTt) DE' VESGO- / y^;'^ ^ ^ 

VADI VAGANTI || NELLA CORONA Dl PDRTOGALLO. || IL DOTTUR D. 
FRANCESCO RAMOS DEL MANZANO || DEL GONSEGLIO || DELLA MAES- 
TA' GATHOLIGA || E || CATHEDRATIGO PRI.MAiilO Dl IVRISPRVDENTIA 
II NELL'VN1VERS1TA' Dl SALAMANCA. || (Vinliela representando um vaso 
com planta dorida; gravura em madeira) || IN MADRID, |! E nuonamente 
in Napoli, Per E^idio Longo Stampator Régio. || M.DG LXl. (1661). In-fol. 
de II IT. (prels.) inums. e 120 nums. na frente a duas cols. de impressão 
por pag. E. 



/^^ 



2621— Rangel [P. i^raiici.^o). — CARTA || DO PADRE || FRANCISCO RANGEL 
DA II Companliia de Iesv para o P. Pro- || viiicial de Portugal em que fe 
refere || o martyrio de finco Religiofos || & íe conlão outros caíos || memo- 
ráveis, y/-^^ ^/^<^ <à 



y^o/^ 



2C6 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



Rangel {itfinop/).-Relagão do naufrágio da nao Conceição.. . -Veja-se: 
Gumes de hrito I Bernardo). 
2622-Raspail (J\í.).-Cours élémenlaire d'agricullure el d'économie rurale, 
par Bruxellc,, Soe. BtUje de Lihraivie, Imp. el Papelerte. Hmman, 
Catoir et Comp. 1836. In-8 » peq. de 1V-Í97 pags. e V estampas, impressas 
aparte. 
2623-Rattazzi (Princesse).-he Portugal a vol d'oiseau. Portugais el portu- 
. , // gaises. Paris.- Degorce-Çadot, Kdileur... s. d. (No pé do verso da fl. de 

/5 ^ O e> ante-rosto : F. Aureau.-Imprimerie de Lag^yY-ln-S." de XIX-415 pags. E. 

/ Livro apreciado e iá pouco vulgar uo mercado. Dele se ocupou ""moristicamente Ca- 

milo Castelo Branco, dando logar á famosa polémica l.teriir.a conhec.da pela des- 
gnação de QUESTÃO RATTAZZl, e em que esgrimiram, pio e contra, algumas das 

mais abalizadas penas contempor.inea3. 

Tem junto, na mesma encadernação, a ^'2"*""= ""ra :-<Les sensafons d une morte^ 
(Par) La Comtesse Marie Montemorli. Paris: Hachette et C" ... 1863.. ln-8.o ae 
IV-306 pags. 

i!624-Ratfon (Jflm«e).- RECORDAÇOENS |1 DE H JACOME R^^WS \\ V\- 

DALGU CAV.MXEIBO DA GAZA REAL... «SOBRE OGGURRENCIAS DO 

^ L-Â OO SEU TEMPO II EM H PORTUGAL, DURANTE O LAPSO DE SESENTA E 

^J O F TRÊS ANNOS E MEIO, |1 ALIAS |1 de maio 1747 a setembro ue 1810^ || 

■^^ QUE REZEDIO l-M LISBOA : || ACGOMPANHADAS DE || ALGUMAS SUBb- 

QUENTKS REFLEXOENS SUAS, |1 PARA || INFORMAGOENS D E SEU S 

PRÓPRIOS FILHOS. |1 II COM DOCUMENTOS NO FIM. » ==^ J 

íoníim. li IMPRESSO POR H. BRYER, BRlDGE-STfiEET, BLAGKFHIARS. 
II - II ISia.-In-S." de IV pags. (prels.) inunis. e tóO nums., alem demais 
XII inums., de «INDEX.», e duas em branco, finais. E 

As IV p.-,gs. prels. contêem: titulo do ante-rosto („RECORDAÇOENS|l DEliy^COAf£ 
RATTON..') (pag. 1 ; a II em branco); frontispício (acima transcrito) (pag. Hl); e 
um trecho do .Esperito das Leis. de Montesquieu (pag. IV). 
De pag. 1 a 8 decorre o .PREAMBULO.. ; e de pag. 9 a 450 o texto das Recordações 
propriamente dito.-Na parte inferior da ultima das XII pags. .nums. fina.s um 
novo registo :-.Em Londres: Impresso por |1 H. Bryer, Bridge-street, Blaeckfr.ars... j 
Livro interessante e de muito merecimento, pois dá subsídios valiosos para a h.stona 
política e comercial de Portugal durante os anos 1747 a 1810 e também para o 
estudo dos costumes portugueses compreendidos no mesmo per.odo de tempo. Ed.çao 
primitiva, MUITO RARA. Ilustrada com um mapa (tirado aparte, em 11. desdobrá- 
vel ■ falta no exemplar) e com um belo retrato de Jacome Ratton (gravura a buril, 
assinada : Drawti by H. UEveque- Engraved by J. Vendraminl.). 
A segunda edição, muito cuidada e muito bela, foi estampada em Coimbra na .mprei.sa 
da Universidade. Constituem um 8.o gr. da XVlII-II-340 pags., além de X .numera- 
da= de INDEX, e duas em branco, finais; e as reproduções fotozmcograficas do 
rosto, mapa e retr. de Ratton que vêem na edição original. Os dizeres do frontis- 
pício a duas cores (preto e vermelhoj, são, textualmente : , 
.RECORDAÇÕES II DE JACOME RATTON y SOBRE OCORRÊNCIAS DO SEU 
TEMPO, «DE MaIo DE ,747 A SETEMBRO DE iS.o H SEGUNDA EUIÇAO RE- 
VISTA iJjlDADOSAMENTEllPORliJ. M. TEIXEIRA DE CARVALHO H Professo 
de Estética e História da Arte na Universidade de Coimbra RVinhetaornamentalH 
COIMBRA II IMPRENSA DA UNIVERSIDADE :| 1920 -As pags. prels. V a XVII m 
serem um PREFACIO DESTA EDIÇÃO (datado e subscrito no 6m : .Coimbra-Ott- 
tubro de 1920 H T^inhira de Carvalho... Além da tiragem comum, limitada a 500 
exemplares! °ez-se uma outra de 50 em papel de linho, todo, nums. e rubricados 
pelo revisor. 



AZEVEDO - SAMODÃES 



207 



262g-Raulm (./o/ii.hhís).— C gtinrrnrium ÍJnruíiiri irli- ll giofirrimi... §tr. 
monts JJrni- 1| trtin...-ílni-is, 1519. 

(Do fronti»i,itio damos a seguinte crnc/a reproãiiçuo fotozincográfica): 

Cimaãtium^âtmamu-' 

gíoflfTimipatrtaartmac racrepagíne rfctTonsifegí 
ri(Ieft-»nagilín ^obinta ■iRaulin::clebCTrimioí<linÍ8 
iClun. colune pdpus: cóplcctcg Sermonc0 oe \pcfii> 
tf (m í ei° gtib'.cócnf loe rcj cófeflíoae: ratifFact tôc 
ac orne. opuo cquidc p;ofui mento et ecce'létÍ30Trtn'i 
laude fuWim I U9 ad ccleííe.Ti paradifam rec ro rraiTHrc 
Çítertriucícríloirígeng. CuiadiúsdíHntnóintrma 
cõmcndandi f^nnoneeciufilemgrsuttrimt pams oe 
matrimonio 3c viduitatt 



J//"^ 




Cufnúdituf tiariííusinvicoJínctiiscôbí fubp«tttf4Bi», 

iO oiiginal mede 125X70>""') 

In-8.0 pcq. de rr»iii. ff. nums. na frente e VH inums., finais, de ^abnia 
rcrmiiiiu 6c \Sntã. E. (jerg.). 

Na frente (verso em branco) da primeira das CCUiit. ff. o titulo acima reproduzido; na 

fl. ii a Dedicatória: f£ ©ínErcirirriíiui : rnpifti- i| fimcii)' »irr: rr uctiif- 
tirfimo prortru fraiucrum; fnn || fiuint progEiíito bniiiinu gu6ouiro òt 
ffirnuillo ar || rliimnriíici írniutí íipirriíiui Iiuljnnnfs |Jnuli- il nus pnu- 
yír monociji us monocljus mirericoríiin ici iníitflrns. || §alutfm nb ro 



208 CATÁLOGO DA LIVRARU 



HUi rft fnlus rternn. et rríifiiiptio |1 ucrc iiortrn. ; e de f o iti, a rtuiil. 

a duas cols. por pagina, o texto dos SnmOltfS iC |JlIÍlt. (fjrilitritlin) ; §cr« 
inOIICS ilf Ijttntrimoilio ; e SnmoiirS 6t JJiílUitnlí.» ; que fecha, no lim da 
segunda coluna do verso da ultima folha, pelo registo do logar, do nome do im- 
pressor e da época da impressão, que reproduzimos íoto-zincográficamente : 

Cí^oc fine clau» 

úuncui <rrtnonE;0 oeXPammo^ 
nio.ac Tidut(ar{r:rcli0uji0 ac Icii 
ttciuuUscumulACillimr adouis 
ii3o04nmi>'HmHin.oiuine it)to 
logie piomloiierjnri.lacnois 
diniB Ctumarrh.niargantr ptei 
cior(i(unr.3inp:fili-parinus ets 
penfia IjoncIliíTimi Tinmagi(h'í 
3ol>anniâIDemarnrt UhtarQal 
me TQuif rriCdti» partfLrnria lus 
r4n.Biuie on. ZD.quineitefini» 
Eit.uo.3uU1. 

/noutkchtifle ttbi rerum (m<bin 

maooicna». 

Cui cnare< cui (eUuai cetnm ou 

rcruuetetQer. 

Livro belamente impresso, MUITO RARO. Na composição tipográflca, embelezada de 
lindas letras iniciais de desenho de fantasia, empregaram-se pequenos caracteres gó- 
ticos. -Óptimo exemplar. 

2626 -Ravignan (P." Xnvkr rie). — Ua existência e do instituto dos jesuítas, 
^^ ^ pelo... (ia Companliia de Jesus. Lisboa: Typ. de Silrestre Castanheiro .. . 

1889. ln-8." de 258-1 pags. E. 

2B27-Raynaud (P. T/ieop/i.). — TRINITAS |1 PATRIARCHARVW II S. Bruno 
Stylita Mystious ; || S. Franciscus Paulanus Oromas- || des lieligiosus, ex 
Ince & ve- II rilate conipactus; S. Ignatiiis Loyola, Anima [| mumJi. \l Dl- 
CTIO TBIPLEXW íi. P. TH1':0PH1L1 RAYNAVDl |1 Souielatis lEsv Tiíeolo- 
gi, II (Vinhela-emblema da Comp^ de .lesus, lendo no centro as iniciais: 
1 H S) II LVGDVNI, II Sutiiplibiis Haeiede. & Petri Prost, || Phil. Borde, 

& Lavr. Ahnavd. II II M. bC. XLVIl. (ltiA7) \\ CVM PRIVILEGIO. 

In-S." de XXVI-6'i4 pags. E. 

As XXVI pags. prels. (inums.) compreendem o seguinte; frontispício; Dedicatória ao 
• R.mo p. DOMINO 1: LEONI TEiXIER |! ORD. CARTVSIENSIS || Moderatori Oene- 
rali.. ; Licenças permitindo a impressão; .ARQVMENTVM.. : e .CONSPECTVS 
OPERIS !| de S. Brunone... 
Livro RARO, desconhecido a Brunet, pois o não menciona não obstante registar outras 
obras do autor. Bom exemplar. A ene. tem nas pastas um ex-librís exterior braso- 
nado, impresso a ouro. 


2628-Reali di Francia (Li) Ne' ([ualisi corilieiíe la Generazione degrimpora- 
tori, Ro, DuL-hi, 1'riiicipi, Baroni, e Paladini di Francia, con le grandi Im- 
^ presf , e Rataglie da loro fatie. Cominciando da Costantine Imperatore, 

1^ O' .sine ad Orlando Conte d'Anglante. Edizione novíssima Da molti errori 

. purgata, e diligenlemente corretla. (Vinheta ornamental ; gravura em ma- 
deira). In Yenezia, 1704. Pvetso Kicolò Pallegrini, in Corte dei Teatro San- 
CAngdo. Con Licema de' Superiori. In-S." de XV.I-463-I pags. E. 



AZEVEDO - SAMODAES 



20Q 



Livro interessante e muito estimado. Edição enriquecida com vinhetas, abertas em ma- 
deira. O titulo no tronlispicio actia-se circundado por tarja de composição tipográ- 
fica. RARA. Bom e.^euiplar.— A edição primitiva deste romance celebre, registada por 
Brunet, foi dada á estampa em Mutince, Petrus Maufer, 1491, in-fol. gótico. 



2G29— Robollo (P. ^mnffor).— ALGVNS CA- 



PITVLOS.,. EM LISBOA,. 



JÍ//^' ^ 



[Do froniifpicio damos a seguinte exacta rcprodxição (olo-zincografica) ; 

ALGVNS CA 

PITVLOS TIRADOS DAS CAR. 

tas que vieram elíe anno de 1 5 8 8. dos Padres da 

Companhia de 1 £ S V que andam nas panes da 

Índia. China, Iapáo,ô<: Reino de Angola, im- 

pieiros peia (apoderem com mais facilidade ' 

comunicar 3 mui CQS peiloas que os 

pedem. 

CitlelidesferoTadre amador \ehello damefituk 

Cttnpitnhia, procurador çtrul das freturitM* 

<U índta^ &■ Brafil,0-c* 




EM LISBOA, 

í/tlxnpreíTos com licença doCon{élhdtgeraIc/> 

da linda lnquiíiçáo,6<; do Otdinana 

Ter ty^monio Rtbtyio, 

Ij88. 

[Rcprodui^ão de tamanho igual ao do original) 

In-8." peq. de 6't folhas numeradas pela frente. E. 

Na frente da primeira ti. o frontispício acima reproduzido em «fac-simile» ; do verso da 
fl. 2 ao verso da 15 : 

índia. I! De fUia de Padre Alexandre Va- \\lenhano Proulncial da Companhia da-\\ 
quellas partes do Oriente. (De parte da íreute da 11. 9 em diante decorre : fl Rela- 



210 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



looo'/^^''' 



^ão da glorio f a morte de cinco padres da li Companhia, que mataram os gentios nas 
terras \\ de Salfete, ejcrlta por o padre Alexandre ya-\\lenhwto Pronlncial ao Pre- 
pojito gérul II da Companhia.) ; 
da frente da H. 16 a frente da 30 : 

CHINA. II DE CARTAS DOS PADRES QVE || andam na China, Ç7- enfàrmações que 
Se teaeram \\ do padre vifitador da Companhia, & do padre \\ Rogério o primeiro 
çue nella entrou. (A pag. 24 e. seguintes: ^ Capítulos da carta do padre Antonto 
Datmeyda.) ; 

do verso da referida fi. 30 a frente da 5S: 

lAPÃO. II Algàas coufas tiradas de hua car- \\ ta que o padre Luis Froes efcreveo 
das partes do \\ lapão ao padre Alexandre Valenliano, que já \\ la ejteuera por vifi- 
tador, ^ de outra do \\ padre pêro Oomez Juperior em Bunga.J ; 

e do verso da mesma U. 53 a frente da 64 (ultima) : 

ANGOLA. !1 Relação de hiia carta que efcre- ji ueo hum padre da Companhia dos 
que andão no ;i Rcyno de Angola ao padre Prouincial de || Portugal, da mejma Com- 
panhia. (Até parte da frente da H. 60 ; da restante parte em diante a Relação refe- 
re-se ao Congo.). 

O verso da referida ti. 64 é todo ocupado por quatro vinlielas (gravura em madeira) : a 
primeira, a terceira e a quarta são de simples ornamento; a segunda compòese do 
emblema da Companhia de Jesus, tendo ao centro as conhecidas iniciais simbólicas 
1 H S, na parte superior a divIsa-DEVS li tNNOMINETO, e na interior-SALVVM 
IVIE FAC. 

O volume contém oito cadernos de impressão de oito ff. cada um, rubricados, no pé da 
frente das quatro primeiras ff. de cada deles, respectivamente : A 2 {n primeira H. 
deste primeiro caderno não apresenta a competente rubrica A), A 3, A 4 a H, H 2, 
H 3, H 4. 

Compilação interessante e muito valiosa para a história das missões portuguesas na 
Índia, China, Japão, Angola e Congo durante os primeiros anos do ultimo quartel 
do século XVI. 

A edição, RARÍSSIMA, é ainda a única conhecida até o presente. O nosso exemplar 
tem a margem lateral exterior de varias folhas defeituosa, prejudicando, nas quatro 
ultimas dessas ff. algumas letras susceptíveis todavia de íacil recomposição. -Figa- 
niere, Bibl., hist. port., n.o 1439. 

a6oO- COMPENDIO II DE ALUVAS || GAHTAS. . . EM LISBOA... Anno 

de M.li.XG.VllI. 1,1598;. 

[lio \ronli»i>ic\o dmnos, em (olha aparte, a exacta reprodução tvtu-zíncvgra/iea). 
In-8.0 pequeno de 240 paginas numeradas. E. 

Na primeira pag. o titulo ou frontispício acima reproduzido em foto-zincogravura ; a 

pag. 2 em branco; na 3 as Licenças peruiilindo a impressão do livro; e de pag. 4 

(primeira que apresenta numeração) a 240 o Compendio das Cartas propriamente 

dito. 

Das Cartas e mais peças compendiadas e insertas no volume destacaremos as seguintes : 

COMPENDIO DE UVA CARTA \, que o padre Francifco Cabral Prouincial da \\ 
Proulncia da índia Oriental da Compa- \\ nhia de lES V, ejcreueo^o padre Ge- 1| ral 
da mefma Companhia. Em ; Goa a 16. de Dezembro \\ de 1596. (De pag. 1 a 55). 

DE HVA DO PADRE lERONIMO \\ Xauier Superior dos que reSidem na corte do || 
grão Mogor do anno de 95. (De pag. 56 a parte da 69). 

DE OVTRA DO PADRE IERONI-\\mo Xauier do anno de. 1596. (Da restante 
parte da referida pag. 69 a parte da pag. 74). 

DE HVA CARTA DO lAPÃO, DOS\\annos de 94. ^ 95. pêra o Padre Geral d" 
Companhia de lESV. (Da restante parte da mesma pag. 74 a 121). 



COMPENDIO 

DE ALGVAS 

CARTAS aVE ESTE ANNO 
dt fj. ritráo co( Padres àk Companhia de 
J ES V, que reíideoi na índia , & coite 
dU gráo Mogor , 8c nos Remos da 
China,& Iapão,& no Braíil, 
em que fe concsm va- 
lias co ufas. 

ÇoHegtàíis por O padre (^Ama- 

dor Kebello da me ima 

companhia. 




EM LISBOA. 

Com Kctti^ io farto Officio , Oráiitãrio. O 

Defcmbargadoref do Pa^o. 

f»r AUxdnàrc de Si^jueirj, Imprcftr ic liurct. 

Annode MD.XCVIIi. 

Frontispício do livro descrito no Catálogo sob o n,o 2630. Reprodução 
de tamantio exacto ao do original. 

(Pag. 210) 



AZEVEDO - SANOOÃES 21 1 



DO PRINCIPIO, E ORIOEM CO- \\ mo Talcofama fe veo a defunlr com Qaam- \\ 

bacudono Jeu fobriaho. (De pag. 122 a 135). 

DA POMPA, E APARATO COM \\ que fe Jizerão eftas feftas, ^ recebimento de 

Tal- II CO j ama na jortateza de Meaco, chamada II luraçu, que quer dizer, ajuntamento 

n de delicias, ^ contenta- H mentos. (De pag. 136 a parte da 150). 

DA OCCASIAM QVE TOMOV Talco pêra matar a QuambacoWfeu JobrUiho. (da 

restante parte da mesma pag 15U a parte da pag. 163). 

DE COMO SE ACABOV DE\] effeituar a morte de \\ Quambaco. (Da restante parte 

da pag. 163 a parte da 169). 

DE oyTRAS VARIEDADES, E COV-\ fas inhumanas, qae Talco mandou fazer, 

que vlerão do Meaco depois de eftar efcrito \] atèqui o tratado prece- 1 dente. (Da 

restante parte da referida pag. 169 a parte da 174). 

DA CIDADE QVE'\ Talcofama edificou em i; Fuxlml. (Da restante parle da pag. 174 

a pag. 179). 

RESIDÊNCIA DOS PADRES da Companhia de lESVS, que andão na Cld-\\na. 

(De pag. ISO a parte da 183). 

COMPENDIO DA CARTA 1 do Padre Matheus Rido., datada no fim: «Defta cidade 

de Nancbão, 29 de Agofio, de 1596.» (Da restante parte da pag. 183 a 213). 

DE UVA DO PADRE PÊRO RO- \\ drlguez Prouincial da Proulnda do Brafil da 
r Companhia de lESV, pêra o Padre hão Alvarez da mefma Companhia : Af- II 
fiftentc do Padre || Geral., datada no fim: «Da Baya primeiro de Mayo de 97.« (Da 
restante parte da mesma pag. 213 a parte da 237). 

DE UVA CARTA DE MANOEL GO- ]' mez religiofo da Companhia de lefu, pêra 
hum \\ padre da mefma Companhia, rejldente em Lis- \\ boa, efcflta na Baya a 27, 
de Setembro de 97. (Da restante parte da referida pag 237 a 240) 

O volume t constituído por quinze cadernos de impressão de oito ff. cada nm, rubrica- 
dos, no pé da frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, respectivamente: 
A 3 las duas primeiras ff. deste prineiro caderno não apresentam as competentes 
rubricas A, A 2), A 4 z P, P 2, P 3, P 4. Na rubricação não se empregou a letra /. 

Livrinho precioso e de elevado interesse para a historia e estudo das missões que, em 
fins do século XVI, foram pregar e difundir a civilisação cristã nas povoações indí- 
genas de varias regiões ultramarinas; e também valioso pira o conhecimento exa- 
cto de alguns importantes sucessos militares ocorridos nessas longínquas paragens 
durante a referida época. Desconhecido aos colectores do Catalogo dos autores e 
obras, que se lerão, e tomarão as autoridades pnra a composição do DICCIONA- 
RIO DA língua PORTUGUEZA, inserto nis pags. prels. do tomo 1. o (único pu- 
blicado), onde somente registam a outra obra do P. Amador Rebelo, acima descrita. 

Os exemplares, muito valiosos, são extremamente raros. Inocêncio não conseguiu vêr 
nenhum. O nosso encontra se perfeitamente conservado, e isto decerto o valoriza 
mais ainda.— Figaniére, Bibt. Itist. port, n.o 1439. 

Rebello (Gnhrtel). — Infoimaçr.o das cousas de Maluco. . .—Veja-se : ColU- 
Cfiio An noticws . . 

2631- Rebello (P. /oão).-HISTOBIA || DOS 1| MILAGRES || DO ROSÁRIO |1 D.\ 

II MHGbM II NdSSA SENHORA. |1 PELO P. JOAM BEBEI L(t|| l'a Compa- '^QM (^ 

nhia de Jesvs. Hieyo acrefcevtado a Benção da Rofa.\\ I Vinheta qua- '^ 

drangular reproiiuzindo a imogeni da virgem com seu filho Jofus no colo; 

tosca gravura em m:ideiia) 1| EM COIMBKA || || N^i Offlc. de JOStPH 

ANTUNES DA SYLVa || Imprtílor da Umuerlidade, Familiar do. H Santo 
Officio. II Com todas as licenças neceffarius. || Anno do (sic) 1121. — In-8.° 
peq. de XII ff. | prels ) inums. e 232 nnuis. pela frente. E. 

As XII ff. prels. inserem o seguinte: frontispício (frente da fl. I ; verso em branco); <A 
BENC,AM„ DA ROSA.. (H. II); .PROLOGO || AO LEYTOR.. (Devidído como que 



212 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



Zíí 



em vários capítulos) (ff. III a XI); e «LICENÇAS.) permitindo a reimpressiio da 
obra (frente da fi. XII ; verso em branco). 

A obra propriamente dita, que decorre nas 232 ff. nuins., é dividida em Ires Livros: o 
primeiro com LXVIU Diálogos; o segundo com XXIII, e o terceiro com VII. 

Em frente do frontispício acha-se colocada uma gravura a buril em chapa de melai re- 
produzindo a imagem de Nossa Senhora da Conceição, gravura que a nosso vêr não 
faz parte do livro. 

Livro clássico e muito estimado. Edição já bastante rara no mercado. Belo exemplar. 

A edição primitiva, muito rara, tem no frontispício os seguintes dizeres: 

Historia [I dos milagres || do Rosário, de niuytas|!&' diuersas deuações, 8; seruiços, 
que santos, & pecadores II fizerão a santíssima Virgem, íi a lesv Christo nosso Salua- 
dor, pollos quaes receberam de Deos grandes bensH temporaes ; & espiriluaes ; pro- 
uados todos com mila- |i grés, ÍJí casos estranhos, que acontecerão, H & se podem fa- 
cilmente fazer. |i Damse auisos, & doutrina necessárias, para diuersos estados || de 
pessoas, & remédios para muytas necessidades tem- i| poraes, & espirituaes que acon- 
teceram na vida 1! (Vinheta) || Composta em Diálogos, pello Padre loam Rebello da 
Companhia de I^svs, Natural do Prado de Lauiego. ji Impresso com licença do S. Of- 
Jiclo, J- Ordinário, Anno de 1602. | Em Euora por Manoel de Lyra. Impressor da 
Vnluersidade,\\com Priuileglo Real. (f- d sua custa. ln-4.o peq. de II ff. (prels.) 
inums., 170 irregularmente nums. na frente, e mais IV inums., finais, de índice. As 
ff. 121 a 124 acham se marcadas 131 a 134; e a numeração salta de 126 para 137, 
seguindo esta nova ordem até final (ISO). 

As reimpressões são, além da que acima descrevemos : 

• Hystoria |' dos milagres do Ro- 1' sario, e de mvitas devoções, que santos & pecca- 
dores fizerão á Sacratíssima Virgem, & a lesu Christo nosso Saluador il pellos quaes 
receberão de Deos grandes bês ]> spirituaes, & temporaes : tudo proua- 1| do cò mila- 
gres, & casos estra- 1: nhcs que acontecerão. II ... M/wo (Vinheta) Í60S. li 1 Pelo 
Padre loão Rebello da Companhia de lesv... || •] Impressa com licença da S. OJji- 
cio. Por Manoel de Lyra. ln-8.o de XVI-252IV ff., sendo a ultima ocupada por 
uma estampa com a imagem da Virgem ; Lisboa, por Francisco de Lyra. 1610, ín-8.o ; 
-/*/, por Jorge Rodrigues, 1614, in S.o;-Em Lisboa, com licença. Por Pedro Craes- 
beeck, 1617, in-8.o peq. de Xll-234 íf.;-lbi, por António Alvares, 1639, \n-S.o;-lbl, 
por António Craesheeck de Mello, 1669, ín-S.o;-/i/, por João Galrão', 1676, in-8.oI 
/*/. pelo mesmo impressor, 1691, ín-8.o;-e Ibi, 1725, in-B.o. 

2632 f^ lESVS. í*-i II RCSAlilO || DE LA SANTIS H SIMA VIHGEN M/\- 

niA... Ehora... 1599. 

^'> fn ^' "^ (lio frciUisjJicio damos, em fulha áparle, a (xacta reprodução foto-zincográpca). 

In-S." peq. de XVI ff. (prels.) inums., 188 nums. na frente, e mais X 

inums., finais. E. 

As XVI ff. prels. inums. compreendem o seguinte : fronfíspicio, (acima reproduzido em 
•fac-símile> ; frente da H. 1 ; verso em branco) ; «Jj^ lESVS MARIA ^^^ |1 
^ Approbacín dei Con- 1| fejo general de ia (sic) fan- 1| ta Inquifi- 1| cion. |1 lí ■, (da- 
tada e subscrita no fim : »En Coimbra ocho de lunio de 1598. || Fray Angelo Perera.») I 
dois vistos; «Approbacíon dei or- 1; dinario.> (datada e subscrita no fim: •■... Ebora 
en veynte, y || ocho de Henero de 1599. ' Hector Ouomez Madera.» ; «Approbacíon de 
los II Superiores » (datada e subscrita no fim: «... En Ebora a veyjtte de lunio de 
mil y 11 nouenta, fs/c^ y ocho afios.» 1| Chrírtoual de Quovea.>) ; mais dois vistos per- 
mitindo a impressão do livro (o primeiro subscrito por Luís Morales, e o segundo, 
datado e subscrito : <S. Roque de Ia Compania de lESVS. || Manoel Corrêa-), e ainda 
a seguinte declaração de privilegio: «Con priuileglo para los Reynos de || Portuga' 
para que no fe pueda impri- 1| mir, ny vender, ny Iraher de fuera fin li- ;; cencia.» 
(fi II e frente da III; verso em branco); Dedicatória: «Al Padre Chriftuual de 
II Oouea Prouincial de la Com-|| pania de lESVS, de Portugal.-, datada e subscrita 
no fim : «... Euora 14. de Ottubre, de 1599. |; laan Rebello.» (ff. V e VI e frente da 
VII) ; Prologo .AL LECTOR.» (do verso da mesma fl. VII a parte do verso da XV) 1 




m 



IS IMA VIRGEN M A j 

RIA MADRE de DIOS 
I Y SEN N ORA 

( NVESTRA.- ifr/ 

^Compuefto por el padrcíuan^ 
Rebello dtla Compania ^ 
I de lESVS. p 




«•«<♦***»*««♦•**♦♦♦♦ 

ímprejfo en Eborapor Manuel dt 
Lyra. Jnode I599« . 

w 



Rosto da obra descrita no Catálogo sob o o.» 2632. O 
mede 121X79""n. 

(Pag. 



AZEVEDO -SAMODÃES 213 



índice ou Sumario dos três Livros em que a obra é dividida (restante parte do verso 
da referida H. XV e parte da frente da XVI) ; e : .AVTORES QVE SE HALLAN, 1| y 
dizen auer efcrito fobre Ia deuocion || dei fanto Rofario.» (parle inferior da frente e 
verso da mesma H. XVI). 

O texto da obra propriamente dito ocupa as 188 ff. nums.; nas primeiras IX das X ff. 
inums. (iuais a -TABLA DELA PKl- II MERA (e Segunda) PARTE DEL RO- 1| SA- 
R10.> : e na fi. X (ultima) : -LAS FALTAS DEL |[ molde que ay eneftos três libros.» 

Depois, fazendo parte do mesmo volume, mas com rosto próprio, sendo também pró- 
prias a numerasão de ft. e rubricação de cadernos, segue-se o complemento ou adi- 
cionamento da obra : 

lESVS. II ROá II RIO II DELA S.^NCTIS- || SIMA VlflGEN || MARIA 

MADRR DE Oli iS |i Compiielto por el Paire lunn || Hebello, doía Cõpynia 
de leíiis II N"ti'ral dei Prado de Lawgo. \\ Inipreflo em Ebora con licencia 
por M inuel || de Lyra. Ano de 1600. — Oi-S." pcf]. de IV ft". (prels.) inums., 
53 nums.. e mais 3 inums., finais. — J.s duas obras ou partes em um vol. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das IV ff. prels. o titulo acima transcrito ; nas 
ff. II e III e em parte da frente da IV as Aprovações e Vistos permitindo a im- 
pressão já dadas na parte precedente ; na parte inferior da frente da mesma ÍI. IV o 
«Summario de Priuilegio.» (•... feitas em Lixboa por lorge j da Cofta a 29. de 
Agofto de 1577. Annos.») ; e no verso da mesma ti, IV a ^Sunima dei priuilegio de 
!! CaftiIIa.> (>... fecha por Don Luys de Sala |1 zar en Angutax a 4. de Octubre de 
1599..), e a -Tafa... 

As 53 pags. nums. inserem o texto da obra («ADDICION || AL CAP. OCTAVO || DEL 
LIBRO PRI-IIMERO, ||EN LO QVAL SE DECLARA LA |1 intercefrion dela Virgè 
Maria, y fu fancto Ro- ; fario fer mui fpiritual...»); e as III fí. inums. finais a «Ta- 
bla dela Addicion dei capitu 1| Io octauo, libro primero.» 

A composição tipográfica das duas partes, bastante perfeita e embelezada com diversos 
cabeções, letias iniciais e florões decorativos, foi executada com caracteres redondos 
de vários corpos, vendo-se também algum itálico. 

A segunda parle ou complemento é, como se vê das epigrafes que precedem o texto 
principal e a «Tabla», um Aditamento ao Capitulo oitavo rio Livro primeiro da obra. 

Livro apreciável. Nem Inocêncio nem Pinto de Matos tiveram dele conhecimento. Edi- 
ção primitiva, e parece que a única que se publicou. Os exemplares são RARÍSSI- 
MOS ; nem mesmo encontramos noticia de, em época próxima ou remota, ter apare- 
cido algum á venda. O nosso está perfeitamente conservado 

Rebello {Fr. Manuel).— Sermko . . no Auto da Fé... de Lisboa... 1629. 
— Veja-se: Autos da Fé {Sermões de). 

2633— Rebello da Costa {Agostinho). -DESCRIPÇAÔ |1 TOPOGRÁFICA, E HIS- 
TÓRICA II DA II CIDADE DO PORTO. || Que contém \\ A sua Origem, Situa- 
ção, e Antiguidades: A magni- 1| ficencia dos seus Templos, Mosteiros, -^ j_ In ô O 
Hospitaes, || Buas, Praças, Edifícios, e Fontes: O número dos seus Habi- 
tadores, o seu Caracter, Génio, Costu- 1| mes, e Religião que professaõ : 
Os appellidos das || Famílias lUustres, que nella residem : O Catalogo || 
Chronologico .dos seus Bispos; os Governos Eccle- || siastico. Civil, Mili- 
tar, Politico: O nascimento do || grande Rio Douro, que Banha, e forma a 
sua Bar- || ra : As producçoens da Natureza, e Industria, que || augmentaõ 
os Ramos do seu Commercio, e proniovom as Fabricas, que tem eslabelp- 
cidas : Os Privi- 1| legios, Isençoens, e Regalias, que a engrandecem : A no- 
ticia dos Homens, e das Mulheres Illustres em Virtudes, Letras, e Armas, 
que delia são naturaes || &c. &c. &g. || Enriquecida com Estampas, e Ma- 
pas curiosos, que\\a ornaõ. || FEITA POíi || AGOSTINHO REBELLO DA 
COSTA II Preshytero Bracarense, Doutor em Theologia, e Ca- \\ valleiro 



214 CATÁLOGO DA LIVR ARIA 

professo na Ordem de Christo. \\ fPeqiienina vinheta representando nma 
cruz; fciravur.i em m.ideirai || PORTO: r N.i Officina de António Alvarez 
Ribeiro. || Anno de cioiocr.LXXXix. || Com licença da Real Mesa d' Com- 
missaõ Geral \\ sobre o Exame, e Censura dos Livros. In-8.o de Xll-XXXII- 
374 pasís. niims., afora VI inums., finais, e, em fl. desd(>l>ravel. um 
f Plano II Que mostra a Ordem com que os Iiesembargadores da Cidade do 
Porto I lespachnò em. Relação. E. 

As XII pags. prels. constantes do primeiro grupo de numeração compreendem: frontis- 
pício ipag. I) ; declaração de Taxa (pag. 11) ; e .ADVERTÊNCIA NECESSÁRIA., 
(pags. 111 a XII). As XXXII pags. imediatas são ocupadas pela: .DESCRIPÇÃO 
PRELIMINAR 1! DA i| PROVÍNCIA || D'ENTRE DOURO, E MINHO.. ; as 374 pags. 
nums.» pelo texto da Descripção da cidade do Porto propriamente dito; e as VI 
pags. inums., pelo .INDEX j; Dos Matérias que contém a Descripção Preli-W minar 
da Provinda do Minho.' ; pelo «INDEX || Oos Capitulas, e Matérias qne contSm a 
Des- II cripçâo Topograjica, e Histórica da Cida- 1| de do Porto.^ (dispostas a duas 
cols.), pelas ^ERRATAS^ e EMENDAS.. 
Na composição tipográfica empregaram-se caracteres redondos e itálicos de vários corpos. 
A parte artistica, interessante e de muito merecimento, que o volume contém consiste no 
seguinte : um mapa da Província de entre o Douro e Minho, uma vista panorâmica 
da cidade do Porto, com as respectivas legendas indicativas dos edifícios e locais 
que se observam na mesma vista (T. S. Maldonado detin. Porto - Godinho sculp ) ; 
e uma «Planta (vista panorâmica) Oeogr.áfica da Barra da Cl.d^ do Porto», também 
com legendas elucidativas dos locais e edifícios abrangidos pela mesma planta (T. 
S. Maldonado detin. Porto- Godinho sculp.). As três peças que 6cam mencionadas 
são gravuras a buril em chapa de metal, e de maiores dimensões as duas ultimas. 
Livro curioso e de bastante valor para o conhecimento e historia de factos e cousas por- 
tuenses antigas. Muito estimado. Edição primitiva, MUITO RARA. Bom exemplar. 
-Figanière, Bibl. hist. port, n.o 719. 

2634— Rebollo da Silva (L. /!.).— Memoria sobre a população e a agricultura 
(r' Cy de Poilugal de^de a fundação da monarchia até 1865. Parte I.(de 1097 — 

1640). Redigida por ord- m du commissão de estatística rural, por. . . Lis- 
boa : Imp. Nacional, 1868. In-S." de XL-3Í5-II pags. E. 

2635 Varões illustrcs das três epochas constitticionaes. Cnllecção de 

Esboços e Estudos Biographicos, por .. Lisboa: Livraria de António Ma- 
ria Pereira— Editor... 1870, Iii-S." de 1I-VII1-'Í67-I pags. E. 

As II primeiras pags. prels. constituem a H. de rosto; nas VIII pags prels. imediatas 
vem o seguinte: titulo do rosto (impresso, alternadamente, a preto e a vermelho). 
Dedicatória «A EX."* SENHORA DUQUEZA DE PALMELLA.. ; e «DUAS PALA- 
VRAS AOS LEITORES., (datadas de -Lisboa 31 de maio de 1870 .). 
Compreende as biografias do Duque de Palmela, Manuel Fernandes Tomás, José Xavier 
Mousinho da Silveira, José da Silva Carvalho, José Estevão Coelho de Magalhães e 
Manuel da Silva Passos, todas acompanhadas dos respectivos retratos (gravuras em 
madeira, impressas em separado). -Estimada e já pouco frequente. 

2636— Recuei! nôcessaire. Avec PEvangile de la raison. (Vinheta ornamental). 
Londres. MDCCLXXVl. In-8.° de VI-280 pags. E. ' 

As VI pags. prels. (inums.) conteem o seguinte : titulo do ante-rosto ; titulo do rosto ; e 
«Table des Pieces contenues dans ce Recueil.»— Livro curioso, bem impresso e 
pouco vulgar. Óptimo exemplar. 

Redondo (Conde de). — Dedicatória a el-rei (D. João VI). — Veja-se: Cole- 
cção de noticias . . (t. I). 
-p 2637— Reflexões sobre o titulo de Armamar, ou PenionsIraçSo das razões que 

/^^ ^ assistem ao Senhor I). Aftoiíso de SuUsa Botelho de Vasconcollos e M^ne- 



2Á 



^/ 



/i 



AZEVEDO - SAHODAES 



215 



zes de Mattos e Noronha. Para haver o dito titulo. Lúboa : I^a Ty/ograplua 
de Borges. . . 1850. In-i." de 28 pags. Des. 

2038- Rc-gimcnto òt romo os ronftiíiii || rrs 6ns romnrcns luui 6f pimiír... /, ^"Ot^/n ^ ^ 
(Lisboa, por Luis Rodrigues, 1539 ?i. / 

(Do froixthpkxo damos a exacta reproduMo fiU.n-ii^icogi-áftca que fegiie): 





è~l|^gimef]to oe como oa contado 

ice vae coiíurcas bá oé pzoucr fobzc as capelUõ : ofpitaaes : 

jalb2C6arta6:cõfrar(a3:gaf3rías:obJ99:Cei(a6:írefidos:no* 

uamctcottkn.ido: zcopllladopdiomuytoalroí tiiiiyto podcrofo K.ey 
com ábanuí} noíTo fci>l)oz . e per cfpccial mandado oc fu:i 2lltC3a ? bá 
f-- '. joeboii!?or;,iiiioeCremonaboinatuloucnipjcmír. 

Compríuilegio 

{O original mede 199x170'"'') 

In-fol. de V (ou VI?) folhas (prels.) inums. e luiij. niims. na frente. E. 
Na frente da primeira das V ff. prels. o rosto do livro, -acima reproduzido foto-zlnco- 
gráficamente ; do verso da mesma H. I ao verso da IV a CE ffnuoníin 5o rfgt- 
ntíntO II bns mptllas 1 orpttaCS. (etc), que remata pelos usuais dizereí : 



216 



CATALOGO DA LIVRARIA 



% C_ iim 6n tnucin6n. 

e na II. V (cuja frente tem uma tarja reproduzindo troncos de plantas, um pavão e 
vários outros animais (naturais ou fantásticos) o fj. ÇtrolOIllH). 
Na frente da primeira das IdÍÍJ $>)• nums. (esta primeira folha e as sete imediatas nSo 
apresentam a competente numeração, que só começa a aparecer na $<>• ti.), pela 
respectiva rubrica ou epigrafe e na disposição que mostra o seguinte €Íac-simile> fo- 
to-7incot;ráfico : 





ffãqui k começa o regi» 

mento 1 maneira De q oe conndoies paa 

obião ter(38 1 refidoe bam pe pio» 

ucr:nascapclae i cfpiicaaee. 

Czitulo primeiro em que 

cafoe rofpcdcramoa aminiílradojeô. 

iR imclramcntcquando 06 
còtadojfe oaa objae ta» 
^as.i refidoo Pe noiTos re» 
gnoa ; 1 ícnboiíoa cojreré 
aaeoinareaeq acida buú 
per nog fam cncarregua» 
díR tãto i| cm cada bnú lu 
Cal'DelÍjecbet;arcmfecn;' 
fo!mará:t (atiersin oetO' 
daa aa c jpcllaa qtic no ral 
lm;jr:t ffu termo ouuer: 
que famíoeucmleraininlflrcidas per adiiiiMiflíadoiea 
leygoa.eaquclUaque acbarcmqrcm ainimflradojea 
oafaramblrperantefy 7 Ibta mandaram quelogolbea 
molíremo6feflanicnto9/inftitiii(õeo7o:dcnan^aaDe 
fuae capcUaa . C bem alTi (bes inoíírcm o6 tomboo : em 
qticampeeftar alTairadoeí peclaradoa todoacsbcfe 
í bcranças : occada bua capella . C oeípoio ce vifío to- 
do per 08 Dltoocoiitado:e0elle3ecin toda oiligcneiai 
perqualqucrmodotmaneiraqiicpoderemrelufoíina. 
ranibein iioecrtorfceireB aininiíhado:cacunip2enittB 
coulsB quclbea pcraaoitae tnflitniçõeBbe mandado: 
TbeinafTi feaa capelas iam empolTeoe todaaaeberan* 
í33:tbcéaquclbc80írcitainêtepcrtcnçc.ey(Tomefmo 





(O original mede 233xWi)inm) 

principia o texto no |ílCl)Íintllta propriamente dito, o qual, dividido em t(ij. 
Cl ff itlllíâ (além de um outro final, com a rubrica ou epigrafe : CL ffiftrtUnfS.), 
termina a qua^i meio da frente da £d1> luiíj, (ultima), tendo depois ainda os se- 
guintes textuais dizeres : 



I 



AZEVEDO -SAMODÂES 



217 



Dnín ctit iianof- 

fn çiíaôr 6f girlum. n. rniij. ftins 6b mes 6c frpícmlirn : aii6ic pircj 
o fc?: ninio ôn iinfriíitfiitci Sn iiolTa ffiiluir 2f;irru Clirtsto 6r mil it iiui- 
nlitiilos /t (luntíirjí niiiiíis. 

a que põe remate a marca e divisa do impressor Luis Rodrigues, que damos em 
foto-zincogravura : 




O voluuic é lormado de sete cadernos de impressão: o primeiro, de seis ff. (as prels.), 
rubricado, flo pé da frente das quatro primeiras, respectivamente : n ij (a primeira 
ti. deste primeiro caderno, por constituir a H. do rosto, não apresenta por isso a 
rubrica llj ; os cinco imediatos, de oito ff. cada um, estão rubricados, no pé da 
frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, respectivamente: l', b ij, li itj, 
b tiij a f , f ij, f iij, f iiij ; e o sétimo e ultimo, de dez ff., no pé das cinco pri- 
meiras, respectivamente: 8, 8 ij, fl iij, 8 tiij, V. 

A impressão, muito nitida e esmaltada de numerosas e lindas letras iniciais de desenfio 
de fantasia (gravura em madeira), foi executada com caracteres GÓTICOS de um só 
corpo, á excepção de duas linhas do titulo do frontispício, da declaração- fJL í"im 
6n tnuonbn., da primeira linha da rubrica que encima o texto do IJfflimetltO 



21 g CatXloGo da livraria 



propriamente dito, da primeira linha da epigrafe do ^.lUlO ^rillttiro e de um ou 
outro dos demais (TitlllOS, que são de corpo sensivelmente "'^""- ... 

As pags. correspondentes ao verso da referida ÍC 1 e frente « verso da í». « . s 
\ão adornadas com tarjas ou cercaduras mais ou menos .dent.cas á que descreve- 
mos acima e á que se vê no .facs.mile. da frente da primeira das folhas nums. 

A nlTer âo das folhas é quasi perfeita, pois que. e apesar de não ^P--" ^ ^ 
$1.. ir. em diante, somente se nota o defeito de, na H. xxx.x, apresentar a rubr.ca 

Segu^ndf^ediça"'^^ bela e RARÍSSIMA, deste fCflil.lC.ttO, registada porjosé Anas- 
tácio de Figueiredo a pag. 176 do tomo I da sua Synopsls CHro.olaglca, .nas que 
Inocêncio desconheceu. Magnifico exemplar, e por isso de muito apreço e valor. 
A edição primitiva com titulo e ornatos de frontispício idênticos aos da re.mpressao 
ZZ:ZrL, foi impressa em Lisboa, por )oão Pedro de Bonhomini de Cre 
mona, 1514, constituindo também um foi. de VI ft. i"7^-.,f, 'v','' """''-.P^'" f ■="'"„ 
Na impressão, que apresenta a rubrica do texto do lUfltmCl.tO propr,au,ente d.to 
(frente da primeira das «. nums.) impressa a vermelho, empregaram-se .gualmeate 
os denominados caracteres góticos. Os exemplares, verdade.ras preoos.dades b,b 0- 
gráficas,são de extrema raridade, pois que apenas se conhecem três, existentes, res- 
pectivamente, nas Bibliotecas Publicas de Lisboa, Porto e Évora. 
2639_REGIMENTO 1| DA « ALFANDEGA |1 DA || CIDADE H "'O ^^0'* \'- ^ ^s- 
, . cndo de ,-.rn..s rems portuguesas ; gravura en. madeira) \\ COIMBIU II Na 

/^.M e> C> Officina de ANTÓNIO SIMOENS FERREIRA 1| Impressor da Universidade. 

1^1 Anuo de 17.=>4 — In-4.'' d.; lOS-XlI pags. E. 

As ummas Vli. das XII pags. finais inserem o «ÍNDICE || DOS CAPÍTULOS, QUE SE 
CONTEM II neste Regimento.. -Edição RARA. Bom exemplar. 
2640-Regimento da forma, porque se ha de fazer o lançamento, e cobranga 
das decimas, que os Três Estados do Heino olTereceraõ nestas ultimas 
^ / ,, r-> Cortes para a despeza da guerra. (Escudo de armas reais portuguesas). 

Ofi^ ^ Lisboa- Na Ofíicxna de Antor,io Viceale da Silva, Livreiro de S. Mageslade. 

Amo MDCCLIX. Com as licenças necessárias. In-8.o peq. de 86 pags. nums., 
uma inumerada e uma em branco, final. E. 
2644-Regimento da forma porque se ha de fazer a receita, e despeza do ca- 
bedal, que Sua Magestade, que Deos guarde, tem applicado h repartição 
da Junta dos Três Esl.ados pelo Thesoureiro mór da mesma Junta. (Escudo 
// r' V de armas reais i orlu.uesas). U.hoa: ha Ojfana de Anlouio Vicente da Silva 

//^ ' Lloreiro de Sua M^neslade. Anm de MDCCLIX. Com as licenças necessárias. 

In-8 o neii de 107 pags. nums., duas inums. e uma em branco, final. E. 
■ 26i2- REGIMENTO || DO \\ PROVIMENTO II DA SAÚDE PARA O PORTO DE || 

'^Íã"'tem frontispício propriamente dito: os dizeres acima transcritos vêei^-se no alto 

da frente da primeira folha a preceder o texto. No fim, a rematar, o reg.sto . 
Na Officina de MIGUEL MANESCAL, Impressor do 1| Santo Officio. Anno de 
/ /! ^ II -. 1695 -Infol. de 12 folhas inums., além de uma tolha com um Alvará re- 

// Op^ "^ comendando aos Governadores das Armas, etc. a guarda, e observância 

/ do /i<<7imeHÍo do liroMmcHÍo rfa «aJ/dí". E. 

De folha 1 a 8 (frente) o texto do Regimento do provimento da saúde propriamente dito, 
que é dividido em XXII Capítulos; da mesma folha 8 (verso) a folha 11: 
REGIMENTO ' QUE SE HADE OBSERVAR, SUO || cedendo haver peste (de que 
Deos nos Iiure)|lem algum Reyno, ou Província con- 11 finante com Portugal, 
(contêm XV Capítulos, e vem no fim datado: «Lisboa 20. de Defembro de 1693 
ann-r (sic) ; e na 11. 12 um Alvará régio («Manoel da Sylva Colaço o fez em L sboa 
a ?è.?e| deVevereyro de feifcentos noventa & finco. II Frã- II cifco Galvão o fez ef- 



crever.> 



AZEVEDO -SAMODÁES 



210 



A composição tipográfica, executada com caracteres redondos e algum itálico, acha-se 
embelesada com um Horâo de remate ornamental e com três letras iniciais de dese- 
nlio de fantasia, tudo gravado em madeira. 

O Alvará ordenando a observância do Regimento, impresso com caracteres itálicos e co- 
locado em frente da primeira folha do opúsculo, está subscrito por varias entidades 
(portuenses?). 

Regimento interessante e de apreço. MUITO RARO. 



2(543 -REGIMENTOS DO || AVDITORIO ECOLESIASTICO DO AR 
niSKAD » li'EVOHA...— Eijora, 1598. 

(Do froiilini.icin damos a exncla reprodui^õo futo zmcoi/ni/ica que styut): 

REGIMENTOS DO 

AVDITOaiO ECCLESI ASTICO DO AR, 

flitoi,afc»ll do D<r(«ho,ít Q,a«offinj« d, jalllç. EccIcn.flK. . ?. ordcn, qw(i Jj 

A» ^hgKi, McfccoudoíA mu4,do,.conforSe ao ctrapo . & ó, .Wa «mÍST^ 
lu,^ucfcKuc^jolig,j<joCoDcUioTridciiíloa. 

,P»lMÍ>i,4,RíOTma/„a„,o CaRlSTO fd,ci^rb..tcmflbciciamai,Bai 



CK 



,/2 ^^ 



o c:> 




Impreílo em Euora por Manoel de Lyra ,pof mandado d» 
dito Reuerendifsimo em Chrlfto padre 

ANNO DE M.D.LXXXXVm. 

O oriytnal mede 'J3H>' lòH"*"') 

In-fol. de IV ff. (prtls.) e 164 nums. na frente (o verso da ultima em 
branco). E. 



220 



CATALOGO DA LIVRARIA 



Na frente (verso em branco) da primeira das IV ff. prels. o frontispicio de que acima 
se dá o <fac-simile. ; na fi. II uma Provisão de D. Theotonio de Bragança, Arce- 
bispo de Évora (datada e subscrita no fim: c... Euora, |i a 22. de Março, de 1598. || 
Theotonio Arcebispo d'Euora.'); na frente e em parte do verso da 11. Ill, a duas 
cols., a <TABOADA.> ; na restante parle do verso da mesma H. III, a toda a lar- 
gura cia pagina : .OS DIAS FERIADOS QVE SE OVAR- 11 dão nefta Relação de 
Euora, & audilorio Ecclefiafli- II co delia, afora os da Conflituição, || faõ os fegutn- 
tcs." ; na frente da II. IV a «ERRATA.» ; e no verso da mesma ti. IV uma estampa 
quadrangular (gravura em madeira) reproduzindo o Crucifixo e na parte superior a 
imagem do Padre Eterno. 

O volume é constituído por cadernos de impressão de duas, quatro e oito folhas, rubri- 
cados -.A, A 2 A Z, Z 2; e Aa, Aa 2 a Xx. 

Na impressão, nítida e embelezada de vinhetas ornamentais e de grandes letras iniciais 
de desenho de fantasia (gravura em madeira), aplicaram se caracteres redondos e 
itálicos : os primeiros no texto compacto do Regimento, e os segundos nas epigrafes 
dos vários Títulos em que o mesmo Regimento é dividido. 

O volume tem parte de pags., e mesmo algumas ff. em branco, que, sem se saber bem 
porque, são contadas na numeração geral das ff. A este respeito traz o presente 
exemplar, em uma das guardas da frente, a seguinte curiosa observação do Conde 
de Azevedo : 

«Ha neste livro uma cousa notável, que é a de se verem nelle as folhas 56, 82, 88, 
98, 106, 112, 114, 124, 136, 140, 148, 152 e 156, todas em branco e sem paginação nu- 
merada, a qual comtudo se leva em conta na pagina seguinte. Esta mesma singula- 
ridade encontrei em dous exemplares, que examinei, sendo um delles o que existe na 
Bibliotheca Publica Portuense.— Visconde de Azevedo.» 

A nós, porém, quer-nos parecer que esta circunstancia se deve sem duvida a, já depois 
da composição do texto se achar executada e destribuida por paginas, ter-se supri- 
mido, por qualquer motivo que hoje se desconhece, o texto correspondente aos claros 
que o volume apresenta. 

Livro, no seu género, interessante e de muito apreço. Edição primitiva, e única que 
isoladamente o Regimento teve, pois que nas seguintes saiu acompanhado das Cons- 
tituições synodaes do mesmo Arcebispado de Évora. Os exemplares são RARISSI- 
IVIOS, sobretudo quando no belíssimo estado de conservação em 4ue o nosso se en- 
contra. O nosso exemplar tem ainda uma' cousa interessante a recomenda-lo: per- 
tenceu ao Auditório Eclesiástico de Beja, como o indica a seguinte nota de caligrafia 
quinhentista, escrita á pena na margem inferior do frontispicio: -/'ara o Auditório 
Eclesiástico da Cidade\\de Be/a. -Catálogo Palha, n.o 363. 

2644— Regimento do Santo Officio da Inqvisiçam dos Reynos de Portugal. 
Recopilado por mandado do Illiístrissimo, ^ Reuerendissimo Senhor. 
Don Pedro de Castilho Bispo, Inquisidor Geral, ^ Visorey dos Reynos 
1 cA /'} C-) cie Portugal. (Emblema da Comp* de Jesus tendo ao centro as iniciais: 

/ 6 P I H S ; gravura em madeira) Impreso (sic) na Inquisição de Lisboa por Pedro 

Cratbeeck. Anuo dn Encarnação do Senlior de i613. In-fol. de 11 (T. inums. e 
48 nums. na frente; a que se seguem mais 19 inums. de «REPERTÓRIO 
DO RE- II CIMENTO DO SANTO OF- 1| FIGIO, E DE SVAS ADDIC,ÕES, jj E 
DECLARAÇÕES.». E. 

As duas folhas prels. inums. compreendem o titulo, encimado por uma vinheta, e a pro- 
visão do Bifpo ínquifidor Apoftolico Geral Dom Pedro de Caftilho, rubricada á 
pena pelo próprio t O Bispo Inquisidor geral. 

As 48 ff. nums. inserem: de ti. 1 a 43 o texto do REGIMENTO propriamente dito, que 
se divide em XVII TÍTULOS, fechando com o usual-FIM: na frente (verso em 
branco) da fl. 44 (inumerada), a duas cols., a ^TABOADA DOS CAPITVLOS.- ; e 
de H. 45 a 43 (frente; verso em branco): .ADDigÕES E DECLA- 1| RAC,ÕES DO 
REGIMENTO... 

Segundo Barbosa Machado, este primeiro Regimento da Inquisição que se imprimiu em 
Portugal foi coordenado pelo cónego dr. António Dias Cardoso. 




Frontispício do livro descrito no Catálogo sob o n.o 2645. O original mede 225XlS2iiim. 

{Pag. 221) 



AZEVEDO - SAMODAES 



221 



Primeira edição, RARÍSSIMA Exemplar sem frontispício; apesar disso precioso e de 
muito apreço, porque pertenceu ao próprio Santo Otlicio, como se vê das seguintes 
declarações, em letra manuscrita da época (século XVll), escritas na face da guarda 
da frente do exemplar, e que constituem um documenta autentico : 

Pertence ao. sJ" off" da Inquisição 

de Lisboa. 
Aos doas dias do mes de Dezembro de mil seiscentos e treze \\ annas em Lisboa nos 
Estaos do despacho da S.^'^ Inquisição \\ estando alty os Snrs InquisidoreSj per B"'^" 
frz secretario do || Conselho geral foi dado este Regimento a elles Snrs., dizendo \\ 
que o III.""' Snór Bispo Inquisidor Geral mandaaa q de oje í po: diante se guardasse 
este Regimento aísi e da maieyra \\ que nelle se conthem ; de que os ditos Snrs. 
mandarão fazer \' este termo que assinarão, fr.'^" de butges notário de S.'" || Officlo 
o escreui, |' Saluador de Mcsq.^" 

J." Alz Brandão. 

No verso da fl. 4S esfoutra declaração : 

Aos seis dias do mes de Março de mil seiscentos H e quinze anos pello Secretario do 
conselho geral ; Bartholomcu frz. forão entregues na mesa da In- ', quisição de Lis- 
boa estando ahl em mesa o Snor Inqu."'' ; João Aluarez Brandão em audi." de polia 
manhaã \\ estas adições e declarações do Regimento do Santo Inquisidor [\flz este termo 
Simão Lopez o escrevi. 

O segundo Regimento da Inquisição em Portugal imprimiuse em 1640. Os dizeres do 
frontispício, dentro de uma elegante e aparatosa portada (gravura primorosamente 
aberta a buril em chapa de metal por Agostinho Suarez Floriano), rezam textual- 
mente assim : 

«Regimento do Santo Officlo da Inquisição dos Reynos de Portvgal. Ordenado Por 
mandado do Illustrissimo ijf Reuerendissimo Snor Bispo Dom Francisco de Castro 
Inquisidor (Jeral, do Conselho d'Estado de S. Mag.'^S-Na base da mesma por- 
tada :-&n Lisboa, nos Estaos. Por Manoel de Sylua M. DC.XL.-la-iol. de IV ff. 
(prels.) inums. e 243 pags. 

No terceiro quartel do século imediato apareceu o terceiro Regimento, atribuído a José 
Basilio da Qama : 

«Regimento da Inquisição... Ordenado com o real beneplácito, e régio auxilio pelo 
Em. mo e Rev.mo Sr. Cardeal da Cunha, &c. Inquisidor geral nestes reinos, e em 
todos os seus domínios. Impresso em Lisboa. Na Oífic. de Miguel Manescal da 
Costa. Anno MDCCLXXIV. In-fol. peq. de VIII-158 pags. 

Foi reimpresso em Coimbra, em 1821. Desta reimpress.ão possue a Livraria Azevedo um 
exemplar, que descrevemos a seguir : 

26'tõ — Regimento dn proscripta Inquisição de Portugal, ordenado pelo inqui- 
sidor geral o Cardeal da Cunha, e ptjblicado por Josr^ Maria de Andrade. 
(Escudo de armas reais portuguesas; gravura em madeira). Coimbra. Na 
imprensa ãi Universidade. Anno I. da Constituição (IS'21). Com Licença 
da Commiòsão de Censura. In 8 ° peq. de XXWI 155 pags. E. 
Livrinho, no seu género, curioso e estimado. Pouco frequente no mercado. 

■2646 -IJcgtmíU II í' ri lu-íiciin- 1| çõcs 6n fn- 1! |ntíin. - Jirbott, 151G. 

(Do fronlisj.icio damos, em folha aparte., a, exacta reprodução foto-zincográfica). 

In-fol. de Vllt ff. (prels.) inums. (no exemplar falta a ultima, decerto toda 
braaca) e CXVil (aliás CXVI, pois que não ha fl. com a rubrica GV, sal- 
tando a numeração de CIV pira GVI; nums. na frente. E. 

Na frente da primeira das VIII ff. prels. o titulo e ornatos acima reproduzidos em «fac- 
-simile ; no verso da mesma fl I o Alvará de privilegio de D. Manuel, e, em duas 



^X-d O^ 




222 



CATALOGO DA LIVRARU 



CE ® rrnimciito ise urniorfa ôa fnjcníin rmii 
nos capitólios fcsiiintc!;. 

e nas ff. II a VIII a 

SToitonlio ScfU giuro. 

A estas peças de prels. segue-se o texto do |{CílÍmíntO /^ orlienttíâtS bn fUjettlll) 
propriamente dito, que começa, na frente da fiOl 'd 1, na disposição que mostra 1 
reprodução fotozincográiica, reduzida, que da mesma frente da referida H. I damoi 
a seguir: 



@O0 veaootce oa f J5en0d. 



follpa 





U3i I c f oí cm 9 niant ^1*3 em qu< «Ice fcroirgin 
cue ofifto^ ; ae rouía<* í qo< fam obíigua- 
ooe pjoacr ? fcue poocrce. 

^apírítUo píímfvío ©aepcIToa^ qfcrani vcoojcí 
oaf33cnojTC3tioaDÉequÉOtucmur7coiiiolljífcr3pa 
oooiuiamrnfo. 

S wooiee oa fa5enD3 Dcuc fer fpoinée l;on 
rraooef otbooõ y raãõ côcKndae 7 pzancoB na 
orocmtMfiaHoíecoufaeqbafcueofinospcrté/ 
(^cm 1 bomcfl qtic tenbà grãoe ^Cuioaoo oc olbar 
pof toDolascoa f ae q pertcccm a nolTo (eru IÇO pn 
cipalmétcna8coula60cnoflafa5cnDaícõ tooa 
oilisenc 13 pjoucrt m tooalae coufae q fe requrre 

pjouifá pcra bem oeU i nó oeucm oeifcr bomés 

in)?ngu3i:i'poMallque amfnguoanomoecoftransua alcurarcmocfa 
5erboquepo:rrc5amoí1'cuôofíríooíainob2igua9«'poífofojrfr aluas 
iieLCirj-oaDcs.íetãtoqucbowaôoíOafajcoatcwpzoofooootaUíjfKio 
atitcqiie comece feruirou fajeralgiía-coufaqueao Cito <Jficio prrtcca 
IbcfcraoaDoiuramcmoperbocbanfardlmoiícgunDornuTeg/info 
to emeíla maneara feguintr. 

\l3foàoveoo2 oa fa5cnoa juro aos f anros aaangclboo 
cm queponboas maãoei peomctoq fc^unoc meu cn/ 
téocr^ T^oaDCfroiui^o f)rrna bemiTí^oaocf ramctctllc 
oficioocqucmcojadívc)? noiroíeiioífcímcrcei guar/ 
Saa jnrintfiramfff ho rrígvmcto 00 Oito oficio a fciuiçonc 
Ofos-zDfíilãaltejanomcmcarrcguâDO íi/acócícçu nem aminí^a maa 
anfcridmctecommuji-taodígêciafacaofreytoiuiiliçaj^s.tujll.afpar 
tf50«rqt)aJqucrp:cmj'nccíaío:r?ellaD07conDiçaqucit.-)amfcmoDio 
ámc>roaoeyrapreoaw nem outra afcr" oucireiçam ócatjfaf 011 pcf 
foaAaiíríuroiDonmínbafec^odíx-iramentcDcocrfganarbcoito 
fcrio-afr noqufamcn oficio pertcncfr como nas oiitrae ocurrcnpas 
t ncaoriosqoe » (ea (eniico tocarem oy^tnoo Ibcfempie meu parecer 

(O original mede 223x140'»'») 




AZEVEDO -SAMODÃES 223 



O lícnilltínto, que compreende Ctrliiif. CnpifoIOS, decorre até meio da frente 
dafiilljn er^yS^ (aliás CXVI) onde fecha como clássico-^] ítjlll., seguin- 
do-se depois o registo do logar, nome do impressor e data da impressão, registo 
que se reproduz fotozincográficamente : 

CScabouftcftc HoroDoc í^eginicntoôí o?Dena 
çõee DafiJ3enDaDcl1^<V noíTofenl^ojper auío:i 
DaDCT p:euikgioDcfuaaItí33per arniáooc cá^ 
pooBõbarDcçroDo DYWfnoíé lí^iboaoe.xvij. 
Dyoome6Dotoub:ooojnooonaçimcnroo€no« 
flb fenipo: |l?efa Cl^nrto oe í^ill z q«íní?cnto» 

{ij oriíjinol mede éSxlOS'"'") 

No verso da ultima folha do volume vê-se a mesma cercadura que ornamenta o frontis- 
picio, e que serve agora como que de moldura a uma esfera armilar (marca do im- 
pressor ?- gravura em madeira), que preenche o espaço central. Nota-se porém que 
as duas vinhetas laterais se encontram agora mudadas, isto é, a que no frontispício 
se vè no lado esquerdo vê-se agora no lado direito, e vice-versa. 

O volume compreende dezasseis cadernos de impressão: o primeiro, de oito ff., está rubri- 
cado, no pé da frente das quatro primeiras, respectivamente : ^ tf (a primeira fl. deste 
primeiro caderno, por ser o rosto do livro, não tem a rubrica ^), ^ tij, ^ ittí ; 
03 catorze cadernos imediatos, também de oito ff. cada um, estão rubricados, no pé 
da frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, respectivamente: n, fl ij, 
n iij, n iiij a o, í ij, o iij, o iiij ; e o dezasseis e ultimo, de quatro ff. somente, no 
pé das três primeiras, respectivamente: p, )J ij, P iij. Na rubricação não se em- 
pregou a letra §. 

A composição tipográfica, executada com caracteres GÓTICOS de dois corpos (o menor 
no texto propriamente dito, e o maior nas epigrafes dos diversos capítulos), acha-se 
repleta de lindas leiras iniciais (gravura um pouco tosca em madeira). 

No texto notam-se muitas abreviaturas, mas todas de facil compreensão ; e na pontua- 
ção, bastante primitiva, vè-se apenas pontos finais. 

Livro, no seu género, muito curioso e estimado. Primeira edição, registada por Ino- 
cêncio, mas, ao que parece, desconhecida a Pinto de Matos. Os exemplares, muito 
preciosos, são de EXTREMA RARIDADE. N.ão nos consta que algum tenha apare- 
cido no mercado de ha muitos anos a esta parte. Inocêncio apenas cita dois: o que 
faz parte do expicndido recheio da Biblioteca Nacional de Lisboa e o que existe na 
Biblioteca Publica Eborense. O nosso exemplar, muito bem conservado e enrique- 
cido, nas margens, de abundantes e valiosas notas manuscritas (caligrafia do século 
XVJ) apenas tem falta da oitava H. prel. (^^nUíUlbflj J o frontispício um pouco apa- 
rado e reforçado. 

A segunda ediç.io, impressa também com caracteres góticos, consta de um foi. de VIII 
ff. (prels.) inums., CXVI nums., e mais II ínums. para a subscrição e erratas. O ti- 
tulo no frontispício, encimado pelas armas de Portugal e emoldurado por quatro vi- 
nhetas, reza assim: ílcgilllctíi '1' (OrilClinçÕCS 6fl ^njcilíia. — E a subscrição 

final : f£ ^i\ni fe nrfllin Ijn liura íci rrgímtiito ia fnjcn6a 6fl rrij noffii 
ftrnlior. íotj imprcrfa pír nuturiíinSe f priuilcgia br fuu ^111:511 cfta ff 
gubn urj : nn a ciòaòt is Jtrlmn cm tnrn bc (Sínitiin gnlljarbc nos .rm. 
iins bo mes òt íi;ucríijro òe mil /í' qniiiliíiitus iv qunríta /t oijto nnnns. 

Os cvempLires, ainda que inferiores na raridade e preciosidade aos da edição pri- 
mitiva, são também de muito apreço e valor. 
No ultimo quartel do século XVII fez-se nova reimpressão, ou seja terceira edição da 
qual a Livraria Azevedo Samodães possue também um óptimo exemplar. Os dizeres 
do seu frontispício são textualmente os seguintes: 



224 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



^ 



^/ 



O 



l 



2H47-REGIMENTO || E || ORDENAC.OENS 1| DA || FAZENDA || 1| EM 

IJSlln \. !1 f.ofit (IS- licençtia iici'effa> ics i; Na (iHiciíia de António Dines- 
beeck de Mullo linprcflor do Sua Alteza || Anno 1081 -In-tul. de XIV 
pags. íprols.) iriurns., 14'.) niiins. o iiuiis imin inuni., final. 

As XIV pags. prels. contêem o seguinte : titulo acima transcrito (encimado pelo escudo 
de armas reais portuguesas, ladeado por dois anjos empunhando cada um seu pen- 
dão da Ordem de Cristo; gravura em madeira) (pag. I ; a II em brancoí; "PRO- 
LOUO. (Começa pela formula: -DOM MANUEL POR ORAC.A DF. DEUS REY il 
De Portugal...>-e termina: •... porque afri o havemos por nolfo ferviço, & bem 
das II partes. II /?«í//ní«<o dos Veedores da f aze ida cm que ha os Capitulas feguin- 
íes") (pas;. III); e, em caracteres itálicos e a duas cols., a «TAVOA ll DESTE LIVRO 
DO REGIMENTO PA FAZENDA.., que fecha com o usual-. LAVS DEO..-Nas 
149 pags. nums. decorre, a duas cols., o texto do Regimento e Ordenações da Fa 
zenda propriamente dito; e na pag. inum. final as cLICENC.AS.» permitindo a im- 
pressão do livro. 
No alto da primeira das 149 pags. nums., encimando o texto do Regimento, vem um ca- 
beção decorativo de desenho de fantasia (gravura em madeira). 
Terceira edição, MUITO RARA, do Regimento e Ordenações da Fazenda. Magnifico 
exemplar, com óptima encadernação (inteira) de carneira, ornamentada : a oiro na 
lombada, e a frio nas pastas. Apensas no fim, em continuação da parte impressa, 
vêem dez ff. que conteem, em letra manuscrita :-Re/»er/OTÍo do regimento da Fa- 
zenda. 

2648-REGIMENTO, || QUE SE HA DE ORSF.RVAH || NO THIBUNAL DA 
BUI. LA II UA II SANTA CI(UZADA,||E DnS MAIS MINlSTlíOS, E OKFI- 
CIAES II liihordinados a eli. II Novamente reimprejfo cotn todas as !<uUas 
Pontificias pertencentes à Crusa- 11 dn., e hum appeiãice d 's matir as, em 
que fe acha alterado o dito Regi- \\ mento por ref^Juções di'. Sua Maçief- 
tade, e Cathnlogo dos i'.oiiiifJa-\\ riof Geraes, e /'eput^dos, que tem ha- 
vido até o prefente \\ (Escudo d'arnias reais de Portiigaf, ladeado por 
dois anjos enjpunhando cada iim seu pendido da Orlem de Ciisto ; gra- 
vura em madeira) || LISBOA, |; Na H(gi i Officina SYLVIANA, da Academia 

Real, e do || Tiibiinal da Bulia da Santa Cruzada. || |1 M. DCC. Xl,ll. 

II Com todas as Licenças neceffarias. In-fol. de 260 pags. nums., além de 
111, innms., e uma em branco, finais. E. 

Livro curioso e estimado. Reimpressão nitidamente impressa. Já pouco vulgar no mer- 
cado. Belo exemplar. 

2649-REGLA II DE S. AGUSTIN N. P. OBIsrO || y Doctoi de la Iglesia. || 
CONSlITVi.lONES DE LA || Oíden de la || tlo.spil.d de S. Jiian de Dios || N. 
^ r. Connrmad;<s por la Sanlidad de || Vrhano Papa Vlll. en 0. de Noviem- 

ç ^ bre II de 1(340. || DEVA.IO DE LA PROTECt^Ii iN || siempre de sns Mag. Ca- 

tliolicas II COiN LAS ADDP lONES HEC- 11 h:is en el Capitulo General de 9. 
de Ftdiero (sic) de 17.S8. en que van inclusas las Actas^^Confir- || madas 
por el Sr. Inocêncio XI. |! APRDBADAS || por la S ntidad dei Sr. Cle- 
mente XII. i! y por Nro. Santíssimo P. Benedicto F'apa II XIV. en 20 de Fe- 
brero de 1741. S. ind de hig. de impr. {Madrid?}. Afio de 1744. In 4." de 
elegante frontis|icio alegóiict) e XII 224-X.XII-:i2 pags. E. 

. As XII pags. prels. (inums.) compreendem o seguinte: <NOS FR. ALONSO DE JESUS 
\\y Ortega, General de la Religion de SanW Juan de Dios nueftro Padre en Rey-\\ 
nos de Ef paria, índias, y Portugal, por Eteccton Canónica, y Confirmacion Apofto- 
Uca, Çt-c. ; Breve de .BENEDICTO XIV. |] PARA MEMORIA PERPETUA.' ; e Li- 



AZEVEDO -SAMODÂES 225 

cença permitindo a impressão. O frontispício alegórico, gravado a buril (Andradt 
fcutp.jf apresenta dois escudos d'armas, as imagens de S. Rafael e S. Carlos; etc. 
—Estimada e pouco frequente. 

2650— REGLA, Y ESTABELEGlMRNTOS, || DE LA ORUEN Y CAVALLERIA, 
DEL GLOHIÕSO II APOSTOL SANTIAGO, fATtíON DE || LAS ESPANAS, 
CON LA HISTOÍUA DRL ORIGEN |1 Y PRINCIPIO DELLA. 

Estes dizeres acham-se na base de uma portada alegórica, que serve de rosto ao livro 
> (gravura a buril, assinada ; P" de Villafranca sculptor Regias ft. \\ 1665.). No fron- 

ft tispicio (folha correspondente ás pags. prels. XIX e XX) vê-se o seguinte titulo : 

REGLA, Y ESTABELECIMIENTOS NUEVOS li DE LA ORDEN, Y CAVALLE- 
m.\ II DHL GLORIOSO APOSTOL i| SANTIAGO, || CONFOllME LO ACOR- 
DADO POR El, II Capitulo General, que íe celebro en afta Corte el ano de 
II iiiil y leifcientos y cinquenta y dos, y le foneciò || en el de f^•ifcienlos y 
cinquenta jj y três. || CONFIRMADOS Pt)R|| IA MAGESTAD DEL CATÓ- 
LICO REY DON II Felipe Quarto, el Grande, nneltro || Senor. || CO.MPUES- 
TOS, Y ORDENADt)S |! DE SU REAL MANDADO, POR EL LICENCIADO || 
Don Francilco de Vergara Alava, Gavalltro de el || Orden de Santiago . . 
II Y AORA NUEVAMENTE BUELTO || à reimprimir, en Madrid, en la Ini- 
prenta Real, Calle || dei Cármen: Por Jofeph Rodrigiiez: Ano i| de 1702. — 
In-fol. de, afora a portada, XXIV pags. íprels.) inums.. 372 nunis. e mais 
XXVII inuins. e uma em branco, finais E. 

As XXIV pags. prels. compreendem o seguinte: «DE ORIGINE .€QUESTRIS || Ordinis 
Sancti lacobi Hispânia , Palroni.» (impressa em caracteres itálicos; pags. 1 e II) ; 
«ORIGEM II DE LA ÍNCLITA ORDEN DE 1| SANTIAGO.» (XII oitavas; pags. Ill a 
VI); Dedicatória: .IMMACUL.AT.í DEIfAR/E, ;; & femper Virgini || Mariae.. (em 
caracteres itálicos; pags. Vil a IX; a X em branco); outra Dedicatória: •M.ARI.\ 
SANTÍSSIMA CONCE- ; bida Tin mancha de pecado ;i original.,, (pags. XI a XIV) ; 
em caracteres itálicos, uma poesia latina: «REOIN.-E VIRTUTES || FIQURIS SYM- 
BOLYCISi ADVMBRATE..; oito quadras: «REALES VIRTUDES SIGNI- || ficadas 
en figuras Simbólicas.- (pag. XVi) ; «TÍTULOS DE LOS ESTABLE- , cimientos de 
la Orden, y Cavalleria |1 de Santiago.» (pag. XVU) ; «Con ias emieiídas figuientes 
e fiará e/te libro correcto, y', conforme à Ju original, por donde fe mando \\ impri- 
mir.- (pag. XVllI); titulo do frontispício acima transcrito (pag. XiX; a XX em 
branco) , e Alvará de -EL REY.. (pags. XXI a XXIV). 
Nas XXVII pags. inums. finais decorre, em caracteres itálicos e a duas cols-, a «TABLA 
DE LAS COSAS NOTABLES | QUE SE CONTIEMEN EN ESTE LIBRO...., que 
fecha com o usual-«FIN DE LA TABL.^.., seguido de uma vinheta (tiorão de re- 
mate) que tem no centro os seguintes dizeres -. — ^Soã Deo Honor et Gloria.- 
Além do mencionado, o volume contem ainda duas gravuras a buril em chapa de me- 
tal (impressas aparte) : a primeira reproduz a imagem de Nossa Senhora da Concei- 
ção, e a segunda, ao centro, o busto de Felipe IV de Espanha. (Ambas apresentam, 
na base, a rubrica do artista que as executou : ^Petrus a Villafranca, fcutptor Re- 
gias, fculpsitjiiatrit, 1662.'). 
Livro estimado. Magnifica edição, de nitidissima impressão, embelezada de lindas letras 
iniciais, um cabeção decorativo e vários florões de remate ornamentais, tudo habil- 
mente aberto em madeira. -Rara. Óptimo exemplar. 

;i,:,i_Regnard i JiaiiF.-.).- CEUVRES || COMPLETES || HE || REi.NAliD, || AVEC (^ C^J' O Õ 

DbS AVERTISSEMENSII ET DES REMARQUES SUR CRAQUE PIÉCE, || fò7^ ^ 

PAR M. GARNIER. || NdUVELLE ÉDITION. || Oriíée d.- gravnr.s ||10.ME 
PREMIER. II "^ -|| DE LTMPRIMERIE DE CRAPELET. || A PARIS, || 
C.hez Lefévre, rue llaulefeiiille. n.° 13. || 1810. — ln-8.'', (5 tomos de IV- 
xxxvii-III-406-I; lV-o56-I ; IV-514-I; 1V-4.S6-I ; IV-474 e IV-350 pags. E. 

VOL. II ,5 



226 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



^jA 



V 



m 



As xxxvij pags. prels. do tomo 1 inserem: «AV1S||SUR CETTE ÉDITION.» (pags. j e 
ii); «NOTICIE SURI; LA VIE DE REONARD . (pags. iv a xxij) ; «CATALOGUE 
I! DES II COMÉDIES DE REONARD, Jouées au théâtre françois et au théâtres ita- 
lien, suivant Torcire chronologique, avec les notes liríes i| des Anecdotes Dramati- 
ques.» (pags. xxiij a xxxvij). 

Obras muito apreciactas. iVlagnifica edição, ilustrada com o retrato de Regnard {Peint 
par hP" Rigaud- Grave par P/^ Mav.^ Tardieii 17SS) e lindas gravuras de Marií- 
lier e Moreau Ir, jeune, abertas a buril pur alguns dos melhores artistas da época 
(século XVIII).- E.>íemplar da tiragem em papel fino, que i mais apreciada e valiosa; 
dourado por follias. Nesta espécie, RARO. 

•2tí52 — Regnier {Ad.). — 'Jiailé de la forriiution des nidts daiis hi langue grecque. 
Avec de.s notidiis ooinparalives siii- la dérivation ot la ootnposition en 
sanscrit, cn lalin tt dans les idionies geniianlques. Par... Paris: Ha- 
chette tt CM... IHÕÕ. <Typ. de Ch. Lahiiie]. lii-8.° de IV-V111-49Í-I 
pajís. K. 
2653- Rego J). Selmstião (?o).— VIDA || 1>0 j] VKNKIíAVKL || PADHK || JOSKPIl 
VAZ, II D \ CONURKGACAÕ DO OHATOlUO 1| rff N. Filippe Neri da Ci- 
dade do Goa, na índia \\ Oriental ; Fundador dn laburiofa Miffaõ, que || 
os Congregados de/ta Cafa tem á fua conta \\ iio Ilha de Ceylaõ. || COM- 
POSTA I'1;L0 1'ADltKIISIiUASTiAÕ DO FiEGO, || da mesma Congregação. 
II (Lugar de viiilieta ite oní.. mento tipogiáfico) || LISBOA, \\ Na Regia Ofji- 

cma SYLVUNA, e da Academia lieaL \\ || .1/. DCC. XLV. \\ Com 

todas as licenças )iecef farias, ln-4.» de X XVIII (innnH.) 354 pags. E. 
As XXVIII pags. prels. compreendem : ante-rosto e frontispício (pags. 1 a IV) ; Dedica- 
tória <.\0 VENERÁVEL PADRE ||JOSEPH VAZ., (pags. V a IX; a X em branco); 
«PROLOGO., (pags. XI a XIU ; a XIV em branco); «LICENÇAS.. (Da Gongrega- 
ção.-Do S.iiito Otiicio.-Do Ordinário. -Do Desembargo.) (pags. XV a XXllI; a 
XXIV em branco); e «ÍNDICE || DOS || CAPÍTULOS, ' QUL NA PRESENTE VIDA 
se contém., (pags. XXV a XXVIII). 
A obra é dividida em dois livros (LIVRO I e LIVRO II) : o primeiro contém XIV Ca- 
pítulos, e o segundo, XVIII. 
Obra estimada, e uiuito interessante e valiosa para a historia das missões portuguesas 
na índia Oriental no ultimo quartel do século XVII e no primeiro quartel do 
XVIII. 
Belo exemplar. Muito rara.-Figaniére, Bibl. hisí. port., n." 1009. 

26"'4— Regra (Compendio da, dos irmãos da venerável Ordem Teiceir.i de 
Nossa SenhoiM do Carmo. Traduzido de lalini em PorUiguez Pelo muito 
Reuerendo Padro Mestre Frey Pedro da (hvz Znzarle, Cai nielili. . . (>om 
>-^ hum Tratado de algú-; Santos Varões insignes na virtude, que. tloreeeraô 

O na dita Ordem Terceira. Acrescentado nesta terceira impressão, com as 

indulgências, & gragas . . & outras cousas pertencentes à Ordem Ter- 
ceira, collegidas de graves Autores, Pelo Pa Ire Fr. Manoel da Encarnaram 
Religioso da mesma Ordem. OtTerecida ao Exoellentis.sinio Senhor D. Luís 
de Menezes, Con le da Ericeira, &'3. TÁshaa. Na Offkina^de Mguel Ma- 
nescal.. . Com todas as licenças necessárias, .-iniio de 1085. In-8 ° peq. de 
XlV pags. (prels.) inums. e 206 iiums. E. 

As XlV pags. conteem o seguinte: titulo acima transcrito; «DEDICATÓRIA :| AO EX" 
CELLENTISSIMO SENHOR II D. Lvis m Me.vfzh.^*, || ...., subscrita por Fr. Manoe' 
da Encarnação; «PROTESTO || DO AUTHOR.. ; e Aprovações e Licenças permi. 
tindo a impressão. 

Livro estimado. Edição adornada com uma gravura alegórica de ante-rosto. lá poucQ 
vulgar no mercado. Bom exemplar. 



AZEVEDO -SAMO DA ES 



227 



2t55- REGRA DO || GLORIOSO PATHI- |1 ARCHA SAM BENTO. . . — Lisboa.. 
158t3. 
{Do frontispício damos a seguinte exacta reprodução folo-zincográ fica) : 

REGRA DO 

GLORIOSO PATRr 

ARCHA SAM BENTO,TIRADA DE 

Latim em lingoajcPort'jguefa,por induíliudo 

muito R.P. F.Placido Villaiobos Geral 

nefla Congregarão de Portugal, 

2^ Pois merecefbc nafcer 



'ôc^ 




toy Imprcffa em Lisboa, cotn luencn do fupremo confe{f>0 

dafancl.! lnquijlção,jjor Jntonio 7(iba)0,ácMlU 

di Co !^rf^a^'io de Sa'n 'BaiCo. JjSó. 

(O original mede iõTxiOO'"'") 

In^." de IV ÍT. (|)rels.) inuins.. 49 nums. na fiente e mais uma inmn., fi- 
nal. E. 

Na frente da primeira das IV ff. prels. o rosto do livro, acima dado em <fac-simile» ; 
em parle do verso da mesma H. 1 as Licenças permitindo a impressão da Regra (a 
primeira é de fr. Bartolomeu Ferreira) ; na restante parte do verso da ti. um «SO- 
NETO A REGRA; na h. II, em caracteres itálicos, a Dedicatória; 
AO MVITO REVERENDO PARRE 
Frey Plácido de Villaiobos Geral da Ordem de 
Sam Bemto. Frey loão Pinto monje menor 
da meTma ordem. 
S. 



228 



CATALOGO DA LIVRARIA 



e nas ff. III e IV a 

•1 T \ BOA DA nos CA IMTU LOS 
que Te conthem ncfta Regra, 
que fecha com o usual -"Fim da Taboada.» Como reuiate decorativo, unia hnha for- 
mada de peqs. viuhetas de enfeite e de outra geralmente empregada como base de 
alçado, lendo ao centro a data: 1586. 
Na frente da primeira das 49 ff. numeradas 

f%) C O M li O A A H l-.- 
Q R A DO NOSSO O L O- 
RIO S O PADRE 
< SAM BENTO. 

a qual compreende um 'PROLOGO.» (dividido em um preambulozinho e quatro li- 
ções fLi(ão primeira a Lição quarta) (ff. 1 a 3) e LXXIII. Capítulos (De quatro 
maneiras de manjes. \\ Cap. 1 a Que nefia Regra não está toda a guarda da ujuf' 
t'ça. Cap. LXXIII.), dos quais o ultimo fcclia com o clássíco-FINlS (ti. 4 a 49). 
A iolha inumerada final tem : na parle superior da frente uma vinheta quadrangular re- 
presentando a imagem de S. Hiacido, e na parte inferior a insígnia e divisa do im- 
pressor, de que damos o •fac-simile» : 




Vendo-se no verso da dita folha o mesuio alçado ou pórtico que, em 1572, António 
Cj.jnç.ilves empregou 'para embelezar o frontispício da primeira edição d'Os Lusia- 
das de ("amões, servindo agora de moldura a duas vinhetas: .i<primeira, quadran- 
gular, representa a tentação de Cristo? a segunda, de simples ornato e menores 
dimensões, é igual á que remata" o texto no verso da ultima das quatro ff. prels. e 
que citamos acima. Do verso deatafultima II. do volume, ou antes do grupo de vi- 
nhetas que vimos de mencionar, damos, em folha aparte, uma reprodução foto-zin- 
cogrãfica reduzida. 
Na composição tipográfica, muito esmerada , empregarani-se formosos caracteres itálicos 
e redondos. Como peças decorativas, a mesma composição apresenta diversas vinhe- 
tas ornamentais e numerosas e lindas letras iniciais de desenhos de fantasia (algu- 
mas com varias figurinhas bíblicas, guerreiros, etc), tudo gravado em madeira. 




Orupo de vinhetas que ocupa todo o verso da ultima folha do livro descrito no 
Catalogo sob o n.o 2055. O original mede lõõxIH'""'- 

(Pag. 228) 



AZEVEDO -SAMODÃES 22Q 



O volume é formado de sete cadernos de impressão : o primeiro, de quatro ff. (as 

prels.), rubricado, no pé da frente da segunda : A 2 ; os cinco imediatos, de oito tt. 

cada um, rubricados, no pé da frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, 

respectivamente: b, b 2, b 3, ,b 4, a f, í 2, f 3, f 4 ; e o ultimo, de dez ff., rubri* 

cado, no pé da frente das cinco primeiras : g, g 2, g 3, g 4, g 5. 

 cabeça das 49 ff nuuis., verso, os dizeres: «REGRA DE> ; e na frente: «SAM 
BENTO.. 

A Licença ou Visto de fr. Bartolomeu Ferreira, inserta no veiso da primeira folha, diz 
textualmente assim : 

«f^Or mandado de S. A. o ferenirrimo Príncipe Alberto Ar^he- 1| duque de Auftria, 
Cardeal, legado a latere. Inquiridor geral " deftes Reinos, vi a Regra de fam Bento, 
& nõ ha nella coufa cô- 11 tra a noffa fanta fe, & bõs coftumes.» 

Esta versão da Regra de S. Bento, considerada cLíssica, foi feita pelo benediclino fr. 
Joio Pinto, que a dedicou ao geral da Ordem fr. Plácido de Villalobos ; muito es- 
timada. Primeira edição, a mais bela e a mais procurada. Os exemplares são actual- 
mente raríssimos, sobretudo quando completos e perfeitos como o que e.xpónjos 
á venda. -Sousa Viterbo, Fr. Bartholomcu Ferreira, O primeiro Censor dos Lusía- 
das, pags. 72-73. 

Da segunda edição, feita em Coimbra, em 1632, possue a Livraria Azevedo-Samodâes 
igualmente um óptimo exemplar, que a seguir descrevemos: 

2656-REGRA || DO (iLOlilO [; SO PATHI.AR- H CHA S. BEMf). |1 TIRADA BE 
LAIIM EM língua |i (jem poitugugfa. || PDli INDVSTHIA DO I!K- jl ue- 
lendiílirriO P. Fr. 'J hoiii;.s do || Socorro Geral nefia Coi;- ii gregação de 
Portutíal, II fegunda ves || ini|ireíla. || (Vinheta ornamental) || Cc^m todas as 
lictnças ncceffarias. || Iinprt (Ia em Coimbra em cala de Nicolau (^ar- H ua- 
Iho Impreffor da Vniueifidade no || Anno de 1G32. |i A rufia da Congrega- 
ção de S. Benlo In-4." peq. r!e IV ÍT. íprels.) inutiis. e 47 (aliAs 48j iiags. 
nums. pela frente. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das quatro ff. pieis, o titulo acima reprodu- 
zido, que se encontra circundado por dois lilétes paralelamente dispostos; na H. lia 
«Licença do Santo Ofiicio da /nquifiçdo.- (e outras) permitindo a impressão da Re- 
gra; e nas ff. III e IV a «TABOADA DOS CAPITVLOS, || que fe conthem nefta 
Regra.», que fecha com os usuais dizeres — «fim da Taboada.", seguidos ainda por 
um filete, uma vinheta ornamental (gravura em madeira) e duas linhas, paralela- 
mente dispostas, formadas de peqs. vinhetas de ornamento. 
A composição tipográfica, adornada de algumas letras iniciais de desenhos de fantasia 
(gravura em madeira), foi executada com caracteres redondos e itálicos, de vários 
corpos. 
A frente do frontispício vem uma estampa alegórica (gravura a buril em chapa de me- 
tal, assinada CCJ reproduzindo a imagem de S. Bento. 
Livro clássico e muito estimado. Edição já BASTANTE RARA. Bom exemplar, salvo es- 
tar um pouco manchado pela agua. 
As demais reimpressões isoladas citadas pelos bibliógrafos são as seguintes: Lisboa, 
1632, in-4.o; — Por Fr. Fradique Espínola. Lisboa, por Domingos Carneiro, 2698, in- 
12.0; -Por Fr. João da Soledade. «... nesta quarta impressão accrescentadas as car- 
tas e as praticas do mesmo sancto.» Lisboa, por António Pedrozo Galrão, 1713, in- 
16.o;-e Lisboa, na Offic. Ferreiriana, 1728, in-12.o de XXXVI-170 pags. e índice 
final. 
Quanto ao original latino e a outras versões da Regra de S. Bento, veja-se no Catá- 
logo os artigos: Regvla sanctissimi Benedicti...;— Regra e statatos da hordê dauis. ; 
-e: Barreira (Fr. Isidoro da). -Regia... 

REGRA DOS 11 IR.MÃOS PECVLARES DA || Saneia, e Venerauel Ordtni 
Terceira ile || penitencia. . . — Veja se : S'. Lms {Fr. Anlovio de). 
Regra e Constituiçõos dis religiosas de S. Domingos... — Veja-se : S. 
Paulo {Soror Margarida de). 



O ^ 



230 



CATALOGO DA UVRARIA 



-,.l^^'' 



2657— ^H rtgro ii afffiníoõís (sic) |1 ha. orbrm bo mcítmíio || bt nofío fíitlioi 
jl); rjo. (Lisboa, por Valentim Feinarnifs, 1504?). 
(Do frontupicio damos a exacta refjrodução joto-imcogràfica que stgue) . 



foi f. 



Q 




C^ regra ^Díffínçoões 
Da 020cm 00 mcílraoo 




{O original mede lõOxlOl""") 
In-í." de 50 IT. nums. na frente (Jol. j. o iol. I.), ou sejam sete cndernos 
lie impressfio.- os cinco primeiros, de oito li. cada um, rubricados, no pé 




Insígnias e vinhetas ornamentais que vêem no verso da primeira folha do livro descrito 
no Catálogo sob o n.o 2657. O original mede I92XIlln"n". 

(Pag. 231) 



\ 



AZEVEDO -SAMODAES 



231 



da frente das quatro primeiras IT. lie cada uni deles, res[)eclivatiiente : 
11 ij. (a primeira 11. deste primeiro caderno, \<ot constituir o msto do 
livro, não aprt senta a usual rubrica a), n jij, a iiij a r, c ij, t iij, S iiij ; 
e o saxto, de seis fT., rubricado, no [é das quatro primeiros, respectiva- 
mente : f, f ij, f iij, f Iiij ; e o sétimo e ultimo, de quatro ff., ruliricado, 
no pé da frente das duas primeiras: j, g ij. E. 

Na frente da $ttl. j. o rosto do livro acima reproduzido em <fac-simiie>; no verso da 
mesma fíl. j. a cruz da Ordem de Cristo, esfera armilar e vinlietas que as cir- 
cundam, o que, em foltia aparte, reproduzimos foto-zincográlicamente ; e na frente 
da foi. ij. principia o texto da llfflrn propriamente dito, na disposição que mos- 
tra o <íic-simile> que em seguida damos : 



foi ií; 

iL^qui (c começa a iftegra oa 
02Dcm DO meftraoo ocnoITo 
fenboj^bcfmpo. 

CI02ologo na refojmaçâ 
oa fagraoa ojoem oa ca* 
uaieria DC nofo reDépto: 
jbefucbJifío.feita auto:i» 
tareapoílolica. 



(Bb^nnce Dei c 
apoílolice kQiíí' 
gratíaepifcopua 
olimlsmacéfiôx 

cer Ddggarue et 
crecuro2autojtra 
te aportolíca aD infra fcrípra ípcáulitcr Depura 
tue.rníaerfis i fingulie quo 6 infra fcríptú tan 
git negodú vel tangere potenr quóoohbct ín 
fumrú: faluté. íflouerírie ç^ nupcr fecuoa Díc ia 
nuaríjannoDííimilefímo.cccc. x\ii].m ciuícate 
^Urbonenlí in aula fcu palácio cjfceíicníliini i 
nobílífiimi oni infãmiersnilBcnrki perpciui 

a li 

(O original mede ■170x95'"'") 




232 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



Este texto, que consta de um ^ríloflr» fíol. tj a Í»I. ttlj) e Uu. OTopitOllOÍ 
(Jol. V. a ídl. l.) é rematado, a meio da frente (rerso em branco) da ínl. 1. 
(ultima), pelos seguintes textuais dizeres : 

. 5nipliu< cftns ^c|iIIi 

(õrs cm n imffn iiilln Sr tnimir n oijto ^ins íia 
iiicj iic fltjfluM ^nttiuií fiinirini n frj niiuo 
^t iioflo ftiilior Siffii vpn iic mill /^ iitiínliriitas /i 

tVES. 

o primeiro Capitulo da llfiirn, que conta sessenta, tem a seguinte epigrafe: 

CE ("i npilolo viiiiiciru cumn lio 
fomifiito íif tlinmiu" lif rnlir- 
çn bc toírt n lUiiriit. 



CE (TnpitiiUi". Ini. Jln imtn bns rnr- 
tns pcrn ;)iir rllna fc Iniiçiucm os 
nuitos. 

Na composição tipográfica salientam-se diversas letras iniciais sem ornatos, com exce- 
pção da que se vê na primeira pag. do texto da flCgril e de uma outra inserta na 
pag. imediata (verso da £ol. V.), todas abertas em madeira; e na pontuação, bas- 
tante primitiva, não se notam mais que pontos finais. O texto apresenta numerosas 
abreviaturas, porém todas de fácil compreensão. 

Edição original (única) da primeira rrilVrt rl> íliffilliçÕCS da Ordem de Cristo, estam- 
pada sem indicação do lugar, do nome do impressor nem da época era que -«e efe- 
ctuou. A impres.são, executada com formosos fiaracteres GÓTICOS, 'é de uma beleza 
c nitidez admiráveis, atribuindo-se ao hábil e afamado impressor Valentim Fernan- 
des. Parece que foi feita em Lisboa, em 1504. Os exemplares, considerados verda- 
deiras JOlAS BIBLIOGRÁFICAS, são DA MAIS EXTREMA RARIDADE, pois que 
os nossos bibliógrafos não citam mais que três: o existente na Biblioteca Nacional, 
o que pertenceu a Lord Stuart de Rotsey e o que possuía o conselheiro Macedo. O 
nosso exemplar, porventura um dos três mencionados, encontra-se no mais belo es- 
tado de conservação, o que é caso muito excepcional, duplicando porísso o seu já 
de si grande valor. 

Inocêncio (Dic. bibl., tomo 3.o, pag. 39) e Figanière (Bibl. Iiist. port., n.» 1523) regis- 
tam uma reimpressão da Kcflrn, publicada também sem indicação de lugar nem 
data de impressão. O rosto apresenta titulo idêntico ao da edição primitiva, mas 

sem abreviaturas : CE ^ rfgrn /j, íif|íiiiçoõrs &n orín;iii &0 mcftrn&o bc 

lioffo fcnlior ^ICfUS (.'i-lirifíO. Constitue um 4.0 de 49 ff., sendo a composição ti- 
pográfica igualmente executada com caracteres góticos. Os exemplares são também 
muitíssimo raros. 
Quanto a outras reimpressões da iíCiU'rt, já alteradas mais ou menos, veja-se, no pre- 
sente Catálogo, os artigos : '•Dejim(dei e Esta/fios dos Cavalleiros e Freires da Or- 
dem de N. S. lesu Cristo...» i-Neves (Fr. Damião das.). --Compendio da Regra e 
Difiniçôes dos Cavalleiros da Ordem do nosso Senhor lesv Christo...»- Catálogo 
Palha, n.o -2586. 

Regra (l.ivro da) lin liispo & Doutor da Igreja Sancto Ago.slinho. . .—Ve- 
ja-se : Natividade [Fr. Francinco da}. 




Oravura que veai na segunda folha preliminar da JÍCflra C iStntUtOS bn Ijorílt 
biniiS. o original mede 235Xnõmm. 

(Pag. 233) 



AZEVEDO - SAMODAES 



233 



Regra de nosso Padre Saneio A\%;vsUiiho Bispo. -Veja-se : Barros {Fr. 
Brás tíe).— Livro das Consliluyções & costumes...; e Regula sancti do- 
ctoris Angusíini . . . 

íe:i8— Çcgra /i ftamus \\ iia l)íríiÊ ^nllj5.-e\lmci^•im, 1.'>1(;. 

(I)(i fioiítiipitio, xilúgrafo, dnnios a s,\gui)ile exncta reiroihiçuo folu-z*iico- 



ytiiyi'!! 




/O^O/^Ô 



(O original mede lOGx.lTS"'"'] 



In-fol. peq. fie V ff. fprels.) iniims., LXIlll (a ultima numerada errada- 
mente ^0. LIll; minis, na frente e mais V inums,, finais. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das VI ff. prels. o frontispício acima reprodu- 
zido foto-zincográficamente ; a frente da ti. II em branco, tendo o verso todo ocu- 
pado por uma estampa quadrangular representando a imagem de S. Bento circun- 
dada por quatro vinhetas (gravura em madeira) (Véja-se o •fac-simile- que damos 
em folha aparte); na fl. Ill (?-Se é que os e-xemplares devem têr esta li., falta ela 
no nosso) ; da frente da ti. IV á frente da V o : 

íJrolagn. 

(lJ,l.loloflci íio nifcnrc ^om ^oriK filiiii òtl Krij 
Sim gciijít 1)0 rrgmi&ii fcbxc nirrgra X' rtalicUi 
íiíitiitos ^(l oracm /^ rnualliuin íiiuiijs. 

e no verso da mesma fl. V e na frente (verso em branco) da II. VI : 

Cfiullu Ui pn^in julio rrfluu6ii. nuc lio mrcftrí rom to 
íiifijnSorrô '•um rmifrllio ôc Ittrnaoí pnffix fnji;r rfta ro 
|)ilaçnin /v ircforiiinr. 

que termina textuamente: *.•• íoio íl" iJoillrt lUcrni &C fnlll praro |lii 

niio òa II íttfnrnrnin íio fritlior 6í iitil ri- quiuliítos /t iiojí- J^us. tou || 
tuliro no anuo. nmo. bo noffo (jonlificaiio. 



234 



catXlogo da livraria 



As peças prels. que ficam mencionadas segue-se o texto propriamente dito da Qnm- 

jrn br fnm liíiito. ri, n rnimUnrtn in oríií Sniiijs, que, a duas colunas por 

pagina, começa, na frente da íí. I, na disposição que mostra o <fac-simile», bas- 
tante reduzido, que da frente da referida f 0. I damos a seguir: 

l?jircgríiD£faml)cnto.TacoualariaDflo:DêDavi)e. f<K I 

•fCOMioouuc com cç o ba rr cgra do nortb pj 
t>.'cSain beto. lí:alVvacau3lariaDao:Déí>4 
vi)0 T cm c\ rcmpo fov funoaDo lf>o cóuento. 




bcrmuj'/ 
to borra/ 

lej-roe i 
bciiotos 

'frmioe^ 

bo almifiíopaorc 0jm bé/ 
to. foj» ix' nobjegcracam.tg 
natiiraloa^uiiiaaoiTríur 
fiaqbeiia^talia:iiomIõge 
oe iioma . tSftanoo na oita 
çioaoeftuDanDoasíartfgU/ 
bcracéõíOtf jroubo munoo 
1 entrou fin rrdigia', í rrcce 
bco bo abito mpnacaloa õ; 
oéoefam J&afilíooamaáo 
oomóge íam^omáo. íSo 
ánoDo (íenbo;Dcqaatroçé/ 
toe nouéta 7 quatro. eSoèf/ 
ponípíiwoomu):' fantamen 
tefc^fuarregra.í coifícou 
bo mocikyro pe^Calinoi^ 
fccbama ot fam "joM bap/ 
tília, aqlrregracoiifirmou 
bo papajgregoho p:ímriro 
viufo bo rajito barão muy 
fantamcici oai Tua alma 4 
iSe . "K-l o a n no DO fenboftoc 
wiuínbétaeiquaréta. 7Douâ 



4oâv{nt£ t buõotafioemar 

ço:q CTa pcfpcra oeparcoa. 
!f5onióte <Caímo nooirto 
mocfteyro;D«:fam 3obam 
baptifla:fe5 noffo fenoí po: 
dlc : afly em fua píoa : como 
Dcfpoía oe fua mojte ; muf/ 
t06mílagrco:como perram 
Jííregono no fcgunoo liiiro 
Doe fcuBDíalagoe? outros 
qiic oelle fcriucra'o:mai0 làr 
gamcnte recontem 

cçcobafuaozDc 
amoiarj^nofpáal 

omonotcmpozal: 

que bo papa^obanc vkéfi/ 
mo fegúoo acbou pclloê líu 
roa DOS fummoe põtífirca 
rcu0anteçefl'o:ce:atcreu té/ 
po.íDueneftaoiOéouucab/ 
baocê pançipacés: qutnjc 
mil.^fetcnta. 

B^fpoB.í aríebífp^.míl 
quatroçentoetfctflicai 
quatro, 

aSft)eacc8.cctiío;o^'íé/ 
ta.itres, 




(O original mede 202xl43""n) 

Este texto decorre até final do verso da ÍO. LXIII. ^a frente (verso em branco) da 
$C, LXIIll (ultima das fí. numeradas; numerada erradamente, como já se disse 
acima-íí. LIIl) vem o SIGILLVM (Selo) da Orden de Avis, os nomes do prior e 
de dois cavaleiros, e a designação do lugar, nome do impressor e data da impres- 
são do livro, tudo na disposição que mostra a reprodução que a seguir damos : 



AZEVEDO -SAMODÃES 



235 



50L UII 



ÉiSiKcfírc 




tr&cm prioivavvB^obiaea petrí .aorrúioe aorriquQ 
ai^eotibura. -^eorooegoonca. 



C£llJob2J foy cmpnmiDaem aimff im 
p<r^crm.imí)t: cimpt-K" jlmuiíJombar 
DcvroDcl"Rcv.no(Tofciil;oj.cnioannooc 
niilquiiil,\iircV70i;aU've.£fcacJlxJuj 
ficyoiaeoomcePJbJil. 

(O original mede I92xli3""") 

A» cinco ff. finais inums. inserem as seguintes peças : uma petição ao mestre da Ordem 
ácêrca da interpretação da |3uUrt de privilégios, subscrita por ^IjriS ÒC §OUflJ. 

go nlmirnnU. || ir. iiuiii' hiitint' \nm || ngn' iniítrflis |1 pnnuel òa 
gama.— frnncifrci tminrrs. || ôoutur. Wgopo injniííio. (verso da primeira 

ti.; frente em branco); resposta de flO plílftrr. á mesma petição, seguida dos no- 
mes : Cíiiys tíiríijrn lobn, glnfuis. |oam 6c fnria. || Jiçcnçinao bnr- 

rninS. (frente da segunda fl. ; verso em branco); e, a duas cols., a ©nitOfliUl., 
precedida, no alto da primeira coluna, pela rubrica: CL ^lUonllll í)í(U liuro., 
e rematada, a meio da frente da quinta e ultima H., pelas palavras: CL 5'" SrflS. 
(terceira, quarta e parte da frente da quinta li. ; a restante parte da frente e o 
verso desta ul!ima fl. em branco). 

Na composição tipográfica, além de numerosas letras iniciais de tipico desenho de fan- 
tasia (gravura em madeira bastante primitiva), empregaram-se os denominados cara- 
cteres GÓTICOS, de um só corpo ; abrangendo a mesma composição tipográfica toda 
a largura das pags. nas peças prels. (ílrolOflO e Sullil de Júlio II), a petição ao 
Mestre e a resposta deste (primeira e segunda das cinco fi. inums. finais) ; e sendo 
a duas cols. por pagina o texto propriamente dito das Regras (ÍO. I a LXIII) e a 
QiflUCirtílil (três ultimas das cinco ff. inums. finais). 

A frente da fi. LIII (53) é toda ocupada pela bandeira da ordem, tendo ao centro a res- 
pectiva cruz d' Avis (gravura em madeira). 



236 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



O volume é constituído por nove cadernos de impressSo: o primeiro, de seis ff. (ou só 
mente cinco?), rubricado, no pé da frente das três ultimas, respectivamente ; nnOít, 
nnnnn, nnnnnn ; os sete imediatos (2.0 a S.o), de oito tf. cada um, rubricados, no 
pé da frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, respectivamente: O, li tj , 
a iij, ti itij a fl, fl ij, jl iij, g iiij ; e o ultimo, de doze ff., rubricado, no pé da 
frente das seis primeiras, respectivamente: li, li ÍÍ> li ''Í> 'l •'•}< li l', li ^l- 

O frontispicio é xilógrafo, isto é, gravado em chapa de madeira. 

As rubricas das três ultimas V ff. prels. parecem indicar que as mesmas ff. prels. deve- 
riam ser seis ; porém em nenhum dos exemplares até hoje vindos ao mercado se 
contou mais que as cinco que o nosso apresenta; e Inocêncio, Figaniére, Pinto de 
Matos e António Moniz (este no Catalogue de la Bibliotheque Fernando Palha) não 
registam, nos seus tratados bibliográficos, mais que as cinco referidas folhas. 

Livro notável e de muitíssimo apreço a vários respeitos. A edição, impressa pelo im- 
pressor lisbonense Hermam de Campos ou Kempis, alemão, oferece a curiosa paiti- 
cularidade de representar talvez o único trabalho tipográfico dado á luz, naqueles 
tempos, em Almeirim (1), a modesta e linda terra ribatejana. Os exemplares, verda- 
deiramente preciosos, são DA MAIOR RARIDADE; nem se conhecem mais que três 
ou quatro. O nosso exemplar, que está bem conservado, tem o frontispicio e a ul- 
tima II. da Tauoada hábil e perfeitissimamente reproduzidos i pena. - Figaniére, 
Blbt. lUst. port., n.o 1525; Catálogo Fernando Palha, n.o 2589. 

Desta Resra e Estatutos da Ordem Davis fez-se depois, era 1550, uma nova edição, que 
pôde também classificar-se de verdadeiramente preciosa e é ainda mais rara que a 
primitiva, pois que não a conheceram, parece que nem por simples informes, todos 
os nossos bibliógrafos. O único exemplar-uma autentica jóia bibliográfica-de que 
actualmente ha noticia está na posse de meu irmão Manuel dos Santos, que o tem 
á venda na sua sempre bem recheada livraria (2). Os dizeres do respectivo frontis- 
pício -encimados por uma pequena estampa com a imagem de S. Bento (gravura em 
madeira) e emmoldurado por um alçado quasi idêntico (uma das quatro peças- a da 
parte superior- que o constituem é a mesma) ao que o impressor António Gonçal- 
ves empregou depois, em 1572, no rosto da edição original á'Os Lusíadas de Luii 
de Camões -rezam textualmente assim : 

CEltfnrn 1 trtnJu= || toa 6n oríÉ 6t fnm ll tlcnlo ím uijg.-No fim do retro 

da H. xlv., por baixo do escudo ou SIQILLVM da ordem e das assignaturas de- 

CEÇ"'" prior íin utj5. goliiincs pEtri. ^iirriínit || nitn iniifj. ^ijrís òt 

^tnifil. yt^r(l 6c lUnilIcn.— a subscrição: 

CEtf-rtn nbni fotj cnuirtiiiiíin rm Jirbõu Íi Cif nmio |1 finllinríie. (fmpre- 
mi6iir 6fl l\í\) luiffo rriilior ; aiiitn 6c mil (luinljcntís n., thirucntn. || (!B 
fr lunlmu aos uiutcnouc Sins || 6c §niicijro. 

Constituem um 4.o de IV ff. (prels.), fUlj nums. na frente, e mais IV inums., finais, 
ou sejam sete cadernos de impressão : o primeiro, de quatro ff. (as prels.), rubri- 
cado, no pé da frente da segunda II. : >5 ; os cinco imediatos, de oito ff. cada um, 
rubricados, no pé da frenei das quatro primeiras ff. de cada um deles, respectiva- 
mente : n, a ij, n iij, n iiij a C, C ij, C iij, C iiij ; e o ultimo, de dez ff. 



(1) Só 64 anos depois, em 15S0, é que em Almeirim se exerceu outra vez, os- 
tensivaments, a maravilhosa arte de Outemberg. Foi quando, como da primeira vez, 
a convite da corte, ali estiveram dois outros impressores lisbonenses, Francisco Cor- 
rêa e António Ribeiro, a imprimir de parceria as famosas AUegações de direito... 
lia causa da suaessão destes Reinos por parte da Senhora Dona Catlieriaa..., atri- 
buídas ao dr. Afonso de Lucena. (Veja-se, na primeira parte do presente Catálogo, 
o n.o 1855). 

(2) Descreve-o na sua .Bibliografia geral», Catálogo n.o 6 (1921), sob o n.o 8169. 



AZEVEDO -SAMODÃES 237 



J^é! 



rubricado, no pé da frente das quatro primeiras, respectivamente: f, f tj, f iij, 
f iiij. — Ma frente da primeira das IV ff. prels. o frontispicio ; no verso desta pri- 
mtira (1., e na II. 11 e na frente da 111 o ÍJl"l)UuUl. jl C[ ílrologo So Hlfflrr 

ínm i Jiuiu' fillio íii'l iííij íiõ ^onm lin rcflúiiíi . . ., de fo. {. a dn. a 
Eriírn ri cflnlUtiiS propriamente dita e o registo final; na fí.rllij. e nas duas 
primeiras das quatro ff. inums. finais a CE ''"«"'"lôil SfftC lilirO. J e, finalmente, 
nas duas ultimas das referidas quatro ff. finais a .Peti';ão> e a respectiva resposta. 
.Ma composição tipográfica, esmaltada de letras iniciais de desenho de fantasia (gra- 
vura em madeira), empregaram-£e belos caracteres góticos. 

2t;ii;i- Regra da cavallaria : k ordem miutak w, h s. Bent>) dk .avis. 

i V.in Lifhon jKir yanje floijz, ono. l'iol. 
fiste titulo e registo, abertos a buril, acham-se na base de uma elegante portada alegó- 
rica, também gravada a buril em chapa de metal : .Ma parte superior da portada as 
imagens de S. Bento, da Virgem da Conceição e de S. Bernardo ; e no centro o es- 
cudo das armas reais portuguesas. No fim do texto da Regra a seguinte subscrição : 

■ Cox LKíxc,A !! Em Lisboa, por lorge liodiiz, .Armo Itíil. |1 L.WS DKO.» — 
In-fol. dl-, afora a porlada, VIU IV. (prels.) iiiuiiis. e 1S7-I-26 niims.. além 
de mai.s II inums., finais. E. 

Na frente e em parte do verso da primeira das VIII ff. prels. as 'LICENÇAS' permi- 
tindo a impressão da obra; em parte do verso da mesma ti. I as «ERR.'kT.\S.» ; na 
H. U o .PROLOGO.. ; de H. Ill a V, em caracteres itálicos: «BVLLA|| DO PAPA 
LEÃO|;X. CONCEDIDA AS |1 ORDENS DE SAMTIAUO,l|E SAM BENTO DE 
AVIS, PARA EM CAPITVLO |' Geral poderem reforfuar, & fazer ftatutos, em forma 
de regra: & para outras muitas immunidade?:, & preroga- 1' tinas nella contendas.»; 
e de ti. VI a VII, a duas cols. por pag., o «INDEX '; DOS TITVLOS, CAPITVLOS ; 
DIFFINI- ; çoês, & Regimentos defta Regra.. 
As 1S7 primeiras íí. nums. inserem ; De 11. i a 153 o texto da Rugra propriamente dito, 
que, dividido cm VI Titulos, fecha com os dizeres-«ElM DESTA H REGRA > ; e de 
H. 154 a 1S7, em caracteres itálicos e a duas cols. por pag., o <'1MDEX |1 DAS COV- 
SAS CONTEVDAS NES- , TA REORA.>, que remata coui o usual — «LAVS DEO.. 
Na frente da folha imediata (inumerada) vem novo titulo Ifronti^pício), cujos dizeres, 
circundados por tarja, rezam te.\tualmente assim: 

líEGHA II DO GLOI IO-||S.) P.VTtilARi;ll \ [j.Sv.M HE.NTO. || THADV- 

'/.IDA BE I.ATIM \\ -m /'(uViíç/iies. || (Vinheta qriadi-aiiijiilai-. com a image n 
de S. Renl' ? (grivuia em madeira), tendo eri volta a legenda: «BKKEUI- 

CTVS-GltAriA—h:T-yoyiI.\E.'>\ \\ em L1SB1_)A. n H Com tvd^is as 

li-efriis vecif fartas. || Inijueíla por loi(4e lio Ir igu.-z. .\nuo 1631. 

No verso da mesma fi., em caracteres itálicos, o «PROLOGO ; e nas 26 ff. nums. ime- 
diatas o texto da Regra de S. Bento propriamente dito, que, contendo nm Prologo e 
L.X.XIU Capítulos, termina {na frente da H. 26; verso em branco) pelos dizeres- 
«.\men.», a que se segue, como que a rematar, a mesma vinheta quadrangular que 
vem no frontispicio. 

As duas ff. finai:» inums. inserem, em caracteres itálicos e a duas cols. por pag., a «TA- 
BOADA II DOS CAPITVLOS |i QVE SE CONTEM II NESTA REGRA... que fecha com 
a subscrição final, que acima transcrevemos. 

A composição tipográfica, embelezada de alguns cabeções decorativos, de Horões de re- 
mate ornamentais e de numerosas letras iniciais' de desenhos de fantasia (gravura 
em madeira), foi executada com caracteres redondos e itálicos de vários corpos. 

Regrai clássicas e muito estimadas. Edição bastante rara (a primeira reunindo as 

duas obras). Bom exeDiplar, apenas levemente manchado pela agua. -^ //) 

2ti60- REGRA || ESTATUTOS Ij DIFFINIC.OENS |1 F. REKOHMAC.AM l).\ 
ORLIEM, II á Cavallaria. |1 DE íSANll.^bU i| UA || ESPADA. || (Escudo de ar- , 



<Z? O 



ú^^ 



238 CATÁLOGO DA UVRARIA 



(d 



mas reais portuguesas ; vinheta em oval, aberta em madeira) || EM LIS- 
BOA. II (Linha de ornamento, formada de peqs. vinhetas tipográficas si- 
metricamente dispostas) II Na Officina de MIGUEL MANESCAL, Impreflor 
do II Santo Cilicio, & (ie Sua lllullriílinía, || Anno MDC XGIV.— In-fol. de 
VIII p:igs. (pieis.) inums. c 219 (aliiis 218) nums., alrm lie uma inum. e 
uma em hrancn, finais. K. 

As VII primeiras pags. prels. (a VIII em branco) inserem; titulo acima reproduzido 
(pag. I: a II em branco); em caracteres itálicos, .PROLOGO || DO || MESTRE., 
(pags. Ill e IV); , LICENC.AS DO SANTO OFFICIO.» ; «LICENC.A DO PAC,0.. j 
e .REPOSTA DO PROCURADOR || da Coroa.» (pags. V a VU). 
As 219 (aliás, como já se disse, 218) pags. nums. compreendem: De pag. 1 a lOfl o 
texto da Regra propriamente dito; de pag. 111 a 192 o texto das Deffiniçoens, que í 
precedido de titulo próprio (pag. 107 ; a 108 em branco), que reza textualmente 
assim: «DErFlNIÇOEf^S, ' E || REFORMAÇAM || DA li ORDEM j DE l| SANTIAGO || 
DE ESPADA ; II FEYTAS EM CAPITULO GERAL, II por El Rey Philippe 111 : |i NO 
ANNO DE 1627..; de pag. 194 a 197 o .SUMMARIO i: DAS || D1SPENSAC,ÕES.-. ; 
e de pag. 198 a 219, em caracteres itálicos, o .INDEX i| GERAL DAS |i COUSAS 
QUE CONTHEM A RE- !| gra, Eftatutos, & Diíliniçôes da Ordem de !l Santiago.», 
o qual fecha com o usual -.LAVS DEO.», seguido de uma vinheta em oval que tem 
no centro uma palmeira, e em volta os dizeres :-OiM W/l OMNIBVS.^-Ní pag. 
inum. final vem as -ERRATAS» 
Reimpressão estimada e já pouco comum no mercado. Impres5,ão nitida, esmaltada com 
letras iniciais, cabeções decorativos e florões de remate ornamentais, tudo aberto em 
madeira. - Bom exemplar. 
A ediç.ão primitiva, preciosa e da maior raridade, foi estampada em Setúbal, por Her- 
mam de Campos ou Kempis. Os dizeres do seu frontispício são: 

Sí^llÇr^DSKSffl. — No fim, em seguida ao texto, a declaração ou termo: 

(Srin ntirn fiir niipvrmiíin cm ôctuiinl : vtv mi fjfrmiim ir fiemiiis nlt- 
mnm : (G iicl nuim pil c quiiilirtus iv muic, (ÍB \t nmiio a trr?c ^fl 
mrs íif tlfjfmbrii. 

Consta de um foi. de CXV ff., e a impressão, a duas cols. por pagina, foi executada 
com caracteres góticos. 
Depois desta ediç<ão original vieram a lume varias outras. A que imediatamente se se- 
guiu, publicada sob o mesmo título, traz no fim o seguinte colofón. :-$£'tJ tlll- 

prrffn cftn rtH'ilnfnm por (irrmiin ©nllinvio írniirtj. J)n muij nolirc rv 
ffinvur IfiU fiinif ôi; Jirtuin : irns uiiitc n., iiiintro Sins io nus 6e §e- 
tcmluo. -Amui ir itl. Ç. iXi. A. í\aai fnij uifta ri cmfônSn ytlía bn- 
rlinvrl Vrí"'' ItlniMiníia rnunllfijríi &n or6i- ic Snuliiino : í promotor irn 
iiirtiçn íin ^iln orôf : A ([wi o oito rnrríflo foi ciifoinmííiaíio. in-4.0 de? 

Frontispício tarjado e varias estampas (gravura era madeira) no corpo da obra, em- 
preg.indo-se na composição tipográfica, como na edição primitiva os caracteres deno- 
minados góticos. 
As reimpressões seguintes são datadas: Lisboa, 1542 e 154S, ambas em formato de 4.", 
com caracteres góticos, e executadas pelo mesmo impressor Germão Galhardo. 

Regra militar oliere^.ida ao serciiissinio prinoipe tiom Theodosio. . — 
VV'j;i-se: lincha Freire íMimoel dt). 
um- REGUL/E CANCEULA.-EXTRAVAGANTIÍS. || RKGVL.E CANCELLA... 
I! ("uiD ;dij^ ipianiphirimis Decrctis, à || Sanctifí. Futre Pio V. Ponlifice || 
.,0 ^ ,Max. pofl í.ic;rol;uiclíí Tri- || dpnlinuin ConciliO pro || mulgatis : &. íimul || 

hic editis |] (Juap continentur leques p;igella || indicalát. |i (Peq. viiihela 
com a imagem de Ghristo e do iim santo, abcTta em madeira) || CONIM- 



AZEVEDO - SAMODÃES 239 



BRICM. II Kxcvdfhiit loannes Bcirrerius. |] Ciitn fncxdtale hqvifiloTiu ^ Ordi- 
narij. || Anno. M.D.LXVIII. Iii.8.° pecj. de 76 IT. iniinis. E. 

Na frente da primeira folha o titulo; no verso da mesma o: •Caíalogus contentorum 
\\ Regula; Ordinationis, & Conftit. Cãcellariae.» ; e nas 3 e 4 uma Dedicatória (?): 
• 1 Longe Illurtri, & humanifr. D. Cieor- 11 gio a Taide. SebaTtian. Stochamerus í[ Oer- 
manus. S.» 
Volumesinho interessante e excessivamente raro. O frontispício apresenta um ligeiro de- 
feito na margem; no mais bom exemplar. 

2662— IJcflUla fnnrti ínufo 1| ris ^uguftini.. — S^m ind. de lui/., nem de data da 

impve^aão — primeiro qiHirlel do seeulo X VI. íX ■^í^ O C^ 

{Do frtinliijiiciú damos a seguinte exacta repmdiição (oto-zincogràficd) : 



IReguIaf^nctíDocto 
ríe^uaullínípcrbu- 



rcDcdarata* 



In-8 " peq. de 44 (T. inuins. a ultima em branco), ou sejam seis cadernos 
de impressão : os cinco primeiros de oito ff. cada um, rubricados, no pé 
da frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, respt ctivamente : a 
tf (a primeira fl. deste primeiro caderno, por ser a d. de rosto não .-'pre- 
senia a cotiipelerite rubrica n), o iij, n iiij a t, r ij, c ttj, c itij ; e o ime- 
diato e ullimo, de quatro ff. somente, no pó da frente das duas primei- 
ras: f, f ij. E. 

A flrgitin propriamente dita, é precedida da epigrafe : 

CE lU-fliiln fniirti ôortoris ^ugiiftiiii \\tx lio- 1' luutrm ^r fnrtn uirtprr 
íiírliuntrt. 

e dividida em oito capitules (C CTlipitUlu 1'rilllíl a CE ^'^'H''*!''!"" írtniium.), 
decorre de H. 2 a 3S, fechando com o usual -^illiS. ', da frente da H. 39 a parte da 
frente da 40 vem: CE Coiltriliplntíil &C lllurtC riirporiS. ; da restante parte da 
frente da ti. 40 a parte da frente da 42 : CE ?l' fFlrrilUi illiino ôci. ; da parte 
inferior da frente da mesma B. 42 á frente da 43 : CE Wriltiu aruntiffinin n6 |1 
br ntlim Allflurtimim. ; e no verso da mesma 11. 43 (ultima do textu) : CE ?f- 

iima» urullrnai iii ícrlcfin tícriiiirSii!; || fu^irr ranticn rcrmíuic. fliiij., 

que fecha com o clássico 

íinis. 

seguido destes dizeres : 

CE §11111 iHHunbntr t roufiriiintc rrfluli' iftc prr aftiii ^i Aironrum Sc mf- 
tilln ^. prr ftciitos in cníie; fnniltnlc || rõiiti|Ttoiic rcflum liifpniiinrum. 

A composição tipográfica, muito perfeita, foi executada com pequenos caracteres GÓTI- 
COS (um pouco maiores nas epigrafes dos capítulos e das demais peças insertas no 
volume. 

Regra muito estimada. Edição desconhecida a Brunet e a seus continuadores ; talvez a 
primeira que veio a lume. RARÍSSIMA. Magnifico exemplar. 



240 



CATALOGO DA LIVRARIA 



1^0 



':663- REGVLA S. AVGVSTINI || ET 1| CONSTITVTIONES || FH. ORDIMS 
PIlAEDICATiMiUM 11 A"h)ic recenler reimpresso; || lussu lieuerendiss. I';i- 
tris AN'J()N1NI CLOt.HE. || ( iusciem OrJinis Mahistri Ceneralis. || (Retrato 
de S. Ago~linho; gravura a buril em chapa de colre) || HOM.E, M.DC.XC. 

(16TO) II II Typis Nicolai Angeli Tiiiassij. íSn^eiirum iieri/ih^u. In- 

4°^^^. lio XX 3íiXXIl-a-l'20-XVlII pags. E. 

2G64-REGVLA SAX || CTISSIMI BENE- || DlCTl . . . - Olyssippone . . . Ifi86. 
[Do fr(i)ilis/.'irin damos a sfíitiinle exacta revrodvção foto-zincngrápca) : 

REGVLA SAN 

CTISSIMI BENE* 

DICTI MONACHORVM 

OMNIVM PATRIS 

A LM 1 FI Cl. 

Oratta 'Bcneénui íjrnomine. 




WA^aOiSM WAINWO 
^Cum faciiUatc fupremi Senatus faníU 6i gene* 

ralis Inquifidonis, &:Ordinatij. 
Exotdebdt Jn.totÚM Tl^hmui Olyfipponc.ísi'^'!^! Con*. 
fi-e^ationi-sSanSliVaCiu 'BcncdiUt ^ 

i§86. 

o origiiKtl mede, lõí) x luO""" í 

In--}."^ do \ ! tT. (ireis ) inúmera ias e (jH numeradas na frente. E. 

. As VI ff. prels. compreendem o seguinte: frontispicio ou titulo acima reproduzido em 
foto-zincogravura (frente da II. I): três peças de Licenças permitindo a impressão 
(a primeira í de Fr. Bartolomeu Ferreira) e, em caracteres itálicos, uma poesia la. 



AZEVEDO - SAHODÃES 241 



tina : «•] Exhortatio Tanclx Reguls ad Lectorem.» (verso da mesma H. 1); em cara- 
cteres itálicos, a Dedicatória ao .REVERENDÍSSIMO AC RELI- 11 giofirsimo patri 
Fratri Plácido Abbati Oenerali, i| ac Reformatori Congregationis Sancti || BenedictI 
Tibianenfis de obferuantia ]i Regni Portugaliie, fubditus mini- || mus eiufdem ordinis 
IS.. (H. II); «f(^ INDEX ALPHABETICVS : eorum omiiium qua in hac Diui 
Beaedicti \\ Reguta continentur.^ , que fecha com o usuaI-«Finis Indici3> ; depois um 
agrupamento de pequenas vinhetas ornamentais, algumas representando assuntos 
sacros (ff. III a VI). 
As 6S ff. nums. inserem : de ti. 1 a 45 o texto da Regula propriamente dito, que é pre- 
cedido, no alto da frente da referida H. 1, pelos dizeres ou titulo: 

• REGVLA SANCTIS- j SIMI PATRIS BENEDICTI. 1| {!^) |[ IN NOMINEDOMINI 
NOSTRl . lefu Cltrifti. Incipit prologas Regulce Sanctifsimi Pa- \\ tris noftrl Be- 
nedicti Abbatis, eximij confefforís, \\ patris monachorum.t. 

de fl. 46 a 50 a «FORMA PROFES.-, encimada pela respectiva epigrafe: ^ 

• DEVOTÍSSIMA il PROFITENDI SVB EADEM || Beatirsimi Patris Benedicti Regula, 
iuxta opti- II mam confuetudinem congregationis Cafi- 1| nenfis, aliás Sanefas luftinje 
de I: Pádua.», que remata com o clássico — FINIS., seguido de duas vinhetasorna- 
mentais (gravura em madeira) ; e da frente da ti. 51 á frente de 5S (ultima) o 
«CATALOGVS ' MAXIMORVM " PONTIFICVM ORDINIS SAN ; ctirsimi Patris Be- 
nedicti, Imperatorumq ;, Re || gum, principum, Ducam, Comitum, Docto- || rum, alio- 
rumque illurtrium virorum qui primi vérbi Dei prEconio multas prouincias da 
Chrirti II fidem traduxerunt, decerptus ex grauifs. autho- 1| ribus Petro Damiano Car- 
dinali, chro- II nica antiqua...». 

E no verso da referida ultima H. a vinheta quadrangular reproduzindo a imagem de 
S. PL.\CIDVS e a marca e divisa do impressor António Ribeiro, que vêem na 
edição primitiva da versão portuguesa da mesma Regra de S. Bento, acima descrita. 

Na composição tipogràíica do texto aplicaram-se caracteres itálicos e redondos e peças 
decorativas iguais aos empregados na referida edição primitiva do texto português 
da mesma Regra, edição dada á estampa no mesmo ano, e pelo mesmo impressor 
António Ribeiro, 

O volume é constituído por onze cadernos de impressão: o primeiro, de seis ff., está 
rubricado, no pé da frente da segunda e terceira, respectivamente : A 2, A 3 ; e os 
restantes, de quatro ff. cada um, rubricados, no pé da frente das duas primeiras ff. 
de cada um deles, respectivamente : B, B 2 a L, L 2. 

Edição primitiva, RARÍSSIMA, e parece que a única que se fez do texto latino da Regra 
de S. Bento. Impressão nítida sobre magnifico papel de linho.— Belo exemplar.— 
Sousa Viterbo, fr. Bartholomea Ferreira. O primeiro Censor dos Lusíadas, pags. 
73 e 74. 

2665- Reguls seu Consiiluliones ("Dnimnnes Congreg.-itionis Missionls. Lis- /^ ^ O 

honne M.DCCXLIII. ln-4.° de poit:HÍa e LXXV-Ill-151 patís. K. / 

O titulo acima reproduzido, aberto a buril, acha-se no centro de linda portada alegórica, 

também aberta a buril {G. F. L. Debrie deliniator et sculptor Regis f.j. 
Além do já m.ncionado, o volume contêm também uma gravura a buril (O. F. L. De- 
brie dei. et sculp. 1743) reproduzindo o retr. de S, Vicente de Paula. 

■26613— Reis (António Manuel cios). — O Bispo de Olinda D. Frei Vital Maria 
Gonçalves de Oliveira perante a Historia. Noticia biográfica e compilação 
de todas as peças do seu processo, consultas do Conselho de Estado, dis- 
cursos de defeza, notas diplomáticas, escriptos do illustre Confessor da , ^/ i 
Fé, e unia relaçSo circumstanciada das publicações pro e contra a quês- / .J\ ^ CP c> 
tão religiosa desde a sua origem até a data da anmistia concedida aos 
Bispos, governadores e sacerdotes que n'ella se involveri^m, etc, etc. 
Por... Rio de Janeiro: Typ. da (iazeta de Noticia.-t . . . 1878. In 8. o gr. de 
IV-IV-822-II-III-VIII pags. e retr. de D. Vital, bispo de Olinda. E. 



242 



catXlogo da livraria 



//• 



2e67-Rel« (P. Gaspar ííos). -R EL AÇ AM, |1 DO SOLENNE || RECEBIMRTD 
(síc).,.— EM COIMBRA... Anno, 1596. 
{Do frontisjjtcío damos a segitmte exacta reprodução folo-zinrográfica) 

R E L A C A M, 

DO SOLENNE 

RECEBIMETO DAS 

Santaj Reli<]UÍ2s , qucforioleoadas 

dl Sce de Coimbra, ao Real 

Moncyro de Santa Cruz. 

HB C A \T a C 0^1 OS áy flj i S S 
ífcnuto dá Fniutrfticit t hum *mii». 

CER HVM SACfiRDOTs C A N O N I S T A. 




EM COIMBRA. 

EmCafadeAntoniodeMariz.ComlictnçadaSSí» 
Inijuifição,& Ordinário. Anno, i yyá. 

[O ortqhuit meãe'lí4'xS0''"n\ 
In-S." peq. cie VII fl'. (prels.) iniims., 182 (aliás 18:-í, pois que com aquele 
numero aparecem nums. as duas ultimas ti.) nums. na frente, e mais II 
inums., finais, de «TABOADA DOS || Paragraphios que neíla Carla |1 fe con- 
tem.» E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das VII ff. prels. o frontispício, cujo «fic- 
-siniile» se vê acima; na fl. II as «LICENÇAS.» permitindo a íi^ressão do livro 
(três, todas datadas de Lisboa, 15Q6); na frente da fl. III: *Vafco Moafinlio de 
Cabedo, ao Autor, Sobre a emprcza da Cruz, c=' encobrir feu nome. \\ SONETO.' ; 
no verso da mesma H. Ill : 'Manoel Couceyro, ao Autor \] SONETO.» ; na trente da 
H. IV: 'Manoel do Couto Tellez ao Autor. \\SONETO.j ; no verso da referida ti. 
IV : .De lium amigo do Autor. \\ SONETO.t ; na fl. V e frente da VI a Dedicatória : 
Ao Reuerendifsimo Padre Dom Clirlftouaõ de\\ Chrifto, Doutor na Santa Tlieo- 
logla, & Ij Priot Geral no Mofteyro de Santa || Cruz de Coimbra.' ; e no verso da 
mesma ã. VI e frente (verso em branco) da Vil, em caracteres itálicas, o Prologo 
«AO LEVTOR.». 



AZEVEDO -SAMODÃES 243 



As 182 ff. nums. inserem : de fl. 1 a 104 : 

•CARTA I! Que Te efcreueo da Vniuerfidade de j Coimbra a hfl amigo, em que cu- 
rió- II faniente Te eTcreue o Tolêne recebimento que o Mofteyro de Sancta I Cruz fez, 
ás Santas Relíquias, || aos vinte & noue de | Outubro, de 1595.». 
O verso da mesma H. 104 é ocupado por uma cercadura, espécie de pórtico, repro- 
duzindo, além de outros ornatos, a imagem da Virgem e de vários santos, a qual 
serve como que de moldura a uma peq. vinheta, em forma de medalhão, represen- 
tando uma Cruz levantada á entrada de qualquer povoação ; tudo gravado em ma- 
deira. De ti. 105 até á frente da 182 : 

"SEaVEMSE AS POESIAS;, que da Vnlverfidade de Coimbra fe offerecerão \\ no 
Real Mofteiro de Santa Cruz, em \ louuor das Santas Relíquias.». 
Esta parte compreende poesias em latim e em português (Epigramas, Odes, Sonetos, 
etc), dos seguintes autores: Tomé Rodrigues de Sousa, Lourenço Vaz de Quinta- 
nilha, João Teixeira, Manoel Couceiro (quatro Sonetos e um Mote e respectiva Volta), 
Marcos Teixeira (sete Sonetos), João Gomes Marras (Soneto), Francisco Cabral (três 
Sonetosi, Miguel Fcrn:tndes da Silveira (Soneto), Francisco de Moraes (Soneto), Fer- 
não de Mello (Soneto), Jorge Coelho da Silva (dois Sonetos), Manoel Gomes Godi- 
nho (Soneto), Gaspar Gomes Pontino (Soneto), Francisco de Matos (quatro Sonetos 
em português e uma Ode em latim) e Vasco Mousinho de Quebedo (quatro Sonetos). 
Das numerosas poesias que o volume contém de autores anónimos, destacaremos as se- 
guintes:*... aos Maríyres de Marrochos. SONETO.^ ■, — 'Hum Peccador a Ckrifto 
na Cruz. \\ ELEGIA. ;- "Do mefmo Autor a Noffa Senhora. \\ ELEOIA. ;- 'Aos 
Martyres das Santas Reliqu:as.\\ ELEGIA.' ;-e «DISCVRSO : ENTRE |i dous paf- 
tores : que o mefmo Autor || fazia, em louuor das Santas || Relíquias.» (ff. 172 a 182). 
No verso da ultima das folhas numeradas (a segunda das que apresentam o n.o 182) 
vem a: (Conclusam da Carta.» (datada no fim: •.., oje em IO de No- 1| uembro de 
de 1595.»), rematada por uma vinheta quadrangular (gravura em madeira), que tem 
no centro um pequeno escudéte encimado por viseira e ladeado pela divisa: — «SPES 
MEA DEVS COGITA MORI... 
Na impressão, muito perfeita, empregaram-se caracteres redondos e itálicos de vários 

corpos. 
O volume é constituído por vinte e cinco cadernos de impressão: o primeiro, de sete ff., 
rubricado, no pé da frente das segunda a quarta : -íí- 3, -ir 4, -íí- 5 ; os vinte e trcs 
imediatos (2.o a 24.o), de oito ff. cada um, acham-se rubricados, no pé da frente 
das cinco primeiras ff. de cada um deles, respectivamente: A, A 2, A 3, A 4, A S 
í Z, Z 2, Z 3, Z i, Z 5; e o ultimo (25.o), de duas ff. apenas, rubricado, no pé da 
frente das duas mesmas ff., respectivamente: Aa, Aa 2. Nas rubricas não se vêem, 
como quasi sempre, as letras ] z U. 
Livrinho clássico muito apreciado. Interessantíssimo não só pela minuciosa descrição das 
ceremonias religiosas e mais actos solenes e festivos realizados por ocasião da tras- 
ladação das Santas Relíquias da Sé de Coimbra para o Mosteiro de Santa Cruz da 
mesma cidade, mas também pela excelência e variedade das numerosas composições 
poéticas que contém, e que formam, por assim dizer, um interessantíssimo cancio- 
neiro. 
Os exemplares são, presentemente, MUITO RAROS. O nosso, belamente conservado, e 
por isso de muito apreço e valor, não tem (como igualmente a não tinham os exem- 
plares que<nuito de longe e longe tèem aparecido no mercado) a segunda das VIII 
ff. prels. Parece que, devido a qualquer circunstancia hoje desconhecida, fora supri- 
mida essa folha antes dos exemplares virem a publico. 
Nos dizeres do frontispício do livro dá-se também um caso digno de nota : ha exem- 
plares que não trazem o nome do autor e colector da obra, emquanto outros o 
apresentam, da seguinte forma: -Per Gaspar dos Reis de Leiria, bacharel canonlsta. 
O exemplar que expomos á venda pertence ao numero dos primeiros. 

2t368-Rois (P. Antnw) dos).— CORPUS || ILLUSTRIFM 1'0K,TAHUM H LUSITA- 
NíiRUM, liy»! iaíiíip /m/>/en<jiMlNUNC PBIMUM IN LUCEM EDITVM II 
AB ANTÓNIO DOS REYS, 1| Congregationis Oratori S. Philippi Nerii Lilbo- 



^3^'/- 



í> d 



244 catXlogo da livraria 



>^ 



nenfís Presbytero, Régio || Hiltorico-Latino Porlugalliae Academiae Cen- 
lore. II JOANNI V. || LUSITANORUM REGI || CONSECRATUM, || MONNUL- 
LISQUE fOETARUM VITIS AUCTUM ij AR EMANUELE MONTEIRO, |i 
Ejuldem Congregationis Preíbytero, Regiae que Academiae Sócio. || TOM. 
I. II (Linda vinheta alegórica ; gravura a buril em chapa de metal, assi- 
nada : Debrie sculp. Í745.) || LISBONN.E, || Typis Regalibus SYLVIANIS, 

Regiaeque Academiae. |1 |1 M.DCC.XLV.-DCG.XLVIIl. jj Cum facuttate 

Superionim. Jn-4.», 8 vols. de XXVIII-40.5 ; VI-482 ; 588 ; 52(2 ; 492 ; XXVIII- 
440 ; XII-455, e IV-448 pags. E. 

As XXVIII pags. prels. (inums.) do tomo primeiro compreendem o seguinte: titulo do 
ante-rosto (-CORPUS [1 ILLUSTRIUM POETARUM || LUSITANORUM..) (pag. I ; a 
II em branco) ; titulo do rosto, impresso, em linhas alternadas, a preto e vermelho 
(pag. III ; a IV em branco) ; «INDEX || Operum, quae in hoc volumi- 1| ne continen- 
tur.» (pag. V): «ADMONITIO.- (pag. VI); em caracteres itálicos, precedida por um 
cabeção alegórico com as armas reais portuguesas ao centro e iniciada por uma linda 
letra de fantasia, a Dedicatória a: .JOANNI V. ;; POTENTÍSSIMO LUSITANORUM 
REGI, II Algarbico, Africo, Oceânico, /Ethiopico, || Perfico, Arábico, Indico, &c», da- 
tada e sub&crita no fim: «... Ufyfflpporiee Congregationc Oratoríi, Idibus\\Junii, 
Anno Dài M.DCC.XUV.\\Emmanuet Monteiro.^ (pags. VII a XII) ; Prologo ao 
«LECTORl.. (pags. XIII a XIX; a XX em branco) ; e, em caracteres itálicos : «VITA 
II PETRl SANCU n Ulyfripponenris... (pags. XXI a XXVIII). 
Compilação interessante e valiosissima de produções em latim dos nossas melhores poe- 
tas antigos. Muito estimada, tanto em Portugal como no estrangeiro, onde os exem- 
plares se têem vendido por avultadas quantias. 
O tomo V insere, de pag. 5 a 378, a apreciada versão em latim d' Os Lusíadas de 
Luis de Camões feita por Tomé de Faria, e a biografia deste sábio prelado, seguida 
do catálogo das suas obras. 
Magnifica edição; o texto é adornado com lindas letras iniciai.-, e formosos cabeções 
decorativos de desenho alegórico, devidos a alguns dos melhores artistas (desenha- 
dores e gravadores) do género, tais como Debrie, Rocheíort, Perotti, Rossi, etc. ; e 
a impressão, nitidissima, assenta sobre óptimo papel de linho muito claro. 
Belo exemplar, da tiragem especial em papel de superior qualidade, bastante encorpado 
e de grande formato (com excepção dos vols. 3.0 e 8. o) Nesta espécie, EXTREMA- 
MENTE RARO. 

2669 JOANNI V, || EPIGRAMMATUM || LIBRI QUINQUE |1 AUTHORE, jj 

P. ANTÓNIO DOS REYES |! LUSITANO, CONGREGATIONIS ORATORÍI || 
Q II Ulyfliponenlis, Régio Hiítorico-Latino Portu- || galliae, & Regiae Acade- 

miae Sócio. || TOMUS PRIOR. || (Vinheta alegórica ; gravura em cobre, assi- 

nada : A. Quillard fecit.) \\ ULYSSIPONE OGCIDEXTALI, jj Ex Praelo JOSE- 

PHI ANTONII A' SYLVA, II Academiae Regiae Typographi. || ||M. 

DOC. XXVIII. Cum facidtate Surieriorum. In-i." de XCVIII pags. (prels.) 
inums. e 324 nums. E. 

As XCVIII pags. prels. inserem o seguinte: titulo do ante-rosto (pag. I ; a II em bran- 
co) ; titulo do rosto (pag. Ill ; a IV em branco) ; -JOANNI QUINTO || POTENTÍS- 
SIMO LUSITANORUM... II /'/-o Eplftola Nimcupatoria.\\ ENTHVilASMVS POE- 
TICUS.. (pags. V a LXXV; a LXXVI em branco); a duas cols., -INDEX || POE- 
TARUM, DE QUIBUS MENTIO FIT |1 in hoc Entliufiarmo.. (pags. LXXVII a 
LXXXI ; a LXXXII em branco) ; Prologo -AD LECTOREM.. (pags. LX.XXIII e 
LXXXIV) ; e . FACULTAS. » (Licenças) permitindo a impressão do livro (pags. 
LXXXV aXCVUI). 

Na composição tipográfica, embelezada de lindas letras iniciais, cabeções decorativos e 
fiorões de remate alegóricos (gravuras a buril em chapa de metal, assinadas: Quil- 
lard fecit), empregaram-se caracteres redondos e itálicos de varias corpos ; sendo a 
impressão, bastante nítida, sobre magnifico papel de linho. 



AZEVEDO -SAMODÂES 245 



Livro interessante e muito estimado, sobretudo por inserir, nos Enthastasmus poettnu 
— «que consta de 1483 Versos Heróicos Latinos compostos com elegante furor e su- 
blime estylo»— diz Barbosa Machado—, (pags. prels. V a LXXV), uma lista ou nota 
das obras poéticas, em português ou latim, de autores portugueses, escritas e publi- 
cadas desde o século XVI até parte do século XVIII. Exemplar verdadeiramente 
precioso, por ter a enriquecê-lo, nas margens de algumas paginas, interessantíssimas 
notas escritas pelo punho do grande romancista Camillo Caslello Branco, a quem o 
mesmo exemplar havia em tempos pertencido.-Rara. 

Os Epigrammas do P. António dos Reis foram vertidos para português pelo dr. João 
de Sousa Caria, publicando-se a versão sob o seguinte titulo :- «Imagens conceituo- 
sas dos Epigrammas do R. P. M. António dos Reys, reduzidos do metro latino ao 
metro lusitano. Reflexões sobre algumas das suas argucias, que em dous tomos offe- 
rece ao Ex.mo Senhor Don Jayme, Terceiro Duque do Cadaval, 8ic. João de Sousa 
Caria. (Vinheta ornamental). Lisboa OJicina da Musica. 1731-33.^ ln-4.o, 2 tomoi, 
com vinhetas ornamentais por Quillard. 

Do original latino dos Epigrammas, 6zeram-se varias reimpressões: a primeira foi es- 
tampada em Ulyssipone ita mesma officina em que se imprimira a edição primitiva, 
1730, in-S.o; e a ultima: «Editio quarta. Lisce Typis Silvianis, 1733..., in-8.o peq. de. 
LXXXIV-I04 pags. 

2670— RELACAM II CERTA DA VITOIÍIA QVE || tiueraõ as Armas Portugue- /// -) ^ 

zas, gouernadas || na Prouincia da Beiía no parlido de Riba- || Goa, por //r? '^ ^ 

loão de Mello contra || os Caftellianos. (S. inã. de lug. nem de data da 
imp. — 164. . . — In-4.° de 4 pag. inunjs. B. 

O opúsculo não tem frontispício propriamente dito. O titulo transcrito acima vem no 
alto da primeira pag. a preceder o texto da Relação, texto que é iniciado por uma 
letra ornamental (F) de desenho de fantasia, e rematado por um florão decorativo 
(gravura em madeira).— Multo raro. 
2671-RELAÇAM || CURIOSA || DA VARANDA, EM QUE SE CELEBROU 1| A ^^, 

ACCLAMAÇAM, || E EXALTAC.AM AO TRONO |1 DO SEMPRE INCLYTO, E 9^ O O 

AUGUSTO MONARCA || D. JOSEPH I. || NOSSO SENHOR, || E de tudo, o que ^ 

le admirou neíte feíli- 1| vo, e plauzivel acto. |! (Escudo das armas reais 
portuguesas ; gravura em madeira) ti LISBOA : || Na Officina de PEDRO 
FERREIRA, Impreflor da H Auguítiflima Rainha Noda SenJiora Anno 

M.DCC.L. II II Com todas as licenças neceffarias. 10-4.° de 22 pags. 

nums., além de uma inum. de LICENÇAS e uma em branco, finais. B. 
Folheto interessante e RARO. Exemplar manchado pela agua. 
2G72-RELAÇAM II CURIOZA II DO .S/rVO || DO GRAÕ PARA || TERRAS DE ll 
M.\TO-GROSSO II bondade do clima, e fertili- || dade daquellas terras. \\ 

ESCRITA POR HUM CURIOZO EXPE- 1| riente daquelle Paiz || Primeira //^^ ^ Ô 

parle. Com licenças. (S. ind. de lug., n. de data da imp. — m.eiado do sé- 
culo XVIII]. In-4.° de 8 pags. B. 

Na primeira pag. o titulo acima transcrito ; a pag. 2 em branco ; e de pag. 3 a 8 o texto 
da relação. - Folheto MUITO RARO. Bom exemplar. 

2tJ73-RELAC,AM jfDA ENTRADA 1| QVE FIZERAM EM GALLIZZA OS GO- il 
uernadores das armas da Prouincia de entre Douro, & Mi- || nho o Meltre 
de Campo Violi de Athis, que por carta de fua Mageílade exercita o cargo 
de Meltre de Campo Ge- 1| nerai, & Manoel Telles de Menezes Gouernador 
do Cal- II tello de Vianna, & Frey Diogo de Mello Pereira Cõ 1| mendador 
de Moura Morta, & Veade da Religião de iam loão de Malta, Capitam || 
mor de Barcellos. (S. ind. de log. de impr., n. de data— 164. . ,). In-l.", 
8 pags. inums. B. 



/S-fo^ 



246 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



A 



O opúsculo não tem frontispício propriamente dito ; os dizeres acima transcritos vêem 

no alto da primeira pag., a preceder o texto da Relação, que, iniciado por uma letra 

ornamental (B) de desenho de fantasia (gravura em madeira), fecha com o usual - 

.LAVS PEO... 

Relação interessante e muito rara. -Figanière, Bibl, hlst. port, n.° 

p O 2671— RELAÇAM || DA ENTHADA QVE || FRANCISCO DE MELLO, || Senhor de 

Ficalho, ^t Governador da || Prafa de Moura, fez no || rxiNDAUO DE NIE- 

BLA, II Aonde Inqueou, & queimou a Villa de Al- 1{ queria por outro riome_ 

Puebla de Giifman, que he huma das melhores de || todo aquelle Condado. 

II (Escudo das armas reais portuguesas ; gravura em madeira) || LISBOA, 

II II VALENTIM DA COSTA DKSLANDES, || Impreílor de Suas Ma- 

geítades, o fez imprimir. Anno 1704.— In-4.° de 8 pags. nums. B. 

Na primeira (a 2 em branco) pag. o titulo acima transcrito ; e de pag. 3 a 8 o texto da 
Relaçam, que abre por uma letra inicial (O) de desenho da fantasia (gravura em ma- 
deira). 
Relação interessante e MUITO RARA. Exemplar um pouco aparado.— Xavier da Cunha, 
Impressões Deslaiidesianaí, Vol. II, pag. 820; Brito Aranha, Dlc. bibl., tomo XVIII, 
pag. 231. 

267,5— RELAÇAM || DA EXPUGNAÇAM DA PliAÇA i| DE BAIiCELONA, || E mais 
iO progreííos das armas dos Al- 1| tos Aliados no Principado de || Catalunha. 

O II Publicada em li de Dezembro de I70õ. |1 (Escudo de armas leais portu- 

guesas ; gravura em madeir.i) || LISBOA, || Na Officina de ANTÓNIO PE- 
DliOZO GALRAM II Anno M.DVCV. In-4.'' de 11 pags., além de uma em 
iiranco, final, ou seja um caderno de impressão, de seis IT., rubricado no 
pé da frente da segunda e terceira: A 2, A 3. B 

Na primeira pag. o titulo acima reproduzido; a pag, 2 em branco; de pag. 3 a8 o texto 
da Relação propriamente dito; e de pag. 9 a II : .LISTA || DA GENTE DE GUER- 
RA, II 81 guarnição da praça de Barcelo- 1| na quando foy rendida,' (CABOS MAYO- 
RES.— INFANTARIA. - CA VALLARIA). 
O texto fecha com a declaração : - O numero dos Soldados da dita guarnição em || todos 
os Regimtntos chegaria a \. cinco mil hoinês., seguida do usual — FIM. ; a rematar, um 
florão decorativo (gravura em madeira). 
Relação interessante e MUITO RARA. No exemplar notam-se leves manchas de agua. 

2676-RELAÇAIVI || DA EXPUGNAÇAM DA PRAÇA | DE VALENÇA DE AL- 
^ CANTARA, 1 {ianhada por aílalto pelo Exercito da Província || do Alen- 

p '-^ Tejo, & de como foy deftruida a || Villa da Sar^a pelo da Beyra. || PUBLI- 

CADA EVI 14. DE MAYO. 1| Com Privilegio Real concedido aos Offieiaes da 
Secre- 1| laria de Eftado, para que fe nau poffa imprimir \\ nem e/te, fiem 
otttra algíía Relação fem faculdade fna. \\ (Escudo das armas reais portu- 
guesas ; gravura hui madeira) || LISBOA, || (Linha de peqs. vinhetas orna- 
mentais) II Na Officina de VALENTIM DA COSTA DESLANDES, || Impreílor 
de Sua M.igeflade Anno de 170,õ. || Na rua da Figtte>jra. In-4.° de 7 pags., 
afora uma em branco, final. E. 

Na primetra pag. o frontispício; a pag. 2 em branco; e de pag. 3 a 7^ texto da Rela- 
ção, que é iniciado por uma letra (N) de desenho de fantasia, e rematado por um 
peq. Horão ornamental (gravuras em madeira). 
O opúsculo, curioso e RARO, é formado por um caderno de impressão de quatro ff., 
rubricado, no pé da frente da segunda : ^ i/'.- Xavier da Cunha, //np/-íssõíí í)«s- 
landesiaitas, vol. U, pags. 837-838. 

l^i 2H77— RELAÇAM || DA GLORIOSA, || E FELICÍSSIMA VITORIA, QUE O DU- 

0) fj^ ^' QUE 11 Dí; II MAHLBOROUGH, |1 E OS ALlADQb ALCaNG,AKAM DOS || 



AZEVEDO -SAMO D JES 247 



Francezes, & do Rleytor Duque de Baviera em 13. de || Agolto de 1704 
como conlla por carta de Sua || Excellenoia elciita ao Secretario de Ef- 
tado II Harley no dia leguidte depois da Bata- || Ília, íi por outras mais 
noticias. || (Pequeno florão ornamental; gravura em madeira) || LISBOA. || 
(Linha de enfeite: peqs. viniietas ornamentais simétricaniente dispostas) 
II VALENTIM DA COSTA DESLANDES, || Impreflor de S. Mageítade, o fez 
imprimir. || .^nno 1704. || Ka rua da Figueyra. In-4.» de H pags. nums., 
afora uma em branco, fiucil, ou seja um caderno de impressão de seis 
fT., rubricado, no pé da frente da segunda e terceira IT., respectivamente: 

§ 2, § 3. 

Na pag. 1 o titulo acima transcrito; a pag. 2 eni branco-, de pag. 3 a parte da 9 o 
texto da Relaçam propriamente dito, que é iniciado por uma letra (D) de desenho 
de fantasia (gravura em madeira) ; da restante parte da mesma pag. 9 a parte da 11 : 
«Lifta dos principacs Cabos, & Officiaes, que liça- : rão pritioneiros na Batalha q 
ouve em Bleinheim !' alcançada aos 13. de Agofto de 704.» ; e na restante parte da 
referida pag. 11 (ultima): «Lifta de gente Franceza prifioneira à mercê || na Praça 
de Bleinheim aos 13. de ;i Agofto.» 
Opúsculo curioso e MUITO RARO.- Xavier da Cunha, Impressões Deslandtsianat, 
Vol. II, pag. 820. 
'2678— RELAÇAM II DA GLORIOSA VITORIA, QUE H alcangàraõ em Flandes /—J^ 

as Armas das || POTENCIAS ALIADAS || GOVERNADAS PELO DUQUE DE S"^ ^ ^ 

II Malborough, & Vel Marichal Ovverquerk oon- 1| tra o exercito de França 
mandado pelo Duque || de Baviera, & o Marichal de Villa Roy, de || que 
relultou ficar á obdiencia delRey || Catholico a mayor parte do Paiz || bayxo 
Heípanhol. 1| Publicada em 3. de Julho de 1706. || (Escudo das armas reais 
portuguesas) || LISBOA. 1| Na Offlcina de ANTÓNIO PEDROZO GALRAM. || 

Com todas as licenças neceffarias || || Vendeíe em caía de Manoel 

Diniz livreiro as portas de || Santa Catharina.— In-4.° de 15 pags., afora 
uma em branco, final, ou seja um caderno de seis ti., rubricado, no pé da 
segunda, terceira e quarta, respectivamente : A 2, A 3, A 4. B. 

A pag. 8 vem: «Carta do Duque de Malborough, & dos Deputados |! dos Eftados Oe- 
raes, para os Eftados de Barbante.> ; e na pag. 9 : «Carta do Marquez de Deinfe 
para o Duque deli Malberough.», e «Carta dos Três Eftados de Barbante para o || 
Duque de Malberough, & Deputados || dos Eftados Qeraes.» 
Folheto interessante e MUITO RARO. Exemplar com mancha d'agua 
2679- RELAC.AM DA || GRANDE VICTORIA QVE O | Marichal de Ia Motta ^ 

Houdancourt, alcan- || çou dos Caftelhanos em Catalunha. || cõ o rol dos < ^JK' O '^ 

mortos, & prezos. 

Estes dizeres ou titulo acham-se no alto da primeira pagina a encimar o texto da Rela- 
ção, No fim, como que a fechar o mesmo texto, o registo : 

Com Iodas as licenças neceffarias. \\ Em Lisboa, por António Aluarez Im- 
preflor dei ReyN. S. 1| Anno de 1642. — ln-4.* de 8 pags. inums. B. 

A relação remata com o «Ro/ dos prifloneiros que fe tomarão em os combata, fue II 
ganhou o Marichal de la Motta Houdancourt.^ 

Opúsculo interessante, valioso e MUITO RARO. 

2680— RELAC.AIVl || DA INSIGNE VITO- || ria, que o General Fernaõ Telles |1 q f^J^n £> 

de Menezes alcançou dos Ca- 1| ítelhanos em de Agolto || de 1642, conforme ,/ vT ^ 

o II anilo (fie) que veyo || a S. Magefta || de. 

Estes dizeres ou titulo vêem no alto da primeira pagina a preceder o texto da Rela- 
ção. No fim desta, como que a rematar, a subscrição final e declaração de Taxa: 



/ 



24Ô CATÁLOGO DA UTRARU 

Com licença. Por Manoel de Syliia, anno 1642. || Taixão efta Relação em 
4. reis. Lisboa e I. de || Setembro de 642. |i Menezes. Coelho.— In-i." de 6 
pag.s. iniim.s. B. 

Opúsculo interessante, estimado e muito raro. -Catálogo Fernando Pallia, n.o 3121. 
2681— RELAC.AM || DA LNSIGNE || VITORIA QVK DO CASTELHANO |I Alcan- 
çou em hrardillena o Capitão niòr, & || fiiperintendente das armas de 
_ 'p Miranda || Pedro de Mello, em companhia do H Fronteiro mor liuy de Fi- 

gnei- II redo aos 25. de Outubro. || (Escudo das armas reais portuguesas; 
gravura em madeira) || Com iodas ou licenças neceffarins. \\ KM LISBOA. iVn 
Of/icina de Lourenço de || Anuerts. Anno de 1C4L || A culta de Domingos 
Aluarez Liureiro. — In-4.» de uma fl. inum. e ^ nnms. na frente, ou seja 
um caderno de impressão de cpialro fl'.. rululcado, no pé da frente da 
terceira : .1 3 B. 

Na frente da fi. inum. o frontispício, e no verso as "LICENC.AS» permitindo a impres- 
são; e nas três ff. nums. o texto da Relação propriamente dito, que, iniciado por 
uma letra decorativa (fi) de f.infasia, fecha com o usual- FlIVl. 
Peça interessante pelas valiosas noticias que oferece. RARÍSSIMA. 

2682-RELAÇAIVl (PtUMEVliA || ) 1| DA MARCHA. E PROGRESSOS || do noílo 
Exercito ale o Campo da l'ra- || ça de Alcântara, governado pelo || MAR- 
^ t? QUEZ DAS MINAS, || Dos Conselhos de Eltádo, & Guer- 11 ra ; & da diverí,.õ 

^ intentada pelo || inimigo na Praça de Elvas. || PMicada em 24. de Abril de 

1706. II ^Escudo das Armas reais portuguesas; gravura em madeira) || 
LISBOA, II Na Officina de ANTÓNIO PEDROZO GALRAM, 1| Com todas ns 
licenças necef/arias. || Vendt-le em cafa de Manoel Diniz às portas de S. 
Calharina. — ln-4." de 11 pags., alt^m de uma em branco, final. B. 

O texto da Relaçam, encimado por um cabeção decorativo (gravura em madeira), que 
tem no centro o escudo das armas reais portuguezas, abre por uma letra inicial (O), 
de desenho de fantasia, e fecha por uma vinheta reproduzindo um.peq. vaso com 
uma planta Horida (gravura em madeira). 
Relação curiosa e muito rara.— Catálogo Palha, n.» 3176. 

2683-RELAÇAM j] DA VIAGEM || De ElRey Catholico 1| D. CARLOS III. || Na 
Armada de Inglaterra, & Olanda, & || íeus glorioíos lucceflos no Princi- 
pado || de Catalniilia. II Pííli/ícado em 10. de OtÍMÒro. || (Escudo das armas 
reais portuguesas; gravura em madeira) || LISBOA, || Na Officina de VA- 
LENTIM DA COSTA DESLANDES, || Impreflor de Sua Mageílade. Anno 
M.DCCV. 1(1-4.° de 15 pags., afora uma em branco, final, ou seja um 
cadeino de 6 ÍT., rubricado, no pé da frente da terceira com um aste- 
ristico («). B. 

Na pag. 1 o titulo acima reproduzido ; a pag. 2 em branco; de pag. 3 a 11 o texto da 
Relação propriamente dito, que, encimado por uui cabeção ornamental, iniciado por 
uma letra (R) floreada e rematado por uma peq. vinheta decorativa, é precedido 
desta espécie de epigr^íe :- Barceíona 20. de Scpíewbro de 1705. ; na pag. 12: «LIS- 
TA DOS PRISIONEIROS) que fe fizerao no Caftello de MonjuícHem 17. de Se- 
tembro de 1705.. ; e de p.ng. 13 a 15, a duas cols. : -LISTA |; DAS CIDADES, VIE- 
LAS, 1| & Lugares, que haõ dado a devida obe- 1! dicncia a Sua Mageftado. Fecha 
com a seguinte daclaração : 'Depois de ef lar feita efta Lifta tem vindo muitos ou- 
tros l| Lugares, d" viUas a dar obdleiícia, que naõ vaõ || nella, por fe naõ poder, 
haver a memoria deites.*, seguida do usual - FIM. 
• Relação de bastante merecimento para o conhecimento e história dos sucessos que relata. 
MUITO HAI<A. Exemplar levemente manchada pela agua.— Xavier da Cunha, /m- 
pressões Dcslandesianas, vol. 11, pag. 815. 



D 



AZEVEDO -SAMODÃES 249 



2684-RELAC,AIVI || DA VITORIA, QVE AL || CANÇOV O MESTRE DE || Campo ^ // 

Dom Sancho Manoel na || villa de Freixeneda. ^ y^T?^ ^ ^ 

O opúsculo não tem frontispício propriamente dito. Os dizeres acima transcritos vêem 
no alto da primeira pagina, a encimar o texto. No fim o registo e declaração de 
Taxa : 

Com lice'n(;a. Por Manoel da Sylua anno 1642. || Taixão elta Rela(;ão em 4. 
reis a 25 de Agolto 642. || Menezes Corlho. —ln-i.° de 6 pags. inums. B. 

Folheto interessante e de muito merecimento para a historia dos sucessos que descreve. _ ' /- 

raríssimo. JS \ f' o C) 

2685-RELAC,AM || DA VICTORlA || QVE O CAIMTAM DE |1 cauallos loão de 
S:ildanha da Gania alcançou dos || Caltelhanos entre Capo Mayor, & Al- 
bru- II querqiie, em doze de lunho de 643. || (Grande escndo das armas 
reais portuguesas, ladeado por dois anjos'empunhando pendões da Ordem 

de Cristo; gravura em madeira) || EM I.ISHOA. || || Cum iodos os 

licenças neceff árias. \\ IinpreíTa por Paulo Craesbeck. Anno Iti4B. — 10-4." de 
8 pags. inums. B. 

Na primeira pagina o titulo acima transcrito; de pag. 2 a parte da S o texto da Rela- 
• ção propriamente dito, que é iniciado por uma letra inicial (F) de desenho de fan- 

tasia (gravura em madeira), e que fecha com o clássico- «LAVS DEO.» ; e na res- 
tante parte da referida pagina 8 as Licenças permitindo a impressão. 
Relação valiosa e MUITÍSSIMO RARA. 

2686-RELAC,AM || DA VICTORlA || QVE O GENERAL DA CAVALLARIA || 

Franciíco de Mello Mõteiro mòr do Reyno teue |] dos Caftellianos, nos ^ //V^ 

campos de Badajoz, jj dia do glorioío íanctiago do pre- 1| fente anno de ,-3 / ^ ^ C^ 

1642. 

Estes dizeres vêem na frente da primeira folha do opúsculo a encimar o texto da Re- 
lação. No fim desta o registo e Taxa : 

Cum licença. Na Officina de Domingos Lopes Rofa. || Taxão efta Relaçam 
em 4. reis em papel. Lisboa 13. de || Agoílo de 1642 Menezes. Flibeiro.— 
ln-4.0 de 4 IT. inums. B. 

O texto da Relação é iniciado por uma letra ornamental (/) de desenho de fantasia 

(gravura em madeira). 
Relação curiosa e de bastante valor para o conhecimento e história dos sucessos mili- 
tares nela referidos. Publicada sem o nome do autor, que é Ruy d- Figueiredo e 
Alarcão. Muito rara. 

2687-RELAC,AM II D.AS PROEZAS, E VITORi\S. QUE |1 NA ÍNDIA ORIEN- 
TAL || tem confeguido o inexplicável valor || DO ILLUSTRIS., K EXCEL- 
LENTISS. SENHOR!! D. FRANCISCO DE ASSIS || DE TÁVORA, 1| Marqwx 
Tavnni, Conde de Alvor, \\ VICE-REY, E CAPITAM GENERAL |I dos Estados 
da índia. {{ SotiAa, que das Náos da Índia, que /e achnõ na Bahin, che- \\.qou a>i kí" j^ 

a efta Corte em o'dia 14. do mes de Mayo em o Na- || rio Pernambuco, parti- _/ O ]f 

cipada por cnria do Rci^eren- \\ difsimo P. Fr. ,looõ de Caftro, que foij na 
conipanhi i \\ de Sua Excellencia. 'S. t)id. de log., n. de data da impr — século 
XVlII). In-4.° de 8 pag., ou seja um caderno de impressão de quatro fl"., 
rubricado, no pé da frente das duas primeiras, respeclivamente: A, 
A ii. B. 

O folheto não tem frontispício propriamente dito. O titulo acima transcrito vem no alto 
da primeira pag. a preceder o texto da Relação. - Interessante. Muito raro. 



7- 



\j 



^ 



250 CATiÍLOGO DA LIVRARIA 

^, 2688-RELAÇAM || DAS VICTORIAS, || ALCANÇADAS NA INDlA |1 contra o 
/- U/^ ininiigo II iU^R/ITi |1 Sendo Vice-Rey daquelle Eítado || O ILUSTRÍSSIMO, 

ir\^ E excelentíssimo li D. LUIZ CARLOS || IGNACIO XAVIER DE MENE- 

ZES, II V. Conde da Ericeira, e I. Marquez do || Louriçal. || Com huma. breve 
noticia da fua niorle. \\ (Grupo (em triangulo) de peqs. vinhetas lip. de cr- 

namenlo) || LISBOA: || N;í Officinade LUIZ JOZE' CORRÊA LEMOS || || 

ANNO M.DCG.XLIII. || Com as licenças neceffarias, e Privilegio Real. In-4.° 
de 16 pags., além de unia em branco, final. 

Na primeira (a 2 em branco) pag. e frontispício; e de pag. 3 a 15, precedido por um 
cabeção decorativo e iniciado por uma letra (S) de desenho de fantasia, o texto da 
Relação. 
Opúsculo interessante e de bastante merecimento para a liistória dos sucessos nele rela- 
tados. Muito paro. 

2t)89— RELAC.AM DE (JOMO O || Cardeal Efpinola General do Reyno || de Gal- 

liza, comeltío ao Conde de Ca- |i ftelnielhor, General das armas deen- |i tre 

Q Douro & Minho, na praça de Sal- !| uaterra, onde foy rebatido valeroía- 1| 

yf. I -fl ^ mente, & de como (aliarão os Galle- || gos e Rio Minho, & acometerão 

^ I I Vil- II lanoua de Cerueira, & os noílos alcãçaraõ delle victoria em '23, atè 

28, de II Setembro, do anno de 1643. 

Não ha frontispício propriamente dito. Os dizeres acima transcritos vêem-se no alto da 
primeira pag. a preceder o texto da Relação. No lim desta, como que a fechar, o 
registo tipográfico e a declaração da Taxa : 

Com todaá as licenças neceffarias. \\ Na Officina de Domingos Lopes Roía. 
Anno 1643. || Taxa eíta Relação em quatro reis. Lisboa 9. de Ou- !| tubro 
de I<i4.B II Coelho. Pinheiro. — Iri-4.» de 8 pags. inums. B. 

O texto da Relação abre por uma letra ornamental (Q) de desenho de fantasia (gravura 
em madeira). 

Relação muito interessante e EXTREMAMENTE RARA. 

2690-RELAC,AM II DE HVA CARTA |1 DO DOVTOR IGNASIO f Ferreira, do 

Dezembargo delfíey Noffo Senhor \\ ^ ovira de hum Relicjiofo do Mofteirn de 

.^. I! Bom a, em q fe rc/ercni ahjuas entrada f, \\ q fe fiierão no fteijno de Galiza. 

I\ O O opúsculo não tem frontispício propriamente dito. Os dizeres ou titulo acima trans- 

"^ critos vêem no alto da primeira pag. a preceder o texto da Relação. No Sm deste o 

registo e declaração de Taxa: 

Cont tudas as licenças neceffarias. \\ EM LISBOA. || Por lorge Rodrigues 
Anno 1641. || Acuíta de Lourenço de Queirós liureiro || do Eltado de Bra- 
gança. II Taixão ef!a Relação (sic) em íeis reis, em || Papel. Lisboa. 24. de 
Oclubre de I64I. || loão Sanches de Baena. Ficalho. In-4.° de 12 pags. inums., 
ou seja um caderno de impressão de seis ÍT., rubricado no pé da frente 
das quatro primeiras 11'., respectivamente: A, A 2, A 3, A 4. B. 

O texto ê iniciado por uma letra decorativa de desenho de fantasia (gravura em ma- 
deira). ,. 

Opúsculo curioso e bastante raro. 

'iG9l-RELAC,AM 1| DE || NOTICIAS || DO NORTE. E DE ITÁLIA || publicada 
em 22. ite lunho de 1775. || (Escudo das armas reais portuguesas ; gravura 

em madeira) || LISBOA || || Na Officina de BERNARDO DA COSTA. 

.In-4.° de 8 pags. B. 

Na primeira das oito pags. do opúsculo e frontispício ou titulo acima transcrito j a pag. 
2 em branco ; e de pag 3 a 8 o texto da Relação propriamente dito, o qual é ini- 



% 



,iy|L 



O 



AZEVEDO - SAMODÃES 25 1 



ciado por uma letra (,A) de desenho de fantasia; a encimar o texto um cabeção 
decorativo formado de pequenas vinhetas simetricamente dispostas, e a remata-lo, 
depois do clássico FINIS, um jarrão com Hores (gravura em madeira). Por ultimo 
vem a declaração :-. Mandado imprimir pela Secretariando Eftado... 
As noticias insertas neste curioso e RARO folheto são datadas, respectivamente: ^Paris 

17. de Abril, o^ II. de Mayo..-<Haya 12. cT- 19. do Mayo.>-. Londres 26. de Mayo.y ^ / /? 1 

2692-RELAÇAM 1| DIAHIa || DA INSIGNE VlCTOiUA QUE || as Tropas Cesa- '^ / ti ^ O 

re:is. & iiinis Aliados alcança- || raõ em 4. de Julho de 1704. do Duque de 
II Baviera, & Franoezes no Campo Im- 1| perial de Schellemberg. || MAN- 
DADAS VELO II DUQUE DE iMAI.VA, || Como também da tomada da Praça 
de Do- II nawerl. || (Vinheta reproduzindo nm vaso com flores; gravura em 

maieira- II LISBOA, || 1| VALENTIM DA COSTA DESLANDES, || Ini- 

preflor de S. Mageflade, o f t z imprimir Anno 1704.-In-4.'' de 14 pags. B. 
Opúsculo muito raro.— Xavier da Cunha, Impressões Deslandesianas. Vol. II, pag. S20. 
'2693-RELAÇAM i| 1)0 COMBATE QUE TEVE HUMA Nao || de Biso;,ya, da In- / /. 

vocação de Nueflra Senora || de la || CONS0LACli>N, || COM QUATliO CHA- /^^ ^ <í> 

VÊCOi' AliGELlXOS, II na altura do Cabo de S. Vicente. {S. ind. de log., / 

n. de data da impr.— século XVIll}. In-í." de 7 pags. iiums. e uma em 
branco, final, ou seja um caderno de imprtssão de 4 íT., rubricado, no pé 
da. frente das duas primeiras : A, A ij. B. 

O opúsculo não tem frontispício propriamente dito. O titulo acima reproduzido acha-se, 
no alto da primeira pag., por sobre uma tosca gravura em madeira representando 
dois navios no momento da abordagem, seguindo-se depois o texto da Relação. No 
fim deste a declaração: Com as licenfas necef farias, e logo após o usual -FIM., 
fechando com uma vinheta de remate repiesentando um açafate com flores e frutos. 
-RARO. Bom e-templar 

2694-RELAC,AM || DO ENCONTRO, QVE O MESTRE DE CAMPO || Dom Nuno 

Ma carenhas Iene cõ o inimigo || em Montaluaõ, & do «ntrada || que fez em i>&U^ ^ 

Ferreyra |! a 15. de Agoíto || 1641. D jr' ^ CJ . 

Estes dizeres, servindo de titulo, vêem no alto da primeira pag. a preceder o texto da 
Relação, que fecha com a data: .Castello de Vi || de 18. de A- || gosto || 641.., se- 
guindo-se, como que a rematar, o registo e declaração de Taxa de preço dos exem- 
plares : 

Com as licenças necef farias. \\ lor Manoel da Sylua. Anno 1641. || A culta 
de Lourenço Queirós liureiro do || eíiado de Bragança. Taixão efla Relação 
em reis. Lisboa 25. de Setem || bro de 641. || Meneses Pinto.— In-i." de 7 
pags. de texto (inums.) e uma ein branco, final. B. 

A iniciar o texto da Relação vê-se uma letra (E) ornamental de desenho de fantasia, 

aberta em madeira. 
Relação curiosa e de bastante apreço. Maito rara. 

269õ-RELAC,AM || DO FELICE SvCESSO||E MILAGBOSA VITORIA, || Que /O / ^ fl 

ouue o Capiíão Luis Mendes || de Vasconcellos, contra o ini- || migo Gaste- //^ ^ 

Uano, no ler- || mo da cidade de El- || uas em 30. de I] luiho I64I. ' 

Estes dizeres ou titulo vêem no alto da primeira pagina a encimar o texto da Relação. 
No fim deste, em seguida ao usual «FINIS LAVS DEO.., a subscripção e declaração 
de Taxa : 

Com todas as licenças necessárias. \\ Por Manoel da Sylua. Anno 1641. [\ 
A' custa de Lourenço de Queirós liureiro do U estado de Bragança. || Tai- 



252 



CATALOGO DA LIVRARIA 



qh 



xão esta Relação em reis. Lisboa 17. de Setem || bro de 641. || Meneees. 
Pinto. In-4.° de 7 pags. iniims., afora uma em branco, fin;il. 

O texto da Relação é iniciada por uma letra (S) ornamental de desenho de fantasia 
(gravura em madeira). 
_ Opúsculo de bastante merecimento para o conhecimento histórico dos feitos bélicos que 
descreve. Muito raro. 

2696- RELAC.AM II í)0 SITIO, QVE O || EXERCITO DE SV.\ Mg.de POZ || a 
r ■) Villa nona de frelno, & tudo o que nel || le paíloii até fer rendida, & capi- 

tu- II laçoens com que fe entregou. 

o opúsculo não tem frontispicio propriamente dito. Os dizeres que ficam reproduzidos 
vêem no alto da primeira pagina a encimar o texto. No fim deste a subscripção e 
declaração de Ta.xa que a seguir se transcrevem : 

LISBOA. II Com as licenças neceffarias. \\ Na Officina de Domingos Lopes 
Rola. II Anno de 1643. || Taxaõ e/ia fíelaçaõ em 4. íeis. Lisboa \\ 19. rfe 
Dezembro de 1643. || PINHEIRO. Coelho.— ln-4.o de 4 ÍT. inums. B. 
Do verso da II. Ill era diante decorre : .CAPITVLAC.OENS FEITAS ENTRE O SE- 1| 
nhor Mathias de Albuquerque dos Confelhos de Eftado, || & guerra delRey Dom 
loAM o tv. norfo Senhor, & || Gouernador das armas da Prouincia do Alentejo com 
II o fenhor Meftre de Campo Dom Francifco Gel- 11 dres Gouernador da Villa, a 
Cartello de Vil || la noua dei írefne.. 
O texto da Relaçam, impresso com caracteres redondos e algum itálico, abre por uma 
letra inicial (D) de desenho de fantasia (gravura em madeira). 

Relaçam do solenne recebimeto (sic) das santas relíquias. . . — Veja-se : 
Heis [P. Gaspar dos). 

2697-RELAC,AM || DO SVCCESO, {sic] || QVE || ALCANÇARAM || OITO |1 TRO- 
^ PAS DE CAVALLERIA 1| DE 0L1VENC,A || Contra fele Companhias do ini- 

^h O ^' migo Caítelha- || no, em 12. de Setembro || de 1649. || || EM LISBOA. 

^ W / II ^'"^ todas as licenças neceílaria. (bic) || Na officina de Paulo Craesbeeck. 

<—) II Anno de I649'— In-4.o de 8 pags. (a ultinja toda em branco). B. 

Na pagina I o titulo acima reproduzido ; a pag. 2 em branco ; e de pag. 3 a 7 o texto 
da Relação, que é iniciado por uma letra (A) de desenho de fantasia (gravura em 
madeira), e que fecha pelo usual- «FIM.» 

Relação de muito merecimento e RARÍSSIMA. 

'2698-RELAC,AM || DO SVCESSO QVE || RVY DE FIGVEIREDO FRON- 1| tciro 
d'Arraya de tralos montes leue || na entrada que fez no || Reino de Galiza. 

Não tem frontispicio propriamente dito. Os dizeres acima reproduzidos vêem no alto d« 
." ) primeira pag. a preceder o texto da Relação. No fim, a rematar, o registo e decla- 

ÍQ ^ rações que se lhe seguem: 

Com iodas as [itewaí necef/arias. || Por Manoel da Sylua, anno 2641. fsicj || 
A culta de Louienço de Queirós liureiro || do ellado de Bargança. || Tai.\aB 
efta Relação em reis. Lisboa, 7. de Selem- || bro de ^641. || Menezes. 
1'into.- In-4.° de 7 pags. de texto (inums.) e uma em branco, final. 

O texto, iniciado por uma letra (E) floreada (gravura em madeira), vem datado e subs- 
crito no fim : ■... Chaues 3. de Agofto 641. |1 Filho de V. M. Ruy de Figueiredo.* 

SEGVNDA II RELAÇAM || VERDADEIRA || DE ALGVXS SVCCES- 

■SOS II Venturoíos q leue Ruy de Figueiredo Fron || teiro niòr da Villa de 
Chaues, na entrada || que fez, & ordenou em algiis lugares do 1| Reyno de 



AZEVEDO - SAMODÃES 253 



Galiza, nos vltimos dias de || Agoílo até le recolher á dita vil |1 la : co- 
piada de hCia carta que || o ilito Frõleiro enuiou || a S. Mageflade. 

Estes dizeres, servindo de titulo, vêem-se, no alto da primeira pagina, a preceder o texto 
da Relação. No fim, a rematar, a subscrição e declarações que se lhe seguem: 

Com Iodas as licenças necef farias. || Por Manoel da Syliia. Anno 1641. || A 
ciifta de Lourenço de Queirós liureiro do || eftado de Bragança. || Taixaõ 
efta Relação em reis. Lisboa 28. de Setem || bro de 64L || MeMeees. 
Pinto. — In-4."' de 8 pags. inums. 

A composição tipográfica do texto é iniciada por uma letra (E) de desenho de fantasia, 
aberta em madeira. 

-TERCEIRA II RELAC.AM |i DO SVCESSO, QVE || TEVE RVI DE FI- 



GVEUEDO ij de Alarcão nas Fronteiras de Chaves, Montalegre || ^ Mon- 
forte, fegviida feira, noue do mes de \] Setembro de 641. de qtie he Gene- 
ral, ^ II Fronti-iro Mor, tirada da carta, \\ que efcreueo a Sua Magef- 
tade.\\{ ?.) 

Estes dizeres, servindo de titulo, vêem no alto da primeira pagina a preceder o texto 
da Relação. No fim, a rematar, o registo : 

Com todas as Vcenças necef farias. \\ Taixão eíla Relação (sic) em reis 
Lis- 11 boa I.Õ. de Outubro de I64L || João Sanches de Baena. Cefar. || 
EM LISBOA. Iflor lor^-e Rodrigues Anno I64L |i Acufta de Lourenço de 
Queirós liureiro || do Eílado de Bragança.— ln-4.° de 8 pags. inums.— .-Is 
três relações. B. 

A relação propriamente dita, vai até parte da pag. 6; na restante parle da mesma pag. 
6 e na pag. 7, em caracteres itálicos e a duas cols., decorre: «Lugares que arderão 
no Condado de Monterey i pela Veiga de Chauei.y ; e na pag. S o registo de logar, 
de nome do impressor e da data da impressão e a declaração de Taxa de preço dos 
exemplares. -O te.^cto é iniciado por uma letra ornamental de desenho de fantasia 
(gravura em madeira). 

As três Relações descritas acima não indicam em parte alguma o nome do autor, que é 
o próprio Ruy de Figueiredo e Alarcão. -Colecção valiosa e muito rara. 

2699-RELAC,A!VI | DO SVCESSO QVE || TEVE FERNAM TELLES DE || Mene- 
ses, General da Prouincia da Beira, na to- || mada da Fortaleza de Elges, ^<iL 5^^ 

( com fua Vílla, & a || Villa de Valuerde, no reino de Caltella, con- || forme / /^ 

ao auifo que veio a Sua Mageftade, |j & Cartas que daquellas partes || íe el- 
creueram. || Anno (Escudo das armas reais portuguesas ; gravura em ma- 
deira) de 1642. II Impreffa em Lisboj, por mandado de Sua M.i [j gelta-Je, 
por António Aluarez, íeu || Impreílor.— In-t.» de, além da fl. do rosto. 5 
pags. nuras- e uma em branco, final. B. 

Na frente (verso em branco) da fl. do rosto, circundado por tarja formada de peqs. vi- 
nhetas tipográficas de ornamento, simetricamente dispostas, o titulo acima trans- 
crito ; e nas cinco pags. nums. o texto da Relaçam propriamente dito, que fecha 
com a seguinte Licença e subscrição final :-Mjnda el Rey aoffo Senhor, qut\\ 
Agostinho de Faria, feu Liureyro, fa- ; ça imprimir efta Relação, ^ que nenhúa 
oa-\\tra peffoa a poffa Imprimir, nem vender, fim\\ fua Ucença. Em Lisboa a 
24. de Abril de \\ 1642. ij Francifco de Lucena. || Por mandado de Sua Mageftade. || 
Em Lisboa, por António Aluarez Imprerfor dei íi Rey norfo Senhor. Anno 1642.». 

A Relação, de muito merecimento e RARÍSSIMA, não declara em parte alguma o nome 
do autor, que é Garcia Soares de Souto Maior. -Catálogo Fernando Palha, n.o3l23. 



254 catXlogo da livraria 



/' 



/ O 



OO- RELAC.AM || DOS ASSALTOS, || QVE DEV O GENERAL |1 Fernan Telles 
fie Menezes n;i || villa de Puerites, &, em \\ Freixineda. 

O opúsculo não tem frontispício propriamente dito. Os dizeres acima reproduzidos 
acham-se no alto da primeira pagina a encimar o texto da Hclaçam, que abre cum 
uma letra inicial fD) de desentio de fantasia (gravura em madeira). No fim do 
texto (ultima pag.) as «L1CENC,AS e o registo: 

Na Officina de Doiiiing(>s I^opcs Hofa. — In-4.° de 7 pags. inuiiis. e unna em 
branco, final. B. 

Helação valiosíssima pata o conhecimento e história dos sucessos militares que des- 
creve. EXTREMAMENTE RARA. 

2701— RELAC.AM DUS || COMBATES, QVE A AHMADA DELREY || Chiiílianil- 
,_ fimo, de que he General o Marquez de Brefé, || teue com a Armada de 

tj Q L/ Caít^lla gouernadu per o II Piique de Ciudade Real, nos meles de l'i- H nlio, 

O /:^f & Iiilho paflado. || COyFOlíMK A COPIA IMPUESSA \\ em Parif. 

<_y Estes dizeres, constituindo o título, vêem-se no alto da primeira pagina a preceder o 

texto propriamente dito da Relaçam. Depois,' a rematar o mesmo texto, a subscrição 
final e a declaração de Taxa : 

Com todas as hcetiriif iierrffmias. \\ E com Priuilegio. || Em Lisboa na Officina 
de Domingos || Lopes Rofa Anno l(i4'2. || Taxão efta Relação em 4 reis. Lis- 
boa 25 de Septembio 1642. || Menezes. Coelho. — In-4.o de 8 pags. iniims., 
ou .seja um caderno de impressão, de quatro IT., rubricado, no pé da 
frente das trrs primeiras, respectivamente: A, .\ 2, A 3. B. 

Relação importante para o conhecimento histórico dos sucessos que descreve. RARÍS- 
SIMA. 

Í702-RELAÇAM II 1)()S||(;L0R10S0S SVCCESSOS || Que con.seguiraõ as Ar- 
mas da grande || Aliança eiii || Huntiria, || GOVERNADAS PELO MARISCAL 
II de r.ampo Conde de Heilter || em 13. de Junho. || E DA 1NSI(;NE VICTO- 
RIA ALCANÇADA || contra as Armas do Eleytor de Baviera, d'elRpy || d3 
França junio do Danúbio pelas Tropas || Ctfareas, governadas pelo || DV- 
QVE DE MAHLBOROVGH || em :i. de Julho de I70i. || (Pequena vinheta or- 
namental : gravura em madeira) || LISBOA, || || VALENTIM DA 

COSTA DESLANDES. || ImptelTor de S. Mageftade, o fez imprimir. ANNO 
M.nCClV.— In-4.° de 8 pags. nums. B. 

A Relação, interessante e RARA, fecha com uma lista dos mortos e ferido». -Não é ci- 
tada por Xavier da Cunha nas suas Impressões Destaitdesiana. 

2703-RELAÇAM |1 DOS SUCCESSOS || DA ÍNDIA, || NO VJC.E-REYNADO DO 
ILLUSTRISSIMO, || e Excenenti.ssimo Senhor || MARQUEZ DE TÁVORA, íl 
T) II. PARTE, li Cum a verdadeira noUcia do successoque tuve a S'áo || de Via(/em, 

que nnchorou «o jorto dii Bidii", em {| o dia 24. do mez de Fevereiro de 17.S3. 
Tudo CO- II pindo de hunia Corto, que pela Náo de Ikeri- \\ ça enviou a estn Corte. 
{S. ind. de log., nem de data do im}y. — :-ixulo XVIII). In-4.'' de 7 pags. de 
texto e uma em branco, final, ou seja um caderno de impressão de qua- 
tro fT.. Tubiicado, no pé da frente das duas primeiras: A, A ij. B. 

O opúsculo não tem frontispício propriamente dito. O titulo acima reproduzido vem, no 
alto da primeira pagina, a preceder o texto da Relação. No fim do mesmo texto a 
declaração :- Co/n as licenças necessárias., e, a fechar, o usual-FlM. 

Opúsculo interessante e multo raro. Bom exemplar. 



gl 



O 



fl^' 



AZEVEDO - SAMODÃES 255 



2704-RELAC,AM || DOS SVCESSOS, Q\E || O CONDE DE CASTELMILHOR || ^ -sj ^ ^^ 

Governador das armas de entre Dou- 1| ro, & Minho, teve em 16, 18. & 22. 
de II Fevereiro paílado de 1644. 

Esles dizeres, constituindo o titulo, vêem-se no alto da primeira pagina a anteceder o 
texto da Relação. No fim a declaração, registo e Taxa de preço de cada exemplar : 

Por mandado de Su Mageflad \\ Luis de Montafio. |1 A grandioía vitoria, que 
agora de novo teve o Conde da || tomada da villa de B.Trca, ficaíTe impri- 
mindo, com ou- II tros mais fuceílos. || Cotn todas as licenças neceffarias. || 
Na Officina de Domingos Lopes Rola anno de 1644. || Taxão eíta Relação 
em 6. reis. Lisboa 12. de Março 644 || C'oe//io.— In-4.<> de 12 pags. inums. B. 
De pag. I a 8, em caracteres redondos, o te.xto da Relação propriamente dito, que é 
iniciado por uma letra inicial (V), tloreada e aberta em madeira; e de pag. 9 a 12, 
em caracteres itálicos: .COPIA DAS ORDENS, E INSTRVC- (Jes, que entre outros 
papeis forão achadas ao Ca \ pitão Dom Luis de Vide, c- Andrada, Cafte-\\ lhano 
prifioneiro, em a praça de Salvaterra \\ peílo Conde de Caftelmi- \\ Ihor, ^c. |1 EL 
CO.NDE DE ALBA MAR- „ quês de Tabara Oentilhombre de Ia Ca- || mara de Pu 
Mageftad, Governador, || y capitan general dei Reyno de li Galiza &c.> (Vem no fim 
datada e subscrita: «... Dada em " Orento a veinte fietf de Henero de 1644. || El 
Conde de Alba II Marques de Távora.». 
Relação de elevado merecimento para o conhecimento histórico dos sucessos militares 
que relata. RARÍSSIMA. 

2705-RELAC,AM E LISTA li VERDADEIRA DAS PESSOAS |1 que lairão no -,/ /, 

Auto da Fè que íe celebrou na praça || da Cidade de Coimbra em Domin- ^A'^^ õ 

go 4. II de Maio de 1625. annos. /" 

Não tem frontispicio propriamente dito: os dizeres acima transcritos acham-se no alto 
da segunda H., precedendo o texto da Lista das Pessoas que sairam no Auto da Fé. 
No alto do verso da ultima fl. o registo tipográfico : 

EM COIMBRA, jl Com licença da SanUi Inqiiifirãú, ^ de Ordinário. \\ || 

Na Impreflam de Diogo Gomez de Lonreyro |1 Impreílor da Vniuerfidade. || 
Anno do Senhor de || Ii525. — In-á." de X tf. inums. B. 

Na primeira folha o : «PROLOGO ' DO IMPRESSOR H AO CATHOLICO || LEYTOR.. 
(datado de: «Coimbra 27. de Maio de 1625..) ; de H. II a IX o texto da -Relaçam e 
Lista....; na frente da tí. X outra lista: «PESSOAS QVE SAÍRAM NO AVTO H 
da Sala a 23. do dito mes de Mayo \\ de 1625. annos », e no verso o registo acima 
transcrito, que remata com uma vinheta ornamental. 

Opúsculo interessante e muito apreciado pelos Dibliófilos, pois é um dos primeiros que, 
neste género, se publicaram em Portugal.- RARÍSSIMO. 

Com respeito ao Auto da Fé a que a Lista se refere, veja-se, no presente Catálogo, o 
artigo : Fagundes (P. Manuel). 

2706— RELAC.AM II GERAL DE TVDO || O SVCCEDIDO NAS FRONTEIRAS || 

de Portugal o mes de lulho, & Agoflo, || com a loiíiurla da Godioeira, & 'O /""j^ 

da Põ- II te de Saô" "Felizes na Beira. H do Minho. O xj jf ^ (^ 

O opúsculo não tem frontispicio propriamente dito. Os dizeres que ficam reproduzidos 
véem-se no alto da primeira pjgina a preceder o texto. No fim deste a subscrição e 
declaração de taxa de preço de cada exemplar : 
Com íoriíis «5 iícfíiwis neceffarias \\ E.M LISBOA. || Na Officina de Domingos 
Lopes Roía Anno 1645. || Taxão efta Relação em reis. Coelho Ribeiro. 
—10-4." de 12 pags. inums. B. 

A composição tipográfica do texto abre por uma letra ornamental (/V) de desenho de 

fantasia (gravura cm madeira). 
Relato Taliosz e muito rara. i 



256 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



c 



v- 



jé 



Io 



lOt' 



2707-RE:LAÇAM II DOS rnOGRESSOS II DO II EXERCITO DOS ALTOS || aliados 
depois de ganhada a gran- II de Batalha de Hoeflet athc || aos 4. de Se- 
tembro II de 1704. II (Pequeno lloifio ornamental; gravnra em madeira) || 
LISBOA. II (Linha de enfeite formada de peqs. vinhetas ornamentais, si- 
metricamente dispostas) II Na OPRcina de MIGUEL MANKSCAL, || Impref- 
lor do Santo Officio, & da Sereniflima || Cafa de Bragança. || 6. de Outubro 
de 1704.— In-4.0 de 7 pags., além de uma em branco, final. B. 

O texto da Relação, encimado por um cabeção de peqs. vinhetas ornamentais e iniciado 
por uma letra (Ai de desenho de fantasia (gravura em madeira), fecha com um pe- 
queno Horão de remate (grupo de pequenas vinhetas tipográficas simetricamente dis- 
postas). 

A pagina 5 começa: -LISTA DOS OFFICIAIS INGLESES QVE\\ morrerão na batalha 
de Bleinhelm, ^ dos que morrerão de- f pois das feridas que receberão cm efía 
façaõ.* 

Opúsculo interessante e muito raro. 

2708-RELAC,AIVI II VEUDADEIRA DA || ENTRADA, QVE O EXERCITO CAS- 
TE- II IhaiKi fez nos ciimpus, & olinaes da Cidade d'Eluas, || & de como o 
p ^ General Marlim Aflonfo de || Mello o fez retirar, & os nof- 1| los faquearafi 

a Villar li de Rey. 

Estes dizeres, constituindo o titulo, vêem no alto da primeira pagina a preceder o texto 
da Relação. No fim, como que a rematar, o registo e declarações que se lhe seguem : 

Com todas as licenoin nere/farias \\ Em Lisboa. Na Olflcina de Domingos || 
Lopez líofa. Anno do 1644. || A cufia de Lourenço de Queròs Liuveiro do 
II Eítado de Br;igarica. || Taxaõ eíta Relação em 4. reis em papel. Lisboa. 
29. de I! Março de I642. Menezes 0'fnr. — ln-i.° de 8 pags. inums. B. 

O texto é iniciado por uma letra floreada (M), aberta em chapa de madeira. 
Folheto na verdade interessante e valioso para o conhecimento histórico dos sucessos 
que descreve. Muito raro. 

2709-RELAÇAM || VERDADEIRA || DOS FELIGES SUCESSOS || PA ÍNDIA, || E 
VICTURIaS IlUE ALCANSARAM AS || Armas Porliiguezas n.aquelle Eltado; 
Em o onrto de nò%. cuja no- || licia fe divulgou pela Ef- \\ quadra Holondezn, 
gue II daquelas fíeijioens che- \\ gou a Amflerdnm em \\ o prezenie anno de \\ 1753. 
Primeira parte. || Com licenças. (.<?. ind. da dita da impressão — xeculo XVIII). 
In-4.'' de 8 pags. nums. B. 

Na primeira pag. o titulo acima reproduzido ; a 2 em branco ; e de pag. 3 a 8 o texto 

da Relação, que fecha com a declaração :- -a fegunda brevemente falrá.« 
Folheto interessante e muito raro. Bom exemplar. 

2710-RELAC,AM || VELDADEIRA || E DIÁRIA DE TODO O PRINCIPIO E SV- 
. y. ^ CESSO II & resoluçam que ouue em Nápoles atí' a morte de || Thomas 

/^ Aniello. [Sem ind. de log ar. nem dédalo da impressão; século XVII). In-t.° 

de IO pags. inimis. B. '' 

Relação importante e muito curiosa. Multo rara. Exemplar um pouco cortado á 
cabeça. 

'-'7II-RELAÇAM || VERDADEIRA, || EM QUE SE DAM A LER AS VICTORIAS 

II dos l'ortngiiezes contra os Gentios, e levantados, || alcançadas por ^ 

., í? GOMES FiíEIUE || DE ANDRADE |1 Nas terras viíinhas || DA NOVA COLO- 

/k ^ NIA, E ESTADOS |1 das índias de Heípanha. (Linda vinheta ornamental 

de desenho dp fantasia; gravura em madeira) 1| LISBOA. || Na OfBc. de 



AZEVEDO - SAMODÃES 257 



^/^'<^ 



DOMINGOS RODRIGUES. |1 Anno 1757. |1 Com Iodas os licenças necef farias. 
\n-í.° de 8 pags. B. 

Na primeira pagina (a 2 em branco ; estas duas primeiras pags. não apresentam a com- 
petente numera;.ío, que só começa a aparecer da pag. 3 em diante) o titulo acima 
transcrito ; e de pag. 3 em diante o texto da Relaçam propriamente dito, que fecha 
com o usual -«FIM». 
Rêiafam interessante para a história dos bélicos sucessos que relata, ocorridos em terras 
do Brasil. Os exemplares, de bastante apreço e valor, são RARÍSSIMOS. 

2712— RELAÇAM 1| VERDADEIRA, |1 & nolicia novamente chega- || da do com- 
bate, & tomada da |1 Cidade de Gibraltar pelas po- 1| derofas Armadas de 
Inglater- || ra, & Olanda em 3. de Agofto |1 Deite prefente anno. 

Estes dizeres vêem no alto da primeira pag., a encimar o texto da Relação. No fim 
desta a subscrição: 
LISBOA, il VALENTIM DA GOSTA DESLANDES, || Impreílor de Sua Ma- 
geltade, o fez imprimir. |1 Anno de 1704. || Na ma da figueyra. —In-i." de 8 
page., além de uma em branco, final. B. 

Opúsculo curioso e MUITO RARO. -Não mencionado por Xavier da Cunha nu Impr$s- 
Deilandeslanas. 

2713-RELAÇAM |1 VERÍDICA || DOS SUCCESSOS || DA || ÍNDIA || ZJEPO/S 

QIE A ELLA CHEGOU \\ O ILLUSTRI"". E ESG»°. SENHOR 1| D. LUÍS DE ^ íT-J^a 

II MENEZES, II Conde da Ericeira, Marijves do LouriçnL . . || CÕ O TRATADO cZ)0/^ ^ ò 

DA PAZ, II QUE O MESMO ILLUSTRISSIMO, E EXCEL. SENHOR || conce- 
deo aos grandiofos, Zairámo Sauntii Bounfolô, e Ramachandra || Sauntu 
Bounsoió, SardaHal da Pragana Guddale, <■ demais Provin- || cias, con- 
cluído em II. de Outubro de I74I. || (Pequena vinheta ornamental; gra- 
vura em madeira) |! LISBOA, || Na Offlcina PINHEIRENSE da Musica, e da 
Sagrada Religião de || Malta, na calçada do CoUegio da Companhia de Je- 

fus, defronte do || Templo de S. Domingos. || || Anno de 1742. Cont 

todas as licenças neceffarias. \\ Vende-fe na mefma OfHcin:i.— 10-4." de 12 
pags. E. 

Na primeira pagina o frontispício; de pag. 2 a 4, encimado por um cabeção decorativo 
e iniciado por uma letra (N) de desenho de fantasia (gravura em madeira), o texto 
da Relação, que é precedido da seguinte epigrafe; «DA RESTAURAC,AM DAS 
TERRAS DE BARDEZ, ;, PELO ILLUSTRlSSmo. E EXCELmo. Sor. i\ CONDE DA 
ERICEIRA II ....; de pag. 5 a parte da 12 o: 'TRATADO DA PAZ, E AMIZA- 
DE...»; e na restante parte da mesma pag. 12 (ultima): «RENEPOTENCIA. || Dom 
Luís de Menezes Conde da Ericeira...' 
Relação interessante e RARA. Bom exemplar, 

2714— RELAÇÃO || ABREVIADA || Da Itepublico, que os fíeiigiofos JefuHat das 
II Provindas de Portugal, e Hefpanha, eftabe- 1| leceraõ nos Dominios Ultrama- 
rinos das duas \\ monarchius, e da Guerra, qm nellef tem mo- |1 rido, e fuf- 
tentado contra oj Exércitos Ilef- 1| panhoes, e Portiigurees : \\ Formada pelos 
regiftos das Secretarias dos dous || refpectivos Principaes Gommiflarios, 
e Pie- II nipotentiarios ; e por outros Documentos || authenticos. (Seguem-se 
os mesinos dizeres ou titulo em francês).— S. ind. de log., »i. de data da 
impr.—n 56?— ln-i'i.° de 68 pags , a duas i-oi-;. (uma para o texto portu- 
guês, outra para o francês). E. 

Relação muito curiosa e estimada. Muito rara. 

Encadernados juntamente encontramse os seguintes escritos relativos ao mesmo assunto : 
tMEMOIRE 11 Ptfur JervirZd'addition & d'éclair-\,clSJement ú la Relation abrígée 
II 8ic. qa'on vlent de dgnner au \\ Public, fur PabomlnabU conduli || des JefulUl 



Jfoi^'^ 



258 catXlogo da liv raria 

dons Us payt & \\ domainis d'outromer dependans || dcs Royaumes d'Efpagne & de 
'f, Portugal.' (S. ind. de log., n. de data da impr. -17 56 ?).-la-lX'> de 30 pags., 
altm de i em branco, finais. 

.RECUEIL||/)£ PIECES, WPOVR fervir d'addit!on & de||preuve à la Retation 
abregie |1 concernant la Republique éta- 1| bile par les Jéfuttes dans les Do- 1| matnes 
d'otttre-mer des Róis H d'Efpagne & de Portugal, \\ la guerre gu'lls y foutíenneat J 
contre les armées de ces deux i| Monarques. |l"^~^~ || M.DCC.LVlII..-ln-12,o de 
XV pags. (prels.) para o titulo e 'AVERTlSSEMENTWliM TRADUCTEUR.. e 90 
de texto do Recuell propriamente dito, em italiano e em francês (o primeiro nas 
pags. pares e o segundo nas impares). 

«MÉMOIRESIITOUCHANTilL-ÉTABLISSEMENT ii DES JÉSUITES 1| DANS LES 
INDES D'ESPAONE, 1| Envoyès ã Monfelgneur de Pont-Char- \\ traia Minlftre 
d'£<a/. II (Agrupamento de peqs. vinhetas ornamentais) ||S^^!^ ]| Aj O CCÍ.V7//.. 
— In-12.0 de IV pags. prels. (para o titulo e 'AVERTISSEMENT») inums. e 72 
nums. 

mLETTRE 11 DE MONSEIONEUR H L'ARCHEVESQUE\\D'VTW.Qm,\\k Notré 
Très-Saint Pere le Pape II BENOIT XIV.^ (S. ind. de log., n. de data de impr.- 
175S?). In 12.0 de 77 pags. além de uma em branco, final. (Texto em francês e latim). 
'LETTRES \\ZH FORME DE BREF, L D£ N. S. P. ££ P/1P£|| BENOIST XIV, II 
Par lefquelles, de foa propre mouve- H ment, it établit & con/titue TEmi-Unen- 

TI9SIME ET RCVHRENOISSIME ]] FrANÇOIS DE SaLDANHA, I CARDE |l NAL DlACRB DE LA 

Saint-Eglise II RoMAiN... II A LISBONNE. M. DCC. LVIII.H De Tlmprimerie de Mi- 
chel Rodrigues, II Imprimeur de Son Eminence M. Ie|| Cardinal Patriarche.»-In-12.o 
de 24 pags. 

«MÉMOIRE II Pour fervir á P/tiftoire de M. le\\ Cardinal de Tencln, jufqu'à\\ 
1'anne'e 1743.' (S. ind. de log., n. de data da tmpr.). Inl2.o de 35 pags. 
Colecção importante e muito valiosa para a historia dos jesuítas em vários paizes da Ame- 
rica meridional. RARÍSSIMA. Óptimo exemplar. 

2715-RELAÇAÓ |1 ABREVIADA, || EMQLE SE MOSTRA A ANTIGUIDADE \\ 
DA SENHORA || DA |1 ARRÁBIDA: |1 Quem a mandou efculpir ; e que foi a 
primeira que appareceu || no Reino de Inglaterra : que íendo trazida para 
^-. elle de Por- || tngal pelo mercador Haildebrant, de quem era, defapare- 
^/ Q fi, ^ ceu II do navio : e que íignal precedeu, para que elle, e os mais |1 nave- 

e^^ Rantes a hufcaílem, e achassem na montanha da serra da Arrábida fobre 

hum penedo. Moftra-íe mais qual foi o |1 principio do Cirio que vulgar- 
mente chainaõ dos Saloios: Ij quanta he fua antiguidade em festejar todos 
os annos aquel- 1| la foberana Imagem : que razaõ houve para quando || 
fellejaõ levem varias offertas, e donativos á Senhora: em || que tempo, e 
de que modo as enlregaõ : que qualidades || de otTertas faõ; e como con- 
cluem todos os mais actos pios || daqiiella lua annual funçaõ || ESCRITA 
POR HVM DEVOTO || da mefma Senhora em feu louvor. || (Peq. vinheta or- 
namental) II LISBOA II NA OFF. DE ANTÓNIO GOMES. || ANNO M. DCC.XCI. 
II Com licença da Real Meza da Commiffaõ Geral \\ fobre o Exame, e Cenfura 
dos Livros. ln-4.° de 16 pags. B. *' 

Na pag. I o titulo acima transcrito ; nas pags. II e III a «DEDICATÓRIA || AOS FES- 
TEIROS |] DA || SENHORA DA ARRAÈIDA... ; nas pags. IV e V o .PROLOGO |i 
EXHORTATORIO AO LEITOR.» ; e de pag. 6 a 16 o texto da Relação propria- 
mente dito. Relação interessante e estimada. Muito rara. Bom exemplar. 

2716 — Relação (Nova) da disputa que teve o celebrado, e individuo. Joze 

(p Piegas Mestre de Bhetorica equivoca... sobre o porque de todas as 

Ò coulas. Com António Jorge Tatibitate. Graduado em Arte Poética por por- 



/ 



/c,í 



AZEVEDO • SANOOÃES 259 



pençaõ natural... Catalwnna: En la ímprenta de Francitco Guevarz. {iievi 
data). ín-4.° de 16 pags. B. 

Opúsculo bastaate humorístico. Curioso e RARO. Bom exemplar. 
2717— RELAÇÃO || DA PROCISSÃO, E PASSO, || Que so faz na sempre || Au- y 

gusla. Nobre, muito Antiga, e Leal Cidade de Braga |1 Evi o dia 24. de Ju- /fW^ ú cj 
nho de 1753. || Sendo Juiz defte applauzo, que dediea ao Sacramento Au- '^ ' 
. guRo II O M. R. II VERÍSSIMO FERREYRA || .MARQUES \\ Arcediago de ver- 
moim na íanta Basílica Primaz Bracharenfe. .. || (Peq. vinheta ornamen- 
tal ; gravura em madeira) || H COiMBR.\ ; || No Real Collegio da 

Companhia de JESU do anno de 1753. || Com iodas as licenças necef farias. 
In-4.° de 15 pags., além de uma em branco, final. B. 

Muito interessante e RARA. Nesta Relaç.ío vem uma curiosa noticia referente a uma im- 
ponente procissão, descrevendo-se detalhadamente os seus andores e mais carros ale- 
góricos que se encorporaram no religioso cortejo. 

2718-RELAC,ÂO || DA VITORIA || O^^K 1| O CONDE DE YILLA FLOR || D. o ^^ ^ 

SANCHO II MANOEL 1| E \\ lOÀO DE MELLO || GOVERNADOR DAS ARMAS Jz ^"^ ^ '^ 

II DA PROVÍNCIA II D^ II BEIRA, 1| GANHARÃO AOS CASTELHANOS. || 

Sabbado 29. de Outubro de I66I. || • || LISBOA, |1 Com todas as licevças 

neceff árias, jj NA OFFICINA DE ANTÓNIO CfíAESBEECk. Anno 1661.— 
In-4.0 de 12 pags.'inums. B. 

O texto da Relação, que decorre da pag. 2 a 12, é iniciado por uma letra (C) de dese- 
nho de fantasia, e rematado por um florão ornamental reproduzindo um artístico 
jarro com flores (gravuras em madeira). 
Opúsculo bastante valioso para a história dos sucessos que relata. Muito raro. 
2719— RELAÇÃO (NOVA, E CURIOSA || ) || DAS BATALHAS QUE OS || POR- 

TUGUEZES II DERAM N-A ÍNDIA, |] E das grandes Victorias que alcançarão //n^ C ^ 

contra o II Bonfuló. |] (Escudo de armas reais portuguesas; gravura em 
madeira) || LISBOA || Na OÍHcina de Jozé da Silva Nazareth. || Anno de 
1785 II Com licença da Real Mcfa Cenforia. In-4.'' de 15 pags. nums. e uma 
em branco, final. B. 

Na primeira pag. o titulo acima transcrito; a pag. 2 em branco (estas duas primeiras 
pags. não apresentam a competente numeração, que só começa a aparecer da 3 em 
diante); e de pag. 3 a 15 o texto da Relafão propriamente dito, que fecha com o 
usual -FIM. 
Opúsculo interessante e de bastante valor para a historia dos successos que descreve. 
Raro. 

2720-RELAÇÁO || DAS EXEQVIAS || D'EL REY DOM FILIPPE || nosso lenhor, 
primeiro defte || nome dos Reys de l| Portugal. || Com algíTs fermões que 
nefle Reyno \\ f e fizer ão. || (Vinheta ornamental) || Com licença ria S. Inquifi- 
ção. II Em Lisboa. Impreílo por Pedro || Crasbeeck. M.DG. (1600).— In-4.° de 
II ff. inums., 84 nums. na frente e mais XI inums., além de uma em bran- 
co, finais. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira das duas pags. prels. o titulo acima trans- 
crito ; e na frente (verso em branco) da segunda as licenças (2: a primeira subs- 
cripta por Fr. Manoel Coelho) permitindo a impressão do livro. 
As 84 ff. nums. inserem : De fl. 1 a 24 o texto propriamente dito da Relação das exe- 
qvias, encimado pela epigrafe: 

RELAC.AÕ DAS II EXEQVIAS D'EL REY DOM || Philippe noffo lenhor, primeiro 
d'erte II nome, que Deus tem, celebradas || no morteiro de Bellem a 22. |; de Dezem- 
bro 1599. 



/^r^ 



£- .?■ 



260 catílogo da livraria 



de ti. 25 a 46 (frente ; verso em branco) : 

^%-^ SERMÃO DAS S^^ || EXEQVIAS, QVE SE FIZE- 1| rão na igreja de Tanta 
Cruz de Lisboa, H na mortí do Catliolico Rey Dom |] Philippe noffo fenhor. || Cm prt- 
Jenfa do fenltor Conde dt Portalegrt, Ca- \\ pitão general, ^T" hum dos Qouerna- \\ 
dores do Reyno. || O qual pregou o D. Francifco Fernandez Gal- 1| uão, da See de || 
Coimbra. 
Kas XI ff. inums. finais, em caracteres itálicos, decorre, finalmente : 

Ç^ FVNEBRIS f^ II ORATIO IN SACRIS FVNERI- 1| bus Pliilippl Secundi Re- 
gis Catholici, Conim- {| bricae babita in Régio Academiae Czno- 1[ bio quinta die No- 
uembris. II M.D.XCVIil. (Subscrita no fim peio «Doctor Balibafar de Azeredo>). 

A composição tipográfica, executada com caracteres redondos e itálicos de vários corpos, 
apresenta-se embelezada por diversas letras iniciais de desenhos de fantasia, abertas 
em madeira. 

Livro interesunte e muito estimado; bela e nitidamente impresso. MUITO RARO. Ma- 
gnifico exemplar. 

2721— RELAÇÃO II DAS FESTAS, |] COM QUE A CIDADE DE BRAGA CELE- 
BROU II os FauftifTimos despozorios || DA SERENÍSSIMA SENHORA || PRIN- 
GEZA DO BRAZIL, || COM O SERENÍSSIMO SENHOR || INFANTE D. PE- 
Ji^ ^ ^ DRO, II NO ANNO DE 1760.— No fim do texto da Relação (pag. 14) :— LIS- 

(P I BOA : II Na Offlcina de FRANCISCO BORGES DE SOUSA, jl Anno de I76I. || 

Com loàas. a» licenças necef farias. In-4.° de 14 pags. nums. e duas inums., 
finais, ou seja um caderno de impressão de 8 ff., rubricado, no pé da 
frente das quatro primeiras : a, a ii, a iii, a iv. B. 

As duas pags. inums. finais contéem as «LICENÇAS. > (Do Santo OfBcio. -Do Ordinário. 
— Do Paço.) permitindo a impressão. -Opúsculo curioso e RARO. 

Relação de tvdo qve se passov.. . — Veja-se: Maia de Azevedo (P. Nicolau). 

2722— RELAÇAÕ (Nova) do encontro que tiveram os argelinos com hum na- 
vio francês mercante; e noticia, que dalii resultou. Dada a luz do prelo 
Por Manoel Ribeiro.— S. ind.de log., n. de data da impr.— século XVIII). 
ln-4.° de 8 pags. B. 

Opúsculo RARO. Exemplar com peq. defeito nas quatro ultimas pags., com prejuízo de 
algumas palavras. 

27'23-RELAÇAÕ II DO FORMIDÁVEL, E LASTIMOSO || TERREMOTO |1 SUC- 
CEDIDO NO REINO || DE VALENÇA || No dia 23 de Março deste presente 
anno de 1748 pe- 1| las 6, horas, e três quartos da manhã, || E DOS HOIt- 
ROROSOS ESTR.AGOS, \\ e lamentáveis rttinas, que tem padecido a Cidade de 
Va- II levça, Capital daqutlle Reino, e mais Lugares cif- || cumvisinhos, conforme 
as noticias communicadas \\ até o dia 27 do mesmo mez ao Capitão General || Ar- 
cebispo, e Intendente, e as que succesaiva- 1| mente vau chegando á Corte de Ma- 
drid, II de onde se conumtiiicuraõ a esta de || Lisboa. \\ (Vinheta quadrangular; 
gravura em medeira) || LISBOA. || (5) |1 Na Officina de FRANCISCO LUIZ 

AMENO II ... II II Anno M.DGG XLVIII. Com as licenças necessárias. 

ln-4.° de 12 pags. B. 

Opúsculo curioso e muito raro. Exemplar com leve mancha d'a2ua. 

2724— Relação (No\a) do funesto, e lamentável fim, que tiveraõ os dous falsos 
Profetas, Que no anno de 1762. foraõ castigados na cidade de Cambray. 
(Vinheta ornamental; gravura em madeira). Lisboa: MDCCLXIII. Na 



of 



q^ 



'D 



^i r '- 



AZEVEDO -SAHODJES 201 



Offic. de Ignacio Nogueira Xislo. Com todas as licenças necessárias. In-4.o de 
15pags. nunis., além de uma em bninco, final. B. 

O texto da Rela(ão, precedido de um cabeção ornamental, iniciado por uma letra (A) 

de desenho de fantasia e rematado por um florão decorativo (gravuras em madeira), 

decorre de pag. 3 a 15. -Opúsculo pouco (requente no mercado. Bom exemplar. 

Relação do naufrágio da nao Santa Maria da Barca... — Veja- se : Gomes 
de Brito (Bernardo). 

2725-RELAÇÂO || DO RECEBIMENTO, 11 E FESTAS QVE SE FIZERÃO, NA || ^ , 

Augusta Cidade de Braga, á entrada do Illuf- 1| triíTimo, & ReuerendiíTimo ///í'9» /O C) 
Senhor Dom jl Rodrigo da Cunha, Arcebifpo, & Senhor jj delia, Primas das y' ^-^ ' 
Hefpanhas. || Dedicado a Diogo Lopez de Soufa, Conde de Miranda, Oouerna- 
dor da Cafa do Porto, ^ fu deftricto, do Con- || felho de fua Mageftade. 
Comendador de Villa- \\ noua d' Alvito, da ordem de Chrifto. || {Vinheta orna- 
mental ; gravura em madeira) || ImpreíTa, com todas as licenças neceíla- 
rias, em II Braga; por Fructuolo Lourenço de Bafio. |I Anno de M.DC. 
XX.VII. 11 Taixado, na m/a (sic) do Paço, a reis em papel. In-4.o de III 

IT. (prels.) inums. e 77 nums. na frente (á excepção da ultima que não 
apresenta a competente numeração). E. 

Na (rente da primeira das III fi. prels. o titula acima reproduzido; no verso da mesma 
fl. I e na (rente da II, em caracteres itálicas, a •Dedicatória do Impressor» (e cole- 
ctor da presente relação) «A DIOGO LOPEZ ![ DE SOVSA, CONDE DE MIRAN-|| 
da, Qouernador da cafa do Porto, & Teu Der- 11 tricto:...> (datada e subscrita no 
fim : «... Bra- \\ga, ^ Agofto 20. de 1627. || Frucíuofo Lourenço de Bafto.>) ; no 
verso da mesma H. II e na frente da III a <Adaertencla ao Leitor.» ; e no verso da 
reíerida fl. Ill: <IN ILLVSTRISSIMI !! D. D. RODERICI da Cunha Archiepifcopi il 
Primatis fertas acciamationet Bracharz || Augutls datas, & nuperrime in lu- ll cem 
editas. || EPIGRAMA. >. 

A Relaçam propriamente dita, que compreende XIII Capítulos e que decorre nas 77 ff. 
nums., i em prosa, enttemeiada, aquf e alf, de algumas composições poéticas. 

A impressão, bastante nítida, foi executada com caracteres redondos e itálicas. O texto 
acha-se, em todas as pags. (incluindo a do rosto), circundado por filetes. 

Curiosa e muito apreciada. Baatanta para. Bom exemplar. 

2726-RELAC,ÃO |1 DO SVCESSO QVE O EMBAIXADOR Jl DE PORTVGAL -^ 

TEVE EM II Roma com o Embaixador || de Caítella. 1| Conforme a copia que j;^ / 7y ^ Cji 
veyo de Frãça. 

Estes dizerea vêem no alto da primeira pag. a preceder o texto da Relação. No fim, 
como que a rematar o mesmo texto, este registo e declaração de Taxa : 

EM LISBOA. 11 Co7n todas as licenças nccef faria». \\ E Priuilegio Real || Na 
Officina de Lourenço de Anueres. Anno 1642. - Taixão elta Relação em 
quatro reis. Lisboa 5. || de Dezembro de I64I. || Cejar. Pinheiro.— In-i." de 
4 ff. inums. '(o verso da ultima em branco). B. 

Opúsculo interessante, apreciado e malto raro. 
Rollaçáo do successo que teve a Armada de Veneza. . .—Veja-se : 5oií«a ^ 

Castetlo Branco (Pedro). C:)' ^"^ ,0^ 

2727— RELAC,AÕ i| DOS SVCCESSOS, |1 (?!'£ O MONTEIRO MOR FIIANCISCO 
DE MELLO 11 General da Caualleria teve com os inimigos Cajlelhanos em \\ 
as Villas de Chelles, ^ Valuerde, Campos de Badajos, \\ com o memorarei feito 



^/ 



^/« 



òl 



262 CATÁLOGO DA UVRARIA 

de hum António Fernandes || Çt* " f«''"<'d" 9«« 7*^ por Caftella dentro \\ ^ a 
Villa de Figueiró de Var- \\ gas a doze pêra treze do || corrente. 
O opúsculo não tem frontispício propriamente dito. O titulo acima reproduzido vem no 
alto da primeira pagina, a encimar o texto da Relação. No fim do mesmo texto, 
como que a rematar, o registo e declaração de Taxa : 

Com de Creio de fim Mugcstade. E as mais lirençaê necef fanas. \\ EM LISBOA 
Na officina de Lourenço de Anueres || Anno de 1642. [] Taxão efla Relação 
om quatro reis. Lisboa 24. de lulho. || de 1642. Pinheiro. Menefes. — In-4.0 
de 7 pags. inums., alem de uma em branco, final. B. 

A composição tipográãca, executada com caracteres redondos, abre com uma letra ini- 
cial (DJ de desenha de fantasia (gravura em madeira). 
Relação interessante e de bastante merecimento para o conhecimento histórico dos su- 
cessos que descreve. Muitíssimo rara. 

2728— RELAÇÃO || DOS USUS, E COSTUMES, UA NOVA, || e diffórme gente, 
que em terra || DE || NOVO DESCUBEHTA, |1 Na altura de cincoenta gráos 
^ /^> do Sul achou hum navio da compairhia de Dinamarca, que vindo da índia 

Oriental, ao paf- 1| far o Cabo da Boa Esperança, encontrou hum vento || 
Noroéfte tao rijo, que o obrigou a correr tnui- 1| tos dias a poupa em ar- 
vore ftcca. ||£'SC/?/7'.4|| POR HUM DOS DA COMITIVA || da dita náo, e 
traduzida da lingun Franceza na Por- 1| tngueza por hnm curinfo Lisbonenfe. 
(S. ind. de /., ii. de d. da impr.—ll4 . ■). In-4.° de 16 pags. B. 

Esta primeira parte da Relação vai att pag. 7, fechando com o usual— FIM ; depois se- 
guem os dizeres :-'<Vende-re efta Relação na loja de Bento Soares no Adro || de São 
Domingos.» A pag. 8 em branco; e na 9, encimada por uma estampa quadrangular 
representando uma nau sobre o mar revolto (tosca gravura em madeira), começa a : 
SEQUNDA RELAÇÃO II DOS II USOS, E COSTUMES 1| DA NOVA E DISFORME 
QENTE...» 

cujo texto vai at« quasi final da pag. 16, a que também põe remate c^dássico- 
FIM, seguindo-se a declaração :-.4í/iar-/«-/!a efta Relafaõ no Livreiro do Adro\\ 
de S. Domingos, e nos Papelisias do Terreiro do \\ Paço, ír^c.» 
Na composição tipográfica do texto das duas Relações empregaram-se caracteres redon- 
dos, sendo de corpo um pouco menor os da composição da segunda relação. 
Opúsculos interessantes, estimados e MUITO RAROS. 

'27-29— Relação exacta, e verdadeira Da Conjuração, que Mostafa' Baxa de 
Rhodes intentou fazer na Ilha de Malta, com os escravos mahomelanos, 
para se fazerem senhores delia, em 29 de Junho de 1749. E das circuns- 
tancias com que foy descuberla, e castigos, que tiveraõ os cúmplices 
delia. Escrita por Hum Cavalleiro Mallez, Besidente naquella Ilha, e re- 
metida a esta Corte ao Excellentissimo, e Rever enãissimo Senhor Princi- 
pal Almeida Portugal. (Vinheta reproduzindo a cruz da Ordem de Cristo; 
gravura em madeira). I.ishoa. Na OfBcina de Francisco Luiz Ameno .. 
M.DCC.L. Com todas as licenças necessárias. In-4.° de IV pags. (prels.) 
inums. e 28 nums. B. 

As pags. prels. Ill a IV conteem uma espécie de preambulo -cA QUEM LER.» 

Opúsculo interessante e RARO. Bom exemplar. 

2730— RELAÇÃO II UISTOUICA II DAS || GRANDES FESTAS, || COM QUE NA 
HESPANHA FOY II recebido íeu Catholico Monarcha, || O SENHOR \\ D. 
CARLOS III. II REY DE CASTELLA, DE NÁPOLES, || De Leam ... || PRI- 
MEIRA PARTE, (única publicada?) Contem as demonftrações de alegria, 



O 



AZEVEDO - SAHODÂES 263 



e entrada, || com que os Catalaens receberão ao mesmo \\ Senhor na Cidade 
de Barcelona. || (Pequena vinheta de ornamento) || LISBOA : || Na OfiBcina 
de Francifco Borges de Sonla. || Anno de 1759. j] || Com todas as li- 
cenças neceffarias. In-4.'' de 10 pags. nums. e duas inunis., finais, de 
«LICENÇAS.» permitindo a impressão. B. 

Hclação interessante e multo para. Bom exenipUr, salvo um pequeno corte de traçi 
na margem inferior das pags. 

2731-RELAC,AÕ |1 QUE TRATA DE COMO E.M CINCoENTA 1| e oito gráos do 

Sul foy II DESCUBERTA HUMA ILHA || por huma Nao Franceza, a qual ^^ <i .>^ 

obrigada de íium || temporal, que lhe sobreveyo, no Cabo da |1 Boa Efpe- O' 

rança, foy a parar na dita Ilha. || Tradttzida da lingoa Franceza || POR || 
BARTHt)LOMEO DA SILVA || E LIMA. H SEGUNDA PARTE. \\ (Vinheta re- 
presentando uma náo com seus tripulantes no momento de se avistar a 
Ilha que se descobria) || LISBOA, |1 Com as licenças necef farias. {S. ind. 
de log., n. de d. da impr. — século XVllI). In-4.° de 8 pags., ou seja 
um caderno de quatro IT., rubricado, no pó da frente da segunda fl.: 
A 2. B. 

Opúsculo curioso e MUITO RARO. 

2732-RELAC,ÃO SVt\/IARIA || DA ENTRADA, QVE O EXERCITO |1 de S. Ma- A^y^^Õ 

geítade fez em Caftella, pelas frõ- || telras de Alentejo, & dos lugares que /O /^ 

to- II mou, & abrazou até hoje féis de Ou- {| tubro, & do que paíTou nofitio, 
II & entrega do Caltello de Alconchel. 
Estes dizeres, constituindo o titulo, vêem-se no alto da primeira pagina a encimar o 
texto da Relação. No fim desta, como qu« a rematar, o registo e declaração de 
Taxa: 

LISBOA. II Com, todas as licenças necef farias. \\ Na Officina de Domingos 
Lopes Rola. Anno 1643. 1| Taxam elta Relaçam em féis reis. Lisboa 17. de 
II Outubro de 16Í3 || Coelho. Pinheiro.— \n-!k.° de 12 pags. inums. B. 

O texto da Relafão, iniciado por uma letra {A) de fantasia (gravura em madeira), vem 
datado no fim: <... Do Campo de Alconchel a 6. de Ou- 1| tubro de 1643.» 

Relação curiosa e muito rai>a. 

2733-RELAÇAÕ |1 SUMMARIA |1 DA PSIZAM, TURMENTOS, \ e gloriofo Mar- ^ 

lyfio II DOS VENERÁVEIS PADRES || ANTÓNIO JOSEPH 1| PORTUGUEZ, || ^ F)A-'^ <C) 

E II TRISTAM DE ATTIMIS i| ITALIANO, || Ambos da Companhia de JESUS- ^"^ ' 

II DA V. província DA CHINA. || (Vinheta tendo no centro as conheci- 
das iniciais simbólicas da Comp* de Jesus : 1 H S ; gravura em madeira) || 
LISBOA: II Na Officina de FRANCISCO DA SILVA, || Anno de MDCCLI. 

II II Com todas as licinças necef farias. Xn-i." de 38 pags. B. 

O texto da ReUção, iniciada por uma letra de desenho de fantasia e encimado por um 
cabeção decorativo, fecha pelo usual-FIM. Segue depois a declaração :-< Ken<fe-/« 
na me/ma Offlctna atrax <U San- 1{ to António da Sé, e nos papeUftas do ter- {| relro 
do Paço e nos cegos peias ruas.»; a que põe remate um florão ornamental (gravura 
em madeira). 
Opúsculo interessante e de certo merecimento para a historia das missões na China du- 
rante o terceiro quartel do século XVIII. -Estimado e RARO. 

2734 — Relação summaria das Festas, que em a canonização dos gloriosos san- 
tos Luiz Gonzaga, e Stanlslao Kostka, celebrarão os Padres da Companhia 
de Jesus do Collegio de Santarém, supposto o decreto da canonizac,aõ de 



/r/ 



í>^ 



264 catXlogo da livraria 



//í? 



Santo Stanislau Kostka, passado pela Santidade de Clemente XI, e tam- 
bém o applauso, que por antaõ se lhe consagrou. Lisboa Occidental, Na 
Ofíiciíw de Joseph António da Sylra. M.DCC.XXVIll. || Com as licenças neces- 
sárias. In-4.» de 1V-136-XVI-4B pags. E. 

Compreende a Relação das festas e dois Sermões : um de Fr. João da Cruz e outro de 
. ^ Fr. António de S. Ambrósio. - Pouco frequente. Bom exemplar. 

2735-RELAÇAÓ H VEHUADEIRA || Da Jornada, que doíde Lisboa fez á Corte 
de Vienna !| de Aiilliia 1| O CONDE DE VILLAR MAIOR, || Como Embaixa- 
dor do Senhor liei D. Joaõ V. a pe- || rfir ao Imperador Jofeph I. feu Irmaõ, e 
_ á Im- II peralriz Viuva, fiw Mãi, || A SENHORA I). MARIANNA DE AUS- 

^ TRIA II Para Rainha de F'ortugal. || Conducção da meíma Senhora pelo 

Conde Einbaixa- || dor ; primeiro a HoUanda, depois a Inglaterra, \\ e dalli 
felizmente a Portugal. 1| Com huma breve defcripção das terras por onde tran- 
fi- II tau ; para inftrucção dos curiofos. || Tudo eícrito por um Ecclefiaítico 
douto, que o Gon- 1| de levava por Confeísor, e reduzido a compên- 1| dio 
para utilidade dos Leitores. i| Impreffa primeira vez em Viena, ano de 1717. 
II (Grupo de pequenas vinhetas tipográficas de ornamento) || LISBOA || Na 
Offic. Patriarcal de FRANCISCO LUIZ AMENO. || M. DGC. LXXXVIl. |1 Com 
licença da Real Mefa da Comiffão Geral fobre \\ o Exame, e Cenfura dos Li- 
vros. In-4.° de 28 pags. B. 

Relasão interessante e muito apreciada. RARA. Exemplar perfeito ; apenas um pouco 
manchado pela agua. 

á736-RELAÇAO || DAS ACÇÕES, || COM QUE 1| NO REAL MOSTEIRO || DE || 
ALCOB.\ÇA||SE RENDERAM A DEOS AS GRAÇAS |1 PELOS FELISSICI- 
MOS ANNOS II D'ELREY DOM JOSÉ PRIMEIRO || NOSSO SENHOR, || CELE- 
^^ ,-5 BRANDO-SE A INAUíJURAÇÃO |i DA ESTATUA EQUESTRE, || COLLOCADA 
) II EM O DIA 6 DE JUNHO DO ANNO DE 175Õ II NA REAL PRAÇA DO COM- 

MERCIO. II (Loyar de peq. escudo d'armas do reino) \\ LISBOA \\ NA REGIA 
OFFICINA TYPOGHAFICAW ANNO MDCCLXXV.\\ Com Licença da Beal 
Meza Ceiíforia. In-fol. peq de frontispício e 150 pags. E. 

Compreende colaboração em prosa e verso (da autoria de vários escritores) nos idiomas 
português e latino. Umas composições são consagradas a D. José I, outras ao Mar- 
quez de Pombal, e ainda outras ao acto da inauguração da estatua equestre. 

2737-RELACION || DE ALGVNAS PERDI- |1 DAS. QVE TVVO FILIPPEIV \] Rey 
de Caflilla, para liempre já |1 más. Amen. 

O opúsculo não tem frontispício propriamente dito. Os dizeres ou titulo que ficam re- 

/produzidos vêem no alto da primeira pagina a encimar o texto da Relação. No fim 
/■-- ^? deste o registo e declaração de Taxa : 

Com todas as licenças neceffariís. \\ Ern Lisboa. Na Officina de Domingos Lo- 
II pez Rosa. Anuo de I64'2, || Taxaõ elta Relação em 4. reis em papel. Lis- 
boa. 2. de Abril || de 1642. Menezes. Cf/ar,— Ia-4.° de 7 pags. inums. e 
uma em branco, final. B. 

. Entre as perdas de terras sufridas por Felipe IV em vários paizes do Mundo, cltam-se 
ni Relação as da índia, Brasil, Portugal, e Ilhas adjacentes; etc, etc. 
Relação interessante e muito valiosa. RARÍSSIMA. 



//' 



AZEVEDO -SAWODÃES 265 



^ 



ó> ^ 



2738-RELACION DE LA. SOLEMNI- |I dad con que en Roma fe hlzo la Ca- 1| 
nonizacion de S. Pedro de Alcan- 1| tara, y S. Maria Magdalena de || Pazzi, 
en 28. de Abril 1| de 1669. 

O opúsculo não tem frontispício propriamente dito. Os dizeres ou titulo acima repro- 
duzidos vêem-se no alto da primeira pagina a preceder o texto da Reiacloii. Mo fim 
deste, como que a rematar, o registo da impressão : 

EM LISBOA II Com ai licenças necef farias. \\ iNa Officina de DOMINGOS CAR- 
NEIRO. Anno de 1660.— In-4.° de 8 pags. nums. B. 
Folheto curioso e MUITO RARO. Bom exemplar. 

2739— flELACÍO.V D£ LAS FIES- \\ tas, que la Compania de lESV haze en la \\ 
Ciudad de Lisboa a la Cancnizacion de S. \\ Inácio de Lcyola fu fundador, i/ 

de S. II Francisco Xavier AposioU dei || Oriente. Coiningale en 30. de lulio, y ^/vAi '-^ '^ 

acabar-le || en 8. de Agoíto. f 

Estes dizeres, representando, por assim dizer, o frontispicio, vêem-se no alto da pri- 
meira pag. do opúsculo, a preceder o texto da Relacion, que finda no verso da pe- 
núltima fl.; e na frente (verso em branco) da'ultima li., por baixo duma vinheta 
quadrangular que tem no centro as conhecidas letras simbólicas da Comp» de Jesus 
I H S, vem o registo do logar, do nome do impressor e da data da impressão, e a 
declararão de Taxa : 

EM LISBOA. II Com licença do santo Officio, Ordinário, & \\ Paço. Impreflo 

por Geraldo da Vinha. || Anno de 1622. || || Taixaõ efla Relação a lo. 

reis cada húa, a 28 de || lULHO de 16'22. || Moniz. Gania. In-4.o de 8 ff. 
inums., ou seja um caderno de impressão, rubricado, no pé da frente das 
quatro primeiras ft'., respectivamente: A, A 2, A 3, A 4. B. 

Espécie bibliográfica muito apreciável. Compreende um «PROLOGO.', outra peça de 
introdução, um 'PRELVDÍO.- e oito «Aplaufos particulares> («APLAVSO PRIME- 
RO> a .OCTAVO V VLTIMO Aplaufo.)- Nesta interessante Relação vêem descritas 
as brilhantes festividades religiosas e mais actos solenes efectuados em Lisboa por 
ocasião da canonização de Santo Ignacio de Loyola e de S. Francisco Xavier. RA- 
RÍSSIMA. Bom exemplar. 

2740-Relando (Hadriano). — ANTIQUITATES || SACR^ || VETERUM || HE- 
ííRAEORUM II BREVITER DELINEATAE || AB || HADRIANO RELANDO. || 
EDITIO TERTIA. || (Linda vinheta alegórica, aberta a buril) || TBAJECTI 
BATAVORUM. \\ E.t Libraria GUILIELME BRODELET, \\ Biblio^jolae. m d 
cc XVII. In-8.° peq. de VI-548 XLIl pogs. E. iperg.). 



^/^O 



Livrinho interessante e muito estimado ; registado por Brunct. Linda edição, adornada 
com um ante-rosto alegórico, gravado a buril em chapa de metal. O frontispicio é 
impresso a preto e vermelho.— Raro. Belo exemplar. 

2741-RELATION II DES MISSIONS || DES EVESQVES || FRANÇOIS || AVX c/-^^ ^ 

ROYAYMES DE SIAM, || de la Cochinchine, de Camboye, & du Tonkin, &c. -^ Q^T^ O^ 

II DIVISE' EN QUATRE PARTIES. \\ (Vinheta com o monograma do im- 
pressor ou livreiro Charles Angot? gravura em madeira) II A PARIS, II 
PIERRE LE PETIT, Imprimeur 
du Roy, à la Croix d'or. 
Chez^EDME COUTEROT, au bon > rue íaiiit 
Pasteur, & \ Jacques. 

CHARLES ANGOT, au Lion d'or. 



266 catXlogo da livraria 



M. DC. LXXIV. \\AVEC PRIVILEGE DV ROY. In-4.« ile XVI 



^,2^ 



pags. (prels.) inums. e 367 niims., afora mais uma inum., final. E. 

Na primeira (a II em branco) da» XVI pags. prels. o frontispício ou titulo acima repro- 
duzido; de pag. 111 a VIII, em caracteres itálicos, a Dedicatória: .A|iSONj!AL- 
TESSE II MONSEIONEUR || CARDENAL || DE BOUILLON, jj ORAND AUMOSNIER 
lide France.. ; de pag. IX a XIV o .PREFACE... ; e nas pags. XV e XVI a «TA- 
BLE||DES CHAPITRES II contenus en ce Livre.»- A pag. inum. final insere o Ex- 
tralct da PrlvUege du Roy., mais duas peças de licenças permitindo a impressão da 
obra, e o seguinte registo:— «Achevé d'imprimer pour la premiere fois || le huititme 
Mars 1674.» 
Relação curiosa e de muito merecimento para a historia das missões francesas nos rei- 
nos de Sião, Conchinchina, Cambodge e Tonkin durante o terceiro quartel do sé- 
culo XVII. -Estimada e RARA. Não registada por Brunet. 
2742-RELATION || DE LA COUR || DE PORTUGAL ll SOUS I| D. PEDRE IL || A' 
/; f^ d^ PRESENT REGNAT. || Avec des Remarques sur les Intérêls do celte || 

fl ^ Couronne par rapport aux autres Souverains ; || & rHistoire des plus con- 

siderables Traitez, 1| qu'elle ait faits avec eux. || Tradiiile de VAnylou. (par 
Colbalch) II TOME PREMIER. || (Vinheta ornamental— espécie de mono- 
grama ; gravura em madeira) || A AMSTERDAM, || Chez Thomas Lom- 

BRAiL marchand || Libraire, dans le Bours-straat. jl |1 M.D.ÍXII.— In- 

12."", 2 tomos de XVIII pags. (prels.) inums. e 542 nums., em um vol. E, 
As XVIII pags. prels. compreendem: titulo de rosto, impresso, em linhas alternadas, a 
preto e vermelho; «AVERTISSEMENT ||SUR CETTEUTRADUCTION.. (pags. Ill 
e IV; e, em caracteres itálicos: .PREFACE || DE || L'AUTEUR.. (pags. V a XVI); 
e .TABLE jj DES || CHAPITRES |1 Contenus dans cette Rélation de (| la Cour de Por- 
tugal., (pags. XVII e XVIU). 
O texto propriamente dito da Rélation corre da pag. num. I a 520; as restantes pags. 
são preenchidas por diversas Bulas de Clemente XIV, em latim com a versão fran- 
cesa. 
Obra curiosa e de bastante valia para o estudo e história do agitado reinado de D. Pe- 
dro II. A versão é estimada. Edição adornada com uma gravura a buril reprodu- 
zindo o busto de D. Pedro Íleo escudo das armas reais portuguesas. 
Barbier (Dtc. des ouvr. anonymes, tomo 4,o, col. 215), referindo-se a esta obra, informa 
que o original inglês foi, como a versão francesa, publicado anónimo, e que se im- 
primiu em Londres, chez Bennet, 1700. 

'2743— RÉLATION || DES MISSIONS || ET DES VOYAGES || DES EVESQUE 1| 

VICAIRES APOSTOLIQUES, II ET DE LEURS EGGLESIASTIQUES || és 

II ^j C^ Années 167-2. 1673. 1674. Sc. 1675. || (Vii/liela com o monograma do impres 



Al 



O^ir 



sor? gravura em madeira) |i A PARIS, Chez GHARLES ANGOT, rue l:dnt 

Jacques, || au Lyon d'or 1| || M. DG. LXXX. (1680) || Avec Apprubation 

^ Priviiege du lioy. In 4. o de XVI pags. (prels.) inums. e 389 numa., 
além de mais uma inum., final. E. 

Al XVI pags. prels Inums. inserem o seguinte: frontispício (pag. I ; a II em branco); 
Dedicatória: «A MONSEIONEUR 1| MESSIRE || FRANÇOIS DE HARLAY, || AR- 
CHEVESQUE DE PARIS, || DUC ET PAIR DE FRANCE, Commendeur des Ordrej 
du Roy,||PROVISEUR DE SORBONE.» (pags. III a Vil); .PREFACE.^ (pags. 
VIII a X); .TABLE 11 DES CHAPITRES || Contenus en ce Livre., (pags XI a XV); 
e: 'APPROBATION.' permitindo a impressão (datada e subscrita: «... En Sorbone 
le septiéme No- 11 vembre 1679. || P1R0T.»).-A H. inum. final contém as- faates de 
Pimprejflon á corrigir.' \ 

Livro interessante e de bastante valor para o conhecimento e história das Missões fran- 
cesas na Conchinchina em parte do século XVII. Estimado. MUITO RARO. Bom 
exemplar. -Su/t>;;&/nen/ ao Manueí du Libraire et de 1'amateur de livres de Charles 
Brunet, tomo II, col. 448. 



AZEVEDO -SAMOD A ES 



267 



RELATIONE (Breve) delia gloriosa morte... Roma, l6'43— Veja-se : Mar- 
ques {Pfdro). 

Relatione delia morte c'hanno palita per la Fede di Christo Damiano 
Cieco, e Melchior Begendono Giapponesi . . . — Veja-se: Lettere annva 
deli índia. . . 

2744— Relatório fiel das atrocidades commeltidas pela farçaõ spolladora de 
17 de Maio do 1828 contra fieis portuguezes. Porto, 1828 : Na lyp. de Viuva 
Alvarez Ribeiro é Filhos. Co'r, Licença. In-4.° de 22 pags., além de uma fl. 
em branco, final. B. 
Opúsculo curioio e raro. 

2745— Remédios (Fr. António dos). — Dissertac,am iiistorico-critlca principal- 
mente sobre a cliamada fabula do glorioso Triunfo, que Escoto conseguio 
em Pariz, defendendo a Immaculada Conceição da Mãy de Deos ; e sobre 
o mais, que a este fim disseraõ Natul Alexandre, e o Claríssimo Orador, 
exornada de muitas reflexoens, a que se iiaõ de subseguir outras, que 
comprehenderaõ as cousas mais notáveis, que em a Dedicatória, Prologo, 
e Serraaõ deo á luz o M. R. P. M. Fr. Jozé Malaquias, por seguir em huma 
tal noticia a Natal .Alexandre, e por dizer aos Principe.s, seriaõ inúteis as 
suas diligencias ao Vaticano sobre a definição deste Mysterio. . . Composta 
por... I.istoa, A'a Oflic. de Domingos Gonsahes. MDCCLV. Cow todas as li- 
cenças necessárias. In-4.'' de XXVIII pags. (pieis.) inums. e -30 nunis. E. 

Antor omitido por Barbosa. - Obra bem impressa. Bom exemplar; ene. ornamentada, a 
ouro, na lombada e nas pastas. 

2746— Renan (Brnesí).— L'Anleclirist, par. . . Membre de llnstitut. Paris: Mt- 
chel Levy Fières, Edittvrs. . . 1873 (No pé do verso da fi. do ante-rosto : J. 
Cloye, Imprimeur), In-S." de lV-Ll-f)72 pags. E. 

As LI pags. prels. compreendem a: «INTRODUCTIONH CRITIQUE DES PRINCI- 
PAUX DOCUMENTS ORIOINAUX |1 EMPLOYÉS DANS CE LIVRE.. 

2747 Les Apotres. par... Paris: Michel Lévy Ftères... 1866 (No pé do 

verso da fl. do ante-rosto : J. Claye, Imprimeur.). In-S." de IV-LXlV-368 
pags. E. 

Nat LXIV pags. preli.: .INTRODUCTION I| CRITIQUE DES DOCUMENTS ORI- 
OINAUX.. 

2748 Salnt Panl, par. . . Avec une carte des voyages de Saint Paul 

par M. Kiepert,... Paris: Michel Lévy Frères, Édiíeurs... 4869. {J. Claye, 
Impr.). In-8.0 de lVLXXVlI-572 p;igs. e uma « Carte > impressa aparte. E. 
Nas duas primeiras das LXXVlI pags. prels. a Dedicatória «A CORNÉLIE SCHCr- 
FER.. ; e nas resUntes a «INTRODUCTION.. 

^Vie de Jesus— Veja-se: Guettée {Abbé). 

2749-Ren8udol (£».'. ).-LlTURGIARUM || OBIENTALIUM || COLLECTIO, || ^iV 
QVA COyTINENTUR... Opera ^ studio Eusebii Renaudotii ParUini... 
(Marca do impressor ; gravura em madeira) || PARISIIS, || Apud Joannkm 
Baptistam Coignard, Regis Arcliitypographum... || || MDCCXXVI. 



,^/^- -P 



//S-o 



^CJ 



^oA^ 



^CJ 



5' 



o 



'si''' 



268 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



II CVM PRIVILEGIO REGIS. In-i.» gr., 2 vois. de XXXVI-cxxxiij-545 Vil 
e VI-xxiv-648-IV pngs. E. 

Livro, no teu género, curioso e estimado. Edição primitiva, RARA, Belo exemplar.- 
Brunel, Man. da llbralré, tomo 4.», col. 1229. 

2750— RenzI (Pedro Amí/o).— RELAC.AM || SVMMAHIA || DA VIDA, SANGTI-|1 
DADE, E MILAGRES DE || Saneia Franciíoa liomana, ou de || roncianis, & 
das acções de || fua Canonização. DIRIGIDA A EXGELESTIS- 1| fima Se. 
nhora Donna Anna de Oria Da-\\qiicza de Torres jVoMrts. || TIRADA FIEL- 
ó' MENTE DOS || proceílos autênticos dfifta cauía, por Mon- || fenhor Fran- 

ciloo Penia Audi- || tor da nota. H AGUItA THADVZIDA FlELMEN- \\ te de 

Italiano em Portwiuez, por Pedro Paulo \\ Remi Romano. || || Com todas 

as licenças neceffarias. H EM LISBOA. ll Por Pedro Craesbeeok. Anno I6I8. 
— In-8.0 peq. de Vlll ff. (prels.) inums. e 56 nums. na frente. E. 

Ni frente da primeira das VIU ff prclt. vê-se uma gravura quadrangular, aberta em ma- 
deira, reproduzindo a imagem de Santa Francisca Romana, tendo em cima em duas 
linhas, o nome da mesma Santa («S. FRANCISCA || ROMANA..), e em baixo os di- 
zeres: <Viueo erta Santa 56 annos morreo na era de 1440. {{ Foi Canonizada polia 
Santidade de N. S. P. Pau- 11 lo V, em 29. de IVlayo do anno de 1608. Sua fefta fe || 
ce I! lebra em 9. de Março.» : no verso da mesma primeira fl. vem uma outra gra- 
vura em madeira, reproduzindo a imagem de S. Carlos Borromeo, tendo também 
em cima o nome-.S. CARLOS BORROMEO.., e em baixo os dizeres: .Viueo 45. 
annos morreu na era de 1584. Foi Canoni- 1| zado pola Tantidade de N. S. P. Paulo V. 
o primeiro II de Nouembro do anno 1610. Sua fefta fe celebra em !| 4. de Nouembro." ; 
na frente da fl. il o titulo acima transcrito; no verso da mesma II. U e na frente 
da Hl as "Licenças.' permitindo a impressão (cinco: a primeira datada e subscrita: 
'...Em S. Domingos || 29. de laneiro de 618. |! Fr. Diogo Ferreira.') ; do verso da re- 
ferida II. III ao verso da VII, em caracteres itálicos, a Dedicatória: >A EXCELEN- 
IjTISSIMA SENHORA [1 DONA ANNA DORIA || Duquefa de Torres nouas.» (datada 
e subscrita no fim: 'Em Lisboa 9. lU Março ilo anno Í618.\\ De 'V. Excellencia || 
Humilirfiuio Teruo. \\ Pedro Paulo Renzi.») ; e do verso da mesma H. VII ao verso da 
VIU o Prologo- -O TRADVC-IITOR AO PIADOSO || Lector.. 

As 56 ff. nums. compreendem : De 11. I a 44 o texto propriamente dito da Relação da 
vida de S. Fraiulsca; de fl. 45 a 52, em caracteres itálicos: «METROS DA |1 RECV- 
PILACAM DEIIALGVMAS COVSAS |j mais notaueis da vida de || Santa Francifca || 
Romana.» ; da frente da H. 53 á frente da 56 (ultima), também em caracteres itáli- 
cos : "METROS DA|| RECOPILAC.AM II dalgílas coufas mais notaueis da || vida de 
São Carlos Borromeo.», que remata com o usual -«LAVS DEO.» ; e no verso da 
mesma H. 56, a meio, uma vinheta quadrangular (gravura em madeira) representando 
a Santa (ou a Virgem Nossa Senhora) acompanhada de seis anjos, dois dos quais 
seguram uma coroa que pende sobre a cabeça da mesma Santa. 

Na composição tipográfica, embelezada de cinco pequenas letras iniciais de desenho de 
fantasia (gravura em madeira), enipregaram-se caracteres redondos e itálicos de vá- 
rios corpos. 

O volume é constituído por oito cadernos de impressão de oito ff. cada um, rubricados : 
o primeiro (as oito ff. prels.), no pé da frente da quarta fl. : *| 4 ; e os sete imedia- 
tos, no pé da frente das quatro primeiras ff. de cada um dèffes, respectivamente : 
A, A 2, A 3, A 4, a O, G 2, O 3, G 4. 

Livrinho, no seu género, muito interessante e de bastante apreço ; não registada por 
Inocêncio. Única edição conhecida. Os exemplares são MUITO RAROS. O nosso, 
belamente espelhado, está em óptimo estado de conservação. 

2751— REPRESENTACIO || CONTRA || EL PRiiTENDIDO || VOTO SE SAN- 

Q ' TIAGO, II QUE HACE || AL REY NUESTRO SENOR \\ D. CARLOS III. Ij EL 

DUQUE DE ARCOS. || (Florão ornamental ; gravura em madeira) || MADRID. 



AZEVEDO -SAMODAES 



269 



MDCCLXXI. 

S. M. II 



i5Sii||Poi' D. JoACHiN Ibarra. Impressor de Câmara de 
CON SLPERIOR PERMISO. In-fo). de IV-171 pags. 

APÊNDICE II DE LOS 1| DOCUMENTOS. || (Florão decorativo, di- 
verso do que vem fionlispicio precedente; gravura em madeira) || /6»., 
pelo mesmo impiessur e data. In-fol. de IM54 p;igs. E. 

Livro interessante e estimado. Bela edi;*o ; de nitida impressio em ma£nifico ptpel de 
linho. Óptimo exemplar. 

2752-Re»endO {André de).— . .. ad 1| epiílolam, D. AMBRO- || Sli MORALIS. . 
— EBOR^... M.D.LXX. 

{Do frontispicio damos a seguinte exacta reprodução loto-zincogrdfica) : 



^^^T^^à 



o í^ 




L.ANDR. 

RESENDÍI LuGtam.ad 

eptrtoIam.D.AMBRO- 

SII MORALiS víri 

doíflííTimi^íncIyíarafa 

drmísE Complocen 

íis Rhetoris.ac 

Rfgnfii/loríograplil 

Rerponfio. 



(O onyinal mede leo-xílinm) 




li 



mã 



ln.4.'' de 20 ff. inums., ou sejam cinco cadernos do impressão de quatro 
ff. cada um : rubricados, no pé da frente das três primeiras fT. de cada 



270 CATÁLOGO DA LIVRARIA 

um deles, respectivamente : a ij (a primeira fl. deste primeiro caderno, 
por ser o fiontispicio, não apresenta a competente rubrica a), a iij a e, 
e ij, e iij. E. 

A$ peças inserias neste valioso opúsculo são, além do que diz o fronlispicio, as seguintes : 

(^AMBROSIVS MOEALES COR 

dubefi. Andreae Refendio. S. P. D. 
Datada de: «Coniplut. xxx. lanuarij. M.D.LXX.» (folhas 2 a 4): 

L. ANDRE^ RESENDIl, LVSITANI. 

ad epiriolam D AMBROSII MORALIS 

viri doctirfimi, Inclytae academiae Coniplutenfis 

Rhetoris, ac Regij hiftoriographi Rerponfio. 

D. AMBRÓSIO MORALI, VIRO 

eruditirrimo, L. Andreas Refendius. S. 
Datada c subscrita no fim: «... Eborae .XIIII. Calendas Aprilis. 1| M.D.LXX. || L. 
Andreas Resendius, Lusitanas. |1 ex animo tuus.> (ff. S a 17) ; 

^AT> SEBASTIANVM, LVSITA-(^ 

NI/E REGEM SER E N ISSIM V M. 

ob regni adceptum regimen. 

Em verso ; e vem da frente da fl. 18 á frente da 20. Segue por ultimo a subscrição 
final, que reproduzimos em foto-zincografia : 

PcrmiíTu Sf auítorítatc LjiiM^norumínquíGtorunij 

Andreas Burgíus Typographus Sc reníííimi 

princípis Cardinaiis , ímprelfit 

EBOR>€ McnfeMaío 

M.D.LXX. 

(O ortyinal mede 26x113'"'"] 

Na composição tipográfica, em que sobresae uma letra ornamental de desenh '"•• 

tasia (gravura em madeira), empregaram-se caracteres redondos (de maior . jrpo na 

primeira linha do titulo do froutispicio). 
Na frente da ti. 17 acha-se reproduzida uma inscrição antiquíssima, por cima da 

vê, decorativamente, um baixo relevo. 
Opúsculo interessante e de muito apreço. Edição primitiva ; e também a única que se deu 

a lume reunindo todas as peças acima mencionadas. RARÍSSIMA. Óptimo exemplar. 

- Braamcamp Freire, Bibllograjia Reseiidiana, n.o XX. 

27r,3 CAR II MEN ENDECASYLLA y hon,... OLISIPONE... M. D 

LXVII. (1567). 

(Do frontispício damos, em fulba aparte, a exacta reiirodução ^otozincográfica]. 
Ji /) ^^ ln-4.° de 45 IT. nums. pela frente, a ultima das quais está erradamente 

'P^fl numerada 54. E. 

O recheio deste precioso folheto compõe-se do seguinte: titulo (frente da ti. I ; verso 
em branco^ ; em caracteres redondos, a Dedicatória : 

f^SEBASTIANO EXCEL- 
SO LVSITANI/E lihGl, 
L. André, Refendius. 



RESENDIiCAR 

MBN ENDECASYLLA 

bon,ííà Sebaílianum T^epcm 
SercríiJsimunLj. 




o L í S I P o N E. 

ApUfíFrancilcum Garcioncm inofficína loiíls 
Bíircrx.TypographiRcgij, Aano. 

M D LXVU. 

Rosto do livro descrito no Catálogo sob o n.o 2753. 
O original mede I57X98mm. 

(Pag. 270) 



272 . CATÁLOGO DA LIVRARIA 



€ Permiflii tt inotoriíate fD»?ni(ici D. Ceorgíj Aímcidir pro 

(ctcniirimoprincipcHenricoS.R. E.Cirdmale Olriiponcn- 

fiifchiepilcopo, orilinjríipoccftjcc fungenól, (íRcucreo» 

dipami. F. Frincifci Forcrij oi Jinís fratrum Prxiii- 

cunrum in pomigalia prouinciilis pra fcfti, 

ImptclTithjrc L-Andf. R.cfcndijopa 

fcuU Ffincifcus Gatão 

OliUpone. 



^0 



M. a LXVIL 

(O original mede áQXlOõ""") 

O opúsculo é constituído por 10 cadernos de impressão: o primeiro, rtc oito ff., acha-se 
rubricado, no pé da frente da terceira, quarta e quinta, respectivamente: A 3, A 4, 
A 5 ; os oitos imediatos, de quatro ff. cada um, rubricados, no pé da frente das 
três primeiras tf. de cada um deles, respectivamente : B, D 2, B 3 i I, l 2, I 3 ; to 
imediato c ultimo, de seis ff., no pé da frente das quatro primeiras, respectiva- 
mente : K, K 2, K 3, K 4.^i rubrica não se vê a letra / 
Como peças decorativas, a composição tipográfica apresenta somente, além da vinheta 
que vem no frontispício, quatro letras ornamentais de desenho de fantasia (gravura 
em madeira) e cinco vinhetinhas em forma de corações : quatro a anteceder as epí- 
grafes de igual numero de peças compiladas no opúsculo, uma a fechar uma das 
mesmas epigrafes, e duas a rematar a impressão de duas das mesmas peças. 
Na Epistola Ad Bartliolomwum kehedium vcem-se reproduzidas alguaias inscrições de 

remota antiguidade (gravuras em chapa de madeira). 
A imagem que se observa na vinheta que embeleza o frontispício é a do mártir S. Vi- 
cente. 
Opúsculo interessantíssimo e apreciável a vários respeitos, e por isso muito estimado. 
Edição primitiva (a única citada pelos biblíógrafos), de esmerada execução típo- 
gráRca. Os exemplares, muito preciosos e procurados, são EXTREMAMENTE RA- 
ROS no mercado: de ha muitíssimos anos a esta parte, que nos conste, só apareceu 
o que, em 1915, le vendeu no leilão de livros (parte) que. pertenceram ao Mosteiro 
de Palme (N.o 801 do respectivo Catálogo). O nosso exemplar acha-se em perfeito 
estado de conservação, e esta circunstancia decerto o valorísa, e muito. - Barbosa 
.Machado, Bibl. Lus., tomo I, pag. 165;-Nic. António, Bib. hísp. nora, tomo 1, 
pag. 84 ;-BraanKamp Freire, Bibliograjia Resendiana, Parle I, n.o XVIII. 

27,54 De nerborfl rouiu- \\ yatUme commen- || tanus. || OLISIPONE, . . 

M. D. XL. {1540). 

^ IDu frontispicio damos:, em (olha áparle, a exacta reprodução foto-zine.ográfica). 

^yíff) ^ Xn-lk." de 60 IT. inunis.-, ou sejam -15 cadernos de impressão de quatro IT. 

^ ' cada um, rubricados, no pé da frente dns três primeiras fT. do cada um 

deles, respectivamente: Aij {a primeira fl. deste primeiro caderno, por 
ser o rosto do livro, não .ipresenta, como é usual, a comjíetente rubrica 
já), A iij a P, P ij, P iij. Devendo notar-se que não ha caderno com a ru- 
brica J. K. 

Ni frente (verso em branco) da primeira H. o titulo e vinhetas de ornatos acima repro- 
duzidas em «fac-simile> foto-zincográfíco ; na H. 2 a Dedicatória : 

L. RESENDIVS PAVLO 

ANTÓNIO SVO 

S. D. 




Fronlispicio da obra descrita no Catálogo sob o n.o 275-1. 
O original mede ITlXHôm™. 

(Pag. 272) 



AZEVEDO -SAMODAES 



273 



(datada no fim: '...OUflpone idibus tuni]s.\\ W M. D. XL.y); de fi. 3 a 59 

(frente) o texto da gramática latino-portuguesa propriamente dito, que fecha com o 
usual -^-^ Finis. ; no verso da referida tt. 59, em caracteres itálicos, vem uma poe- 
sia latina, encimada pela epigrafe : 

< ^-^^ Diodocus Siephanus ad leciorem. > 

seguida da data: <Af. D. XL.> ; e na frente (verso em branco) da fl. 60 (ulti- 
ma), em pequenos caracteres redondos, a •Erratula.», e depois, a rematar, a marca 
do impressor Luis Rodrigues, a qual aqui se reprodui em foto zincografia : 




A composição tipográfica, que denota bastante perícia da parte dos artistas que a execu- 
taram e que se mostra embelezada com diversas letras iniciais de desenho de fanta- 
sia (gravura em madeira), foi executada com caracteres redondos e itálicos, empre- 
gando-se os primeiros no texto português e na 'Erratulíf e os segundos no texto 
latino. 

É de bastante merecimento e apreço este curioso espécime filológico do erudito arqueó' 
logo eborense, não só pela sua grande raridade, mas também por que representa um 
dos primeiros trabalhos que, no seu género, vieram á luz entre nós. Barbosa Ma- 
chado regÍ3ta-o na sua Bibl. Lus. (tomo I, pag. 167) : «He uma Arte de Orammatica 
para D. Leonor de Noronha, e feu irmaõ o Conde de Alcontim filhos de D. Fer- 
nando de Menezes II. Marquez de Vilia Real.> 

>L. II tt 



274 



CATALOGO DA LIVRARIA 



Os exemplares, verdadeiras preciosidades bibliográficas, são, repetimos, DE EXTREMA 
RARIDADE; nem mesmo nos consti que, de lia deienas de anos a esta parte, tenha 
vindo ao mercado outro exemplar além do que, em 1Q18, foi arrematado no Leilão 
da Livraria Bertrand (descrito a pags. 377-379 do respectivo Catálogo), por 250SOO 
escudos. Pacece-nos que de todas as Bibliotecas Publicas do paiz, apenas a de Lis- 
boa possue um exemplar (falho da ultima H., ou seja a que insere a <Erratnla.> e a 
marca do Impressor da obra), e isto evidencia bem a sua raridade. - Nicolau Antó- 
nio, Blbl. hlsp. nova, tomo I, pag. 85; -Braamcamp Freire, Bibliografia Risendlana, 
Parte l, n.o VIII (Arquivo Histórico, Vol IX (I9I4), pags. 289-290). 

A Qramática reimprimiu-se em Colónia Agrtpplnct, 1610. Os exemplares desta reim- 
pressão, são lambem de extrema raridade. 

2755 EPISTOLA DE VI- || TA AVLI || CA.— BononiaR (Bolonha), WSi. 

{Do froittisj^ieio damos a seguinte exacta reproãtição foto-xincográfica) 



<7) ^, 



7^ A 



.■O 



^2/?n2Ãí^t2i2?tííf^2^^íf^?f/:>J(lf3> 




■iii JW <vu j\v m .\J VIU w« tw .tvtf fffí 



[O original mede laUxlOS""") 

ln-4.'' de 8 fl'.^iniims , ou sejam"dois cadernos dp impressão de quatro IT. 
cada um, rubricados, no pé da frente das duas primeiras ÍT., respectiva- 



AZEVEDO -SAMODÃES 275 



mente : A ii (a primeira 11. desto primeiro caderno, por constituir o rosto 
do opúsculo, não apresenta a competente rubrica ,\) a B, B ii. li. 

Na frente da fl. 1 o titulo e cercadura acima reproduzidos em <fac-simile' ; no verso da 
mesma U. 1 a Dedicatória, em verso, encimada pela epigrafe : 
L. Refendius Lufitanus. 
Petreio Aphani fuo. 
da frente da ti. 2 a frente da 8 o texto da «Epistola- (em verso) propriamente dito, 
precedido da respectiva epigrafe : 

L. And. Resendii Lufitani, Epiftola de uita 
Aulica. Ad Speratum MartianS 
Ferrarias Lu fi- 
ta n u m. 

(Fecha com is dizeres e data: «Vale. Bruxellis Calendis Nouembrib. | M. D. XXXI.»); 
e no verso da mesma ti. 8 (ultima) duas poesias latinas : a primeira precedida da ru- 
brica ou epigrafe : 

L. Refendius, eidem Sperato Martiano 
Ferraria, ad bellQ Tureicil uenienti. 
e a segunda : 

Eidem, a Caefare facramentis militarib, obftricto. 
Seguindo-se ainda, como que a rematar, a subscrição final, que damos em reprodu- 
ção foto-zincográfica : 

loatmes Bapcída Phaellus Bononícnrís Bono/ 

n\x Impredic Anno Dommí. M. D. 

XXXIlI.MenfcUnuario. 

(O original mede 26x96'"'") 

Na impressão, bastante nitida e esmaltada com duas letras iniciais de desenho de fanta- 
sia (gravura em madeira), empregaram-se caracteres redondos de dois corpos (meno- 
res nas duas poesias insertas no verso da ultima folha, e maiores no restante texto). 

Edição primitiva, e a única isoladamente publicada citada pelos bibliógrafos. RARÍS- 
SIMA. .Magnifico exemplar. -Barbosa Machado, B/W. Lus., tomo I, pag. 158;— Nico- 
lau António, Bibl. Iiesp. nova, tomo I, pag. 84 ;— Braamcamp Freire, Bibliografia 
Resendiaaa, Parte I, n.o VI {Arquivo Histórico, Vol. IX (1914), pag. 289). 

As reimpressões, acompanhando outros escritos de Resende ou também de outros auto- 
res, citadas pelos srs. Leitão Ferreira (1) e Braamcamp Freire (2) são as seguintes: 
Colónia Agrippince, 1600 (3) ; /*/, 1602 (4) ;-e Coloiúiv, 1613 (5). 



(1) Noticia da vida de André de Rtsende (Arquivo Histórico), tomo Vlll, pag. 
36Õ e seguintes, e tomo IX, pp. 175-285), notas 13 e 153. 

(2) Bibliografia Resendiana, Parte 11, n.o 40. 

(3) Opera Resendiana. -Coloni» Agrippinae, In Oflicina Birckmannica, sumpti. 
bus Arnoldi Milij. Anno salutis cii iic. Cum gratia & priuil. Sacra: Casar. Maiest 
In-8.0, 2 voli (BibL Res. do sr. Braamcamp Freire, nums. XXV e XXVI). 

(4) Db Rebvs II HispAxicií II LvsiTAMcis , Indicis & /Cthi- || opicis... CoLO^■I.E 
Agrippin.í, II In OfBcina Birckmannica, fumptibus || Arnoldi Mylij. Anno mdcii || Cum 
gratia ^T* priuileg. S. Ctefar Magefta. In-8.o peq. de XXIV-443 (aliás 444) pags. 
(Nas pags. prels. XIX a XXIV. -Veja-se na primeira parte do presente Catálogo o 
n.o 1035). 

(5) L. ANDRE;E ' RESENDII EBORENSIS, ;; POEMATA, |l EPfSTOLy€ His- 
tórica:, ORATIONES.W QVlBVa PR.-ETER EX- 1; qívisitvm verborvm dble- II ctvm 
Et Osnatvm Et Hi- || ftoris admodum memora- 1| biles continen- 1| tur. || COLONI,t. 

Apud Gerhardum Oreuenbruch. || Anno M. DC. XIU.-In-8.o. (É o n.o XXIV da 
Bibl. Res. do sr. Braamcamp Freire). 



276 catXlogo da livraria 

/2756 EPISTOLA II três carmine. . .—Olisipone.. . M. D. LXl. (1561). 
C ^ (Do frontispício damos a exacta reprodução foto-zincográfica que segue): 

<«L.ANDR.RESENDII.5*> 

t rSITANIjEPIS TOL/e 

trcs carmine. 
& 

Du2 ad LupumScintilUmlum 

conliiltum pcrií 

tifsimiim. 

Vnâ zd Pctrcium Sandium poe cam. 

Item Epif^ola pro/ã orarione pro colonU 

^aceiífi ,ad hannem Vafkum 

Vimm JeFliJiímum. 

*t PermiíTu & authoritatc Rcucrcndi ^ 

patris fratris Franciíci Forcrij, 

Olifipone,in ofificina loan- 

ms Blauij Colonicnfis, 

Typographi 

M. D. LXf. 

(O original mede 158x10 Imm) 

In-4.'' de 23 ff, iniims., ou sejam seis cadernos de impressSo : os cinco 
primeiros, de quatro ff. cada um, estão rubricados, no pé da frente das 
mesmas quatro ff., respectivamente : A 2 {a primeira fl. deste primeiro 
caderno, por constituir o rosto, não apresenta a competente rubrica A) 
A 4 (esta rubrica vem na 4." folha) a E, E 8, E 3, E 4 ; e o sexto e ulti- 
mo, no pé da frente da primeira : F. E. 

Na frente (verso em branco) da primeira ft. o titulo ou frontispício acima reproduzido 
em folo-zincogra6a ; da frente da ÍJ. 2 á frente da 4: 

(|%^L. ANDR. EESENDIVS.f»? 

LVPO SGINTILL/E 

luris confulto. 




Portada do livro descrito no Catálogo sob o n.o 2757. O original mede 178xl28>» 

(Pag. 277) 



AZEVEDO -SAMODÂES 277 



do verso da mesma fi. 4 á frente da 6 : 

(^L. ANDR. EESENDIVS. 5^ 
LVPO scintill.í; 

luris confulto. 
do verso da mesma li. 6 até á frente da 10 : 

(^ L. ANDR. RESENDIVSfW 
PETREIO SANCTIO. 

(vem no fim datada de : .Ebora, nonis Maij. || M. D. XLU. || ^^ .) ; do verso da re- 
ferida fl. 10 a o verso da 21 : 

(j%^L. ANDR. RESENDII.f^ 
PRO COLÓNIA PACENSI. 
Ad loannes Vafceum virum 
doctifsimum. Epistola. 
(vem também no fim datada de : «Ebora, quarto nonas Febrarij. ,| M. D. LIIl..) ; e 
na frente (verso em branco) da ft. 22 (ultima): na parte superior a «Erratula.», se- 
guida do clássico- -LAVS DEO.» ; e na parte inferior (pé da pagina), o registo do 
logar, do nome do impressor e da data da impressão, o qual se reproduz foto-zin- 
cográficamente : 

Oiinponc,apud loannem Blauiura, 
Typographum Regiura. 

>1 . D . L X 1. 

Aj três primeiras das quatro cartas que o opúsculo insere são em verso heróico, e a 
quarta em prosa. A composição tipográfica dos versos está em itálicos ; a da prosa 
em redondos (de corpo sensivelmente maior em diversas inscrições insertas na frente 
da H. 13) ; vendo-se algumas linhas e palavras entremeiadas em itálico, e ainda ou- 
tras palavras em grego. A embelezar tem a mesma composição quatro letras iniciais 
(cada uma no começo do texto das quatro cartas). 

Folheto de muito apreço. RARÍSSIMO. Óptimo exemplar. -Barbosa Machado, BiW. ius., 
tomo I, pag. 166;-Nic. António, Bibl. Hlsp. nova, tomo 1, pag. 84 ; — Braamcamp 
Treire, Bibliografia Resendiana, Parte 1, n." XVI. 

Ha reimpressão, citada por Barbosa : Colónia Agrlpplna, Ex Officlna Birckmannlca, 
1600. 

GenethUacon Pnncipis 1| Lulilani . .—Bonoime Jíolonha) í5i3. 



(Do frontispicio damos, em folha aparte, a exacta reprodução foto-zincográfica). 

In-i." de 24 foltjas inumeradas (a ultima em branco?). E. 

Na frente da primeira fl. o frontispicio ou pórtico cujo <fac-simile> acima se di; no 
verso da mesma primeira fl. uma poesia latina, sob a epigrafe : «Michaeli Siluio 
pontifici ii L, Refendius.»; na fl. 2 e em parte da frente da 3 a Dedicatória: cDIVI 
Emanuelis pii, felicis, inuícti filio, ;i DIVO loanni pio, felici, inuicto, Lufita H norum 
regi fortiffimo, Africo, Atlanti- 1| co, Aethiopico, Arábico, Perfico, '; Indico, Tapro- 
banico, II Triumphatori max. !t L. Refendius i; S. D.., datada no fim: «Bononis, Ca- 
lendis lanuariis, |1 M. D. XXXII1.>; da restante parte da frente da referida fl. 3 
a parte da frente da 20 o texto poético do Oenethliacon propriamente dito; da 
restante parte da frente da mesma H. 20 a parte da frente da 22 : 

L. And. Refendii LafiUiii Epicedion || rapto Dadns Principi. \\ Ad Cxrareio. 



//M' 



ús> 



i278 CATXLOáO DA LIVRARIA 

da restante parle da frente a parte do verso da mesma fl. 22 : 

•Ode de eodem.» 

na frente da ti. 23 a declaração das erratas; vindo no verso desta M., a melo, o 
registo do lugar, do nome do impressor e da data impressão, que damos em repro- 
dução foto-zincográfica : 

lOANNES BAPTISTA PHAEL 

lus Bononienfis Bononía: 

I m p r e fl 1 1 

Anno Incarnationis Dominicíe 

M D. XXX 1 I I.Meníe 

lanuano. 

+ 

(O original mede 39X95'"'") 

A composição tipográfica, embelezada com diversas letras iniciais de desenho de fanta- 
sia (gravura em madeira), foi executada com caracteres redondos de dois corpos, 
empregando-se os de corpo menor na poesia inserta no verso da primeira K. e nas 
notas marginais que por vezes o texto apresenta, e os de corpo maior no restante 
texto do opúsculo, -vendo-se também alguns caracteres gregos (uma linha- frente da 
H. 3-, três palavras— verso da H. 7, frente da 11 e verso da 14-, e uma nota ao 
texto -verso da H. II). • 

O opúsculo compreende seis cadernos do impressão, de quatro ff. cada um, rubricados, 
no pé da frente das duas primeiras tf. de cada ufh deles, respectivamente : A il (ã 
primeira H. deste primeiro caderno, por constituir a H. de rosto, não apresenta a 
competente rubrica A) a F, f U. 

Nesta sua interessante produção literária cita André de Resende, com merecido elogio, 
os escritores seus contempor,ineos- Damião de Góes e Gil Vicente. 

Única edição que sem acompanhamento de outra peça se fez (citada por Barbosa Ma- 
chado, Bibt. Lus., tomo I, pag. 16), de execução tipográfica muito perfeita, e de im- 
pressão nitidissima sobre magnifico papel de linho. Os exemplares são muito raros, 
não tendo nenhum aparecido no mercado, que nos conste, de ha longos anos a esta 
parte. - Braamcamp Freire, Bibliografia Resendiana, Parte I, n.o V (Arquivo histó- 
rico, Vol. IX (1914), pag. 288). 

2758 HISTORIA, DA || ANTIGVIDADE |1 DA CIIDADE || ÉVORA...— 

Euora... M.D LllI. (1533). 

2^ {Do fronlifpieio damos, ev foUia ápnrle, n exacta reprodução foto-zincográfica). 

\_y '-' In-S." peq. de 5t) ff. inums., além de uma em branco, final, ou sejam sete 

cadernos de oito IT. cada nm (com excepção do terceiro, que contem nove ; 
rubricado no pé da frente das cinco prinjeiras : c, c _;, c y, c tij, c íiif), ni- 
tiricados, no pé da frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, res- 
pectivamenle : a ij, (a primeira fl. deste primeiro caderno nTio apresenta 
o competente rubrica: a), a iij, a iij, a iiij a g. g ij, g iij) g iiij. E. 

Na frente da primeira H. o titulo e tarja ornamental acima reproduzidos em <fac-simi- 
le» ; no verso da mesma li. I, li. 2 e frente da 3 a Dedicatória "A ho Príncipe 
norfo II fenhor.» (D. João, filho de D. João III ?); do verso da mesma H. 3 a parte 
do verso da 5 outra Dedicatória ou Prologo : «ijA hos vereidores, procurador, || 8t 



^_^oA 



ÍHISTORIA, DA^ 
^ ANTIGVIDADE Ç 
? DA CíiDADE f 
^ ÉVORA. £ 

^ "^ f 

^ Feda per Meeftre Ç 
^ AndrcedeRee f|^ 

ò fendi 

I 

^ i 

Rosto do livro descrito no Calálogo sob o n.o 2758. 
( l'ag. 278) 



le.- 



M.D.LÍII. 



AIEVEDO-SAMODÃES 279 



fcriuão da camará da muito noble & fempre leal cijdadeU Euora, meeltre Andret 
de Reefende. •.•.■.■.» ; da parte inferior do verso da referida H. 5 ao verso da 47 o 
texto da Historia propriamente dito ; nas ff. 48 e 49 : 

^J-^ Fala que meeftre Andree ^J-J 
de Reefende fez aa Princepfa 
domna loanna noffa fenho 
ra, quando logo veo a 
eftes regnos, na en- 
trada da cijdade 
Euora. 
que fecha com o clássico 



de fl. 50 a 55 a 



f^ LAVS DE O. ^%-^ 

TABVLA 
•i Tabula de algilas coufas mais 
notauees que en efta hiftoria 
fe contêen. 

que remata com o usual- FINIS. ; e, finalmente, na frente (verso em branco) da H. 
56 (aliás 54 ?) a subscrição em que se indica o logar, nome do impressor e data da 
impressão, que damos em reprodução foto-zincográlica de tamanho exacto : 

^Foí ímpreíTa cila híftona da 
antiguidade da muito no-*" 
ble&rfempic leal cí/da- 
de Euora.en ha mecf 
macijdade.Pcr Aa 
dree de Burgos, 
ímpreíTordo 
Cardeal/ 
^ Infante 
ahos.xxvj.diasdc Odubro. 
M^D.LIIÍ. • 

o texto da Historia propriamente dito compreende dezassete capítulos : o primeiro com 
a epigrafe e numeração: >Do vero nome defta cijdade. Ca. ij.» (slc); e o ultimo: 
«Conclufam do tractado. Cap. xvij.» 

Na composição tipográfica, esmaltada de varias letras iniciais de desenho de fantasia 
(gravura em madeira), empregaram-se caracteres redondos de um só corpo. A im- 
pressão, esmerada e nitida, foi executada sobre magnifico papel de linho. 

Nas primeiras 47 folhas cada uma das pags. tem á cabeça a rubrica : nas pags. pares- 
HISTORIA; nas impares - DE ÉVORA. 

A «Historia das antiguidades de Évora- de André de Resende é, no seu género, um li- 
vrinho interessantíssimo e de elevado merecimento, e por isso muito considerado e 
estimado. Edição primitiva, verdadeiramente preciosa, e a MAIS RARA das três 
que a obra hoje conta. Desta primeira edição não se conhecem presentemente mais 
que dois ou três exemplares, incluindo o nosso, que, salvo ter as ff. 14 a 17, 24 a 
26 e 31 em reprodução executada no século passado, na tipografia particular do Conde 
de Azevedo, está belamente conservado.— Barbosa Machado, Blbt. Lus., tomo 1/ pag. 



280 catXlogo da livraria 



165 ; - Figanière, Blbl. hlst. port., n.o 721; -Inocêncio, Dlc. blbl., tomo I, pags. 
66-67 : - Pinto de Matos, Man. bibl. port., pag. 485 ; - Braamcamp Freire, Biblíogr. 
Resendlafia, n.o XIII;— etc. 
A segunda edição, também muito rara, foi igualmente impressa em Évora pelo mesmo 
impressor André de Burgos. Consta de um 8.o peq., em caracteres góticos. Os di- 
zeres de seu frontispício, circundados por tarja formada de seis vinhetas de ornato 
(tosca gravura em madeira), rezam textualmente assim : 

f iCtorin òa \\ niittguiba&í Sn ffii- 11 òait 6c (Suo- 1| rn. || C istXa \m 
mrtrirí :| ^ii&rct òt Jícr ii fciiíic. j| (C ngoni iicfta ffSU" II bn impitffnm 

E- II mcnbnSn peio || llicrm» nutor. 1| 1576. -No fim: ^ Foy Imprerra efta hif- 
toria da anti- 1; guidade da muito noble & fê |1 pre leal cidade de Euora || em ha 
mefma cida B de. Per André || de Burgos, || imprefíor ]| & Ca || uaileiro da cafa do 
Cardeal Infante. 11 ao primeiro dia de Feue- |I reiro de. iV1.D.LXXVl.-ln-8.o peq. de 
66 ff. inums., a ultima das quais em branco. 

No verso da H. do rosto a Aprouaçam (datada : "26 de Ouctubro de 1575.0, e a 
licença da inquisição para poder correr (datada e subscrita : <Em euora .a.4. de 
Nouembro, Manuel Antunes secretario do Conselho geral, o fez de .1575. Lião An- 
riquez Manoel de Coadros »- Braamcamp Freire, Bibl. Res., n.o XXII. 
Da terceira edição possue a livraria Azevedo-Samodães um perfeito exemplar, que pas- 
samos a descrever : 

2759 Hlítorla da anti- jj guidade da Cidade |1 de Euora. || fecta per meef- 

tre An- II dree de Reefeiide. || Terceira Ediçam fielmen- || le copiada da fe- 
cunda, I! que /e/e: em Euora em \\ 1576, a qual foy ain- \\ da emendada pelo || 
^ mefmo autor. \\ LISBOA || Na Of. de Simão Thaddeo Ferreira. || Anno 1783. 

O II Com licença da Real Meza Cenforia. ln-8.° peq. de HOpags. inums., além 

de uma em branco, final. E. 

Na primeira pag. o titulo acima transcrito, o qual se encontra emoldurado por cercadura 
formada de peqs. vinhetas tipográficas de ornamento, simetricamente dispostas; na 
pag. 2 a «Aprouaçam defte liuro.» (duas: a primeira datada e subscrita: «-.. 26. de 
Ouctubro. de. i; 1575. , Pêro luis.- ; e a segunda: «... Em euora. a. 4. 1| de Nouem- 
bro. Manoel Antunez ;: fecretario do Confelho geral, o '] fez. de. 1575. I| Lião Anri- 
quez. II Manoel de Coadros.») ; de pag. 3 a 4 a Dedicatória «A ho príncipe noffo fe- 
nhor> ; de pag. 5 a parte da II a outra Dedicatória: «A hos vereadores, procurado- 
res, & I' efcrivão da camará da muito no- '1 ble & lempre leãl cijdade i| Euora, meftre 
Andree |i de Refende > ; da restante parte da referida pag. 11 a 99 o texto da «His- 
toria» propriamente dito ; e de pag. 100 a 108 a «TABVLA» («Tabula de algumas 
coufas mais II notaueis que nefta hiftoria || fe contéen.»), que fecha com o usual — 
•<F1N1S.>, seguido por a subscrição final da segunda edição da obra:-Foy imprelfa 
efta hiftoria da an- jl tíguidade da mui noble & |; fempre leal cidade de Euora ||en 
ha mefma cidade. Per An- 1; dre de Burgos, impreffor, & || Caualleiro do Cardeal In- 
fante, i ao primeiro dia de Feuereiro : de. M.D.LXXVI». 
É reimpressão estimada, e os exemplares não s.ão já comuns no mercado. -Juntamente, 
na mesma encadernação, encontra-se um exemplar da não menos apreciada : 

■ COLLECÇAM 1| DAS AíNTIGVIDADES |1 DE ÉVORA || ESCRITAS POR 

II ANDRÉ DE REZENDE. \] DIOGO MENDES DE VASCONJ\ CELLOS. || 
GASP.AR EtíTAÇO \\ Fr. BEHNAHDO DE BlilTO, || E MANOEL SEVE- 
tUM DE FA- II RIA. || FEITA || POR BENTO JOZE' DE SOUZA FARINHA 1| 
P;-of<-ffor Reyio de Filofofin, e Sócio II da Academia das Sciencias de Lisboa. || 
(Grupo de peqs. vinhetas tipográficas de enfeite — asteristicos) || LISB. Na 
Ofticina de Filipe da Silva e Azev. || Anno M. DCG. LXXXV. || Com licença 
da Real Meza Cen/oria. In-S ° peq. de ISO pags. — Âs duas obras em um 
vol. B. 





L. A N D R ?: A. 

%_ES ENT) II IH 

OBITVM D. lOAN- 

KIS. III. LVSITA' 

NIAt RHOIS.CON- 

tiy t s T IO. 

PERMISSV ET AV- 

íloritate Reueremlifíimo 

rum patiuin Inqui- 

(ícorum. 

OLlSIfOKE, 

Apud íoanné Blauium 

Typographum 

RcgiLim. 








Portada da obra descrita, no Catálogo sob a ii." 2760., O origi.i.il mede l-'0 ■- 125im.i 

(('■■tf- 2S1); 



Libri Quaruci 



DE ANTiaVITATIBVS LVSITANIA 
iLu'.io Andrça Refcndioolim íncho2ti,ôí 
á lacobo Mencetio Vafconcello 
recognici.st^ abíotuti. 



jla^ííi lihtr ^utntus ii anúquScte municipij Bíorenfs, ak cedem 

'/áfioncfllo conferi^luj, tjM numi>ut(íre,feíunius 

tomus ^inpe jiics liíroi cantaieni,cito, 

ieo aft. max.fautntty 

in Uctmproâibit. 



PtrmiUenie regia maicftarc,& fuprímo facrc faneis; 

jr.qHifítionisffnatu>cum prÍL'i!fgio 

addtccjiniuni. 



ExtuJtiat iíurtiimí 'Bvjginfu neadmU typcíraflins. 
Ebors anno 



Rosto do livro descrito no Catalogo sob o n.o 2701. O original 
mede 210X140niin. 

(Pag. 2SI) 



AZEVEDO - SAMODÃES 28 1 



Na prioieira pag. o frontispício; na pag. 2 uma peq transcrição da Eccles. e outra do 
Machab.; de pag. 3 a 9 a Dedicatória: «AO MVITO ILLUSTRE ' SENADO || DA 
MVY NOBRE E SEMPRE LEAL CIDADE DE ÉVORA i BENTO lOZE' DE 
SOVZA FARINHA.. ; na pag. 10 (estas primeiras dez pags. não apresentam a com- 
petente numerai;.?o ; esta sõ começa a aparecer da pag. 11 em diante) a «TABOADA 
DAS OBRAS , QUE VAN NESTA COLLECÇAM.- ; de pag. II a 25: -VIDA || DO 
LICENCIADO ANDRÉ DE REZENDE H ESCRITA POR |l DIOGO MENDES DE 
VASCONCELLOS ;j Tirada do Latim em Lingoagem. 1| Da ediçam de Martinho de 
Burgos \\ Évora aiino de 1593.»; de pag. 26 a 36 a ■•Hiftoria da antiguidade da Cl- 
Wdade de Évora De Rezende.' ; de pag. 37 a 111 : -LIVRO V. [! DO MVNICIPIO 
EBORENSE II AVTHOR II DIOUO MENDES DE VASCONCELLOS || Cónego e Inqui- 
ridor em Évora. ' Tirado do Latim em Lingoagem da .! Ediçam de Martim de Bur- 
gos Évora 1593.»; de pag. 112 a 155: ..DE G.\SPAR ESTACO || VARI.\S ANTIGVI- 
DADES DE PORTVGAL !; Impreífas cm Lisboa em 1625.. ; de pag. 156 a 176: .DE 
Fr. BERNARDO DE BRITO !1 CHRONICA DE CISTER || LIVRO V. |! CAP. XII. (e 
XIII); e de pag. 177 a 180: -ELOGIO DE ÉVORA il DE MANOEL SEVERIM II DE 
FARIA.. 

Relativamente a André de Resende, veja-se também o interessante e valioso estudo do 

Sr. Braamcamp Freire-«As sepulturas do Espinheiro Lisboa, Imp. Nacional, 1901, 

in-S.o gr. de VIII-103 pags., além de uma em branco, uma de índice das estampas e 
outra em branco finais, e seis magnificas fototipias. 

2760 IN II OBITVM D. lOA- II iSIS III . . —OLISIPONE. .. 1557. 

(Co frondspicio damos, em folha aparte, a exacta reprodução foto-zincográfiea]. 

In-4.'' de 8 pags. inunis., ou seja um caderno de impressão, de quatro ff., ^ () ^ m G c> 

sem nenhuma rubrica. E. 

O texto deste RARÍSSIMO opúsculo compreende um pequeno poema que, sem titulo, 
começa logo no alto do verso da primeira folha e vai até á frente (verso em branco) 
da quarta, não tendo qualquer indicio de terminação, nem mesmo o usual Finis. 

A impressão, esmaltada com uma letra inicial {P) de desenho de fantasia (gravura em 
madeira), foi executada com elegantes caracteres itálicos sobre magnifico papel de 
linho. 

Registam esta produção literária de André de Resende, além de outros : Barbosa Ma- 
chado, Bibl. Las., tomo I, pag. 165; -Nicolau António, BibL hisp. nova, tomo I, 
pag. 84;-e o Sr. Braamcamp Freire, BibUograJia Resendlana, Parte I, n.o XIV. 

Os mesmos bibliógrafos mencionam também as reimpressões de ColonltB AgrlpplncE, Ex 
Officlna Birckmannica, 1600 ;-e Colonlce, 1613. 

■Í7H1 Librl Qnatnor || DE ANTIQVITATIBVS LVSITANI^. . . Ehora anuo 



I! 1593. 

(Do frontisijicio damo/, ein folha aparte, a exacta reprodução fotu-zmcográ fica). 

In-fol. peq. de XXXV pags. (prels.) inums. (a ultima em branco) e 259-1 
(esta em branco e inum.)-45 (a ultima erradamente num. 46) nums., além 
de uma de a H^ ERRATA SIC CORRIGENDA SVNT.», duas em branco, 
XVII com o «EORVMQV/E MAGIS DIGNA VISA |i SVNT VT SiGILLATIM 
ANNOTARENTVR IN QVIN- || que libris de Antiquilatibus Luíitaniae || IN- 
DEX.», e três em branco, finais. K. 

At XXXV pags. prels. compreendem o seguinte : frontispício, acima reproduzido em 
■<fac-simile. (pags. 1 e II ; esta em branco) , a declaração de Visto de Christovão 
Freire, e : Vlfta a Informação podenfe imprimir ejtes liuros, em Llxboa a 24. de 
Dezembro ", de I59I. |1 António de Mendonça. Diogo de Sou/a.- (frente da pag. III) ; 
Alvará de privilegio régio concedido a Diogo Mendez de Vasconcelos («... Pêro 
de Seixas o fez em Lixboa aos féis de Feuereiro [1 de 1592. || REV.-como as licenças 
precedentemente mencionadas, é escrito cm português) (verso da mesma pag. IV) ; 



(^^ ^ ^ 



f'^C 



282 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



índice;- H^C SVNT. QV.C HOC VOLVMINE ||continentur,»-e : «SEQVVNTVR 
DEINDE QVATVOR II libri AndreK Refendij hoc ordine.» (pags. V e VI) ; Infor- 
mação perniintindo a impressão da obra, datada e subscrita: «.., Eborse, ipfis Ka- 
lendis Febriiar. Anno 15iJ4. || Ludouicus Syluius de Brito.-, e Licença de D. Tlieoto- 
nio (de Bragança), arcebispo de Évora, permitindo a impressão, datada: «Ebors 
decimo quinto Kalendas iVlartij. M.D.XCIIII.» (pag. VII) ; em caracteres itálicos, 
um Epigrama latino de Luis da Silva: ./ID D. D. lACOBVM MENOETIVM VAS- 
II concellum, in iaudem libii de AiUlqultatibus || EHQRAMMA. \\ AVTHORE LVDO- 
VICO SYLVIO DE BRITO SCAI- 1| labitano.. (pag. VIII); em caracteres itilicos, 
Epistola-Dedicatoria de Diogo Mendes de Vasconcellos a D. Felipe II (tPOTEN- 
TISSIMO, ET INVICTISSIMO HISPANI- 1| arum Regi Philippe huius nominis fe- 
cundo lacobus Mencetius II Vasconcellus perpetuam fa-licitatatem exoptat.>), datada 
e subscrita no fim : ^Eborw Kal. Decembtis. Anno falutus. 1592.' (pags. IX e X) ; 
<V1TA L. ANDREAE RESENDII [j Aulore lacobo Menoetio i| Vafcmcello.» (pags. 
XI a XX); .«lALFONSO S. R. E. CARDINALI || EMANVELIS REDIS FILIO || L. 
ANDR. RESENDIVS [I S. P. D.> (carta datada e subscrita no fim: «Eborae calendis 
Octobribus. M. D. XXXIII. || Finis.» (pags. XXI e XXII) ; .SAPIENTISSIMO ET 
PIÍSSIMO LV- [| SITANIAE REGI HENRICO HV-||IVS NOMINIS PRIMO lACO- 
II BVS MENOETIVS VASCON- || CELLVS PERPETVAM FOE- |i LICITATEM 
EXO- II PT AT., (datada no fim : .Ebors 15. die lanuarij. I5S0.. (pags. XXIII) ; 
«51 CARMINA. II lacobi Menoetij Vafconcelli || In Laudeui. i; Lucij AnJi-eae Refendij. || 
Lufilania Refendium alloquilur.» (poesia em latim; pags. XXIX e XXX); em cara- 
cteres itálicos; ■•! EPIQRAMMATA. II In Iaudem lacobi Mencetij Vafcõcelli, || & 
Refendij || authore. || Emmanuele Cabedio Vafconcello.lj ipfius ex forore nepoteequite 
II Melitenfi.. (três poesias em latim; pags. XXXI e XXXII) ; e: tBARTHOLOMAEO 
FRIAE ALBERNO-IITIO IVRISPERITO DOCTISSIMO 1| L. ANDREAS RESEN- 
DIVS II S. P. D.. (Epistola de André de Resende, em latim) (pags. XXXIII e XXXIV; 
a XXXV em branco). 
Nas 259 pags. nums. (nums. .Foi. I>, «Foi. 2.», etc.) decorre o texto dos quatro livros 
das Antiguidades da Lusitânia; e nas 45 pags. imediatas: de pag. 1 a 9: «VITA|| 
lACOBI MOENETII |1 VASCONCELLI, AB IPSO || CONSCRIPTA.. ; e da pag. 10 a 
45 (esta num. erradamente 46) : «Liber Quintus. || (Vinheta ornamental) f, AVTHORE 
lACOBO MOE-ll NETIO VASCONCELLO. || DE|i EBORENSI 1 MVNICIPIO.".. 

O volume contém vinte e três cadernos de impressão : o primeiro de quatro ff. acha-sc 
rubricado, no pé da írente da segunda e terceira, respectivamente: ^J 2 (á primeira 
ti. deste primeiro caderno competia a rubrica vj, porém não a apresenta), ^^ 3; 03 
dezassete imediatos, de oito ff. cada um, rubricados, no pé da frente das quatro 
primeiras ff. de cada um deles, respectivamente : A, A 2, A 3, A 4, 3 R, R 2, R 3, 
R4; o dezanove, também de oito ff., rubricado no pé da frente da l.a, 3. a, 5.a e 7.", 
respectivamente : ►I^, í* ^&, )í< *í& >í^, ti* >íi >í í* ; os vinte a vinte e dois, também de 
oito ff. cada um, rubricados, no pé da frente das quatro primeiras ff. de cada um 
deles, respectivamente : A, A 2, A 3, A 4, a C, C 2, C 3, C 4; e o vinte e três, de 
dez ff., rubricado no pé da frente das cinco primeiras: (^ ^, (^ J 2, ^^-J 3, 
^ ^. (^ 5. 

É a primeira, e RARÍSSIMA, edição desta notável obra, decerto a que oferece mais 
luz e interesse para o estudo das antiguidades lusiianicas. A composição tipográfica 
que apresenta, de cuidadosa execução, acha-se embelezada com lindas letras iniciais 
de desenho de fantasia e de vários cabeções decorativos e vinhetas de ornamento, 
tudo aberto em chapa de madeira. O texto está enriquecido de num^osas inscrições 
antigas. 

André de Resende, que nasceu em Évora, (a Llberalitas Júlia dos romanos), é justa- 
mente considerado como o mais sábio arqueólogo português do século XVI. 

A segunda edição, também raríssima e igualmente bem impressa, saiu em Roma em 
1597. O respectivo titulo reza textualmente : 

DE|i ANTIQVITATIBVS || LVSITAMIÍ !! LIBRI QVATTVORW A L. André Refendio 
inchoati, a lacobo Men- 1| dez de Vafcoiicellos abfoluti : & quintus || liber de Municipij 
Eborenfis antiqui- 1| tate ab eodem confcriptus. || Cum alijs opufcuUs, verfibus, & 
Joiuta oratioae ab eodem lacobo Mendez de Vafconcelios, Michaele || Cabedio, 27* 



L.ANDR.RESENDI 

Orano habitaConimbrica 

In Gymnafio Régio, anniuerfario 

íledicacionis eius 

die. 




Quarto Calendas hUfí 



M, D. L t. 



fronlispicio da obra descrita no Catalogo sob o n.o 2763. 
O originil mede 144x116°"". 



(Pag. 283) 



AZEVEDO -samodAes 283 



-/./ 



"O 



António Cabedlo elaboratis. \\ Qiix omnia collegit, eniendauit, ac Typis Tunima in- 
du- II rtria coramifsit Docfor Gundifaluus Mendez de ' Vafconcellos, & Cabedo Lu- 
ntanus. ' (Escudo d'armas do Card. Petro Aldobrandino, quem a edição é dedi- 
cada; gravura em madeira, impressa a preto e vermelho) || ROM/E I' Apud Bernar- 

dum Bafam. m. d. xcvii. I| || SVPERIORVM PERMISSV. Constitue um 8.0 

peq. de VIII pags. (prels.) inums. e 575 nums., além de mais VIII inums. finais, de 
.INDEXIIRERVM ET VERBORVM. : QV.í IN HIS OPVSCVLIS ij CONTINEN- 
TVR.. 

A reimpressão que fica descrita, executada na Itália, seguiram-se, com intervalo de pou- 
cos anos, estas outras, estampadas na Alemanha e registadas por Barbosa :- Co/o«ííí 
Agrippina, ex OJJicina Birckmanica, 1600, in-S.o ;- Colonial, apud Gerardum Ore- 
vembitrch, 1613, in-8.o;-e na «Hispana Ilustrata», Francfurt, apud Claudium Mari- 
nium, 1603, in-fol., 3 tomos, a pag. S92 e seguintes do tomo 2.o. 

Em fins do século XVIII fez-se, juntamente com outros trabalhos literários do autor já 
anteriormente dados á estampa em edições próprias, uma nova reimpressão, de que 
a Livraria Azevedo-Samodães possue também um exemplar : 

2762 L. ANDR. RESENDII ,| EBOHENSIS |1 DE ASTIQLITATIBUS LUSI- 

TAMyE, II CÍÍTERAQUE HISTÓRICA. |1 QV.-E EXTANT, || OPERA. \\ CONIM- 
BRICENSIS ACADEM1.'E j] JUSSU EDITA |1 TOMOS I. || (Escudo de armas 
reais portuguesas; gravura em madeira) || CONIMBRIC/E : || Ex Ijpogra- 

phia Academico-Regia. j] || ANNO M.DCC.XC. II Cum facultale RegJcB 

Curicv Commissionis OeneraHs \\ Pro Examine, ^ Cemura Librorum. || — || 
Taxalum hujus voluminis prelium est. . 'JOO R. — Iii-S." peq., 2 tomos de 
IV-XEVI (mais duas em branco:-412 e IV-328 pags. E. 

O Tomo I compreende, além de varias peças pte\s.:-<DE ANTÍQUITATIBUS LUSI- 
TANl^.' ; e o Tomo II :-EPISTOLA 1 HISTÓRICA |l DE yCRA HISPANORUM^ 
(pags. 1 a 7); 'PRO COLÓNIA PACEMSI.- (pags. 7 a 33) ; .PRO SANCTIS 
CHRISTl MARTY-WRIBUS VINCENTIO OLISIPONEN- \l SI PATRONO, VIN- 
CENTIO, SABI- NA, ET CHRISTHETIDE, EBO-, RENSIBUS CIVIBUS, ET 
AD QU^-\DAM ALIA RESPONSIO.. (pags. 33 a 117); -Df TRAJA NI PONTI 
INSCRIP- II TÍONE ALIISQUE., (pags. 118 a 126); MO EPISTOLAM D. AMBRO- 
SII MO- 'RALIS VIRI DOCTISSIMI INCLITy^W ACADEMIA COMPLUTENSIS 
WRHETORIS, AC REOII ■ HISTORIOQRAPHIWRESPONSIO.^ (pags. 127 a 161); 
'VINCENTIUS LEVITA, ET MARTVR.' (pags. 162 a 283) ; e .NARATIO :; RERUM 
QESTARVM IN INDIANA LUSITANIS ANNO M.D.XXX. ■[ Juxta exemplam Epif to- 
la, quam Nonius Cu- : nia, Dux índia max. de/lgnatus, ad Regem ;i miflt ex Cana- 
norio Illt. Idas Octo-\\ bris anni ejufdem.' (pags, 2S5 a 313). 

27(i3- Oratio liabita. . .— CONIMBRIC.-E. M. D. LI. 

{Vo frontispicio damos, em. folha aparte, a exacta reprodução foto- zincográ fica). 

In-4.° de 14 ff. inums., ou sejam três cadernos de impressão : os dois pri- ^ ^ r\Jt ^ ^ 

meiros, de quatro fT. cada iim, estão rubricados: A ij, A iij (pé da frente ^-^ ' 

das (T. 2 e 3 ; a primeira fl. deste primeiro caderno nSo apresenta a com- 
petente rubrica A) e B, B ij ; e o terceiro, de seis fT., no pé da frente das 
três primeiras, respectivamente : C, C ij, C iij. E. 

Na frente da primeira fl. o rosto do opúsculo acima reproduzido em •fac-simile> ; no 
verso da mesma ti., em caracteres itálicos, a Dedicatória á Infanta D. Maria, filha 
de D. João III: 

D . E m m a n u e 1 i s P . F . 

Inuicti. filia. D. lOANNIS III. 

P. F. iuuicti. Sorori. Mariae 

principi eruditirrima;, 

L. Andr. Re- 

Tendius. 



284 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



'íò^of 



z 



da frente da II. 2 a o verso da 10 o texto propriamente dito da •ORATIO>, que fe- 
cha por umas palavras (duas linhas) em grego e pelo usual— «Dixi.» ; da frente da 
H. II a meio do verso da 13, em caracteres itálicos, a EPÍSTOLA (em verso) á In- 
fanta D. Maria: 

D . E M M A N V E L I S . P . F . I N V I G T I 
FILIAR D. lOANiMS. Hl. 

P. F.-InuUti Sorori, Mariar, principi 
erudiã/sima 

No fim do verso da mesma fl. 13 a seguinte indicagão da errata : <A. iiij. fa, 1. 
verfu. I. promptiori. lege promptior.» ; e na frente (verso em branco) da ti. 14, tam- 
bém em caracteres itálicos, uma poesia em latim : 

>Ad Chriftum opt. max. crucifixum.» 

e, por ultimo, como que a rematar, a subscrição final, que reproduzimos em foto-zin- 
cogravura : 

CONIMBRICAE 

Apud loanncm Barrcrium , & loannctn 
Aluarum.focios, Typographos 
Rcgios.Mcnfe lulio. 
M. D. LI. 

(O original mede 29x81'"'') 

Na composição tipográfica, embelezada de quatro lindas letras iniciais de desenho de 
fantasia (gravura em madeira), empregarara-se caracteres redondos, itálicos e gre- 
gos : os primeiros no titulo, nas epigrafes das varias peças insertas no opijsculo, no 
texto da Oratio propriamente dito, na declaração da errata e no registo final ; os se- 
gundos em três linhas da epigrafe da Epistola á Infanta D. Maria, no texto da 
mesma Epistola e na poesia latina inserta na frente da ultima folha do opúsculo ; 
e 03 gregos em vários termos próprios insertos na Oração, em duas linhas com que 
a mesma oração remata e em umas palavras que fecham a epistola. 

Edição original desta apreciada Oração, nitidamente impressa. Os exemplares são MUITO 
RAROS. O nosso está perfeitamente conservado.- Barbosa Machado, B/W. Lut., 
tomo I, pag. 166; — Nicolau António, Bibl. A<5/;. nwa, tomo I, pag. 84 ;- Braam- 
camp Freire, Bibliografia Resendiana, Parte 1, pags. 291-292. 

Ha reimpressões feitas em: Colonice Agrlpplnw, Ex Officina Blrckmannica, 1600; e 
Catonla, 1613. 

27(34 C. CDrntlo pro rofíris . . .— Olisipone, M.D.XXXIlll. (1534). 

{Do frontispicio damos, em folha aparte, a exacta reprodução foto-zincográfica). 

/? ^ 

111-4." de XIII folhas inumeradas, ;ilém de uma em branco, -final. E. 

Na frente da primeira ti. o titulo e ornatos de que, era fl. aparte, damos o «fac-simile»' ; 
no verso da mesma fi. 1 a Dedicatória ; 

DlVl EMANVELIS. P. F. INVICTI. P. 

DIVO lOANNI, LVSITANO 

RVM REOI. P. t. INVICTO, 

L. ANDR. RESENDIVS, 




Frontispício do livro descrito no Catálogo sob o n.o 2764. U on^inil 
mede lôSXlH'""'- 

(Pag 284) 



AZEVEDO -SAMODÂES 285 



de ti. a a XIII o texto propriamente dito da Oratío, que feclia :-«DIXl.», seguindo-se 
a Errata, e depois a subscrição final, que se reproduz em foto-zlncografia : 

OLTSTPONE,3lnoftidn$ 
GermaníJ&Hiardi <^allú 



M.D.XXXiiir» 



o opúsculo é formado por dois cadernos de impressão : o primeiro, de oito ff., está ru- 
bricado, no pé da frente da terceira e da quarta, respectivamente: fl tij, fl itti ; e o 
segundo, de seis ff. somente, no pé da frente das três primeiras : b, 1) t}, b tt}. 

Na composição tipográfica, embelezada com duas letras iniciais de desenho de fantasia (gra- 
vura em madeira), empregaram-se belos e salientes caracteres GÓTICOS de um só 
corpo. 

Este Discurso académico de André de Resende pode bem considerar-se notável a varies res- 
peitos, mas sobretudo por ter sido nele que, pela primeira vez (I), se usou, para desl- 



(1) Sobre este assunto são deveras interessantes os estudos do dr. Jnsé Maria Ro- 
drigues e de D. Carolina Michaelis de Vasconcelos, publicados no Instituto de Coim- 
bra, subordinados, respectivamente, aos títulos: — «Fontes dos Lusíadas. > e — LUCIUS 
ANDREAS RESENDIUS |1 Inventor da palavra Lusíadas.» Destes eruditos e pacientes 
trabalhos vamos transcrever, como o melhor complemento que poderíamos dar ao pre- 
cedente artigo, as seguintes elucidativas passagens : 

€, ..Foi André de Resende um dos innovadores da palavra Lusladae (muito usada 
também pelos nossos latinistas da renascença sob a forma Lysiadae), empregando-a pela 
primeira vez, em obra impressa pelo menos, na seguinte passagem do Vincentias :* 

(Segue a transcrição dos versos-II-191-196 do poema citado). 

«Fontes dos Lusíadas» por ]. M. Rodrigues, {insti- 
tuto, vol. LI (1904), pag. 755). 

«A conjectura de que a palavra Lusíadas, embora inventada por André de Re- 
sende, teria sido empregada pela primeira vez, em obra impressa, por Jorge Coelho, 
em 1536, cai pela base perante o íacto de que a passagem do Vinceutíus em que se 
lê a referida palavra havia sido traoscripta pelo insigne humanista eborense na Ora- 
tío pro rosiris, proferida na abertura da Universidade de Lisboa no ano de 1534 e 
no mesmo ano publicada. 

«Â ilustre professora, sr.a D. Carolina Michaelis, agradeço ter chamado a minha 
atenção para este ponto, no interessante artigo publicado no Instituto, vol. LU, 
pags. 241-250. 

«O ser raríssimo aquele opúsculo de Resende - de que não vi ainda nenhum 
exemplar-^ o estar errada na Bíbliotheca Lusitana a data da sua impressão (1554 
em vez de 1534) motivaram a minha infundada hipótese.» 

«Fontes dos Lusíadas- por J. M. Rodrigues. (Idem, 
vol. LIX (1912), pag. 660). 



286 CATÁLOGO DA UVRARIA 



gnar os portugnezes ou lusitanos, do termo Lusíadas em livro impresso, que mais tarde 
Luís de Camões empregou no titulo do seu imortal poema, 
A edição, de primoroso lavor e admirável nitidez, é ainda a única que, isoladamente, veio 
a lume até hoje. Os exemplares, verdadeiras preciosidades bibliográficas, são da mais 
EXTREMA RARIDADE ; nem sequer encontramos a mais leve referencia a algum que 
tivesse aparecido iio mercado de ha muitíssimos anos a esta parte. O nosso encontra-se 
pcrfeitameute conservado, o que o torna ainda de mais subido valor.— Barbosa Ma- 
chado, Bíòl. tus., tomo 1, pag. 166; Nicolau António, Bíbl. hisp, nova, tomo I, pag. 
¥5 ; Braamcamp hreire, Biàiiog. Resendiana, Parte I, n.o Vil. 

A ©ratio }fXO rostrts acha-se presentemente reimpressa no Arquivo Histórico, Vol. IX 
(Lisboa, 1913), pags. 265-275. 

- Á f atleta vida, ^ reliyiofn connerfação de frey Pedro porteiro du 7iws- 



leiro de fam Domingos de Euora. Efciita pelo doctor meftre Andree de Refende. — 
Veja-se: /{o.<nrio (Fr. Diogo do).— Histoiia das vidas e feitos heróicos, e obras 
insignes dos sanclos... 



"Em vista do facto que Mestre André, ao dar conta em 1545 de que êle Ifira 
criador doa vocábulos Tágides, taganos e transtaganos, indicou por miúdo as obras 
em que os havia valorisado, parece lógica a já mencionada hipótese que também te- 
ria procedido assim com respeita a Lusíadas, se realmente a palavra houvesse sido 
impressa em obras suas, anteriores. 

«A realidade não confirma todavia essa conjectura. Abstraindo do Eruomion, 
talvez impresso e talvez não, Resende poderia ter alegado e não alegou um seu 
discurso que deve ter levantado brado : a Oração de Sapiência, a favor dos estudos 
helénicos, por ele pronunciada na própria capital perante um publico de lentes e 
estudantes da Universidade, a 1 de Outubro de 1534, e impresso, com dedicatória a 
D. João III, antes do mez findar : 

L. Andr. Resendii Lusitani Oratio pro rostris proaunciata in 
Olisiponensi academia, calédi. Octobrl MDXXXIII. Olisipoiu, 
III officina Oermani Oalliardi Ualti, Mciise Octobri MDXXXIII. 

No fim dessa bela peça oratória, a sua estreia em Portugal, o autor disserta sobre 
os nomes e as origens de Lisboa, expondo então as opiniões que a este respeito ha- 
via enunciado no poema de S. Vicente, e recita textualmente os versos 150-202 do 
Livro Segundo, incluindo o W5 que diz : 

...ea poterat, securas vivtre Ulysses 
Inter Lusíadas, nisi amor revocasset amatae 
Coníugís et patríce gnatique et cura pareatís . . . 

para em seguida arrematar o discurso com novos incitamentos : • 

(Segue a transcrição do Jinal da Oração). 

• Lucius Andreas Resendius- Inventor da palavra Lusíadas» 
por Carolina Michaêlis de Vasconcellos. (Idem, vol. LU 
(1905), pag. 247). 

(As datas - MDXXXIII, acima reproduzidas, estão erradamente copiadas. Devem 
emendar-se para-M.D.XXXllIL, que são as que, em verdade, o opúsculo apre- 
senta). 



AZEVEDO - SAMODAES 



287 



2765- 



(loiô). 



-VINCENTIVS LEVITA. li ETMAHTYR. |! OLI^IPONK, . . M.D.XLV, 



[Do rosto e pórtico que o embeleza dnmos a seguinte exacta reprudnçno f'>lo-ii<i- 
cográfica) ; 




^m^r 'v^-^ 






(O original mcrle 177x120'"'") 

In-4.° de XLV pags. (prels.) inums., 64 (aliás 65, pois aparecem duas pags. 
com a rubrica 28) nums. e mais VI inums., finais. E. 

Na primeira das XLV pags. prels. inums. o titulo e pórtico acima reproduzidos foto-zin- 
cográficamente ; a pag. II em branco; nas pags. III e IV a Dedicatória: 



yyj<^^oò 



288 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



f^ L. ANDREAS. ^-J 
RESENDIVS. SPERATO 
MARTINO FERRARI- 
AE EQVESTRISOR- 
DINISNOBILIET- 
ERVDITO VI- 
RO. S. D. 

(datada no fim : . Vate. Olisipone \\ VI. cal. Decembrls. || ^-^ M.D.XLV f^ \\ ^-^»); 
de pag. V a XXXVl : 

f^ L. ANDREAE ^%^ 
RESENDIl. VINCEN- 
TIVS LEVITA ET 
MARTYR. 
(é dividida em «LÍBER PRIOR., (pag. V a XXIV) e «f^ LÍBER POSTERIOR ^-5» 
(pags. XXIV), e remata com a indicação : . f^ FINIS HISTORIAE ^^ » || 
f.^ VINCENTll. í*-illf^^^); e de pag. XLI a XLV uma Epistola: 

f^ L. ANDR. RESEND1I(^ 

AD VERNANDVM RHOTORIOIVM 

ALMADICv'M, RMOTORIOII 

VERNANDl ALMADICl FI- 

LIVM.OPTIMAE SPEI 

PVERVM. 

que fecha com o usual «^-J FlNlS. ^^'^ 

As 64 (aliás, como já dissemos acima, 65) pags. nums. compreendem : de pag. 1 a 32 : 

f^ IN. L. ANDREAE ^^ 

RESENDIl VINCENTIVM LEVITAM 

ET MARTYREM, EIVSDEM LO- 

CORVM OBSCVRIORVM 

ADNOTATIONES. 

AD STVDIOSOS ADOLESCENTES. 

e de pag. 32 a 54 : 

IN LIBRVM POSTERIOREM 
f^ ADNOTATIONES. ^-^ 

Nas IV primeiras das VI pags. inums. finais, a duas colunas, decorre o: 

ilNDEX RERVM OBSERVATIONE DIO- 
narum, qua;, in his adnotationibus continentur. 
Prior numeras paginam fignat, alter adnotationem 

na pag. V, também a duas cols., a — «ERRATA, SIC CORRIOE.», e a seguir, como 
que a rematar, o registo, que reproduzimos em toto-zincografia : 

IMpRESSyMOLISÍTOf^B 

poff-apbi ac bibliopoLe rt^^ 



(O original mede 35x88'"'") 



AZEVEDO - SAMODÃES 289 



e, finalmente, na pag. VI (ultima) a insígnia e divisa do impressor Luís Rodrigues 
de que demos a exacta reprodução foto-zincográfica em os números 2119 (pag. 661 
da primeira parte), 2638 (pag. 217) e 2754 (pag. 273 da segunda parte) do Catálogo. 

Ni composição tipográfica, esmaltada com varias letras iniciais de desenho de fantasia 
(gravura em madeira), aplicaram-se caracteres redondos e itálicos de dois corpos: 
os primeiros no titulo, em algumas das epigrafes das diversas peças que formam a 
obra, em duas inscrições insertas, respectivamente, a pags. 21 e 39, e no «lndex> 
(estes os de corpo menor) ; os segundos nas epigrafes das outras peças, no texto da 
obra propriamente dito, e no registo final do logar, do nome do impressor e da 
data da impressão do livro. 

O volume í formado por onze cadernos de impressão: os três primeiros, de oito pags. 
cada um, rubricados, no pé da frente das quatro primeiras ff. de cada um deles, 
respectivamente : A iij (as duas primeiras ff. deste primeiro caderno não apresentam 
as competentes rubricas A, A ij), A iiij, B, B ij, B Iij, B iiij, C, C ij, C iij, Ciiij ! 
os sete imediatos, de quatro ff. somente, rubricados, no pé da frente das três pri- 
meiras ff. de cada um deles, respectivamente : D, D ij, D iij a K, K ij, K iij ! e o 
ultimo, de seis ff., rubricado, no pé da frente da primeira e da terceira, respectiva- 
mente: i, L iij. Deve notar-se que não fia caderno com a rubrica J. 

Poema de elevado merecimento e por isso muito estimado. Foi composto em I53I, 
quando da trasladação do patrono de Lisboa, S. Vicente, cujo martírio celebra e 
enaltece. Com este poema dá-se uma circunstancia que o torna ainda mais interes- 
sante. Como se sabe, foi neste poema que o autor usou, pela primeira vez, para de- 
signar os portugueses ou lusitanos, do termo Lusiadas, que depois (como já disse- 
mos, ao descrever outra produção literária de Resende - Orario pro roitris) o grande 
Luís de Camões escolheu para epigrafar o seu glorioso poema. O motivo do termo 
Lusíadas aparecer impresso primeiramente na Oratio pro rostris, e não no Vicentius 
Levita em que Resende o usara originalmente, foi o poema, embora de composição 
anterior, só ter sido impresso onze anos depois da Oração, isto é, em 1545. 

Os exemplares desta edição primitiva são considerados MUITO RAROS. O nosso acha-se 
em perfeito estado de conservação, circunstancia esta que ainda mais o recomenda e 
valotisa.- Barbosa Machado, Bibl. Lus., tomo I, pag. 166;-Nic. António, Bibi. hisp. 
nova, tomo 1, pag. 84 [-Braamcamp Freire, Bibliogr. Resendiar.a, Parte I, n.o IX. 

As reimpressões citadas pelos mesmos bibliógrafos, são Colónia Aggrippina, Ex Officina 
Birckmannica, 1600, in-i.' ;- Colónia;, 1013 ;-e Conimbríccc: Ex Typ. Académico- 
Regia, 1790, in-S.o, 2 tomos. 

TtítJ-^Resonde {DmrU df).— TRATADOS !| DA |1 AMIZADE, PAR ADO.XOS |1 E 1| 
SONHO DE Sl.lPIÀO II COMPOSTOS |1 POR M. T. OICEHO || e Traduzidos 
DK Latim em Li.nguagem Pobtugueza || PoR || DUARTE DE RESENDE || No . 

ANNu DE 1531. II SEGUNDA EDÍÇ.VO. || (E.scudo das armas reais portuguesas) ^. ^^ (9~^> 

II LISBOA II Na Regia Officina Typographica 11 Anno m. dcc. xg. || Com 
licença da Heal Meza da Comihifsão Geral || fobre o Exame, e Ccnjwa dos 
Livros, In-8.° puq. de X.X.I-139 pags. nums., além de uma iiium., final, de 
«ADVERTENCI.\ II DO II EDITOR.... E. 

As XXI pags. prels. inserem o seguinte : titulo acima reproduzido (pag. I : a II em 
branco); titulo da edição primitiva (<Marco Tuiio Cicerom de Ami-H cicia. Parado- 
xas, e Sonho de || Scipião, tirado em lingoagè 1| Portuguefa per Duarte de Re- 1| fende, 
Cavaleyro Pidalguo dayCafa dei Rey noffo Senhor.>) (pag. 111; a IV em branco); 
em caracteres itálicos : .CARTA SUA ;, A i; GARCIA DE RESENDE || Fidalgo da Cafa 
dei Rey noffo Senhor, eHEfcrivão de fua Fazenda, &c. a quem |; manda efta obra 
endereçada. >, datada e subscrita no fim: «... Fei-i' ta em Coimbra aos xxx. dias de 
II Agofto, era de m. d. xxx. j. anitos. \\ Servidor de V. M. li Duarte de Refende.» 
(pags. V a IX; a X em branco); «COMEÇA A VIDA [| DE |1 MARCO TÚLIO., 
(pags. XI a XXI). 
Tradução clássica e muito estimada. Reimpressão belamente executada, apresentando 
uma nítida impressão em magnifico papel de linho, muito alvo. Os exemplares já 
mui raramente aparecem no mercado. O nosso encontra-se optimamente conservado. 

VOL II ,0 



290 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



^10 



/ 



A tdição original, rarissima e de impressão mnito bela com formosos caracteres gótico: 
e esmaltada de lindas letras iniciais (gravura em madeira), constitue um volume de 
42 folhas inumeradas, em formato a que geralmente se chama in-4.o. Os dizeres que 
apresenta o frontispicio deste precioso paliotipo, encimado pelo escudo d'armas de 
Garcia de Resende (gravura em madeira), a quem a obra foi «endereçada» (dedicada), 
são textualmente os seguintes : 

CE parca tulio cictroii òt glmitirin || ^nrníiornsí nj funljí íí gtipifto, 
tira il iií cm liiiflungf ^lírtiinucfn p §unr 1| t£ íir |lcfÊíic cminlciro fiiinl- 
guo iin II tnffn btl ríij iinrfo frulinr. — e a subscrição finai:- Cl ^mbourc 
iií Emprimir a prrrcntr olirn íir || ^miricin ri fnniio ^c§pil'io /tilnrnbo- 
rns II rm n imitj nobrí /t fcmp Irnl ci6rt^c ír (í oim |1 brn i) ©criiin 03n= 
ll)nri)E. 9:irn6a cm lingon || n? p fliinrtc ^c rcfcníic niunlcijro fiíialflo bn 
rofit 81rcij norfa fôr nos. rrr. íins s^goftn || >c iioffi) fôr gcfu rpo bc 
.m.b.rrr.J. 

2767-Resende {Garcia de).- CANCIONRIHO GERAL. || |1 ALTPORTU- 

^ GIESISCHE LIEDERSAMMLUNG || DES EDELN || GARCIA DE RESENDE. 

II II Neu lierasgegjjeben |] von II Dl-. E. H. v. Kausler, || . . . 1| Sí««- 

garí || fíedruakt atif Costen des liltcreiischen Vereitis. \\ 1846'. (1848 e 1862).— 
No verso d.is tT. dos fronlispicios : — Dnick von .1. Krevzer in Stullgart. — 
In-8.«, .S vols. de XXXXII-507-1 ; II-,599-I, e VIII-674-I pags. E. 

O volume primeiro contem um «fac simile» do brasão das antigas armas reais portugue- 
sas que vem na edição primitiva do Cancioneiro («áHmCljrim 1) JlSUÍÍt. ficr 

Ijcrmã bc ffiiipos alcmft bõlmvbcijro bel rcij iioffo fciilior |icsu cristo 

òt mil rii f|Ul)llljCllt05 rli nij. nilims., In-fol. gótico de lV-227 folhas nums. e 
uma inum., com a subscrição final, além do escudo das armas de Portugal, em II. 
própria) ; e o terceiro apresenta lambem o «fac-simile» de outro brasão (o do autor) 
no qual vêem duas cabras ou bodes; e ainda o «fac-simile» da 1.» ti. do volume da 
primitiva edição. 

Esta famosa compilação, devida ao notável cronista Garcia de Resende, é considerada um 
verdadeiro monumento literário, e constitue um dos livros mais preciosos que nos 
legou o século XVI. Reiuipressão mui cuidada e fiel, e por isso muito apreciada. 
Óptimo exemplar, com magnifica encadernaç.ão (inteira) de carneira fina, e tendo as 
pastas lindamente ornamentadas a frio, sendo nestas condições, mnito raro de apa- 
recer. Constitue os tomos XV, XVI e XVII da cBibliotheck des Litterarischen Vereins 
in Stuttgart>. 

O exemplar é também acompanhado desfoutra compilação ou seguimento do Cancio- 
neiro de Resende: 

-CANCIONEIRO GERAL \\ CONTINUAÇÃO || AO DE || GARCIA DE 



I 



RESENDE II COMPILADO POR || António Francisco Barata 1| E avaliado 
pelo Doutor || THEOPHILO BRAGA |1 (Vinheta de ornamento tippgráfico) || 
ÉVORA \\ Empreza Typographica Eborense \\ Rua du Paço, 43 e 4õ\\19(r2. 
In-8.» gr. de XXV-27Í-VI pags. B. 

Ai XXV pags. prels. compreendem: anterosto; rosto; Dedicatória «/Io ///«s//-tós/mo e 
Exceítentissimo Sen/ior \\ Consellieiro \\ José Carlos de Gouvêay, subscrita: António 
Francisco Barata^ ; «PREFACÇÃO DO COMPILADOR.», datada no fim: cEvora 
■ outubro de 1902 .. (pags. Vil a XIV) ; e a Avaliação (noticia) de «ESTE CANCIO- 
NEIRO», assinada por Theopuilo Braga.» 



AZEVEDO -SAMO DA ES 



291 



'2768^ ítiuro íns obms ^f . . . — gisboa, tm rasn òt Juis gobriflUf s, 1545. 

[Po frontispiciu damcs a exacta reprodução folo-zincogràfíca que tegue) 



//^. ffâojfoõ 





quctracaoamdaT 
grãdiíTímae oirtu* 
àcelz bódadce: magnânimo 
cffoiçoxiicel^cce coftumce x 
manbje % muf craros feicoe 
DO cbaaianinimo:tnuíto ai* 

(of aiQytofsoderofopzindpe difí.cYX>õ'S^ioofci 
tjundoOfítcnomc cooeílcTeofJ^oitugílocrr* 
50» oc gloriofa mancn.iíomííadooeífuiucunê 
to ■: todãl"uavidaatcioa0c-luamo:u;:cóoufri8 



% 




(U original mede ■j34x1j4''>'") 
In-fol. ik' VIII ff. (prels.) inums. e rtr (aliís 164) nnnierodas na frente. E. 
Na frente (verso em branco) da primeira das VIII tf. prels. o frontispício, ou portada, 
acima reproduzido em «fac-similei ; na frente (verso em branco) da II. II o Alvará de 



292 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



privilegio régio passado a favor de Garcia de Resende, o qual fecha com os seguin- 
tes dizeres:-... pniuicl iiT (i*tiftn O fij riii ff-uo || rn rt. rruj. íiins ao 
iitís íc gniteiro &c mil /[/ quiuljciitos /v tiiutn rv fj || ijs miiios», ; da 
frente da fl. III á frente da IV o 

5-%í JJrolOflo ò t (Snrrin ^c liífruíic 
iiiiigibo n £l iJcij itoffo fíitljor 

prologo que começa peia formula : 

CE P u O t O n 1 t o III 11 ij t (i E r r c 1 r t c /f mui 
to pnôcrcifo lUij /í> ffitlior. 

tendo por remate uma gravura quadrangular reproduzindo as antigas armas reais 
portuguesas : escudo encimado por viseira, coroa ducal e cabeça de dragão alado, e 
ladeado por folhagem (gravura em madeira) ; do verso da mesma ti. IV até a frente 
da VIII, a duas cols. por pagina: 

gtxjções: u i r t u- 

íics/ rofluiiits it mniilin0 íitl 

rcij 6(1111 gonm í rcfluii&o 

que faiicín gloiin njn. 

vcndose no fim do texto o clássico 

E ocupando só a parte superior da referida fi. VIII estes textuais dizeres, em forma 
de titulo: 

C $ t " r <• í" " » i Ii n 1' g r n & i f )■ i 111 n s u i r 
tll^c6 rv limi&nSc6/ iiingiiniiiiiia cffnrçn/ crrrltiilrsj rurtuiiira ri, mn- 
iiliiis/ rí; imiij narof. fcitcs bn rlirifliniiiffimo/ imiijtn nlto /íjimiitci 
nobcnifo priíuipc cl |ícij 60111 gono l|o frguiiíio Sfftr iioiiií/ iv ôos 
|?cijs 6c íJortugiU o Ircjciio 6c gloriofn iiiciiunin: roiiirfn6o 6c fcii 
imiimcuto /i- toíii fun ut6n a Ice n orn 6c fiin morte. COríicimSo ii cfrii 
;ilo 110 niiiio 6c uofro fcnljor Icfti ffilirirto 6e mil /p (luiitljeiítos a triíi 
tn /ií três ^icr (S.acia 6c |5cfcn6c ti6nlgo 6n cnrn 6cl reij iioffc fciiljor 
(Sue iiiuijlns 6ns foufas uio ri foij prcrcittc n ellns : por fcr 6c meiíiiio 
rnfl6o bo 6ilp fci; lor cm fun rniiiiu'ii 1 ni:cito n cllc : i' o ícxiúa cm lou 
fns 6c iimytn )ician6c ntcc a orn 6c fun morte n que crn prcrciitc /j/ íor 
min cm fun rnmnrn. © o guc jicr fi unm tiio oníj rom grnirte 1icl6n6c 
r^ uuiijto uei-6n6cijrnmculc cfcripto/ 6c que fnm bonr. tcflcumu^ins 
uuujtoii iiolircs /^ pcffons 6c muijtn nutori6n6c rv rrr6i!o í\ufm \n-( 
fcntc fnm niuns. J)irigi6o no iiuiijto nlto/ muijto ericlcuJe/ /p muij 
to po6crofo yrinripc cl rcij 6om gono o tenciro uoffo fcnljor. 

As ílr (aliás 164) folhas nums. pela frente compreendem, além da yi6n bc 6om ^OnO 
SCgUUSo, varias outras peças, de que a seguir damos a precisa descrição : De $0, 
j. a crriiij. decorre o texto propriamente dito da ^tôn /t fcitOS 6cl rcij 

fom âloíio fcgun6o., o quai, dividido em crro. Olapitulos (Ctnpitulo pri- 



AZEVEDO - SAPIODAES 



293 



metro, a CnpttUlCi rrru.) e um» espécie de Epilogo (comia rubrica: Pi iinrilil 

íit xc II riiiôí íiii i]ut &ij rnuiii ri rrij falf |1 ccuíio fcu fotj fun morlf 
muij II fttiòa: /^ roíiio imffci fiiin- fè || prc &nn fcus gnlnríiõcs || auifnr- 

mrs nos fcnti || ÇHS q lljr (ÍJírnm.), começa na ftente da referida ÍO. j., na 
disposição que mostra a seguinte reprodução, bastante reduzida : 



^õm 3oão fegondo. ^o4 



noíTo knboi i rcdcmptoj Jcio 
cb:ifto recomeça «vida ooc^c 
ícnciíT-niopjinapcdiRq? com 
Soão boíegik^o De glonoía me 



©eícupaf -xfua 

miy ? reuaadincncoXJpttulo 
pzutmro. 



muytoaUo 
TmuTtopode- 
rofo pnncipe d 
reyoomaffcn 
fobcqutmoDc 

Jfjloriora memo 

ruifoycjfjdocom baíerfnííli» 
ma t muyio ewílente pancdJ 
bsrayiiba conajfabd (ua mo 
Ibcr/ífuj pjiinJcomfjmaáfto 
Iba 00 inuyto cícdtnirc infante 
oom "^edrofeu tio.e cftando 
el rcy em aimetrim vindo bum 
ct3Dacaça:foyairi oecaminbo 
aa cafa oaraynba? teuccô cila 
aiuntaincto.ft?a raynba rtnba 
em bum anel báa efmeralda oc 
multo p:€^oq multo cftimaua : 
a qual per efqclmcntonà nroo 
ooDcdo ífelbf qbiou em pola 
^03 .e quãdo alTi a viopefando 
Ibc mtT-tocineacIrey-Senboj 
a tninb a efmeralda cô q cato foi 




gaua be qucb^ado/zclie ibcret 
pondco. sniboza toinayocm 
inuytoboacftrea/qucpMjcraa 
anoffbfaibojque agojaconce- 
bereia obum ftlbo que cftiinare 
fSmaieqrodaUas cfíiicraMaâ 
00 mundúnoitopoiclrqf na> 
<)uclla bo2acmp2enbou oo p:m 
«IpeDom^oamícu ttlboquefo^ 
Ckc coda 1130 roufae muytoelH» 
maram.-o qual pano namuyta 
oobietrépieleal ctdadcoe ítf 
boa noe pa^ús aalca£fDa.na« 
ceo aoerree otasoomrsoema 
y o 00 áno oc nofTo fcnbo: 5efu 
cbtiftoocrotl 'zquacrocentoe t 
cincoenca TCtncoannosroeqot 
elrey T 4 raynba rcctbaão grí 
dllíimo conroitaincnro ; t ?oy 
grandepza5arTn todoorcyno 
i/t5cram lêmuycas feftaetalc 



©ccomoopjin 

dpefof bapctjado/ioad gran 
desfellaequerefe3erain no oia 
oobaudimo. capi(olo.i). 



3oe oa5eolas 
oooltomeeoe 
^>ayo/ cm bú 
Dommgofoyo. 
pjlndpebaucv» 
5Jdo na Sceoe 
aufboacomgr andefolêntd jde. 

— a 




{O original mede 22'ixi42'> 



e fecha, um pouco além do meio do verso da mencionada í" O . ífrillj. (segunda 
coluna da pagina), pelo usual 

geo grnttos. 



294 



catXlogo da livraria 



A folha imediata (inumerada; a numeração prosegue nu II. seguiate) cuiiititue nu, 
novo {rontitpicio, que reproduzimos foto-zincográScamente : 




(O original mede 230x163'"'") 



da (rente da ÍO. mu. até a frente (verso em branco) da fírut). corre o texto 
de — ^ trofInbaçÕO, que, iniciado por uma letra (9t) de desenho de fantasia 
(gravura em madeira), remata também, na segunda coluna da pagina, quaai a uieio 
da (rente da folha : 

f to grattas. 



AZEVEDO - SAMODAES 



205 



lia trente cta ti. CFíUti}. (jnumerada) dentro de um ura»io ioruiaoio por quatro vi- 
nhetas (gravura em madeira) e na disposição que mostra a seguinte reprodução 
foto-zincográíica 



TT 







A*noct noflb (t 
nboiufouíomi 
reynbaoona^b 
_, .W noffj (tnbou 
-^noe piopiioe 61 
as 4 < rtcebfocm i3<)U(4 oaki 
Cara f ft ás Todas celebisram/ 
Tc Anou cm Salaniâu opiintlpc 
jDoro 9ciam Teu rzmáú /pot onde 
eUa ficou trdcfia oe Cjftt'U«. C 
acabjd08o]rco 01 jeque em caí 
tdio 01 Slide eniarram coni ba 
mortroopiíclpe (iKubaca poi 
fenampírderant nioftrjreofl 
nioicossaftoequc osfcnboics 
1 ftdalgoeoc ^otcugal nnbam 
fryioepcriíbooico cafamenco. 
l^arnrãOJblpcracidadc ocuo 
ri ia cõ^ãdrcço.C oabi apou 
f o rfpo eftido f airboa cIríT od 
[tcmidotaratnba oona Ilubel 
«treotTÍ a tlrcY nofTc fSoi t ara 
fnbiíai ftlbo Tfflur ipcrcadf 
meu Ibc ptdlrâ ^ tlee foflc logo 
acadelt pcra Ia fere inradoe po2 
piictpeeerdctroeor todos Teu* 
reino» 7 rrio2lae.Sob:c efta fá» 
tfnedrernonUffnbo! niLitoe t 
frádrsrórelboe cõ todas as pef 
foas q ptcfcntee cram/t outros 
BiuytoBqncpollorfrnoptra if 
fomandoD cbaniar: i tambcm 



com boe piccuradoics t vllUs 
no(3uereque((D£.l(bo« eram a '^ 
luntadoe pêra couce que abl eo 
uinfa3ia.floe qúaceconfriboã 
ouucinuycoe pareceres ocfuU' 
dos búe 00* oucroe ' q abúdpa 
rccia bê ele ni tStt Jr fcua rtlitos 
lum láyi fou Oflcs po2 coufa nt 
nbiu/yílopo2caíoe que podii 
fobwwr a rcT foJj ó ícos reines 
t em reino alDco tm poder dou- r 
cror(rcomoalSúa6vr5C9 aqce 
rã . Outros auU rfto poi coiira|, 
inurleucit IbcsparedaqcUeem^ 
otobiumsHClranãoeula tiltari 
oir poiebu i umanba coulã co 
mo era a (cr lurado poi piincípcj 
M cadela 1 DC lamanbos reinos 
t IcoboiíoMi mais tcndocomci 
rrrtcomarafnbacam grande | 
Uatuatamanboparentcfcot (i\ 
*crdadeiraami)adc:t poibos 
ocfcrroicsparaercs^ ouue oal 
confclboe ouraram multo J° ct^ 
hm tí rcf naíTo fcnbo) octami > I 
000 olr T (ITi o poe poi ob{a . Ç 
oiiBconfencimenio x piàjtr oe 
todos Datando tudo oídtnado 
(omocumpiUa raul(09eDC06 
T feu t a ban oe léus reinos t na 
curacB . t&artlram cllet b« Uj 
nba oa cidade cx S.ilboa no mes 
ee Aarf o ooannoocmiltqua 
eróticos z noocnia i oito âncS. 
Êeirou agouemâ^acorctnoaa 
raynba oona £ lano: íua yimaã 
tcócllaflcouo Du4 oc bzagica 
ftu fobjlnbo : t o tnarqs oe vllla 



(O origtJial mede 246X110'"'") 



^-^ H íiitruSn 6el 
rrij bom mniicifl tm rnftflln. 

cujo texto, iniciado por uma letra (C5) ornamental (gravura em madeira), remala 
ainda, no fim da segunda coluna do verso da $0, (ííSO. : 



296 



CATÁLOGO DA LIVRARIA 



« tolha imediata (excluída da numeração) cm branco; lu Irente da ii. CrifUll. 
(inumerada), na disposição que se vé no seguinte «fac-simile» bastante reduzidi' 



nba Dona aijnoínuiijietibotartr^^^r 




pannooemlh 
qiiiiibttcsíot 
;3fciec(l.indoo 
inui(ú3lto'Zinut 
topodcrolortf 
oõnianofinoí 



ío fenboí « 8 fermillima lVnbij:a 
ralnbjooria Aaris Tuj molljcr 
íQOiuítojlro t multo excílctc 
puncipe oomSoiíicUQÍíiojjí 
oamuitocKcIcntcefnoieeiffin 
KaUuo yimáoe na inuitonobic 
f ftmpK leal cjiladc DcXiitboi. 
Oillurtnfíinioitnulcociccdccc 
oúin.CjrIoeou<iuc ocSaboyi 
.«.perfcue cinbaytadúzes má 
dou rcqrfr t cooieccr a Tu J altct 
5} cifamctocom amulco(;jCcU 
tr fíiiboja Tffinte oona *j{» -- 
tl3tofcguodífllbi .eequaes 
tmbirfiáoitiíc cbamauíobô 
uiotifeojocConfinbâo :t oou« 
ti-o i^ero caca : andaram na co: 
temuicoeolaedn (eurcqrlracn 
to : t íoiã fe Tem toinarcconcru^ 
famaJeiia. 

Ce-oablpoioUntenúcaoínot 
Y) Duq DClrou per ícui míffagei» 
•/ ro9tcart,)9»jpercarífjljrno 
j Cifo cafjmítito fomo bomem 
^quíítn tftremooffciaua oe ft a< 
r , «abar. 

Cneftc tempo íjlfcfo a fcrínii' 
fim» t mufwítrtuoft ltnbo:> 
rayiibtDúna 4baría ^fãta glo- 
rlaaiartocpoisoeftufakciro? 
f o elrí7 noflb fnouarou cõ i fere 
/?/;J ntfliiiuttitccllêt cpiincefagray 



,1 <^-'. 



yimjflDoempcudoJCiírlosrt)' /-,<,; 
0CCJÍiíJla?©srJi!9mí Dcru-.<j!lífe 
poIlcú/iDcí5;anjda/' te€c}lf)M 
llJíBaujrra.íf. /ífi'-) 

Cectlandofujealte5iStopji 
cipc noITo Teno: t yff jntcjj fcue 
f;tngioB natnuíco nobttiícpic 
Icalcidadc Deiioja g âiio cc qui 
nbtnco» t vincc . & feiíbo: ouíj '^' í, 
ibe totnou a mandar po2 ciiibjj' Í^J 
lado! monfco: oe ôiofi fcu ca 
niarcyíopcffoa pjtiiflpal i muy 
to aceito a cllc : t Cbatcl pot fc- 
cruario com boa companbia 
íoy recebido per oe muito ma 
nifiçoecondesrocondcocCfii 
tugal/tcctidcDo?3liniofocom 
nilt« qufnbépe encaualg^du 
rag .igeijirua cmbaiiada 1 ádou 
nacoíte tancooDíae í apertou 
tanto ippr tantas vc5t8 o nego 
CO : aíTi per fi como per pclToae 
pzmcipaes que nifTo metia :q ou 
utoeircf noíTo fenboíboa pala 
ura 7 com elln fe partio : cô inuy 
locontentamcmopo: lttparc= 
ccrqnctlnbajbtrtocjminbopc[V!, 
rafe poder ífperjr o qoDuqftu :;:.•;:;:: 
riioi(úbi( tudo tanroccfeiaiia. 
Ce tonando outra vf3 a cílsr 
íuaaltcjjtaraynbatpilnclpf: 
t oa ynlTantco na cidade oe E.t>: 
boa.e l^nbcu ouquelbc mãdou 
outra cmbayrad,! no anno oe 
vlnit í bum: em que vieram pot 
ntibOyiadojeemQnfeoi oe Sal 
fifain tre0 vcjtB bararo tJ^"J 




(O original mede 2r)9xilU"»") 
principia o texto da descrição da 

fôn iin ifmttn íioim grrntrij. JJcra ^nliogn. 

o qual decorre alé o verso da $.0. Cí[\\\,, onde, no fim da segunda coluna da pa 
gina, remata pelo conhecido 

§10 graríns. 



AZEVEDO -SAMODAES 



2Q7 



A meio da frente (verso em branco) da folha imediata (nào en.luida na numeraçac) 
a marca e divisa do impressor Luis Rodrigues, de que adiante damos (sendo já : 
terceira ou quarta vez no presente Catálogo) a reprodução íoto-zincográfica ; a 
folha rrlitti. (inumerada) constitue novo frontispício, que reproduzimos em lolc- 
zincogravura bastante reduzida : 





)i< ComeçalTc a 

patEáooenoflbrcnboi^eru j:p(j 
toda fnteira:rcgundooeiqujcrâ 
euãgdiftas.-íirada (5 todoe dice 
cmiinsoatípouuguceatútadj 
t cõccrtada prr Êafcta ot rcfcn 
de pct fcrol^o z touuot oeocoe. 






(O original mede 220x134'""') 
da frente da $0. Ifllf. até a frente (verso em branco) da f D. flj corre: 

^ pagrõo íií noffo ffnljor, |(ífu ffiljrtfto. 



298 



CATALOGO DA LIVRARIA 



que tem o costumado remate : 

$eo grattas. 

na trente da $0, Cliij. (inunierada) ha ainda iiui outiu iroiiiispicio, qiic rfprodu- 
zimos também em fofo-zincografia bastante reduzida : 




(U oníjiiiat m 



e do verso da mesma $0. Cflílt. até a frente da $0. Cluj. (numerada errada- 
mente iO. rrlttij.) o texto de: 

f%»> © fíimão í>cis tiís. gígs mngos. 




Marca e divisa do impressor lisbonense Lui, Rodrigues, qne vem ''\P"f '"'"">; 
da frente da ultima tt. da Cró.lca Je D. João II, .d.çao pr.m.fva, de loio. 
descrita no Catálogo sob o n.o 2768. 

(Pag. 299) 



AZEVEDO -SAMODÃES 299 



que, abrindo com uma letra inicial (P) de ornamento (gravura em madeira), co- 
meça peli fórmula - Smljor., e fecha pelos dizeres:. « -•. grijo fmljor ns 

mnos n || uofln mcrrcn.'J"tt. it janeiro íe ll mil ri quinljcnlos iv trintn 

/l/ rnjS. II niinaS.u, seguidos do clássico 

Bro grntins. 

fechando com a já mencionada insígnia ou marca do impressor Luís Rodrigues ; da 
frente da $0. fluij. a parte da frente da $0. flf. (ultima), também a duas cols 
por pagina : 

â tnuoniio 

na restante parte da frente da mesma í'iJ. rlf. a subscrição final, que damos em 
reprodução foto-zincográfica, um pouco reduzida : 

fii louuoj De Dec6 T oa glorio 

íâ v^ SOT) nofTa icnboia Ic actbou o liuro o a vida t ^qr > 
toe od rfy com ?oao bofcgundo cc i^oitug»! : í a 
trjfudaçãooffucojpo/taydaDcIref com Jba 
C nodaCâftdia/^afdaDafr/lKconaâuatl} J| 
a eabof a: z ae quatro payjcõce ou búa/t 
6 fermâoct viniL) ouecrce i clb nugof 
feito po: £arcia Of rrfcndc : 'Z vifto 
t ejcjniinadopolo60fput:ido9 
C Oaranaainquin^âo.fúyiia 3 

p:c(rocm(araoc8.Dra 
rodrigucjliurrirooci 
tey noíToffnboj a» 
oe-Kíi.oiaeoo 
C iiieso<9u* Jl 

nbot5inll 
t(}nbê 
C tosf 3 

qaarcntat cinco annoff. 

(O original mede 107x121""", 

e, 6nalmente, a meio do verso da folha a já mencionada insígnia do impressor Luis 
Rodrigues, de que, em folha aparte, se dá um <fic-simile> de tamanho exacta. 

Na composição tipográfica, e&mallada de numerosas e lindas letras iniciais de desenho 
de fantasia (gravuras quadrangulares em madeira) empregaram-se formosos caracte- 
res OOTICOS, de dois corpos, sendo os de corpo maior nas oito primeiras linhas 
do titulo do frontispício, na primeira linha da epigrafe das peças prels., nos Capí- 
tulos da yiíin E frttns í»t g. Jono 55 propriamente dita, nas peças finais, na 
Cnuoním, np registo do logar, nome do impressor e data da ímpressSo do livro e 
nas rubricas que vêem no alto das paginas. 

A composição do texto é a duas colunas por pagina, com excepção dos frontispícios 
próprios de algumas peças que formam o conjunto da obra, do «Prologo» inserto 
na segunda, terceira e frente da quarta folhas prels.; da espécie de titulo que vem 
no verso da oitava das mesmas folhas prels. e do registo ou subscrição final. A 
impressão, muito nítida e perfeita, é um verdadeiro primor tipográfico. 

O volume é constituído por vinte e três cadernos de impressão: o primeiro, de oito ff. 
(as prels.), rubricado, no pé da frente da segunda, terceira e quarta ff., respectiva-, 
mente: H l), a (ij, O (ttj ; os quinze imediatos (2.o a 16.o), também de oito S. 
cada um, rubricados, no pi da frente dis quatro primeiras S. de cada am dêlei, 



300 



CATALOGO DA LIVRARIA 



respectivamente: gl, ^ tj, ^ tij, ^ iitj a $1, ^ ij, ■(! iij, ^J iiij ; os doisl 
imediatos (17.o e IS.o), de quatro ff. somente, rubricados, no pé da frente das treal 
primeiras ff. de cada um deles, respectivamente; <Q, (5 ij, 0} iij e g, jR ij,l 
^ iij ; e o 19.0, de áez ff., rubricado, no pé da frente da segunda, terceira, quarta e \ 
quinta ff., respectivamente: K ij (sic), § iij, 5 iiij, § U ; os 20.o e 21.o, de oito 
íf. cada um, rubricados, no pé da frente das quatro primeiras ff., respectivamente- 
ff, er ij, (ir ÍÍJ, ^ íííj « |l, il ij, |l ÍÍJ, ll íííj ; . os 22.0 e 23.0 (ummos), de 
quatro ff. cada um, rubricados, no pé da frente das três primeiras ff. de cada um 
deles, respectivamente : ^ tj (a primeira ti. deste caderno não apresenta a compe- 
tente rubrica^), J iij e ^ (sic), i] ij, ^ iij. Nas rubricas não foram empregadas 
as letras J e y. 
As folhas que constituem os cadernos ^ a (!J inserem o texto propriamente dito da 
Siílft rV fnl05 íirl rcij Çom ioãa rcgUllilO ; as ff. que constituem o caderno 

S, o texto de fv» =^ U-nfln6nçíio || ha nirjio òo . . . fltij M || |ioão ft- 

llimilO . . . ; as que constituem o caderno §, o texto de !^ ^ flltrilíln ilíl 
rílj Mm Pmiatl m CTartrlln. ; nas que constituem o caderno €, o texto da 
descriç.io da Jílfl í(n iflllltfl ÔOlIn grtntij ÍJrrn gnbOljn. ; as que constituem 
a caderno il, o texto de f^ ^ pijrn0 ílf lioífo ftlÚ)OV grfu fltljriflo. ; 
as que constituem o caderno j^, o texto de ^^ (D fíllHi'"' 605 tlTS JJtlJS lltn- 
flOS. ; e, finalmente, as que constituem o caderno |), ''^ tnUOnbtl. 
Na numeração das folhas notam-se algumas incorrecções. Com a rubrica de $0. ruiti. 
($0. ruiii. e $0. rtliij.) aparecem, seguidamente, duas folhas; e as folhas ílij 
a rliiij estão numeradas, respectivamente: fO. rrlij., $i>. trliij., ^ít. rrlíiij. 
Não ha folhas com as rubricas: $0. rIU. e $0. Cluj. 
No alto do verso e da frente das folhas que inserem a «Vida de D. João II. lè-se, res- 
pectivamente, a indicaç.?o: f^ Wii)n ri, fíitíS hei rílj.— JOoilI gotto fEiUm- 
M. ; nas que conteem a .Trasladação do corpo, do mesmo monarca: ^-^ A trof- 
iníinfn ÒO rorpo 6i:l rílj.-flõ goiio fíflUlIílí. ; nas que trazem "a descrição 
da -Entrada dei rey dom Manoel em Castella» : ^-^ (Ewtraòa 5ci mj. f%-^ — §Õ 
llimiOfl tm rnítrlln. ; nas que inserem a relação da .Ida da iífanta dona Beatriz 
para Saboya» : Jín ín iffnílta íiann grcnti?.— íJíra ênbmjn. ; nas que com- 
preendem a <Paixão de Christo. : ^-^ ^ ^mijriUI ÍC lUlffO fíllljor. ^%-^ — ^t\U 
OTIirifíO, ; nas que conteem o «Sermão dos três Reys iVlagos» : ^-^ (D fínilão 
&0S trcs. — |?EtJS llingus. ; e nas que trazem a .Tauoada. . ^ ^ tflUOn- 

&!»• ^"5 — 3l ínuonôn. 

No alto do verso da folha IV e da frente da V (prels.) vem também (decerto indevida- 
mente), como nas folhas que inserem a descrição da «Trasladação do corpo de 
D. João II., respectivamente a indicação: ^ Uaflaòtt^ io rorvo Òtl rílj. — 

§ã gono o fcgunSo. 

Primeira edição, preciosíssima, desta notável e justamente considerada Crónica de D. 
João II e demais obra» do famoso cronista Garcia de Resende que a acompanham, 
edição desconhecida de Barbosa Machado e também, ao que parece, de todos os 
nossos bibliógrafos antigos, incluindo o erudito Ribeiro dos Sanbs. O primeiro bi- 
bliôgrafo e escritor que desta edição deu noticia supomos ter sido António Feliciano 
de Castilho, que a descreve mui circunstanciadamente no seu magnifico e erudito es- 
tudo sobre Garcia de Resende e suas obras inserto no ultimo dos três volumes ou 
partes dos Excerptos respeitantes ao grande cronista (1), volume que faz parte da 



(1) GARCIA DE RESENDE. (NOTICIA DA VIDA || E OBRAS || DE |i OARCIA 
RESENDE)-PABJE III (Tomo X da colecção), de pag. 41 a 172. 




f? 



LIVRO DAS 

oli.iídt Garcia de Rccfcndf, que tratara da \ ida Ík" grandiffi 

mj '.irtudcsS' bõdaJcr: magnânimo efforfOj cxtehnH^ 

'■oll:uiTifs5í manhas Sr' rauy craros feitos dochriíliani- 

íTlitio muito alcoív' muito podcroíoprintipr cl rry 

dom loam no fcgundo dcftc nome :& dos Rcys 

dePortiipal '^'^' ir^^cnodcglonofa mcmona: 

começado de fcu r.acimcto & toda fuavída 

are ha ora de fiia mortcicõ outras obras 

q adiante Ce feguc.Vay mais acrefcé' 

ladonoujmentcacltcluiro 'ma 

Mifccllaneactrouas domef- 

moaiiáor&hiia vancda 

de de hiftorias.cuftu- 

mcs.cafosA' roo ias 

que cm fcu têpo 

accõiercirá. 




Frontispício do livro descrito no Catálogo sob o n.o 2769. O original mede 227X'52" 

(Pag. 301) 



AZEVEDO - SAMODAES 



301 



76i1- 



interessante colea^o :- «Livraria Clássica Portugueza. Excerptos de todos os princi- 
pães auctores portuguezes de boa noia>, impressa em Lisboa, na Tipografia Lusi- 
tana, 1845-47, e reimpressa em Paris, na tip. de Simon Raçon & C.a, 1805-67 (1) ; se- 
guindo-se-lhe César de ^'iganière, a pags. 28-29 (n." 130) da sua valiosa «Bibliogra- 
phia histórica portugueza> (Lisboa, na tip. do Panorama, 1850, in-8.o de VIII-Il-349- 
IX pags.); e depois, bem pormenorizadamente, Inocêncio, a pags. 118-119 do tomo 
terceiro do «Diccionario bibliographico» (Lisboa, na Imprensa Nacional, 1859). 

Todo o lavor de impressão e composição é verdadeiramente primoroso, constituindo um 
dos espécimes tipográficos mais perfeitos entre os mais formosos que saíram dos 
' nossos prelos na época quinhentista, e que brilhantemente põe em destaque a perí- 
cia e cuidado artísticos das artes gráficas portuguesas primitivas. 

Os exemplares são considerados DE EXTREMA RARIDADE ; nem mesmo se conhecem 
mais de três ou quatro, incluindo o nosso, que provavelmente será o mais bem con- 
servado de todos eles, pois que se mostra tão belo e tão imaculado como se tivesse 
saído hoje das mãos hábeis e cuidadosas dos impressores e não ha já 376 anos I Por 
tudo isto-merecimento da obra, beleza e raridade da edição e notável perfeição do 
e.\emplar-pode sem favor este ser considerado uma VERDADEIRA JÓIA BIBLIO- 
GRÁFICA, de altíssimo apreço e valor, -talvez mesmo a primeira de tantas e tão 
valiosas que a Livraria Azevedo-Samodães continha. 

Passados nove anos, em 1554, fazia-se a segunda edição da obra, a qual edição por 
longo tempo considerada a primeira, saía com os dizeres do frontispício um tanto 
ou quanto alterados, e já sem as duas peças finais (3^ pnifflC bc lUiffO fiulior 
arfa (ffliriftn e (O rcniUUt 906 trrs |lriJS llingns), mas, em compensação, 
acrescentada agora com a famosa Miscellattea, espécie de narrativa dos factos e su- 
cessos contemporâneos, em verso. Desta primeira e raríssima reimpressão possue 
também a Livraria Azevedo-Samodães um bom exemplar, que descrevemos a seguir : 

LIVRO DAS II obras de. . .—Évora, por André de Buryus, lõ54 

(Do jrontisptcií dnnios, em folha aparte, a exada rejirodnçàololo-zincugrájiia) 

In-fol. peq. de VI IT. (prels.) inums. e c.\XNÍiij-x.\iij iiuiiis. pela frente 
afora mais IV iniims., finais. E. 

Na frente da primeira das VI ff. prels. vem o frontispício acima reprodusido foto-ziuco 
graficamente, tendo no verso o Alvará régio de privilegio (o mesmo que insere ; 
edição primitiva já descrita); na ti. II o «^-^ PROLOGO DE GARCIA DE RE 
' SENDE DERIGI !l do a el Rey noffo Penhor.- ; de II. Ill a parte do verso da VI o 
Preambulo ou Introducção : • ^-J VIRTVDES FEY- ^^-^ II çõcs, cortiimes & 
nhãs dei || Rey do loã ho fegundo q || fancta gloria aja.. ; ocupando a parte inferioi 
da mesma II. VI: «^J-^ Soneto de Andree Falcão de Reefende. ^-^^> 
As cxxxiij folhas que formam o primeiro grupo das folhas numeradas do volume 

rem : de Fo. j. a frente da cxvj. o texto propriamente dito da «Vida e feitos dei 
Rey Dom loahan fegundo>, que fecha com o clássico- «DEO ORATIAS.» ; do verso 
da mesma Fo. cxvj. (ornada de uma larja semelhante á que se vê na frente da pri- 



^, /^^/^'^ 



(1) Nest.T reimpressão, em que o titulo genérico da publicação saiu já um pouco 
alterado (.LIVRARIA CLÁSSICA || EXCERPTOS DOS PRINCIPAES AUTORES DE 
BOA nota;: PUBLICADA SOB OS AUSPÍCIOS DE S. M. F EL-RFI D. FER- 
NANDO II OBRA COLABORADA II POR MUITOS DOS PRIMEIROS ESCRIPTO- 
RES DA língua PORTUGUEZA || E DIRIGIDA POR || ANTÓNIO E JOSÉ FELI- 
CIANO DE CASTILHO»), o estudo ou «Noticia da vida e obras de Garcia de Re- 
sende > aparece bastante ampliado por, segundo se nos afigura, José Feliciano de 
Castilho. Decorre de pag. 305 a 367 do tomo III da colecção, que apresenta frontis- 
pício próprio, com os seguintes dizeres: ..GARCIA | DE REZENDE || EXCERPTOS 

II SEGUIDOS DE UMA NOTICIA SOBRE SUA VIDA E OBRAS || UM JUÍZO CRI- 
TICO || APRECIAÇÕES DE BELLEZAS E DEFEITOS ;! E ESTUDOS DE LÍNGUA 

II POR II ANTÓNIO FELICIANO DE CASTILHO.» 



302 



CATALOGO DA LIVRARIA 



meira das xxiij ff. que conteem a Misceltanea, e que adiante se dá em -fac-simileO 
a o verso da Fo. cxviij : 

</%^HA TRASLADA II çain do corpo do muy catoli || co & magnânimo & muy el- 
II forçado Rey dom loam, hollfegundo deftenome: da See || da cijdade de Silucs, 
pêra ho |1 nioefteiro da batalha : por ho r muy ferenifrimo & erdareci 1| do fenhor el 
Rey dom Ma- 1| noel Teu roceffor & herdeiro || neftes reynos & fenhorios de || Portu- 
gal. Foy virto & exami i: nado pollos deputados da|| fancla inquiriçam.» 
que fecha também com o clássico-«DEO ORATIAS.> ; de Fo. cxix. (cuja frente í 
também adornada com a referida tarja) a cxxvij. : 

. ^%^ HA ENTRADA || dei rey dô Manoel em Ca |; ftella.. 

que remata com o usual -«DEO ORATlAS.> ; de Fo. cxxviij. (cuja frente í também 
adornada com igual tarja á que vem nas idênticas peças precedentes) a Fo. cxxxiiij 
(ultima deste primeiro grupo de numeração de fl.) : 

< ^^ HIDA DA IFFAN || te dona beatriz a Saboya.> 

que tem a fechar o costumado- «DEO ORATIAS.> 
Nas xxiij folhas imediatas, ou sejam as que formam o segundo grupo de S. numeradas, 
decorre o texto da 

■ í%-5 MISCELLANEA DE GARCIA DE REE 1| fende : & variedade de hiftorias, 
coftumes, cafos & cou- ' tas que em feu tempo acconteceram.» 
a qual, precedida de um «Prologo», principia, na frente da primeira da» referidas 
xxiij folhas, na disposição que mostra o «fac-simile», que damos, bastante reduzido, 
em folha aparte. 

O «Prologo que precede a Miscetlanea propriamente dita abrange atí parte (cinco 
linhas, ou versos) da segunda coluna do verso da primeira das xxiij folhas; loge 
em seguida, pela epigrafe própria 

« Começa ha obra. > 
terminando por uma .Conclufam.», a que põe remate, como nas peças já descritas, c 
conhecido- ••! Deo grafias.». A fechar a pagina, e em composição a uma so me- 
dida, ainda o registo final e escudo que damos em «fac-simile- foto-zincogpífico : 

•5"Foy imprcíld cfia Mirce!í.ínea de Garcia de Rccfcn Jc 

t;ri ha cndaàe Euora.tm cafa de Andrcc deBurgcs 

imprflTordo Cardcai ifiantr&c.accaboufc a 

ho fi ni de Mayo do sniio do nacimento 

de noíTo Ifiior Icfu Chrifto de 

I$j4 




(O OTXgtnal mcdt 110x106'"'") 



íl 



'•ciMISCELr.ANEA DE GARCIA DE R.EE 

fciidc;&van«Jadfdchí((oriiS,coíhimcs^osÔtcou« 

(is que cm Teu tempo accomcTceram. 

^Prologo. 
Scnhof. tanto mil.tam poitco bcro 

«nto fiuordf Õjuor 
CHas perdas nojos (íompi tanto Vdlcr dcrualrr 
«■ foriunas tem rf incdio tanto plazír.tantos nojo» 

manque deixa pcidcr ctmpo tà pouco J.ir por virtu-lcj 
nutica ho maispodf cobrar untos falfoi 5í mcntins 
cu nsqucfic cm que me vi iam pouca fe à verdade 
dcrtonirnif ôíotiofo nnios fobci bo5Í\' baivo» 

Sc fora de ocupaçGcs tanto Ubcr fcui dar Iruão 

nondcpdi\õi"s&í cuydados cintos (Tmplcsà errado* 
me oçtupci cm c uydar tim poucos hos que acertara. 

flC rccoliicraa memoria untosferuiiosem v5o 

has muitas Sígrãdcícoufai tanto medrar ritnfirruir 
quccmnolTosdiaspaíTãrim raniofoli.írf-í prcridci 
5í IiasnoLiJsnoucdâdcí 
^randcsaccontcfcinuniot 
&dcfuairndasniuJ.-uiçaj 
de vidas&f decofiiMV.n 
tsntos íomrjos Sl' caboi 
taniOÁndírdcfandar 
tanto rohir6t'dcrccr 
tantas voltas maas Si boas 

j tantofa^crderfazcr 

. tanto dar^tanto tomar 

I (âcasmorics.t.ítasgucrras 



1 poucas vidas iV pazes 
I tanto tCcr.tanionon ter 
I tantos dcTconteniamcnio* 
I caQCa£& vãascrpcrançat 



q.inos-XnioJot 
tantos bõos Icm galardani 
&.' iant03 -.n jos Tcni caftijjo 
confelhosfeni caridade 
inoratidam fcm razjo^ 
cobiças. pouco amor 
Ã;amii:.7dc9fing,aii 
tam pcif ^^uiibliaiorqa 
dcchnfVíojMiJiSí] Jc mouros 
tanto rribalhii por \ ida 
tam pouio poi bem morrer 
tantos auaros tiranos 
tantos cu /dados do muncfo 
tantos drfc uy dos de deos 
por couCis qiic baoi dacajur 
S 



':^^^>j^^^r;g-^^ 



Fac-siniile da primeira pag, da Miscettanea de Garcia de Resende, inserta (em edição 
primitiva) na segunda edição da Crónica de D. João II do mesmo autor. O origi- 
nal mede 235X159"n«i. 

(Pag. 302) 



I 



AZEVEDO -SAMODAES 



303 



As IV folhas Bnais inumeradas inserem- • ^-§ HA TA VOADA.», qae termina na parit 
superior da frente (verso em branco) da ultima folha, tendo por remate o clássico - 
«LAVS DEO.», e ocupando o espaço restante da folha, também em composição tipo- 
gráfica de uma sõ medida, a subscrição final, e depois o escudo (do impressor ?) que 
reproduzimos folo-zincográficamente ; 

^A LOVVOR DE DEOS E DA GLOR.IOSA VIR 

gcm noíTa fenhora fe acabou ho Luro da vida & feitos delRev 

dom loam ho fcgundo de Portugíl:6i; ha crjíladiçan) do fea 

corpc-âí ha hida dei R cy dom Manoel a Caftelli: §: hs 

hida da tfiinte dona Breatix a Saboya ; feito poi 

Garoa de Rcfcndt:^ vidoòc tnmmadop» 

lloi díputsdos da fín(íla mquiCfam.POf 

twprdTo em EuoraenicafadeAt»» 

drcede Burgos imprefTor doar 

deal iffantf ao fim de M»« 

ychdo anno de mtl& 

quinhcios.liin. 




(O nriíjiual mede IBlXlSõ""") 



Na composição tipográfica, embelezada de letras iniciais de desenho de fantasia (peque- 
nas gravuras em madeira), empregaram-se apenas caracteres redondos. Com exce- 
pção do frontispício, do < Alvará rcgio>, do «Prologo de Garcia de Reesende», do 
«Soneto de Andree Falcão de Resende» e dos dois registos binais, toda a restante 
composiç.ío tipográfica é a duas colunas por pagina. 

O volume é formado por vinte e dois cadernos de impressão : o primeiro, de seis ff. (as 
prels.), rubricado, no pé da frente da segunda, terceira e quarta ff., respectivamente: 
A ij (a rubrica A competia á primeira H. deste primeiro caderno, porém não a apre- 
senta por a referida li. constituir o rosto do volume), A iij, A iiij ; os vinte cader- 
nos imediatos (2." a 21. o), de oito ff. cada um, rubricados, no pé da frente das pri- 
meiras quatro ff. de cada um dCles, respectivamente: A, A ij, A iij, A iiij a V, V ij, 
V iij, V iiij ; e o ultimo (22.o), de quatro ff. somente (as finais inumeradas), rubri- 
cado, no pé da frente das três primeiras, respectivamente: (^ J, ^-J ij, (^ \ iij- 
Na rubrica dos cadernos não se empregaram as letras J t V. 

Esta primeira reimpressão da Vida ou Crónica de D. João II por Garcia de Resende 
pode também considerar-se preciosa, visto o grande apreço em que é tida, sobre- 
tudo por inserir, em edição primitiva, a interessante Miscellanea com que o autor 
a acrescentou. Os exemplares, muito valiosos, são hoje em dia RARÍSSIMOS.— Ca- 
tálogo Fernando Palha, n.o 2S46. 

Na reimpressão imediata (3.a edição), que não compreende a Miscellanea, o titulo apa- 
rece já bastante alterado, atribuindo-se isso ao editor. Esse titulo (em linhas alter- 
nadas, a preto e a vermelho), e que, salvo pequenas variantes, em quasi todas as 
edições posteriores, reza textualmente assim : 



304 CATÁLOGO DA LIVRARIA 



«Chronica II que tracta da vida e || grandíssimas virtudes, e |1 bondades, magnânimo 
esforço, excelentes costumes, 8r manhas, & claros feytos do Christianissimo || Dom 
loão ho Segundo deste nome : || & dos Reys de Portugal lio decimo tercio || de glo- 
riosa memoria. || Começado de seu nascimento, A toda a sua vida até hora !l de sua 
morte : Ij Com outras obras que adiante se seguem. || Feyta por Garcia de Resende. 

II Derigido ao Excellente Príncipe, Ei Sereníssimo Senhor Dom Aluaro D'al || lem 
Castro, Dvqve, &'c. || (Escudo d'armas do mesmo titular ?) 1! Em Lisboa. || Impressa em 
casa de Simão Lopez... Aimo do Senlwr 1596.» lu-fol. de VI ff. (prels.) inums., 111 
nums., a duas cols., e mais IV inums., finais. 

A esta reimpressão, cujos exemplares são muito raros, seguiu-se outra, que também não 
insere a Miscellanea; ei-la: 

«Chronica II ^ J qve trata da || vida... Em Lisboa\\ Impressa por lorge Rodrigues 
imprimidor de Lliiros: com Ucença\\da Santa Inquisição. Anno do Senhor 1607. • 
In-fol. de VII ft. (prels.) inums., 140 nums. na frente, a duas cols. por pag., e mais 

III inums., finais, de TABOADA. O frontispício t impresso a preto e a vermelho. 
Esta edição, bastante rara também, traz uma Epistola-Dedicatoria, dirigida pelo 
impressor Jorge Rodrigues ao Duque D. Álvaro de Lencastre. Nessa Dedicatória 
erradamente se declara ser esta a terceira edição da obra, citando-se também como 
a primeira publicada pelo autor a de 1554, e como segunda a de Simão Lopes, e 
nada se dizendo ácêrca da autentica primeira, impressa por Luís Rodrigues, em 
1545. Isto demonstra ser já a edição de 1545 quasi ou de todo desconhecida nesse 
tempo : Tal a sua extrema raridade ! 

As demais reimpressões que se fizeram, até nossos dias, são, por sua ordem cronológica, 
as seguintes : 

«Chronica dos valerosos e insignes feitos dei Rey Dom João II. de gloriosa memo- 
ria. Em que se refere, sua vida... Anno (Escudo das armas reais portuguejas; gra- 
vura eui madeira) 7622. Em Lisboa. Com todas as licenças <l aprouações necessá- 
rias. Por António Aluares impressor, it Mercador de Livros. E feyta a sua custa-. 
-No verso da II. 150, por baixo dum grande escudo das armas reais de Portugal: 
Com licença da S. Inquisição, Ordinário, Çj- Paço. Impressa em Lisboa... Anno 1621. 
Acabou-se im Loauor de Deos, esta Chronica dei Rey dom João Segundo,'Rcy que 
foy de Portugal.' In-fol. peq. de X ff. (prels) inums. e 174 nums., decorrendo de 
11. 151 cm diante a Miscellanea. (É edição bem executada, e os exemplares pouco 
frequentes no mercado) ;-«... Dedicada ao III. mo e Rev.mo Senhor Joam de Mello 
Pereird de S. Payo, Do Conselho de S. Magestade, etc... (Vinheta ornamental), 
Lisboa: Na OJiclna de Manoel da Silva, Anno M.D.CC.LIL In-fol. de X ff. (prels.) 
inums. e 120 nums. pela frente, achando-se a Miscellanea de U. 103 em diante; — 
Coimbra: Na Real OJiclna da Universidade. Anno de MDCCLXXXXVlIl. ln-4.o 
de XXXII-382 pags., incluindo também a Miscellanea; - Lhboa - 1902. (Blbllotheca 
de Clássicos Portuguezes-). In-8.o, 3 vols. de 160, 159 e 240-XIV pags., compreen 
dendo igualmente a Miscellanea, que vem inserta de pag. 135 a 240 do 3.° volume. 

Da Miscellanea fez-se também, ha poucos anos, isoladamente, a seguinte edição : 

«Miscellanea e variedades de historias, costumes, casos, e cousas que em seu tempo 
aconteceram. Com prefácio e notas de Mendes dos Remédios. Coimbra : França 
Amado- Editor- 1917. In-8.o de X.XVUI-165 pags., além de uma de Erratas, uma de 
Índice e uma em branco, linal, e trcs .fac-similes», impressos aparte, reproduzindo: 
o primeiro o rosto da segunda edição